O empresário e pré-candidato à Presidência pelo PRB, Flávio Rocha, acredita que o alto patamar de eleitores que declararam o voto em branco ou nulo na pesquisa Datafolha, divulgada nesta madrugada, abre uma lacuna para a expansão de seu projeto de campanha. Em entrevista ao Broadcast Político do jornal Estadão, ele afirmou que a conquista deste eleitorado ainda indeciso o levará até o segundo turno.

De acordo com a pesquisa, nos cenários em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é mantido como candidato, o índice de Brancos e nulos gira em torno de 13% a 14%. Ao excluir o petista da disputa presidencial, este porcentual salta para 23%. “Isso nos deixa muito confiantes. Este grande porcentual de eleitores que não sabem onde votar significa que eles estão a procura de um projeto que, para eles, ainda não existe. Mas nós temos esse projeto e faremos com que ele seja conhecido através de um vasto esforço de comunicação”, diz Rocha.

Até o momento, o desempenho obtido por Rocha na apuração mais recente do Datafolha foi considerado positivo, pois houve pontuação tanto nos cenários com Lula quanto nos que descartam a pré-candidatura do petista. Nas duas situações o empresário aparece com 1% das intenções de voto, tecnicamente empatado com Manuela d’Ávila (PCdoB) com 2%, Rodrigo Maia (DEM) com 1%, Henrique Meirelles (MDB) com 1% ou Michel Temer pelo MDB, com 1%

O jovem Gabriel Kanner, neto do empresário Nevaldo Rocha, que é coordenador do Brasil 200, projeto que impulsionou a pré-candidatura à Presidência do tio Flávio Rocha, disputará uma vaga da Câmara dos Deputados pelo Rio Grande do Norte e filiado ao PRP. O nome do jovem empresário que já atuou no Midway Mall, vem provocando dor de cabeça na maioria dos atuais deputados federais do RN e deixando muita gente sem dormir, já que temem perder a cadeira. A legenda deverá ser o mesmo destino do empresário mossoroense Tião Couto.

Como não vai poder estruturar o PRB, partido ao qual se filiou, Flavio Rocha comandará o PRP no RN através do sobrinho.

30
mar

Política Potiguar

Postado às 17:11 Hs

# Kelps & Tião

Pré-candidato a governador do Rio Grande do Norte, o deputado Kelps Lima (SD) conversou nesta quinta-feira com o empresário Tião Couto. Tião foi candidato a prefeito de Mossoró e tem externado o desejo de disputar mandato nas eleições de outubro.

O que ficou definido foi que os dois seguirão unidos em relação à chapa majoritária. Caso Tião viabilize uma candidatura ao Governo com mais fôlego do que Kelps, o deputado sobe no palanque dele. Mas se o candidato viável for Kelps, Tião disputará mandato de deputado federal e apoia o deputado.

# PRB do mesmo

Não é verdade! Não haverá nenhuma mudança no comando do PRB no Rio Grande do Norte depois da filiação do presidenciável Flávio Rocha ao partido. O PRB distribuiu uma nota oficial assinada pelo presidente nacional  Eduardo Benedito Lopes assegurando que a legenda no RN ficará controlada por Victor Hugo de Assis Cruz.  Na realidade o presidente – de fato – do PRB no Estado é Abraão Lincoln. É o que se diz. Entretanto, ele estaria afastado do cargo momentaneamente.

# Semana decisiva

A primeira semana de abril será decisiva para a formação dos palanques que se montam com vistas às eleições deste ano. Ainda falta muita gente se filiar e outras mudanças de partido. Até o dia 7 de abril, a dança das cadeiras estará concluída.

# Sem nomes para a ALRN

Apesar de ter chances de eleger o governador do Estado, com a candidatura do prefeito Carlos Eduardo, o PDT não tem musculatura no Rio Grande do Norte. A sigla sequer tem pré-candidatos consistentes a deputado estadual.

28
mar

* * * Quentinhas … * * *

Postado às 20:25 Hs

* * * O PRB, partido pelo qual o empresário Flávio Rocha lançou sua candidatura à Presidência da República, terá o controle e direção no RN  entregue ao empresário Marcelo Alecrim. A mudança de comando no RN foi uma exigência do empresário Flávio Rocha, hoje o PRB é controlado pelo ex-presidente da Federação de Pesca do Brasil, Abraão Lincoln. * * *

* * * A  está trabalhando com oferta de água reduzida em 50% desde a manhã dessa terça-feira (27). A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) mantém equipe trabalhando no conserto de uma das duas bombas que retiram água do Canal do Pataxó. O sistema vai funcionar de forma reduzida até a recolocação da bomba, o que deve ocorrer até o próximo sábado (31). A situação de redução no abastecimento atinge as cidades de Angicos, Pedro Avelino, Lajes, Jardim de Angicos, Caiçara do Rio dos Ventos, Fernando Pedroza, Pedra Preta, Riachuelo, o distrito de Cachoeira do Sapo e comunidades rurais abastecidas pela adutora. * * *

* * * Os trabalhadores em educação da Rede Estadual de ensino, em greve desde o dia 22 de março, vão se reunir em assembleia da categoria para discutir sobre o movimento. A assembleia de greve acontece dia 02 de abril, a partir das 8h, em frente à Secretaria Estadual de Educação, no Centro Administrativo de Natal. * * *

O empresário Flávio Rocha, dono da rede de lojas Riachuelo, acertou na manhã desta terça-feira (27) sua entrada no PRB para disputar a Presidência da República. Rocha, 60, confirmou sua filiação ao partido e obteve de dirigentes da sigla a garantia de que poderá se candidatar ao Palácio do Planalto na eleição de outubro.

O dono da Riachuelo definiu sua entrada no PRB em uma conversa com deputados federais e com o presidente da legenda, Marcos Pereira —ex-ministro da Indústria e bispo licenciado da Igreja Universal. Nas negociações com o partido, o empresário recusou ofertas para concorrer a vice na chapa de outro candidato a presidente —como Jair Bolsonaro (PSL), Rodrigo Maia (DEM) ou Michel Temer (MDB).

O acordo do empresário com o PRB envolve sua disposição em financiar a própria campanha. A sigla afirmou que não dispõe de recursos do fundo eleitoral para bancar uma candidatura presidencial. A família de Rocha tem um patrimônio avaliado em R$ 1,3 bilhão.

Na última sexta (23), o empresário anunciou que deixará a diretoria da Guararapes Confecções, controladora da rede Riachuelo, para se candidatar nas eleições deste ano. Ele permanecerá no grupo até o fim de seu mandato, em 26 de abril. Flávio Rocha é evangélico, frequenta a igreja Sara Nossa Terra, e se diz defensor de princípios considerados conservadores —como a valorização da família e a adoção de uma plataforma linha-dura para a segurança pública.

O empresário também é ligado ao MBL (Movimento Brasil Livre), que organizou mobilizações pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Rocha compartilha com o grupo posições enfáticas a favor do liberalismo e da redução da participação do Estado na economia.

24
mar

Flávio Rocha é candidato a presidente…

Postado às 11:58 Hs

Presidenciável, o empresário potiguar Flávio Rocha é capa da revista Época que está nas bancas.

O diretor vice-presidente e de Relações com Investidores da Guararapes Confecções, Flavio Gurgel Rocha, deixará a diretoria da empresa para concorrer à Presidência da República nas eleições deste ano. Ele só exercerá suas funções nos cargos que ocupa na diretoria da companhia até o término de seu mandato, no final de abril, informou a empresa.

“Em razão do tempo a ser depreendido no exercício das atividades de candidato à Presidência da República, a companhia informa (.. ) que Flavio Gurgel Rocha não será indicado para reeleição ao cargo de diretor de Relação com Investidores, de modo que seu substituto será eleito pelo conselho de administração da companhia em reunião a ser realizada em 27 de abril, data em que ocorrerá a Assembleia Geral Ordinária”, diz a empresa.

O mais provável é que o empresário se candidate pelo PRB.

O presidente-executivo da Riachuelo, Flávio Rocha, disse nesta quarta-feira que vai ser candidato à Presidência da República e que conversa com seis partidos para definir a sua filiação. Rocha afirmou que pretende preencher um vazio na política brasileira e entende que pode ser o representante do neoliberalismo na economia e do conservadorismo nos costumes. “Esse candidato liberal na economia e conservador nos costumes, comprometido com as reformas para (o Brasil) voltar a ser competitivo é o candidato que está faltando… esse é o espaço que pretendo preencher”, disse o empresário à Reuters. Outros pré-candidatos, no entanto, já têm se apresentado no campo que vai da centro-direita à extrema-direita

O empresário potiguar Flávio Rocha está próximo de se filiar ao Partido Republicano Brasil (PRB). Postulante à disputa pela Presidência da República, Rocha recebeu convites para compor chapas como vice, mas tendência, segundo ele, é de disputar a sucessão presidencial. O empresário terá encontro com líderes do PRB no domingo (18) e tem até 7 de abril para se filiar.

Com o apoio do Movimento Brasil Livre, o empresário disse à Folha de São Paulo que faltam nomes “liberais na economia e conservadores nos costumes”. Por isso, acredita que poderá viabilizar a candidatura à Presidência da República.

“Caso o quadro evolua para uma candidatura realmente competitiva, estou pronto para assumir”, disse o empresário à Folha. Flávio Rocha chegou a lançar candidatura à Presidência da República em 1994, pelo antigo Partido Liberal, mas saiu da corrida antes da eleição. Agora, o empresário acredita que pode viabilizar seu nome na disputa e, inclusive, já recusou convite para ser vice na chapa do deputado Jair Bolsonaro, mas disse que os pensamentos com relação à economia dos dois são diferentes.

12
mar

Escolhendo o partido…

Postado às 10:46 Hs

O empresário Flávio Rocha parece decidido a ser candidato a presidente da República. As notícias que chegam de Brasília é que ele procura uma legenda para inscrever-se e conversa com o deputado Marcos Pereira, deputado federal por SP e presidente do PRB (Partido Republicano Nacional).

Além do PRB, Flávio Rocha teria recebido convite do senador Romero Jucá, do PMDB, para ser candidato do partido, o que significaria receber o apoio do presidente Michel Temer.

Segundo informações não confirmadas, Flávio reluta em ir para o PMDB. Prefere o PRB e argumenta que o partido é organizado e dispõe de 2 (dois) minutos na propaganda eleitoral gratuita, o que é razoável. Até 7 de abril, Flávio Rocha anunciará o partido pelo qual disputará a Presidência da República.

Aos gritos de “Brasil para frente, Rocha presidente” e “ou vai ou Rocha”, o dono da Riachuelo, Flávio Rocha, admitiu para cerca de 4 mil pessoas neste domingo o seu interesse em ser candidato à Presidência da República.

Durante discurso disse que, uma candidatura ao Planalto encabeçada por seu nome ganhar musculatura, fará o possível para mudar o Brasil.

— Se por acaso acontecer (uma candidatura à Presidência), sou soldado, e com o apoio, energia, e solidariedade de vocês, farei o possível para mudar (o Brasil) — disse o empresário na manhã deste sábado em Parelhas, no interior do Rio Grande do Norte. Flávio Rocha participou do 30° evento do Brasil 200, movimento fundado por ele, em janeiro e que defende um Estado liberal na economia e conservador nos costumes.

O número faz referência aos 200 anos de independência do país, a ser celebrado em 2022. Para embalar o evento deste sábado, foi criado até um jingle, chamado “Que seja feita a vontade do povo”, de autoria da dupla Mateus e Cristiano.

Na chegada, ao som da música, interpretada ao vivo pelos cantores, Flávio foi recebido com ares de candidato, com várias pessoas o abraçando e pedindo para tirar selfies.

— Temos que botar o nosso bloco na rua. Vamos destravar a economia. O governo tem que ajudar, e não atrapalhar —, afirmou Rocha.

A escolha de Parelhas foi estratégica. É na região do Seridó que o empresário implementou o Pró-sertão, voltado à instalação de fábricas têxteis. O deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN), relator da reforma trabalhista, e amigo do empresário, compareceu ao evento

Via Thaisa Galvão

ÉPOCA – Coluna Expresso

Dono da Riachuelo, o empresário Flávio Rocha admitirá publicamente, neste  sábado (10), interesse em disputar as eleições presidenciais. Ele participará de um evento para 10 mil pessoas em Parelhas, no interior do Rio Grande do Norte. O evento foi organizado pelo movimento Brasil 200, capitaneado por Rocha e que defende um Estado liberal na economia e conservador nos costumes.

Nessa sua caminhada rumo à candidatura, Rocha largará com um jingle, produzido pela dupla sertaneja Mateus e Cristiano. O refrão é assim: “Com Flávio Rocha tudo vai ser novo. É a esperança, é a vontade do povo. Vou ter orgulho de ser brasileiro”.

Na quinta-feira (8), um grupo invadiu uma fábrica da Riachuelo na região metropolitana de Natal (RN). Em um vídeo, editado pelo MBL, movimento que apoia a candidatura de Rocha, o empresário chamou os invasores de “vagabundos” e “terroristas”.

Dono das Lojas Riachuelo, o empresário Flávio Rocha admite que poderá ser candidato a presidente na eleição de outubro. Fundador e principal expoente do Movimento Brasil 200, que defende o liberalismo econômico e o conservadorismo nos costumes, Rocha afirma que eventualmente pode concorrer ao Planalto se não surgir um candidato que assuma a agenda de seu grupo – algo que, segundo ele, até agora não ocorreu.

“Enquanto estivermos [os integrantes do movimento] na fase de firmar posição e estimular o debate, talvez não faça sentido uma candidatura”, diz Rocha. “Mas uma candidatura presidencial é convocação. E, se houver essa convocação, minha lealdade ao nosso ideário e ao nosso país é tal que, com certeza, eu e muitos outros nomes de grande vulto e peso que compõem o movimento, que são soldados da causa, estarão aí para lutar.”

O Brasil 200 é um movimento constituído sobretudo por empresários e profissionais liberais que pretende transformar o país até a celebração dos 200 anos de sua independência, em 2022 – último ano do mandato do próximo presidente.

Caso o dono da Riachuelo decida se candidatar, terá de se filiar a um partido até abril. Atualmente, ele não faz parte de nenhuma sigla.

06
mar

Lançamento do Movimento Brasil 200

Postado às 10:00 Hs

Mais de 500 pessoas acompanharam o Lançamento do Movimento Brasil 200 na cidade de Mossoró. O evento superou as expectativas e mostrou o potencial de aceitação do que defende o manifesto.

O empresário e idealizador do movimento, Flávio Rocha, debateu sobre as ideias que estão sendo pleiteadas. Ele lembrou que esta iniciativa é do povo e para o povo brasileiro, “O conflito que o Brasil 200 está causando, pondo o dedo na ferida, está assustando o status quo, e esse conflito é de quem produz versus quem parasita”.

O evento contou com a presença além da sociedade civil, dos Coordenadores Nacionais do Brasil 200, Gabriel Rocha e Paulo Galindo, o Presidente da FIERN, Amaro Sales, o Presidente da Federação das CDLs, Afrânio Miranda, os anfitriões do Brasil 200 em Mossoró, Tião Couto e Jorge do Rosário, o coordenador do fórum empresarial, Antônio Gentil, o presidente da Associação Brasileira dos Exportadores de Frutas, Luiz Roberto Barcelos, o empresário Joacyr Potiguar e o artista Potiguar Dorgival Dantas.

O empresário Flávio Rocha, cotado para disputar a corrida pelo Palácio do Planalto, negou nesta quinta-feira, 1, que seja candidato, mas evitou fechar a porta à possibilidade.

Ao participar de evento do Money Report na capital paulista, Rocha, que é dono da Riachuelo, classificou a candidatura a um cargo majoritário como um “chamamento” e, diante do que chamou de “vazio inexplicável” na política, não descartou se tornar um presidenciável se houver alguma sinalização de que a missão é esta e se entender que tem uma “ínfima probabilidade” de vitória na disputa pela sucessão presidencial de outubro.

“Lógico que uma candidatura majoritária, ainda mais para presidente, é um chamamento, uma aclamação”, declarou o empresário num momento em que foi aplaudido pela plateia presente ao evento, composta, em sua maioria, por representantes de setores empresariais.

As informações são de Eduardo Laguna e Marcelo Osakabe.

01
mar

* * * Quentinhas … * * *

Postado às 9:09 Hs

* * * Pré-candidato a governador do Rio Grande do Norte, o atual vice Fábio Dantas pode ser tentado a optar por outro caminho. Comenta-se nos bastidores que o vice-prefeito de Natal, Álvaro Dias (MDB), pode pedir ao seu irmão Renato Dias, conselheiro do TCE, para renunciar ao cargo, abrigo a vaga para a Assembleia indicar Fábio. Assim, Dantas seria contemplado com o seu maior desejo e o caminho ficaria mais livre para o prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), conquistar novos apoios e crescer na disputa. É uma possibilidade a ser considerada. * * *

* * *Lula disse à Folha de São Paulo que está se preparando para passar uma temporada na cadeia:

“Tô me preparando. Levanto todos os dias às 5h da manhã, faço duas horas e meia de ginástica, tomo Whey todo dia para ficar bem forte. E vou levando a vida assim. Eu não tenho essa perspectiva nem de me matar nem de fugir do Brasil. E vou ficar aqui. Aqui eu nasci, aqui é o meu lugar. Eu não tenho medo de nada. Só de trair o povo desse país. É por isso que eu estou aqui, fazendo a minha guerra.”

A colunista social perguntou: “E o povo na rua?”   Lula respondeu, reconhecendo o fracasso de todos os protestos convocados pelo PT: “Você não leva o povo na rua para qualquer coisa.” * * *

* * * Ainda diz que não é candidato. O ex-deputado federal e empresário da Riachuelo, Flávio Rocha, cumprirá agenda pelo interior do Rio Grande do Norte.Em Mossoró, Flávio Rocha apresentará o Brasil 200 no dia 05/03. Em Parelhas, na região do Seridó, sua agenda será dia 10/03. Lá ele vai proferir uma palestra. * * *

26
fev

Na cidade

Postado às 14:19 Hs

Flávio Rocha vem a Mossoró lançar o Movimento Brasil 200

O CEO da Riachuelo, dona do Midway Mall, entre tantos outros negócios, o empresário Flávio Rocha, vem a Mossoró no próximo dia 5 de março para lançar o Movimento Brasil 200 anos. O encontro visa discutir ideias e propostas para o país e mobilizar jovens e empresários para sua agenda liberal. O evento acontecerá às 15h no auditório do Senai em Mossoró.

Um dos incentivadores do movimento em Mossoró é o empresário Tião Couto. “Não é hora de malabarismos ou feitiçarias, de promessas novas que disfarçam velhas práticas, não se brinca com o destino de 200 milhões de pessoas”, disse o empresário.

O movimento foi lançado em janeiro, a partir da leitura de um manifesto em Nova York, durante a maior feira de varejo do mundo. Rocha está na seleta lista dos principais líderes empresariais do país.

Fonte: Ismael de Souza

 Flávio Rocha,dono da Riachuelo, tem viagens marcadas a 12 cidades de vários Estados. O giro começa em uma semana e irá até o início de abril. Em cada parada, ele apresentará seu movimento Brasil 200, que defende agenda liberal.

Embora não admita publicamente, Rocha sonha com uma candidatura presidencial. O empresário já esteve em Natal, Porto Alegre, Recife, Rio e Vitória.

Já o Agora! assinará nesta terça (27) carta de compromisso com a Rede Sustentabilidade da ex-senadora Marina Silva (AC). É o segundo partido com o qual o movimento pela renovação política se associa.

Ao menos cinco integrantes do grupo serão candidatos a deputado federal pela sigla. Marina participará do anúncio do acordo na próxima semana, mas a carta seguirá o modelo da que foi assinada antes com o PPS, com garantias de autonomia para o movimento.

Por Folha – Painel

22
fev

Aconteceu

Postado às 8:06 Hs

Brasil 200 é lançado no RN com presença da classe produtiva e empresários.

Movimento apartidário da sociedade civil organizada, o Brasil 200 foi lançado por seu fundador Flávio Rocha na noite desta quarta-feira (21), em Natal.

Com o teatro Riachuelo lotado por representantes da classe produtiva e empresários, Flávio Rocha disse que não defende nomes e sim ideias. “Queremos construir um Brasil melhor baseado em um conjunto de princípios sustentado por valores sólidos e que refletem o pensamento majoritário da população e não de grupos de pressão ou que lutam por privilégios”, disse Flávio Rocha.

Dirigentes da FIERN, FCDL, CDL, Fecomércio, SINDPOSTOS, empresários de vários seguimentos prestigiaram o encontro.

Do Judiciário estava o desembargador Cláudio Santos e da classe política apenas dois deputados estaduais: Tomba e Dison.

Ao lançar o programa Brasil 200 no Teatro Riachuelo, o empresário Flávio Rocha afirmou antes, em coletiva à imprensa, que não será candidato.

abr 23
segunda-feira
23 47
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
23 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5687517 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram