15
out

@@@ O dia de Hoje na História… @@@

Postado às 6:00 Hs

15 de outubro:

Dia do Professor.

Dia do Educador Ambiental

Dia do Normalista

Dia de Santa Teresa D’avila

Nesta data em:

1582 – Primeiro dia do calendário gregoriano, introduzido pelo Papa Gregório XIII.

 1815 – Napoleão Bonaparte é exilado para a ilha de Santa Helena (território).

 1940 – Lançamento do filme O Grande Ditador, de Charles Chaplin (na imagem).

Nasceram neste dia…

 1844 – Friedrich Nietzsche, filósofo alemão (m. 1900).

 1908 – John Kenneth Galbraith, economista estado-unidense (m. 2006).

 1915 – Antônio Houaiss, escritor, filólogo, lexicógrafo e ensaísta brasileiro (m. 1999).

Morreram neste dia…

 1389 – Papa Urbano VI (n. 1318).

 1917 – Mata Hari, dançarina neerlandesa executada por espionagem (n. 1876).

 2000 – Konrad Bloch, bioquímico alemão (n. 1912).

2008 — Frankie Venom, cantor canadense (n. 1957).

2009 — Emil Rached, basquetebolista brasileiro (n. 1943).

2015 — Carlos Alberto Brilhante Ustra, Coronel do Exército Brasileiro e notório chefe do Destacamento de Operações de Informação – Centro de Operações de Defesa Interna.

2018 — Paul Allen, empresário e filantropo norte-americano (n. 1953).

15
out

Dia do Professor

Postado às 5:30 Hs

O Governo do Estado e representantes do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta (Sinai) e da Associação dos Servidores do Detran (Astran) fazem acordo para finalização da greve no Detran-RN. Em reunião na tarde desta segunda-feira (14), o secretário-chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, e o diretor geral do Detran-RN, Jonielson Pereira, assinaram com os representantes sindicais o termo que estipula os compromissos firmados.

No documento constam os seguintes pontos acordados entre Governo e servidores: restabelecer mesa de discussão sobre a regularização das Gratificações de Representação de Gabinete junto à Procuradoria Geral do Estado (PGE), Ministério Público e Poder Legislativo; iniciar no próximo ano o processo para concurso público; pagamento das indenizações pendentes; recuperação da estrutura física do Detran; definição de março como data-base da categoria; criação de banco de horas para compensação dos dias não trabalhados com a exigência de no máximo três horas diárias a serem adicionadas na jornada de trabalho até o dia 30 de novembro e, por fim, o Governo se comprometeu a elaborar folha suplementar para fazer as compensações salariais aos servidores.

O atendimento no Detran-RN voltou ao normal nesta segunda-feira após paralisação que se estendia deste o dia 9 de setembro. Uma das maiores preocupações do Governo é resolver a demanda reprimida dos serviços prestados pelo órgão à população.

14
out

Otimismo

Postado às 20:42 Hs

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgou nesta segunda-feira (14) uma estimativa sobre os postos de trabalho temporários para o Natal deste ano. De acordo com a CNC, espera-se a contratação de 91 mil trabalhadores temporários para atender ao aumento da demanda do varejo no período natalino, ou seja, 4% maior do que em 2018 e a maior oferta dos últimos seis anos. Estima-se que o Natal movimente R$ 35,9 bilhões no comércio varejista de todo o país, neste ano, segundo a CNC. Para o presidente da confederação, José Roberto Tadros, essa “retomada parcial do nível de atividade do setor” está sendo influenciada pela inflação baixa, pelos juros básicos no piso histórico, por prazos mais amplos para a quitação de financiamentos e, principalmente, pela liberação de recursos extraordinários para o consumo, como os saques no FGTS e no PIS/Pasep.
14
out

Confira detalhes dos 21 anos do MADA 2019

Postado às 16:34 Hs

O maior e mais tradicional festival de música do RN chega a sua edição de 21 anos. A partir desta sexta (18/10), o MADA (Música Alimento da Alma) aporta na Arena das Dunas com 27 apresentações. A edição está sendo viabilizada com auxílio dos patrocínios da TNT Energy Drink e Prefeitura de Natal, através da Lei Djalma Maranhão, Unimed Natal, TIM, Governo do RN e Lei Câmara Cascudo.

Uma novidade vai surpreender o público ao adentrar a Arena das Dunas. Todos os palcos estarão na parte central do gramado e o público não perderá nenhuma atração. O festival vai das 19h às 5h da manhã com 27 apresentações sem interrupção. Como um dos principais festivais do Brasil a valorizar a criatividade da música autoral de vanguarda, o MADA 2019 aposta em importantes tendências no seu line up.

Estarão em evidência o hip hop contemporâneo e a chamada nova MPB, apresentando artistas que estão renovando esses gêneros. Também reúne algumas grandes performances musicais com estrelas que já conquistam seu espaço no mercado.

Confira o line up : 

18/10 – Sexta

18h – Abertura dos portões

19h30 Mad Dogs [Palco TIM]

20h Júnior Groovador e banda [Palco TNT]

20h30 Potyguara Bardo [Palco TIM]

21h Luiza Lian [Palco TNT]

21h40 MC THA [Palco TIM]

22h20 Teto Preto [Palco TNT]

23h10 Baco Exu do Blues [Palco TIM]

0h10 Baiana System [Plco TNT]

19/10 Sábado

18h – Abertura dos portões

19h00 T Yuri [Palco TNT]

19h30 Ouen [Palco TIM]

20h Zé Caxangá e seu Conjunto [Palco TNT]

20h30 Bule [Palco TIM]

21h BEX [Palco TNT]

21h40 Luedji Luna {Palco TIM]

22h30 Plutão Já Foi Planeta [Palco TNT]

23h20 Flora Matos [Palco TIM]

00h20 Natiruts [Palco TNT]

01h40 Djonga [Palco TIM]

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, marcou para a próxima quinta-feira, 17, o julgamento do mérito de três ações que discutem a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. Segundo o Estadão, a discussão da medida faz parte de uma série de julgamentos que traz implicações diretas para o rumo da Operação Lava Jato, podendo beneficiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso após ser condenado no caso do tríplex do Guarujá (SP). Relator de três ações que discutem a execução antecipada de pena, o ministro Marco Aurélio Mello já cobrou tanto Toffoli quanto a sua antecessora no comando da Corte, Cármen Lúcia, pedindo a inclusão do tema na pauta do plenário. Em dezembro de 2018, na véspera do recesso de fim do ano, Marco Aurélio deu liminar derrubando a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, mas a decisão acabou cassada por Toffoli no mesmo dia.

Por Pedro do Coutto

Levantamento da Confederação Nacional da Indústria revela que na última década os salários perderam 16% de seu poder de compra, reduzindo o consumo de produtos manufaturados e funcionando para baixar o custo do sistema industrial, mas ao mesmo tempo diminuindo a oferta de preços no mercado. A produtividade, que podia ser apontada como essencial para um desenvolvimento sustentável, não apresentou índices expressivos e por isso os números comparativos da economia podem iludir e passar uma visão no fundo irreal.

A diminuição dos custos unitários do trabalho, indicador muito usado pelo sistema industrial brasileiro, recuou com base na diminuição da massa salarial.

CONTRADIÇÕES – A reportagem é de Loreana Rodrigues e Eduardo Rodrigues, edição de domingo de O Estado de São Paulo. A importância maior da matéria é que o estudo potencial do mercado colide com os dados recentes do IBGE. Proponho então duas coisas: que o IBGE, se for possível, conteste o panorama da CNI, e que a Fundação Getúlio Vargas publique sua versão a respeito de salários e empregos no espaço de tempo que vai de 2009 a 2019.

O problema relativo aos salários está também contido no fato de 11% dos profissionais de nível universitário ganharem até 1 salário mínimo. A matéria está assinada por Douglas Gravas e também foi publicada em O Estado de São Paulo. Por aí pode-se avaliar o panorama social que está atingindo o país.

INFORMALIDADE – Uma das causas reside no fato do avanço do emprego informal que no momento compõe cerca de 40% da mão de obra ativa brasileira. Quando a informalidade avança, claro, em consequência, recuam as receitas do INSS e do FGTS. A informalidade, assim, forma ao lado do desemprego para justificar não estar ocorrendo o necessário pagamento obrigações sociais por parte dos empregadores.

Uma das formas de combater o custo unitário dos produtos situa-se no plano da produtividade. Isso porque, quanto maior for a produtividade, menores serão os custos dos produtos industrializados. Entretanto, para a Confederação Nacional da Indústria, nos últimos anos a produtividade praticamente estagnou, bloqueando assim um dos caminhos principais para valorização relativa tanto das empresas empregadoras quanto dos empregados.

Portanto, o impasse entre capital e trabalho continua.

14
out

Charge: Nosso mínimo

Postado às 10:55 Hs

Charge do Duke

Instituições financeiras reduziram, pela décima vez seguida, a estimativa para a inflação este ano. Segundo pesquisa do Banco Central (BC) feita ao mercado financeiro, divulgada todas as segundas-feiras pela internet, a previsão para a inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, passou de 3,42% para 3,28% em 2019. Para 2020, a estimativa caiu de 3,78% para 3,73%, na segunda redução seguida. A previsão para os anos seguintes não teve alterações: 3,75% em 2021, e 3,50%, em 2022.
14
out

Jair Bolsonaro quer abrir caixa preta

Postado às 8:15 Hs

Bolsonaro endureceu o jogo com Luciano Bivar. Passou a defender como bandeira principal a abertura da “caixa preta” dos fundos eleitorais e partidários do PSL, sob o controle absoluto do deputado pernambucano, a quem acusa de administrar a dinheirama de forma autoritária e coronolesca.

O presidente acha que é dinheiro demais – algo em torno de R$ 1 bilhão entre os anos de 2019 a 2022, somando-se as reservas eleitorais e partidárias (são dois fundos, portanto duas receitas) – para ficar apenas sob o domínio de uma só pessoa. Sugere que Bivar socialize as contas e pede que a sigla aja com transparência, alegando que as contas partidárias estão em situação grave.

“A gente quer transparência. Eu não quero que estoure um problema e depois a imprensa me culpe ‘ah, você não sabia? ”. O desabafo de Bolsonaro soa como mera perseguição a Bivar, um jogo do tudo ou nada para enxotá-lo do PSL e assumir o seu controle.

Blog do Magno

14
out

@@@ O dia de hoje na História… @@@

Postado às 6:45 Hs

14 de outubro:
Dia Nacional da Pecuária
Dia do meteorologista
Dia de São Calixto
Nesta data em:

1922 – Estreia do clássico do expressionismo alemão do cinema mudo de terror, Nosferatu, Eine Symphonie des Grauens, de Friedrich Murnau.
1947 – Chuck Yeager atinge a velocidade do som no avião experimental Bell X-1.
1964 – Martin Luther King Jr. (na imagem) torna-se a pessoa mais jovem a receber o Prémio Nobel da Paz.

Nasceram neste dia…

1663 – Jaime II de Inglaterra (m. 1701).
1894 – E. E. Cummings, poeta estadunidense (m. 1962).
1927 – Roger Moore, ator britânico.

Morreram neste dia…

1916 – Manuel de Melo Cardoso Barata, político brasileiro (n. 1841).
1959 – Errol Flynn, ator estadunidense (n. 1909).
1997 – Harold Robbins, escritor estadunidense (n. 1916).

2011 — Leon Cakoff, crítico de cinema sírio, naturalizado brasileiro, fundador da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (n. 1948).

2013 — Bruno Metsu, futebolista e treinador de futebol francês (n. 1954).

2015 — Luís Carlos Miele, produtor e ator brasileiro (n. 1938).

2016 — Orival Pessini, ator e humorista brasileiro (n. 1944)  o (Fofão).

Um ser humano estava viajando e, acidentalmente, entrou no paraíso. Estava cansado, e pegou no sono sob a árvore dos desejos. Quando despertou, estava com muita fome, então disse: “Estou com tanta fome, desejaria poder conseguir alguma comida de algum lugar” e imediatamente apareceu comida vinda do nada – simplesmente uma deliciosa comida flutuando no ar. Ele estava tão faminto que não prestou atenção de onde a comida viera – quando se está com fome, não se é filósofo.

Começou a comer imediatamente, a comida era tão deliciosa! Depois, a fome tendo desaparecido, olhou à sua volta. Agora estava satisfeito. Outro pensamento surgiu em sua mente: “Se ao menos pudesse conseguir algo para beber…” E como não há proibições no paraíso, imediatamente apareceu um excelente vinho. Bebendo o vinho relaxadamente na brisa fresca do paraíso, sob a sombra da árvore, começou a pensar: “O que está acontecendo? O que está havendo? Estou sonhando ou existem espíritos ao redor que estão fazendo truques comigo?”. E espíritos apareceram. E eram ferozes, horríveis e nauseantes. Ele começou a tremer e um pensamento surgiu em sua mente: “Agora vou ser assassinado, com certeza!”. E foi assassinado!

 Esta é uma antiga parábola indiana de imenso significado. Sua mente é a “árvore dos desejos” – o que você pensa, mais cedo ou mais tarde, se realiza. Às vezes o intervalo é tão grande que você se esquece completamente que, de alguma maneira, “desejou” aquilo; então não faz a ligação com a fonte.

 Mas se olhar profundamente perceberá que todos os seus pensamentos, com medos/receios estão criando você e sua vida. Eles criam seu inferno ou criam seu paraíso. Criam seu tormento ou criam sua alegria. Eles criam o negativo ou criam o positivo. Todos aqui são mágicos. E todos estão fiando e tecendo um mundo mágico a seu redor e aí são apanhados. A própria aranha é pega em sua própria teia.

 Ninguém o está torturando a não ser você mesmo. E uma vez que isso seja compreendido, mudanças começam a acontecer. Então você pode dar a volta, pode mudar seu inferno em paraíso; É simplesmente uma questão de pintá-lo a partir de um ângulo diferente. A responsabilidade é toda sua.

 Seu “paraíso” só depende de VOCÊ.

O senador Styvenson Valentim (PODE-RN) apresentou projeto de lei que veda a participação de pessoas condenadas criminalmente ou por ato de improbidade administrativa na propaganda eleitoral.

A proibição valeria durante o período em que os alvos estiverem cumprindo pena restritiva de liberdade.

A matéria, apelidada pelos parlamentares de “Tira Lula”, tramita em caráter terminativo, por isso basta ser aprovada na Comissão de Constituição e Justiça. Na eleição de 2018, o PT explorou fortemente a imagem do petista, nos estados e na disputa presidencial.

Painel/Folha de S.Paulo

Uma pesquisa pioneira, iniciada e desenvolvida no Laboratório de Tecnologia de Alimentos da UFRN, estuda a obtenção da polpa de frutas em pó por meio de uma técnica simplificada que consegue manter grande parte das características naturais do produto. A intenção dos pesquisadores é oferecer um pó puro, composto 100% de fruta, totalmente solúvel em água gelada e que mantenha a maior parte dos benefícios naturais após a sua reconstituição, sem a adição de produtos químicos conservantes.

O produto final se diferencia da farinha de frutas ressecada, que já pode ser encontrada em supermercados, mas que peca por, na maioria das vezes, não ser hidrossolúvel e nem recuperar as qualidades da fruta após reidratada. A proposta da pesquisa é oferecer um pó diferenciado e nutritivo, com a vantagem de ser produzido a baixo custo.

A polpa de fruta em pó é estudada desde o fim da década de 1980 pela professora do departamento de Engenharia Química da UFRN Maria de Fátima Dantas de Medeiros, responsável pelo estudo pioneiro que utilizou uma fruta regional de época, o umbu, na primeira tentativa de obter um pó com bom rendimento e reconstituição quase total após adição de água. O estudo se diferenciou por realizar a secagem em um equipamento alternativo chamado leito de jorro, que ofereceu 70% de rendimento após o processo, considerado altamente satisfatório.

O leito de jorro é um equipamento concebido originalmente para a secagem e processamento de grãos, mas, devido a algumas características fluidodinâmicas, foi o escolhido pela professora para dar continuidade a pesquisa na universidade. Nestas décadas de estudo, várias frutas regionais como acerola, seriguela, cajá, tomate, manga, pinha, abacate, cajá-manga, graviola, jambolão, açaí, entre outras, além de mistura de polpas, foram analisadas, com diferentes resultados e aproveitamentos.

Na evolução da pesquisa, a equipe passou a trabalhar também com resíduos de frutas, que seriam materiais descartados pelas fábricas de polpa de frutas congeladas. Essas empresas, após o envasamento e congelamento do sumo da fruta, descartam uma grande quantidade de resíduos formados por cascas, caroços e sementes. “Dependendo do tipo de resíduo, essa sobra que seria descartada, às vezes, chega a ser mais rica do que a própria polpa vendida no mercado ao consumidor final”, compara Maria de Fátima Medeiros.

O resíduo da acerola, por exemplo, que antes seria descartado, apresenta vitamina C, compostos fenólitos e atividade antioxidante. No processo realizado pelas indústrias de polpa congelada, as frutas passam por uma despolpadeira e as toneladas de resíduo podem ser descartadas no lixo comum, encaminhadas para compostagem ou doadas para ração de animais, entre outros fins que nem sempre atentam para o cuidado com o impacto ambiental.

No laboratório, já foram desenvolvidas pesquisas com resíduos de cajá, umbu, acerola e pitanga. A mistura, secagem e transformação em pó de frutas tropicais como manga, umbu e seriguela já foi realizada com resultados considerados satisfatórios pela equipe. Nesse caso, a mistura de polpas em leito de jorro é acrescida de adjuvantes (lipídios, amido e pectina), visando a obter uma melhor performance do secador sem o comprometimento da qualidade sensorial, da composição do produto e sem adição de outros aditivos, como conservantes e aromas.

Nesse último caso, a professora Maria de Fátima cita que “a mistura reconstituída regenerou de forma satisfatória as características físico-químicas e propriedades físicas da mistura in natura. As perdas de vitamina C foram compatíveis com as verificadas em processos que envolvem o aquecimento de alimentos e que, quando incorporado a iogurtes naturais desnatados, os testes de degustação, aparência e odor indicaram boa aceitação do produto”.

Outras experiências utilizaram leite ou banana verde como complemento a algumas frutas de baixo desempenho no processo simplificado do leito de jorro e, com isso, conseguiram um produto diferenciado, a exemplo do uso de goiaba com leite e açaí com banana verde, que com a combinação de elementos permitiram um bom aproveitamento de material e produção de pó de excelente qualidade.

O pó originado desses produtos pode ser reidratado na forma de sucos, vitaminas, ingrediente para enriquecimento de bolos, tortas, saborização de iogurtes e açaí e apresenta a praticidade como uma de suas grandes vantagens por ser facilmente transportado e preparado apenas na hora do consumo, mantendo o sabor, cheiro e grande parte de suas características naturais e benefícios.

Fonte: Assessoria

Por Fábio Medina Osório

Nesse contexto de crise, observa-se um desgaste contínuo da força-tarefa da Lava-Jato, exposta ao crivo da opinião pública diante das sucessivas revelações do site The Intercept. Se é certo que as provas não poderão ser usadas nas esferas judicial e administrativa, por serem de origem ilícita, não se pode negar que, politicamente, causam estragos profundos, especialmente porque os interlocutores não apresentam uma negativa veemente e cabal para mostrar que as conversas não sejam verdadeiras.

Ao contrário, os indícios apontam na direção da sua verossimilhança, exigindo contraponto permanente quanto ao conteúdo, não obstante as lacunas e falta de contextualização.

MUITO DESGASTE – Esse uso contínuo do material do The Intercept provoca muito desgaste dos membros do Ministério Público Federal na comunidade jurídica, com riscos reais à operação Lava Jato, exigindo, cada vez mais, prudência nas medidas a serem tomadas pela força-tarefa.

Essa crise pode ensejar aperfeiçoamentos. A tendência é que se reduzam, por exemplo, as prisões arbitrárias. Existe, ademais, cenário de potenciais nulidades na operação, o que se pode debitar ao entendimento dos Tribunais Superiores e à falta de cautela na origem. Tal perspectiva pode aprimorar os mecanismos de defesa na operação.

Quer dizer, bastaria um olhar mais garantista na condução dos processos e se evitaria o debate estéril sobre nulidades nos Tribunais.

AMPLA DEFESA – A experiência indica que, quanto mais reforçadas as garantias da defesa, menores as chances de haver arguição de nulidades. Ao mesmo tempo, é impossível ignorar que a nova Lei de Abuso de Autoridade surtirá efeitos no imaginário do Judiciário e do Ministério Público, amplificando a prudência e os níveis de fundamentação racional.

A Lava Jato, de qualquer sorte, seguirá com força seu caminho de depuração dos valores éticos e republicanos, aperfeiçoando-se como instrumento de combate à corrupção. Essa operação é um patrimônio cultural do Brasil e precisa ser preservada.

Por Antonio Carlos Fallavena

Não se brinca de justiceiro. Não se brinca de judiciário. Não se brinca com uma nação. A atual composição do Supremo Tribunal Federal não representa a justiça brasileira que a imensa maioria do povo deseja. Ao invés de atuarem como guardiães da Constituição e da Alta Corte, diversos ministros defendem conceitos de interesses próprios e de seus terceiros.

As restrições feitas à atuação fiscalizatória do antigo Coaf, da Receita Federal e do Banco Central, por exemplo, constituíram uma blindagem do senador Flávio Bolsonaro, de seu ex-assessor Fabricio Queiroz e de membros do próprio Supremo.

BLINDAGEM – Se o nobre senador não se agarrasse às pernas do pai, não se escondesse em local que não lhe pertence e tivesse posição de homem de verdade, resolveria seus problemas por si, mostrando a cara e indo a luta. O mesmo raciocínio vale para as outras autoridades que foram blindadas.

Durante os primeiros meses de mandatos, o nobre senador nada fez, além de fugir às responsabilidades: Nada. Lembrou-me Lula escondendo-se atrás do cadáver da falecida Marisa Letícia!

O Senado tem de se posicionar urgente sobre a lava toga e seus membros que devem explicações à justiça e ao povo! Ou não terá o por que existir!

JUSTIÇA SOCIAL – Estou ficando cada vez mais idoso e mais e mais intrigado com alguns termo e suas definições. Exemplo: o que é justiça social? O que tenho encontrado como justiça social, em várias áreas, é o “distribuição de esmola e de privilégios”.

Em breve, se Deus permitir, estaremos debatendo na internet em um site especial (por estar sendo implantado exclusivamente com essa finalidade) alguns temas que se tornaram tabus e cujos encaminhamentos demonstram profundas distorções. Cotas na universidade, reforma agrária, tratamento de vícios, educação e ensino, puxa, são questões variadas e importantíssimas para o futuro do país.

Aliás, esses debates deveriam ser permanentes, mas continuam a ser boicotados. Contamos com a participação de nossos colegas tribunários para movimentar e fundamentar as discussões e avisaremos aqui quando o site for lançado. Assim espero.

As manchas de óleo que têm atingido as praias nordestinas desde 2 de setembro não provocaram problemas ao turismo no Rio Grande do Norte. A informação é da Secretaria de Turismo do RN e se baseia em levantamento feito junto a hotéis de Natal e de Pipa pela Associação Brasileira de Hotéis (ABIH).

De acordo com o presidente da entidade, José Odécio, não houve nenhum cancelamento e alguns hotéis estão com ocupação de 100% até este fim de semana. “Estamos sempre em contato com os órgãos municipais e agentes de turismo que estão nas praias. A ABIH está monitorando esse processo para divulgarmos notícias verdadeiras, por meio de vídeos”, disse.

Ele acrescentou que “as principais praias que o turista frequenta não estão sofrendo com esse acidente”. “Sabemos que é algo pontual, mas estamos cobrando que os culpados sejam responsabilizados”, comentou.

A secretária de Turismo do RN, Ana Maria Costa, disse que as providências por parte do Governo do RN, em parceria com os municípios e os entes federais estão sendo tomadas. Para ela, pelo menos por enquanto, o que preocupa mesmo são informações erradas com relação às manchas.

“Para o turismo é muito prejudicial dissiparmos a ideia de que estamos com nossas praias completamente sujas de óleo; o que é uma inverdade. Devemos ter muito cuidado ao disseminar uma notícia para saber se ela condiz com a realidade ou não”, afirmou.

A secretária alertou que “o que pode afetar a economia e afastar o turista são essas fakenews que precisam ser combatidas”. Desde sexta-feira (11) o Instituto de Meio Ambiente do RN (Idema) promove um levantamento sobre o problema no litoral potiguar.

“A proposta é obtermos informações mais elucidativas, além dos relatórios que temos recebido do Ibama. Estamos unindo esforços para elaborarmos um diagnóstico da situação do Rio Grande do Norte em relação aos impactos desse material em nosso litoral”, explicou o diretor-presidente do Instituto, Leonlene Aguiar.

De acordo com levantamento que vem sendo feito pelo IBama, o Rio Grande do Norte aparece como um dos estados menos afetados pelas manchas, apesar da alta frequência de registros. Pelo levantamento do Instituto, o RN possui 44 pontos inspecionados.

Fonte: OP9

Neste domingo, 13, às 5h da manhã em Brasília (10h em Roma), a soteropolitana Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, conhecida como Irmã Dulce, torna-se a primeira santa nascida no Brasil reconhecida pela Igreja Católica. Ela se torna a Santa Dulce dos Pobres. A canonização ocorre nove anos após o colegiado de cardeais e bispos da Congregação para a Causa dos Santos, da Cúria Romana, atestar o primeiro milagre atribuído à Irmã Dulce descrito no processo de beatificação da religiosa iniciado pela Arquidiocese de São Salvador da Bahia. A decisão do colegiado é baseada em avaliação de peritos de saber científico (como médicos) e teólogos. O milagre que levou à beatificação foi a intercessão da freira, a pedido de orações de um padre, para salvar a vida de uma mulher que deu à luz a um menino e estava desenganada por causa de uma hemorragia depois do parto, que os médicos não conseguiam conter. O caso ocorreu nove anos após a morte de Irmã Dulce (2001), em uma cidade do interior de Sergipe.
out 15
terça-feira
06 14
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
23 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5803076 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram