Diário do Poder

Os Estados Unidos são o país que têm mais armas de fogo no mundo. Existem atualmente mais de 393 milhões de armas em circulação no país. É mais de 1,2 arma por habitante. Já no Brasil, pesquisas estimam em 17 milhões o número de armas. Isso significa oito armas por cada 100 habitantes; ou seja, menos de 0,08 arma por brasileiro. Já o número de mortes por armas de fogo são 30,8 para cada 100 mil no Brasil e apenas 12 mortes a cada 100 mil entre os norte-americanos. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do site “Diário do Poder”.

O número absoluto de mortes não favorece; a população dos EUA é 50% maior que o Brasil, mas morreram 39,7 mil lá. Aqui foram 63,8 mil. Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças, quase dois terços das mortes nos EUA decorrem de suicídios, não assassinatos.

No Brasil, foram 63,8 mil assassinatos em 2017, segundo o Fórum de Segurança Pública, dos quais. cerca de 55 mil mortos com armas de fogo.

Na Índia são 1,3 bilhão de habitantes e 70 milhões de armas. Na China são 1,38 bilhão e 50 milhões. Somados, os dois países têm menos mortes por homicídios que o Brasil.

O Brasil foi peça-chave desta jornada, mas o capítulo mais recente se desenrola agora na Bolívia, onde Battisti foi preso neste sábado (12) por uma equipe conjunta de agentes bolivianos e italianos. Segundo o jornal italiano Corriere della Sera, ele foi detido enquanto caminhava em uma rua de Santa Cruz de la Sierra com barba postiça, óculos escuros e documento de identidade brasileiro com seu nome verdadeiro. Battisti não resistiu à prisão, confirmada por autoridades da Itália. O Brasil foi peça-chave desta jornada, mas o capítulo mais recente se desenrola agora na Bolívia, onde Battisti foi preso neste sábado (12) por uma equipe conjunta de agentes bolivianos e italianos.

A bolsa de São Paulo fechou a semana a 93.658 pontos

O real é a moeda que mais se valoriza no mundo em 2019. Ao todo, a moeda brasileira já acumula uma elevação de 4,3% ante o dólar. Na sequência do real, as moedas que mais se fortaleceram foram o rublo, da Rússia (3,9%), e o rand, da África do Sul (3,6%), segundo levantamento da agência de classificação de risco Austin Rating. De modo geral, em 2019, o Brasil tem sido visto com bons olhos pelo mercado financeiro.

A bolsa de São Paulo fechou a semana a 93.658 pontos. Os bons números são explicados, segundo a maioria dos analistas, por fatores que ocorrem ao redor do mundo e também por medidas adotadas no próprio Brasil. Internacionalmente, há uma redução nas tensões comerciais entre Estados Unidos e China e, internamente, existe uma boa expectativa com a agenda econômica do governo Jair Bolsonaro.

Isso porque o mercado financeiro vê com bons olhos as medidas anunciadas pelo novo presidente. Uma delas é a proposta de reforma da Previdência, que deve ser enviada ao Congresso Nacional já no mês de fevereiro. Como a medida é considerada fundamental para que o Brasil volte a equilibrar as contas públicas, o mercado reage positivamente à sinalização de que a proposta pode ser aprovada.

Reportagem, João Paulo Machado

A Embraer confirmou nesta quinta-feira, 10, que a parceria estratégica com a Boeing foi aprovada pelo governo brasileiro. A expectativa da empresa é que a negociação seja concluída até o final de 2019.

Em comunicado ao mercado, a fabricante brasileira lembra que a aprovação ocorre após as duas empresas terem firmado, no mês passado, os termos da joint venture contemplando a aviação comercial da Embraer e serviços associados. A Boeing terá participação de 80% na nova empresa e a Embraer, os 20% restantes.

A brasileira e a americana também chegaram a um acordo sobre os termos de uma segunda joint venture para promover e desenvolver novos mercados para o avião multimissão KC-390. De acordo com a parceria proposta, a Embraer deterá 51% de participação na joint venture e a Boeing, os 49% Restantes.

“Como próximo passo do processo, o Conselho de Administração da Embraer deverá ratificar a aprovação prévia dos termos do acordo e autorizar a assinatura dos documentos da operação. Em seguida, a parceria será submetida à aprovação dos acionistas, das autoridades regulatórias, bem como a outras condições pertinentes à conclusão de uma transação deste tipo. Caso as aprovações ocorram no tempo previsto, a expectativa é que a negociação seja concluída até o final de 2019”, afirma.

Segundo a Embraer, a parceria estratégica com a Boeing irá possibilitar a ambas as empresas acelerar o crescimento em mercados aeroespaciais globais.

Fonte: Estadão

08
jan

Paulinho Freire assume Prefeitura de Natal

Postado às 9:20 Hs

Em virtude de missão oficial à Holanda, o prefeito de Natal Álvaro Dias transmitiu o cargo na manhã desta segunda-feira (7) ao presidente da Câmara Municipal de Natal (CMN), vereador Paulinho Freire. Álvaro Dias vai representar Natal em Amsterdã para fechar parcerias na área do turismo e garantir a instituição de voos charters ligando a cidade à capital da Holanda. A cerimônia contou com a presença de secretários municipais, vereadores, assessores, familiares e amigos. No país baixo, o prefeito participará de eventos como a feira turística local, que movimenta operadores de toda a Europa, e de encontros em Amsterdã entre os dias 7 e 17 deste mês. Ele integra a comitiva oficial a convite da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio RN) e do trade turístico. Acompanha o prefeito Álvaro Dias na viagem à capital da Holanda, a secretária municipal de Turismo, Chistiane Alecrim.
O futuro governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, é tema hoje (1º) dos principais veículos de imprensa do mundo. Muitos deles comparam o brasileiro ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também destacam as diferenças entre Bolsonaro e os antecessores, assim como os desafios que terá de enfrentar, do combate à violência à corrupção. O jornal norte-americano Washington Post publica uma foto de perfil do presidente eleito com o semblante compenetrado. Na reportagem, associam as semelhantes entre Bolsonaro e Trump e relembram uma antiga frase do presidente eleito: “Trump é um exemplo para mim”. O francês Le Monde põem em destaque uma fotografia em que Bolsonaro está com o chapéu que ganhou de cantores sertanejos durante almoço em Brasília. A reportagem, a exemplo do Washington Post, menciona as semelhanças entre Trump e o o presidente eleito. No Le Monde, há menção à análise feita por Steven Bannon, aliado de Trump, que destacou as virtudes de Bolsonaro.

Quase 50 organizações não-governamentais dos EUA manifestarem preocupação com Jair Bolsonaro na presidência do Brasil.

Reprodução TSE

Cerimônia de diplomação de Jair Bolsonaro

Em uma carta intitulada “Apoio à democracia, diretos humanos e meio ambiente no Brasil”, entidades como a Brazilian Studies Association, Amazon Watch, a Federação Americana do Trabalho e Congresso de Organizações Industriais prometem “ficar de olho” nas atividades do governo eleito.

“Nós estamos particularmente preocupados com algumas propostas políticas de Bolsonaro que, se implementadas, podem infligir danos de amplo alcance e duradouros a comunidades brasileiras e ao meio ambiente”, afirmam na carta publicada no site da organização Friends of the Earth U.S.

“Nós também reafirmamos o desejo de ajudar os corajosos grupos e indivíduos do Brasil que se esforçam para defender constitucionalmente direitos e liberdades protegidos em um ambiente cada vez mais desafiador.”  (Estadão – BR18)

27
dez

Duas semanas à procura de Battisti

Postado às 18:30 Hs

Duas semanas depois de o ministro do Supremo, Luiz Fux, determinar a prisão terrorista italiano Cesare Battisti, condenado por quatro assassinatos nos anos de 1970, e de ele ser incluído na lista da Interpol, a Polícia Federal parece não ter informações sobre o paradeiro do italiano.

A PF já realizou 32 operações na tentativa de capturar Battisti, foragido desde a semana passada. Contra ele pesa ainda a autorização, assinada pelo presidente Michel Temer, para sua extradição. Na semana passada a PF divulgou 20 retratos com possibilidades de disfarce que poderiam ser utilizadas pelo ex-ativista.

O presidente da República eleito, Jair Bolsonaro, disse hoje (25) que fará parcerias com Israel para beneficiar o Nordeste com projetos de dessalinização de água. Por meio de seu perfil no Twitter, Bolsonaro afirmou que o futuro ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, visitará em janeiro instalações de dessalinização, plantações e o escritório de patentes no país do Oriente Médio.

Ainda em janeiro, espera-se que seja implantada no Nordeste brasileiro uma instalação piloto para tirar água salobra de poços, dessalinizar, armazenar e distribuir para a agricultura familiar da região.

“Também estudamos junto ao embaixador de Israel e empresa especializada testar tecnologia que produz água a partir da umidade do ar em escolas e hospitais da região. Poderemos, inclusive, negociar a instalação de fábrica no Nordeste para venda desses equipamentos”, escreveu no Twitter.

A Justiça Federal derrubou na madrugada deste sábado (22) a liminar que suspendia a negociação entre a Embraer e a Boeing. A decisão é da desembargadora Therezinha Cazerta, presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), e atende a recurso da Advocacia-Geral da União (AGU).

As duas companhias firmaram acordo para unir forças e criar uma nova empresa de aviação civil no Brasil. As tratativas estavam paralisadas desde o último dia 19 por ação movida pelo sindicato de trabalhadores onde a Embraer mantém fábricas no país.

Os sindicalistas alegam que o negócio fere regras de mercado. Eles consideram que haveria uma incorporação da Embraer pela Boeing, e não apenas uma associação entre as duas empresas para um projeto específico. Já a AGU defende que a suspensão fere a livre iniciativa e configura intevenção estatal em acordos privados.

Esta é a segunda vez que as negociações voltam a ser autorizadas após serem interrompidas. No último dia 10, o TRF3 havia suspendido outra liminar que impedia o andamento das transações. Ela havia sido concedida pela 24ª Vara Cível Federal de São Paulo, em ação movida por dois deputados federais.

G1

A Divisão Antiterrorismo (DAT) da Polícia Federal (PF) fez duas tentativas de captura de Cesare Battisti, hoje, em São Paulo. A PF foi em endereços informados por denúncias anônimas como possíveis esconderijos do italiano, considerado foragido pela polícia desde a última sexta-feira.

O italiano teve a prisão preventiva decretada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux na quinta-feira. O ministro revogou uma liminar (decisão provisória) que impedia a extradição de Battisti até que o Supremo voltasse a analisar o caso e mandou prendê-lo.  No dia seguinte, o presidente Michel Temer assinou o decreto de extradição de Battisti.

O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, avaliou nesta segunda-feira (17) que foi “acertada” a decisão do presidente Michel Temer de assinar o decreto de extradição do italiano Cesare Battisti.

 

Após um ano de negociação, a Boeing fechou os termos da compra da área de aviação civil da Embraer. O acerto, que cria uma nova empresa no valor de US$ 5,26 bilhões (R$ 20,5 bilhões no câmbio desta segunda, 17), será agora submetido ao governo brasileiro.

Os americanos pagarão aos brasileiros US$ 4,2 bilhões (R$ 16,4 bilhões caso tudo fosse pago hoje, o que não ocorrerá), US$ 400 milhões a mais do que o previsto inicialmente, para ter 80% do controle da nova empresa.

Em julho, a Boeing havia divulgado que o valor total seria de US$ 4,75 bilhões (R$ 18,5 bilhões), que havia sido considerado baixo por analistas e pelo governo.

As ações da companhia brasileira subiam mais de 7% após o anúncio. Às 10h12, o Ibovespa subia 0,29%, a 87.699,81 pontos.

Folha de São Paulo

Terminou sem qualquer tipo de acordo a última rodada de negociações entre o Mercosul e a União Europeia. Na ausência de uma aproximação das posições entre os dois blocos, um eventual acordo fica adiado para 2019 e caberá ao governo de Jair Bolsonaro (PSL) tomar uma decisão sobre o destino do processo. O fracasso na negociação frustrou a esperança do governo de Michel Temer de deixar o país com um tratado de dimensões importantes. Em 2017, o pacote esteve próximo de ser fechado, depois de 18 anos de negociações. Mas o Mercosul considerou que a UE não fez qualquer gesto significativo para abrir seu mercado

O presidente Michel Temer assinou nesta sexta-feira (14) a extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti, que é condenado à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos nos anos de 1970.

A decisão de Temer surge um dia após o ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinar a prisão de Battisti.

 Por Jamil Chade e Eduardo Laguna / Estadão

O acordo comercial entre Mercosul e União Europeia – em negociação há quase 20 anos, mas já na reta final – ganhou um novo impulso após as declarações da equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro de que o bloco sul-americano não será prioridade no novo governo. A intenção, segundo o presidente da delegação do Parlamento Europeu para as relações com o Mercosul, o deputado português Francisco Assis, é tentar fechar algum tipo de entendimento comercial ainda durante o governo de Michel Temer.

“Estamos preocupados”, disse. “Há uma enorme incógnita sobre qual será o futuro do Mercosul e, portanto, sobre como ocorrerá essa relação de negociação com a União Europeia.” Segundo ele, o Mercosul entregou uma proposta aos europeus no dia 24 de outubro. “Haverá uma tentativa por parte da UE de fazer uma contraproposta”, disse.

ESTÁ NA PAUTA – A negociação com o Mercosul entrou na pauta da reunião da UE da próxima quarta-feira, com a comissária de comércio exterior do bloco, a sueca Cecilia Malmström.

O acordo, se confirmado, será o mais importante já assinado pelo bloco europeu. Para levá-lo adiante, no entanto, é preciso vencer resistências dentro da própria União Europeia, já que grupos protecionistas fazem pressão para adiar o acordo.

Durante a campanha eleitoral, Bolsonaro defendeu acordos bilaterais com países desenvolvidos e criticou a política externa dos governos do PT, que deram prioridade a acordos com países africanos, sul-americanos e asiáticos. Na primeira entrevista após o resultado do segundo turno, o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a criação do Mercosul foi ideológica e que o bloco não seria prioridade.

TRADIÇÃO DIPLOMÁTICA – Na visão de especialistas em relações internacionais, a ênfase nos acordos bilaterais pode significar uma mudança na tradição diplomática brasileira do multilateralismo. “No fundo, isso faz sentido. Um dos motivos que atrapalham o desfecho nas negociações por livre comércio entre Mercosul e União Europeia é que, quando o Brasil avança, a Argentina recua”, diz Joaquim Racy, professor de economia da PUC-SP.

Na Europa, existem duas preocupações com o novo posicionamento, que inclui uma aproximação com os Estados Unidos: a substituição de produtos europeus por bens americanos, que entrariam no Brasil em melhores condições; e o fim de um equilíbrio geopolítico na América Latina entre os interesses americanos e europeus. A China já pressiona Bolsonaro pela manutenção do atual acordo comercial e alertou, em editorial, que a economia brasileira sofrerá com eventual rompimento com Pequim.

A última rodada de negociações entre Mercosul e UE, em setembro, foi interrompida sem que os dois lados chegassem a uma conclusão sobre tarifas para produtos agrícolas e industriais, como a carne bovina sul-americana e os laticínios europeus. Procurado, o Itamaraty não se manifestou.

O último menino e o treinador foram retirados da caverna agora parcialmente inundada no Norte da Tailândia onde estavam presos com seus colegas do time de futebol amador Javalis Selvagens, com idades entre 11 e 16 anos.

Mergulhadores iniciaram às 10h08 desta terça-feira (horário local, 00h08 de Brasília) a etapa final da operação de resgate, que durou três dias no total. Mais cedo, três jovens deixaram o labirinto. Oito garotos já haviam sido levados para o hospital em Chiang Rai no domingo e na segunda-feira.

A Marinha da Tailândia anunciou a conclusão do resgate no Facebook:

“Não temos certeza se é um milagre, ciência ou o que for. Todos os 13 javalis selvagens estão fora da caverna”, disse a página do órgão de Defesa.

Choveu forte na região na madrugada desta terça-feira, o que poderia ter complicado a ação da equipe. O ex-governador de Chiang Rai e comandante da missão de salvamento, Narongsak Osotthanakorn, afirmou que o trabalho agora foi uma “corrida contra a água e o tempo”. As operações bem-sucedidas anteriores, que trouxeram oito garotos, foram realizadas com tempo seco.

O Globo

05
jul

@@@ O dia de Hoje na História… @@@

Postado às 6:31 Hs

5 de julho: 
Dia Nacional da Coluna Prestes
Dia de Santo Antônio Maria
Dia da Independência de Cabo Verde.
Nesta data em:

1687 – É publicada a Philosophiae Naturalis Principia Mathematica (“Princípios Matemáticos de Filosofia Natural”), onde o físico britânico Isaac Newton descreve suas leis.
1975 – Cabo Verde garante a sua independência em relação a Portugal.
1996 – Nasce a Ovelha Dolly, o primeiro mamífero clonado a partir de uma célula adulta.

Nasceram neste dia…

1853 – Cecil Rhodes, empresário britânico (m. 1902).
1879 – Wanda Landowska, musicóloga e cravista polaca (m. 1959).
1926 – Ivo Pitanguy, na imagem, médico-cirurgião brasileiro.

Morreram neste dia…

1833 – Nicéphore Niépce, inventor francês (n. 1765).
1911 – Maria Pia de Saboia, princesa italiana e rainha consorte de Portugal (n. 1847).
1969 – Walter Gropius, arquiteto alemão (n. 1883).

2008 – Frank Schaeffer, artista plástico e professor brasileiro (n. 1917).

2009 — John Bachar, alpinista norte-americano (n. 1957).

2015 — Amanda Peterson, atriz norte-americana (n. 1971).

2017 — Joaquín Navarro-Valls, jornalista e médico espanhol (n. 1936).

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, assumiu a Presidência da República hoje. É a segunda vez no ano que a ministra ocupa o cargo, após viagem do presidente Michel Temer.

Também saíram do país para viagens oficiais os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE). Como o Brasil não tem vice-presidente no momento, eles seriam os primeiros a suceder Temer em caso de viagens. A próxima na linha sucessória é a presidente do STF.

Cármen Lúcia exercerá a Presidência da República até a noite desta segunda, quando Temer volta de reunião de cúpula do Mercosul, no Paraguai.

Maia cumpre agenda em Portugal e Eunício tem compromissos na Argentina. Segundo o Portal G1, as assessorias do presidente da Câmara e do Senado confirmaram que as viagens foram agendadas em razão da ida de Temer à reunião do Mercosul.

jan 20
domingo
08 54
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
37 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5757793 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram