Conhecidos por estarem em lados opostos do espectro ideológico, PDT e DEM selaram alianças para as eleições municipais em pelo menos três capitais no Nordeste, região que é o principal reduto eleitoral do PT no país. A articulação é comandada pelos diretórios nacionais dos partidos e possui o aval do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), presidenciável derrotado na eleição de 2018.

A estratégia de apoio mútuo tem como objetivo forçar um redesenho da divisão de forças políticas da região a partir das capitais e grandes cidades. As parcerias não ficarão restritas ao Nordeste, mas é onde houve mais avanços até o momento. O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi. Ele confirma a estratégia de ganhar terreno na região onde o PT comanda os governos da Bahia, Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte: “Estamos cutucando a onça [o PT]”.

Já formam firmadas alianças entre PDT e DEM em Fortaleza, Salvador e São Luís. Há a expectativa de que as parcerias possam se estender para outras capitais da região como João Pessoa, Aracaju e Natal.

Folhapress

Via O  Tempo

Após sinalizar apoios na disputa municipal deste ano, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira, dia 15, que não subirá no palanque eleitoral de candidatos que não sejam filiados ao Aliança pelo Brasil, partido que pretende criar.

Na entrada do Palácio do Alvorada, onde cumprimentou um grupo de eleitores, ele disse que não discutirá política caso a sua legenda não lance nomes. O próprio presidente já afirmou que a chance é de “1%” de a nova sigla ser viabilizada a tempo. “Não discuto política. Se meu partido não tiver candidato, não vou me meter em política municipal no corrente ano, ponto final”, afirmou.

ASSINATURAS – O partido precisa do apoio de 492 mil assinaturas até abril para participar do pleito municipal. Nesta semana, foi iniciado um mutirão para colher apoios, com foco no Nordeste. Depois, a Justiça Eleitoral ainda precisa checar as assinaturas e conceder o registro, processo que não costuma ser célere. Em caráter reservado, aliados do presidente estimam que isso só deve ocorrer no segundo semestre.

Com o cenário desfavorável, Bolsonaro chegou a articular o apoio a nomes de outras legendas pelos quais ele tem simpatia, como do apresentador José Luiz Datena (sem partido-SP) e do deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ).

RECUO – Ele, no entanto, passou a repensar essa possibilidade desde o início desta semana. Nesta quarta-feira, ele recebeu no Palácio do Planalto o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf. O empresário é filiado ao MDB, mas, segundo aliados do presidente, cogita se filiar ao Aliança e se candidatar pelo partido novamente ao Governo de São Paulo. Na última eleição, ele ficou em terceiro lugar no estado.

Apesar do gesto do presidente, o PSL, seu antigo partido, começou a traçar uma estratégia para tentar conquistar ao menos 500 prefeituras em todo o Brasil. A ideia é aproveitar a projeção que a eleição do presidente deu à legenda.

DESFILIAÇÕES – Hoje, segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o partido tem apenas 32 prefeitos em todo o país -30 deles eleitos na corrida de 2016 e 2 em eleições suplementares. Segundo estatísticas do TSE, de setembro a dezembro do ano passado, o PSL perdeu 6.520 filiados. Hoje, a sigla tem 347.867 integrantes -bem atrás de legendas como MDB, com 2.130.140, e PT, com 1.475.678.

15
jan

Articulação política

Postado às 10:54 Hs

O mês de março será decisivo para a articulação política do pleito deste ano.

O mês é de janela partidária, onde os pré-candidatos que tem mandato poderão mudar de partido para a eleição.

Além disso, a filiação dos pré-candidatos nos partidos termina 6 meses antes da eleição, ou seja, em 4 de abril, fazendo com que as articulações sejam intensificadas para o pleito deste ano.

Os partidos tentarão se fortalecer e o jogo político será um desafio, tendo em vista as mudanças na eleição para vereador, com a legenda sendo modificada para eleição dos futuros membros do Legislativo, com os partidos sendo fortalecidos no pleito. Os alpendres de Tibau já fazem tanta diferença assim…

Muitas mudanças virão por aí em Mossoró. vamos aguardar as novidades que o pleito deste ano promete.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda não concluiu o processo de compra de novas urnas eletrônicas para as eleições municipais de 2020. No entanto, caso a licitação não seja bem sucedida em um tempo hábil para que os novos equipamentos possam ser usados na eleição deste ano, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) já se prepara para adotar medidas de agregações de seções eleitorais, a fim de que não se prejudique, as votações eletrônicas nos 167 municípios do Rio Grande do Norte, segundo informações Assessoria de Comunicação da instituição.

Hoje, o Tribunal Regional Eleitoral conta com 9.240 urnas eletrônicas em disponibilidade, das quais 609 estão praticamente inservíveis, pois são do modelo de 2008 e estão com vida útil limite. Nas eleições gerais de 2018, quando 2,37 milhões de eleitores estavam aptos ao voto, a Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte distribuiu as urnas para 7.389 mesas receptoras de votos, porque 401 seções foram agregadas, totalizando 7.790 seções eleitorais.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estima comprar 100 mil urnas eletrônicas para as próximas eleições municipais, número abaixo do teto de 180 mil equipamentos previstos na milionária licitação lançada no ano passado – e que até agora não foi concluída. Em uma sessão extraordinária, convocada às pressas, o plenário do tribunal analisará o caso na tarde desta quarta-feira, 8, em plena férias dos ministros. Segundo o Estadão/Broadcast apurou, a sessão não será transmitida ao vivo pela TV Justiça, diferentemente do que costuma ocorrer ao longo do ano. Conforme o jornal O Estado de S. Paulo informou na edição desta terça-feira, 7, o TSE corre contra o tempo para garantir a compra de novas urnas para o pleito deste ano. As duas empresas que se inscreveram no certame (a Positivo e um consórcio formado pela Smartmatic e Diebold) foram desclassificadas por não atenderem aos requisitos técnicos exigidos. Um recurso da Smartmatic será julgado nesta quarta-feira.
Chegou 2020, ano eleitoral, época em que iremos escolher nossos representantes municipais: prefeito, vice-prefeito e vereadores. Neste ano, a partir do primeiro dia, a legislação eleitoral prevê diversas vedações aos pretensos candidatos, bem como aos agentes públicos. Eventual burla pode gerar sérios prejuízos, como o pagamento de multa que pode chegar a mais de cem mil reais, como no caso de divulgação de pesquisa não registrada. Por isso, vale ficar atento. A partir de 1º de janeiro do ano da eleição, as entidades e as empresas que realizarem pesquisas de opinião pública relativas às eleições ou aos candidatos, para conhecimento público, são obrigadas, para cada pesquisa, a registrar, no Sistema de Registro de Pesquisas Eleitorais (PesqEle), até cinco dias antes da divulgação. No caso de pesquisas para consumo interno das campanhas eleitorais, se não for para ser divulgada, não precisam ser registradas.
05
jan

Eleições 2020: Destaque em Upanema

Postado às 14:06 Hs

Professor Francisco José: um dos pré-candidatos para a sucessão municipal em Upanema

Um dos nomes que está na boca do povo em Upanema, junto aos partidos da oposição, para a sucessão municipal, é o do Professor Francisco José. O mesmo é servidor público municipal e estadual na área da educação e tem seu nome bem avaliado para o pleito deste ano.

O professor Francisco José é nascido e criado em Upanema, bem conhecido na cidade, pois compõe a direção de uma das escolas mais tradicionais da cidade, a Escola Estadual Alfredo Simonetti. É de família (lado paterno e materno) de tradição na política local, evangélico da Igreja Assembleia de Deus e na política ocupa o cargo de secretário do Progressista (PP).

Sua relação com a educação é um dos destaques de sua atuação no município, chegando a apresentar um programa educativo na Rádio comunitária, FM Liberdade 104,9; já fez parte da Secretaria Municipal de Educação (SME) nos governos de Jorge Luiz e Maristela e como também atuado em algumas escolas municipais na zona urbana (E.M. Maria Gorete) e rural (E.M. Rita Dantas Veras, E.M.Antonio Paula, E.M. Maria Antonia, E.M. Vicente de Paula).

A partir de hoje (1º), quarta-feira, pesquisas eleitorais só poderão ser publicadas depois de registradas na Justiça Eleitoral. Quem publicar sem o devido registro sofrerá multa alta. Pesquisas somente as que forem registradas.

Portanto, entidades ou empresas que realizarem pesquisas de opinião pública sobre as eleições ou sobre os possíveis candidatos, para conhecimento público, ficam obrigadas a registrar cada pesquisa no Juízo Eleitoral ao qual compete fazer o registro dos candidatos, com os dados previstos em Lei e nas resoluções expedidas pelo TSE.

O registro da pesquisa deve ser feito com antecedência mínima de cinco dias de sua divulgação. Os responsáveis por divulgar pesquisa sem o prévio registro das informações obrigatórias ficam sujeitos à multa. São esses alguns dos dispositivos da resolução do TSE que trata do assunto.

31
dez

* * * Quentinhas … * * *

Postado às 18:13 Hs

* * * Se a deputada federal Natália Bonavides não aceitar a candidatura à Prefeitura do Natal, o senador Jean-Paul Prates topa a parada. Ele já disse aos cardeais do PT que aceita a missão mesmo não tendo boas chances de vitória. Porém, o rescaldo eleitoral o ajudaria na campanha pela reeleição em 2020.  Jean-Paul Prates tem a simpatia da governadora Fátima Bezerra (PT). Ela bancaria a sua candidatura. Com isso, Fátima se livraria de Natália Bonavides, desafeta dentro do PT. Por consequência, castigaria Fernando Mineiro, que sem Natália candidata, acabaria o sonho de ir para a Câmara dos Deputados. * * *

* * * O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, em entrevista ao Repórter 98, admitiu que pode disputar uma das vagas de vereador de Natal nas eleições do próximo ano. “É uma possibilidade. Isso não me desonra, mas essa decisão só será tomada até as convenções partidárias”, disse. Carlos Eduardo fechou apoio a Álvaro Dias na última sexta-feira (28) e prioridade no projeto de reeleição com Indicação do nome do vice. * * *

* * * As manchas de óleo voltaram a aparecer no litoral do Ceará. Os locais afetados são as praias de Caetanos de Cima e Caetanos de Baixo, na cidade de Amontada, a 200 quilômetros de Fortaleza.Dezenas de voluntários entre turistas e moradores da região se dispuseram a retirar das praias o petróleo cru, cuja origem ainda é desconhecida. Agentes da Marinha e do Ibama também participaram do trabalho.A informação foi confirmada pela associação de turismo comunitário Caetanos de Cima, que é formada por pescadores e agricultores da região. Segundo a comunidade, foram recolhidos hoje cerca de 300 quilos de óleo cru nos locais. * * *

 

30
dez

Calendário eleitoral 2020

Postado às 11:35 Hs

A partir de 1º de janeiro de 2020, eleitores, partidos e candidatos devem estar atentos ao calendário definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para eleições municipais do ano que vem, quando serão escolhidos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Pelo calendário eleitoral aprovado pela Corte, todas as pessoas envolvidas no pleito devem respeitar regras e prazos para garantir a realização da votação. O primeiro turno será realizado em 4 de outubro e o segundo turno no dia 25 do mesmo mês. No primeiro dia de janeiro, empresas responsáveis por pesquisas de opinião estão obrigadas a registrá-las no TSE. Na mesma data, qualquer órgão da administração pública fica proibido de distribuir benefícios, bens ou valores, exceto no caso de calamidade pública. Os órgãos também não podem aumentar gastos com publicidade acima da média dos últimos três anos.

Via Saulo Vale

Questionado sobre uma eventual união da oposição, o pré-candidato a prefeito de Mossoró pelo PCdoB, empresário Gutemberg Dias, voltou a afirmar que a divisão de candidaturas oposicionistas beneficiaram o projeto de reeleição da prefeita Rosalba Ciarlini (PP). “Não precisa de três, quatro candidaturas da oposição. Eu mesmo, no PCdoB, vou defender que se houver um grande número de candidatos na oposição, o partido abra, não apresente candidatura própria. Eu, que estou pré-candidato, comporia uma nominata a vereador. A oposição dividida beneficia [o projeto de reeleição] Rosalba Ciarlini”, destacou em entrevista ao Enfoque Político (Super TV) desta sexta-feira (27).

Mesmo assim, ele afirmou que “acha difícil” uma união da oposição. “Nós temos dois deputados [Allyson Bezerra e Isolda Dantas] e é difícil um abrir para o outro ser candidato. É uma questão de lógica política, com vistas às eleições de 2022. Talvez um caminho mais fácil seria os dois não serem candidatos a prefeito, para que um outro nome surgisse nesse processo, aglutinasse forças e disputasse. Mas não sei até onde estão dispostos a um recuo nas pré-candidaturas, para colocar um terceiro nome que unisse a maior parte dos partidos de oposição e disputasse de maneira mais competitiva com Rosalba”, frisou. “Da maneira como se encontra, dividida, a oposição está entregando vitória à Rosalba”, disse.

A oposição já possui pelo menos seis pré-candidatos a prefeito de Mossoró.

O instituto Seta, em parceria com o portal de notícias O Potiguar, divulgou hoje uma pesquisa realizada no município de Natal de forma estimulada, ou seja, com os eleitores tendo acesso a nomes dos pré-candidatos a prefeito da cidade e, nesse cenário, o prefeito Álvaro Dias aparece em primeiro com 23,8% das intenções de voto.

Ele é seguido pela deputada federal Natália Bonavides (11,5%), pelo deputado estadual Kelps Lima (7,2%), e, para minha surpresa esse que vos escreve, eu, o BG, (5,5%), à frente do deputado Hermano Morais (5,2%). A pesquisa ainda teve outros citados, mas nenhum deles conseguiu ultrapassar a margem de erro de 3%.

Para a realização da pesquisa foram entrevistadas 800 pessoas entre os dias 21 e 22 de dezembro. Ela foi calculada com margem de erro de 3% para mais ou para menos e com grau de confiabilidade de 95%. Ou seja, se considerando a margem de erro, a pesquisa tem 95% de chances de retratar o cenário real.

A respeito de ter tido meu nome colocado para avaliação na pesquisa, digo aos meus amigos e leitores que nunca falei que sou candidato, aliás, candidatura não faz parte dos meus projetos para 2020, mas recebi com muita alegria  e com felicidade eu ter sido citado por mais de 5% das pessoas entrevistadas, na frente de pessoas que tem um recall imenso e que já estão na política há muitos anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

A pesquisa do instituto Seta também analisou o cenário político com a vereadora Júlia Arruda sendo candidata no lugar de Natália Bonavides para as eleições do próximo ano na mesma metodologia na disputa eleitoral pela Prefeitura do Natal nas eleições do próximo ano. Nesse cenário, o prefeito Álvaro Dias aparece em primeiro com 22,8% das intenções de voto.

Ele é seguido pelo deputado estadual Kelps Lima (7,5%) e, novamente para minha surpresa, eu, Bruno Giovanni, BG, com 5,5% das intenções de voto. A frente de Hermano Morais (5,3%) e Júlia Arruda (4,5%). Os demais nomes não superaram a margem de erro de 3%.

Para a realização da pesquisa foram entrevistadas 800 pessoas entre os dias 21 e 22 de dezembro. Ela foi calculada com margem de erro de 3% para mais ou para menos e com grau de confiabilidade de 95%. Ou seja, se considerando a margem de erro, a pesquisa tem 95% de chances de retratar o cenário real.

Nunca falei que sou candidato, aliás, candidatura não faz parte dos meus projetos para 2020, mas recebi com muita alegria a colocação do meu nome e com felicidade eu ter tido 5,5% na frente de pessoas que tem um recall imenso e que já estão na política há muitos anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Lembramos que ainda estamos em 2019. O Instituto Seta realizou a pesquisa entre os dias 21 e 22 de dezembro no município de Natal. Foram entrevistados 800 eleitores. A margem de erro é de 3% e o intervalo de confiança é de 95%.

As eleições promete ser animados em todo RN. Aguardemos !

No mundo ideal a oposição em Mossoró deveria sentar numa sala e escolher um nome que mais agregue para enfrentar a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) ano que vem. As pesquisas mostram que esse é o melhor caminho para vencer a desgastada inquilina do Palácio da Resistência. No mundo real isso não existe! Não é porque os líderes da oposição local são egoístas, sedentos por poder ou desarticulados. Simplesmente é incomum a junção de toda a oposição em torno de uma candidatura numa cidade de porte médio como Mossoró. Quanto maior a cidade mais complexa é a política dela. É raro juntar toda a oposição em torno de uma candidatura num município de médio porte. Ah mas todos querem tirar Rosalba do poder, argumentaria o leitor. Sim, todos querem e por motivos bem parecidos. Mas política é um jogo de xadrez que envolve muitos fatores. O antirosalbismo é um fator simplista demais para justificar uma aliança total da oposição.
20
dez

Eleições 2020

Postado às 11:21 Hs

TSE define calendário eleitoral para 2020
O Tribunal Superior Eleitoral acaba de aprovar o calendário eleitoral de 2020. O 1º das eleições ocorrerão no dia 4 de outubro.

Veja as datas abaixo:

1º de janeiro –  Fica proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por governos, exceto nos casos de calamidade, emergência ou de programas sociais anteriores;
4 de abril – Data-limite para novos partidos terem o registro no TSE.
15 de maio – Pré-candidatos podem começar a arrecadar dinheiro por vaquinhas na internet.
4 de julho – Fica proibida a contratação de shows pagos com dinheiro público para inaugurações.
20 de julho – Partidos começam a fazer convenções para escolher candidatos a prefeito e vereador.
5 de agosto – Último dia para escolha dos candidatos e formação das coligações.
15 de agosto – Último dia registro de candidaturas.
16 de agosto – Começa a propaganda eleitoral.
24 de setembro – Último dia para o eleitor obter segunda via do título eleitoral.
1° de outubro – Último dia da propaganda eleitoral do primeiro turno e para debates.
4 de outubro – Primeiro turno.
23 de outubro – Último dia da propaganda eleitoral do segundo turno e para debates.
25 de outubro – Segundo turno (Cidades com mais de 200 mil eleitores)

O Congresso Nacional deve aprovar, hoje, o Orçamento Geral da União de 2020 de olho na eleição municipal do ano que vem. As informações são do blog do Valdo Cruz. Com um valor do fundo eleitoral menor do que o desejado pelos deputados e senadores, a aposta está na liberação, ainda no primeiro semestre do próximo ano, das verbas de emendas parlamentares individuais e de bancadas. O objetivo é “vitaminar” as campanhas de aliados a prefeito e vereadores. Líderes lembram que as regras atuais garantem a execução das emendas, mas sabem que terão de negociar com o governo Bolsonaro para antecipar a liberação das verbas ainda no primeiro semestre. Neste ano, a maior parte das emendas acabou sendo liberada só no final do segundo semestre. Se o mesmo ocorrer no ano que vem, prejudicará a estratégia de deputados e senadores para as eleições municipais.

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte transferiu para o dia 17 de dezembro, às 14h, no plenário Seabra Fagundes, o lançamento do volume 32 da Revista Eleitoral 2018, pelo Desembargador Glauber Rêgo, presidente do TRE-RN, durante a sessão ordinária.

A Revista Eleitoral, com 288 páginas, é um periódico publicado anualmente que traz, além dos artigos doutrinários, os discursos proferidos neste Tribunal e Acórdãos.

Pela primeira vez, a Revista Eleitoral foi editada seguindo as normas da ABNT(Associação Brasileira de Normas Técnicas); da Capes(Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e com a licença da Creative Commons, organização sem fins lucrativos, que permite o compartilhamento e o uso da criatividade e do conhecimento através de licenças jurídicas gratuitas.

Os exemplares da revista são distribuídos não somente para os membros do TRE-RN, mas também para diferentes órgãos e autoridades do país. O periódico conta com ISSN, por isso, os trabalhos publicados na Revista poderão valer como título em concursos e contar como atividade acadêmica para graduandos e pós-graduandos.

Via Blog do Barreto

Na posse da deputada estadual Isolda Dantas como presidente do diretório municipal do PT, a governadora Fátima Bezerra lançou a parlamentar como candidata a prefeito de Mossoró nas eleições do ano que vem.

“Isolda, prepare o tênis que junto com a militância e os aliados você vai ser candidata à prefeita de Mossoró. E vai ganhar! E vai ser a melhor prefeita da história de Mossoró”.

Em outras falas o nome da deputada estadual recebeu respaldo para 2020. “Estamos fazendo um trabalho de convencimento para que as pessoas sejam candidatas nas eleições do próximo e você, Isolda, vai ser nossa prefeita”, disse o senador Jean Paul Prates (PT).

Outro a defender a candidatura de Isolda foi o vereador Gilberto Diógenes (PT). “Nós estamos mudando o Estado e vamos mudar Mossoró com Isolda que vai ser a nossa prefeita”, frisou.

Em sua fala, Isolda disse que o PT está pronto para a luta em 2020. Chegou a hora de virar a página da história da nossa cidade que merece sair das mãos das oligarquias e entrar na rota do desenvolvimento, do diálogo, do olhar voltado para o povo que mais precisa e o PT Mossoró está preparado e não fugira da luta”, frisou.

O evento contou com a presença dos vereadores João Gentil (Rede), Genilson Alves (PMN), Ozaniel Mesquita (PL), Raério Araújo (Republicanos) e Alex do Frango (PMB). Todos seguiram a linha de defesa da construção de uma candidatura de oposição forte e reconheceram as qualidades políticas de Isolda.

Ainda discursaram a senadora Zenaide Maia (PROS), o deputado estadual Francisco do PT e o presidente municipal do PC do B Pedro Lúcio Góis.

julgamento em que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) analisa se é possível usar assinaturas eletrônicas no processo de criação de um partido político, o relator do caso, ministro Og Fernandes, entende que não cabe à Corte analisar o assunto.

Por questões técnicas, ele votou para “não conhecer” a consulta, ou seja, para que o tema não seja discutido. O julgamento foi interrompido por um pedido de vista do ministro Luis Felipe Salomão, que prometeu devolver o caso para análise do plenário do TSE, composto de sete integrantes, na sessão da próxima terça-feira.

jan 19
domingo
19 54
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
16 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5812459 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram