13
fev

Ciro Gomes detonando de novo…

Postado às 22:30 Hs

14
dez

Ciro Gomes é um possível ministro…

Postado às 9:15 Hs

No desenho que o PT faz para a reforma ministerial de 2012 vale até escalar ministro de outros partidos.A volta à cena política de Ciro Gomes se inscreve nessa lógica. Petistas de São Paulo, em campanha para emplacar Aloizio Mercadante no MEC no lugar de Fernando Haddad, têm circulado no Congresso com a ideia segundo a qual Ciro pode virar ministro de Ciência e Tecnologia na reforma.

O próprio Mercadante convidou Ciro para elaborar um projeto de inovação voltado para o Nordeste, conforme noticiou na segunda-feira o “Painel” da Folha.

A partir daí, aliados do ministro passaram a ventilar a ideia de que Dilma poderia reabilitar Ciro, em inferno astral político desde sua malograda mudança de domicílio eleitoral para São Paulo.O problema desse desenho é um só: Ciro hoje é desafeto do governador de Pernambuco e comandante do PSB, Eduardo Campos.

Além de não ter a menor intenção de promover Ciro Gomes  a ministro de novo, o partido não quer participar da dança das cadeiras imaginada pelo PT para manter o MEC e voltar a comandar pastas importantes, como Cidades. O partido de Campos hoje comanda a Integração Nacional e a Secretaria de Portos. (Presidente 40)

03
dez

Ciro Gomes detonando…

Postado às 17:00 Hs


Ao participar do 23º Encontro Nacional do PSB em Brasília, o ex-ministro e ex-deputado federal Ciro Gomes (CE) disse que, antes de pensar em disputar a Presidência da República, o seu partido deveria se preocupar em fazer criticar à aliança entre o PT e PMDB no governo Dilma Rousseff. Ele afirmou que a união existe porque tem “natureza fisiológica. “Quando não roubalheira”.

“Eu acredito que a grande tarefa do PSB é tensionar dentro da aliança da presidenta Dilma por uma agenda de mudança e por uma conduta um pouco mais republicana da média desta sustentação. O cimento da aliança central que reúne o PT e PMDB é de natureza fisiológica. Nós teremos sempre grandes sustos e grandes dissabores por esse cimento”, disse.

“Toda aliança é legítima, mas qual é a agenda institucional, transformadora que precisa dessa grande aliança? Qual é a pendência da reforma tributária, no modelo de organização das instituições políticas, no desenho da poupança previdenciária ou qualquer que seja o assunto relevante? O que os coesiona? Fisiologia! Quando não, roubalheira”, completou Ciro

Mais estrada que Eduardo Campos

O ex-ministro disse que o governador de Pernambucano, Eduardo Campos, também tem “todos os dotes para ser candidato a presidente da República”. “Mas ele (Campos) só não tem a estrada que eu tenho”, disse. Ciro e o irmão e governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), fizeram questão de chegar acompanhados de Campos ao local do evento, o auditório Petrônio Portella, em Brasília. O objetivo é sinalizar que a aliança está mantida, apesar das disputas de poder no último ano, quando o governador pernambucano atuou contra uma nova candidatura de Ciro ao Planalto.

Além de comentar a possibilidade de disputar o Planalto pela terceira vez, Ciro fez críticas a aliança do PT e do PMDB na formação do governo Dilma Rousseff. “Quem já foi duas vezes não pode andar mentindo dizendo que não quer ser (candidato a presidente)”, disse. “Mas as circunstâncias hoje recomendam muita prudência, muita cautela”, completou. (iG)

18
nov

Candidato em 2014 ?

Postado às 11:38 Hs


Por Fábio Brandt


O ex-candidato a presidente da República, Ciro Gomes, afirmou nesta quinta-feira (17) que é “natural” que seu partido, o PSB rompa a aliança com o PT no plano nacional. Ciro disse também que só disputa nova eleição se for para concorrer a presidente da República. Ele já concorreu ao cargo em 1998 e 2002.

O político falou ao programa “Poder e Política – Entrevista”, conduzido pelo jornalistaFernando Rodrigues no estúdio do Grupo Folha em Brasília. O projeto é uma parceria do UOL e da Folha.

Ácido, o político criticou o PT, de quem se diz um “admirador frustrado”. Afirmou que o partido de Lula e de Dilma Rousseff deixou “tudo dominado”, de sindicatos ao grupo narcotraficante ADA (Amigos dos Amigos).

“Cooptou tudo o que é, aspas, sociedade civil organizada no Brasil”, afirmou. “Tudo. Centrais sindicais, movimento estudantil. ‘Tá tudo dominado’. Agora até a ADA, Amigos dos Amigos que era lá do Nem [traficante preso em operação da policia do Rio] na Rocinha acabou-se também. Então os movimentos de trabalhadores e de estudantes no Brasil estão acéfalos.”

Sobre a oposição, Ciro disse considerar José Serra e Geraldo Alckmin, ambos do PSDB, fora da disputa para presidente da República. Já sobre Aécio Neves, também tucano, Ciro aponta dois problemas: um deles é “ler pouco”. O outro é conseguir uma aliança para se viabilizar.

Ciro falou também sobre crise econômica, eleições municipais e outros assuntos.A seguir, trechos em vídeo da entrevista de Ciro Gomes. Mais abaixo, vídeo com a íntegra da entrevista. A transcrição está disponível em texto

26
ago

Ciro é condenado

Postado às 22:11 Hs

O ex-presidenciável Ciro Gomes (PSB-CE) foi condenado a pagar uma indenização por danos morais de R$ 100 mil ao senador Fernando Collor (PTB-AL). A decisão foi tomada no dia 8 de agosto pelo juiz Marcos Roberto de Souza Bernicchi, da 5º Vara Cível de São Paulo. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça de SP.

Collor processou Ciro por conta de uma entrevista feita em 1999. Nela, o ex-presidenciável diz que o ex-presidente Lula deveria ter chamado p senador de “playboy safado” e “cheirador de cocaína” nas eleições de 1989. Ciro afirmou ainda que teria dado uma “porrada” em Collor.

“O fato, incontroverso, é apenas um: o autor [Collor] teve exposta sua honra em razão de declaração do réu que lhe imputou a pecha de cheirador de cocaína e safado”, diz o juiz na decisão.

Segundo Souza Bernicchi, “não existe qualquer dúvida de que tais expressões tenham sido proferidas com intenção clara de ofender o autor, mesmo porque escapam plenamente a qualquer campo do debate político e ingressam em seara pessoal que jamais deve ser exposta”.

Fonte: Folha.com

07
ago

Já vem de longe…

Postado às 19:37 Hs

Deu no Portal IG

O ex-ministro Ciro Gomes (PSB) afirmou que as demissões nos ministérios devem continuar porque a presidenta Dilma Rousseff  herdou de Luiz Inácio Lula da Silva um governo “decadente”. Para Ciro, Dilma não poderia “chegar rompendo com Lula”, por ter uma dívida com o ex-presidente, mas acredita que, aos poucos, ela irá trocar boa parte do governo.

Ciro Gomes classificou a queda de três ministros, em menos de dois meses, como “a crônica de uma morte anunciada”. O socialista foi ministro da Integração durante o primeiro governo de Lula, mas não poupou críticas ao último mandato do ex-presidente. “O governo que Dilma herdou do Lula é um fim de governo com todos os sintomas decadentes de um fim de governo, inclusive com a deformação de comportamento de setores amplos do PT e do PMDB”, declarou, na manhã deste sábado (6), antes do início de um evento do PSB, em Fortaleza.

Ciro acredita que as demissões devem continuar. Na visão dele, ainda que aos poucos, Dilma vai compor uma equipe com mais “afinidade”. O socialista disse que a presidenta é “austera”, mas também “age com habilidade e delicadeza” porque recebeu de Lula “a oportunidade de ser presidente da República, sem nunca ter disputado uma eleição sequer”. “Então ela não pode chegar rompendo. Nem deve chegar nem sair rompendo. Mas ela vai ter de trocar o governo. Boa parte, na minha opinião.”

Faxina

Ciro Gomes disse que a “faxina” feita por Dilma deve continuar com os ministérios das Cidades e do Turismo, mas não fez acusações específicas. Limitou-se a dizer que as pastas são “problemas graves”. “Eu sei porque Brasília vive de segredos de polichinelo. Esse é o grande problema do Brasil. Todo mundo sabe.”

A expressão “segredos de polichinelo” – que significa segredos que deixaram de ser segredos porque todos já conhecem – foi usada pelo seu irmão governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), há poucos dias em um contexto semelhante, ao tratar sobre as demissões a conta-gotas nos Transportes.

Substitutos

Ciro Gomes também avaliou os substitutos escolhidos para ocupar os lugares deixados pelos ministros demitidos. Para ele, Celso Amorim foi uma boa escolha, pois “tem muito nível”. O problema estaria na pasta dos Transportes, assumida por Paulo Sérgio Passos, após o senador Alfredo Nascimento (PR) deixá-la sob denúncias de corrupção. “Acho que vai ter de ser feita outra substituição. Porque a substituição foi frágil. Foi uma substituição de continuísmo.”

07
fev

Políticos sem mandato é Osso…

Postado às 11:11 Hs

Inimigos políticos declarados, o ex-governador José Serra (PSDB) e o ex-ministro Ciro Gomes (PSB) atravessam um momento em comum: o ostracismo.

Os dois estão sem mandato, já concorreram à Presidência da República e, após ocupar o centro da cena nacional, lutam contra o comando de seus partidos em busca de um espaço político.

Ministro do governo Lula e candidato à Presidência em 2002, Ciro trava uma queda de braço contra o presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

No controle da máquina partidária, Campos indicou o ministro Fernando Bezerra para a Integração Nacional, pasta ocupada por Ciro durante a gestão de Lula.

O governador também derrotou Ciro na disputa pela liderança do partido na Câmara dos Deputados.

Ciro defendeu a escolha de Gabriel Chalita (SP), mas quem levou foi Ana Arraes, mãe de Campos.

A negociação incluiu uma conversa dura entre Campos e Ciro. Segundo integrantes do PSB, Campos alegou que uma das regras do partido é a exigência de que o líder não seja um novato da Casa.

Enquanto aliados de Ciro reclamam da asfixia imposta pelo partido, o comando do PSB alega que trabalhou para que fosse prestigiado.

Um exemplo seria sua indicação para a coordenação da campanha da hoje presidente Dilma Rousseff. Mas Ciro nem compareceu à posse da petista.

O mal-estar alimentou rumores de que Ciro pretenda deixar o PSB. Procurado pela Folha, ele negou a intenção.

Serra, por sua vez, enfrenta dificuldades para conseguir estrutura de um escritório político em São Paulo.

Sua sobrevivência depende de um suporte da cúpula partidária. Em busca de uma saída para Serra, aliados insistiram para que concorresse à presidência do PSDB.

Ao perceber o risco, o presidente da sigla, Sérgio Guerra (PE), aliou-se ao senador Aécio Neves (MG) para consolidar sua recondução.

A dupla apoiou ainda um movimento pela indicação do ex-senador Tasso Jereissati (CE) para a presidência do Instituto Teotonio Vilela, também cogitado por Serra.

13
dez

Mais um Nordestino em Ministério

Postado às 13:18 Hs

A presidente eleita, Dilma Rousseff, convidou o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) para assumir o Ministério da Integração Nacional, pasta que já comandou no governo Lula. O aliado ainda não respondeu se aceita a oferta.

O convite foi feito por telefone durante reunião da petista com os governadores Eduardo Campos (PE), presidente do PSB, e Cid Gomes (PSB-CE), na sexta passada. Ciro está na Europa e foi contatado pelo irmão, Cid.

O parlamentar estava fora do jogo ministerial por pedido dele próprio na fase inicial das negociações.

Na sexta-feira, porém, o cenário mudou. Eduardo Campos, que já havia costurado internamente e com governadores do Nordeste a indicação de Fernando Bezerra Coelho para a Integração, aceitou a troca por Ciro.

Por conta disso, Dilma comprometeu-se a inflar a cota do partido, que ganhou musculatura eleitoral no Nordeste. Decidiu unir a Secretaria de Portos, já comandada por um socialista, com a de Aviação Civil, dando a pasta para Bezerra –atual secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco.

Essa alternativa, claro, depende do OK de Ciro Gomes. Dilma deu até quarta-feira para que o aliado responda.

Além de se preocupar com a situação do transporte aéreo para a Copa e a Olimpíada, a eleita não queria que a Secretaria de Aviação Civil entrasse na partilha de cargos entre a base aliada por avaliar que eventual fracasso seria debitado em sua conta pessoal, mas acabou ficando sem alternativa.

A petista pretende concluir a montagem do ministério até o final da semana. Anteontem, praticamente definiu Tereza Campelo no Ministério do Desenvolvimento Social. Ela é assessora da Casa Civil e mulher de Paulo Ferreira, ex-tesoureiro do PT.

Fonte: Portal Uol

11
dez

Ciro em evidência

Postado às 22:31 Hs

Deu na Folha de S.Paulo:

Em conversa com o presidente do PSB, Eduardo Campos, que entrou pela madrugada de ontem, a presidente eleita, Dilma Rousseff, ressuscitou a ideia de levar o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) para o primeiro escalão na cota do PSB.
Segundo o “Painel” da Folha, editado por Renata Lo Prete, no desenho proposto por ela, Ciro voltaria para a Integração Nacional e Fernando Bezerra, que Campos havia escolhido para essa pasta, assumiria a Secretaria de Portos.
Caso Ciro recusasse a oferta, Bezerra ficaria com a Integração, deixando Portos para Beto Albuquerque.
A volta do nome de Ciro, que está no exterior, levou a uma série de conversas internas no PSB ontem. A definição deve ficar para quarta-feira.
04
dez

Sobrou mais um…

Postado às 12:48 Hs

Deu no Estado de São Paulo:

O ex-ministro e deputado Ciro Gomes (PSB) está mesmo fora do primeiro escalão do governo de Dilma Rousseff. Talvez por já ter certeza disso, Ciro sumiu do Congresso, se ausentou das negociações da reforma ministerial e, na semana passada, viajou para a Europa. Até a possibilidade de voltar ao Ministério da Integração Nacional, que dirigiu na primeira gestão do presidente Lula, lhe foi negada. A exclusão de Ciro do futuro governo pode ser mais uma decepção para o ex-ministro, que trocou o domicílio eleitoral do Ceará para São Paulo, a pedido de Lula, quando cotado para disputar o governo no Estado.

Também por imposição do Palácio do Planalto Ciro foi forçado a abrir mão da candidatura presidencial. E não bastasse o sacrifício, o aliado assumiu um cargo de coordenação na campanha presidencial petista. Ao final, o Ceará deu à Dilma a maior vitória proporcional no Nordeste. Foi por tudo isto, e contando com o apoio de setores importantes do PSB, que Ciro sonhou alto. Seu maior desejo era chegar ao comando do Ministério da Fazenda, economista que é. Um de seus correligionários conta que ele só aceitaria um cargo no governo Dilma se fosse “alguma coisa grande, de repercussão”. O cearense chegou a ser cogitado para assumir o Ministério da Saúde, que o PMDB estava disposto a ceder a qualquer aliado.

É bem verdade que não houve movimentação do presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, neste sentido. Mas os socialistas dizem que caberia a Lula a iniciativa, o que não ocorreu. Ciro aguardou um gesto do presidente Lula e de sua sucessora, mas como nada foi sinalizado, a melhor saída era mesmo embarcar para a Europa.

05
out

Ciro diz que Marina deve ficar Neutra

Postado às 22:54 Hs

O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) afirmou hoje que, pelo que conhece pessoalmente da senadora  Marina Silva (PV-AC), ela não deverá declarar apoio a nenhum dos dois candidatos no segundo turno das eleições presidenciais. “Meu palpite é que ela vai se afirmar neutra e o PV vai ser cooptado pelo Serra (José Serra, do PSDB) porque a burocracia do PV já é controlada pelo Serra há algum tempo”, disse Ciro, ao sair do Palácio da Alvorada, onde participou de reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com governadores e senadores aliados que foram eleitos. Ciro acompanhava o irmão Cid Gomes (PSB), que foi reeleito governador  do Ceará. Ciro, entretanto, afirmou que o contato pessoal com Marina será feito nos bastidores, mas que um outro aspecto da campanha no segundo turno é “o diálogo com esse brasileiro maravilhoso, que votou em mim e que votou agora na Marina”. O deputado afirmou que o eleitor que votou nele, em 2002, e agora em Marina é de classe média e está zangado com “frouxidões morais de aqui e ali” e com a “simplificação grosseira que a política de São Paulo quer impor ao País de que há apenas o PSDB e o PT”. Ciro, que defenderá a candidatura de Dilma, disse que Serra “é do mal” e que o segundo turno será positivo para o Brasil porque a petista terá chances de mostrar que “é mais honesta, mais trabalhadora e representa um projeto bom para o País”, informou o Yahoo notícias.

ago 22
quinta-feira
21 43
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
10 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5794348 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram