03
abr

Eleições 2016

Postado às 17:44 Hs

Partidos de Marina e Kassab podem voltar à estaca zero

A ex-senadora Marina Silva e o ministro Gilberto Kassab (Cidades), que tentam viabilizar na Justiça Eleitoral a criação de partidos, podem ter de recomeçar seus projetos políticos da estaca zero. Ministros e ex-ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ouvidos pela Folha avaliam que as duas novas siglas patrocinadas por eles se enquadram na nova legislação, sancionada no mês passado, que dificulta a criação e fusão de partidos. Tanto o grupo político de Marina quanto o de Kassab pediram o registro das legendas antes de a lei entrar em vigor. A avaliação de pelo menos dois atuais ministros e outros dois ex-ministros do TSE, porém, é de que apresentar o pedido não basta. Seria preciso que eles já estivessem aprovados pela Justiça Eleitoral. A nova lei exige que, para registro de novos partidos, só sejam aceitos apoiamentos de eleitores não filiados a outra legenda. Para uma sigla ser reconhecida, são necessárias 485 mil assinaturas.

Marina Silva tenta formar desde 2013 a Rede Sustentabilidade. Naquele ano, o TSE negou registro porque 32 mil assinaturas foram invalidadas. Agora, o grupo quer entregar, até o fim do mês, 80 mil apoiamentos à Justiça. A Rede diz que não será atingida pela lei e espera reaproveitar 450 mil assinaturas reconhecidas há mais de um ano. “Se houve formação de um processo com apoiamento e esse desaguou no indeferimento do registro, fica tudo liquidado […] e tem que começar, a rigor, da estaca zero”, avalia Marco Aurélio Mello, que é ex-presidente do TSE. “O que nos garante que aqueles eleitores que apoiaram à época continuam apoiando?”, completou.

26
dez

Prazo final

Postado às 17:18 Hs

O prazo para os eleitores que não compareceram às urnas no segundo turno justificarem o voto se encerra nesta sexta-feira. Para regularizar a situação junto à Justiça Eleitoral, o eleitor deverá procurar um cartório eleitoral e apresentar documento que comprove que estava impedido de votar no dia 26 de outubro, como atestado médico ou de trabalho. Caso não apresente um documento para justificar a ausência, o eleitor terá que pagar multa de R$ 3,51. Quem não justificar o voto do segundo turno até esta sexta-feira também terá que pagar a multa nesse valor.
22
dez

Justificativa

Postado às 15:07 Hs

Eleitor deve justificar ausência no 2º turno até 26 de dezembro

O eleitor que não votou e não justificou a ausência no segundo turno das eleições de 2014 tem até o dia 26 de dezembro para apresentar a justificativa em qualquer cartório eleitoral. A Justiça Eleitoral considera cada turno de votação uma eleição autônoma.

Para justificar, o eleitor deve apresentar o requerimento de justificativa e a documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito, para que o juiz eleitoral a examine.

06
dez

Saiba Também…

Postado às 9:09 Hs

# Chuvas

As previsões apresentadas esta semana pela Climatempo sugerem que o Brasil não deve enfrentar riscos de abastecimento energético em 2015. Pelo contrário, o cenário para o período úmido, que vai de novembro a abril, contrasta com o ambiente de falta de chuvas registrado entre o final de 2013 e o início de 2014 e sinaliza uma incidência de chuvas próxima à média histórica.De acordo com a diretora de Produtos e Conteúdo do Instituto de Meteorologia, Patrícia Madeira, o volume de chuvas nos meses de novembro e dezembro ficou em linha com a média histórica para o período. Em janeiro, as chuvas devem superar a média, contrastando com os meses de fevereiro e março, quando os níveis registrados ficariam levemente abaixo da média. “Mas acreditamos que o excedente de janeiro deve compensar os volumes de fevereiro e março”, afirmou Patrícia.,

# Nova eleição

Eleitores de nove cidades dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná e Goiás vão às urnas, neste domingo (7), para eleger prefeito e vice-prefeito em novas eleições. A votação acontece das 8h às 17 (horário local).Os pleitos ocorrerão porque a Justiça Eleitoral anulou a eleição de outubro de 2012 nessas cidades devido à cassação dos diplomas/mandatos dos candidatos que receberam mais de 50% dos votos válidos. Nestes casos, segundo a Resolução nº 23.280/2010 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), novas eleições devem ser marcadas sempre no primeiro domingo de cada mês pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).

# Fiscalizando

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Paulo Roberto Chaves Alves, informou na última sessão plenária que o TCE vai fiscalizar de forma concomitante, a partir de agora, os concursos públicos realizados no Estado.De acordo com o levantamento feito pela Coordenadoria de Fiscalização de Admissão, que funciona junto a Diretoria de Atos de Pessoal do TCE, onze municípios já anunciaram que vão realizar concursos públicos.Os processos seletivos simplificados também serão fiscalizados pelo Tribunal de Contas. A Diretoria de Atos de Pessoal já solicitou a abertura de cada processo específico, a fim de iniciar a fiscalização dos concursos já programados.

02
dez

Diplomação

Postado às 11:07 Hs

 

Acontece no próximo dia 18, às 17h, no auditório Governador Lavoisier Maia, Centro de Convenções de Natal, realizar-se-á a cerimônia de diplomação dos candidatos eleitos no último pleito.

Durante o evento, os eleitos aos cargos de governador, vice-governador, senador, suplentes de senador, deputados federais e estaduais, em sessão solene do pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), vão ser diplomados e, consequentemente, estarão aptos a tomarem posse nos respectivos cargos.

A diplomação é valida à eleição de cada um dos escolhidos pela maioria dos eleitores e fecha o ciclo eleitoral que compreende o espaço de tempo entre o registro das candidaturas e a diplomação dos eleitos.

 

02
dez

Justificativa

Postado às 9:25 Hs

Eleitores devem ficar atentos as justificativas eleitorais

Eleitores que não votaram no primeiro e segundo turno, e nem justificaram a ausência, têm até os dias 4 e 26 de dezembro, respectivamente, para regularizarem a situação.

Desde o último dia 26, o Tribunal Regional Eleitoral disponibiliza em sua página na internet o Sistema Justifica que pode ser acessado através do link: http://goo.gl/guktVs. Registrado o requerimento no sistema, o eleitor receberá um código de protocolo para acompanhamento. Após análise dos dados e da documentação exigida, o eleitor receberá, automaticamente, a decisão da Autoridade Judiciária registrada no sistema.

30
nov

* * * Quentinhas… * * *

Postado às 10:30 Hs

* * * Os candidatos eleitos no Rio Grande do Norte – governador, vice, senadora, deputados federais e estaduais – serão diplomados no dia 18 de dezembro, às 17h, no Centro de Convenções. O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) está planejando a organização do trânsito e o esquema de segurança. A partir de amanhã (1º) a Corte Eleitoral coloca no ar um hotsite, para o credenciamento da imprensa e a programação do evento. * * *

* * * Neste domingo (30), será aplicada a prova para os cursos técnicos integrados do IFRN, com início no ano letivo de 2015. A avaliação acontece das 13h às 17h, horário oficial local. Os portões que dão acesso ao local serão abertos às 12h e fechados às 12h45. Recomenda-se aos candidatos que cheguem com uma hora de antecedência ao início da prova, portando documento de identificação com foto e caneta esferográfica azul ou preta. A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto, responsável pela seleção, informa ainda que os gabaritos preliminares das questões objetivas serão publicados no portal do IFRN a partir das 21h do domingo (30).Neste ano, o processo seletivo oferta um total de 2.724 vagas distribuídas entre 18 campi do IFRN, abrangendo todas as regiões do Rio Grande do Norte. Estão inscritos na seleção cerca de 20 mil candidatos. O curso mais concorrido é o de Informática do Campus Mossoró, com um número de 16,97 candidatos por vaga. A concorrência de todos os cursos pode ser verificada na página do processo seletivo.Devido ao grande número de inscritos, além dos campi do IFRN, também são locais de prova a UFRN e outras escolas públicas. * * *

* * * Nesta segunda-feira (1º) estreia o Hora Um da Notícia, que vai levar informações para você, bem cedinho, a partir das 5h, na TV Globo. Repórteres e comentaristas vão falar do que é relevante para a vida do telespectador. Os correspondentes internacionais vão contar, ao vivo, o que acabou de acontecer no mundo.Informação quentinha para quem precisa dormir cedo, mas quer começar o dia bem informado, antes de pôr os pés na rua. O Hora Um vai mostrar o Brasil acordando, com imagens ao vivo do trânsito nas maiores cidades do país. Em um telão interativo, as manchetes dos jornais que estão chegando às bancas e a previsão do tempo para todas as regiões do Brasil. Tudo de um jeito mais leve e mais informal.

Por Carlos Chagas

Há quem suponha a presidente Dilma não tendo sido reeleita caso o juiz Sérgio Moro houvesse determinado antes do segundo turno a prisão da nata dos empreiteiros envolvidos no escândalo da Petrobras. É possível, ainda que a relação entre os bandidos não pareça tão linear assim. Afinal, ainda falta a lista dos políticos implicados na roubalheira, ignorando-se a hipótese de terem sido reeleitos por conta da divulgação de seus nomes. Certamente seriam, até pela utilização em suas campanhas de parte dos recursos surrupiados da estatal.

De qualquer forma, fica no ar a indagação: fosse Aécio Neves o presidente da República, faltando dois meses para a posse, teria tido condições de intervir antecipadamente na Petrobras? Como empresa sujeita às regras do Código Comercial, para que o suposto novo chefe do governo mudasse sua direção seriam necessários trâmites variados, desde a reunião da Assembleia Geral, a consulta aos acionistas e a prestação de contas dos demitidos. Possivelmente a realização de uma auditoria monumental, funcionando como agentes os futuros ministros. Nada simples como se imagina pudesse ser passado o rodo na sujeira, mas, sem dúvidas, uma intervenção branca.

Uma coisa seria certa: Aécio escolheria desde logo, ainda que aguardando a formalização posterior, um nome para dirigir a Petrobras. Alguém de peso e vulto, dotado de condições e competência para recuperar a empresa combalida, com prioridade para varrer o lixo acumulado ao longo dos últimos anos. Se quiserem um modelo tirado do passado remoto, um novo Juracy Magalhães, por sinal o primeiro presidente da Petrobras escolhido por Getúlio Vargas, apesar de oposicionista ferrenho.

Não adianta ficar especulando sobre o que seria se não fosse, mas da especulação emerge um vazio monumental: por que Dilma, reeleita, não tomou logo as providências que seu adversário tomaria? Por que, até agora, sob o pretexto de definir a equipe econômica do segundo mandato, mantém na presidência Graça Foster e seus diretores, como se nada tivesse acontecido? Nomear pode ser mais complicado, mas demitir só depende da caneta. O preço dessa vacilação é a crescente falta de credibilidade nas iniciativas do governo do PT. O tempo perdido não se recupera. Muito menos com a inação.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou nesta terça-feira (18) o pedido de cassação de registro de candidatura do ex-prefeito de Areia Branca, Manoel Cunha Neto, conhecido como Souza (PHS). Ele foi eleito deputado estadual nas eleições deste ano.

Souza teve o registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN), segundo o que preconiza a Lei da Ficha Limpa. Mesmo assim, ele disputou o pleito sub judice, através de uma liminar proferida monocraticamente por um dos membros do TSE.

Hoje (18), foi julgado o mérito do processo e, por unanimidade, os membros do TSE concordaram com o deferimento do registro de candidatura do deputado eleito.

 

Ainda…

Ainda falta o julgamento do processo de número 39864.2012.620.0032. O que de fato, definirá se Souza será deputado ou não. A ação acusa o ex-prefeito de abuso de poder econômico e poder político, uso indevido de meio de comunicação social, captação ilícita de sufrágio e conduta vedada a agente público.  Se condenado, Souza cederá a vaga para a primeira suplente da sua coligação, Laura Helena (PPS), ou Vivaldo Costa, primeiro suplente da coligação União pela Mudança.

12
nov

Saiba Também…

Postado às 15:45 Hs

# # Prestando contas…

Os candidatos que disputaram o segundo turno de votação, o prazo para entrega das contas referentes aos dois turnos ainda está em curso, estendendo-se até o dia 25/11/2014. Também neste mesmo prazo, estarão obrigados a prestar contas complementares os partidos políticos aos quais sejam filiados tais candidatos, bem como os seus coligados .

Encerrado o prazo, em 04 de novembro, candidatos omissos serão notificados a cumprir o dever legal de prestar contas à Justiça Eleitoral dos recursos arrecadados e aplicados na campanha eleitoral deste ano, sob pena de serem elas declaradas judicialmente não apresentadas, por decisão da Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte.

# # Cadastro eleitoral é reaberto

Já está reaberto o cadastro eleitoral, com o retorno do atendimento normal aos eleitores, que agora podem requerer qualquer operação, desde revisão até emissão de quitação eleitoral.

Os serviços estavam suspensos desde o dia 7 de maio de 2014, em virtude do processo eleitoral, conforme determinação do artigo 91 da Lei 9.504/97 e Resolução nº 23.390/2013 (Calendário Eleitoral), do Tribunal superior Eleitoral, que determinam o fechamento do cadastro eleitoral alguns meses antes das eleições, de modo a evitar fraudes.

 

04
nov

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 10:35 Hs

  • Dois números começam a circular em Brasília, levantando a curiosidade de muitos e o desespero de poucos. São 28 e 11. No caso, 28 deputados e 11 senadores que fizeram parte da delação premiada de Paulo Roberto Costa e Alexandre Youssef, acusados de participação na lambança da Petrobras. Seus nomes estão há alguns dias na posse do ministro Teori Zavaski, do Supremo Tribunal Federal. Quando se iniciar o processo contra eles, a partir de denúncia do Procurador Geral da República, não haverá como evitar sua divulgação. Claro que vão negar, argumentando perseguições políticas, mas pesará na equação o fator obvio de que os dois bandidos presos pela Polícia Federal jamais correriam o risco de mentir em seus depoimentos destinados a reduzir-lhes as penas. Podem ser tudo, menos bobos. Junto com os parlamentares implicados na roubalheira estão funcionários públicos, altos e baixos, além de uma tantas empreiteiras já conhecidas, cujos proprietários e executivos responderão pelos crimes praticados. Em suma, um julgamento para ninguém botar defeito, caso não surjam na mais alta corte nacional de justiça empecilhos processuais e jurídicos daqueles que frustrariam a opinião pública e transformariam as instituições em frangalhos.
  • Quase 1,4 milhão de beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) ainda não fizeram sua prova de vida e renovação de senha, procedimento necessário para evitar que o pagamento do benefício seja suspenso. O prazo para fazer a prova de vida e a nova senha expira em 31 de dezembro. A prova de vida e renovação da senha devem ser feitas no banco em que o segurado recebe o benefício. Elas são realizadas mediante a apresentação de um documento oficial com foto na agência em que o beneficiário recebe os recursos do INSS.
  • Depois de uma breve temporada recluso na fazenda de sua família em Cláudio, no interior de Minas Gerais, o senador Aécio Neves, candidato derrotado do PSDB ao Palácio do Planalto e presidente nacional da sigla, desembarca nesta terça-feira em Brasília com uma agenda preparada para apresentá-lo como líder e porta-voz da oposição à presidente reeleita Dilma Rousseff. O tucano planeja fazer entre hoje e amanhã um pronunciamento incisivo no Senado no qual, segundo seus aliados, criticará o governo, sem mencionar uma conciliação nacional. Na manhã de quarta-feira, Aécio tentará transformar a primeira reunião da direção executiva do PSDB depois da eleição em uma demonstração de força e unidade partidária em torno de seu nome.
  • O PPS vai reunir sua executiva nacional hoje, para discutir a proposta de uma fusão. A legenda já tem conversas em andamento com o PSB, mas as negociações esfriaram um pouco desde o começo da corrida eleitoral. A expectativa do PPS é tirar uma posição favorável à fusão na reunião, para recolocar o assunto na pauta. A informação é de Clarissa Oliveira, blog Poder Online. Sobre o assunto também informa Lauro Jardim, na Veja Online: ”O projeto de fusão do DEM com o PSDB, por ora, não sairá do papel. Se Aécio Neves tivesse sido eleito, a história seria outra. É o que garante Rodrigo Maia: ”Formaremos um bloco possivelmente, mas não há mais sentido em falar de fusão.” .
  • Apesar de ter negado, em nota oficial, que votou no senador Aécio Neves (PSDB-MG) no segundo turno da eleição presidencial, o ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) justificou o seu voto: “Foi um voto de gratidão ao Tancredo”, disse o senador, conforme a coluna Radar Online, em referência a Tancredo Neves, avô do ex-presidenciável tucano. Em 1985, com a redemocratização, Tancredo foi eleito presidente da República, mas, segundo relatos históricos, teria adoecido gravemente, e foi sucedido por José Sarney. O perito Ricardo Molina, a pedido do portal iG, havia confirmado que as imagens da votação são autênticas. “Não é possível discernir os números, mas é possível verificar que o dedo está na altura do 45 e que a gravação é a mesma da ampliação”, disse o perito.
  • Os candidatos que concorreram no primeiro turno das eleições devem prestar as contas de campanha até hoje aos tribunais regionais eleitorais. Além dos candidatos, os diretórios regionais dos partidos e os comitês financeiros das campanhas são obrigados pela Justiça Eleitoral a enviar os dados financeiros sobre despesas e receitas. Os políticos que renunciaram, desistiram de concorrer ou que foram barrados pela Justiça Eleitoral devem entregar os dados referentes ao período em que participaram da disputa. Mesmo sem movimentações financeiras, a prestação de contas é obrigatória. De acordo com a Lei Eleitoral, o candidato que não presta contas fica impedido de ser diplomado. A punição para os partidos é a suspensão dos repasses do Fundo Partidário. Se os dados apresentados forem desaprovados pelos tribunais eleitorais, o candidato poderá ser processado pelo Ministério Público por abuso de poder econômico.
31
out

Robinson e sua equipe de transição

Postado às 9:49 Hs

Passadas as eleições…

O governador eleito Robinson Faria(PSD), praticamente, já fechou a equipe de transição. A única ausência é de um técnico para a análise do orçamento e finanças. O futuro chefe do Executivo chegou a cogitar alguns nomes, mas já foram descartados. Ele deverá fechar essa escolha amanhã. Os demais nomes já estão escolhidos. São eles: – Fábio Dantas – vice-governador do Estado – Luís Henrique – jornalista, assessor de Robinson Faria – Adriano Gadelha – assessor da deputada federal Fátima Bezerra e por ela indicado – Fernando Mineiro – deputado estadual – Tatiana Mendes Cunha – advogada e indicação pessoal do governador eleito.

O governador eleito Robinson Faria (PSD) não pode olhar para o retrovisor. Vai encontrar um Estado com uma situação enxuta deixada pela gestão  Rosalba Ciarlini (DEM). O Rio Grande do Norte ocupa o segundo do Brasil lugar como o menos endividado.

30
out

Eleições 2014

Postado às 8:53 Hs

APRESENTAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS ELEITORAL TEM PRAZO FINAL

Os Candidatos concorrentes a cargos eletivos que não participaram do segundo turno tem que prestar contas à justiça eleitoral até a próxima terça-feira, 4. No Rio Grande do Norte, este é o dia final para que candidatos a senador e a deputado estadual e federal apresentem a sua prestação de contas eleitoral. A não apresentação da prestação de contas eleitoral impede a obtenção de certidão de quitação eleitoral, imprescindível à diplomação dos candidatos.

Os documentos devem ser apresentados com a discriminação dos recursos em dinheiro ou estimáveis em dinheiro para financiamento da campanha eleitoral e dos gastos que realizaram, detalhando doadores e fornecedores. “O prazo é diferente quanto aos que disputaram o segundo turno. Neste caso, a data final é 25 de novembro”, explicou o presidente do Conselho Regional de Contabilidade do RN (CRCRN), João Gregório Júnior, que fez questão de frisar que a ausência de movimentação de recursos de campanha não isenta do dever de prestar contas.

Uma das novidades da corrida eleitoral deste ano, à qual os candidatos e partidos devem estar atentos, é que toda prestação de contas deverá vir acompanhada da assinatura de um profissional de contabilidade. A obrigatoriedade passou a valer após a publicação, em março, da Resolução nº 23.406/14 do TSE, que dispõe sobre a arrecadação e os gastos de recursos por partidos políticos, candidatos e comitês financeiros.

Segundo o presidente do CRCRN, “essa foi uma luta do sistema CFC/CRCs e mostra o respeito que a justiça eleitoral demonstra para o exercício da contabilidade”. Ele acrescentou que no mês de junho o Conselho de Contabilidade promoveu, regionalmente e em parceria com o TRERN e a OABRN, o Seminário “Prestação de Contas Eleitorais – Eleições Limpas – Aspectos Jurídicos e Contábeis das Eleições de 2014”.

29
out

Diplomação dos eleitos

Postado às 15:21 Hs

 

Está marcada para o dia 18 de dezembro, às 17h, no Centro de Convenções, a cerimônia de diplomação dos políticos eleitos no pleito deste ano.

Na ocasião, o presidente do TRE, desembargador Virgílio Macedo, presidirá a solenidade para a diplomação do governador eleito Robinson Faria(PSD), seu vice Fábio Dantas(PC do B), da senadora Fátima Bezerra(PT) e dos oito deputados federais e 24 deputados estaduais.

 

29
out

Saiba Também…

Postado às 9:26 Hs

 

Prestação de contas das Eleições 2014 tem prazo para entrega

Candidatos e partidos políticos deverão enviar, até o dia 04 de novembro, a prestação de contas dos recursos em dinheiro ou estimáveis em dinheiro que tenham recebido para financiamento de suas campanhas, bem como dos gastos realizados, para fins de cumprimento do que determina o artigo 38, § 1º, da Resolução TSE nº 23.406/2014. O procedimento consiste no envio, pela internet, de arquivo eletrônico contendo dados relativos à arrecadação e à aplicação de recursos nas eleições deste ano, o que deve ser realizado por meio de utilização de sistema específico, disponibilizado pelo Tribunal Superior Eleitoral, o SPCE Cadastro.

Em seguida, dentro desse mesmo prazo, os prestadores de contas deverão dirigir-se ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, onde farão a entrega da documentação obrigatória (art. 1º, § 1º, da Resolução TRE nº 15/2014, c/c o art. 40, II, da Resolução TSE nº 23.406/2014). Para os candidatos que disputaram o segundo turno de votação (cargo de governador), o prazo para entrega das contas referentes aos dois turnos se estende até o dia 25/11/2014. Também neste prazo, estarão obrigados a prestar contas complementar os partidos políticos pelos quais tenham disputado tais candidatos, bem como os seus coligados (art. 38, § 2º, da Resolução TSE nº 23.406/2014).

28
out

Festa Popular

Postado às 8:47 Hs

Os mais de 79 mil votos livres e corajosos dos mossoroenses foram comemorados pelo governo eleito do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD) na tradicional descida do Alto de São Manoel. Ao lado do prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior (PSD), do vice-governador eleito Fábio Dantas (PCdoB), Robinson agradeceu a multidão pelos votos e se emocionou.

“Entregamos a nossa campanha a vocês e vocês acreditaram e nos deram a vitória nas urnas. Vamos retribuir cada voto dado em Mossoró ao nosso 55. Retribuir com muito trabalho e benefícios para a população. Contem com esse homem batalhador que é Francisco José na Prefeitura, com os nossos deputados estaduais e federais, com Robinson no governo, com Fátima no Senado, com Dilma na Presidência do Brasil”, destacou Robinson.

A festa do 55 foi comemorada também pelo deputado federal Fábio Faria (PSD), pelo deputado eleito Betinho Rosado Segundo (PP), pelo deputado estadual Galeno Torquato (PSD), pelo prefeito de Assú, Ivan Júnior (Pros), pelo prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato (DEM), lideranças e amigos da região.

27
out

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 20:10 Hs

  • A imprensa estadual já especula os nomes para o secretariado do governador eleito, Robinson Faria (PSD). Dentre os possíveis indicados está o ex-secretário da Casa Civil, Paulo de Tarso Fernandes. Em solidariedade a Robinson, quando este rompeu com a gestão Rosalba Ciarlini (DEM), o jurista pediu afastamento do cargo.
  • A campanha de 2014 já encerrou, mas candidatos já ensaiam o processo eleitoral de 2018 lançando suas pré-candidaturas. Um deles é o ex-deputado federal Ney Lopes de Souza que em entrevista ao RN Acontece da Band declarou trabalhar pelos próximos quatro anos para viabilizar o seu desejo político.“Eu vou fazer uma opção partidária e vou trabalhar nos próximos quatro anos para ser candidato ao Senado em 2018”, disse Ney ao jornalista Diógenes Dantas.
  • Apenas uma mulher governará um estado do país no próximo mandato. Eleita governadora de Roraima, Suely Campos (PP) foi a única candidata do sexo feminino a vencer as eleições em 2014. A representatividade feminina nos governos estaduais não era tão pequena desde 1998.
  • Se por ventura a deputada federal Fátima Bezerra (PT) for convidada para assumir um ministério no governo de Dilma Rousseff (PT) assumirá sua cadeira no senado o seu primeiro suplente Jean-Paul Prates.O nome do deputado federal Fábio Faria (PSD) está sendo lembrado para ocupar uma vaga de ministro no próximo governo de Dilma Rousseff (PT).Indicação do presidente Lula que é amigo pessoal do sogro de Fábio, Sílvio Santos. Dono do SBT e do Baú da Felicidade.
  • O governador eleito, Robinson Faria (PSD) concedeu entrevista ao RN TV, da Inter TV Cabugi, às 12h30, desta segunda-feira. Na área política, destacou o papel do prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior (PSD) para sua vitória em Mossoró e no Estado. No campo administrativo Robinson Faria anunciou que vai propor um aumento de 10% no orçamento da segurança pública e, para isso, encaminhará proposta para aprovação da Assembleia Legislativa. Em relação ao setor de saúde pública, constatou que existem recursos, porém, falta planejamento do Governo do Estado. E citou que no presente, o Governo do Estado recebe recursos de produtividade, por parte do Governo Federal, porém, não faz o devido repasse para os Hospitais Regionais. Isso vai mudar, conforme afirmou Robinson Faria. O governador eleito também citou que existem mais de 100 escolas estaduais que foram fechadas e, que ele vai trabalhar não apenas na reabertura, mas, igualmente, na modernização dessas unidades.
  • O PMDB foi o partido que mais governadores elegeu nas eleições. A legenda vai governar sete estados (RO, RS, RJ, ES, TO, SE e AL), enquanto o PT conquistou cinco (AC, MG, BA, PI e CE), mesmo número do PSDB (PR, GO, MS, PA e SP). PSB venceu em três unidades da federação (DF, PE e PB). PDT e PSD elegeram dois governadores, e PC do B, PP e PROS, um.
  • O segundo turno entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) teve a disputa mais apertada para presidente desde 1989, quando o país voltou a ter eleições diretas para presidente. A vitória de Dilma só foi conhecida às 20h30, com 98% das seções apuradas. A petista liderava com 51,45% a 48,55%.

Por Carlos Newton

Foi uma eleição sem empolgação nas ruas. Os poucos militantes que se viam nas grandes cidades eram todos profissionais e estavam sendo pagos para defender os dois candidatos, Dilma Rousseff e Aécio Neves, que não têm carisma para liderar coisa alguma, apenas preenchem espaços vazios, que poderiam ser ocupados por qualquer um.

Dilma Rousseff já é um nome na história, mas sem vida própria, apenas como mais um capítulo na impressionante trajetória de Lula. Todos hoje sabem por que ela chegou à Presidência. A estratégia de Lula era evitar que surgisse uma segunda liderança no PT, que no futuro pudesse ameaçar sua hegemonia no partido. Ele então escolheu a chefe da Casa Civil e lutou desabridamente para elegê-la em 2010 contra outro candidato também fraco e sem carisma, chamado José Serra.

DILMA FRACASSOU

Mesmo sob supervisão direta do ex-presidente Lula nos dois primeiros anos, o primeiro mandato de Dilma foi um fracasso total. Nunca antes na História deste país um governante pegou a economia crescendo 7,5% ao ano e quatro anos depois tinha reduzido esse crescimento a zero, literalmente.

Agora, o show já terminou e todos têm de retornar à realidade, como ensina Roberto Carlos, acrescentando que a eleição foi apenas um detalhe. O problema é continuar tocando um governo sem a menor credibilidade, envolvido num gigantesco escândalo que faz balançar os delicados pilares do Planalto/Alvorada.

MINISTRO SEM PASTA

Tornou-se um governo tão problemático que tem um ministro da Fazenda desmoralizado e demitido há meses , sem prestígio e sem autoridade, mas que continua sentado na cadeira como se o cargo ainda fosse seu. O mais ridículo é que insiste em dar declarações fazendo de conta que permanece no exercício do poder.

Todos os possíveis golpes contabilísticos já foram aplicados. O governo não tem mais como maquiar as contas da União. E não há programa de governo nem qualquer medida destinada a retomar o crescimento. Nesse marasmo, os gargalos às exportações se eternizam, elevando o chamado Custo Brasil, enquanto a dupla presidencial Lula Rousseff manda o BNDES financiar um moderníssimo porto em Cuba.

Para onde vamos? Ninguém sabe. O que se sabe é que temos de continuar esperando que surja um político de verdade, com carisma, determinação e espírito público, em condições de conduzir o Brasil a um futuro melhor. Por enquanto, não se vê ninguém. É um vazio de homens e idéias, como dizia o genial Oswaldo Aranha. Ah. Brasil!

 

out 15
terça-feira
16 52
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
26 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5803124 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram