A governadora Fátima Bezerra (PT) anunciou nesta quarta-feira (1º) que vai renovar o decreto que suspende as atividades de bares e restaurantes no Rio Grande do Norte por causa da pandemia do novo coronavírus. Segundo a chefe do Poder Executivo potiguar, a prorrogação vai até o dia 23 de abril.

A renovação do prazo de isolamento social continua valendo também para escolas das redes pública e privada do estado, e demais estabelecimentos e espaços públicos que estão na primeira publicação, de 21 de março.

Fátima Bezerra fez o anúncio através de sua conta no Twitter. No mesmo pronunciamento, a governadora afirmou também que manterá a permissão de funcionamento de oficinas e restaurantes fora do perímetro urbano.

A medida, segundo ela, serve para não deixar desguarnecidos os caminhoneiros, que continuam trabalhando para abastecer os serviços essenciais que seguem funcionando no estado potiguar.

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quarta-feira (1º) uma medida provisória que suspende a obrigatoriedade de escolas e universidades cumprirem a quantidade mínima de dias letivos neste ano. No entanto, ele manteve a obrigatoriedade da carga horária mínima.

Na prática, as instituições de ensino vão ter que cumprir a carga horária mínima em uma quantidade menor de dias letivos. A medida vem após a suspensão de aulas para tentar frear a transmissão de casos de coronavírus, em meio à pandemia. O objetivo é evitar aglomerações.

Atualmente, a legislação determina que a carga horária anual deve ser de pelo menos 800 horas para o Ensino Fundamental e para o Médio, distribuídas em pelo menos 200 dias letivos. No caso do Ensino Superior, o ano letivo mínimo também é de 200 dias.

Educação em saúde

De acordo com a medida provisória, o ensino superior em medicina, farmácia, enfermagem e fisioterapia também terão os dias letivos abreviados, desde que cumpram algumas regras:

75% da carga horária do internato do curso de medicina
75% da carga horária do estágio curricular obrigatório dos cursos de enfermagem, farmácia e fisioterapia

Aulas a distância

Algumas instituições têm adotado aulas a distância para manter o aprendizado dos estudantes enquanto cumprem quarentena.

A modalidade enfrenta desafios, já que nem todos têm acesso à internet de qualidade ou estão preparados para a autonomia nos estudos.

No caso das universidades, ao menos três instituições federais de ensino suspenderam as aulas virtuais, em busca de manter a qualidade do ensino.

G1

O Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) desenvolveu uma plataforma para a Secretaria Estadual de Saúde (Sesap/RN) para auxiliar no combate à epidemia de Coronavírus (Covid-19). Trata-se de uma ferramenta tecnológica que deve começar a ser usada até o final desta semana e servirá para o registro, acompanhamento e análise epidemiológica de casos suspeitos e confirmados de Covid-19. Suas funcionalidades vão proporcionar maior agilidade na verificiação contextualizada dessas ocorrências e, consequentemente, ações dirigidas eficazes para conter o avanço do vírus. Segundo o diretor de Tecnologia da Informação do IMD, o professor Itamir Barroca Filho, a ferramenta é georreferenciada e “vai gerar gráficos e mapas de calor de casos suspeitos e confirmados, para o acompanhamento mais efetivo da Vigilância Epidemiológica”. A Sesap possui atualmente dois sistemas distintos para a captura desses tipos de informações, mas que não possibilitam uma integração de seus dados de maneira rápida e automatizada. Um deles faz o registro de casos suspeitos de Coronavírus e o outro reúne os resultados dos exames realizados nos pacientes com suspeita da doença.
29
mar

Nota de Pesar

Postado às 19:30 Hs

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), emitiu nota de pesar pela morte do professor, Dr. Luiz Di Souza, ocorrida neste sábado (2*).

NOTA

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), comunica, com profundo pesar, o falecimento do professor Dr. Luiz Di Souza, ocorrido neste sábado, 28 de março.

Luiz Di Souza tinha 61 anos, era diabético e estava internado desde a última terça-feira (24), com sintomas de Coronavírus (COVID-19). O resultado positivo do exame saiu hoje (28), mas, infelizmente, o professor não resistiu.

Lotado no Departamento de Química, da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais (FANAT), o professor Luiz Di Souza trabalhou durante mais de 20 anos na UERN, contribuindo com a graduação, iniciação científica, extensão e pós-graduação da UERN. Entre seus projetos, destaca-se o grupo Fanáticos da Química, que utiliza a linguagem lúdica na popularização da Ciência.

A Universidade se solidariza com a família, amigos e alunos do professor Luiz Di Souza, agradecendo sua dedicação e o relevante trabalho em todos esses anos. A UERN decreta luto oficial com hasteamento da bandeira a meio mastro. Devido aos riscos da doença, não haverá velório.

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte confirmou, no final da noite deste sábado (28), o primeiro óbito pelo novo coronavírus no estado. A vítima é um professor universitário de 61 anos, com histórico de diabetes, e que teve confirmação do diagnóstico para Covid-19 na última sexta-feira (27). De acordo com a pasta, o paciente deu entrada em um hospital privado na cidade de Mossoró, Oeste potiguar, no dia 21 de março, com histórico de contato com um caso suspeito. O falecimento aconteceu na noite deste sábado.

O professor universitário Dr. Luiz Di Souza era lotado no Departamento de Química, da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). A instituição comunicou o falecimento do professor em nota oficial e decretou luto.
Na nota publicada, a universidade lamentou a morte do professor e também informou que, devido aos riscos da doença, não haverá velório. “A morte de um potiguar por Covid-19 reforça o que tem sido recomendado diariamente: a população que pode, deve ficar em casa, e todos devem seguir as orientações das autoridades sanitárias. Esse período exige de cada um de nós consciência e responsabilidade”, afirmou a pasta, em nota.

Em gesto de solidariedade com os profissionais de saúde que se empenham na contenção e tratamento de pessoas com o novo Coronavírus (Covid-19), empresários da Void3D – startup potiguar especializada na confecção de produtos por impressão 3D – estão fazendo doações de máscaras para proteção antivírus.

A empresa, vinculada à Inova Metrópole, incubadora sediada no Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), reservou suas 10 impressoras para a confecção das máscaras e levanta uma campanha para que toda a população ajude por meio da doação de valores que deem suporte à iniciativa. Para participar, o interessado poderá se cadastrar por meio do link.

“A Void3D está disponibilizando toda sua infraestrutura para a confecção dessas máscaras e pede o auxílio de todos para que continuemos com as doações”, comenta Arthur Andrade, diretor da Void3D. As máscaras são feitas para serem usadas em conjunto com a versão de tecido, de modo a evitar que gotículas de saliva cheguem ao rosto de quem a usa.

Até o momento, a startup já conseguiu produzir pouco mais de 160 máscaras de proteção. Esses produtos estão sendo confeccionados com o apoio de profissionais de saúde especializados, de maneira a aumentar sua eficiência na proteção do usuário contra a propagação do Coronavírus. Ao longo da semana, mais aprimoramentos serão feitos para aumentar ainda mais a eficácia dos equipamentos.

Segundo Arthur Andrade, a ação contemplará diferentes instituições de saúde da capital, como os hospitais Giselda Trigueiro e Walfredo Gurgel, além de maternidades e profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

A impressão das máscaras também conta com o apoio de outras instituições, como a BlinDog – startup da Inova Metrópole especializada na criação de produtos para cachorros cegos –, laboratórios da UFRN e demais pessoas que utilizam essa tecnologia em casa.

Respiradores

Além das máscaras de proteção, os empreendedores também estão pesquisando formas imprimir respiradores – itens essenciais para tratar de casos graves do Covid-19. Esse trabalho está sendo desenvolvido em parceria com pesquisadores da UFRN, que se empenham no estudo e desenvolvimento desses equipamentos via impressão 3D.

“Como essa parte da iniciativa ainda está em fase de pesquisa, decidimos circular somente as máscaras, até o momento. Mas acreditamos que é somente uma questão de tempo para que esses respiradores estejam prontos e circulando”, explica Andrade.

Fonte: Assessoria

O reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz, envia carta aberta à comunidade universitária sobre as ações de combate ao novo coronavírus (Covid-19). Confira o texto:

Natal, 22 de março de 2020.

Vivemos um momento particularmente difícil, com a chegada do (Covid-19), que tem afetado a todos nós e a cada família brasileira, numa ocorrência que – por seu caráter de pandemia – verifica-se hoje em todos os lugares do mundo.

Na UFRN, bem no início da crise, criamos o Comitê Covid-19, formado por especialistas nesta área de conhecimento para nos assessorar nas decisões tomadas pela instituição. Atendendo sua recomendação, suspendemos por tempo indeterminado, as aulas, os eventos e, em seguida, todas as atividades presenciais não essenciais. Sabemos o quanto isso afeta as vidas de todos nós. Mas essa foi uma medida necessária para diminuir o convívio social enquanto durar o risco de transmissão do vírus.

A UFRN segue cumprindo sua missão institucional de compromisso com a sociedade, atuando em várias frentes para apoiar o enfrentamento dessa crise. Os nossos três hospitais universitários são parte do esforço conjunto em todo o estado, no combate ao novo coronavírus. O Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas está realizando exames de arboviroses para reduzir a demanda do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte. Outro esforço, coordenado pelo Instituto de Medicina Tropical (IMT-UFRN), consiste na busca de aquisição de insumos necessários para iniciar testes do Covid-19. Além disso, uma linha de teleatendimento está sendo avaliada para implementação pelo IMT para informar e tirar dúvidas da população.

Estamos também buscando alternativas para a produção de álcool no Núcleo de Pesquisa em Alimentos e Medicamentos (Nuplam-UFRN) e no Departamento de Farmácia. Várias outras medidas podem ser tomadas, a exemplo da iniciativa do Departamento de Nutrição e do Programa de Pós-Graduação em Nutrição, que elaboraram uma cartilha nutricional de orientações de enfrentamento ao coronavírus. Ações como essas são muito importantes e exemplificam como a nossa diversidade de áreas de conhecimento permite contribuir de diferentes maneiras.

Não é possível ainda saber quando nossas atividades poderão ser retomadas. Por oportuno lembramos que ficar em casa e evitar contato físico com as pessoas é também uma maneira de ajudar e conter a disseminação do vírus. Portanto, pedimos a manutenção do diálogo pelos diversos canais de comunicação, em especial por meio dos nossos sistemas.

Por fim, queremos registrar os nossos sinceros agradecimentos aos servidores dedicados dos nossos hospitais, que estão e continuarão à frente deste enorme esforço de atendimento à população, bem como a todos os outros que mantêm as atividades essenciais.

Reiteramos a necessidade de ressaltar que o momento exige ainda mais solidariedade de cada um de nós. Estamos confiantes de que superaremos unidos este momento e que dele haveremos de sair mais fortes.

Agradecemos a compreensão de cada um e reforçamos que a UFRN continuará à disposição do nosso estado e do nosso país.

José Daniel Diniz Melo
Reitor

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), ciente do seu papel social e formativo, não tem medido esforços para contribuir com o controle da disseminação do novo coronavírus (COVID-19).

Desde o início da pandemia, a instituição tem seguido todos os protocolos do Ministério da Saúde, tendo sido a primeira Universidade no Rio Grande do Norte a suspender as atividades presenciais, a fim de evitar aglomeração de pessoas, principal forma de combate à disseminação do vírus.

Atualmente a Instituição possui 28 possíveis concluintes no curso de Medicina, que necessitam ainda integralizar conteúdos para que possam receber seus diplomas. Nesta segunda-feira (23), os estudantes do último período protocolaram o pedido de antecipação de colação de grau para que possam atuar como médicos diante da grave crise na saúde pública em decorrência da pandemia.

A UERN está analisando o caso, respeitando todas as instâncias necessárias. A universidade entende que, diante deste cenário, a inserção de novos médicos no sistema de saúde pública é uma medida essencial e urgente, assim como, para garantir a validade da formação dos nossos estudantes, é importante que toda e qualquer decisão esteja embasada legalmente.

A prefeita Rosalba Ciarlini fará hoje, 17, o anúncio das medidas de contenção adotadas em Mossoró contra o novo coronavírus (Covid-19). As aulas na rede municipal de ensino estarão suspensas a partir de amanhã, 18.

Outras decisões serão anunciadas hoje, em coletiva de imprensa, às 16h, no Salão dos Grandes Atos.

Mossoró não tem caso confirmado, mas o município tem adotado medidas preventivas para evitar a propagação do vírus.

” Fique tranquilo, não mediremos esforços para deixar o Coronavírus longe da nossa cidade.
Nessa luta precisamos também contar com você, com seu senso de responsabilidade coletiva. Adote novos hábitos de higiene, lave as mãos corretamente, nada de aperto de mãos, beijos e abraços. Tudo vai passar, mas até lá você é nosso principal aliado.”

Rosalba Ciarlini 

17
mar

Universidades paralisam atividades

Postado às 12:19 Hs

A universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), a Universidade Federal do RN (UFRN), bem como o Instituto Federal do RN (IFRN), decidiram pela paralisação das atividade acadêmicas por tempo indeterminado. A medida visa evitar a propagação do novo coronavírus.

Na Ufersa, a decisão foi tomada durante a 3º reunião ordinária da CONSEPE, que aconteceu na manhã desta terça-feira (17). Nesta segunda (16) um comitê foi instalado para discutir o assunto e as medidas que serão tomadas a partir de agora.

Novas informações sobre a suspensão das aulas e se o calendário será mantido com aulas à distância ainda serão divulgadas.

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) suspende a partir das 12h desta terça-feira (17) as atividades acadêmicas presenciais da Instituição por tempo indeterminado.

A decisão foi tomada pelo Colégio de Dirigentes (Codir) do Instituto, após nova atualização do cenário epidemiológico no estado, feita pelo Comitê de Enfrentamento ao . O encaminhamento também leva em consideração o estado de alerta causado pela pandemia de coronavírus, declarado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no dia 11 de março.

As atividades administrativas seguirão até o final do expediente desta terça-feira (17) para que estratégias de organização para continuidade do trabalho, ainda que de forma remota, possam ser traçadas. Novas orientações quanto à manutenção dos serviços essenciais serão repassadas à comunidade acadêmica na próxima quinta-feira (19).

Após reunião do Comitê Covid-19 da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), na manhã desta terça-feira, 17, o grupo recomendou a suspensão das aulas presenciais. Dessa forma, o reitor José Daniel Diniz Melo acatou a orientação da comissão de especialista e as aulas de graduação e pós-graduação ficam suspensas por tempo indeterminado.

Seguindo a avaliação constante da situação nacional e internacional dos casos do novo coronavírus, a decisão do Comitê Covid-19 da UFRN levou em consideração a necessidade de maximizar as medidas preventivas, para reduzir a contaminação, e a grande preocupação que assola a comunidade universitária, inviabilizando as atividades.

Para o reitor Daniel Diniz, o Comitê Covid-19 foi criado devido à preocupação com a situação do novo coronavírus e com o intuito de manter a comunidade universitária segura. “Ficamos sob alerta e em contato constante com o Comitê para embasar nossas medidas. Hoje, nosso grupo de especialistas recomendou a suspensão e acatamos a orientação para preservar a saúde dos integrantes da UFRN”, explicou o professor.

A UFRN atualizará a comunidade universitária, conforme novas decisões.

Comitê Covid-19 da UFRN

O Comitê Covid-19 da UFRN foi criado pelo reitor Daniel Diniz para assessorar a gestão no monitoramento e na atualização das recomendações das autoridades sanitárias. O grupo é presidido pelo vice-reitor Henio Miranda, e conta com as participações do responsável pela Diretoria de Atenção à Saúde do Servidor (DAS), Benedito Baracho; do médico pneumologista, Renan dos Santos; do chefe do Departamento de Infectologia, Kleber Luz; da vice-diretora do Instituto de Medicina Tropical (IMT), Eliana do Nascimento; e do professor do Departamento de Microbiologia e Parasitologia, Joselio de Araújo.

As aulas e quaisquer outras atividades presenciais na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) estão suspensas por 30 dias. A instituição orienta as faculdades e os departamentos a adotarem sistemas online para a conclusão das aulas e demais atividades do semestre 2019.2, que tem seu encerramento marcado para o dia 28 de março de 2020.

A UERN é a primeira instituição de ensino superior do Estado a tomar essa iniciativa.

A medida segue a política de ações preventivas e de proteção da comunidade acadêmica, orientada pela declaração de pandemia decorrente da contaminação com o novo coronavírus (COVID-19), da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 11 de março de 2020, e pelo Decreto Estadual 29.512, de 13 de março de 2020.

Esta e outras medidas constam na Portaria 346/2020-GP/FUERN, assinada pela presidente em exercício da FUERN e reitora em exercício da UERN, Profa. Dra. Fátima Raquel. Pela portaria ficam suspensos todo e qualquer evento acadêmico ou administrativo que resulte na aglomeração de pessoas.

A Prefeitura de Mossoró, por meio do Departamento de Parques e Jardins, deu início ao plantio de mudas em diversos bairros da cidade. A iniciativa, que ocorre por meio de convênio firmado com a UFERSA, tem como objetivo o plantio de 10 mil espécies em 2 anos. O trabalho iniciou pelo bairro Nova Betânia e já contou com 236 espécies plantadas. “Estamos priorizando plantas nativas, com cerca de 80% dessas espécies entre mudas arbóreas, medicinais e frutíferas”, explica Nôra Aires, gerente do Departamento de Parques e Jardins. Dentre as que estão sendo utilizadas são Ipê Rosa e Ipê Roxo, Craibeira, Oiti, Timbaúba, além de cajueiro, cajarana, entre outras.
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu nesta segunda-feira a aprovação do novo Fundeb com elevação da complementação da União dos atuais 10% para 20%, conforme prevê o relatório da comissão especial, mas em uma velocidade menor que a prevista no texto atual da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sobre o tema. Ao elogiar o trabalho da comissão especial do Fundeb, Maia alfinetou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, que se manteve distante dos debates no Congresso. — Infelizmente o debate com o governo não é do tamanho que nós gostaríamos, independentemente de gostarmos ou não do ministro. Prometi que não ia falar mal dele, se não ele não cai de jeito nenhum — disse Maia, em tom de brincadeira, arrancando risos da plateia.

Em greve, trabalhadores da educação da Rede Estadual promovem Ato Público nesta quarta pelo reajuste do Piso, em frente à sede da Governadoria.

Os professores da rede pública estadual anunciam um protesto na Governadoria nesta quarta-feira (11), a partir das 08h.

A categoria está no quinto dia de greve, exigindo que o Governo do Estado corrija o Piso Salarial de 2020, reajustando em 12,84%.

Na última audiência com o SINTE/RN, o Executivo Estadual apresentou a seguinte proposta para implantação de reajuste do Piso:

1 – Implantação do reajuste de 12,84% em três parcelas cumulativas, de 4,11%, para profissionais na ativa, nos meses de junho, setembro e dezembro de 2020;

2 – Implantação do reajuste para aposentados, em três parcelas, de 4,11%, nos meses de agosto, outubro e dezembro de 2020; e

3 – Pagamento do retroativo em 24 meses, a partir de janeiro de 2021, com garantia de antecipação das parcelas no momento do recebimento de recursos extras do Fundeb.

Já na sexta-feira, 13 de março, a categoria volta a se reunir para avaliar as atividades da semana e planejar novas ações. Essa reunião acontecerá na E. E. Winston Churchill, às 14h30.

PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO

Em 2020, o reajuste do Piso do Magistério é de 12,84% e Governo do RN deveria ter implantado a correção desde o mês de janeiro.

06
mar

Com os docentes…

Postado às 11:17 Hs

“Estou ao lado dos professores”, afirma deputado Allyson Bezerra

O deputado estadual Allyson Bezerra (Solidariedade) manifestou apoio aos professores da rede pública estadual, que decretaram greve por tempo indeterminado. Allyson falou sobre o tema em entrevista nesta quinta-feira (05), ao Jornal da 95, na Rádio 95 FM.

“Minha vida é pautada pela educação. Eu reconheço a importância dos professores. Por isso, estou ao lado dos professores, estou ao lado da educação”, disse.

O deputado deixou claro que está à disposição para contribuir com o diálogo entre a categoria e o governo estadual. Também enfatizou que na Assembleia Legislativa votará somente o que for a favor dos professores.

“Precisamos apoiar os nossos professores e dar o devido valor que eles merecem. São eles, que transformam vidas, através da educação. Pedimos ao governo sensibilidade para tratar a questão. Os professores precisam receber salário justo e em dia e os alunos não podem ficar sem aula”, declarou.

Assessoria

04
mar

Educação potiguar decreta greve

Postado às 17:28 Hs

EDUCAÇÃO DECRETA GREVE EM ASSEMBLEIA.

Os/as trabalhadores/as em educação da rede estadual de ensino decretaram greve em assembleia realizada na tarde desta quarta-feira 4, em Natal.

A categoria rejeitou a proposta do Governo do Estado de iniciar o pagamento do reajuste 12,84 % do Piso salarial do magistério dividido em três vezes a partir do mês de junho e o retroativo de janeiro a maio em 24 parcelas a partir de janeiro de 2021.

CONTRAPROPOSTA APROVADA NA ASSEMBLEIA

A categoria aprovou uma contraproposta para negociação com o Governo do Estado que consiste no pagamento dos 12,84% em março e o retroativo dividido em 3 parcelas.

REGIONAL MOSSORÓ REALIZA ASSEMBLEIA

A categoria se reunirá em Mossoró na assembleia na tarde desta qiunta-feira 5, a partir das 15horas, no auditório da Estação das Artes Poeta Elieseu Ventania.

Os trabalhadores em educação devem ratificar a decisão toma na tarde desta quarta-feira em Natal e seguir a paralisação na educação.

ORIENTAÇÃO APROVADA NA ASSEMBLEIA

QUINTA-FEIRA 5

1) Voltar as escolas e conversar com os/as estudantes sobre a greve;
*EM MOSSORÓ HAVERÁ ASSEMBLEIA DA REGIONAL

2) Sexta-feira, 15h no SINTE/RN em Natal, reunião de construção dos comandos de greve

3) Segunda-feira 9, pela manhã, assembleias de organização da luta;

Fonte: Sinte

abr 4
sábado
12 20
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
21 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5819590 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram