As chuvas registradas no período de janeiro a maio de 2019, no semiárido potiguar, de acordo com a análise pluviométrica do Rio Grande do Norte, elaborada pela Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) ficaram acima da média, em 12,1%, em relação aos últimos sete anos. “A chuva esperada para o período era de 587mm, enquanto que a registrada foi de 658 mm. A média climatológica utilizada neste estudo, refere-se aos postos pluviométricos com mais de 30 anos de dados no período de 1963 a 2007”, salienta o meteorologista, Gilmar Bristot.
17
jun

Mais chuvas…

Postado às 18:20 Hs

A Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa do Rio Grande do Norte (EMPARN ) está prevendo mais chuvas para a semana que está começando. Segundo o meteorologista Gilmar Bristot, “as condições do oceano Atlântico Sul estão melhorando na questão referentes ao vento, campo de pressão e temperatura superficial das águas. Essas condições favoreceram a formação de instabilidades oceânicas, responsáveis pelas chuvas que caíram durante a última semana sobre a faixa litorânea nordestina”. Para os próximos dias as chuvas deverão acontecer em menor intensidade. Hoje (17), céu nublado com chuvas moderadas no litoral Leste. No Agreste, pancadas de chuvas. No interior céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas isoladas.

Amanhã, terça-feira (18), a previsão é de céu parcialmente nublado com pancadas de chuva moderadas no Litoral Sul e Região Metropolitana de Natal. No Agreste, pancadas de chuvas. Nas demais regiões a predominância é de céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas na Região de Mossoró. Na quarta-feira, (19), com céu parcialmente nublado com chuvas no litoral Leste, Agreste e Oeste. Nas demais regiões, parcialmente nublado a claro.

Com base nas imagens do satélite meteorológico,  na quinta-feira (20) o céu estará parcialmente nublado a claro com possibilidades de chuvas no litoral Leste e Agreste e parcialmente nublado a claro nas demais regiões. Na sexta-feira (21) novamente céu parcialmente nublado a claro com chuvas na madrugada e amanhecer do dia no litoral Leste e Agreste e parcialmente nublado a claro nas demais regiões. O sábado (22) também com céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas no amanhecer do dia no litoral Leste e Agreste e parcialmente nublado a claro nas demais regiões. No domingo (23), véspera de São João, algumas chuvas na madruga e início do dia e céu parcialmente nublado a claro no restante do período no litoral Agreste e Leste  e, parcialmente nublado a claro nas demais regiões.

 

A Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), informa, após o levantamento dos próximos dias – que poderão ocorrer mais chuvas no feriado da Semana Santa. “Haverá predominância de céu parcialmente nublado em todas as regiões, com chuvas mais concentradas a partir de amanhã (16)”, disse o gerente Gilmar Bristot.

Conforme a previsão, os maiores índices deverão ocorrer na região de Mossoró, Alto Oeste e Litoral Leste. “As instabilidades serão ocasionadas pela presença da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). No litoral Leste, as chuvas poderão ocorrer à qualquer hora do dia. No interior a ocorrência de chuva é mais comum no período da tarde e inicio da noite”, acrescentou Bristot.

FIM DE SEMANA

No acumulado do fim de semana, desde a manhã da sexta-feira até a manhã de hoje (15), as chuvas mais fortes foram registradas em Felipe Guerra, 75,0 milímetros (mm); Carnaubais, 42,7mm; Grossos, 33,9mm e Apodi, 32,5mm, entre outros municípios da mesorregião Oeste. Choveu mais forte na região Central em Bodó, 14,4mm e Cerro Corá 3,5mm. No Leste choveu mais forte em Baia Formosa, 32,3mm e Ceará-Mirim, 16,0mm.

30
mar

Registros

Postado às 10:50 Hs

O monitoramento das chuvas realizado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) realizou o levantamento do acumulado de chuvas esse ano, contabilizando desde o dia 1º de janeiro até 29 de março.

Entre os 14 municípios que mais chuveram, Martins lidera com o registro de 837,6mm. O 14º que mais acumulou é São Rafael com 488,8mm.

29
mar

Mais chuvas…

Postado às 14:40 Hs

A sexta-feira será de sol com muitas nuvens durante o dia e períodos de nublado com chuva a qualquer momento em Natal. Segundo a previsão da Climatempo, a capital potiguar poderá ter precipitações de até 25mm e registrar temperaturas de 23°C a 30°C.

Em Mossoró, na região Oeste do Estado, o dia também seguirá com sol entre nuvens e possibilidade de chuva a qualquer hora. Ainda de acordo com a Climatempo, a cidade poderá ter chuvas de até 20mm, com uma temperatura que deve variar entre 23°C e 32°C.

Já na região Seridó, no município de Caicó, o dia também terá sol entre nuvens e com pancadas de chuva que podem ocorrer à tarde e à noite. Na terra de Santana, as precipitações podem atingir até 12mm, enquanto a temperatura deve oscilar entre 25°C e 32°C.

Registros de alguns municípios:

Paraú(Prefeitura) 81,2
Grossos 78,8
Mossoró (Prefeitura) 64,3
São Rafael(Emater) 61,1
João Dias(Emater) 60,0
Martins(Particular) 57,3
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 52,0
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 50,2
Ipanguassú(Base Fisica Da Emparn) 50,0
Luis Gomes(Delegacia) 50,0
Rafael Godeiro(Emater) 48,8
Tibau(Prefeitura) 48,8
Severiano Melo(Prefeitura) 48,0
Caraúbas(Particular) 47,8
José Da Penha(Emater) 47,5
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 47,0
Itaú(Particular) 45,0
Upanema(Prefeitura) 44,2
Baraúna(Emater) 43,7
Areia Branca(Emater) 40,4 

Na quinta feira dia 28 choveu em Mossoró 95 milímetros,até agora a maior precipitação ocorrida em 2019 na cidade.Vários pontos de alagamentos foram registrados, principalmente no Centro, Nova Betânia, Belo Horizonte,Santo Antônio e Quixabeirinha.

As intensas chuvas são causadas pela Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que estão atuando sobre a Faixa Leste e Costa Branca do Estado do Rio Grande do Norte.

O monitoramento de chuvas, realizado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) mostra que no último fim de semana (08 a 11/02) choveu em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Nos 10 primeiros dias de fevereiro, o acumulado de chuvas mostra que está chovendo bem no interior do estado, situação que já vem favorável desde o mês de janeiro. Neste mês de fevereiro, até hoje (11), há registro de 1 município na categoria muito chuvoso, 7 na de chuvoso e 29 com volume acumulado na média. O que segundo o meteorologista da Emparn, Gilmar Bristot, confirma o início do período chuvoso no semiárido potiguar. Esse período começa normalmente na segunda quinzena de fevereiro e segue até o mês de maio, mas este ano as chuvas vieram mais cedo, levando esperança de um bom inverno para o agricultor potiguar, depois de 6 anos de seca severa.
18
jan

Previsão de chuvas acima da média…

Postado às 20:29 Hs

Os meses de fevereiro, março e abril devem ter volume de chuva acima da média para o trimestre na região do semiárido potiguar. A conclusão foi divulgada no fim da manhã desta sexta-feira, 18, durante o encerramento da Reunião Climática, realizada pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Meteorologistas dos centros de previsão climática do Nordeste, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe) passaram dois dias reunidos discutindo as condições oceânicas e atmosféricas para os próximos meses e fazendo a análise dos parâmetros meteorológicos, de modo a fazer a previsão climática do próximo trimestre. De acordo com Gilmar Bristot, meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), a análise dos campos atmosféricos e oceânicos de grande escala (vento em superfície e em altitude, pressão ao nível do mar, temperatura da superfície do mar, entre outros), além dos resultados de modelos numéricos globais/regionais indicam que o prognóstico climático para o período de fevereiro, março e abril de 2019 no Rio Grande do Norte é de chuva normal ou acima do normal.
22
fev

Elas estão chegando…

Postado às 15:29 Hs

O semiárido da região Nordeste, vai tem um inverno com chuvas de normal a acima do normal, nos meses de março, abril e maio. Essa foi a conclusão da II Reunião de Análise Climática para o Semiárido do Nordeste Brasileiro, que foi realizada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN). Meteorologistas dos centros de previsão climática do Nordeste e de centros nacionais como o Centro de Pesquisa Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE) e o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) se reuniram nos dias 20,21 e 22 de fevereiro, para analisar e discutir as informações geradas pelos modelos meteorológicos, assim como, as condições climáticas e qual a influência delas na geração chuvas. Esse resultado da reunião, é semelhante a conclusão do encontro realizado em janeiro, pela Funceme, no Ceará.
A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte, sedia nos dias 20, 21 e 22 de fevereiro a II Reunião de Análise Climática para o Semiárido do Nordeste Brasileiro e o I Workshop de Validação e Autoria do Monitor da Seca do Nordeste. Participarão dos dois eventos cerca de 20 meteorologistas dos centros de pesquisa da região Nordeste, do Centro de Pesquisa Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE), Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme) e da UFRN, além de técnicos em áreas ligadas ao monitoramento de chuvas e da seca. Essa é a última reunião que vai definir como vai ser a quadra chuvosa no semiárido do Nordeste.
19
fev

Em Mossoró

Postado às 19:45 Hs

A previsão da EMPARN, para os próximos dias é de que as chuvas continuam em todas as regiões do estado, já que as condições continuam favoráveis, principalmente a presença da Zona de Convergência Intertropical que continua sobre a região Nordeste.

Dados atualizados da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) mostram que, de 1º de janeiro até as 7h desta segunda-feira, 19 de fevereiro, Mossoró acumulou 105,8 milímetros de chuvas. Somente neste fim de semana, as precipitações pluviométricas totalizaram 38,5 mm.

Em janeiro, o volume de chuvas em Mossoró alcançou 23,4 mm. Nos primeiros 19 dias de fevereiro, a soma já é de 82,4 mm. Até o momento, as chuvas estão dentro da normalidade para o período. A expectativa dos meteorologistas é que a quadra invernosa, que na cidade vai de fevereiro a maio, seja acima da média de 600 mm esse ano.

No fim de semana passado, da manhã da sexta-feira (16) até a manhã de hoje (19), a unidade de meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), registrou fortes chuvas em vários municípios do Estado, com destaque para Pureza, com 280 milímetros e ainda, Ceará-Mirim, com 208,9 mm.

O monitoramento das chuvas é realizado no Rio Grande do Norte desde 1963 e, em Parnamirim, este mês de fevereiro é o mais chuvoso da história, com um acumulado de 503 milímetros (mm), até agora. Antes o recorde foi registrado em fevereiro de 1974 com um volume de 324mm.

No fim de semana foram 116 postos pluviométricos com registro de chuvas. Na mesorregião Oeste as chuvas em Major Sales, com 113,2 milímetros (mm), seguido de São Miguel, com 79, 5mm. No Agreste destaque para as chuvas em Monte Alegre, com 95mm e no Leste para Pureza.  Na região Central choveu mais forte em São Bento do Norte e Pedro Avelino.

A previsão da EMPARN, para os próximos dias é de que as chuvas continuam em todas as regiões do estado, já que as condições continuam favoráveis, principalmente a presença da Zona de Convergência Intertropical que continua sobre a região Nordeste.

jul 21
domingo
10 25
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
16 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5790860 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram