21
fev

* * * Quentinhas … * * *

Postado às 12:21 Hs

* * * O Tribunal de Justiça rejeitou a denúncia contra o prefeito Carlos Eduardo Alves  na qual ele era acusado de captação irregular de impostos. Prevaleceu o “in dubio pro reo”, ou, na dúvida, o réu é favorecido na decisão, sendo inocentado.* * *

* * *A greve dos servidores da Saúde terminou, após 100 dias de paralisação, sem sucesso. Os servidores não conseguiram nenhuma das reivindicações propostas. Os salários continuam atrasados e o Governo já disse que não tem como atender as reivindicações. * * *

* * * O governador Robinson Faria (PSD) pediu socorro ao Ministério da Defesa para enfrentar a escalada da violência em Mossoró, a segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. O grande número de assassinatos, que vem batendo recordes históricos, mostra que o Estado fracassou e que só o reforço “extra” é capaz de restabelecer a paz. A Força Nacional, que está em Natal desde a rebelião em Alcaçuz, há mais de um ano, será transferida para Mossoró na próxima sexta-feira (23). O governo não deu detalhes de como será feito o trabalho, o número de homens e estrutura que será usada. As informações serão apresentadas aos jornalistas somente na sexta-feira, com a chegada da Força Nacional.

* * * Comenta-se nas rodas políticas de Mossoró que a deputada estadual Larissa Rosado (PSB) poderá ser indicada pela prefeita Rosalba Ciarlini (PP) para ser vice de Carlos Eduardo (PDT) na disputa pelo Governo do Estado. Dessa forma, Rosalba prestigiaria a aliada e deixaria o terreno mossoroense mais livre para trabalhar a candidatura de Kadu Ciarlini à Assembleia Legislativa. O PP, presidido no Estado pelo ex-deputado Betinho Rosado, pretende conquistar pelo menos uma das 24 cadeiras de deputado estadual. * * *

* * * O bloco formado por Avante, PMN, PTB, Patriota, PPS, PRTB, PEN e PMB, chamado de G8, vai lançar duas chapas para a Assembleia Legislativa e uma para a Câmara Federal. A meta é eleger um deputado federal e seis estaduais. * * *

O vice-governador Fábio Dantas está em Brasília onde se reúne logo mais às 10 horas com o comando nacional do PCdoB para definir sobre saída ou permanência no partido.

Fábio também admite que poderá disputar o Governo.Decisão que não tem a pressa de ser anunciada até 7 de abril já que, diferente do governador, o vice não precisa renunciar para disputar, por exemplo, o Senado.

Então Fábio segue apto a ser candidato majoritário sem renunciar. Porém, se a escolha for pelo Senado, a partir de 7 de abril ele não poderá assumir o Governo em caso de viagem do titular.

O nome do vice-governador Fábio Dantas é hoje o preferido do grupo de empresários que defende um novo modelo de gestão no Rio Grande do Norte. Nesse grupo estão Marcelo Alecrim, Flávio Rocha, Tião Couto, Jorge do Rosário, Marcelo Rosado, Genivan Rosado entre outros.

Aguardemos…o jogo político potiguar continua nebuloso, somente após 7 de abril as coisas ganharão novos contornos.

20
fev

Repercutindo

Postado às 20:44 Hs

Fábio Dantas: “Decido questão partidária esse mês e meu nome está à disposição para disputar Governo ou Senado”.

O vice-governador Fábio Dantas (PCdoB) está em Brasília para uma reunião nesta terça-feira (20) com a cúpula nacional do partido. Ele definirá ainda esse mês se permanece no comunismo ou se filiará a outra legenda. Comenta-se que o PSDB e PSB estariam entre as opções analisadas por Fábio.

Questionado sobre o comentário que circula nos bastidores da cena política, dando conta de que poderia anunciar sua candidatura ao Governo do Estado até 20 de março, o vice-governador disse que está preocupado com o Estado, mas admitiu as possibilidades políticas.

“Estou preocupado com o futuro do Estado”, afirmou Fábio Dantas. Em seguida, Fábio Dantas não se conteve e revelou: “Decido a minha questão partidária esse mês e acho cedo definir possíveis candidaturas, mas meu nome está à disposição para disputar Governo ou Senado”, afirmou o vice-governador com exclusividade ao Blog de Heitor Gregório/Tribuna do Norte.

A opção partidária de Fábio Dantas se estenderá a esposa e deputada estadual Cristiane Dantas, que também é filiada ao PCdoB.

A biometria revisional do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) começa a ser realizada em mais nove municípios do estado ainda nesta semana.

Nesta quinta-feira (22), o cadastramento biométrico obrigatório tem início em Passa e Fica, Montanhas e Lagoa D’Anta. Na sexta (23), em Martins, Umarizal, Taipu, Jandaíra, Poço Branco e Portalegre.

Em todas as  cidades integrantes da última etapa da biometria revisional do RN, o atendimento é realizado das 9 da manhã às 4 da tarde, na segunda-feira; das 8 horas da manhã às 4 da tarde, de terça à sexta-feira; e no sábado, o atendimento será das 8 da manhã às duas da tarde.

Depois da intervenção no Rio, a cúpula do DEM dá como certa a candidatura de Michel Temer à reeleição. Ao se apropriar da pauta da segurança, dizem integrantes da sigla, o presidente abraçou parte importante do discurso de Rodrigo Maia (DEM-RJ). A informação é de Daniela Lima, no Painel da Folha desta terça-feira.

Um ministro do governo define o que a intervenção no Rio significa para o presidente: “Só se perde o que se tem, não é? Se der certo, ele sai do corner. Se der errado, fica na mesma”.

Diante da possibilidade de o MDB ter candidato próprio, o Planalto vai patrocinar a permanência do senador Romero Jucá (RR) no comando do partido. A sigla desistiu de sua convenção nacional. Fará, na quarta (21), apenas uma reunião da Executiva para referendar a manutenção dele no posto.

Por Júlio Rocha

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) cogita apoio a um novo nome para pré-candidatura à Presidência da República, trata-se do empresário potiguar e CEO da Riachuelo, Flávio Rocha, é o que informa reportagem da Folha de S. Paulo de sexta-feira, 16.

Segundo o jornal, após a desistência do apresentador Luciano Huck de entrar na disputa, Rocha que recentemente lançou o movimento liberal “Brasil 200” e tem proximidade com o prefeito de São Paulo, João Dória e o movimento MBL é o nome da vez na lista de candidatos de FHC.

Vale ressaltar que o PSDB tem um pré-candidato à Presidência, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, mas que ainda não tem o apoio de todas as alas do partido.

Apesar da negativa de Luciano Huck, o Ibope manterá ele na lista de presidenciáveis se fizer pesquisa até abril. Esse é o mês limite para que os que pretendem se candidatar se filiem a partidos.

Enquanto isso, o TCU (Tribunal de Contas da União) pode investigar o pagamento de honorários a advogados e procuradores que defendem órgãos vinculados ao governo federal. Só entre fevereiro e novembro do ano passado eles receberam R$ 481,2 milhões.

Os ganhos extras levam os advogados a receberem acima do teto salarial estabelecido para os servidores, de cerca de R$ 33 mil. O conselho que cuida do fundo em que são depositados os recursos para os defensores argumenta que o dinheiro não é público. Por esse raciocínio, ele é pago pela parte que perdeu a causa contra a União. A lei que criou os honorários é de 2016.

Para Lucas Furtado, “salta aos olhos” que o teto salarial “deve abarcar toda e qualquer parcela ou vantagem remuneratória”. Nada importa, segundo ele, se o pagamento “se faz com recursos públicos propriamente ditos ou com recursos que, embora de outra natureza, só existam e se prestem a remunerar o servidor em razão de este exercer cargo público integrante da administração”.

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

16
fev

Empresários em xeque

Postado às 10:49 Hs

Flávio Rocha quer chapa com Barcelos para o Governo e Tião e Alecrim para o Senado.

O empresário potiguar Flávio Rocha, presidente da Riachuelo, estará em Natal na próxima quarta-feira, 21, para lançar o “Brasil 200”, manifesto que prega a adoção de princípios econômicos liberais durante o próximo mandato presidencial – que se encerrará em 2022, quando a Independência do Brasil completará 200 anos.

O movimento, criado por Flávio Rocha e assinado por dezenas de outros empresários, tem sido visto como uma pré-candidatura de Rocha à Presidência da República, embora ele ainda não tenha assumido publicamente essa pretensão.

Apesar disso, esta não será a única agenda do CEO da Riachuelo na capital potiguar na próxima semana. Segundo interlocutores, Flávio Rocha virá ao estado também para coordenar a formação de uma chapa composta por integrantes do empresariado para disputar as próximas eleições.

Atualmente, a costura política do setor produtivo sinaliza como mais provável uma chapa com Marcelo Alecrim (Grupo Ale) e Tião Couto (setor petrolífero) como candidatos ao Senado e Luiz Roberto Barcelos (Agrícola Famosa) como postulante ao Governo. Neste cenário, é considerada ainda a candidatura de Flávio Rocha à Presidência.

Quatro federações ligadas ao setor produtivo aprovam a articulação: da Agricultura (FAERN), da Indústria (FIERN), do Comércio (FECOMÉRCIO) e dos Transportes (FETRONOR).

Um plano B também é avaliado, a ser colocado em prática no caso de Flávio Rocha declinar de concorrer ao Planalto e Marcelo Alecrim de tentar o Senado. Neste caso, o presidente da Riachuelo, que já foi deputado federal eleito pelo Rio Grande do Norte nos anos 1990, poderia ser candidato a senador.

Via Josias de Souza

Prepare-se para retirar as crianças da sala no mês que vem. Os políticos se autoconcenderam uma autorização para mudar de partido durante o mês de março sem sofrer punições. Abriu-se o que eles chamam de “janela partidária”. Nesse exato momento está acontecendo uma aberração que logo escalará as manchetes na forma de mais um escândalo: a pretexto de seduzir políticos com bom potencial de votos, partidos lavajatistas estão oferecendo dinheiro. É verba pública. Sai do fundo eleitoral. Alega-se que tudo será usado na campanha. Sabe Deus! Há ofertas de mais de R$ 2 milhões.

O Tribunal Superior Eleitoral acaba de potencializar esse balcão ao autorizar os partidos a despejaram na caixa registradora da eleição o dinheiro público do Fundo Partidário, que serve para bancar o funcionamento das legendas. Com isso, o fundo eleitoral, que era de R$ 1,7 bilhão, pode ser vitaminado em mais R$ 888 milhões, saltando para mais de R$ 2,5 bilhões.

Arma-se nos subterrâneos da política uma arapuca para o próximo presidente da República. Partidos fisiológicos de porte médio não gastarão dinheiro com candidatos ao Planalto. Muitos não disputarão nem os governos estaduais. Por quê? Querem concentrar seus investimentos na eleição de congressistas. Com bancadas maiores, os caciques desses partidos terão mais dinheiro do Fundo partidário e mais força para chantagear o sucessor de Michel Temer. Seja quem for, o próximo presidente será prisioneiro do mesmo círculo vicioso que produziu a Lava Jato. Os políticos desonestos não perdem por esperar.

Eles sempre ganham.

Cotado para disputar a Presidência da República pelo PPS, o apresentador Luciano Huck enfrenta resistências no partido para eventual candidatura pela sigla. Pelo menos dois grupos são contrários atualmente a uma chapa com ele. Um deles defende o senador Cristovam Buarque (PPS-DF), enquanto outro prega apoio ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Uma nova rodada de conversas do apresentador com o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, está prevista para a próxima semana.
14
fev

Mais de 20 nomes querem disputar o Planalto

Postado às 20:07 Hs

A oito meses das eleições presidenciais, mais de duas dezenas de pré-candidatos já colocaram o bloco na rua sonhando com o Palácio do Planalto. O desfile de nomes é variado, retrato de um cenário de indefinição semelhante à disputa de 1989, quando 22 candidatos participaram da corrida eleitoral. O pleito de outubro pode ter nas urnas representantes dos mais variados estilos: além dos políticos tradicionais, estão se mobilizando apresentadores de TV, banqueiros, um líder sem-teto, um cabo bombeiro e até um cirurgião plástico exótico. O bloco dos novatos, formado por aqueles que nunca concorreram ao Executivo, tem como mais inusitado representante o médico Dr. Robert Rey, mais conhecido como Dr. Hollywood devido às cirurgias plásticas que já fez em diversas celebridades. Ele anunciou a intenção de ser candidato caso consiga refundar o Prona, partido que lançou o folclórico Enéas Carneiro à Presidência nos anos 1990. Na semana passada, Rey gravou vídeo na página oficial da legenda pregando um Brasil “mais conservador”. Sua página no Facebook mistura dicas para dar fim às olheiras e à calvície com ideias, sem qualquer detalhamento programático, para “trazer o sistema americano para escolas brasileiras”. Rey também já defendeu, em entrevista, que o hino nacional toque todo dia de manhã em cadeia nacional de rádio e TV.
Incentivado novamente pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e mantendo contatos com os economistas Paulo Guedes e Armínio Fraga, ao que tudo indica o apresentador da Rede Globo Luciano Huck está decolando no rumo das urnas da sucessão presidencial de outubro. Seus contatos sinalizam para o lançamento de sua pré-candidatura ao Planalto. Manchete principal da edição deste sábado de O Estado de São Paulo, a reportagem de Gilberto Amêndola e Eduardo Kattah não deixa dúvida sobre a disposição que finalmente Huck revela. Na quinta-feira ele jantou novamente com FHC, ocasião em que o ex-presidente afirmou que ele possui o perfil para o PSDB. Com isso, Fernando Henrique provocou a segunda explosão da candidatura Geraldo Alckmin, apesar de dizer que continua apoiando-o, mas de uma forma curiosa. Um apoio desse tipo qualquer candidato rejeitaria. Na verdade, FHC esvaziou a candidatura do governador de São Paulo.
11
fev

Eleição de outubro pode dizimar o PT

Postado às 13:32 Hs

As eleições de outubro podem ser devastadoras para o PT, não apenas com a inelegibilidade do ex-presidente ficha suja Lula. Sua bancada no Senado, por exemplo, pode ser “dizimada”. O partido vai à luta, em outubro, para tentar renovar os mandatos de sete dos seus nove senadores, e nada indica que haverá chances de êxito. Somente dois têm mandato garantido até 2022 e não precisam disputar as eleições.

Gleisi Hoffmann (PR) e Lindbergh Farias (RJ) estão entre enrolados na Justiça. Ela é alvo da Lava Jato e ele já foi condenado por improbidade.

Além deles, terão de enfrentar as urnas Humberto Costa (PE), Regina Sousa (PI), José Pimentel (CE), Jorge Viana (AC) e Paulo Paim (RS).

Senadores Paulo Rocha (PA) e Fátima Bezerra (RN), eleitos em 2014, têm mais quatro anos e só disputam nova eleição em 2022.

O apresentador Luciano Huck passou a ser encarado como uma opção do centro político após voltar a avaliar uma possível candidatura à Presidência. Nesta sexta-feira (9), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) disse, em entrevista à Rádio Guaíba, de Porto Alegre, que Huck “está considerando a possibilidade” de se candidatar. O apresentador intensificou nos últimos dias as consultas a políticos e empresários sobre a viabilidade de seu nome na disputa presidencial. Na quinta (8), Huck jantou em São Paulo com FHC e ontem tomou café da manhã com o economista Paulo Guedes. O fundador do banco Pactual, que atualmente aconselha o deputado federal e presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ), foi o primeiro a estimular Huck e calcular potencial eleitoral no apresentador da TV Globo. Ambos o incentivaram a manter o projeto.
09
fev

* * * Quentinhas … * * *

Postado às 19:58 Hs

* * * As articulações, logo após o Carnaval, serão diárias em torno das eleições de 2018. Mas, quase tudo que se conversa aqui passa por Brasília. As direções nacionais dos partidos estão sendo envolvidas no processo eleitoral do Rio Grande do Norte, tanto pela troca de legendas de vários prováveis candidatos, quanto pelos palanques nacionais que estão sendo montados.* * *

* * * Pelo menos quatro nomes que disputarão as eleições estão avaliando a filiação a novos partidos: Zenaide Maia, Fábio Dantas, Luiz Roberto e Tião Couto. E ainda tem o nome do Desembargador Cláudio Santos lembrado para uma disputa majoritária, fato que também depende de filiação a um partido político. Eleições 2018 chegando… * *  *

* * * Se o empresário Flávio Rocha resolver disputar a Presidência da República, certamente, ele terá maior interesse em montar um palanque próprio no Rio Grande do Norte. Poderá ser um fato novo para confundir ainda mais as articulações em andamento. Quem ficará com Flávio Rocha no RN? Muita gente vai querer. * * *

 

08
fev

Convite

Postado às 19:30 Hs

Senador Álvaro Dias, convida Tião Couto a se filiar ao Podemos

O senador Álvaro Dias (PR), pré-candidato a presidente da República e um dos líderes nacionais do partido Podemos (ex-PTN), confirmou que fez convite para o empresário Tião Couto ingressar na legenda.

O líder nacional enalteceu o trabalho de Tião e disse que terá uma reunião em Brasília com o empresário mossoroense e o deputado federal Antonio Jácome, atual presidente do Podemos no Rio Grande do Norte.

Via Josias de Souza

Movimentando-se na direção da retomada de uma candidatura presidencial que dizia ter abandonado, Luciano Huck deve se encontrar com o presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso. Informado de que a conversa poderia ocorrer já nesta quinta-feira, em São Paulo, um correligionário do presidenciável tucano Geraldo Alckmin reagiu com um palavrão. Classificou de “sabotagem” o estímulo de FHC às pretensões políticas do apresentador da TV Globo.

Há dois dias, em entrevista à Joven Pan, FHC soou explícito: “É bom ter gente como Luciano, porque precisa arejar, botar em perigo a política tradicional, mesmo que seja do meu partido. É preciso que ela seja desafiada por pessoas portadoras de ideias e processos políticos novos para que o próprio partido possa avançar. Está havendo sinal nessa direção.”

O grão-mestre do tucanato como que antecipou a pauta da reunião: “Eu gosto do Huck. Sou amigo dele e da família. Acho que para o Brasil seria bom. Seria bom ter mais opções. Não quer dizer que esteja apoiando. Mas as pessoas que não têm partido para governar têm muita dificuldade. Ele tem boas intenções. Não sei por qual partido viria. Falam que pelo PPS. Mas o PPS não tem estrutura.”

Lula e o Partido dos Trabalhadores não costumam perder a oportunidade de perder uma oportunidade. Assim, em vez de acionar um plano de contingência, o petismo transforma sua campanha presidencial numa procissão. Lula vai no andor, fazendo pose de vítima de uma inquisição. Os devotos o acompanham com suas orações. Ao tomar posse na presidência do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Luiz Fux atravessou o óbvio no cortejo companheiro: “Ficha suja está fora do jogo democrático.”
fev 21
quarta-feira
21 55
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
28 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5654990 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram