30
mar

Registros

Postado às 17:57 Hs

Com 9 novos casos confirmados nesta segunda-feira (30) pela Secretaria Estadual de Saúde, o Rio Grande do Norte passa a ter 77 pessoas com o – Covid-19. De acordo com o boletim da Sesap, o estado tem 1494 casos suspeitos e 379 já foram descartados para a doença.
As cidades com casos confirmados são Natal (36), Mossoró (16), Parnamirim (10), Assú (1), Apodi (1), Caicó (2), Carnaubais (1), Luís Gomes (1), Macaíba (1), Monte Alegre (1), Passa e Fica (1), São Gonçalo do Amarante (2), São José de Mipibu (1), Tibau (1).

Segundo a pasta, há ainda dois casos confirmados de pessoas que moram nas cidades de Recife e Fortaleza, que foram atendidas no RN. A primeira morte por Covid-19 no estado aconteceu na noite de sábado (28): trata-se de um professor de química, de 61 anos. Até este domingo (29), 68 pacientes tinham testado positivo para a doença.

29
mar

Registros

Postado às 18:50 Hs

O número de mortes pelo novo coronavírus no Brasil subiu para 136 neste domingo (29), informou o Ministério da Saúde. Até sábado (27), eram 114 óbitos. O país registra, também, 4.256 pessoas infectadas com o Covid-19.

A taxa de mortalidade do coronavírus no Brasil é de 3,2%. O levantamento aponta que cerca de 90% dos casos de mortes são de pessoas acima de 60 anos. Em 84% das mortes, pacientes apresentaram ao menos um fator de risco – o mais comum, segundo o ministério, é de cardiopatia, seguida de diabetes e pneumopatia.

RN Números 

Com 23 novos casos confirmados neste domingo (29) pela Secretaria Estadual de Saúde, o Rio Grande do Norte passa a ter 68 pessoas com o novo coronavírus – Covid-19. As cidades com casos confirmados são Natal (34), Mossoró (16), Parnamirim (9), Assú (1), Caicó (1), Macaíba (1), Monte Alegre (1), Passa e Fica (1), São Gonçalo do Amarante (1), São José de Mipibu (1) e Tibau (1).

O boletim epidemiológico revela ainda que há 1.414 casos suspeitos e 367 foram descartados. A primeira morte por Covid-19 no estado aconteceu na noite de sábado (28): trata-se de um professor de química, de 61 anos. Até este sábado (28), 45 pacientes tinham testado positivo para a doença. Segundo a pasta, há ainda um caso confirmado de uma pessoa residente na cidade de Recife e que foi atendida no RN.

O Ministério da Saúde informou neste sábado (28) que o Brasil registrou até o momento 111 óbitos e 3.904 casos confirmados de coronavírus.

Foram 487 casos confirmados nas últimas 24h. Um aumento de 14% em relação ao dia anterior. Mais cedo, o Ministério da Saúde distribuiu documento de recomendações para os gestores do SUS de todo o país, que planeja, a partir de 6 de abril, o fechamento de escolas e universidades, distanciamento social no ambiente de trabalho e proibição de eventos com aglomeração, como jogos de futebol.

Medidas mais restritivas seriam adotadas em abril, maio e junho para o combate do coronavírus no país.

Subiu para 3.417 os casos confirmados de coronavírus no Brasil, aumento de 17,22% em relação ao dia anterior. O número de mortes também aumentou em 19,4%, passando de 77 para 92.

Desde o dia 26 de fevereiro, quando foi confirmado o primeiro caso no Brasil, o Ministério da Saúde realiza ações importantes para melhorar a capacidade de resposta do país diante da pandemia. Dentre elas, a aquisição, por meio de compra e doações de 22,9 milhões de testes que estão sendo distribuídos para diagnosticar a Covid-19. Além disso, liberou cerca de R$ 1 bilhão aos estados e municípios para fortalecimento das ações locais no combate ao coronavírus.

De acordo com as informações repassadas pelos estados ao Ministério da Saúde até as 17h desta sexta-feira (27), as mortes estão localizadas nos estados do Amazonas (1), Ceará (3), Pernambuco (4), Rio de Janeiro (10), Goiás (1), Paraná (2), Santa Catarina (1) e Rio Grande do Sul (2). São Paulo continua registrando o maior número de casos e de mortes, são 68 óbitos no estado.

Para manter a população informada a respeito dos casos e óbitos, o Ministério da Saúde atualiza diariamente os dados na plataforma de dados do coronavírus. O painel traz as informações e permite uma análise do comportamento do vírus cmo o passar do tempo, além de um gráfico de dados acumulados apontando a curva epidêmica da doença.

A plataforma está disponível para livre acesso no endereço covid.saude.gov.br.

Fonte:  Agência Saúde

Evitar aglomerações e lavar bem as mãos com água e sabão são as melhores formas de prevenir a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). E a recomendação do Ministério da Saúde para quem está com suspeita de infecção é: isolar-se em casa, num cômodo separado de outras pessoas. Há dois pontos fundamentais que indicam as dificuldades do país no enfrentamento à pandemia do coronavírus: . 31,1 milhões de brasileiros (16% da população) não têm acesso a água fornecida por meio da rede geral de abastecimento; 74,2 milhões (37% da população) vivem em áreas sem coleta de esgoto e outros 5,8 milhões não têm banheiro em casa. . 11,6 milhões de brasileiros (5,6% da população) vivem em imóveis com mais de 3 moradores por dormitório, o que é considerado adensamento excessivo. Os números sobre condições de habitação são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Outra pesquisa, a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) de 2018, também do IBGE, mostra que o país tem 13,5 milhões de pessoas na pobreza extrema (vivendo com até R$ 145 por mês).

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até 9h50 de quinta-feira (26), 2.567 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil com 61 mortos. A maior parte das mortes, 48 delas, ocorreu em São Paulo.

Foi registrada a primeira morte da região Centro-Oeste, em Goiás, na manhã de hoje. De acordo com o governador Ronaldo Caiado (DEM), a vítima é uma mulher de 66 anos, que morava em Luziânia. Ela era hipertensa, tinha diabetes, doença pulmonar obstrutiva crônica e teve dengue recentemente.

No fim da noite de quarta-feira (25), foi registrada a primeira morte em Santa Catarina. O homem tinha 86 anos e morreu em São José, na Grande Florianópolis, segundo informe do governador Carlos Moisés (PSL) em uma rede social.

G1

24
mar

Números

Postado às 17:49 Hs

O Ministério da Saúde divulgou na tarde desta terça-feira (24) seu mais recente balanço dos casos de coronavírus Sars-Cov-2, vírus responsável pela doença Covid-19. Os principais dados são:

46 mortes, eram 34 na segunda-feira

2.201 casos confirmados

São Paulo tem 810 casos e 40 mortes

Rio de Janeiro tem 305 casos e 6 mortes

Alerta global

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta terça-feira (24) que percebe uma “aceleração muito grande” em número de casos de coronavírus nos Estados Unidos, o que representa potencial para o país se tornar o novo epicentro da epidemia, informou a agência Reuters.

24
mar

Registros

Postado às 13:35 Hs

O último boletim da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) divulgado na manhã desta terça-feira (24), informa que o número de casos confirmados do coronavírus no Rio Grande do Norte subiu para 14. A paciente confirmada reside no município de Parnamirim é do sexo feminino, tem 29 anos e possui histórico de viagem a Fortaleza, no Ceará, onde esteve em contato com estrangeiros.

Entre os  casos confirmados, nove estão em Natal, quatro em Parnamirim e uma em Mossoró. No domingo (22) eram 13 casos no Rio Grande do Norte.

Curiosamente, o perfil dos casos suspeitos apresentado no estado até o momento é predominantemente do sexo feminino, e na faixa etária entre 20 e 39 anos.

Pesquisa Datafolha publicada nesta segunda-feira (23) pelo jornal “Folha de São Paulo” mediu a avaliação do desempenho do presidente Jair Bolsonaro, dos governadores e do Ministério da Saúde na condução da crise do coronavírus.

A pesquisa foi realizada por telefone ouviu 1.558 pessoas entre quarta-feira (18) e sexta-feira (20) em todas as regiões do país. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Veja abaixo os resultados:

Avaliação do desempenho de Bolsonaro em relação ao surto de coronavírus

Ótimo/bom: 35%
Regular: 26%
Ruim/péssimo: 33%
Não sabe: 5%

Avaliação do desempenho do Ministério da Saúde

Ótimo/bom: 55%
Regular: 31%
Ruim/péssimo: 12%
Não sabe: 2%

Avaliação do desempenho dos governadores

O Datafolha apontou o percentual de entrevistados aprovam o desempenho do governador do seu estado:

Média dos entrevistados: 54%
Nordeste: 51%
Sudeste: 52%
Centro-Oeste/Norte: 56%
Sul: 61%

Declarações sobre a pandemia

A pesquisa também questionou os entrevistados sobre o que achavam das declarações de Bolsonaro de que havia uma “histeria” em torno do coronavírus. As respostas foram:

Discordam: 54%
Concordam: 34%
Não têm opinião: 8%
Não concordam nem discordam: 3%

Cumprimentos a manifestantes

Outro tópico da pesquisa foi o gesto de Bolsonaro de cumprimentar manifestantes em um ato pró-governo, mesmo quando já havia a determinação de autoridades de saúde para se evitar o contato próximo com outras pessoas, para evitar a disseminação do vírus.

Reprovaram o gesto: 68%
Aprovaram o gesto: 27%
Não opinaram: 4%

G1

22
mar

Registros

Postado às 17:43 Hs

O Ministério da Saúde informou, neste domingo (22), que o número de casos confirmados de covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, chegou a 1.546.

A quantidade de mortos em decorrência da doença atingiu a marca de 25 pessoas, segundo a pasta.

As mortes foram registradas em São Paulo (22) e no Rio de Janeiro (3) — ainda não está contabilizada aqui uma morte registrada na capital fluminense.

Os dois estados também lideram o número de caso. São 631 em São Paulo e 186 no Rio de Janeiro. Hoje, todos os estados brasileiros já têm casos confirmados de coronavírus

21
mar

Números

Postado às 21:01 Hs

Novo balanço do Ministério da Saúde mostra que o Brasil tem 1.128 casos confirmados da Covid-19.

O único estado do país que não contabiliza nenhum caso da doença é Roraima.

Até agora, 18 pessoas já morreram por complicações provocadas pelo vírus — três mortes foram registradas no Rio de Janeiro e outras 15 no estado de São Paulo.

A epidemia de coronavírus no país levou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a adiar para 2021 a realização do Censo Demográfico que estava previsto para este ano. Estavam planejadas visitas de 180 mil recenseadores a cerca de 71 milhões de domicílios em todo o Brasil. A informação foi divulgada pelo IBGE nesta terça-feira (17) em sua página na internet. Além da dificuldade de contatos pessoais dos recenseadores com a população, por causa da epidemia, foi levada em consideração a impossibilidade de treinamento da força de trabalho, que começaria em abril.

O Rio Grande do Norte tem 33 casos suspeitos para o novo coronavírus – o Convid-19. O número foi atualizado pela Secretaria Estadual de Saúde nesta terça-feira (17) e representa um aumento em relação ao último boletim divulgado pela pasta na sexta-feira (13), quando havia 17 casos suspeitos no estado. Os dados são de até às 20h dessa segunda-feira (16).
Ao todo, 58 casos foram notificados no Rio Grande do Norte, sendo que 24 já foram descartados e os 33 ainda aguardam resultados dos exames laboratoriais. Apenas uma paciente foi confirmada para a doença no estado, no último dia 12, e já não tem mais sintomas, de acordo com as autoridades de saúde.

15
mar

Números

Postado às 17:19 Hs

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (15) novo balanço dos casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil: são 176 casos. Além disso, o balanço tem os seguintes destaques: 176 casos confirmados, eram 121 no sábado; 1.915 suspeitos;  1.470 casos descartados.

No relatório, São Paulo e Rio de Janeiro são os Estados com mais casos confirmados, com 112 e 24, respectivamente. O Ministério da Saúde informou ainda que nas duas cidades há casos de transmissão comunitária. De acordo com a pasta, os casos de transmissão comunitária são aqueles em que não é possível identificar a trajetória de infecção do vírus.

Além dos dois estados, outras 13 unidades da federação têm casos confirmados. Veja abaixo:

Amazonas – 1 caso
Rio Grande do Norte – 1
Pernambuco – 2
Alagoas – 1
Sergipe – 1
Bahia – 2
Minas Gerais – 2
Espírito Santo – 1
Rio de Janeiro – 24
São Paulo – 112
Paraná – 6
Santa Catarina – 6
Rio Grande do Sul – 6
Goiás – 3
Distrito Federal – 8

Em relação ao relatório divulgado no sábado, Amazonas e Sergipe tiveram os primeiros casos confirmados pelo Ministério da Saúde.

G1

A taxa de mortalidade do novo coronavírus (Covid-19) é de 3,74% neste sábado (14). No mundo, foram infectadas cerca de 150.00 pessoas, entre as quais 5.614 morreram. Com isso, a mortalidade da doença é menor do que a da SARS (8%), uma síndrome respiratória aguda grave que se alastrou entre os anos de 2002 e 2004. No entanto, ela já é parecida com a da dengue (3,8%) e quase 2.800 vezes maior do que a da gripe comum (0,13%) ou 1.770 vezes maior do que a da gripe H1N1 (0,2%). Já a Mers, do mesmo grupo de doenças da Covid-19, conhecida como síndrome respiratória do Médio Oriente, teve taxa de mortalidade de 34%. O número de casos registrados no Brasil é de cerca de 100 pessoas infectadas pelo Covid-19. Nenhuma morreu em decorrência da doença. O governo do Estado de São Paulo, que concentra o maior número de casos do país, orientou o cancelamento de eventos com mais de 500 pessoas e a suspensão de aulas da rede pública como medidas para conter a propagação do novo coronavírus.
11
mar

* * * Quentinhas … * * *

Postado às 17:56 Hs

* * * Segundo dados divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira, a inflação registrada em fevereiro foi a menor para o mês desde 2000. O índice ficou em 0,25%. Em janeiro, foi de 0,21%. No acumulado do ano, o IPCA tem altade 0,46% e, nos últimos 12 meses, de 4,01%. * * *

* * * A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) deve publicar nos próximos dias uma resolução que inclui exames para detectar uma possível infecção pelo coronavírus no rol de cobertura mínima obrigatória pelos planos de saúde. A informação é do secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis. Ele comentou o tema ao ser questionado por jornalistas se clínicas privadas podem cobrar pelo exame no atendimento a usuários de planos de saúde. * * *

* * * Na reunião que teve hoje pela manhã na Assembleia Legislativa com deputados, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do RN, Janeayre Souto, criticou a falta de diálogo com a governadora Fátima Bezerra (PT). “Conseguimos ser ouvidos pelos deputados, já que a governadora não teve tempo de ouvir os servidores e fechamos propostas a partir do que trouxemos”, destacou. Não pega bem para uma governadora de origem popular receber uma crítica dessa. * * *

O Ministério da Economia revisou sua expectativa para o crescimento da economia brasileira em 2020 e projeta agora alta de 2,1% no PIB (Produto Interno Bruto), segundo informações do jornal “O Estado de S. Paulo”. A estimativa de avanço anteriormente era de de 2,4%. A nova estimativa da SPE (Secretaria de Política Econômica) gera impacto negativo nas contas do governo e deve reduzir a verba dos ministérios. Uma revisão das despesas previstas para o ano deverá ser anunciada até o dia 22.
11
mar

Reação contra

Postado às 11:58 Hs

Um levantamento da empresa Paraná Pesquisas mostra que a maioria (52,2%) da população acha errado o presidente Jair Bolsonaro apoiar atos contra o Congresso. Outros 40% acham certo o apoio. Não souberam responder ou não opinaram 7,8% dos entrevistados.

A pesquisa foi divulgada ontem. O Paraná Pesquisas ouviu por telefone 2002 pessoas em 26 Estados e no Distrito Federal de 4 a 6 de março de 2020. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o grau de confiança é 95%. O estudo foi registrado no Conselho Regional de Estatística da 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Região sob o nº 3122/19.

mar 31
terça-feira
17 12
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
29 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5819331 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram