14
abr

Nota

Postado às 14:55 Hs

Adiamento  da audiência pública sobre o Rio Mossoró

A audiência pública agendada para esta quinta-feira, 16, no intuito de discutir propostas e ações para a revitalização do Rio Apodi-Mossoró foi adiada.  O motivo foi a incompatibilidade de agenda do secretário estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França, e do secretário municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, João Gentil.

Na mesma data, os secretários participarão de reunião da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema), em Natal.  A presença dos auxiliares dos governos estadual e municipal é indispensável para o êxito dos debates sobre a problemática, por isso se fez necessário adiar o encontro. A nova data para audiência pública sobre o Rio Apodi-Mossoró ainda será agendada. Tão logo haja a confirmação, comunicaremos por meio de notas para a imprensa e em nossas redes sociais.

14
abr

Projeto Baixo Açu

Postado às 14:04 Hs

unnamed
O presidente da Assembleia Legislativa do RN, o deputado Ezequiel Ferreira (PMDB), se reuniu nesta terça-feira (14) com o secretário de Agricultura do Estado, Haroldo Abuana, e com produtores da Associação do Distrito Irrigado do Baixo Açu (ADIBA). Na oportunidade, os representantes solicitaram ao parlamentar agilidade na apreciação do Projeto Irrigado Oswaldo Amorim, também conhecido como Projeto Baixo Açu, a ser encaminhado à Casa nos próximos dias. “Trata-se de um projeto que vem sendo discutido há mais de vinte anos. A sua regulamentação prevê a geração de cerca de sete mil empregos na região do Baixo Açu, além de vários outros benefícios e esta Casa vai trabalhar para que ele seja colocado em prática”, disse Ezequiel.O presidente elogiou o desempenho do atual Governo para a rápida viabilidade do projeto e declarou que iria pedir celeridade na apreciação do projeto dentro da Comissão de Constituição e Justiça, tão logo o mesmo seja encaminhado à Assembleia.
10
abr

Audiência Pública

Postado às 20:32 Hs

unnamed (2)
Audiência pública discutirá propostas para revitalização do Rio Mossoró Com o objetivo de discutir propostas e ações para a revitalização do Rio Apodi-Mossoró, a Câmara Municipal de Mossoró (CMM) promoverá audiência pública na próxima quinta-feira, 16, às 9h. O debate foi proposto pelo vereador Genivan Vale (Pros).Serão convidados a participar do encontro o secretário estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França; o secretário municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, João Gentil; os professores e pesquisadores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), Ramiro Camacho e Suely Leal; moradores de comunidades ribeirinhas; e a população em geral. A proposta do debate atende um pedido do arquiteto Carlos Mendes para tratar a situação do Rio Apodi-Mossoró.
08
abr

Em Pau dos Ferros

Postado às 17:33 Hs

unnamed (2)
Prefeitura se reúne com sindicatos e associações rurais para discutir benefícios ao homem do campo Atenta às questões relacionadas ao trabalhador do campo, a Prefeitura de Pau dos Ferros discutiu junto a sindicatos rurais e associações do município, no final da semana passada, pontos importantes para agricultores e produtores locais.O encontro, que contou com as presenças do prefeito Fabrício Torquato e do secretário de Desenvolvimento Rural, Carlos Rodrigo, tratou do Selo de Inspeção Municipal (SIM), enfrentamento da seca, corte de terra e Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR). Em Pau dos Ferros, a implantação do SIM – exigência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para a comercialização de produtos de origem vegetal ou animal – já se encontra em fase final.
07
abr

Em Pau dos Ferros

Postado às 15:23 Hs

Divulgação de mensagens publicitárias em locais públicos deve ser adequada no município

A Prefeitura de Pau dos Ferros, por intermédio da Secretaria de Meio Ambiente (SEMA), tem desenvolvido um trabalho de readequação das propagandas veiculadas pelas agências de publicidade e anunciantes no território municipal.

No final do mês passado, a Sema realizou uma reunião com alguns exibidores de propaganda e mídia exterior, no intuito de apresentar o Decreto Executivo nº 1335/15, que foi publicado em Diário Oficial do Município (DOM) no dia 13 de março de 2015.
O decreto regulamenta o Artigo 157 e seguintes da Lei nº 311/72 (Código de Postura do Município), que estabelecem normas de adequação para a divulgação de mensagens publicitárias, sejam elas visuais ou audiovisuais.

“De acordo com o decreto executivo, os anunciantes têm dois meses para se adequarem. Será necessário um cadastro junto à secretaria para registro, controle e acompanhamento dos anúncios”, explicou a secretária Fátima Araújo.
Entre os veículos de divulgação utilizados e submetidos às exigências estão: Outdoors, painéis, painéis luminosos, letreiros, balões e bolas, muros e fachadas, vitrines, e carrocerias de veículos automotores.

Fonte : Assessoria

06
abr

Prevenção de Riscos Ambientais

Postado às 17:27 Hs

CODERN vai apresentar Programa de Prevenção de Riscos Ambientais aos funcionários

Preocupada com as questões ambientais, a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), através da Coordenadoria de Meio Ambiente, Saúde e Segurança (COORMA), estará apresentando aos funcionários da empresa, nesta quarta-feira (08), às 10h, no auditório, o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA).

O PPRA é um documento obrigatório, exigido pela Norma Regulamentadora 09 do Ministério do Trabalho e Emprego, o qual contém um conjunto de ações visando à preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho, tendo em consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais.

Atualmente existem três PPRA’s na empresa, sendo um para o Porto de Natal, outro para a Gerência do Terminal Salineiro de Areia Branca (GERTAB), e o outro para o Terminal Salineiro de Areia Branca (TERSAB).

22
mar

Use de forma racional

Postado às 12:45 Hs

O Dia Mundial da Água, comemorado neste domingo (22), foi instituído para lembrar a importância do benefício e incentivar o uso sustentável dos recursos hídricos no planeta. O tema deste ano é ‘Água e Desenvolvimento Sustentável’.

Celebrada desde 1993, a data é resultado da Conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre meio ambiente e desenvolvimento, realizada em 1992, no Rio de Janeiro (RJ). Desde então, as celebrações ao redor do mundo acontecem a partir de um tema anual, definido pela própria Organização, com o intuito de abordar os problemas relacionados aos recursos hídricos.

Entre os temas já escolhidos para a data estão: água e energia, cooperação pela água, água e segurança alimentar, águas transfronteiriças, saneamento, água limpa para um mundo saudável, lidando com a escassez de água e água para as cidades: respondendo ao desafio urbano.

Temos que repensar nossos hábitos e usa a água de forma responsável. Sustentabilidade já !

18
mar

Informes

Postado às 10:28 Hs

O Ministério de Ciência e Tecnologia – MCT – liberou recursos de quase R$ 1,5 milhão para capacitação de apicultores da região oeste do Rio grande do Norte. Os recursos são provenientes do Projeto Centro de Capacitação Tecnológica de Apicultura que a Ufersa submeteu ao MCT. Nessa segunda-feira, 16, o reitor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, professore José de Arimateia de Matos e, o coordenador do Cetapis – Centro Tecnológico de Apicultura e Meliponicultura, o professor visitante da Ufersa, Lionel Segui Gonçalves, receberam o deputado federal Betinho Rosado Filho, que agilizou a liberação dos recursos. “O Projeto estava aprovado desde o ano passado e graças ao empenho do deputado Betinho Filho os recursos foram liberados”, afirmou o professor Lionel Gonçalves que também destacou o empenho do, então, deputado Betinho Rosado (pai), que durante a a atuação dele na Câmara Federal sempre se disponibilizou a ajudar para alocar recursos federais para a apicultura do Rio Grande do Norte. Para o professor Lionel Gonçalves, a liberação dos recursos do Projeto do Centro de Capacitação Tecnológica de Apicultura – CCTA – é de fundamental importância para o desenvolvimento da apicultura e do agronegócio Apícola no Estado.
09
mar

Em Pau dos Ferros

Postado às 12:53 Hs

5
Pau dos Ferros sediou para os municípios do Alto Oeste, na última sexta-feira, 6, a reunião de apresentação do Água para Todos, programa nacional de universalização do acesso e uso da água, executado no Rio Grande do Norte pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH).No auditório da Secretaria de Educação (SEDUC), o prefeito Fabrício Torquato recebeu o secretário Mairton França e o coordenador do programa no Estado, Sérgio Pinheiro, que detalharam para gestores e demais lideranças municipais todo o trabalho a ser realizado na região. Vinculado do plano “Brasil sem Miséria”, o Água para Todos irá beneficiar no Alto Oeste as comunidades rurais de Pau dos Ferros e de outros 23 municípios com a implantação de 72 sistemas coletivos de abastecimento e a construção de 41 barreiros. Para a execução das obras, o Ministério da Integração Nacional destinou recursos da ordem de R$ 11.175.712,35. Destes, mais de R$ 9 milhões já estão licitados.
07
mar

FIQUE SABENDO…

Postado às 12:26 Hs

fs

 

 

# # Chuvas no fim de semana

De acordo com a Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), o fim de semana terá mais chuvas, como aconteceu ontem “com a presença da Zona de Convergência Intertropical sobre a região Nordeste favorecendo a predominância de céu parcialmente nublado com ocorrência de chuvas em todas as regiões do Estado”. Na região Oeste, choveu da manhã de anteontem até a manhã de ontem, 6, em vários municípios, com destaque para Luís Gomes, com (70 mm); São Miguel (40mm), Baraúna (33mm); São Rafael (27,2mm) e Coronel João Pessoa (25mm). Choveu ainda em Caraúbas, Tenente Ananias, Major Sales, Jucurutu, Agua Nova, Gov. Dix-sept Rosado, entre outros.

# # Extrapolou !!!

A inflação oficial extrapolou as expectativas mais pessimistas do mercado financeiro em fevereiro. A alta de 1,22% no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) levou a taxa acumulada em 12 meses a distanciar-se ainda mais do teto de tolerância do governo, aos 7,70%, maior patamar desde maio de 2005, informou nesta sexta-feira (6) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Economistas afirmam que a meta de inflação foi abandonada em 2015 e revisam para cima suas previsões para o IPCA do ano. “A meta já foi perdida. O Banco Central vai ter que explicar o que o levou a não cumprir a meta (de 4,5%), apesar da tolerância de 2 pontos porcentuais (até 6,5%). Estamos com uma previsão de 7,4% de inflação em 2015, mas já começamos a ouvir que pode chegar a 8%”, disse o economista Marcel Caparoz, analista da RC Consultores.

# # WhatsApp

O WhatsApp começou a liberar o recurso que permite realizar chamadas de voz no Brasil, a princípio apenas para usuários de smartphones Android. Apesar de a empresa não ter comunicado oficialmente a liberação do serviço, que já vinha sendo testado em alguns outros países –entre eles a Índia–, muitos brasileiros relataram pelo Twitter que haviam conseguido usar a nova função. O UOL Tecnologia conseguiu testar o recurso, que ainda apresenta muitas instabilidades. O delay –falta de sincronia entre o que é dito e o que é ouvido em uma ligação–, comum em chamadas pela internet, foi o que menos incomodou. Nem todas as ligações feitas conseguiram ser completadas qualidade esperada. Ora não era possível ouvir o interlocutor, ora a chamada era atendida, mas para quem fazia a ligação permanecia o sinal de conexão. O ícone de chamada –no canto superior esquerdo– também deveria ter um maior destaque.

# # Dengue 

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, informou nesta sexta-feira, 6, que, nos dois primeiros meses do ano, houveaumento de 139% nos casos notificados de dengue, comparados aos do mesmo período do ano passado. Foram 174,67 mil registros em janeiro e fevereiro de 2015, ante 73,13 mil no ano passado. Os números foram divulgados em um evento no qual estavam reunidos mais de 600 gerentes e diretores clínicos responsáveis pelas Unidades Básicas de Saúde do município de São Paulo. O ministério da Saúde repassou R$ 150 milhões aos estados e municípios para melhorar o combate aos mosquitos transmissores da dengue e do chikungunya. Deste total, R$ 121,8 milhões foram destinados às secretarias municipais de saúde e R$ 28,2 milhões para as secretarias estaduais.

 

07
mar

Informes

Postado às 12:03 Hs

Ezequiel sugere ao governo estudo para distribuição de forragens

Preocupado com a falta de recursos dos agricultores familiares para aquisição de alimentos para seus rebanhos, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PMDB), encaminhou requerimento ao governador Robinson Faria (PSD) e ao secretário da Agricultura, da Pecuária e da Pesca, Haroldo Osório, sugerindo estudo de viabilidade para distribuição de forragens, com intuito de combater a morte de animais em todo o Estado.

“A distribuição de forragens para os agricultores familiares do Rio Grande do Norte, criadores de animais dos tipos bovino, caprino e ovino precisa ser retomada pelo governo do Estado. Por isso, solicito estudo de viabilidade, através da secretaria da Agricultura, da Pecuária e da Pesca a retomada desta importante ação para os pequenos e médios agricultores do Estado”, justificou.

O deputado lembrou que o Rio Grande do Norte tem cerca de 100 mil produtores rurais, que até 2011, quando a seca se configurou, possuíam um rebanho bovino de 950 mil cabeças. Dados preliminares fornecidos pela Federação da Agricultura (FAERN) apontam para uma redução da ordem de 30%. “Os produtores estão endividados e não tem recursos para aquisição de alimentos para seus rebanhos”, reforçou.

Abastecimento

Ezequiel Ferreira também protocolou requerimento a ser encaminhado ao comandante da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, general Antônio Carlos Barboteo solicitando que seja quitados débitos de janeiro e fevereiro com caminhões-pipa que abastecem cerca de duas mil famílias da região do Mato Grande.

Ele justificou que além da falta de chuva, as cidades estão sofrendo com a redução dos caminhões-pipa. O motivo para a redução é a falta de pagamento aos transportadores.

04
mar

Responsabilidade ambiental

Postado às 13:02 Hs

Responsabilidade ambiental é uma constante no VillaOeste

Desde a sua fundação o VillaOeste vem implementando ações ambientalmente responsáveis. No hotel existe o Programa Redução de Impactos Ambientais, que visa um método sistemático para integrar considerações ambientais e sociais nas suas operações. Entre as medidas estão o monitoramento do consumo de eletricidade e água, a fim de identificar eventuais falhas e vazamentos. Além disso, corredores, banheiros e áreas de pouca permanência estão equipados com sensores de presença e timers evitando que lâmpadas fiquem ligadas por engano.

 

A coleta seletiva e o monitoramento de produtos químicos também se destacam nas ações do hotel. Todas as medidas foram tomadas sem nunca deixar de pensar na qualidade dos serviços e na satisfação dos clientes. Para conhecer mais sobre as ações de responsabilidade ambiental do VillaOeste acesse o site www.villaoeste.com.br.

02
mar

Pelo interior do estado…

Postado às 9:22 Hs

Para os reservatórios do RN voltarem ao nível normal, seria necessário um ano com médias pluviométricas acima de 1.000 milímetros, o que não deverá ocorrer neste ano de acordo com um levantamento feito pelos meteorologistas da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN).

De acordo com os registros da Emparn, isso só aconteceu uma vez nos últimos 50 anos, que foi exatamente no ano de 1974. E com as perspectivas de chuvas dentro da média anual e abaixo da média, dificilmente o RN voltaria a atingir essa média de 1.000 milímetros neste ano. Diante disso, o governo vai decretar nova situação de emergência no final deste mês de março.

Operação Carro Pipa

A situação de seca no RN vem se estendendo desde 2012, quando o decreto foi reconhecido pela primeira vez pela União, e o Governo do Estado recebeu R$ 41,9 milhões do Ministério da Integração Nacional para ações de combate à estiagem.

De acordo com os números do Governo Federal, já foram repassados ao RN, R$ 3,5 milhões, somente para a operação carro-pipa da Defesa Civil Estadual, que chegou a abastecer 53 municípios. Entretanto, a operação foi repassada para a Defesa Civil Nacional e 23 cidades passaram a ser abastecidas pela Operação Carro Pipa do Exército Brasileiro no RN. A renovação do decreto permite, por exemplo, que o estado continue recebendo a operação do Exército.

Por Leonardo Boff

Mais que no âmago de uma crise de proporções planetárias, nos confrontamos hoje com um processo de irreversibilidade. A Terra nunca mais será a mesma. Ela foi transformada em sua base físico-química-ecológica de forma tão profunda que acabou perdendo seu equilíbrio interno. Entrou num processo de caos, vale dizer, perdeu sua sustentabilidade.Todo caos possui dois lados: um, destrutivo, e outro, criativo. O destrutivo representa a desmontagem de um tipo de equilíbrio que implica a erosão de parte da biodiversidade e, no limite, a diminuição da espécie humana. Concluído esse processo de purificação, o caos começa a mostrar sua face generativa. Cria novas ordens, equilibra os climas e permite aos seres humanos sobreviventes construir outro tipo de civilização.

Da história da Terra aprendemos que ela passou por cerca de 15 grandes dizimações, como a do cambriano, há 480 milhões de anos, que dizimou cerca de 90% das espécies. Mas, por ser mãe generosa, lentamente, refez a diversidade da vida.

Hoje, a comunidade científica, em sua grande maioria, nos alerta face a um eventual colapso do sistema de vida, ameaçando o próprio futuro da espécie humana. Todos podem perceber as mudanças que estão ocorrendo diante de nossos olhos. Por um lado, estiagens prolongadas associadas a grande escassez de água. Em outros lugares, invernos rigorosos como não se viam há decênios ou até centenas de anos.

LIMITES FÍSICOS

O fato é que tocamos nos limites físicos do planeta Terra. Ao forçá-los, como o faz a nossa voracidade produtivista e consumista, a Terra responde com tufões, tsunâmis, enchentes, terremotos e um incontido aumento do aquecimento global. Se chegarmos a um aumento de 2°C, a situação é ainda administrável. Mas, caso não façamos a lição de casa, diminuindo drasticamente a emissão de gases causadores do efeito estufa, e não reorientarmos nossa relação para com a natureza, a temperatura pode se elevar até 6°C. Aí conheceremos a “tribulação da desolação”.

A renomada revista “Science” de 15.1.2015 publicou um trabalho de 18 cientistas sobre os limites planetários. Identificaram nove dimensões fundamentais para a continuidade da vida e de nosso ensaio civilizatório. Vale a pena citá-las: 1) mudanças climáticas; 2) mudança na integridade da biosfera, com a erosão da biodiversidade e a extinção acelerada de espécies; 3) diminuição da camada de ozônio; 4) crescente acidificação dos oceanos; 5) desarranjos nos fluxos biogeoquímicos (ciclos de fósforo e de nitrogênio, fundamentais para a vida); 6) mudanças no uso dos solos, como o desmatamento e a desertificação; 7) escassez ameaçadora de água doce; 8) concentração de aerossóis na atmosfera; 9) introdução de agentes químicos sintéticos, materiais radioativos e nanomateriais que ameaçam a vida.

QUATRO JÁ FORAM

Dessas nove dimensões, as quatro primeiras já ultrapassaram seus limites, e as demais se encontram em elevado grau de degeneração. E, apesar desse cenário dramático, olho em minha volta e vejo, extasiado, a floresta cheia de quaresmeiras roxas e fedegosos amarelos; no canto de minha casa, as “belle donne” floridas; tucanos que pousam em árvores em frente da minha janela e araras que fazem ninhos debaixo do telhado.

Então me dou conta de que a Terra é, de fato, mãe generosa: a nossas agressões, ela ainda nos sorri com sua flora e fauna. E nos infunde a esperança de que, não o Apocalipse, mas um novo Gênesis está a caminho. A Terra vai ainda sobreviver. Como asseguram as escrituras judaico-cristãs: “Deus é o soberano amante da vida”(Sab 11:26). E não permitirá que a vida, que penosamente superou o caos, venha a desaparecer.

21
fev

Informativo

Postado às 0:06 Hs

FullSizeRender (4) 1
A Secretaria da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE), convocou na manhã desta sexta-feira uma reunião em caráter emergencial para discutir a situação crítica em que se encontram alguns reservatórios públicos, onde existe a distribuição de água pela CAERN para abastecimento humano. Segundo o Subsecretário de Pesca e Aquicultura, foi uma oportunidade de se discutir as prováveis alternativas para a manutenção da qualidade da água, de certa forma comprometida, caso venha ocorrer mortandade de peixes em virtude das altas temperaturas e da redução dos níveis de oxigênio nas águas. O abastecimento humano de várias comunidades do Estado, caso não sejam tomadas medidas preventivas, poderá sofrer alterações que resultariam em situações de desconforto para a população. Diante da preocupação do Secretário da Agricultura, Haroldo Abuana, a SAPE apresentou e às Instituições e Entidades presentes diretamente envolvidas com o problema duas propostas para discussão. A primeira trata da necessidade urgente de restabelecer, mediante um cronograma previamente elaborado, a despesca em açudes com risco de acidente fatal aos cardumes
20.02-Governo-anuncia-retomada-da-obra-em-Oiticica-Foto-Rayane-Mainara-1

Com relação às 381 indenizações a serem feitas, o Estado tem até 30 de agosto deste ano para realizar os pagamentos. Destas, 127 estavam com os processos ajuizados, mas apenas 69 pagas. Esse é um ponto de insatisfação dos moradores que agora ganhou agilidade. Para esta etapa o investimento será de R$ 26 milhões. No local será erguida a comunidade Nova Barra de Santana, em fase de conclusão e aprovação dos projetos de residências, prédios públicos e comerciais e de infraestrutura. A previsão é que em setembro de 2015 seja realizada a licitação para a obra. As agrovilas para o reassentamento de moradores que desejam permanecer em área rural tem prazo estipulado para conclusão em outubro.

Estima-se que a construção de três agrovilas nos municípios de São Fernando, Jucurutu e Jardim de Piranhas custe R$ 8,5 milhões. As demais reivindicações incluem a implantação de um programa habitacional para 50 famílias da área urbana e a construção de um novo cemitério com conclusão prevista para dezembro de 2016. O documento atende as reivindicações apresentadas pelos agricultores no primeiro dia de expediente da nova gestão, discutidas em reuniões na Governadoria e na comunidade de Barra de Santana, onde o Governador esteve pessoalmente no dia 4 de fevereiro.Segundo o Secretário Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Mairton França, o Estado vai manter a postura de diálogo com os atingidos pela obra. “Agora sincronizamos as obras da Barragem com as obras sociais e todo o processo será conduzido de forma transparente para podermos em julho de 2017 entregar Oiticica completa”, destacou.

O custo total do convênio para a construção será de R$ 311 milhões, sendo R$ 19 milhões de contrapartida do Estado. Atualmente, 34% do serviço está executado. Oiticica beneficiará diretamente 350 mil habitantes em 17 municípios. Com capacidade para 556 milhões de cúbicos de água, trará segurança hídrica para a população do Seridó, Vale do Açu e Região Central.

 

19
fev

Ação Parlamentar

Postado às 15:36 Hs

Mineiro defende integração do sistema de recursos hídricos no estado

O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) defendeu implantação do projeto de gestão do sistema de integração dos recursos hídricos. O parlamentar citou o histórico de seca no Nordeste e em outras regiões do Brasil e classificou as consequências da estiagem como falta de uma política de gestão das águas.

“Temos duas situações que impactam: a irregularidade das chuvas e outra de natureza humana, vinculada à gestão dos recursos hídricos. Não dá para ficarmos apenas orando, pedindo que os céus respondam a questão do acesso à água. É muito bom quando recebemos essas notícias, mas não podemos depender só disso. É preciso que esse tema entre na agenda das pessoas. O acesso à água não é questão da natureza, mas da natureza política”, defendeu.

Por fim, o deputado Fernando Mineiro afirmou que vai sugerir ao governo do estado a realização de um encontro entre todos os órgãos responsáveis pela gestão de água para gerir a situação da água no estado. “Temos questões fundamentais a serem debatidas”, afirmou.

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), através do Centro de Estudos e Pesquisas do Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional do Semiárido (CEMAD), elaborou e vai executar o projeto de restauração da mata ciliar do Rio Apodi/Mossoró, no trecho onde será construído o Central Park de Mossoró. Serão recuperados três hectares com replantio de oiticica, carnaúba e umarizeiro.

Além da revegetação de plantas nativas, o projeto que marca a primeira PPP (Parceria Público-Privado) na área ambiental, poderá servir para laboratório da UERN e visitação de escolas, uma vez que o viveiro para produção das mudas ficará no local. “Vamos produzir as mudas e simultaneamente executar o plantio”, afirma o superintendente do Cemad, Ramiro Gustavo Valera Camacho, adiantando que o projeto de restauração da mata ciliar do Rio Apodi/Mossoró: futuros corredores ecológicos” foi encaminhado ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O professor Ramiro Camacho está propondo aos empresários que no projeto do Central Park sejam criadas condições para a captação de água de chuva, energia solar e a ventilação natural.

Na última quinta-feira, 12, o reitor Pedro Fernandes visitou o local e reafirmou a capacidade da UERN na execução de projetos sustentáveis para o crescimento regional, através de politicas públicas e também de parceria com a iniciativa privada. O empresário e ex-reitor da UERN, Genivan Josué Batista, elogiou a capilaridade da UERN e disse que a instituição está no caminho certo trabalhando em perfeita sintonia com a sociedade potiguar.

A obra – O Central Park de Mossoró é um empreendimento de R$ 8 milhões e será construído pelo consórcio dos grupos A Construtora e WR Construções, numa área de 18 hectares. “Esse é um projeto piloto que visa valorizar o Rio Mossoró, com perspectivas de se transformar num grande corredor ecológico, afirma o empresário Wilson Rodrigues, acrescentando que o grupo irá atrair outros investidores.

O local poderá abrigar shopping center, restaurantes, hotéis, flats e outros equipamentos que estimulem o turismo. Também serão construídos um calçadão para caminhadas e pista de mão-dupla saindo do Complexo Viário Vingt Rosado que liga os bairros Alto da Conceição/ São Manoel ao Centro da Cidade, proximidades da empresa de Call Center A&C.

 

Fonte: Assessoria

abr 18
sábado
04 10
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
13 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  4006110 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram