05
nov

Os estados mais violentos do Brasil

Postado às 11:44 Hs

EXAME – Valéria Bretas

Dados do 11º Anuário de Segurança Pública, realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Públicae divulgados nesta semana, revelam que 2016 foi o ano mais violento da história do Brasil: 61,6 mil pessoas foram assassinadas no ano passado.

Para se ter uma boa ideia, o número de assassinatos cometidos no Brasil em 2016 foi equivalente às mortes provocadas pelas bombas atômicas que dizimaram a cidade de Nagasaki, em 1945, no Japão.

Os estados brasileiros que registraram as maiores taxas por esse tipo de crime foram Sergipe (64 mortos para cada 100 mil pessoas), Rio Grande do Norte (56,9 mortos para cada 100 mil pessoas) e Alagoas (55,9 mortos para cada 100 mil pessoas).

Já a Bahia lidera em números absolutos: 7.110 pessoas foram mortas no ano passado. Rio de Janeiro e São Paulo aparecem em seguida com 6,2 e 4,9 mil assassinatos registrados ao longo do ano, respectivamente.

Veja o ranking dos estados mais violentos do Brasil:

Ranking Estado Taxa de mortes violentas (por 100 mil habitantes) Número absoluto Variação % (2015-2016)
Sergipe 64,0 1449 11,54
Rio Grande do Norte 56,9 1976 17,98
Alagoas 55,9 1877 3,26
Pará 50,9 4209 10,27
Amapá 49,6 388 52,10
Pernambuco (5) 47,6 4479 14,37
Bahia 46,5 7110 12,80
Goiás 43,8 2934 -5,15
Ceará 39,8 3566 -14,23
10º Rio de Janeiro 37,6 6262 24,34
11º Mato Grosso (5) 35,5 1172 -5,56
12º Maranhão 33,7 2342 1,98
13º Paraíba (5) 33,1 1322 -12,58
14º Rondônia (5) 32,8 586 6,96
15º Espírito Santo 32,6 1296 -12,33
16º Rio Grande do Sul (5) 31,2 3518 8,51
17º Acre (5) 29,8 243 2,17
18º Amazonas 29,4 1177 -19,95
19º Tocantins 27,1 415 3,84
20º Paraná 25,9 2914 1,88
21º Mato Grosso do Sul (5) (6) 22,7 608 0,16
22º Distrito Federal 22,1 659 -7,03
23º Piauí (5) 21,9 704 4,34
24º Minas Gerais (5) 20,7 4348 -0,41
25º Roraima 19,8 102 -1,67
26º Santa Catarina 15,0 1038 4,95
27º São Paulo 11,0 4925 -5,96

Por Helio Fernandes

Se tudo o que disse, repetido intensamente por rádios, jornais e televisões, for verdade, ele tem que ser imediatamente incluído nas pesquisas presidenciais. Fora e antes dessa entrevista, é uma renovação verdadeira, com um currículo sedutor, a justificar toda e qualquer esperança. E a consolidar a ânsia de recuperação.

Ele preenche todos os requisitos morais e intelectuais. Professor de Direito Constitucional, com mestrado e pós-graduação na França e EUA. Atuante, vários anos ministro do TSE. Jamais teve um julgado seu contestado, mesmo nas questões mais polêmicas.

ENTREVISTA-VERDADE – Em relação ao caráter, não existe a menor restrição, qualquer acusação ou dúvida sobre sua atividade. Em quase 40 anos, uma parte desse tempo, vivendo e convivendo num país inteiramente dominado pela mais criminosa e escandalosa corrupção. Como a entrevista-verdade do Ministro provocou um furacão encomendado contra ele, examinemos com total isenção, as acusações sobre a PM e o governador Pezão, e os que saltaram na arena, em defesa do crime organizado.

Primeira ofensiva contra o Ministro da Justiça: ele não apresentou provas, falou por falar. Ora, as provas estão a céu aberto, na Rocinha, na PM, na Secretaria de Segurança do Pezão, ocupada por um falastrão que não faz nada. Faltam provas. O ministro não escondeu nada, revelou nomes e sobrenomes. Por que não desmentiram?

A maior revolta: ele criticou o fato de que, apesar de haver dezenas e dezenas de coronéis da ativa, só conseguiram preencher o cargo de comandante-geral com um coronel aposentado.

COBRAR ROYALTIES – O ministro acentuou a ligação da PM com o crime organizado. Ora, isso é tão evidente e notório que eu devia cobrar royalties.

Quando o centésimo PM foi morto, comentei: desses 100, 72 estavam de folga, foram mortos quando almoçavam ou jantavam no restaurante predileto. Perguntei ingenuamente: como os traficantes sabiam? Aliás, deviam deixar de chamar esses bandidos de traficantes, a receita com drogas vem hoje em quinto lugar.

Faturam, comprovadamente 15 milhões por semana, 60 milhões por mês, nada mal. 1- Gato de energia. 2- Gato de TV. 3- Controle da distribuição de gás. 4- Participação em todos os negócios das favelas. 5- Venda de drogas. O ministro coloca de forma ingênua, sem afirmar mas deixando a resposta em aberto: existe uma autorização informal para que as coisas funcionem assim? A resposta é óbvia: o desgoverno oficial estimula, favorece e protege o “crime organizado”.

Se causaram rebuliço entre os políticos e as autoridades estaduais, as declarações do ministro da Justiça Torquato Jardim sobre a contaminação política do crime organizado com as forças policiais não surpreenderam os cariocas e aqueles que acompanham a situação da segurança pública no Rio. Os políticos que saíram em defesa das corporações o fizeram corretamente para evitar generalizações, mas eles certamente sabem o que acontece em setores da segurança do Estado. Essa promiscuidade não é inerente às forças policiais do Rio, mas acontece em todos os lugares em que o combate ao crime organizado está em andamento. A célebre história do policial Sérpico, em Nova York, que ajudou a desbaratar quadrilhas de criminosos que atuavam dentro da polícia novaiorquina, transformada em filme de sucesso de Al Pacino, foi lembrada ontem pelo deputado Miro Teixeira. FICÇÃO E REALIDADE – O que milhões de pessoas viram nos filmes Tropa de Elite 1 e 2, citados pelo ministro Torquato Jardim como situações que voltamos a viver no Rio depois de um breve intervalo em que as Unidades Pacificadoras funcionaram, era ficção baseada na realidade.
02
nov

Opinião: Finados? Imagine! Todos santos

Postado às 16:35 Hs

O ministro da Justiça, Torquato Jardim, mudou o jogo: no país em que bois voadores fizeram a fortuna de Eduardo Cunha, em que fazendas de muitos andares abrigaram os bois de apartamento de Renan Calheiros, no país dos bois anônimos e de hábitos pouco comuns, Jardim deu nomes aos bois e apontou seu papel na insegurança pública do Rio.

Em notável entrevista a Josias de Souza (https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/), Jardim disse que o governador Pezão e seu secretário da Segurança perderam o controle das forças de segurança e que o que define o comando da PM é um acerto com deputados estaduais e o crime organizado. Disse mais: “Comandantes de batalhão são sócios do crime organizado no Rio”.

Há o que fazer? O ministro acredita que ações com tropa federal podem ajudar um pouco, mas que só haverá condições para um combate efetivo ao crime organizado a partir de 2019, com outro governador, outro secretário. Com os atuais dirigentes, não há jeito: disse Jardim que ele, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o secretário do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, general Sérgio Etchegoyen, já tiveram duras conversas com Pezão, sem êxito.

Antes que a situação melhore, ainda deve piorar: na opinião do ministro, os atuais bandidos estão cedendo espaço às milícias, quadrilhas que envolvem policiais. Cada milícia tem seu espaço, dificultando ainda mais o restabelecimento da segurança pública no Estado.

Carlos Brickmann

30
out

Triste realidade

Postado às 18:44 Hs

Brasil tem recorde de assassinatos, com 171 mortes por dia.

O Brasil registrou 61.619 mortes violentas intencionais, como assassinatos, em 2016, maior volume absoluto já registrada no País. São 171 casos por dia e um crescimento de 3,8% em relação a 2015, chegando a uma taxa de 29,9 por 100 mil habitantes. Os dados divulgados nesta segunda-feira, 30, são do 11° anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

“É como se o Brasil sofresse um ataque de bomba atômica por ano. São dados impressionantes, que reforçam a necessidade de mudanças urgentes na maneira como fazemos políticas de segurança pública no Brasil. Não é possível aceitar que a sociedade conviva com esse nível de violência letal”, diz Renato Sérgio de Lima, diretor-presidente do Fórum.

As maiores taxas foram registradas em Sergipe (64 a cada 100 mil habitantes), Rio Grande do Norte (56,9) e Alagoas (55,9). O número de policiais mortos em confronto teve alta de 17,5% com 437 assassinatos no período. Por outro lado, 4.324 pessoas foram mortas em decorrência de intervenções de policiais, crescimento de 25,8% em relação a 2015. Desse total, 81,9% têm entre 12 e 29 anos, e 76,2% são negros.

O mesmo relatório mostra que o crime de latrocínio subiu 57,8% no País entre 2010 e o ano passado, quando houve 2,5 mil registros ou sete casos por dia. A análise do Fórum, que reúne números oficiais, é a mais relevante do setor. A organização reúne pesquisadores e policiais no debate de políticas públicas.

 

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública que o crime de carro roubado está em alta no Brasil, que teve média de um roubo ou furto de veículo por minuto em 2016. Foram 557 mil no ano passado, segundo informações da Folha de São Paulo. Natal é a quinta colocada no ranking com 980 em furtos e roubos de veículos .

Significa um crescimento de 8% em relação ao ano anterior, de acordo com informações de 25 Estados e do DF (o levantamento exclui apenas o Acre, que não enviou dados). E 41% dos crimes estão concentrados nas capitais. Considerando a soma de furtos e roubos de veículos proporcionalmente à frota de cada Estado, o Rio é campeão, com taxa de 916,7 crimes do tipo por 100 mil carros –em números absolutos, 58,5 mil casos. Goiás é o segundo.

Já entre as capitais, ganha Porto Alegre, com 1.446 furtos e roubos por 100 mil. A cidade de São Paulo ocupa o terceiro lugar nesse tipo de crime proporcionalmente ao tamanho da frota. Em números absolutos, no entanto, só a capital paulista concentrou 15% das ocorrências no país, com 226 roubos ou furtos por dia. O Estado de São Paulo, que ocupa a sexta posição na lista proporcional, tem 34% dos crimes

O Rio Grande do Norte atingiu neste domingo (22) uma marca assombrosa: 2.000 homicídios no ano. Segundo o Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) – instituto que contabiliza os crimes contra a vida no estado – nunca se matou tanto em toda a história do estado, segundo o G1 RN.

No geral, o total de assassinatos é 25,8% maior que a quantidade registrada no mesmo período do ano passado – o que representa uma média atual de 6,80 mortes por dia. Natal, com 524 mortes, é a cidade potiguar mais violenta.

O número é o maior já registrado no RN. Nunca se havia chegado 2 mil homicídios em um só ano no estado, e ainda faltam mais de dois meses para o fim de 2017. Do total de assassinatos, cerca de 78% estão relacionados com o tráfico de drogas, afirma Sheila Freitas, secretária de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed).

 

Com um moderno sistema abrangendo 837 câmeras que monitoram 24 horas, 7 dias por semana, as áreas internas dos prédios e as vias e espaços abertos com fluxo de pessoas e veículos nos 4 campi da Ufersa, foi inaugurado oficialmente na manhã desta quinta-feira, 19, o Centro de Monitoramento de Segurança Eletrônica da Universidade Federal Rural do Semi-Árido. A inauguração contou com a presença do Reitor da Ufersa, professor José de Arimatea de Matos; do Vice-Reitor, professor José Domingues Fontenele Neto; dos Pró-Reitores e dos Superintendentes da Universidade, bem como do Sub-Chefe de Gabinete da UERN, professor Esdras Marchezan (representando o Reitor da UERN, professor Pedro Fernandes); da Pró-Reitora adjunta de Administração da UERN, professora Maria Elza de Andrade e do Diretor de Vigilância da UERN, José Mario Dias. O momento também foi prestigiado pelo Delegado Regional de Mossoró, Dennis Carvalho; pelo Secretário de Segurança Pública de Mossoró, General Eliéser Girão Monteiro; pelo Comandante do 12° BPM/RN, Tenente-coronel Humberto Pimenta; pelo Comandante do 2° Grupamento do Corpo de Bombeiros, Major Elton Queiroz, e pelo Comandante da Guarda Civil Municipal, Coronel José Ricardo Godinho.
16
out

Charge: Estamos à mercê dos bandidos

Postado às 12:25 Hs

Atenta ao problema da insegurança que afeta e amedronta toda a região, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido vem reforçando o seu sistema de vigilância interno com aquisição de novos equipamentos, capacitação da vigilância interna e também com a instalação de novas câmeras de monitoramento. O Centro de Monitoramento de Segurança Eletrônica da Ufersa compreende mais uma etapa de um processo que se encontra em fase de implantação e desenvolvimento. A central mostra tudo o que acontece nos campi da Universidade em Mossoró, Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros. Ao todo, são 837 câmeras fazendo esse monitoramento nas áreas internas dos prédios e nas vias e espaços abertos com grande fluxo de pessoas e veículos. Segundo Kerginaldo Medeiros, responsável pela Diretoria de Serviços de Vigilância da Superintendência de Infraestrutura, praticamente todos os locais da Ufersa são observados e monitorados pelo sistema eletrônico. Profissionais capacitados se revezam para operar o sistema 24 horas, todos os dias da semana.
13
out

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 11:00 Hs

  • O horário de verão de 2017 começa na primeira hora do próximo domingo. À meia-noite de amanhã, os moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem adiantar o relógio em uma hora. O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal) e vigora até 18 de fevereiro do ano que vem.
  • O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, revelou, ontem, que a estimativa do Governo para o crescimento do PIB em 2018 é de 2%, com viés de alta e pode “até chegar a 3%.” “O nosso cenário base que ainda está no Orçamento é um crescimento de 2% em 2018, mas já existem diversos analistas e economistas com previsões de crescimento maiores, até de 3% ou mais no ano que vem”, disse o ministro. “Eu chamaria de um cenário otimista, mas é um cenário possível.”
  • Estudo coordenado pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) aponta que o Brasil alcançou a marca de 3,65 adolescentes entre 12 e 18 anos assassinados para cada grupo de mil jovens. O número é o mais alto desde que começou a ser medido, em 2005. O IHA (Índice de Homicídios na Adolescência) engloba os 300 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes e se baseia nos dados do ano de 2014 do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde. O trabalho é uma parceria com o Ministério dos Direitos Humanos do Brasil, o Observatório de Favelas e o Laboratório de Análise da Violência, da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro). O Rio Grande do Norte ficou em quinto lugar na ‘matança’.
  • Temendo ser vaiado nas celebrações dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, o presidente Michel Temer decidiu enviar como representante na solenidade o ministro-chefe da Secretaria de Governo, ministro Antonio Imbassahy. Avaliação feita por interlocutores do próprio Temer no final da tarde desta quinta-feira, é que foi a decisão correta depois que políticos foram vaiados durante a celebração quando anunciados ao microfone. “A reação seria muito maior se Temer estivesse presente. Num momento de impopularidade alta, tudo que o presidente não precisava era ser vaiado em Aparecida”.
  • No jogo de cartas marcadas que se estabeleceu entre o Senado e o Supremo Tribunal Federal, o próximo lance executado no plenário do Senado. Diante da submissão do Supremo, os senadores decidirão se as sanções cautelares impostas a Aécio Neves devem ou não ser mantidas. Não é preciso ser vidente para prever o resultado: suspenso pela Primeira Turma do Supremo, o senador tucano terá o mandato restituído pelos colegas. É possível antever os discursos. Estalando de pureza moral, personagens como Renan Calheiros e Romero Jucá dirão que defendem acima de tudo a Constituição, não Aécio Neves, um senador que pediu e recebeu R$ 2 milhões a um corruptor. Dedicarão meia dúzia de desaforos ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. O líder tucano Paulo Bauer afagará Aécio com sua retórica. O ruim de tudo isso é odor. Mas é possível enxergar um lado bom, mesmo que seja necessário procurar um pouco. O bom é que você ficará sabendo qual é o tamanho da bancada do atraso no Senado. É a maior agremiação da Casa. Reúne a banda que deseja salvar Aécio e o bloco que quer salvar o próprio pescoço. Convém imprimir a lista de votação. Depois que o Supremo virou ex-Supremo, não resta ao brasileiro senão fazer justiça com o próprio dedo, na urna eletrônica.
  • Em propaganda partidária centrada no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT defendeu na noite desta quinta (12) que ele sofre perseguição política e que querem “impedir a sua candidatura em 2018”. No fim da peça de dez minutos, Lula fala que “é hora de reconstruir nossa democracia elegendo diretamente um novo presidente”. “Nós, brasileiros, somos capazes e vamos dar a volta por cima, mas isso não se faz tirando direitos, cortando aposentadoria nem vendendo o país”, diz. Antes da fala do ex-presidente, a publicidade exalta programas criados nos governos petistas, como o Bolsa Família e o Mais Médicos, e diz que a gestão Temer é um “retrocesso” e “quem mais perdeu com o golpe [como o partido chama o impeachment de Dilma Rousseff] são os brasileiros”.

Reportagem publicada hoje no jornal O Estado de São Paulo mostra que a cidade de Mossoró é a nona mais violenta do país para os jovens.

Em sete anos, 43 mil adolescentes devem ser vítimas de homicídio no País. Por dia, a média será de 16 assassinados (com idades de 12 a 18 anos) entre 2015 e 2021 se mantidos os atuais índices de violência. Homens, mostram as estatísticas, têm 13,5 mais risco de serem vítimas do que as mulheres. O perigo para os jovens negros é 2,8 vezes maior na comparação com os brancos.

Isso é o que revela um levantamento feito pelo Unicef, braço das Nações Unidas para a infância, Secretaria dos Direitos Humanos, o Observatório das Favelas e o Laboratório de Análise da Violência da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). A estimativa é baseada no Índice de Homicídios na Adolescência (IHA), que cruza dados oficiais e considera mortes de jovens por homicídio em 300 municípios com população acima de 100 mil habitantes.

Entre os estados, o Rio Grande do Norte ocupa o quinto lugar onde mais se mataram adolescentes. O índice é de 7,40 a cada grupo de mil jovens. Ceará (8,71), Alagoas (8,18) e Espírito Santo (7,79) são os Estados onde mais se matam adolescentes. Na outra ponta, com menos mortos, estão São Paulo (1,57), Roraima (1,40) e Santa Catarina (0,93).

O Nordeste é a que detém o IHA mais alto entre todas, de 6,5 adolescentes assassinados por grupo de mil, nos municípios com mais de 100 mil habitantes. O índice mais baixo entre as regiões é o do Sul, de 2,3. O Sudeste chega a 2,8, seguido pelo Norte, de 3,3, e pelo Centro-Oeste, de 3,9.

Fonte: Anna Ruth Dantas

Por Francisco Vieira

Diariamente morrem mais de 190 pessoas assassinadas no Brasil. É como se caísse um avião ou ocorresse um atentado terrorista por dia!!! O atual comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, disse em entrevista que, das pessoas que somem no Brasil anualmente, 20 mil jamais reaparecem. Há quem desapareça de casa por não suportar a família, por um amor proibido etc., mas grande parte desses sumiços podem ser mortes não contadas como homicídios ou se trata de abduções feitas por discos voadores. Dizem que os Estados Unidos são um país violento. Mas, em comparação com o Brasil, chega a ser humilhante. Em dados de 2016, temos os Estados Unidos com 5,4 homicídios por 100 mil habitantes, enquanto o Brasil já está com 32,4 homicídios. Ou seja, para chegarmos ao nível de violência dos Estados Unidos, teremos que melhorar muito a nossa segurança pública.

 AMOR AOS EUA – Vejam o exemplo do ex-governador do Distrito Federal, o petista e ex-comunista(?) Agnelo Queiroz. Quando deixou o cargo, em 2014, foi direto para os Estados Unidos, passar seis meses por lá, praticando o inglês e manuseando a “moeda capitalista” no país mais amaldiçoado pelo partido dele. Por que não foi para a Venezuela, para encher os bolsos de Bolívar, ou para a China, praticar o Mandarim?  Olhem também o desarmamentista Fernando Henrique Cardoso. Vive por lá! E todos os governantes entreguistas sempre fizeram questão e pedir a bênção ao patrão, lá na matriz, inclusive o Lula…

DESARMAMENTO – Recentemente a Tribuna da Internet criticou a insanidade da permissão para compra e venda de armas de qualquer tipo nos Estados Unidos, mas defendeu o direito de todo homem de bem possuir um revólver para defender sua casa e sua família. Nos EUA, pode tudo. Aqui no Brasil, não pode nada. O meio termo seria uma postura muito mais lógica. Como todos sabem, o equilíbrio está no meio. É uma proposta perfeita. Ninguém poderia dizer que comprou uma metralhadora para se proteger. Só os traficantes brasileiros é que usam esse tipo de arma, cujo porte deveria ser considerado crime gravíssimo. Até agora, Jair Bolsonaro é o único candidato que defende o direito de o cidadão ter uma arma. Vai ganhar muitos votos com isso.

17
set

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 17:59 Hs

  • O presidente estadual do PSDC, Joanilson Rêgo, ex-vereador de Natal, tem andado pelo Estado em busca de bases para solidificar o partido no Estado. A meta é eleger um deputado estadual em 2018. Se o voto distritão, em que os mais votados são eleitos, passar, fica mais difícil obter o resultado esperado.
  • Os dois primeiros dias de shows do Rock in Rio foram marcados pela mistura de estilos e também por protestos. Na tarde deste sábado (16) durante o show da banda Blitz, o vocalista Evandro Mesquita fez críticas ao governo do presidente Michel Temer e, em seguida, a plateia gritou “Fora, Temer”. “A Amazônia está seriamente ameaçada por políticos corruptos, mineradores, pecuaristas, e estão conseguindo diminuir as áreas indígenas e os parques por cobiça. O governo Temer quer salvar o pescoço. Sou guardião da Amazônia. Levantem as mãos aí que nossa resistência será forte, firme, por um Brasil melhor, pelas áreas indígenas, pelas demarcações de área, é isso aí”, afirmou o vocalista da banda. Também no sábado, durante o primeiro show no Palco Mundo, antes do Skank tocar a música ‘Indignação’, Samuel Rosa fez um discurso contra a corrupção, que também foi seguido por um coro de “Fora Temer” do público. “Nosso dinheiro está correndo pelo ralo. Acredito nos brasileiros, não nos políticos. Quero dizer que a gente não se parece com vocês, políticos. Vocês são piores que ladrões. Vocês matam gente”.
  • Presidente estadual do PPS, o ex-deputado Wober Júnior é contra adotar o sistema de voto distritão para eleições no legislativo. Na visão dele, a eleição majoritária para essas vagas enfraquece os partidos e torna o processo eleitoral cada vez mais personalista.
  • A cada dia, em média, quase dois professores são agredidos em seus locais de trabalho no Estado de São Paulo, mostram dados de registros policiais obtidos pela Folha de São Paulo por meio da Lei de Acesso à Informação. O número leva em conta as 178 queixas de educadores em delegacias no primeiro semestre deste ano em datas do calendário escolar (dias úteis do período de fevereiro a junho). Elas se referem a ocorrências de “vias de fato” (37%), como um empurrão sem maiores consequências, e ao crime de lesão corporal (63%). Aconteceram em creches, escolas e universidades, tanto públicas como particulares. Há educadores atingidos com lixeiras, carteiras escolares, socos, chutes e pontapés. Em ao menos um de cada quatro casos, um aluno foi apontado entre os agressores -a maioria dos registros não identifica os responsáveis.
  • Com votações expressivas em Mossoró em todas as eleições que disputou vagas para o Senado, José Agripino (DEM) concorrerá pela primeira vez, em 2018, sem o apoio da prefeita Rosalba Ciarlini (PP). Seu palanque deverá ser sustentado pela ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) e o empresário Tião Couto (PSDB) no município.
  • A prefeita Rosalba Ciarlini aproveitou a abertura da Feira Industrial e Comercial da Região Oeste (FICRO), nesta quinta-feira, 14, para defender o Programa de Interiorização da Indústria (Pró-Sertão) criado por ela quando foi governadora do Estado do Rio Grande do Norte. “Nós conseguimos associar a grande empresa que é a Guararapes, para disseminar grupos de trabalho de confecções, as conhecidas facções, em um esforço para gerar emprego no interior do Estado”, explica, convocando a sociedade potiguar para se unir pela manutenção desses postos de trabalho. Citando São José do Seridó, Parelhas, Messias Targino e Upanema, entre outros, como exemplos de municípios que ofertam emprego pleno em meio a uma crise de falta de oportunidade que atinge todo o país, a prefeita destacou que neste momento de dificuldades, ao invés de esvaziamento das facções, o que deve ocorrer é uma harmonização de esforços pelo fortalecimento do setor.

     

     

11
set

FHC: Relembrando o 11 de Setembro

Postado às 6:26 Hs

11
set

Ninguém esqueceu…aquele 11 de Setembro

Postado às 5:13 Hs

O mundo é marcado por histórias, felicidades e tragédias. Definitivamente não há algo que marque mais o ser humano do que um acontecimento trágico. Muitas pessoas do mundo já sofreram de diversas formas juntamente com o seu país. Uma vez que amamos a nossa pátria, vivemos por ela e sofremos com ela, e acabamos sofrendo todas as consequências dos acontecimentos que ocorrem a cada ano no país.

Maior tragédia de todos os tempos

Dentre todas as tragédias já acontecidas de todos os tempos, a que definitivamente marcou a vida, não só dos americanos, mas da população do mundo inteiro, foi o ataque no dia 11 de setembro. Assim ficou conhecido esse ataque, que foi realizado no dia 11 de setembro de 2001. Um dos maiores ataques da história ficou marcado não só na lembrança de toda população mundial, mas marcou mais ainda todos os familiares que perderam algum parente ou amigo na tragédia.

Conhecido como o pior ataque dos últimos tempos, o ataque aconteceu quando 19 membros da Al-Qaeda tomaram o controle de quatro aviões americanos. Os aviões tinham como destino o Estados Unidos, alvo dos terroristas, dando início ao ataque. Um dos aviões foi lançado contra uma das torres do World Trade Center, o segundo foi lançado contra a outra torre do World Trade Center. Os outros dois aviões, um cai sobre o Pentágono e o outro caiu no estado da Pensilvânia, tendo num saldo total 3 mil mortos.

Muito se especula ainda sobre os atentados. Muitos criam diversas hipóteses, mas o fato é que a tragédia toda foi comandada pelo terrorista Osama Bin Laden, que sempre travou batalha com os Estados Unidos, mais diretamente com o ex-presidente do país George W Bush.

Fim do terrorismo?

Após todos os ataques, os Estados Unidos mandaram tropas para o Afeganistão, na busca de defender o que é deles e comandar tudo do outro lado do mundo. Dezesseis  anos se passaram e nesse ano de 2011, finalmente os militares dos Estados Unidos encontraram o esconderijo do tão temido e sanguinário Osama Bin Laden. Osama foi morto e seu corpo foi jogado ao mar a pedido dos seus seguidores, seguindo a religião islâmica. Esse fato deixou muita gente em dúvida. Afinal, será que o terrorismo realmente acabou? Será que o terrorismo foi morto e “enterrado” juntamente com o seu líder? Muito ainda se especula e muito ainda acontece. Nos tempos de hoje, os integrantes da Al-Qaeda perderam o seu líder, mas ainda procuram manter a justiça ao seu modo, realizando novas ameaças e novas promessas de ações terroristas.

O dia dos ataques foi definitivamente o dia mais inesquecível para todos. Ataques que chocaram o mundo, que mostraram que o poder e o terror estavam acima do amor e de todos os valores familiares, levando o mal e tirando a vida de 3 mil pessoas. Sem contar a vida que também foi tirada dos seus familiares, pela dor de perder alguém tão tragicamente. Já faz 10 anos que o ataque aconteceu, mas o sofrimento permanece na vida de cada pessoa afetada pelo terrorismo, deixando imagens marcantes, chocantes e que ficarão pra sempre.

16
ago

Em Natal

Postado às 10:07 Hs

Iniciativas para segurança pública são discutidas na UFRN. Iniciativas voltadas à segurança pública foram discutidas em reunião nesta terça-feira, 15, entre o reitor em exercício da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, a secretária estadual de Segurança, Sheila Freitas, e os superintendentes das polícias Federal e Rodoviária Federal, Wellington Clay Porcino e Marcelo Montenegro. Os gestores encaminharam a elaboração de uma proposta de pós-graduação em Segurança Pública e se encontrarão novamente em setembro para contribuir com o detalhamento do projeto, como forma de atender às necessidades do sistema.
12
ago

FIQUE SABENDO…

Postado às 12:11 Hs

# Marina sumida…

Anda cada dia mais difícil concorrer com a realidade, mas o delicioso site de humor Sensacionalista sempre consegue se superar. Nesta sexta-feira (11), publicou um post impagável brincando com a história do rapaz acreano pseudoesquisito que escreveu nas paredes do seu quarto um livro pseudoesquisito, que conseguiu fazer isso de forma pseudoesquisita sem que seus pais percebessem nada, que desapareceu de forma pseudoesquisita por cinco meses, deixou pseudoesquisitas procurações e orientações sobre direitos autorais e voltou agora, de forma pseudoesquisita depois que seu livro pseudoesquisito já figura na lista dos mais vendidos. Segundo o Sensacionalista, o menino voltou, mas resta o mistério do inexplicável desaparecimento de outra menina acreana, Marina Silva. De fato, é impressionante o sumiço de Marina Silva do debate nacional. Nas duas últimas eleições, Marina apareceu com uma mensagem de novidade. Em 2010, era alguém que tinha saído do PT rompida com a opção do governo Lula de abandonar bandeiras históricas, especialmente na área ambiental. Ela deixara o Ministério do Meio Ambiente após uma trombada justamente com a então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, por não aceitar pressões para conceder licenças ambientais para grandes obras que Dilma, então a “mãe do PAC”, tocava. Saía candidata pelo PV vendendo a ideia de opção de esquerda ao PT. Logo depois, ela deixava o PV e iniciava o caminho para fundar a Rede.

# Produto do Crime

A Procuradoria Regional da República da 4.ª Região afirmou ao Tribunal Federal da 4.ª Região (TRF4) que o confisco de bens do ex-presidente Lula é ‘absolutamente legal’. O parecer foi dado em mandado de segurança da defesa de Lula na 2.ª instância contra o bloqueio decretado pelo juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato. “A decisão combatida decretou o sequestro dos bens do ex-presidente para recuperação do produto do crime e o arresto dos mesmos para garantir a reparação dos danos”, afirmou o procurador regional da República Mauricio Gotardo Gerum. Por ordem de Moro, em 14 de julho, o Banco Central bloqueou R$ 660 mil, três apartamentos e um terreno, todos os imóveis em São Bernardo do Campo, Grande São Paulo, e também dois veículos do petista. O ex-presidente sofreu, ainda, o embargo de aplicações na previdência no montante de R$ 9 milhões.

# Violência no RN ainda é alta

O Rio Grande do Norte segue apresentando altos índices de crimes contra a vida. Segundo levantamento feito pelo Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) – instituto que contabiliza e analisa delitos dessa natureza – o estado chegou a 1.500 assassinatos registrados somente este ano. O número foi atingido nesta sexta-feira (11) e a média de vítimas por 100 mil habitantes é de 42,77. “A violência e a insegurança são promovidas pelo próprio governo do Rio Grande do Norte, quando, para se esquivar de sua responsabilidade, insiste em criar bodes expiatórios para seus próprios erros. A prova disso é que chegamos a 1500 CVLIs (Condutas Violentas Letais Intencionais) nesses 222 dias de 2017”, critica o especialista em gestão e políticas de segurança pública Ivenio Hermes, que também é coordenador do Observatório.

# PSB Nacional em crise

Com o vácuo de liderança deixado pelo presidenciável Eduardo Campos, cuja morte completa três anos no domingo (13), o Partido Socialista Brasileiro se vê na iminência de uma debandada, às voltas com divergências internas e discordâncias sobre os rumos programáticos. Agregador e com visibilidade, Campos atraiu nomes dificilmente identificáveis com a bandeira socialista e que hoje puxam a fila de dissidências -com Heráclito Fortes (PI) à frente, mais de dez deputados dizem estar com “a faca nas costas” e devem migrar para o DEM. Ruralistas filiados por Campos hoje batem cabeça com “socialistas históricos” como o presidente da sigla, Carlos Siqueira, em debates como o das reformas econômicas. A decisão de votar a favor da denúncia contra Michel Temer coroou a divisão pessebista na Câmara.

# Mudança de partido

Com a filiação do ex-prefeito de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado, ao Partido da Mulher Brasileira (PMB), aumentam as chances da sua esposa e deputada federal Zenaide Maia também acompanhar a decisão. No entanto, isso só vai acontecer se ela for expulsa do partido ou quando vier a janela – período em que deputados podem alterar a filiação partidária sem perderem o mandato. No final de 2016, após ter votado na Câmara dos Deputados contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que previa o estabelecimento de um teto para os gastos públicos, carro-chefe do início do governo de Michel Temer (PMDB), Zenaide foi suspensa pelo PR – que havia fechado questão favoravelmente em relação ao assunto – pelo prazo de um ano. Em tempo Zenaide não esconde de ninguém o desejo de uma possível disputa ao Senado no pleito de 2018, já que o seu irmão João Maia deverá disputar uma cadeira na Câmara Federal.

dez 15
sexta-feira
09 06
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
28 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5639660 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram