14
nov

@@@ O dia de hoje na História… @@@

Postado às 7:00 Hs

14 de novembro:
Dia do Designer.
Dia do Bandeirante.
Dia de São Leopoldo
Dia Mundial das Diabetes.
Neste data em:

1945 – A Bolívia é admitida como Estado-Membro da ONU.
1985 – A erupção vulcânica do Nevado del Ruiz, nos Andes, soterra a cidade de Armero, na Colômbia.
2003 – É descoberto o planetóide Sedna.

Nasceram neste dia…

1839 – Júlio Dinis, médico e escritor português (m. 1871).
1840 – Claude Monet, pintor francês (m. 1926).
1948 – Charles, Príncipe de Gales, da Inglaterra.

Morreram neste dia…

565 – Justiniano I, Imperador Romano do Oriente (n. 483).
1716 – Gottfried Leibniz, cientista alemão (n. 1646).
1921 – D. Isabel, na imagem, a Redentora, Princesa Imperial e regente do Brasil (n. 1846).

1970 — Nestor de Holanda, jornalista e escritor brasileiro (n. 1921).

1974 — Vittorio De Sica, ator e cineasta italiano (n. 1901).

1992 — João Leitão de Abreu, jurista brasileiro (n. 1913).

2001 – Charlotte Coleman, atriz inglesa (n. 1968).

2001- Juan Carlos Lorenzo, futebolista argentino (n. 1922).

2005 — Dom Geraldo do Espírito Santo Ávila, bispo católico brasileiro (n. 1929).

2007 — Bertha Fry, supercentenária norte-americana (n. 1893).

Guilherme Mazui / G1

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) anunciou nesta terça-feira, dia 13,  que indicou para o cargo de ministro da Defesa o general da reserva Fernando Azevedo e Silva. Bolsonaro confirmou a indicação por meio do Twitter logo após chegar a Brasília. O presidente eleito pousou na manhã desta terça na base área para uma nova rodada de conversas com autoridades.

Azevedo e Silva foi chefe do Estado-Maior do Exército e passou para a reserva neste ano. Atualmente, o general assessora o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. Com a escolha de um general, Bolsonaro mantém um oficial-general de quatro estrelas (topo da carreira) à frente do Ministério da Defesa. O atual ministro é o também general Joaquim Silva e Luna. O presidente eleito chegou a anunciar o general Augusto Heleno para a Defesa, porém optou por colocar o militar no Gabinete de Segurança Institucional.

CARREIRA –  Azevedo e Silva nasceu na cidade do Rio de Janeiro. Tornou-se aspirante a oficial de Infantaria em 14 de dezembro de 1976. Chegou ao posto de general do Exército em 2014, e passou para a reserva em 2018. Entre os postos que ocupou na carreira militar estão o de comandante militar do Leste e chefe do Estado-Maior do Exército. Ele ainda chefiou a Autoridade Pública Olímpica durante a gestão da presidente Dilma Rousseff.

Neste ano, passou a assessorar o atual presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. Sua indicação foi atribuída ao atual comandante do Exército, general Eduardo Villa Bôas. Azevedo e Silva foi contemporâneo de Bolsonaro na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), onde o presidente eleito concluiu o curso de formação em 1977, um ano depois de seu futuro ministro.

Azevedo e Silva, assim como Bolsonaro, tem formação de paraquedista. O ministro exerceu funções de instrutor e serviu na Presidência da República e no Gabinete do Comandante do Exército, como chefe da assessoria parlamentar e como subchefe de gabinete. No exterior, desempenhou a função de Chefe de Operações na Missão de Paz da ONU, no Haiti. Já na posto de general, Azevedo e Silva comandou a Brigada de Infantaria Paraquedista e o Centro de Capacitação Física do Exército.

“EXCELENTE ESCOLHA” – O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), informou, por meio de nota, que foi consultado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), na manhã desta terça-feira (13/11), a respeito da indicação do general Fernando Azevedo e Silva, ex-chefe do Estado Maior do Exército, para estar à frente do Ministério da Defesa, como antecipou o Broadcast Político/Estado. “Prontamente disse que seria uma excelente escolha”, disse Toffoli, que desejou sucesso ao general.

Azevedo e Silva foi nomeado para exercer o cargo em comissão de assessor especial no gabinete da presidência do Supremo em 27 de setembro. Desde então, o general assessora a presidência da Corte na formulação de políticas do Conselho Nacional de Justiça de segurança pública, em especial do sistema carcerário. Auxiliares do Supremo ainda não sabem se o general continuará no tribunal nas próximas semanas.

“É com muita alegria que vejo o anúncio do nome do General Fernando Azevedo e Silva para Ministro de Estado da Defesa. Certamente sua larga experiência contribuirá para o fortalecimento da atuação das Forças Armadas, da segurança e da defesa no Brasil”, diz nota assinada por Toffoli e divulgada por sua assessoria. Para o presidente do Supremo, o “perfil técnico” de Azevedo e Silva, “sua dedicação ao serviço público e sua visão republicana são aspectos fundamentais para a nova missão na Administração Pública Federal”.

Pelo menos cinco dos 14 partidos atingidos pela cláusula de barreira nas últimas eleições negociam fusões ou incorporações para preservar o acesso ao fundo partidário e a tempo de rádio e TV no horário eleitoral. Estão nesse grupo a Rede, da ex-senadora Marina Silva, PCdoB, Patriota, PPL e PHS. Em paralelo, o PCdoB, assim como o Democracia Cristã (DC), tentam reverter a medida na Justiça Eleitoral. Outros, como PTC, PMN, PMB, PSTU e PCB pretendem, a princípio, atravessar os quatro anos até a próxima eleição com contribuições de militantes e simpatizantes, ou com economias que têm em caixa, na expectativa de ter um desempenho melhor em 2022. Também planejam investir nas redes sociais para levar sua mensagem ao eleitor. Enquanto isso, partidos maiores tentam filiar os 32 deputados eleitos pelos nanicos, que estão autorizados a migrar sem o risco de perder o mandato por infidelidade.
13
nov

Em Brasília…

Postado às 17:52 Hs

O presidente eleito Jair Bolsonaro informou nesta terça-feira (13) que a pasta do Trabalho manterá status de ministério e não se tornará uma secretaria. Bolsonaro deu a declaração numa entrevista coletiva em Brasília, após ser questionado sobre o assunto. Na semana passada, o presidente eleito havia dito que pasta do Trabalho perderia status ministerial e seria incorporada a algum ministério. “O Trabalho vai continuar com status de ministério. Não vai ser secretaria, não”, afirmou.

Dados apurados pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) apontam que o número de inadimplentes cresceu 4,22% no mês de outubro deste ano em relação ao mesmo período de 2017. Em números absolutos, estima-se que 62,89 milhões de brasileiros estejam com o CPF restrito para fazer compras a prazo ou contratar crédito.

De acordo com a pesquisa, o aumento da inadimplência foi puxado pelo Sudeste, cuja alta observada em outubro foi de 13,30%, além de ser a região do país com o maior número de negativados – 26,10 milhões, o que representa 39% da população adulta da localidade.

Nas demais regiões, as altas foram menos intensas, com o Norte registrando 5,31%, a região Sul 4,11%, o Nordeste 3,91%, e o Centro-Oeste 1,61%. Em números absolutos, o Nordeste aparece com 17,42 milhões de negativados, o Sul com 8,48 milhões, o Norte com 5,86 milhões, e o Centro-Oeste com 5,02 milhões.

O indicador revela ainda que pouco mais da metade (52%) dos brasileiros que têm entre 30 e 39 anos estão negativados, o que equivale a 17,9 milhões de consumidores. Na sequência, estão os consumidores de 40 a 49 anos (14,2 milhões); de 50 a 64 (13,1 milhões); de 25 a 29 (7,7 milhões); de 65 a 84 (5,45 milhões); e dos 18 a 24 (4,3 milhões).

Agência Brasil

Via Blog do Barreto

Um CD que não funcionava por estar “corrompido” passou a prestar. Este é um dos pontos principais no caso Kerinho que pode mudar a representação da bancada federal do Rio Grande do Norte.

Dependendo do que constar no CD (a fonte do Blog não revelou o conteúdo) os 8.990 votos de Kericlis Alves Ribeiro (PDT) serão validados e a coligação 100% RN ultrapassa a Do Lado Certo na soma de votos para deputado federal.

Na prática é a troca de Fernando Mineiro (PT) por Beto Rosado (PP). Errata (11h25): fomos informados que na verdade se trata de um CD.

13
nov

Charge: Pobre Brasil…

Postado às 12:14 Hs

13
nov

No Shopping

Postado às 12:07 Hs

Neste Natal, o Partage Shopping Mossoró celebra as festas de fim de ano com o tema ‘Natal Glacial’, que terá, como principal atração, a Mega Pista de Patinação no Gelo. A abertura acontece no próximo sábado, dia 17 de novembro, a partir das 17h. Em seguida, o tão esperado Papai Noel chegará ao empreendimento, para a alegria de todas as famílias. A chegada do Bom Velhinho será embalada pelo show musical da Companhia Lyricus, a presença dos personagens do espetáculo “Frozen – Uma aventura Congelante”, além de bailarinos profissionais e patinadores. A entrada é gratuita e o evento será realizado na praça de eventos do empreendimento.
13
nov

Em ação

Postado às 12:01 Hs

Executivo sanciona leis apresentadas pelo vereador Rondinelli Carlos

A edição da última sexta-feira, 9, do Jornal Oficial de Mossoró (JOM) traz publicadas duas leis de autoria do vereador Rondinelli Carlos (PMN). A Lei nº 3657, de 9 de novembro de 2018, reconhece como de Utilidade Pública a Associação dos Pais e Amigos dos Autistas de Mossoró e Região (AMOR). Já a Lei nº 3660, também de 9 de novembro de 2018, autoriza a criação do Conselho Municipal de Proteção Animal.

O parlamentar destaca a importância da sanção das proposições. “São leis que contribuem para a defesa das pessoas com o Transtorno do Espectro Autista (TEA), a partir do reconhecimento da AMOR, e também para a efetivação de políticas públicas em defesa dos animais, causas que abraçamos desde o início do nosso mandato e que continuarão sendo contempladas ao longo de toda a nossa atuação na Câmara de Mossoró”, reforçou.

Além das leis sancionadas recentemente pelo Poder Executivo Municipal, o mandato do vereador Rondinelli Carlos aguarda a sanção do Projeto de Lei nº 253/2017, aprovado em plenário na sessão da última quarta-feira, 7, instituindo em Mossoró a Semana Municipal do Agricultor.

O sofrimento é um caminho inevitável e indispensável ao nosso crescimento. Ele nos ensina a vida, a apreciá-la, ter mais prazer em senti-la e vivê-la inteiramente.

Nascemos pedra bruta, embora já cheguemos a esse mundo carregando toda uma bagagem de características que nos fazem únicos.

E as dificuldades nos lapidam. Por vezes tanto e tanto que não compreendemos. Nos olhamos no espelho e nos perguntamos “por que eu?” Olhamos as crianças que sofrem e nos dizemos “que injustiça!” Olhamos a nossa volta, vemos pessoas rindo despreocupadas e nos sentimos ainda pior, como se a felicidade dos outros pudesse aumentar nossa dor.

Mas o sofrimento é uma condição do nosso aperfeiçoamento. Olhem as flores que são podadas cada ano!!! Elas choram também. Mas… em cada galho cortado um novo broto se forma. E como as flores são mais belas, viçosas, renovadas! Elas renascem a cada vez, enquanto a base fica cada vez mais forte e sólida.

E a vida nos poda com freqüência. Umas pessoas mais que outras. Os que aceitam as dores e fazem delas escudo tornam-se grandes, grandiosos mesmo. Os que se debatem tentando evitá-las são sufocadas e morrem pequenininhos.

Grandes homens e mulheres têm geralmente atrás de si uma grande história de lutas e batalhas.

Não lamente porque a vida te trouxe sofrimentos, que sejam físicos ou emocionais. Aceite-os! E faça deles sua arma de luta. Diga-se que quando a tempestade tiver passado você vai poder olhar para o céu calmo e contar as estrelas que te olham de longe… e te admiram, com certeza!

Só percebemos o valor das coisas quando não temos mais ou quando riscamos de perdê-las. Quem nunca sentiu fome e sede realmente não sabe o valor real de um prato de comida ou de um copo de água. Esses são tesouros inestimáveis para quem carece deles.

Assim é a vida. Aprenda que os sofrimentos não vêm para te derrotar, mas para te tornar mais forte. A felicidade, você merece como todo mundo, só que através das suas provações você vai ter uma visão diferente do que ela representa.

Abençoadas sejam as dores se, nos tornando humildes, nos engrandecem!

Abençoada seja a vida que, nos lapidando, faz de nós uma jóia inigualável e sem preço.

Por Letícia Thompson

12
nov

Governadores com Bolsonaro

Postado às 20:10 Hs

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, deverá se encontrar nesta quarta-feira (14), em Brasília, com pelo menos 18 governadores eleitos ou reeleitos. O evento está sendo organizado pelos futuros governadores do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e de São Paulo, João Doria. O encontro, marcado para as 9h, será no Centro Internacional de Convenções de Brasília (CICB), que fica próximo do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), local de trabalho da equipe de transição de governo.

Segundo os organizadores, a ideia é que seja um “encontro de aproximação”. Os anfitriões ainda aguardam a confirmação do futuro presidente. Além de Bolsonaro, deverão participar do evento os futuros ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. A palavra também será aberta aos futuros governadores.

Até agora, confirmaram presença os governadores eleitos do Acre, Gladon Cameli; Amapá, Waldez Góes; Amazonas, Wilson Lima; Distrito Federal, Ibaneis Rocha; de Goiás, Ronaldo Caiado; Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja; Minas Gerais, Romeu Zema; Mato Grosso, Mauro Mendes; do Pará, Helder Barbalho; Paraná, Ratinho Júnior;, Rio de Janeiro, Wilson Witzel; Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra; Rio Grande do Sul, Eduardo Leite; de Roraima, Antonio Denarium; Santa Catarina, Coronel Carlos Moisés da Silva; São Paulo, João Doria; e do Tocantins, Mauro Carlesse.

O vice-governador da Bahia, João Leão, que no momento é governador em exercício, virá representando o estado. Os demais governadores eleitos ou reeleitos ainda não confirmaram participação no encontro.

Agência Brasil

A assembleia, na terça-feira (20) às 9h, para deliberar acerca de indicativo de greve para a categoria. A definição sobre um indicativo de greve tem de ser realizada em assembleia de pauta única e os docentes entenderam que diante da condição precária de trabalho, os atrasos salariais e o não pagamento do 13º salário, é necessário discutir estratégias de pressão ao Governador Robinson Faria. A decisão de pautar o indicativo de greve foi aprovada por unanimidade pelos presentes.

Além do encaminhamento de discussão sobre o indicativo de greve, a assembleia também aprovou uma série de ações buscando garantir o pagamento dos salários em dia e melhoria nas condições de trabalho da categoria. Dentre esses, destaca-se a realização de audiências com a Reitoria da universidade para discutir o auxílio-saúde e a Gratificação de Técnico de Nível Superior (GTNS).

Candidaturas impugnadas nas eleições 2018 receberam um total de R$ 38,7 milhões do fundo eleitoral e de doações oficiais. O valor, pelas regras da Justiça Eleitoral, terá de ser devolvido. A campanha do ex-presidente Lula, que teve sua candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral, foi responsável por R$ 20 milhões do total.

Os valores foram arrecadados antes da confirmação de Fernando Haddad na cabeça da chapa presidencial. A campanha de Lula declarou ter gastado R$ 19,7 milhões dos valores recebidos. Os dados foram organizados pela ONG Movimento Transparência Partidária, com base nas informações publicadas pelo TSE na internet.

12
nov

Informes

Postado às 18:17 Hs

O Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) formou, nesta segunda-feira (12), mais 14 agentes de segurança de diferentes Estados. O II Curso de Operações Aéreas (COA) aconteceu no período de 24 de setembro até 12 de novembro. Durante o curso, os alunos tiveram aulas de disciplinas como ações policiais, atividades de salvamento e combate a incêndio, bem como a capacitação para sobrevivências em ambientes adversos (caatinga, montanha e mar).
A assessoria de imprensa do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, informou nesta segunda-feira que o economista Joaquim Levy aceitou convite para presidir o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no governo Jair Bolsonaro. Atualmente, Levy ocupa um cargo de diretor do Banco Mundial, em Washington (Estados Unidos). Antes, foi ministro da Fazenda no governo da presidente Dilma Rousseff e diretor da administradora de Investimentos Bradesco Asset Management.
12
nov

Charge: Uma política que não muda…

Postado às 15:07 Hs

O próximo governo precisa enfrentar o desequilíbrio entre as receitas e as despesas, que impede o Rio Grande do Norte de retomar os investimentos públicos. Essa percepção está presente nos depoimentos de quatros ex- secretários de Planejamento e Finanças que foram convidados a responder “qual o maior desafio do governo que inicia em primeiro de janeiro de 2019”, quando a senadora Fátima Bezerra toma posse.

Jaime Mariz, que foi secretário de Planejamento no governo Garibaldi Filho, lembra que o desajuste fiscal implica em atrasos nos pagamentos de salários e dos contratos com fornecedores. Para ele, é indispensável uma ousada política tributária que atraia empresas para o Rio Grande do Norte.

Abelírio Rocha, que esteve à frente da área de Planejamento e Finanças no primeiro período do governo Garibaldi, afirma que quem está à frente do Estado deve priorizar a retomada do crescimento e não a permanência no poder.

Enquanto isto, Vagner Araújo, que ocupou o cargo no Governo Wilma, alerta que um possível descompasso entre os governos federal e estadual deve ser superado, porque há um volume expressivo de recursos que, para serem transferidos, dependem das decisões de Brasília.

Para Obery Rodrigues, que foi secretário de Planejamento e Finanças no governo Rosalba Ciarlini, será indispensável resolver o problema provocado pelos gastos crescentes com pessoal. “As despesas com inativos e pensionistas cresceram de uma forma absolutamente insustentável”, destaca.

Fonte: Tribuna do Norte

Via Saulo Vale

O PCdoB deve avaliar amanhã (13) o nome do ex-reitor da Ufersa, Josivan Barbosa (PCdoB), para indicação ao secretariado da governadora eleita Fátima Bezerra (PT). Ele poderá ser indicado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, uma das mais importantes do governo.

A avaliação do nome do ex-reitor para a pasta será durante encontro da Comissão Política do PCdoB, que se reúne amanhã, em Natal, para discutir nomes que serão sugeridos pela legenda para o secretariado de Fátima. O presidente do partido em Mossoró, Pedro Lúcio, afirma que vai defender o nome de Josivan. Oito líderes do partido compõem esse grupo, dentre eles o vice-governador eleito Antenor Roberto (PCdoB).

O grupo pretende entregar uma lista à governadora eleita com os nomes do partido para compor o secretariado.

nov 14
quarta-feira
08 53
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
39 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5750340 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram