03
fev

Chegaram mesmo…

Postado às 19:06 Hs

12647064_1052848108111799_6202462128572171691_n

E elas vieram e vão continuar…

No acumulado de 2016, onde mais choveu no estado foram Apodi e Olho D’água dos Borges. Nas duas cidades o índice pluviométrico superou a marca dos 300 mm, atingindo respectivamente 304mm e 318mm. Em seguida, Portalegre (268 mm), Riacho da Cruz (238mm) e Caraúbas (236mm). Em São Rafael, onde já foram registrados 234 mm de chuva neste ano, chegou a cair granizo no ultimo final de semana.

“O sistema meteorológico responsável por estas chuvas é o Vórtice Ciclônico de Ar Superior, que deve continuar nos próximos dias provocando chuva no litoral, mas principalmente no interior”, explicou o meteorologista da Emparn, Gilmar Bristot. No período de Carnaval, entretanto, o volume maior de chuvas deve acontecer na faixa litorânea do estado.

Os valores acumulados entre 3 e 10 de janeiro, segundo a precisão da Emparn, devem atingir cerca de 30mm no Agreste e Litoral Sul, 40mm na Região de Mossoró e acima de 60mm nas regiões Central, Seridó, Alto Oeste, Litoral Nordeste e Grande Natal.

03
fev

Contrariando previsões…

Postado às 18:34 Hs

Com o janeiro mais chuvoso desde 2011, metade dos reservatórios toma água no RN

O mês de janeiro foi o mais chuvoso dos últimos cinco anos, segundo levantamento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). E o resultado é que quase metade dos reservatórios potiguares recebeu recarga de água. Só a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, responsável pelo abastecimento de 34 cidades, recebeu 3,5 milhões de metros cúbicos (m³) e subiu 10 cm de lâmina.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Instituto de Gestão de Águas do RN (Igarn), 21 receberam recargas que variam de 1% a 20% de suas capacidades. O açude Beldroega em Paraú, que iria entrar no volume morto já no próximo mês, teve um aumento no volume de água em 20% (1,6 milhão de m³). Diante do aumento, mesmo que as chuvas cessem, o reservatório ainda terá água até o mês de setembro.

 

Pequenos reservatórios transbordaram. Em Jucurutu, os açudes das comunidades de Riachão e Boi Selado atingiram seu volume máximo e já estão desaguando em direção à Armando Ribeiro, que está atualmente com 20,40% de sua capacidade (489,5 milhões de m³).

O mesmo acontece com o acúmulo de água na obra da barragem de Oiticica, hoje com 3 milhões de m³, que está atingindo um braço do Rio Piranhas e contribuindo para a cheia do maior reservatório do estado.

Alguns reservatórios que entrariam em volume morto até junho deste ano, só chegarão a volume morto em dezembro. Isto significa que receberam recarga para durar mais 6 meses.

Powered by WP Bannerize

28
jan

Informativo

Postado às 1:42 Hs

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) concluiu neste mês de janeiro a reforma de reservatórios de água nas cidades de Jucurutu, Ipueira e São José do Seridó. Foram investidos mais de R$ 700 mil na recuperação total da estrutura dos mesmos com recursos próprios.

A reforma foi necessária em razão dos reservatórios serem antigos e apresentarem problemas nas suas estruturas de concreto armado e vazamentos, sendo necessária a recuperação. Os serviços realizados foram a reposição de concreto e das ferragens, reforço na estrutura, limpeza, impermeabilização, pintura e a reforma das escadas.

Em Jucurutu, a reforma foi feita nos dois reservatórios da cidade, sendo um do tipo apoiado (construído direto no chão) e o outro tipo elevado. A água que abastece Jucurutu é captada da barragem Armando Ribeiro Gonçalves. Já em Ipueira, o reservatório é do tipo elevado e a água é captada do açude Martelo. Em São José do Seridó, o reservatório também é do tipo elevado e a água é captada através de três poços artesianos e um poço amazonas.

As três cidades beneficiadas com a reforma dos reservatórios estão em rodízio de abastecimento em razão da seca, mas a função das caixas de água continua a mesma independente da situação hídrica de cada município. As mesmas servem para reservar a água captada, diminuir a pressão na rede e distribuir a água para os bairros da cidade.

Fonte: Assessoria

26
jan

Livro-álbum

Postado às 0:41 Hs

Livro-álbum sobre litoral nordestino, do fotógrafo Fernando Chiriboga, tem lançamento para essa quinta-feira

Percorrer 3.317 km de beleza e ar puro para capturar paisagens nordestinas foi inspiração para o tema do 13º livro-álbum do fotógrafo equatoriano Fernando Chiriboga, que lança, nessa quinta-feira (28), “Terra à Vista – Litoral do Nordeste do Brasil”, das 19h às 22h, no 3º piso do Shopping Midway Mall, onde também ficará a exposição* de quadros com fotografias contidas no livro até o final de fevereiro. Durante o lançamento, também terá distribuição da Revista Foco Poty, da Associação Potiguar de Fotografia (Aphoto).

Com 272 páginas e mais de 300 fotografias seguidas de textos em inglês e português, Terra à Vista, eterniza acidentes geográficos, paisagens turísticas e lugares ermos que compõem as paisagens e as histórias dos nove estados da região Nordeste, detentora de quase metade de todo o litoral brasileiro, banhada pelo Oceano Atlântico onde, há mais de 500 anos, recebia os colonizadores europeus.

A obra, que tem como personagens-modelos aves, baleias, golfinhos, ilhas, parrachos, coqueirais, lagoas, rios, cascatas, dunas, mangues, matas, falésias, vilarejos e cidades, para a sua realização, teve o patrocínio da Cosern – Grupo Neoenergia, através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura e do Ministério da Cultura.

Powered by WP Bannerize

19
jan

Mais chuvas…

Postado às 19:26 Hs

Fenômeno El Niño está perdendo força e RN pode ter aumento de chuvas em abril. A Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) divulgou o resultado parcial da análise e previsão climática para a região semiárida do estado no período que vai de fevereiro até abril de 2016. O comportamento das últimas semanas mostra que o fenômeno El Niño – fator que tem dominado as previsões climáticas nos últimos meses e reduzido a ocorrência de chuvas no Nordeste – está diminuindo de intensidade. As informações estão sendo levantadas durante o XVIII Workshop Internacional de Avaliação Climática para o Semiárido Nordestino, que acontece até esta quarta-feira (20), em Fortaleza. Esse é o primeiro prognóstico para o período chuvoso de 2016 divulgado pela EMPARN e poderá sofrer alterações conforme o comportamento das variáveis oceânicas/atmosféricas que são avaliadas na previsão.
13
jan

Lançamento

Postado às 23:01 Hs

Fernando Chiriboga lança livro-álbum sobre litoral nordestino no próximo dia 28. Determinado a levar ao leitor para conhecer paisagens que fazem parte do Nordeste brasileiro, o fotógrafo equatoriano, Fernando Chiriboga, lança “Terra à Vista – Litoral do Nordeste do Brasil” no dia 28 de janeiro, no 3º piso do Shopping Midway Mall, das 19h às 22h onde também ficará a exposição* de quadros com fotografias contidas no livro até o final de fevereiro. Durante o lançamento terá distribuição da Revista Foco Poty, da Associação Potiguar de Fotografia (Aphoto). Acidentes geográficos, paisagens turísticas e lugares quase inabitados são protagonistas dos 3.317 km trilhados para a composição de “Terra à Vista”, acompanhados por textos em inglês e português. O 13º livro-álbum de Chiriboga é recheado por quase 350 fotografias que expõem a diversidade paisagística do litoral nordestino e tem patrocínio da Cosern – Grupo Neoenergia, através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, do Ministério da Cultura.

Powered by WP Bannerize

13
jan

Informes

Postado às 12:06 Hs

Acidente de carro na BR-304 atinge adutora Jerônimo Rosado

Na manhã desta quarta-feira (13), um carro capotou na BR-304, na altura do rio Angicos. O acidente, sem vítimas, atingiu a adutora Jerônimo Rosado deslocando quatro tubos do equipamento. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) já está no local, trabalhando no conserto.

Em virtude deste acidente, a adutora, que é responsável por 30% do abastecimento de Mossoró, está sem funcionar. Assim, o fornecimento de água está reduzido para a cidade. Os bairros mais atingidos são Sumaré, Dom Jaime Câmara, Nova Vida, parte do Paredões e do Abolições. A previsão da Caern é que o conserto seja concluído até o início da tarde, quando o abastecimento será retomado. Contudo, devido ao tempo em que ficou parado, pode ser necessário um prazo de 36 horas para a total regularização da distribuição.

12
jan

Chegando

Postado às 18:25 Hs

Itaú e Taboleiro Grande recebem água da Adutora Alto Oeste

Uma iniciativa tomada pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) afastou o risco de colapso no abastecimento em duas cidades da região do Alto Oeste potiguar. Itaú e Taboleiro Grande passam agora a ser abastecidas pela Adutora Alto Oeste, com água vinda da Barragem de Santa Cruz, melhorando a oferta para a população. Antes, as duas cidades contavam com o açude Clidenor Regis de Melo, no município de Itaú, que está com o nível muito baixo.

De acordo com o gerente em exercício da Regional de Pau dos Ferros, Anderson Araújo de Souza, apesar da melhoria no abastecimento, Itaú e Taboleiro Grande continuarão com o fornecimento racionado, a fim de preservar os recursos hídricos por mais tempo. A mudança será na forma de racionar. Cada cidade será abastecida com manobras entre os bairros, garantindo água de boa qualidade com uso racional.

Powered by WP Bannerize

11
jan

Artigo

Postado às 13:47 Hs

“O Rio Grande do Norte enfrenta a pior seca dos últimos cem anos. É o que temos ouvido, falado, conversado, noticiado, e debatido em plenário, durante todo o ano de 2015. Dos 167 municípios, 90% deles estão em estado de calamidade por falta d’água. Coincidentemente, é o mesmo número atendido pela Caern, onde, dessas 153 cidades, mais da metade enfrenta grave crise no abastecimento, recebendo água através de rodízio, e 11 delas estão em colapso. Essa triste realidade dos números, infelizmente, tende a crescer. As perdas são enormes e se acumularam e agravaram nos últimos três anos, quando o índice de chuvas ficou abaixo da média estadual, impedindo a recuperação do nível dos reservatórios. A produção de mel e castanha caiu em 90%, a de carne e leite em 50%. Só este ano a Caern já investiu mais de R$ 8 milhões para tentar enfrentar o problema, mais da metade com carros-pipa, e perdeu mais de R$ 4 milhões pela suspensão de faturamento em muitas cidades. Dos 36 reservatórios do Dnocs, 18 estão em volume morto, ou seja, com reserva abaixo do nível das comportas.
Profeta da chuva diz que ‘Nordeste terá um grande inverno’ em 2016
“Não tenho medo em dizer que o Nordeste terá um grande inverno em 2016″, afirma o aposentado Erasmo Barreira, 69 anos, que participa pela 18ª vez do Encontro Anual dos Profetas da Chuva neste sábado (9) em Quixadá, a 158 quilômetros de Fortaleza. Na ocasião, sertanejos fazem previsões para a quadra chuvosa do Ceará e Nordeste com base em observações da natureza. Entre os aspectos analisados, estão a rotina de animais e o desenvolvimento de plantas da região.
As previsões de Erasmo representam uma tradição que ele traz dos avós. “É fácil, é só prestar atenção na floração de um ano para o outro”, explica. As observações do profeta para prever o inverno de 2016 são feitas desde julho do ano passado e se intensificam em dezembro, à véspera do encontro.
Em entrevista ao G1/CE, Erasmo apresentou duas representações de fatores naturais que aponta como determinantes para um bom inverno. “O galho de feijão brabo não perdeu nenhuma flor e está bem verdinho. Quando fica assim, é porque está esperando chuva para só depois amadurecer e aflorar. Se já tivesse perdido flores em dezembro, é o sinal que seria seco no próximo ano”, ressalta.
Outro fenômeno percebido pelo profeta sertanejo é a forma com que as formigas de roça tratam o bagaço. “Observei a quantidade de vagem que elas descarregam das casas delas. São folhas de capim e de pau que elas gostam de levar para lá. Elas botam fora agora no começo do inverno para fazer nova armazenagem. Quando elas vêm muita quantidade, aí é que vai chover mesmo. Lá no meu interior, tem uma quantidade suficiente para encher 50 sacolas como a que trouxe”, completa.

Funceme 
A previsão da chuva feita pelos “profetas” não tem respaldo científico de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O órgão estadual deve divulgar em 20 de janeiro prognóstico oficial das chuvas no Ceará no ano de 2016.

Powered by WP Bannerize

images (1)
Pesquisadores do Núcleo de Ecologia e Monitoramento Ambiental da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Nema/Univasf) desenvolveram e estão testando um modelo de recuperação da mata da caatinga. O experimento, iniciado no final de 2014, apresenta resultados positivos em uma área no município de Cabrobó (PE) e, se comprovado como eficiente, será implantado em áreas impactadas pelas obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco. O modelo de recuperação do bioma envolve o replantio de mudas, a conservação da água e a proteção das plantas dos ataques de animais da região. O processo é “simples, efetivo e de baixo custo”, ideal para as condições do semiárido, afirma o coordenador do Nema, Renato Garcia, que sobrevoou o viveiro e aprovou os resultados parciais. Os pesquisadores plantaram, em uma área de aproximadamente 5 hectares ao lado da estação de bombeamento, mais de 5 mil mudas de 23 espécies nativas da caatinga, originárias de matrizes resistentes a estiagem prolongada. Além disso, cerca de 2 mil árvores adultas, de 25 espécies, fornecerão sementes.
07
jan

Em ação

Postado às 23:16 Hs

Diaconia inicia atividades do Programa Um Milhão de Cisternas. Até março, serão construídas 100 cisternas nos municípios de Encanto e São Miguel. O ano já começa com boas notícias para agricultores e agricultoras do Rio Grande do Norte. No último dia 06, a Diaconia deu início às atividades do Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC) na região do Alto Oeste Potiguar, onde 900 famílias rurais serão contempladas com a tecnologia social que capta e armazena água da chuva para o consumo humano. Nesta primeira fase do cronograma, que segue até março, serão construídas 100 cisternas de 16 mil litros, sendo 70 no município de Encanto e 30 em São Miguel. Na próxima sexta-feira (08), as duas localidades irão sediar reuniões para a formação da Comissão de Execução do P1MC. Os encontros acontecem no Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (STTR) dos respectivos municípios, a partir das 9h (Encanto) e das 14h (São Miguel). “Com as comissões formadas, os próximos passos serão definir as comunidades beneficiadas e selecionar as famílias que serão contempladas com as cisternas”, explica o auxiliar técnico da Diaconia, Edson Silva.

Powered by WP Bannerize

O prefeito Francisco José Júnior, acompanhado pelos secretários municipais de Meio Ambiente, João Gentil, e da Comunicação Social, José de Paiva Rebouças, recebeu na manhã desta terça-feira, 29, em Brasília, a cessão de um terreno de 78 mil metros quadrados que será utilizado para a construção do Parque Ambiental. O espaço está localizado no centro da cidade, às margens do Rio Mossoró, e foi repassado através de parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A conquista desse terreno é o primeiro passo para efetivação do projeto, que deve começar a ser realizado já no início de 2016. “A nossa gestão, preocupada com a questão ambiental, determinou à secretaria que fizesse o projeto de um parque e esse projeto já estava pronto, só que precisava de uma área, e hoje conseguimos um local bem no centro da cidade. Temos o objetivo de iniciar a implantação o quanto antes”, disse o prefeito Francisco José Júnior.
26
dez

Ação Parlamentar

Postado às 11:58 Hs

Artigo de George Soares: Energias renováveis, uma solução para o Semiárido nordestino

Segundo o IBGE, a região Nordeste do Brasil concentra a maior parte das pessoas abaixo da linha de extrema pobreza – 9,61 milhões ou 59,1%. Destes, a maior parcela (56,4%) vive no campo, enquanto 43,6% estão em áreas urbanas. A região Sudeste tem 2,72 milhões de brasileiros em situação de miséria seguido pelo Norte, com 2.63 milhões, pelo Sul (715,96 mil) e o Centro Oeste (557,44 mil). O contingente de brasileiros que vive em condições de extrema pobreza, 4,8 milhões tem renda nominal mensal domiciliar igual à zero, e 11, 43 milhões possuem renda de R$ 1 a R$ 70, pra esse tecido social, se faz necessário à adoção de políticas públicas, que garanta a transferência de renda, acesso a serviços públicos (saúde e educação), e inclusão produtiva, resgatando esses brasileiros da miséria. Muitos sertanejos migram para os principais centros urbanos, fugindo da seca, miséria e falta de perspectiva do sertão.

As políticas públicas destinadas a mitigar os efeitos da seca e os desníveis de exclusão social no Nordeste devem priorizar, de imediato, mudanças nos padrões de acesso aos serviços essenciais e aos ativos produtivos proporcionando a população campesina uma vida com maior dignidade. Nessa perspectiva, com ações estruturantes e duradouras, como a exploração de poços artesianos ou profundos, potencial dos recursos hídricos, instalação de dessalinizadores, etc.

Ainda existem alternativas que baseadas em nações em que foram aplicadas, como Alemanha e Portugal (países que visitamos em missão oficial da Frente Parlamentar das Energias Renováveis da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte para conhecer a realidade e trazer aplicações para nosso estado nordestino) geraram benefícios enormes para a economia local. É o caso da produção de energias renováveis.

O Nordeste brasileiro é detentor de um clima propício à produção de energia solar e possuidor dos melhores ventos do continente sul-americano para gerar energia eólica. Na área do Semiárido nordestino há sol durante todo o ano e isso pouco é aproveitado. Com o acesso a tecnologias para gerar energia, através de linhas de crédito criadas pelo Governo, o Semiárido brasileiro pode se desenvolver. Se o sertanejo não pode plantar pela escassez de água, ele pode ter sua própria usina geradora de energia, tanto solar quanto eólica, e vender a energia produzida para o Estado, assim como acontece em outros lugares do mundo. É claro que essa discussão precisa ser realizada e já há profissionais engajados nisso. O Nordeste precisa de uma solução imediata para conviver com essa situação e a produção de energias renováveis utilizando os potenciais naturais da região é uma saída que precisa ser construída, diante das secas constantes. Esse tema é novo, muito amplo e é preciso ser debatido o quanto antes, pois muitos estão à mercê no nosso sertão há gerações e é preciso um basta nessa situação de miséria.

Fonte: Assessoria

Powered by WP Bannerize

22
dez

Informes

Postado às 15:31 Hs

Sindicato representa FIERN em Comitê de Bacia Hidrográfica do RN e PB. O Comitê da Bacia Hidrográfica (CBH) do Rio Piancó-Piranhas-Açu (PPA) realizou ontem, 21 de dezembro, a 13º Reunião Ordinária no Campus da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) em Patos na Paraíba (PB), com membros da comissão e representantes de instituições públicas e privadas. A reunião teve Vargas Soliz Pessoa, presidente do Sindicato da Indústria de Cerâmica do Rio Grande do Norte (SINDICER/RN) como representante da Federação Nacional das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN). Em pauta foi apresentado as condições climáticas para o ao de 2016, a eleição e posse da Diretoria Colegiada do CBH PPA reeleita para os próximos dois anos (2016 à 2017) e aprovação da ATA da 12ª Reunião Ordinária como também a apresentação de interessados em compor vagas no comitê. Foram reeleitos à presidente e vice-presidente, respectivamente, José Procópio de Lucena e Maria de Lourdes Santana dos Santos. A nova diretoria é composta ainda por mais dois secretários Fábio Cidrin Gama Alves e José Ferreira da Cunha.
20
dez

Informes

Postado às 23:04 Hs

Horta Didática se destaca em Fórum de Extensão

O Projeto Horta Didática na Escola, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, ficou em segundo lugar no I Fórum Potiguar de Extensão. O projeto é fruto do trabalho conjunto da universidade e a sociedade, por meio dos alunos bolsistas, professores e técnicos administrativos, numa parceria com professores e alunos das Escolas Francisca Martins de Souza e Antônio da Graça Machado. A Revista Extendere publicou artigo sobre o Projeto Horta Didática.

“Esse projeto é uma prova de que quando temos determinação para fazer as coisas acontecem e nada pode impedir”, afirmou o coordenador do Projeto Horta Didática na Escola, o engenheiro agrônomo, Giorgio Mendes. Ainda segundo Giorgio o projeto é mais uma prova de que os técnicos administrativos são capazes de desenvolver trabalhos de pesquisa e extensão. “Podemos sim contribuir para nossa universidade e a sociedade” afirmou.

O Projeto Horta Didática na Escola acontece em estabelecimentos de ensino fundamental de Mossoró com o cultivo de hortaliças. A equipe envolve estudantes bolsistas e voluntários dos cursos de Agronomia, Ecologia, Engenharia Agrícola, Biotecnologia e Administração. A proposta é possibilitar uma maior integração entre o conhecimento produzido na Universidade e a sociedade, tendo como meio a implantação de hortas na escola. Os ensinamentos envolvendo o cultivo de hortas acontecem de forma interdisciplinar em quatro eixos: alimentação saudável, meio ambiente, empreendedorismo e interdisciplinaridade.

 

Powered by WP Bannerize

18
dez

No Vale

Postado às 19:48 Hs

Governo do RN entrega títulos de terra aos irrigantes do Baixo Açu neste sábado. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), entrega neste sábado (19), às 9h, os títulos de 61 lotes de terras que compõem o Distrito Irrigado do Baixo Açu (Diba), em Alto do Rodrigues. A cerimônia acontece na sede do Diba, localizado às margens da rodovia RN-118 em Alto do Rodrigues, e contará com a presença do governador Robinson Faria e do titular da Sape, Haroldo Abuana. A entrega dos títulos põe fim a uma espera de mais de 20 anos dos irrigantes do Baixo Açu, que só agora terão um documento que comprova a posse de suas terras. Serão entregues cinco títulos definitivos e 39 contratos de concessão real de uso, que englobam 61 lotes no total, distribuídos em 2,4 mil hectares. Os lotes são divididos em três categorias: familiar, técnico e empresarial. O governador fará a entrega simbólica de três documentos.
18
dez

Informes

Postado às 17:55 Hs

Ufersa firma termo de compromisso para coleta de materiais recicláveis Pelo terceiro ano consecutivo, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido firmou um Termo de Compromisso com a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Mossoró, a Ascamarem. O documento, assinado na manhã desta quarta, 16, autoriza que a associação utilize todo o material reciclável produzido pela Ufersa. A Ascamarem foi selecionada via edital publicado pela Comissão de Coleta Seletiva Solidária. Fundada há 10 anos, a Associação hoje conta com 20 catadores que se mantêm graças a esse sistema de coleta. O presidente da entidade, Ronaldo Nunes, participou da assinatura do Termo de Compromisso com a Ufersa e enalteceu a parceria. “Se todos colaborassem como a Ufersa seria ótimo. Hoje o material recolhido na universidade não tem perda, é totalmente aproveitado e depois reaproveitado”, comentou Ronaldo. Pela Ufersa, participaram do ato a professora Aline Campagna e a bióloga Cristiane Carvalho da Comissão de Coleta Seletiva Solidária e também os professores Vítor Lunardi e Diana Lunardi. Todos comentaram a responsabilidade ambiental da coleta seletiva e o trabalho desenvolvido pela Ascamarem. “Eles [os catadores] não faltam, estão sempre disponíveis para a Ufersa. Nós agradecemos e esperamos que a Ascamarem possa fazer sempre o trabalho de forma correta e assídua”,
fev 10
quarta-feira
07 39
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
13 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  4853221 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram