Via blog Diario do Poder

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) conversaram nos Estados Unidos sobre um tema que constrange a todos os tucanos: Aécio Neves. Da conversa escapou a certeza de que o senador mineiro está frito. É que não há como o candidato de 51 milhões de votos a presidente, em 2014, continuar filiado ao partido. Ou sai por bem ou será convidado a sair. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

FHC parece comovido com o drama de Aécio Neves, mas concorda que é necessário proteger o partido do “furacão” das denúncias. Jereissati tem evitado declarações públicas sobre a crise, mas ele tem defendido o afastamento de Aécio da presidência e até do PSDB.

Aécio Neves vive ao telefone com dirigentes tucanos, todos os dia

11
ago

Opinião

Postado às 10:50 Hs

Amava, mas temia

Ao relembrar a frase histórica de Ulysses Guimarães nas comemorações dos 30 anos da morte de Tancredo Neves, quando disse que o amava, mas o temia, o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, deixou claro, ontem, no ato que celebrou os 50 anos de idade de Eduardo Campos, que receava enfrentá-lo num eventual segundo turno da disputa presidencial.

“Eu amava Eduardo, mas eu temia Eduardo”, repetiu o senador tucano. Em sua fala, Aécio lembrou que ele e Eduardo vinham de duas árvores que produziram muitos frutos na vida pública brasileira, referindo-se ao seu avô Tancredo Neves e ao ex-governador Miguel Arraes, avô de Eduardo Campos.

Na largada da disputa presidencial de 2014, Aécio e Neves tiveram vários encontros e selaram uma espécie de pacto de não agressão, ao mesmo tempo em que ficou definido que o inimigo em comum era o PT, no caso a reeleição da presidente Dilma. Em alguns momentos, Eduardo foi mais agressivo no bombardeio, porque menos conhecido do que Aécio, precisava de espaços na mídia.

Aparentemente o pacto foi cumprido, embora aqui e acolá tenham sido vistas declarações de ambos desfocadas do entendimento, algumas até mais incisivas. Aécio, na verdade, não queria a candidatura do ex-governador pernambucano, mas o seu apoio, tendo-lhe oferecido a vice em sua chapa por diversas ocasiões.

No campo da oposição, o grande adversário de Aécio era Eduardo. Jovem, imagem de bom gestor, discurso fluente e grande sedutor, o socialista deu a primeira rasteira em Aécio ao atrair para a sua chapa a pré-candidata Marina Silva. Aécio só acreditou de fato na adesão da ex-senadora quando ocorreu o anuncio formal, em Brasília, numa manhã de sábado.

A partir dali, Aécio tinha razões para temer Eduardo, conforme revelou em seu discurso. Mesmo sendo um dos candidatos mais desconhecidos de todos os que estavam no páreo, o ex-governador já vinha crescendo nas pesquisas, embora lentamente, até quando a TV-Globo abriu o espaço nobre do Jornal Nacional para exibir suas ideias.

Eduardo deu um show de bola, assustou todo mundo, governo e oposição, inclusive Aécio. Saiu da Globo convencido de tinha dado o start para ultrapassar Aécio, tamanha a repercussão estupenda sobre a forma segura e afirmativa como se comportou na bancada do JN, onde deixou a frase antológica “Não vamos desistir do Brasil”.

Não imaginava que ali, para todo o Brasil, estava fazendo a sua despedida da passagem aqui no planeta terra e, consequentemente, da vida pública. Quis Deus e o destino que, no dia seguinte, a tragédia do 13 de agosto arquivasse por tabela a temeridade que Aécio escondia e que somente ontem tornou pública.

Fonte: Blog Magno Martins

No agitado dia a dia do noticiário político, uma das notícias mais importantes é a informação de que o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro João Otávio de Noronha, vai pedir ao Supremo Tribunal Federal o compartilhamento da delação premiada do dono da UTC, Ricardo Pessoa. A intenção é usar o que o empreiteiro disse ao Ministério Público Federal na ação de investigação eleitoral proposta pelo PSDB contra a campanha de 2014 da presidente Dilma Rousseff. Como se sabe o empreiteiro Pessoa, que era coordenador do cartel da Petrobras, disse ter entregue dinheiro da propina para ser usado na campanha eleitoral do PT em 2014, a pedido do tesoureiro petista João Vaccari Neto. Se esta informação se confirmar, o TSE pode cassar o registro da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer, entregando na bandeja o poder à chapa do PSDB, de Aécio Neves e Aloisio Nunes Ferreira. Até agora, permanece em segredo de Justiça a delação premiada de Ricardo Pessoa, homologada pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo, que tem negado solicitações feitas por investigados na operação para ter acesso aos termos da colaboração
27
out

Nota

Postado às 18:16 Hs

A Onda Azul continuará. Passado o pleito é hora de agradecer a todos que combateram de cabeça erguida o bom combate. Foi um privilégio participar deste momento de cidadania e civismo que tomou conta do País. O ativismo político voluntário invadiu as nossas ruas e praças com alegria e irreverência abraçando a causa da mudança. A presidente reeleita venceu as eleições em 15 Estados, com pouco mais de 54 milhões de votos. Aécio venceu em 11 Estados e no DF, obtendo mais de 51 milhões de votos. É evidente a força da oposição e o papel histórico de Aécio em liderar os que desejam um País ético, próspero, livre e democrático, onde a metade do eleitorado nacional clama por mudanças e pelo fim da corrupção. Aqui, em nosso Rio Grande do Norte, o resultado das urnas contrastou com tudo que, intensamente, vivemos. A tradução de nossos sentimentos era entoada nas manifestações de rua, comícios, passeatas, carreatas e outras. Presenciamos a atuação de nosso candidato nos debates e programas de TV, quando de forma assertiva definia nossa diferença em relação ao Governo do PT.

Divulgada há pouco, a nova pesquisa do Instituto Datafolha mostrou praticamente os mesmos números do levantamento anterior, publicado na segunda-feira. Na mais recente leitura, Dilma Rousseff, candidata à presidência aparece com 52% dos votos válidos, enquanto seu adversário, Aécio Neves, presidenciável do PSDB, detém apoio de 48% do eleitorado. Neste contexto, permanece o empate técnico entre os dois candidatos considerando o limite máximo da margem de erro, de 2 pontos porcentuais.

Se considerados os votos totais, os números mudaram ligeiramente, com Dilma subindo para 47%, de 46% na pesquisa anterior, e Aécio mantendo 43% das intenções de voto. Já os votos brancos e nulos oscilaram de 5% para 6%, enquanto os indecisos caíram de 6% para 4%.

Entre os eleitores da petista, 82% acreditam que ela vencerá a disputa presidencial. O eleitorado do tucano é um pouco menos otimista, com 78% achando que ele será eleito nas urnas.

Contratada pelo jornal Folha de S. Paulo, a pesquisa Datafolha ouviu 4.355 eleitores nesta terça-feira, em 256 municípios de todo o país. O nível de confiança do levantamento é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01160/2014.

 

O Nordeste continua sendo a região do País onde a presidente Dilma Rousseff (PT) tem a melhor votação contra o senador mineiro Aécio Neves (PSDB), aponta a pesquisa Datafolha divulgada nessa segunda-feira (20). Na região, Dilma tem 64% das intenções de voto, contra 27% de Aécio.

A diferença é maior que a do último levantamento, divulgado no dia 15, quando a petista aparecia com 61% e o tucano tinha 29%. Logo após a eleição, no dia 9, Dilma tinha 60% e Aécio marcava 31%.

Com exceção do Nordeste, a única região do País onde Dilma lidera é no Norte, embora a vantagem seja menor. Lá, o Datafolha mostra a petista com 55%, contra 39% do tucano.Aécio Neves está a frente em todo o resto do País. A melhor vantagem do senador é no Sul, com 51%, contra os 33% de Dilma.

No Sudeste, onde fica a maior fatia do eleitorado, Aécio marcou 49% e Dilma, 40%. Cinco dias antes, a pesquisa mostrava o mineiro com 50% e a presidente com 35%.

Cenário parecido acontece no Centro-Oeste, onde Aécio tem 48% e Dilma aparece com 39%. No último levantamento, os números eram 57% para o tucano e 33% para a petista.

NACIONAL – Nacionalmente, Dilma Rousseff apareceu a frente na pesquisa com 52% das intenções de voto, contra 48% de Aécio Neves. Apesar do empate técnico, o cenário é bom pelo PT porque, pela primeira vez, a presidente aparece na frente. Nos dois levantamentos anteriores, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.

20
out

Onda azul

Postado às 17:37 Hs

Prefeitos e lideranças de quase 50 municípios do RN anunciam apoio a Aécio. A campanha de Aécio Neves no Rio Grande do Norte ganhou o apoio de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças de quase 50 municípios. O ato de formalização do apoio ocorreu no Hotel Arituba, na manhã desta segunda-feira (20). Os novos apoiadores do candidato do PSDB à Presidência da República são de diversos partidos.Representando os chefes de Executivo, o primeiro a discursar no evento foi o prefeito de Lajes e presidente da Federação dos Municípios do RN (Femurn), Benes Leocádio. “Temos que dar uma resposta ao tratamento desigual e desleal que os municípios estão tendo da atual presidente da República, é hora da população do RN vir a público externar seu sentimento insatisfação e mudança. Aécio presidente é a garantia de mudar essa situação de descaso e abandono a qual foram submetidos os municípios brasileiros”, disse.
20
out

Saiba Também…

Postado às 10:11 Hs

# Vidente confirma vitória de Aécio

O vidente Carlinhos de Apucarana, durante a Copa do Mundo previu tudo o que aconteceu com a seleção brasileira, inclusive a goleada da Alemanha sobre o Brasil. Depois de esgotar o assunto Copa, a TV de Apucarana (Paraná) então perguntou quem iria ganhar a eleição. E o vidente respondeu da cara: “Aécio Neves”.

# Nova pesquisa Ibope /RN

O instituto Ibope registrou neste domingo (19) a segunda pesquisa para saber a intenção de voto do eleitor potiguar no segundo turno. A pesquisa foi contratada pela InterTV Cabugi pelo valor de R$ 50,3 mil e registrada com o número de protocolo RN-00046/2014. Serão realizadas 812 entrevistas no período de 19 a 24 de outubro. A previsão é que a divulgação seja feita na sexta-feira, dia 24.

# Resultados

O Tribunal Superior Eleitoral já avisou que as primeiras parciais de votação para presidente da República, no dia 26, só serão divulgadas a partir das 20h, já que entrou em vigor o horário de verão. O eleitor deve também ficar atento ao horário de votação. E haja coração…

# Base parlamentar

Aécio Neves começou a contar as peças para montar sua base parlamentar caso se eleja presidente no domingo. Ele partirá de quase 200 dos 513 deputados, somando as novas bancadas de sua coligação e dos partidos que apoiaram Marina Silva no primeiro turno. O tucano quer fortalecer dois núcleos, em torno de PSDB e PSB, para reduzir a dependência das siglas que hoje apoiam Dilma Rousseff. No sábado, em Porto Alegre, ele falou em governar com o ‘lado bom’ do PMDB. As informações são de Bernardo Mello Franco, na edição desta segunda feira do jornal Folha de S.Paulo. Diz ainda o colunista que o grupo aecista trabalha com a ideia de formação de blocos e fusões partidárias em torno de PSDB e PSB. Nos dois casos, seria possível montar núcleos maiores que o PMDB, que terá 66 deputados. ‘Uma eventual vitória tucana deve atrair de imediato dois partidos da base de Dilma: o PSD, de Gilberto Kassab, e o PP, que controla o Ministério das Cidades. Somarão 73 deputados. No PP, um triunfo de Aécio poderá devolver o comando da sigla ao senador Francisco Dornelles (RJ), primo do presidenciável.’

# Debate morno

A presidente Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) baixaram o tom no penúltimo debate antes do segundo turno das eleições, depois de um confronto bastante agressivo na última quinta-feira, procurando usar desta vez suas propostas como munição contra o adversário. No duelo de domingo, realizado pela TV Record, a presidente insistiu em comparar os 12 anos de governo do PT com o período de governo federal do PSDB, enquanto o tucano lançou uma série de críticas aos quatro anos da petista no comando do país. No lugar episódio em que Aécio foi parado por uma blitz da Lei Seca ou de acusações de que o irmão de Dilma foi um funcionário fantasma da prefeitura de Belo Horizonte, temas que marcaram o debate anterior, dessa vez os presidenciáveis preferiram tratar de assuntos como gestão pública e economia. As denúncias de irregularidades na Petrobrás, no entanto, voltaram a ser um dos pontos dominantes, ainda que Aécio não tenha centrado tanto fogo nesta questão como em encontros anteriores. Só resta agora o da Rede Globo nesta 5ª feira dia 23.

17
out

No Seridó…

Postado às 21:09 Hs

Presidente do PSDB agradece adesão do Prefeito Padre Jocimar para Aécio Neves

 

O atual presidente de honra do PSDB no Rio Grande do Norte, Rogério Marinho utilizou o seu Facebook para agradecer o apoio recebido do Prefeito de Jardim do Seridó, Padre Jocimar Dantas (PMDB) em prol da campanha do candidato a Presidente da República, Aécio Neves (PSDB). O anúncio aconteceu na sede estadual do partido nesta quinta-feira (16) em Natal.

 Na rede social, o deputado federal eleito nas últimas eleições, Rogério Marinho escreveu o seguinte: “Uma grande conquista para a nossa campanha: prefeito de Jardim do Seridó, Padre Jocimar, votou em Dilma no primeiro turno, mas entendeu que Aécio Neves é quem tem a melhor proposta para mudar o Brasil. Jocimar e Jardim do Seridó estão com Aécio no segundo turno! ‪#‎Aécio45‪#‎PraMudarOBrasil”.

 Já o Prefeito Padre Jocimar Dantas justificou a troca por Aécio pelas perdas que os municípios brasileiros, inclusive o que ele administra teve, com as constantes reduções do Fundo de Participação dos Municípios. “Os pequenos municípios estão de esmola, o FPM cai todos os meses. Vamos mudar! Dale 45!”, escreveu o padre-prefeito no seu Facebook.

Em reportagem publicada na edição de O Globo de terça-feira 14, Fernanda Krakovics e Maria Lima sustentam que as eleições presidenciais deste ano vão ser decididas com base nos votos de cinco estados chave: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia , Minas Gerais e Pernambuco, unidades da Federação que deram 61% dos votos obtidos por Marina Silva, os quais, agora, nesta reta de chegada, estão sendo disputados por Dilma Rousseff e Aécio Neves. Têm razão, penso eu. Mas não só por este ângulo. Também pelo fato de reunirem em seu conjunto – coincidência numérica – também 60% do eleitorado brasileiro. Por isso, neles os dois candidatos ao Planalto vão concentrar suas atuações nos dias derradeiros da campanha. Pernambuco pelo efeito simbólico sobre a transferência de votos que a viúva de Eduardo Campos, Renata, seus filhos, puderem fazer para Aécio Neves. Pois no primeiro turno, Marina venceu no estado por 48 a 44% de Dilma Rousseff enquanto Aécio ficou na escala de 6 pontos, Foi o único estado nordestino no qual Dilma não foi a mais votada.
15
out

Onda Azul

Postado às 18:37 Hs

Onda Azul: final de semana terá quase 100 eventos pró-Aécio no RN. A onda azul se espalhará por todo o Rio Grande do Norte neste próximo final de semana. Ao todo, quase 100 eventos organizados por voluntários serão realizados no Estado entre esta quarta-feira (15) e o próximo domingo (19), uma longa agenda denominada “Rota 45”. O primeiro deles será na noite desta quarta, com um adesivaço na esquina do Midway. Amanhã é em Caicó, com adesivaço e carreata a partir das 18 horas, e concentração no estádio Marizão. Muitos eventos ainda estão sendo comunicados ao diretório estadual do PSDB, que diante da alta demanda tem procurado atender a todos os pedidos por material de campanha do presidenciável. Apenas na primeira semana deste segundo turno, por exemplo, mais de 100 mil adesivos foram distribuídos na sede da legenda para Natal e diversas cidades do interior.
15
out

Opinião : E aí, quem venceu o debate?

Postado às 10:45 Hs

Sem os nanicos, o primeiro confronto do segundo turno entre os candidatos a presidente perdeu em graça, mas ganhou em combatividade. Não foram poucos os momentos em que Aécio e Dilma trocaram farpas. O que faltou foi mais propostas, do que uma verdadeira guerra de estatísticas decoradas por ambos os lados. Com larga experiência no Legislativo e no Executivo, o mineiro levou nítida vantagem sobre a presidente no quesito desenvoltura na TV. Dilma por diversas vezes gaguejou, não conclui frases e turvou o próprio raciocínio.Já o mineiro abusou das ironias, em tom ferino sempre, na tentativa de apresentar-se mais qualificado que a rival. Também ficou clara a intenção da petista em usar as duas gestões do ex-governador em Minas para tentar desconstruí-lo, mas não é pacífico que tenha obtido êxito, em função da boa retórica do oponente. Na verdade, trata-se de uma repetição das inserções de rádio e TV, em que um interlocutor com voz grave diz que quem conhece não vota em Aécio, numa referência à vitória do PT em Minas, nestas eleições.
A ex-candidata à Presidência da República Marina Silva disse, neste domingo (12), que apoiará o candidato Aécio neves (PSDB) no segundo turno das eleições. — Votarei em Aécio e o apoiarei, votando nesses compromissos, dando um crédito de confiança à sinceridade de propósitos do candidato e de seu partido e, principalmente, entregando à sociedade brasileira a tarefa de exigir que sejam cumpridos.Marina afirmou ainda que não dá o apoio em troca de “nenhum acordo ou aliança para governar”. — O que me move é minha consciência e assumo a responsabilidade pelas minhas escolhas.

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, recebeu neste sábado (11) o apoio formal da família do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), morto em um acidente aéreo em agosto deste ano.

Em um ato político no Clube Internacional em Recife com a presença do tucano, o filho mais velho de Campos, João Campos, 20, leu uma carta da viúva Renata Campos. Maria Eduarda e Pedro, irmãos de João, também compareceram ao ato.

“O Brasil pede mudanças. O governo atual não é mais capaz de promover essas mudanças. Só será possível mudar se tivermos capacidade de união e diálogo. Aécio, acredito na sua capacidade de diálogo e gestão. Em vários momentos, você e Eduardo souberam sentar e dialogar. Daqui do Nordeste, de Pernambuco, você vai levar a garra e a energia do nosso povo para construir um novo brasil. Que Deus te ajude”, dizia o texto.

Aécio, que teve apenas 6% dos votos do Estado no primeiro turno, afirmou que está, “de alguma forma, aliado e ao lado de Eduardo Campos”. “Eu sempre soube que esta aliança iria acontecer. Professamos o mesmo tipo de política”, disse o tucano.

FATOR NORDESTE

Aliado do candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, na corrida deste segundo turno ao Palácio do Planalto, o deputado Beto Albuquerque (PSB-RS), que foi vice na chapa da presidenciável do PSB, Marina Silva, mandou neste sábado (11)um recado à adversária do PT, Dilma Rousseff: “Dilma que se prepare, porque o Nordeste vai virar o jogo (neste segundo turno, em favor de Aécio).”

Beto Albuquerque está neste sábado (11) em Recife, ao lado de outras lideranças da sigla, em eventos políticos em torno do presidenciável tucano Aécio Neves. Mais cedo, ao lado dos filhos de Eduardo Campos, João, Pedro e Maria Eduarda, Aécio anunciou trechos de seus compromissos para este segundo turno que contemplam as exigências feitas por Marina Silva para apoiá-lo.

11
out

Acontece

Postado às 16:50 Hs

Por Carlos Chagas

Conhecida parte da delação dos ladrões da Petrobras, José Roberto Costa e Alberto Youssef, na tarde de quinta-feira, a pergunta que varre o país de Norte a Sul refere-se a quantos milhares ou até milhões de votos terá perdido a presidente Dilma Rousseff?

Quem quiser que faça as contas, mas se inusitados não acontecerem até o dia 26, Aécio Neves está eleito presidente da República. Não dá para livrar a cara de Dilma, bem como do Lula, muito menos do PT, diante do escândalo agora denunciado. O partido dos companheiros levava 3% de todos os contratos superfaturados das empreiteiras com a Petrobras. PP e PMDB também participavam da lambança. Será possível que a presidente e o ex-presidente nada soubessem, com tanta gente envolvida? Por onde andou a Abin, encarregada de informar a chefe do governo? E o ministro da Justiça? Precisou a Polícia Federal investigar.

Vem muito mais chumbo grosso por aí. Quando o Supremo Tribunal Federal começar o julgamento dos políticos envolvidos na tramoia, assistiremos deputados, senadores governadores e ministros serem transformados em réus. Os que tiverem sido reeleitos perderão os mandatos. Quanto aos empreiteiros, serão expostos, junto com outros diretores da Petrobras. Serão abertas as portas da caverna do Ali Babá.

É impossível que essa monumental roubalheira não se reflita nas eleições presidenciais. É claro que Dilma não participou da coleta, mas o que dizer de líderes e integrantes do PT, PMDB e PP? Tivessem as denúncias sido conhecidas antes do primeiro turno das eleições e muito provavelmente o segundo turno estaria acontecendo entre Marina Silva e Aécio Neves.

Em suma, fica a indagação: quantos milhares ou milhões de votos a presidente terá perdido?

Foram divulgadas nesta quinta-feira (9) as primeiras pesquisas de intenção de voto no segundo turno para presidente da República, realizadas pelos institutos Datafolha e Ibope.

O resultado acende definitivamente o sinal de alerta na campanha da candidata à reeleição, a presidente Dilma Rousseff (PT).Se a eleição de 26 de outubro acontece hoje, o candidato Aécio Neves (PSDB) estaria numericamente à frente Dilma, com 46% contra 44% – cenário considerado de empate técnico. É o que mostra o Ibope.

O levantamento mostra que, neste momento, Aécio herda 64% dos eleitores de Marina Silva (PSB) no 1.º turno, enquanto Dilma fica com apenas 18%.

O tucano colhe seus melhores resultados na Região Sul, onde lidera por 61% a 33% dos votos totais. No Sudeste, ele também está à frente, mas com vantagem menor: 48% a 38%. No Norte/Centro-Oeste, há empate técnico: 46% para Aécio e 43% para Dilma. No Nordeste, a candidata do PT venceria por 59% a 32% se a eleição fosse nesta quinta-feira, 9.

A intenção de voto em Aécio cresce à medida que aumenta a renda dos eleitores: 33% entre os que ganham até um salário mínimo, 36% entre os que recebem de um a dois, 51% na faixa de dois a cinco e 63% acima disso. Com Dilma, a progressão é inversa: 58%, 52%, 39% e 29%, respectivamente.

Os dois concorrentes estão empatados no eleitorado católico: 46% para a petista e 44% para o tucano. Entre os evangélicos, Aécio lidera: 49% a 39%.

09
out

Aécio Neves lidera pesquisa DATAFOLHA

Postado às 20:15 Hs

Eita a virada começou…

A primeira pesquisa Datafolha do segundo turno aponta o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, à frente da presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) na preferência do eleitorado. Segundo o levantamento, divulgado pelo Jornal Nacional, da Rede Globo, o tucano Aécio Neves tem 46% das intenções de voto, contra 44% da petista Dilma . A margem de erro é de dois pontos.

Votos brancos e nulos somam 4% e os que não souberam opinar são 6%. Considerando-se apenas os votos válidos, Aécio tem 51% dos votos, segundo o Datafolha, e Dilma, 49%.Registrada no Tribunal Superior Eleitoral, conforme determina a lei, o Datafolha ouviu 2.879 eleitores nos dias 8 e 9 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista

 

nov 19
terça-feira
00 42
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
27 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5806713 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram