Um rato olhando pelo buraco na parede vê o fazendeiro e sua mulher abrindo um pacote. Pensou logo em que tipo de comida poderia ter ali. Ficou aterrorizado quando descobriu que era uma ratoeira.

Foi para o pátio da fazenda advertindo a todos: “Tem uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa.”

A galinha, que estava cacarejando e ciscando, levantou a cabeça e disse:

– Desculpe-me sr. Rato, eu entendo que é um grande problema para o senhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda.

O rato repetiu a história ao porco.

– Desculpe-me sr. Rato, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser rezar. Fique tranqüilo que o senhor será lembrado nas minhas preces.

O rato dirigiu-se à vaca e repetiu a história.

– O que sr. Rato? Uma ratoeira? Por acaso estou em perigo? Acho que não!

Então o rato voltou para a casa, cabisbaixo e abatido, para encarar a ratoeira do fazendeiro. Naquela noite ouviu-se um barulho, como o de uma ratoeira pegando sua vítima. A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia.

No escuro, ela não viu que a ratoeira prendeu a cauda de uma cobra venenosa. A cobra picou a mulher. O fazendeiro levou-a imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre. Todo mundo sabe que, para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja. O fazendeiro pegou seu cutelo e foi providenciar o ingrediente principal.

Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá- los, o fazendeiro matou o porco. Como a mulher não melhorou, muitas pessoas vieram visitá-la. O fazendeiro então sacrificou a vaca para alimentar toda aquela gente.

Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito, lembre-se: quando há uma ratoeira na casa, toda a fazenda corre risco.

(Autor desconhecido)

Nos últimos anos, as redes sociais se tornaram uma fonte importante de acesso a notícias. Contudo, esta tendência começa a mudar. A conclusão é do Relatório sobre Notícias Digitais do Instituto Reuters, um dos mais conceituados do mundo. O estudo, divulgado nesta semana, entrevistou milhares de pessoas em 37 países para entender os hábitos de consumo de jornalismo.

Segundo a pesquisa, o índice de pessoas que se informam pelas redes sociais caiu em diversos mercados importantes, como Estados Unidos (6%), Reino Unido e França. “Quase a totalidade disso se deve à diminuição da busca, publicação e compartilhamento de notícias do Facebook”, analisam os autores. Apesar disso, a rede social ainda é a mais utilizada para ler notícias (36%), seguida de Whatsapp (15%), Twitter (11%), FB Messenger (8%) e Instagram (6%).

Os Correios lançaram uma ferramenta importante para agilizar a vida do cliente, o aplicativo de pré-atendimento. Inicialmente, o APP permitirá a pré-postagem de encomenda nacional. Para o próximo semestre, está prevista a inclusão de outras funcionalidades. Disponível na Play Store para os aparelhos Android (versão 6 ou superior), o aplicativo também poderá ser baixado nos aparelhos com sistema IOS a partir do mês de julho.

Com o aplicativo Pré-Atendimento dos Correios, o cliente poderá preencher os dados necessários para o envio de sua encomenda, saber preços e prazos, realizar a pré-postagem e até imprimir o rótulo de endereçamento e a declaração de conteúdo. Com o código gerado, o cliente terá até três dias úteis para finalizar a postagem em qualquer agência dos Correios.

Para o presidente Carlos Fortner, o lançamento do aplicativo é um exemplo de que a empresa está se modernizando e se adequando às necessidades dos usuários. “Nosso foco, hoje, está em três pontos principais: presença nacional, qualidade dos serviços e sustentabilidade da empresa. Com esse aplicativo, estamos colocando um pedaço das agências dos Correios no bolso de cada cidadão brasileiro e assim, agilizando o atendimento e melhorando a experiência do nosso cliente”, declarou.

Durante agenda em Mossoró nesta quarta-feira (13), o governador Robinson Faria (PSD) voltou a prometer a atualização dos salários dos servidores públicos estaduais. Ele afirmou que pretende, em 60 dias, colocar os salários em dia, incluindo o 13º salário de 2017.

Segundo ele, o Governo do Estado trabalha sob três tratativas para atualizar os salários: São operações de crédito no Banco do Brasil, outra na Caixa Econômica Federal e a antecipação das receitas dos royalties do petróleoEsta última foi aprovada na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (13) e permite que o governo antecipe receitas no valor de R$ 162 milhões.

“É uma previsão, porque muitas coisas não dependem só de mim, dependem também de Brasília [órgãos do Governo Federal]”, destacou.

Via Saulo Vale

 

13
jun

Parceria

Postado às 5:53 Hs

O coordenador de relacionamento com universidades do Canal Futura, Acácio Jacinto, visitou a vice-reitora da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Fátima Raquel, para ratificar o interesse de continuar a parceria com a UERN TV. O contrato de parceria será renovado por mais três anos. Acácio Jacinto elogiou a atuação e a produção da UERN TV, enfatizando a satisfação em manter a parceria. “Das 70 universidades com quem mantemos parceria, a UERN está entre as cinco mais engajadas”, destaca o coordenador. Ele revela ainda que as produções da TV em Mossoró são 200% mais acessadas que as demais parceiras. Para além do engajamento, Acácio Jacinto enalteceu a qualidade das produções da TV Universitária. Ele citou como exemplo o documentário “TRANSformar”
08
jun

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Postado às 11:52 Hs

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Diante do ocorrido na madrugada desta sexta-feira, 08 de junho de 2018, com parte da estrutura de um dos camarotes do Mossoró Cidade Junina, a TV Cabo Mossoró lamenta o ocorrido, solidariza-se com as vítimas e traz esclarecimentos pertinentes:

1 – O Grupo TCM não é proprietário do camarote. O Grupo adquiriu o direito de realizar ali ações de exposição de sua marca, recebendo da empresa vencedora da licitação para montagem e exploração do camarote toda a estrutura pronta;

2 – Inclusive, no camarote, a comercialização de senhas/acessos é de responsabilidade da empresa vencedora da licitação para exploração do camarote;

3 – O Grupo TCM informa que, ao firmar o patrocínio com a empresa proprietária do camarote, certificou-se que o mesmo estava devidamente liberado pelo Corpo de Bombeiros;

4 – O Grupo TCM participa ativamente da promoção de eventos na região Oeste do Estado, seja por meio de patrocínio, divulgação, cobertura e espaço de mídia. Esta prática não é diferente com o Mossoró Cidade Junina, um dos mais expressivos eventos do Estado;

5 – Independentemente de culpa ou responsabilidades, entendemos que o momento é de acompanhar o estado das vítimas, o que o Grupo TCM está fazendo. Em paralelo, o Grupo TCM se compromete em acompanhar as apurações deste incidente e manter o público informado, como sempre tem feito ao longo dos seus 15 anos,

A Direção.

 

Já houve quase uma década para compreendê-lo e aceitá-lo. Criado em 2009, o WhatsApp continua se mostrando um poderoso instrumento contra todas as formas de comunicação instituídas. O mensageiro do Facebook tem uma dinâmica própria. Nele, a privacidade, o sigilo pessoal e, por mais curioso que pareça, o coletivo dialogam no mesmo plano. Pelo WhatsApp, é possível atingir milhões de pessoas com uma mensagem sem identificar seu autor. Essa capacidade, perante a qual imprensa e governos lutam, ao invés de entendê-la, explica a dimensão que tomou o protesto dos caminhoneiros que parou o Brasil há nove dias.
26
maio

§ § Espaço Web § ” O tempo “

Postado às 21:00 Hs

Sonhos, planos e objetivos temos aos montes. O que nos falta, são as oportunidades para realizá-los, falta o começo do fio, o primeiro degrau, o primeiro caminho de uma estrada que prevemos longa e rica.

Perdemos um grande tempo porque nos conhecemos o bastante para saber quais são nossos desejos, mas não o suficiente para acreditar que podemos chegar ao fim deles.

Claro, essa regra não se aplica a todo mundo e é por isso que o mundo continua a andar.

Há quem chegue a uma certa idade e se ache velho demais para construir.

Essas pessoas olham para trás e admiram os que consideram fortes e determinados e se dizem que tudo o que eles mesmos fizeram foi viver o dia-a-dia como o mais comum dos mortais. E mesmo se os sonhos não morreram em si, acham que agora é tarde para tentar encontrar o caminho ao qual teriam dado o primeiro passo.

Claro, voltar atrás é impossível. O que é possível ainda é não se considerar velho demais e nem morto em vida, é saber que o mundo continua enquanto nós continuamos e que, mesmo se precisamos rever nossos planos e traçar outros, sempre é tempo de começar algo.
Não é por que corremos o risco de nunca ver as flores que devemos deixar de plantá-las.

Se não alcançarmos a bênção de vê-las floridas, outros o farão, sentirão seu perfume e pensarão em nós.

Os que esperam o tempo de saber onde começar nunca fazem nada, porque a idéia já é o começo e as atitudes a serem tomadas para dar vida a ela são os passos seguintes.
Quando não sabemos por onde começar, devemos começar pelo que sabemos, nos aplicar nas pequenas coisas e pequenos detalhes que, juntos, poderão realizar grandes coisas.

Se você tem planos no fundo do seu coração para fazer o bem, a caridade e não começa por que não sabe por onde, comece com seu irmão, a casa do seu vizinho ou com seu colega de trabalho. A gentileza, o dom sincero de si e a bondade, são recursos que temos naturalmente.

O que você parece insignificante, para uma outra pessoa pode ser o ponto que vai transformar sua vida.

Quaisquer que sejam nossos projetos, comecemos pela fé de que se realizarão.

Depois podemos olhar para nossas mãos e ver o que já possuímos, o que pode ser aproveitado.
O fato é que de braços cruzados nunca chegaremos a voar por nós mesmos.

Mesmo os pássaros quando voam e procuram alimentos estão sempre de asas abertas, observam o mundo, o movimento e descobrem onde podem pousar.

Ponha amor nas mãos e mãos à obra! É bem conhecido que grandes feitos sempre começaram por pequenos passos.

Por Letícia Thompson


O fundador do Observatório da Imprensa, o jornalista Alberto Dines, morreu aos 86 anos, na manhã de hoje, em São Paulo. Segundo a equipe do observatório, Dines morreu no Hospital Albert Einstein, no Morumbi, Zona Sul da capital paulista.

“É com profunda tristeza que a equipe do Observatório da Imprensa comunica o falecimento de seu fundador, Alberto Dines (1932-2018), na manhã de hoje no hospital Albert Einstein, em São Paulo. Estamos preparando uma edição especial sobre o legado do Mestre Dines a ser publicada em breve”, diz nota do instituto.

Alberto Dines iniciou sua carreira no jornalismo em 1952 na revista “A Cena Muda”; no ano seguinte mudou para a revista Visão para cobrir assuntos ligados à vida artística, ao teatro e ao cinema e logo depois passou a fazer reportagens políticas. Em 1957, ele trabalhou para a revista Manchete, até se demitir da empresa. Em 1959, assumiu a direção do segundo caderno do jornal Última Hora, de Samuel Wainer. Já em 1960, colaborou para o jornal Tribuna da Imprensa.

Em 1960, convidado por João Calmon, dirigiu o jornal Diário da Noite, dos Diários Associados, de Assis Chateaubriand. Já em 1962 tornou-se editor-chefe do Jornal do Brasil, no qual ficou por doze anos. No jornal, ele coordenou uma grande reforma gráfica e criou novas seções. Ele também tem passagem pela Folha de S.Paulo e a Editora Abril.

Em 1994, Dines criou o Observatório da Imprensa, periódico crítico de acompanhamento da mídia.

O presidente Michel Temer afirmou, hoje, em entrevista veiculada pela rádio CBN, que não tem medo de ser preso quando deixar o cargo, acrescentando que isso seria uma “indignidade”.

Alvo de dois inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF), Temer deu a declaração ao ser questionado sobre reportagem da “Folha de S. Paulo” segundo a qual procuradores avaliam adotar medidas contra o presidente quando ele deixar o Palácio do Planalto.

“Não temo, não [ser preso]. Não temo. Seria uma indignidade e lamento estarmos falando sobre isso. Eu prezo muito a instituição Ministério Público que, aliás, teve em mim um dos principais suportes”, declarou.

Em um dos inquéritos, Temer é investigado por suposto recebimento de propina na edição do decreto dos portos para, em troca, beneficiar uma empresa – ele nega a acusação. No outro inquérito, são investigados os indícios de pagamento de propina pela Odebrecht na Secretaria de Aviação Civil, comandada pelo MDB entre 2013 e 2015.

Mais cedo, nesta segunda, o ministro Luís Roberto Barroso, relator do inquérito dos portos no Supremo Tribunal Federal, prorrogou as investigações por mais 60 dias, a pedido da Polícia Federal.Na avaliação do presidente, nesse inquérito, o crime já foi “derrubado”. “É um inquérito para investigar um assassinato que não tem cadáver”, acrescentou.

03
maio

Crescimento

Postado às 16:21 Hs

Em 12 meses, RN registrou crescimento de mais de 22% em contratos de banda larga.

O Rio Grande do Norte fechou março com um crescimento de 22,39% de contratos de banda larga fixa ativos. Os dados foram divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) na última quarta-feira, 2.

De acordo com o órgão, o estado registrou saldo de 63.197 contratos. São 345.319 contratos em março desde ano contra 282.222 no terceiro mês do ano passado.

A Anatel informou que o Brasil tem 29.689.814 milhões de contratos de banda larga fixa, aumento de 2.427.751 contratos (+8,91%) em doze meses. Na comparação com fevereiro deste ano, o crescimento foi de 277.861 contratos (+ 0,94%).

O sinal analógico de TV vai ser desligado em três capitais do Nordeste e duas da Região Norte no final de maio. A previsão é que o desligamento ocorra no dia 30. Terão o sinal desligado no Nordeste Natal (RN), Maceió (AL) e Teresina (PI). Já no Norte, o desligamento ocorrerá em Belém (PA) e Manaus (AM).

Até o momento, o sinal analógico já foi desligado em 13 capitais. A previsão era de que Aracaju e João Pessoa também tivessem o sinal desligado nessa data, mas a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) não divulgou se ele ocorrerá ou se haverá mudança no cronograma.

No Rio Grande do Norte, além de Natal, terão o sinal analógico desligado os municípios de Arês, Brejinho, Ceará-Mirim, Extremoz, Ielmo Marinho, Lagoa de Pedras, Lagoa Salgada, Macaíba, Maxaranguape, Monte Alegre, Natal, Nísia Floresta, Parnamirim, Poço Branco, Riachuelo, Rio do Fogo, Santa Maria, São Gonçalo do Amarante, São José de Mipibu, São Pedro, Senador Georgino Avelino, Serra de São Bento, Taipu, Tibau do Sul, Vera Cruz, Vila Flor.

Kits

A agência reguladora está entregando kits, compostos por conversores e antenas, para as famílias atendidas por programas sociais do governo federal (como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Tarifa Social de Energia Elétrica) que não possuem aparelhos de TV que captam o sinal digital. Até o momento, já foram distribuídos em todo o país 9 milhões de kits.

O próximo desligamento está previsto para acontecer em agosto. De acordo com a Anatel, com o desligamento do sinal analógico, haverá a liberação da faixa de 700 MHz, atualmente ocupada por canais de TV aberta. Essa radiofrequência será utilizada para ampliar a disponibilidade do serviço de telefonia móvel e Internet 4G no Brasil.

O presidente da Anatel, Juarez Quadros, estará nesta sexta-feira (27/04) em Natal, no Rio Grande do Norte, para informar à população sobre o desligamento do sinal analógico de televisão. O desligamento em Natal e 25 municípios está previsto para ocorrer no dia 30/05.

Às 10h30, o presidente da Agência dará entrevista coletiva à imprensa no Hotel Majestic, na Avenida Engenheiro Roberto Freire, 3800 – Ponta Negra. Em seguida, o presidente estará no ponto de distribuição, na Avenida Engenheiro Hildebrando de Góis, 221, para realizar a entrega do kit (conversor e antena) de número 180 mil a um beneficiário de programa social do governo.

A TV digital permitirá aos telespectadores assistir a seus programas com maior qualidade de som e imagem. Com o desligamento do sinal analógico, haverá a liberação da faixa de 700 MHz, atualmente ocupada por canais de TV aberta. Essa radiofrequência será utilizada para ampliar a disponibilidade do serviço de telefonia móvel e internet 4G no Brasil.

18
abr

Pacotes

Postado às 19:44 Hs

Internet Fibra Óptica da TCM lança hoje novo produto, o TCM UP

Cada vez mais conectada às novas tecnologias e ao universo digital, a TV Cabo Mossoró lança hoje mais um produto para atender ao consumidor de banda larga. A Internet Fibra Óptica apresenta um novo jeito de navegar e ver TV através do TCM UP. O produto está vinculado diretamente à assinatura da Internet Fibra Óptica da TCM e traz como principal novidade, além de qualidade de banda larga, aplicativos para que você possa ver TV no celular, tablet e demais dispositivos. Ao assinar o plano a partir de 25mb, o internauta ganhará os aplicativos do Esporte Interativo Plus, Cartoon Network Já! (CN Já!), Watch ESPN e TCM Play.

No caso do TCM Play, além de poder ver o conteúdo do Canal TCM 10 HD, mais de 40 canais estarão disponíveis para que o navegante possa assisti-los em tempo real. Além do aplicativo, a assinatura da internet Fibra Óptica brinda o assinante com o Wi-Fi. Para ter acesso apenas ao Canal 10, o aplicativo gratuito que qualquer pessoa poderá baixar passa a se chamar TCM 10 Play e pode ser acessado sem cadastro a partir de qualquer internet.

Quem já é assinante da Internet Fibra Óptica da TCM a partir de 25mb também ganhará os aplicativos do TCM UP, basta solicitar a Central de Atendimento. E para quem já é assinante da TV Cabo Mossoró no combo (TV + Internet Fibra Óptica) os aplicativos poderão ser baixados, contratando o plano de aplicativo “Play Compacto”, com os Apps TCM Play, EI Plus e CN JÁ! por R$ 9,90 mensais, ou o plano de aplicativo “Play Premium”, com os Apps TCM Play, EI Plus, CN JÁ! e Watch ESPN por R$ 11,90 mensais.

17
abr

§ § Espaço Web § Brasil

Postado às 21:20 Hs

MOTE: MAS É MUITO PARECIDO

 

Um país onde a corrupção 

Tem desviado bilhões

Onde os corruptos ladrões

Para evitar punição

Faz acordo de delação

E conta ao ser ouvido

Como o roubo é repartido

Nesse país varonil

Que pode não ser o Brasil

Mas é muito parecido

 

Por Maurício Santos

17
abr

Novas regras

Postado às 11:31 Hs

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou nessa segunda-feira (16), no Diário Oficial da União, alterações no regulamento do Serviço de Acesso Condicionado (SeAC), que trata da oferta de canais digitais da TV aberta na TV por assinatura. As alterações entrarão em vigor em 90 dias. Pelo atual entendimento, a obrigatoriedade de carregar o sinal vale apenas para os canais analógicos. A Anatel também determinou que, caso não haja acordo, as geradoras locais poderão exigir o carregamento gratuito do sinal. Caberá à agência reguladora decidir sobre o conflito.
16
abr

Celebrando

Postado às 19:24 Hs

Entre no Clima chega aos 11 anos no ar no TCM 10 HD

 

Dos 15 anos de história da TV Cabo Mossoró, o programa Entre no Clima faz parte de 11 deles. A edição de hoje foi dedicada a comemorar o aniversário da atração que vai ao ar de segunda a sexta, as 15h15, no TCM 10 HD. Conduzido por Lara Gois e produzido por Sabatta Soares, a celebração contou a participação de uma dupla pra lá de conhecida que, ao lado de Lara, fez acontecer por muitos anos o conteúdo do programa: Dayvid Almeida e Luana Gois compareceram para matar a saudade e contar da importância que o Entre no Clima teve na vida de cada um.

A própria Sábatta Soares, junto a Keydson Renato, coordenador de produção do Canal, contaram suas experiências nos bastidores de uma produção diária e ao vivo. Uma matéria especial com Zilene Medeiros, diretora do Grupo, também foi levada ao ar, oportunidade em que ela contou como surgiu o Entre no Clima e sua importância para programação do Canal 10. A banda N-Variáveis, de Aracati/CE, fez o som do programa comemorativo.

A Assessoria de Comunicação da Ufersa estreia na próxima quarta, dia 18, o programa de rádio da Universidade. O programa “Ufersa No Ar” irá ao ar todas as quartas-feiras das 15h30 às 16h nas ondas da FM Santa Clara de Mossoró, a 105,1 Mhz.

O programa será mais um meio de apresentar à sociedade o que a Ufersa produz nos seus laboratórios e grupos de pesquisas, além de informar notícias, utilidade pública e prestação de serviço. Na programação, também será destinado um espaço para entrevistas e para quadros como um que irá apresentar os cursos da Ufersa e todas as suas qualidades e diferenciais.

Para a realização do programa, um Termo de Cooperação Técnica foi elaborado e deve ser assinado entre o Reitor da Ufersa e a direção da Rádio Santa Clara. Pelo termo, a Ufersa não terá custos com a execução do programa semanal.

jun 24
domingo
15 10
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
23 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5716832 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram