17
jun

Sem cabimento

Postado às 21:49 Hs

População brasileira já pagou R$ 1 trilhão em impostos este ano.

A marca de R$ 1 trilhão no painel do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) foi registrada às 8h desta sexta-feira (16). O valor equivale ao total de impostos, taxas e contribuições pagos pela população brasileira desde o dia 1º de janeiro de 2017. Em 2016, o montante de R$ 1 trilhão foi alcançado em 5 de julho. O presidente da entidade, Alencar Burti, explica que a arrecadação aumenta quando há crescimento econômico e elevação de impostos. “Já que nossa economia não está crescendo, essa diferença de 19 dias reflete aumentos e correções feitos em impostos e isenções, além da obtenção de receitas extraordinárias como o Refis [parcelamento de débitos tributários]. Reflete também a inflação, que, apesar de ter caído, segue em patamar alto”, analisa. Para Burti, “no segundo semestre, espera-se elevação da arrecadação em função da melhora da atividade econômica”.

Arrecadação federal

O presidente da ACSP esclarece que, embora a arrecadação federal tenha caído em termos reais, é o número nominal (sem descontar a inflação), o mesmo medido pelo Impostômetro, que deve ser analisado. “Nosso painel não mede apenas tributos federais. Também entram na conta os estaduais e municipais. O que temos que observar são os valores nominais, porque os gastos são todos nominais”.

Fonte: Agência Brasil

 

 

20
mar

Absurdo

Postado às 14:09 Hs

Brasileiros já pagaram R$ 500 bilhões em impostos em 2017.

O Impostômetro, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), marcou hoje (20), às 6h50 da manhã, R$ 500 bilhões já pagos pelos brasileiros em impostos, taxas e contribuições somente neste ano, sem descontar a inflação. Na comparação com o ano anterior, o painel atingiu esse valor no dia 29 de março, ou seja, em 2017 os R$ 500 bilhões foram atingidos nove dias antes de 2016.

Segundo o presidente da ACSP e da Federação da Associação Comercial de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, o aumento de arrecadação de um ano para outro é um incentivo para que o governo federal descarte elevação ou criação de impostos.

“Esse crescimento é sinal de que a recessão perde força e a economia começa a reagir. O controle de gastos e as reformas ajudarão a sanear as contas públicas nos próximos anos. Por isso, vemos como desnecessário qualquer aumento tributário porque retardaria a retomada da economia”, afirma Burti.

O painel foi implantado em 2005 pela ACSP, em sua sede na rua Boa Vista, centro da capital paulista, para conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária e incentivá-lo a cobrar os governos por serviços públicos melhores. Para ter mais informações sobre os valores arrecadados basta acessar o portal www.impostometro.com.br.

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) deve registrar a marca de R$ 1 trilhão com atraso em relação ao ano anterior pela primeira vez desde 2007. A previsão da instituição é que o nível trilionário de impostos seja alcançado às 13h30 desta terça-feira, dia 5. Em 2015, esse volume havia sido atingido seis dias antes, em 29 de junho.De acordo com a ACSP, a demora em atingir o nível de R$ 1 trilhão neste ano é consequência de uma queda forte da arrecadação causada pela retração da atividade econômica. Ainda assim, a associação defende que a saída da crise não passa pelo aumento de tributos.

“Apesar dos aumentos realizados pela administração anterior, vimos que a arrecadação não melhorou em nada. Ou seja, não surtiu nenhum efeito nos cofres do governo. E a carga tributária já está no limite”, escreveu, em nota, o presidente da ACSP, Alencar Burti. “O atual governo precisa focar no controle dos gastos de médio prazo e deixar a economia se recuperar. Embora o PIB não vá crescer neste ano, já há fortes indícios de que o segundo semestre será melhor para todos os setores da atividade econômica”, disse.

A primeira vez que o Impostômetro chegou à marca de R$ 1 trilhão foi em 18 de dezembro de 2007. O painel foi implantado em 2005 e abrange o total de impostos, taxas e contribuições pagas pela população brasileira nos três níveis de governo (municipal, estadual e federal). O equipamento está localizado no centro da capital paulista e foi criado com o objetivo de dimensionar o tamanho da carga tributária paga pelos brasileiros. (AE)

Via  portal G1

O valor pago pelos brasileiros em impostos neste ano alcançou R$ 700 bilhões por volta de 23h20 desta terça-feira (3), segundo o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). No ano passado, esse mesmo montante foi alcançado um dia depois, em 4 de maio. O presidente da ACSP, Alencar Burti, destaca que o Brasil já tem uma das maiores cargas tributárias do mundo e que não suportará novos aumentos. O Tesouro Nacional estima que a carga tributária brasileira cresceu em 2015 e atingiu 32,71% do Produto Interno Bruto (PIB) ante a 2,43% do PIB em 2014.

Recorde em 2015

No dia 30 de dezembro de 2015, foi alcançada pela primeira vez em um ano a marca inédita de R$ 2 trilhões que foram pagos pelos brasileiros em impostos.  Pelo portal www.impostometro.com.br, é possível descobrir o que dá para os governos fazerem com todo o dinheiro arrecadado. Por exemplo, quantas cestas básicas é possível fornecer, quantos postos de saúde podem ser construídos. No portal também é possível levantar os valores que as populações de cada estado e município brasileiro pagaram em tributos.

14
mai

Brasil para na COPA

Postado às 9:51 Hs

images
Milhões de funcionários serão dispensados em dias de partidas – oito das 12 cidades-sede já anunciaram medidas especiais para servidores públicos e serviços.Alguns podem estar felizes com a folga extra. Outros, como comerciantes, não. No Rio de Janeiro, haverá feriado nos três dias úteis de jogos no estádio do Maracanã. Até agora, a cidade é a única a ter anunciado tal medida, que também é estudada por São Paulo. A Câmara dos Vereadores da capital paulista aprovou, na terça-feira (13), feriado municipal apenas para o jogo de abertura, entre Brasil e Croácia, no dia 12 de junho. A decisão exclui comércio de rua, bares, restaurantes e shoppings, que poderão funcionar normalmente. O prefeito, Eduardo Paes, negou que a cidade terá prejuízos, dizendo que ela receberá maior número de turistas durante o evento.Mas nem todos concordam.
19
out

@ @ É Notícia… @ @

Postado às 21:00 Hs

  • Segunda-feira acontece a eleição do Quinto Constitucional que irá escolher os seis nomes concorrentes para o cargo de Desembargador que ocupará a vaga deixada por Caio Alencar no Tribunal de Justiça. Como toda eleição na reta final é chegada a fase plantação de notícias de natureza diversa. Já houve noticia de impugnação de nomes por abuso do poder econômico e por desobediência as normas das eleições. Porém, até’ esta sexta feira (19) nenhum dos 20 candidatos que disputam a vaga de desembargador do TJRN através do Quinto Constitucional foi impugnado. A informação é do presidente da Comissão que está regendo a disputa, Carlos Gomes, e surge em um momento da final campanha. A campanha até então a campanha do Quinto Constitucional da OAB atingiu um bom nível de qualidade e tudo não passa de boatos com notícias negativas que atingem até a honra dos candidatos. Mas todos sabem que se os registros foram deferidos é portanto todos são idôneos.

  • Enquanto aumentam as especulações em torno dos prováveis futuros secretários municipais, a prefeita eleita Cláudia Regina cumpre agenda em Natal, onde mantém os primeiros contatos com lideranças políticas de seu grupo em nível de Rio Grande do Norte. De acordo com setores da imprensa de Natal, Cláudia estaria ouvindo lideranças como  Rosalba Ciarlini e seu marido Carlos Augusto Rosado e o senador José Agripino e o deputado federal Felipe Maia. Estariam sendo avaliados nomes para composição da comissão de transição. A partir dessa indicação, já se poderia ter um sinalizador de alguns nomes para o futuro secretariado. No mais só mesmo especulações

  • Na semana decisiva do segundo turno, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai subir em dez palanques em apoio a candidatos petistas. Até a próxima quinta-feira (25), o cacique percorre, além de São Paulo, três Estados do Nordeste na reta final da campanha. Considerando o tempo médio de seus discursos no primeiro turno, ele deve falar 160 minutos ao todo, segundo o Estadão. A maratona começou nesta sexta-feira (19), com dois comícios no ABC paulista: às 16 horas, em Santo André, com o petista Carlos Grana, e às 18 horas em Mauá, com o candidato Donizete Braga. Amanhã (20), Lula vai a Campinas em apoio ao petista Márcio Pochmann e, no retorno, discursa em apoio a Fernando Haddad, na capital. A maratona continua no domingo (21), com comício de apoio ao candidato do PT em Diadema, Mário Reali, e na segunda-feira (22), no palanque de Sebastião Almeida (PT), em Guarulhos. No Nordeste, o reforço nos palanques aliados começa na terça-feira (23), com o deslocamento a Fortaleza (CE), em apoio ao candidato Elmano de Freitas. No mesmo dia, Lula segue para João Pessoa (PB), na campanha de Luciano Cartaxo. Na quarta-feira (24), o destino é Salvador (BA), para ajudar o petista Nelson Pelegrino. O último comício do ex-presidente está agendado para a quinta-feira (25), em Taubaté, no Vale do Paraíba, com Isaac do Carmo.

  • O valor pagos pelos brasileiros neste ano em impostos federais, estaduais e municipais atingiu nesta sexta-feira (19), por volta das 3h da madrugada, a marca de R$ 1,2 trilhão, segundo o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Em 2011, o painel registrou o mesmo valor apenas em 30 de outubro. Ou seja, neste ano a marca foi atingida com uma antecedência de 11 dias. Ao longo de 2011, os brasileiros pagaram um total de R$ 1,51 trilhão, segundo o “Impostômetro”. De acordo com a ACSP, o contador deverá ultrapassar a marca de R$ 1,6 trilhão até o último dia do ano. “O volume de taxas e impostos ainda assusta, mesmo com todas as desonerações já concedidas. Esperamos que o governo atue, sobretudo, na desburocratização, na unificação e na redução de impostos, para que haja a uma necessária retomada dos investimentos privados no País”, afirmou, em nota o presidente da ACSP, Rogério Amato.

  • No início da tarde desta sexta-feira (19), a governadora Rosalba Ciarlini esteve no Iate Clube do Natal, onde – ao lado do Ministro dos Portos, Leônidas Cristino, e do Ministro da Previdência Social, Garibaldi Filho – participou das comemorações pelos 80 anos do Porto de Natal. Durante a solenidade, Rosalba Ciarlini e o diretor geral do Idema, Gustavo Szilagyi, entregaram ao diretor presidente da Codern, Pedro Terceiro de Melo, a certificação ambiental do Porto de Natal, o tornando regular. O documento vai permitir o processo de adequação ambiental e a modernização do porto. “Em pouco tempo, o Porto de Natal será um suporte para o Governo Federal, uma empresa competitiva e ecologicamente correta”, disse Pedro Terceiro, afirmando que em agosto de 2013 estará inaugurando o novo Terminal de Passageiros de Natal.

Enquanto Lula fica amigo de Maluf, nós continuamos sendo surrupiados com tantos impostos…

O Impostômetro vai atingir às 21h desta terça-feira (19), a marca de R$ 700 bilhões em 2012, segundo a Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A medição foi criada pela associação para apontar a cobrança excessiva de impostos por parte do governo. Só na capital paulista foram R$ 15 bilhões nesse período.

Os números representam o resultado da arrecadação de impostos federais, estaduais e municipais. Em 2011, esse valor só foi alcançado no dia 27 de junho. O valor total no ano passado foi de R$ 1,51 trilhão. Quando foi criado, em 2005, o Impostômetro registrou R$ 773 bilhões em arrecadação.

O presidente da ACSP e da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, Rogério Amato, criticou a alta carga tributária.

“Apesar de a crise mundial continuar ameaçando o desempenho da economia global e das projeções para o PIB recuarem este ano, os incentivos fiscais oferecidos pelo governo, como a redução do IPI para manter as vendas de alguns setores produtivos específicos, a carga tributária brasileira não diminui. Portanto, este pode ser o momento para estimular os investimentos em produtividade, como meio de melhorar a competitividade dos nossos produtos e da nossa economia.”

27
abr

Cada vez mais impostos…

Postado às 19:57 Hs

leao-imposto-de-renda-2009

 

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) atingirá na quarta-feira (2), após o feriado prolongado, a marca de R$ 500 bilhões em tributos federais, estaduais e municipais pagos pelos brasileiros no ano desde 1.º de janeiro.

No ano passado, de acordo com nota distribuída à imprensa pela associação, a mesma quantia foi arrecadada até o dia 4 de maio – dois dias mais tarde.

Para o presidente da ACSP, Rogério Amato, o atual movimento de redução dos juros bancários, iniciado neste mês por instituições públicas e seguido por bancos privados, pode levar também a um processo de diminuição da arrecadação fiscal.

“Espero que, com a queda dos juros nos bancos privados e públicos, também os impostos sejam diminuídos para turbinar a economia e, assim, favorecer os consumidores”, afirmou, em nota.

O Impostômetro foi lançado pela associação em 20 de abril de 2005. No passado, registrou uma arrecadação recorde de R$ 1,5 trilhão. O levantamento considera os tributos arrecadados pelas três esferas de governo: impostos, taxas e contribuições, incluindo as multas, juros e correção monetária.

Fonte: Agência Estado

 

09
set

Assim não dá…

Postado às 9:34 Hs


Deu na Agência Estado

Na próxima terça-feira, 13, por volta das 11 horas, o painel do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) vai mostrar o número 1 seguido de 12 zeros. A marca de R$ 1 trilhão de tributos pagos pelos brasileiros neste ano será atingida 35 dias antes se comparada com 2010, quando a quantia foi alcançada no dia 18 de outubro.

No mesmo dia que o Impostômetro chegar a R$ 1 trilhão, a ACSP irá elaborar um documento oficial em nome dos empresários paulistas pela aprovação do Projeto de Lei 1472/2007, que ordena a discriminação do valor dos tributos pagos nas notas fiscais. O texto já foi aprovado pelo Senado e agora aguarda votação na Câmara dos Deputados. Como uma amostra dessa medida, será realizado no Pátio do Colégio, no centro da capital paulista, o “Feirão do Imposto”, onde o público poderá conferir o quanto de tributo está embutido no preço de produtos do dia a dia, como arroz, feijão e xampu.

A ACSP também vai aproveitar a terça-feira para lançar o Movimento Hora de Agir, contra a atual carga tributária do País. No hotsite da campanha, o contribuinte poderá dar sua opinião ou relatar, em vídeo, suas experiências com os impostos. Além disso, as associações comerciais de todo o Estado irão apresentar o novo Portal do Impostômetro.

out 23
segunda-feira
01 17
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
29 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5632517 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram