Via Blog do Barreto

O IBOPE registrou mais uma pesquisa de intenção de voto no Rio Grande do Norte. O instituto está ouvindo 812 pessoas entre os dias 15 e 21 de setembro.

Serão avaliados os nomes para Governo do Estado e Senado.

A contratante é a Intertv Costa Branca que deverá divulgar os números na próxima sexta-feira conforme previsto no registro. O número da pesquisa no Superior Eleitoral é RN-08720/2018.

11
set

Veja números da Pesquisa Ibope

Postado às 19:14 Hs

Via  G1

O Ibope divulgou, há pouco, o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. Os resultados foram os seguintes:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 26%
  • Ciro Gomes (PDT): 11%
  • Marina Silva (Rede): 9%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
  • Fernando Haddad (PT): 8%
  • Alvaro Dias (Podemos): 3%
  • João Amoêdo (Novo): 3%
  • Henrique Meirelles (MDB): 3%
  • Vera (PSTU): 1%
  • Cabo Daciolo (Patriota): 1%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0%
  • João Goulart Filho (PPL): %
  • Eymael (DC): 0%
  • Branco/nulos: 19%
  • Não sabe/não respondeu: 7%

Simulações de 2º turno

  • Ciro 40% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 18%; não sabe/não respondeu: 4%)
  • Alckmin 38% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 21%; não sabe/não respondeu: 4%)
  • Marina 38% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 20%; não sabe/não respondeu: 4%)
  • Haddad 36% x 40% Bolsonaro (branco/nulo: 19%; não sabe/não respondeu: 5%)

Rejeição

O Ibope também mediu a taxa de rejeição (candidatos nos quais o eleitor diz que não votará de jeito nenhum). Nesse item, os entrevistados puderam escolher mais de um nome.

  • Bolsonaro: 41%
  • Marina: 24%
  • Haddad: 23%
  • Alckmin: 19%
  • Ciro: 17%
  • Meirelles: 11’%
  • Cabo Daciolo: 11%
  • Eymael: 11%
  • Boulos: 11%
  • Vera: 11%
  • Amoêdo: 10%
  • Alvaro Dias: 9%
  • João Goulart Filho: 8%
  • Poderia votar em todos: 2%
  • Não sabe/não respondeu: 11%

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 2.002 eleitores em municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: de 8 a 10 de setembro
  • Registro no TSE: BR-05221/2018
  • Nível de confiança: 95%
  • Contratante da pesquisa: Ibope Inteligência

O Instituto Datafolha realiza pesquisa de intenção de votos para a Presidência da República em âmbito nacional na próxima segunda-feira (10) e divulga seus resultados no mesmo dia. Será a primeira pesquisa a refletir os efeitos do ataque com faca ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro, na intenção de voto dos eleitores. O candidato foi esfaqueado em ato de campanha em Juiz de Fora (MG), na quinta-feira (6), e está hospitalizado em São Paulo por conta da agressão.

O Ibope também registrou uma pesquisa eleitoral nacional, que começou a ser feita no dia 5 (quarta-feira) e termina no dia 11 (terça-feira), mesmo dia em que está prevista a sua divulgação. No Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi informado que o próprio instituto é o contratante e que serão entrevistadas 2002 pessoas, com margem de erro de 2 pontos percentuais. Para essa pequisa, o questionário do Ibope não traz mais nenhum cenário com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No lugar, o Ibope apresenta aos entrevistados um cenário sem nenhum candidato pelo Partido dos Trabalhadores (nem Lula, nem Fernando Haddad, atual candidato à vice-presidente pelo Partido dos Trabalhadores).

Aguardemos…

05
set

Rejeição nas alturas

Postado às 21:37 Hs

Bolsonaro tem a maior rejeição entre os candidatos;  Marina, Haddad, Alckmin, Ciro e Meirelles aparecem em seguida.


A pesquisa Ibope também mediu a taxa de rejeição dos candidatos a presidente da República respondendo em qual dos candidatos ele não votaria de maneira alguma. Nesse quesito, o candidato Jair Bolsonaro lidera com 44%.

Nesse quesito, os entrevistados puderam citar mais de um candidato, por isso os resultados somam mais de 100%. Seguem a lista dos mais rejeitados: Marina Silva (26%); Fernando Haddad (23%); Geraldo Alckmin (22%); Ciro Gomes (20%); Henrique Meirelles, Cabo Daciolo e José Maria Eymael (14%); Álvaro Dias, Guilherme Boulos e Vera Lúcia (13%); João Amoedo (12%) e João Goulart Filho (11%).

Ainda 1% afirmou que poderia votar em todos. Não souberam ou não responderam somou 10%.

A nova pesquisa Ibope foi contratada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S.Paulo”. Ela foi calculada com margem de erro 2% e grau de confiança de 95%. Para ela, foram ouvidos 2.002 eleitores entre os dias 1 a 3 de setembro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o processo BR‐05003/2018.

05
set

Nova Pesquisa Ibope

Postado às 20:43 Hs

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S.Paulo”. É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral e o primeiro depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrou a candidatura de Lula.PESQUISA IBOPE: Bolsonaro, 22%; Marina, 12%; Ciro, 12%; Alckmin, 9%; Haddad, 6%

O Ibope divulgou nesta quarta-feira (5) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial e o candidato Jair Bolsonaro segue em primeiro. Dessa vez ele atingiu um percentual de 22% das intenções de voto.

Em seguida aparecem: Marina Silva (12%), Ciro Gomes (12%), Geraldo Alckmin (9%), Fernando Haddad (6%), Alvaro Dias (3%), João Amoêdo (3%), Henrique Meirelles (2%), Guilherme Boulos (1%), Vera (1%) e João Goulart Filho (1%). Os demais nomes não somaram 1%. O total de brancos e nulos é de 21%. O de indecisos de 7%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S.Paulo”. É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral e o primeiro depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrou a candidatura de Lula.

No levantamento anterior, feito de 17 a 19 de agosto, os percentuais de intenção de votos no cenário em que o candidato do PT é Haddad foram os seguintes: Bolsonaro, 20%; Marina, 12%; Ciro, 9%; Alckmin, 7%; Haddad, 4%; Alvaro Dias, 3%; Eymael, 1%; Boulos, 1%; Meirelles, 1%; Amoêdo, 1%; Cabo Daciolo, 1%; Vera, 1%; João Goulart Filho, 1%; Branco/nulos: 29%; Não sabe/não respondeu: 9%.

A nova pesquisa foi calculada com margem de erro 2% e grau de confiança de 95%. Para ela, foram ouvidos 2.002 eleitores entre os dias 1 a 3 de setembro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o processo BR‐05003/2018.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S.Paulo”. É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral e o primeiro depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrou a candidatura de Lula.

04
set

Rodada de pesquisas…

Postado às 14:47 Hs

Será divulgada na próxima segunda-feira (10), mais uma Pesquisa Instituto CONSULT com números da campanha eleitoral no Rio Grande do Norte. Mudanças ?  Essa será depois da propaganda eleitoral do Rádio e da Televisão.

No final de semana será divulgada uma nova pesquisa do IBOPE. Vai ferver… Aguardemos !

Instituto IBOPE divulga pesquisa para o Senado no RN (Estimulada):

Os mais citados foram:

Styvenson Valentim (Rede): 23%

Garibaldi Alves (MDB): 21%

Geraldo Melo(PSDB): 14%

Zenaide Maia(PHS): 12%

Antônio Jácome(Podemos): 7%

Alexandre Motta (PT): 4%
Ana Célia (PSTU): 4%
Bispo Levi Costa (PRTB): 3%
Douglas Azevedo (Patriota): 2%
João Morais (PSTU): 2%
Magnólia (Solidariedade): 2%
Dr. Joanilson (DC): 1%
Jurandir Marinho (PRTB): 1%
Professor Lailson (PSOL): 1%
Telma Gurgel (PSOL): 1%
Branco/Nulo – Vaga 1: 28%
Branco/Nulo – Vaga 2: 46%
Não sabe: 27%

 

 

17
ago

Pesquisa Ibope no RN

Postado às 20:07 Hs

Pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (17) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para governador do Rio Grande do Norte:
·                   Fátima Bezerra (PT): 34%
·                   Carlos Eduardo (PDT): 15%
·                   Robinson Faria (PSD): 8%
·                   Professor Carlos Alberto (PSOL): 2%
·                   Brenno Queiroga (Solidariedade): 1%
·                   Freitas Júnior (Rede): 0
·                   Heró Bezerra (PRTB): 0
·                   Branco/Nulo: 31%
·                   Não sabe/não respondeu: 9%
A pesquisa foi encomendada pela Inter TV. É o primeiro levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

Sobre a pesquisa
·                   Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
·                   Quem foi ouvido: 812 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais
·                   Quando a pesquisa foi feita: 14 a 16 de agosto
·                   Registro no TRE: RN-05553/2018
·                   Registro no TSE: BR‐03466/2018
·                   O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro
·                   0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa Ibope (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:
·                   Fátima Bezerra (PT): 20%
·                   Carlos Eduardo (PDT): 9%
·                   Robinson Faria (PSD): 5%
·                   Professor Carlos Albertos (PSOL): 1%
·                   Outros: 2%
·                   Branco/Nulo: 36%
·                   Não sabe/não respondeu: 27%

Rejeição
O Ibope também mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). Nesse item, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os índices:
·                   Robinson Faria (PSD): 59%
·                   Carlos Eduardo (PDT): 17%
·                   Fátima Bezerra (PT): 14%
·                   Brenno Queiroga (Solidariedade): 7%
·                   Dário Barbosa (PSTU): 6%
·                   Heró Bezerra (PRTB): 6%
·                   Freitas Junior (Rede): 5%
·                   Professor Carlos Alberto (PSOL): 5%
·                   Poderia votar em todos: 1%
·         Não sabe: 18%

Apesar da negativa de Luciano Huck, o Ibope manterá ele na lista de presidenciáveis se fizer pesquisa até abril. Esse é o mês limite para que os que pretendem se candidatar se filiem a partidos.

Enquanto isso, o TCU (Tribunal de Contas da União) pode investigar o pagamento de honorários a advogados e procuradores que defendem órgãos vinculados ao governo federal. Só entre fevereiro e novembro do ano passado eles receberam R$ 481,2 milhões.

Os ganhos extras levam os advogados a receberem acima do teto salarial estabelecido para os servidores, de cerca de R$ 33 mil. O conselho que cuida do fundo em que são depositados os recursos para os defensores argumenta que o dinheiro não é público. Por esse raciocínio, ele é pago pela parte que perdeu a causa contra a União. A lei que criou os honorários é de 2016.

Para Lucas Furtado, “salta aos olhos” que o teto salarial “deve abarcar toda e qualquer parcela ou vantagem remuneratória”. Nada importa, segundo ele, se o pagamento “se faz com recursos públicos propriamente ditos ou com recursos que, embora de outra natureza, só existam e se prestem a remunerar o servidor em razão de este exercer cargo público integrante da administração”.

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

O Ibope seguirá colocando o nome de Luciano Huck nas pesquisas presidenciais, “e agora mais do que nunca”, diz o presidente do instituto, Carlos Augusto Montenegro.

Ele acha que o apresentador pode herdar “praticamente todos os votos” de Lula nas classes C, D e E. Ele diz que a recente entrevista do apresentador ao Faustão, na TV Globo, reforçou a ideia de deixar o nome dele na pesquisa.

Interlocutores que questionam Huck sobre a possibilidade de ele se candidatar, apesar de ter anunciado na Folha que estava fora da disputa, saem com a certeza de que ele não enterrou a ideia.

A expectativa no governo federal é de que a melhora lenta da atividade econômica – incluindo os indicadores de crescimento, renda e emprego – se transforme em um ativo eleitoral para impulsionar um candidato governista na disputa presidencial do próximo ano. Porém, a mais recente pesquisa do Ibope traz más notícias para Temer: mais de 80% da população considera que o governo brasileiro é corrupto, está no rumo errado e não respeita a vontade dos cidadãos. A pergunta específica sobre a economia em 2018 revela que 28% dos brasileiros preveem mais dificuldades em 2018, e que quase metade (48%) prevê que nada mudará em relação a este ano. “Apesar de a economia dar sinais de melhora, ela ainda não está sendo percebida pela população, por isso a expectativa em relação ao próximo ano é a pior da série histórica medida desde 2010”, disse Márcia Cavallari, diretora executiva do Ibope.

Por Lauro Jardim / O Globo

Lula e Jair Bolsonaro iriam para o segundo turno se as eleições presidenciais fossem hoje. É o que mostra a primeira pesquisa feita pelo Ibope para medir o pulso da corrida presidencial de 2018. Em qualquer cenário apresentado ao eleitor, Lula fica com o mínimo de 35% e o máximo de 36% das intenções de voto. Bolsonaro aparece com 15% quando enfrenta Lula. E cresce para 18% se o ex-presidente for substituído por Fernando Haddad (neste caso, está empatado com Marina Silva).

A pesquisa foi feita entre os dias 18 e 22, com 2.002 pessoas em todos os estados brasileiros, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

MARINA EM 3% – Marina Silva é a terceira colocada em qualquer cenário com Lula, com índices entre 8% e 11%, dependendo dos adversários. Se Lula ficar de fora, Marina lidera, empatada com Bolsonaro. Ciro Gomes, Geraldo Alckmin e João Doria surgem embolados num pelotão abaixo, com percentuais entre os 5% e 7%. Ciro sobe até os 11% quando Lula é substituído por Haddad (que tem a preferência de 2%).

Quando o Ibope não apresenta ao entrevistado uma cartela com os nomes, ou seja, a citação sobre o candidato é espontânea, Lula aparece com 26% das intenções de voto (no Nordeste tem 42%) e Bolsonaro com 9%. O pelotão seguinte fica muito distante entre 2% (Marina) e 1% (Ciro, Alckmin, Dilma, Temer, Doria).

03
jan

Na liderança

Postado às 16:45 Hs

IBOPE aponta 95 FM líder isolada de audiência em Mossoró

O instituto Kantar IBOPE Media, uma das maiores empresas de pesquisa de mercado da América Latina, realizou pesquisa no final do ano passado que revela que a 95 FM, rádio do Grupo TCM, é a líder isolada de audiência em Mossoró. De acordo com a pesquisa, 54,80% dos ouvintes mossoroenses estão sintonizados na 95 FM. A emissora B aparece com 37,50%.

“O valor de pesquisa está na qualificação. Em cada programa dissecar a pesquisa, saber o que pode ser melhorado. Porque o objetivo de quem presta comunicação é servir. E servir é fazer com que o ouvinte fique satisfeito. Você só pode atendê-lo se souber o nível de busca, de indagação dele. A perspectiva é que vivemos num mundo tão dinâmico que é preciso estar sempre querendo melhorar para não despencar. É preciso reconhecer que o sucesso da 95 FM não é uma questão apenas de administração. Mas principalmente pelo empenho dos colaboradores. A direção agradece, reconhece e aplaude. Esse é o papel, servir a comunidade, ser útil, isso é o importante”, destacou o superintendente do Sistema Oeste de Comunicação Milton Marques de Medeiros ao divulgar os números da pesquisa, em entrevista ao Meio Dia Mossoró.

Fonte: Kantar IBOPE Media / Easy Media 4.

 

 

11
nov

Pesquisa

Postado às 8:06 Hs

Ibope: 72% aprovam reforma do ensino médio e 59% são a favor da PEC do Teto. Pesquisa do Ibope encomendada pelo Ministério da Educação (MEC) aponta que 72% dos brasileiros são a favor de uma reforma no ensino médio. Em agosto, o governo federal editou a Medida Provisória (MP) 746, que prevê um novo modelo para o ensino médio. De acordo com a pesquisa, 24% são contra a reforma, 3% não sabem e 1% não respondeu. A pergunta feita pelo Ibope foi: “O senhor é a favor ou contra a reformulação do ensino médio que, em linhas gerais, propõe ampliação do número de escolas de ensino médio em tempo integral, permite que o aluno escolha entre o ensino regular e o profissionalizante, define as matérias que são obrigatórias, entre outras ações?” De acordo a pesquisa, a maior aprovação foi registrada entre os entrevistados com 55 anos ou mais (78%) e a maior rejeição entre aqueles com 16 a 24 anos (35%). O Ibope ouviu 1,2 mil pessoas entre os dias 30 de outubro e 6 de novembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais. O instituto fez perguntas também sobre as alterações previstas pela medida para o ensino médio. Em relação à ampliação do número de escolas com tempo integral, 85% responderam que são a favor e 14% disseram ser contra. Sobre a ampliação da jornada do ensino médio para 1,4 mil horas, o que garantiria o tempo integral, 56% são favoráveis, 39% contrários, 4% não sabem e 2% não responderam. A maior porcentagem de reprovação está entre os entrevistados com ensino fundamental completo (46%), seguido pelos jovens de 16 a 24 anos (44%). Sobre as escolas terem liberdade para organizar as áreas de conhecimento, competências e habilidades, 77% são a favor, 19% são contra, 3% não sabem e 1% não respondeu. Sobre a permissão para que os estudantes escolham as matérias que desejam cursar e possam optar pelo ensino técnico, 70% são a favor, 28% contra, 2% não sabem e 1% não respondeu. Também neste item, a maior rejeição (na avaliação por idade) é entre aqueles com 16 a 24 anos, 33%. Neste grupo, 66% aprovam. Para a maioria dos entrevistados ouvidos pelo Ibope, a educação no Brasil está regular (37%), ruim (20%) ou péssima (34%). Apenas 1% avaliou o ensino brasileiro como ótimo e 8% como bom. Todos os entrevistados responderam a questão. A reforma do ensino médio é criticada por estudantes que participam das ocupações de escolas no país. Os alunos argumentam que a reforma deve ser debatida amplamente antes de ser implantada por MP. O governo argumenta que a proposta vai acelerar a reformulação da etapa de ensino que concentra mais reprovações e abandono de estudantes.

30
set

Pesquisa Ibope confirma Carlos Eduardo…

Postado às 20:05 Hs

Pesquisa Ibope divulgada nesta sexta sexta-feira (30) aponta os seguintes percentuais de intenção de votos válidos na corrida para a Prefeitura de Natal:

 Carlos Eduardo (PDT): 66%

Kelps Lima (SD): 12%

Fernando Mineiro (PT): 8%

Márcia Maia (PSDB): 7%

Robério Paulino (PSOL): 7%

Freitas Júnior (Rede): 0%*

Rosália Fernandes (PSTU): 0%*

* Cada um dos dois indicados com 0% não atingiu, individualmente, 1% das intenções de voto.

 

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Segundo o Ibope, “realizada antes do debate, pesquisa indica reeleição de Carlos Eduardo no domingo”.  A pesquisa foi encomendada pela Inter TV Cabugi.

 

Votos totais

Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:

Carlos Eduardo (PDT): 55%

Kelps Lima (SD): 10%

Fernando Mineiro (PT): 7%

Márcia Maia (PSDB): 6%

Robério Paulino (PSOL): 6%

Freitas Júnior (Rede): 0%

Rosália Fernandes (PSTU): 0%

Brancos e nulos: 12%

Não sabe: 4%

Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (12) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Prefeitura de Natal:

 

– Carlos Eduardo (PDT) – 53%

– Kelps Lima (SD) – 8%

– Márcia Maia (PSDB) – 7%

– Fernando Mineiro (PT) – 5%

– Robério Paulino (PSOL) – 4%

– Freitas Júnior (Rede) – 1%

– Rosália Fernandes (PSTU) – 0%

– Branco/Nulo – 17%

– Não sabe/Não responderam – 5%

No levantamento anterior, realizado pelo instituto, entre os dias 19 e 22 de agosto, Carlos Eduardo tinha 40%, seguido por Fernando Mineiro, Kelps, Márcia Maia e Robério Paulino, com 7%, cada. Freitas Júnior e Rosália Fernandes tinham 1%, cada. Brancos e nulos eram 25% e indecisos somavam 5%. A pesquisa foi encomendada pela Inter TV Cabugi.

 

Rejeição

O Ibope também perguntou em qual candidato o eleitor não votaria de jeito nenhum.

– Fernando Mineiro (PT) – 36%

– Márcia Maia (PSDB) – 35%

– Kelps Lima (SD) – 28%

– Rosália Fernandes (PSTU) – 22%

– Freitas Júnior (Rede) – 19%

– Carlos Eduardo (PDT) – 18%

– Robério Paulino (PSOL) – 18%

– Poderia votar em todos (resposta espontânea) – 3%

– Não sabem ou preferem não opinar – 13%

 Avaliação da administração Carlos Eduardo

Na mesma pesquisa, os eleitores também responderam sobre a avaliação da administração do prefeito Carlos Eduardo. Veja os números:

– Ótima/boa – 43%

– Regular – 45%

– Ruim/péssima – 11%

– Não sabe/não respondeu – 1%

O Ibope ouviu 602 eleitores entre os dias 8 e 11 de setembro. A margem de erro é de quatro pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de quatro pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) sob o número 06747/2016.

 

 

12
set

Pesquisa Ibope

Postado às 10:06 Hs

A InterTV Cabugi e o IBOPE divulgará hoje segunda-feira (12) sua segunda pesquisa sobre a corrida sucessória municipal em Natal. Os  números da mesma será um quadro atual da disputa pelo Palácio Felipe Camarão.

A divulgação acontecerá logo mais no RN TV 2ª Edição.

Por: ISTOÉ\Mel Bleil Gallo

 

Uma pesquisa interna entregue pelAddThis Sharing Buttonso Ibope ao Palácio do Planalto, na última semana, fez transbordar o ânimo dos integrantes do governo de Michel Temer. Os dados, guardados a sete chaves pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, revelam uma melhora em pelo menos parte dos índices. O parâmetro é a sondagem realizada pelo mesmo instituto no início deste mês, a pedido da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Segundo o levantamento, a parcela da população que avalia o governo de Michel Temer como bom e ótimo subiu de 13 para 15%. Já entre os que consideram a gestão regular, o apoio passou de 35 para 39% dos brasileiros. A margem de erro é de dois pontos percentuais. O discreto, mas importante aumento na popularidade ocorreu na semana em que o peemedebista completou seu segundo mês no poder. Retrata os primeiros resultados positivos da gestão, depois de alguns percalços no início do mandato na seara política, que fizeram com que o presidente tivesse de promover mudanças pontuais na Esplanada dos Ministérios.

set 20
quinta-feira
21 41
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
29 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5741420 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram