17
ago

Inovador

Postado às 18:04 Hs

Vale este Hotel Thermas se torna modelo de utilização inovadora de gás natural - contato@paduacampos.com.br - E-mail de PaduaCampo
Hotel Thermas se torna modelo de utilização inovadora de gás natural. Referência no setor de hotelaria no Oeste Potiguar desde 1979, o Thermas Hotel e Resort em Mossoró oferece, além de todas as opções de lazer e de turismo do local, o contato de seus hóspedes com um produto moderno, econômico, prático e ecologicamente correto. O gás natural canalizado está presente no preparo dos petiscos para acompanhar a caipirinha servida pelo bar na beira da piscina, no cozimento dos deliciosos pratos do restaurante, no processo que deixa a roupa de cama bem lavada e passada e na cocção da comida servida aos funcionários do empreendimento. O Hotel Thermas já era cliente da Companhia Potiguar de Gás (Potigás) através de seu restaurante.
imagem_materia (1)
O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), disse, hoje, que o Congresso Nacional não aprovará qualquer proposta de reajuste do salário mínimo que seja menor do que a inflação. Segundo o peemedebista, o Legislativo vai cumprir o que está previsto pela lei que trata da fórmula de reajuste do salário mínimo. A declaração de Eunício acontece um dia após a equipe econômica do governo federal baixar em R$ 10, de R$ 979 para R$ 969, a previsão para o salário mínimo em 2018. Atualmente, o salário mínimo está em R$ 937.
17
ago

No Oeste

Postado às 8:02 Hs

Conquista se deu graças às chuvas e às ações realizadas pela Diaconia com o apoio da agência Pão para o Mundo. Após seis anos de estiagem, famílias agricultoras do Oeste Potiguar, vinculadas à Associação de Agricultores e Agricultoras Agroecológicos Oeste Verde (AAOEV), voltarão a comercializar seus produtos nas feiras agroecológicas de Caraúbas e Umarizal, no próximo sábado (19) e segunda-feira (21), respectivamente. A conquista se deu graças às chuvas dos últimos meses e às ações realizadas pela Diaconia com o apoio da agência de cooperação alemã Pão para o Mundo, através do projeto Vida Plena para o Povo Nordestino. O retorno às feiras será em ‘grande estilo’: as sete famílias também receberam novas barracas para expor e comercializar seus produtos. À disposição dos frequentadores, estarão hortaliças, frutas, bolos, tubérculos e animais como aves e seus derivados, tudo livre de agrotóxicos. De acordo com a assessora político-pedagógica da Diaconia, Risoneide Lima, os agricultores/as não veem a hora de voltar a ocupar os espaços de comércio justo e solidário, tão importantes para o sustento das famílias.

Dentro da proposta de cortar gastos, para evitar um deficit fiscal ainda maior em 2018, o governo Temer reduziu em R$ 10 o salário mínimo projetado para 2018. Em vez de R$ 979, o rendimento mínimo, a partir de janeiro do ano que vem, será de R$ 969.

Cada um real de economia significa redução de cerca de R$ 32 milhões por mês nos gastos da Previdência Social, cujo rombo não para de crescer. Os R$ 10 a menos significarão R$ 320 milhões de economia por mês.

O governo alegou que, com a projeção menor de inflação, não havia porque manter a projeção anterior para o salário mínimo. Além disso, é preciso controlar os gastos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), hoje o maior foco de despesas do setor público.

16
ago

Opinião

Postado às 8:15 Hs

23641c3aba
Um País, literalmente, na UTI. A gestão fiscal na grande maioria dos municípios brasileiros beira à insolvência. É o que aponta um recente levantamento divulgado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). De acordo com o Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), 86% das prefeituras do País têm situação fiscal considerada crítica ou difícil. A entidade analisou as contas de 2016 de 4.544 prefeituras, o equivalente a 81,6% das cidades do país. O levantamento tem como base os dados divulgados pelos próprios municípios para a Secretaria do Tesouro Nacional (STN).
16
ago

Queda

Postado às 7:41 Hs

Previsão de salário mínimo para 2018 cai para R$ 969

 

A revisão das projeções econômicas para 2018 levou o governo a reduzir o salário mínimo para o próximo ano. O valor de R$ 979 que consta na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) passará para R$ 969 durante a elaboração do Orçamento.

A redução ocorreu por causa da diminuição da projeção de inflação, que caiu de 4,5% para 4,2% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Por lei, até 2019, o salário mínimo é definido com base no crescimento da economia de dois anos antes mais a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), índice próximo ao IPCA. Como o PIB recuou 3,6% em 2016, a variação negativa não se refletirá no salário mínimo de 2018.

De acordo com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o valor do salário mínimo pode mudar até o início do próximo ano. Segundo ele, o Orçamento trabalha apenas com estimativas. “O salário mínimo só será conhecido em janeiro. Até lá, várias coisas podem mudar”, declarou.

Fonte: Wellton Máximo e Mariana Branco  / Agência Brasil

15
ago

Rombo

Postado às 19:17 Hs

Temer define nova meta de rombo fiscal e anúncio será feito nesta quarta (16)

O presidente Michel Temer bateu o martelo quanto à nova meta de rombo fiscal. O valor foi fixado mesmo em R$ 159 bilhões de déficit para 2017 e 2018. O anúncio será feito pelo governo na próxima quarta (16), acompanhado por medidas de arrocho fiscal.

Com a mudança, o buraco nas contas da União será R$ 20 bilhões maior do que o previsto inicialmente para este ano (R$ 139 bilhões).  Em 2018, o déficit aumentou em 30 bilhões na comparação com o previsto inicialmente (R$ 129 bilhões).

Os problemas enfrentados pela indústria salineira no Rio Grande do Norte serão debatidos em Audiência Pública proposta pela vereadora Clorisa Linhares (PSDC). O evento será realizado no próximo dia 2 de setembro, a partir das 9h, na Câmara Municipal de Grossos. De acordo com a parlamentar, além das dificuldades já conhecidas pelos empresários do setor, como a concorrência do sal chileno e a logística deficiente para o escoamento da produção, um outro fator poderá agravar ainda mais a situação desse importante segmento da economia potiguar: relatório técnico produzido pelo IBAMA e IDEMA deverá levar o Ministério Público Federal a recomendar o recuo de áreas ocupadas pelas salinas às margens dos rios.
charge-bolsa-familia-2
Uma das principais mazelas da atual política econômica tem sido o empobrecimento de diversos segmentos sociais da população brasileira nos últimos três anos à medida que avança a recessão. Nesse período, a renda per capita da sociedade, em seu conjunto, diminuiu em mais de 10%. Simultaneamente, alguns grupos sociais e muitas famílias vivenciaram um rápido processo de empobrecimento, com diferentes trajetórias. Em primeiro lugar, é preciso destacar que a pobreza admite uma escala que vai da situação de pobreza relativa até a situação de miséria. POBREZA E MISÉRIA – No caso de pobreza menos intensa, considera-se que uma família ou um grupo social possa dispor de renda e de capital no nível de atendimento de suas necessidades básicas. Noutro extremo, estão os miseráveis e os despossuídos, que vivem numa situação de pobreza absoluta e de extrema vulnerabilidade social.
Enquanto o governo continua fazendo as contas para tentar atingir a meta fiscal, um rombo de R$ 139 bilhões, algumas despesas ainda chamam a atenção. Os gastos do governo federal com cartão corporativo, por exemplo, já somam R$ 20,4 milhões em 2017. A Presidência da República foi o órgão que mais gastou por meio dos cartões. O levantamento foi realizado pela ONG Contas Abertas. Os dispêndios da Presidência e suas unidades gestoras atingiram R$ 5,7 milhões, isto é, quase 28% do total. Vale ressaltar que quase a totalidade dos recursos (89%) foi desembolsada de maneira secreta, de forma que não se sabe o que efetivamente foi comprado. As informações são protegidas por sigilo, nos termos da legislação, “para garantia da segurança da sociedade e do Estado”.
O Brasil tem grandes extensões de terras férteis e um clima muito favorável para a agricultura. Suas reservas de minérios de valor estratégico são das maiores do planeta, e as fontes renováveis de energia colocam o país em posição de vantagem, em relação a países de escala comparável. Em 2016, o PIB foi estimado pelo IBGE em cerca de R$ 6,266 trilhões (US$ 1,8 trilhões), o que situava a economia brasileira entre as oito maiores do mundo. No entanto, em seu relatório sobre o desenvolvimento humano publicado em 2016, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) colocou o Brasil na 75ª posição, numa lista de 188 países classificados em função do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Nessa lista, o Brasil fica em posição inferior à de países como o Sri Lanka, Cuba, Costa Rica e Malásia.
11
ago

Redução

Postado às 12:17 Hs

Petrobras decide reduzir preço de 1,2% da gasolina e aumentar 1,7% o do diesel nas refinarias

A Petrobras vai reduzir em 1,2% o preço da gasolina e aumentar o diesel em 1,7% nas refinarias a partir desta sexta-feira (11). A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.

Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.

A Caixa Econômica Federal vai distribuir pela primeira vez uma parte da lucratividade do FGTS com os trabalhadores. Cada conta receberá 29,62 reais em média, segundo a Caixa.

O valor corresponde à divisão do lucro 7,28 bilhões de reais entre as 245,7 milhões de contas do FGTS. O montante é metade do lucro obtido pelas aplicações dos recursos do fundo em obras de infraestrutura no ano passado.

Os recursos serão creditados nas contas do FGTS até 31 de agosto, proporcionalmente ao saldo existente em cada conta no dia 31 de dezembro de 2016.

O saques só poderá ser feito sob as regras do fundo, como em caso de demissão sem justa causa e compra de imóvel. Os valores poderão ser consultados no site da Caixa ou pelo telefone 0800 726 2017.

10
ago

Boa notícia…

Postado às 9:46 Hs

temer-768x511
Apesar da crise, economia reage. Não fosse a terrível instabilidade política que o País enfrenta, herança do desgoverno de Dilma, agravada pelas denúncias envolvendo o presidente Temer na delação dos donos do frigorífico JBS, a recuperação da economia talvez estivesse bem mais próxima. Mesmo diante de tamanho caos, o Brasil gerou 35, 9 mil vagas formais de emprego em julho passado. Os dados são oficiais, do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados, ontem, pelo Ministério do Trabalho. No mês passado, foram registradas 1.167.770 contratações ao mesmo tempo em que ocorreram 1.131.870 demissões de trabalhadores com carteira assinada. Esse foi o quarto mês consecutivo com criação de vagas com carteira assinada e também, a primeira vez, desde 2014 em que as contratações superaram as demissões no mês de julho. Foi o melhor mês de julho em quatro anos. No mesmo mês de 2015 e do ano passado, respectivamente, foram fechadas 157.905 e 94.724. Em julho de 2014, por sua vez, foram abertas 11.796 empregos com carteira assinada.
09
ago

Emprego formal sobe pelo 4º mês seguido

Postado às 22:58 Hs

O Brasil gerou 35.900 vagas formais de emprego em julho deste ano, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho hoje. No mês passado, foram registradas 1.167.770 contratações ao mesmo tempo que ocorreram 1.131.870 demissões de trabalhadores com carteira assinada. Esse foi o quarto mês consecutivo com criação de vagas com carteira assinada e também, a primeira vez, desde 2014 em que as contratações superaram as demissões no mês de julho. Segundo dados oficiais, foi o melhor mês de julho em quatro anos. No mesmo mês de 2015 e do ano passado, respectivamente, foram fechadas 157.905 e 94.724. Em julho de 2014, por sua vez, foram abertos 11.796 empregos com carteira assinada.
temer2
O governo sancionou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018 com mais de 40 vetos. O texto, os vetos e as exposições de motivos que levaram a eles foram publicados na edição desta quarta-feira do Diário Oficial da União. A LDO de 2018 foi aprovada no mês passado pelo Congresso Nacional contemplando um rombo primário nas contas públicas de R$ 131,3 bilhões para 2018, dos quais R$ 129 bilhões somente para o governo federal. O conceito de déficit primário considera que as despesas serão maiores do que as receitas sem contar os gastos com o pagamento de juros da dívida pública.A LDO também traz uma estimativa de salário mínimo de R$ 979 para 2018, um aumento de 4,4% em relação ao salário mínimo em vigor neste ano, que é de R$ 937. Entre outros indicadores, a LDO prevê um crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,5% em 2018. A inflação estimada é de 4,5% e a taxa básica de juros deve ficar, segundo a proposta, em 9% na média do próximo ano.
O presidente Michel Temer antecipou hoje (8) que R$ 7 bilhões referentes ao lucro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) serão distribuídos entre os trabalhadores. O anúncio oficial deve ocorrer na quinta-feira (10). De acordo com o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, o valor equivale a 50% do lucro líquido do fundo em 2016. Será depositado para os trabalhadores com conta no FGTS até 31 de dezembro do ano anterior. “Essa é a regra. Isso vai para a conta das pessoas e nós iremos pagar àqueles que tiverem direito a fazer o saque”, disse.
09
ago

Informes

Postado às 3:29 Hs

TRT-RN alerta para confisco de precatórios e RPVs federais não sacados há mais de dois anos. Todos os trabalhadores que têm dinheiro bloqueado ou sem movimentação, há mais de dois, em alguma ação trabalhista decorrente de precatório, devem consultar seus advogados ou o próprio site da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Norte (www.trt21.jus.br) para conferir se têm valores a receber. O alerta foi feito pela presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), desembargadora Auxiliadora Rodrigues, preocupada com a possibilidade da União se apropriar dos valores já depositados em conta judicial de Requisição de Pequeno Valor (RPVs) e Precatórios federais, expedidos pelas Varas do Trabalho do Rio Grande do Norte. O motivo de tanta preocupação foi a entrada em vigor, no último dia 6 de julho, de uma lei federal, sancionada pelo senador Eunício de Oliveira, no exercício da presidência da República
ago 18
sexta-feira
11 20
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
15 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5618676 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram