22
jan

Informativo

Postado às 16:41 Hs

Caern aguarda retomada da Operação da Adutora Serra de Santana para as próximas horas 

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) continua realizando um trabalho de manutenção programada obrigatória e equipamentos elétricos na Adutora Serra de Santana, da qual deriva a adutora emergencial de Caicó, além de atender outras cidades da região. A previsão inicial foi alterada em função de problemas operacionais encontrados na tubulação, com ocorrência de vários vazamentos desde o início do trabalho, na semana passada.

A Serra de Santana abastece 12 cidades no Seridó, com captação na barragem Armando Ribeiro Gonçalves, e a Caern vai realizar um levantamento das regiões afetadas em cada cidade abastecida, para realizar os devidos descontos na fatura, são elas: Jucurutu, Florânia, São Vicente, Acari, Currais Novos, Tenente Laurentino, Lagoa Nova, Cerro Corá, Bodó, Caicó, Jardim de Piranhas e Timbaúba dos Batistas.

18
jan

Informes

Postado às 23:29 Hs

Caern realiza serviço na captação da Adutora Médio Oeste.

A adutora Médio Oeste está com abastecimento suspenso em função da redução do volume de água na barragem Armando Ribeiro Gonçalves. A previsão é que o serviço executado pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) seja concluído na próxima segunda-feira (22).

Os municípios de Paraú, Triunfo Potiguar, Campo Grande e Janduís estão com abastecimento suspenso. Na semana passada, duas cidades que também eram abastecidas pela adutora Médio Oeste, Patu e Messias Targino entraram em colapso de abastecimento porque o sistema não consegue mais atender os dois municípios.

A área da captação da Médio Oeste já avançou várias vezes dentro da barragem Armando Ribeiro há seis anos. Com a diminuição do volume da barragem, o ponto de captação irá avançar 100 metros para chegar a um local viável para o abastecimento. O trabalho na captação possui dificuldades técnicas. Isto porque o ponto é de difícil acesso para máquinas e transporte de equipamentos. O local virou um alagadiço e a Caern terá que fazer o acesso para chegar a um local com maior profundidade de água e instalar o flutuante com as bombas para captação de água.

As chuvas que caíram no Rio Grande do Norte nos últimos dias e que devem se estender até o próximo final de semana ainda não são suficientes para promover melhorias nos reservatórios de água do Estado. De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), isso só deve acontecer a partir do mês de fevereiro.

“A partir de fevereiro, com o início do período chuvoso, nós poderemos ter uma recuperação dos mananciais de água do RN”, afirmou o meteorologista Gilmar Bistrot.

Segundo ele, as primeiras chuvas do ano são responsáveis por umedecer o solo. “O solo está muito seco. Essas primeiras chuvas conseguem apenas umedecer o solo. Então, para ter uma recuperação considerável dos açudes é preciso ter uma concentração de chuvas boas. E, por enquanto, ainda não se tem isso”, explicou.

Registro de chuvas no RN:

Francisco Dantas 80 mm, Marcelino Vieira  57 mm, Pau dos Ferros 53mm ,Rafael Fernandes 41mm, Pilões 32mm, Dr. Severeriano 24 mm e Alexandria e Água Nova 23mm.

O Relatório da Situação Volumétrica dos 47 reservatórios com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas (Igarn), divulgado nesta quarta-feira (03), indica que as reservas hídricas continuam reduzindo e estão no seu menor nível, de acordo com o monitoramento realizado nos últimos seis anos, com apenas 11,24% da capacidade total de armazenamento no estado.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, 16 estão secos, em porcentagem, 34,04%. Outros 19 estão em volume morto, ou seja, outros 40,42%. A bacia Apodi/Mossoró está com 12,30% do seu volume total de armazenamento. Já a bacia Piranhas/Assu está com 11,68% do seu volume total.

Para que os reservatórios de maior porte (com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos) armazenem água no próximo período de chuvas, o total precipitado deverá ser superior à média, de modo que os pequenos mananciais se encham, possibilitando as águas da bacia chegarem aos grandes açudes.

Mesmo com as recentes previsões de boas chuvas para a próxima quadra chuvosa, é de suma importância que a população potiguar faça o consumo sustentável da água, tanto para garantir a continuidade do abastecimento das cidades que ainda não estão em colapso, quanto para ajudar na recarga dos reservatórios quando as chuvas tiverem início.

Disponibilidade hídrica do Estado

A disponibilidade hídrica total do Rio Grande do Norte é de 4.411.787.259 metros cúbicos, em 2010 o Estado estava com 73,30% de sua capacidade hídrica, em 2011, devido ao bom período chuvoso o índice chegou a 89,52%. Nos anos posteriores, devido à estiagem os percentuais baixaram, em 2012 para 60,80%; 2013 para 42,39%; 2014 chegando a 37,39%; 2015 com 23,79%; em 2016 com chegando a 12,75%, chegando a 2017 com os atuais 11,24%, portanto o nível menor nível de reservas.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (29) que a conta de energia elétrica não terá cobrança extra no mês de janeiro. Segundo o órgão, a bandeira será verde em razão do aumento no volume de chuvas no mês de dezembro. “O acionamento dessa cor indica condições favoráveis de geração hidrelétrica no Sistema Interligado Nacional. Mesmo com a bandeira verde é importante manter as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício de energia elétrica”, informou a Aneel em nota.

Presidente sanciona lei e Mossoró vira capital nacional do Semiárido

O município de Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte, é oficialmente a capital nacional do Semiárido brasileiro. Isso é o que determina a lei 13.568, sancionada nesta quinta-feira (21) pelo presidente Michel Temer e publicada no Diário Oficial da União desta sexta (22).

“Fica conferido o título de Capital do Semiárido à cidade de Mossoró, no Estado do Rio Grande do Norte”, diz o primeiro artigo da lei, que passou a valer a partir da publicação.

Mossoró tem a segunda maior população do RN habitantes, atrás apenas de Natal. São 295,6 mil habitantes, segundo o IBGE. Com 2.100 quilômetros quadrados, porém, o município tem maior área entre as cidades potiguares. A proposta foi apresentada pela então deputada federal Sandra Rosado (hoje vereadora), em 2013. A lei reconhece a importância econômica, social e cultural de Mossoró para o país.

Fica sediada na cidade a Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa), fundada em 2005.

Fonte:  G1/RN

O Rio Grande do Norte experimenta tendência de fim da seca e chuvas acima da média em 2018. A previsão é do PhD em Meteorologia Luiz Carlos Molion, feita no II Fórum das Águas, realizado nesta quinta-feira (30), em Apodi. A estimativa do pesquisador, referência internacional em meteorologia, é que as chuvas no Estado sejam até 15% acima da média, no próximo ano. O prognóstico de Molion não segue modelos climáticos, ao contrário de previsões mais usuais. “São ineficientes e cenários fictícios”, argumenta. Sua conclusão, sustenta, é embasada em cenários de similaridade, obtidos em dados pluviométrios dos últimos cem anos, que indicam semelhança com 1998 a 2001. Naqueles anos, o Rio Grande do Norte também saiu de grave estiagem para boas chuvas.
28
nov

Bom presságio…chuvas

Postado às 12:49 Hs

O volume de chuvas aumentará em 2018, segundo os meteorologistas, o ciclo de seis anos seguidos de seca severa para o semiárido do Nordeste está encerrado e não deverá se repetir nos próximos dez anos. O prognóstico do meteorologista Gilmar Bistrot (Emparn) à reportagem da Tribuna do Norte é corroborado por Luiz Carlos Baldicero Molion, meteorologista e professor da Universidade Federal de Alagoas. As análises apontam para um inverno que varia de normal e acima da média em 2018, abrindo uma possível sequência de nove anos com baixa possibilidade de secas repetidas. Fenômeno La Niña deverá se manter até meados de 2018. O gerente de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Gilmar Britot, analisando as condições meteorológicas, com as chuvas e o vento forte que estão ocorrendo em parte do Nordeste, prevê a permanência do fenômeno La Ninã, até meados de 2018. Nas análises das imagens dos satélites meteorológicos, destaca que “no monitoramento das Oscilações 30-60 dias (onda planetária que circula o planeta na faixa equatorial de oeste para leste causando instabilidades na fase positiva), mostra que possivelmente em meados de dezembro essa oscilação estará com sua fase positiva sobre o nordeste brasileiro e com isso aumentando as condições de ocorrência de chuvas mais significativas”.
24
nov

Informes

Postado às 23:22 Hs

Acari e Currais Novos saem da lista de cidades em colapso. As cidades de Acari e Currais Novos, na região Seridó do Estado, já estão com o abastecimento de água normalizado e saem da lista de municípios em situação de colapso. A população está recebendo água por meio da Adutora Emergencial de Currais Novos, a partir do Sistema Integrado do Seridó, em Serra de Santana, com uma vazão de 160 metros cúbicos por hora. A adutora Serra de Santana capta água na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves.
08
nov

Informes

Postado às 1:22 Hs

Diaconia apresenta na Argentina experiência com os biodigestores sertanejos. Apenas a Diaconia e mais duas instituições representarão o Brasil no evento. As experiências exitosas na construção, execução e utilização do Biodigestor, aplicadas pela ONG Diaconia no Semiárido dos estados de Pernambuco e Rio Grande do Norte, serão apresentadas na 9ª edição do encontro da Rede de Biodigestores para a América Latina e Caribe (REDBIOLAC), que acontecerá no prédio da Bolsa de Cereales, centro de Buenos Aires, na Argentina, entre os dias 08 e 11 deste mês. Apenas a Diaconia e mais duas instituições – Embrapa Suínos e Aves, de Santa Catarina; e CIBiogás, do Paraná -, representarão o Brasil no evento.
06
nov

Em Felipe Guerra

Postado às 13:04 Hs

Cavernas em Felipe Guerra estão próximas de serem abertas para visitação turística. Uma equipe da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), coordenada pelos professores George Ribeiro, Saulo Tasso e Leonardo Lélis, estiveram concluindo na última sexta-feira( 3),a coleta de dados para análise do micro clima,da fase do período de verão nas cavernas Catedral,Carrapateiras e do Crote,quando as informações irão nortear o Plano de Manejo quando está em fase final. Depois da conclusão do Plano de Manejo, as cavernas Catedral, Carrapateira e do Crote,localizadas no Lajedo do Rosário no município de Felipe Guerra,região Oeste Potiguar no estado do Rio Grande do Norte estarão abertas a visitação turística.

O governo reconhece a insuficiência financeira para viabilizar projetos necessários a mitigar os problemas decorrentes da estiagem e afirma que, desde 2015, pleiteia R$ 340 milhões ao Ministério da Integração, mas recebeu apenas cerca de 16% deste valor – R$ 56,7 milhões. Os recursos seriam para aplicação do Plano de Segurança Hídrica, traçado há dois anos com projetos que, de acordo com o Governo do RN, tirariam o RN da situação de emergência.

Os R$ 56,7 milhões recebidos pelo Estado foram utilizados na construção de adutora Caicó-Jucurutu (R$ 44 milhões) e no fornecimento de água por meio de carros-pipa (R$ 12,7 milhões) – medidas previstas no plano. O investimento federal de mais de R$ 310 milhões para a construção da barragem de Oiticica não entra nesta conta por ser oriundo do Plano de Aceleração de Crescimento (PAC), que une os ministérios de Planejamento e Integração.

Na avaliação do diretor-presidente do Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn), Josivan Cardoso, caso o plano tivesse sido implementado em sua totalidade, os efeitos da crise hídrica no estado seriam menores. “Estaríamos em outro patamar de uso de água em nosso estado. Porque o plano vinha atrelado dentro de uma concepção de ordenamento e planejamento que não só seria emergencial do ponto de vista do momento, mas serviria para outras secas que chegassem”, explicou Cardoso.

01
nov

Incentivo

Postado às 17:47 Hs

Sancionado incentivo ao aproveitamento de águas das chuvas. O incentivo e a promoção da captação, preservação e aproveitamento de águas das chuvas serão incluídos entre os objetivos da Política Nacional de Recursos Hídricos. É o que estabelece a Lei 13.501/2017, sancionada na segunda-feira (30) e publicada nesta terça-feira (31) no Diário Oficial da União. A nova lei tem origem no Projeto de Lei do Senado (PLS) 326/2015, aprovado no Senado em setembro de 2015 e ratificado sem modificações na Câmara dos Deputados em setembro de 2017. Entra em vigor já nesta terça-feira.
23
out

Informes

Postado às 12:45 Hs

Pane elétrica em bomba afeta abastecimento em oito municípios.

 

Oito municípios das Regionais Mato Grande e Sertão Central da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) estão com o abastecimento de água reduzido nos últimos dias, em razão de uma pane elétrica em uma das bombas que levam água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves para o Canal do Pataxó. As cidades atingidas são Angicos, Fernando Pedroza, Pedro Avelino, Lajes, Pedra Preta, Caiçara do Rio dos Ventos, Jardim de Angicos, Riachuelo e a comunidade de Cachoeira do Sapo, município de Riachuelo.

As bombas ficam localizadas próximas à comporta da barragem. As equipes vêm trabalhando desde a última sexta-feira (20) para solucionar o problema. De acordo com o gerente da Regional Sertão Central, Antônio de Pádua da Costa, o serviço de reparo com a reinstalação da bomba defeituosa deve ser concluído nesta terça-feira (24). A partir de então, o abastecimento será gradativamente normalizado.

22
out

2018 melhor…

Postado às 20:16 Hs

Ciclo de seca está encerrado e 2018 será de inverno no Nordeste, prevê a meteorologia

Vai chover mais no próximo ano e, segundo os meteorologistas, o ciclo de seis anos seguidos de seca severa para o semiárido do Nordeste está encerrado e não deverá se repetir na próxima década. O prognóstico do meteorologista Gilmar Bistrot (Emparn) à reportagem da Tribuna do Norte é corroborado por Luiz Carlos Baldicero Molion, meteorologista e professor da Universidade Federal de Alagoas.

As análises apontam para um inverno que varia de normal e acima da média, em 2018, abrindo uma possível sequência de nove anos com baixa possibilidade de secas repetidas.

21
out

Ação Parlamentar

Postado às 12:55 Hs

Em audiência, Nelter reitera importância de adutora partindo de Upanema para abastecer região Seridó

 

Ainda nesta sexta-feira (20) o deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) participou de audiência no Centro Administrativo Estadual, com a chefe do gabinete civil, Tatiana Mendes Cunha, com o presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), Marcelo Toscano, com o adjunto da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), Mairton França, e com algumas lideranças políticas do interior, dentre outros, para tratar sobre a questão hídrica de todo o Estado, especialmente da região Seridó.

“Na oportunidade, conversamos sobre a viabilização da adutora de São Rafael, uma luta nossa travada em parceria com o então prefeito Arimateia Braz; sobre a situação hídrica de Currais Novos e municípios circunvizinhos como: Acari, São Vicente, Florânia, Tenente Laurentino, Lagoa Nova, Cerro Corá e Bodó, além de toda zona rural da Serra de Santana; e sobre a adutora de Caicó, que também abastece Timbaúba dos Batistas e São Fernando”, explicou o parlamentar.

Há muito tempo que o deputado vem defendendo na Assembleia Legislativa que a solução para Caicó, Currais Novos e todos os municípios circunvizinhos seria a construção de uma adutora com extensão de 50km a partir do lençol freático existente no município de Upanema. De acordo com Nelter, esta adutora viria por Campo Grande e Triunfo Potiguar até Jucurutu, onde seria interligada as adutoras já existentes de Caicó, da Serra de Santana e de Currais Novos.

“O projeto desta adutora, partindo do lençol freático de Upanema, foi entregue pelo Governo do Estado ao Ministério da Integração Nacional há dois anos e seria a solução definitiva e urgente nesse momento crítico em que estamos vivendo. Assim, é de extrema importância que o Governo Federal libere estes recursos para solucionar de vez o sofrimento de nossos conterrâneos seridoenses”, destacou Queiroz.

Fonte: Assessoria

O gerente de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Gilmar Britot, analisando as condições meteorológicas, com as chuvas e o vento forte que estão ocorrendo em parte do Nordeste, prevê a permanência do fenômeno La Ninã, até meados de 2018. Nas análises das imagens dos satélites meteorológicos, destaca que “no monitoramento das Oscilações 30-60 dias (onda planetária que circula o planeta na faixa equatorial de oeste para leste causando instabilidades na fase positiva), mostra que possivelmente em meados de dezembro essa oscilação estará com sua fase positiva sobre o nordeste brasileiro e com isso aumentando as condições de ocorrência de chuvas mais significativas”. Acrescenta o meteorologista que a ocorrência de chuva no Nordeste no período de fevereiro a maio, depende de vários fatores, entre eles as condições dos oceanos Pacífico e Atlântico e a Atividade Solar. “Hoje, analisando as condições atuais temos o Oceano Pacífico, a previsão é de ser favorável em 2018.
19
out

Informes

Postado às 23:44 Hs

Caern automatiza Adutora Sertão Central Cabugi. A adutora Sertão Central Cabugi, responsável pelo abastecimento das cidades de Angicos, Fernando Pedroza, Pedro Avelino, Lajes, Caiçara, Pedra Preta, Jardim de Angicos e Riachuelo foi automatizada. Isto significa que foi implantado um sistema de telecomando e medição do consumo de água na três Estações de Bombeamento de água ao longo da adutora. O principal ganho é um melhor controle sobre o sistema de abastecimento, além de redução de custos com a operação. A adutora está entre as de maior extensão no Estado, com 204 quilômetros e capta água na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves nas imediações da cidade de Itajá.
jan 22
segunda-feira
21 01
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
26 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5648417 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram