Por Flávio Freire / O Globo

Em meio às especulações se disputará ou não a Presidência, o apresentador Luciano Huck tem procurado não fechar as portas dos partidos que pretendem dar a ele a chancela de candidato à sucessão de Michel Temer.

Depois de uma conversa com o líder tucano Fernando Henrique Cardoso na última semana, ao mesmo tempo em que vem se encontrando com representantes do DEM, Huck deixou para depois do Carnaval uma nova rodada de negociação com o PPS. O partido tem declarado interesse no nome do apresentador para a disputa.

CARTA-COMPROMISSO – Nos últimos meses, o PPS tem estreitado relações inclusive com o movimento Agora, do qual Huck faz parte e com quem o partido assinou uma carta-compromisso para um trabalho conjunto no cenário eleitoral. Seria essa, inclusive, uma forma de criar, eventualmente, uma base de sustentação de Huck no Congresso.

“As negociações estão mais do que abertas. Falamos por telefone quando ele estava em Paris e ficamos de falar novamente logo depois do Carnaval “, disse o presidente nacional do PPS, Roberto Freire.

PROTAGONISMO – Freire, no entanto, procurou deixar claro que, até o momento, não há qualquer certeza sobre os rumos do apresentador, ao menos no ambiente eleitoral. “Essa decisão (de ser candidato à Presidência) é muito solitária, mas deixamos claro que ele teria aqui, no partido, protagonismo no processo decisório das eleições”, diz o presidente do partido, para quem tal situação difere das condições no PSDB, onde o governador Geraldo Alckmin tem se mostrado insatisfeito com o “namoro” do partido com o apresentador.

“O Huck tem percebido o quanto o PSDB enfrenta esse problema de falta de unidade em prol de uma candidatura”, disse Freire. Ele e Huck devem se reunir nos dias seguintes ao Carnaval, caso o apresentador mantenha a intenção de concorrer. A ideia do encontro seria, por parte do PPS, traçar uma estratégia para tentar lançar o nome do apresentador o quanto antes.

O apresentador de TV Luciano Huck participou nas últimas semanas de três reuniões com líderes do PPS para discutir cenários eleitorais e a entrada no partido de membros do movimento Agora! , do qual é participante. Os encontros trataram de eventual candidatura do próprio Huck. Pessoas que participaram das reuniões classificaram as conversas como “iniciais e promissoras”. Embora o PPS pretenda divulgar sua posição em relação à sucessão do presidente Michel Temer apenas em março, durante sua convenção nacional, líderes do partido confiam na filiação do apresentador até o fim do ano. Huck se reuniu nesta quinta-feira, 9, no Rio, na casa do economista Armínio Fraga, com o deputado federal e presidente do PPS, Roberto Freire, e o ministro da Defesa, Raul Jungmann. Outras reuniões com Freire ocorreram em São Paulo e Brasília.

Em entrevista exclusiva a O Antagonista, o presidente do PPS, Roberto Freire, disse que Luciano Huck e lideranças do Agora!, movimento do qual o apresentador de TV faz parte — de viés liberal e que pretende transformar a política no Brasil –, o procuraram para demonstrar interesse em lançar Huck ao Planalto pela legenda. O encontro ocorreu em São Paulo, há cerca de dois meses. Já há uma próxima conversa entre Freire e Huck pré-agendada para a próxima semana.

“Estamos trabalhando, o partido está interessado. Huck tem tapete vermelho no PPS. Se ele vai se candidatar ou não, não sabemos.” Para o deputado, é preciso esperar um pouco mais para saber se aquilo que as pesquisas e os analistas estão indicando sobre uma eventual candidatura do apresentador vai se concretizar.

“Ele (Huck) surgiu diante do imponderável. Há uma certa perplexidade sobre como serão as eleições em 2018. Os partidos todos estão em deterioração. Está claro que os brasileiros não querem mais do mesmo.”

O presidente do PPS acrescentou:

“Este pode ser justamente o ativo do Huck: alguém que, cercado de pessoas capacitadas e com ética, surja descolado das estruturas políticas que estão aí. Mas será que isso terá força até outubro do ano que vem? Muita gente acredita que sim, que o Huck se transformará em um fenômeno. Nós temos que esperar.”

Do site O Antagonista

17
set

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 17:59 Hs

  • O presidente estadual do PSDC, Joanilson Rêgo, ex-vereador de Natal, tem andado pelo Estado em busca de bases para solidificar o partido no Estado. A meta é eleger um deputado estadual em 2018. Se o voto distritão, em que os mais votados são eleitos, passar, fica mais difícil obter o resultado esperado.
  • Os dois primeiros dias de shows do Rock in Rio foram marcados pela mistura de estilos e também por protestos. Na tarde deste sábado (16) durante o show da banda Blitz, o vocalista Evandro Mesquita fez críticas ao governo do presidente Michel Temer e, em seguida, a plateia gritou “Fora, Temer”. “A Amazônia está seriamente ameaçada por políticos corruptos, mineradores, pecuaristas, e estão conseguindo diminuir as áreas indígenas e os parques por cobiça. O governo Temer quer salvar o pescoço. Sou guardião da Amazônia. Levantem as mãos aí que nossa resistência será forte, firme, por um Brasil melhor, pelas áreas indígenas, pelas demarcações de área, é isso aí”, afirmou o vocalista da banda. Também no sábado, durante o primeiro show no Palco Mundo, antes do Skank tocar a música ‘Indignação’, Samuel Rosa fez um discurso contra a corrupção, que também foi seguido por um coro de “Fora Temer” do público. “Nosso dinheiro está correndo pelo ralo. Acredito nos brasileiros, não nos políticos. Quero dizer que a gente não se parece com vocês, políticos. Vocês são piores que ladrões. Vocês matam gente”.
  • Presidente estadual do PPS, o ex-deputado Wober Júnior é contra adotar o sistema de voto distritão para eleições no legislativo. Na visão dele, a eleição majoritária para essas vagas enfraquece os partidos e torna o processo eleitoral cada vez mais personalista.
  • A cada dia, em média, quase dois professores são agredidos em seus locais de trabalho no Estado de São Paulo, mostram dados de registros policiais obtidos pela Folha de São Paulo por meio da Lei de Acesso à Informação. O número leva em conta as 178 queixas de educadores em delegacias no primeiro semestre deste ano em datas do calendário escolar (dias úteis do período de fevereiro a junho). Elas se referem a ocorrências de “vias de fato” (37%), como um empurrão sem maiores consequências, e ao crime de lesão corporal (63%). Aconteceram em creches, escolas e universidades, tanto públicas como particulares. Há educadores atingidos com lixeiras, carteiras escolares, socos, chutes e pontapés. Em ao menos um de cada quatro casos, um aluno foi apontado entre os agressores -a maioria dos registros não identifica os responsáveis.
  • Com votações expressivas em Mossoró em todas as eleições que disputou vagas para o Senado, José Agripino (DEM) concorrerá pela primeira vez, em 2018, sem o apoio da prefeita Rosalba Ciarlini (PP). Seu palanque deverá ser sustentado pela ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) e o empresário Tião Couto (PSDB) no município.
  • A prefeita Rosalba Ciarlini aproveitou a abertura da Feira Industrial e Comercial da Região Oeste (FICRO), nesta quinta-feira, 14, para defender o Programa de Interiorização da Indústria (Pró-Sertão) criado por ela quando foi governadora do Estado do Rio Grande do Norte. “Nós conseguimos associar a grande empresa que é a Guararapes, para disseminar grupos de trabalho de confecções, as conhecidas facções, em um esforço para gerar emprego no interior do Estado”, explica, convocando a sociedade potiguar para se unir pela manutenção desses postos de trabalho. Citando São José do Seridó, Parelhas, Messias Targino e Upanema, entre outros, como exemplos de municípios que ofertam emprego pleno em meio a uma crise de falta de oportunidade que atinge todo o país, a prefeita destacou que neste momento de dificuldades, ao invés de esvaziamento das facções, o que deve ocorrer é uma harmonização de esforços pelo fortalecimento do setor.

     

     

17
ago

Eleições 2018

Postado às 20:54 Hs

* * * Nesta quinta (17), a ex-vereadora de Natal e professora Amanda Gurgel participará do ato de recepção ao MAIS, corrente política da qual faz parte e que acaba de ingressar no PSOL. A atividade será realizada a partir das 19h na sede do partido, localizada na Rua Apodi com Rua José de Alencar, 776, na Cidade Alta. As eleições 2018 ferve nos bastidores…eita ! * * *

* * * O Partido Progressista (PP) será mais um a mudar de nome, nessa nova onda de nomenclaturas de partidos no Brasil. A legenda passará a se denominar Progressistas. No Rio Grande do Norte, o diretório dos Progressistas continuará comandado pelo ex-deputado Betinho Rosado.* * *

* * * O clima político conturbado provocará mudanças até nas candidaturas naturais. A deputada federal Zenaide Maia já anunciou que não disputará a reeleição, mas pretende ser candidata ao Senado. Outros dois deputados federais também poderão abrir mão de disputar o pleito. Circula nos bastidores que Felipe Maia (DEM) e Fábio Faria (PSD) cogitam a possibilidade de desistência. * * *

* * * Praticamente enxotados do Solidariedade, os vereadores natalenses Paulinho Freire e Eudiane Macedo já estão recebendo convites de várias legendas para se filiar. O presidente estadual do PPS, Wober Júnior, já deixou o partido de portas abertas para recebê-los. Este poderá ser o destino de Freire e Macedo.  Aguardemos ! * * *

15
mar

Em crescimento…

Postado às 18:15 Hs

Revoada de deputados para o PSDB no RN

Avançam as articulações na assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. A crise política nacional está em segundo plano por lá. O negócioo é que o prazo está terminando para as mudanças de partido. Possivelmente, os deputados estaduais Ezequiel Ferreira, Márcia Maia, Gustavo Carvalho e Raimundo Fernandes caminham em direção ao PSDB.

Que já ganhou o deputado estadual, José Dias. Se isso acontecer mesmo a legenda ficará com a maior bancada na Casa.

Vilma de Faria  deverá seguir com o presidente da assembléia legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira, para onde ele for. Então o PSDB  e o queridinho da vez. Caso não se concretiza todos os citados desembarcarão no PPS …Aguardemos !

08
mar

De malas prontas…

Postado às 19:22 Hs

Decisão tomada, Sandra, Larissa e Lairinho Rosado não ficam no PSB.

Nesta quarta-feira, 09, Sandra viajará a Capital Federal onde oficializará a saída do PSB e aportará em uma nova sigla. O vereador Vingt-un Rosado Neto já deixou claro que acompanha a decisão do grupo e, aguarda Sandra Rosado  bater o martelo da nova casa.

Mesmo fazendo parte da nova comissão provisória do PSB no Rio Grande do Norte, a ex-deputada federal Sandra Rosado poderá deixar o partido nos próximos dias, alegando desconforto no novo momento da legenda no Estado. Sandra e seu grupo político estão afinados com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza, que também estará definindo nos próximos dias seu destino partidário.

É uma tendência que Sandra passe a fazer parte do partido que será presidido por Ezequiel, provavelmente, o PPS.Tudo isto em vistas as eleições municipais deste ano.

30
abr

Fusão

Postado às 15:47 Hs

Fusão do PPS ao PSB sai em setembro

A fusão do PPS ao PSB nasceu de uma iniciativa das direções dos dois partidos em São Paulo, alavancadas pelo vice-governador Marcio França e o deputado Roberto Freire. Seminários internos foram realizados para consolidar a fusão, que deverá ocorrer até setembro. Pelo acordo que está sendo costurado, o PPS ficará com um terço do diretório nacional e um terço da executiva nacional.

A mesma proporção será mantida nos estados. O nome do partido permanecerá PSB e passará a contar com duas fundações. A do atual do PSB, Fundação Joao Mangabeira, e a Fundação Astrogildo Pereira, cujo presidente será Roberto Freire.

04
nov

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 10:35 Hs

  • Dois números começam a circular em Brasília, levantando a curiosidade de muitos e o desespero de poucos. São 28 e 11. No caso, 28 deputados e 11 senadores que fizeram parte da delação premiada de Paulo Roberto Costa e Alexandre Youssef, acusados de participação na lambança da Petrobras. Seus nomes estão há alguns dias na posse do ministro Teori Zavaski, do Supremo Tribunal Federal. Quando se iniciar o processo contra eles, a partir de denúncia do Procurador Geral da República, não haverá como evitar sua divulgação. Claro que vão negar, argumentando perseguições políticas, mas pesará na equação o fator obvio de que os dois bandidos presos pela Polícia Federal jamais correriam o risco de mentir em seus depoimentos destinados a reduzir-lhes as penas. Podem ser tudo, menos bobos. Junto com os parlamentares implicados na roubalheira estão funcionários públicos, altos e baixos, além de uma tantas empreiteiras já conhecidas, cujos proprietários e executivos responderão pelos crimes praticados. Em suma, um julgamento para ninguém botar defeito, caso não surjam na mais alta corte nacional de justiça empecilhos processuais e jurídicos daqueles que frustrariam a opinião pública e transformariam as instituições em frangalhos.
  • Quase 1,4 milhão de beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) ainda não fizeram sua prova de vida e renovação de senha, procedimento necessário para evitar que o pagamento do benefício seja suspenso. O prazo para fazer a prova de vida e a nova senha expira em 31 de dezembro. A prova de vida e renovação da senha devem ser feitas no banco em que o segurado recebe o benefício. Elas são realizadas mediante a apresentação de um documento oficial com foto na agência em que o beneficiário recebe os recursos do INSS.
  • Depois de uma breve temporada recluso na fazenda de sua família em Cláudio, no interior de Minas Gerais, o senador Aécio Neves, candidato derrotado do PSDB ao Palácio do Planalto e presidente nacional da sigla, desembarca nesta terça-feira em Brasília com uma agenda preparada para apresentá-lo como líder e porta-voz da oposição à presidente reeleita Dilma Rousseff. O tucano planeja fazer entre hoje e amanhã um pronunciamento incisivo no Senado no qual, segundo seus aliados, criticará o governo, sem mencionar uma conciliação nacional. Na manhã de quarta-feira, Aécio tentará transformar a primeira reunião da direção executiva do PSDB depois da eleição em uma demonstração de força e unidade partidária em torno de seu nome.
  • O PPS vai reunir sua executiva nacional hoje, para discutir a proposta de uma fusão. A legenda já tem conversas em andamento com o PSB, mas as negociações esfriaram um pouco desde o começo da corrida eleitoral. A expectativa do PPS é tirar uma posição favorável à fusão na reunião, para recolocar o assunto na pauta. A informação é de Clarissa Oliveira, blog Poder Online. Sobre o assunto também informa Lauro Jardim, na Veja Online: ”O projeto de fusão do DEM com o PSDB, por ora, não sairá do papel. Se Aécio Neves tivesse sido eleito, a história seria outra. É o que garante Rodrigo Maia: ”Formaremos um bloco possivelmente, mas não há mais sentido em falar de fusão.” .
  • Apesar de ter negado, em nota oficial, que votou no senador Aécio Neves (PSDB-MG) no segundo turno da eleição presidencial, o ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) justificou o seu voto: “Foi um voto de gratidão ao Tancredo”, disse o senador, conforme a coluna Radar Online, em referência a Tancredo Neves, avô do ex-presidenciável tucano. Em 1985, com a redemocratização, Tancredo foi eleito presidente da República, mas, segundo relatos históricos, teria adoecido gravemente, e foi sucedido por José Sarney. O perito Ricardo Molina, a pedido do portal iG, havia confirmado que as imagens da votação são autênticas. “Não é possível discernir os números, mas é possível verificar que o dedo está na altura do 45 e que a gravação é a mesma da ampliação”, disse o perito.
  • Os candidatos que concorreram no primeiro turno das eleições devem prestar as contas de campanha até hoje aos tribunais regionais eleitorais. Além dos candidatos, os diretórios regionais dos partidos e os comitês financeiros das campanhas são obrigados pela Justiça Eleitoral a enviar os dados financeiros sobre despesas e receitas. Os políticos que renunciaram, desistiram de concorrer ou que foram barrados pela Justiça Eleitoral devem entregar os dados referentes ao período em que participaram da disputa. Mesmo sem movimentações financeiras, a prestação de contas é obrigatória. De acordo com a Lei Eleitoral, o candidato que não presta contas fica impedido de ser diplomado. A punição para os partidos é a suspensão dos repasses do Fundo Partidário. Se os dados apresentados forem desaprovados pelos tribunais eleitorais, o candidato poderá ser processado pelo Ministério Público por abuso de poder econômico.

A fusão do PSB com o PPS só sai se Aécio Neves vencer o pleito. No caso de reeleição da presidente Dilma, o comando socialista não teria força para levar todo partido para a oposição. E o que é pior: esse movimento poderia enfraquecer a ambos porque abriria as portas para que seus políticos procurem outros partidos. O projeto de fusão entre o PSDB e o DEM vive a mesma circunstância. A informação é de Ilimar Franco, na sua coluna do jornal O Globo.

A propósito, o PSD, de Gilberto Kassab, está na mira do DEM caso avance a fusão com o PSDB. O DEM perdeu nessa legislatura 19 deputados para o PSD. No caso de vitória de Aécio, seus líderes vão para cima dos 37 deputados eleitos pelo PSD.

PPS é o primeiro partido a registrar em convenção apoio a Henrique e Vilma

 

O PPS (Partido Popular Socialista) foi a primeira legenda a formalizar em convenção eleitoral, realizada neste sábado (14), na Assembleia Legislativa, o apoio aos pré-candidatos Henrique Alves (governo) e Vilma de Faria (Senado).

Henrique agradeceu o apoio e reforçou que a união política será prioridade na sua aliança. “Esse momento marca o início de uma trajetória”, afirmou.

“Eu prefiro unir a desunir, somar em vez de dividir. Ter mais a ter menos. Ter mãos segurando nas minhas do que mãos que se escondem das minhas”, discursou o deputado, acrescentando que o PMDB sozinho não ganharia esta eleição, mas com as coligações quem vai ganhar é o Rio Grande do Norte.

A ex-governadora Vilma de Faria, presidente do PSB, falou da experiência de Henrique e reforçou a importância da união. “Sozinho, ninguém governa” disse, lembrando que Henrique poderia ser reeleito presidente da Câmara dos Deputados e está renunciando a essa possibilidade pelo Rio Grande do Norte.

O presidente estadual do PPS, Wober Júnior, disse que o partido apóia a pré-candidatura de Henrique por saber que ele tem a força para melhorar o estado. “O RN tem que expandir e seu compromisso, Henrique, com a saúde, educação, segurança pública nos fez tomar esta decisão. Por conhecer sua competência é que o partido se une nesta candidatura”, adiantou. Os filiados ao PPS estiveram presentes a convenção.

 Vereadores

 

Ainda neste sábado (14) pela manhã, o deputado Henrique Alves se reuniu com vereadores e deputados do PMDB, na sede do partido para ouvir sugestões uma vez que é pré-candidato ao governo do estado. Na próxima quarta-feira (18) haverá uma nova reunião com filiados do partido.

 

Grupo prega união ao anunciar apoio a Henrique e Wilma Embasado no discurso de união pelo Rio Grande do Norte, um grupo formado por sete partidos entregou neste sábado (17) um manifesto de apoio às pré-candidaturas de Henrique Eduardo Alves (PMDB) para o governo e Wilma de Faria (PSB) para o Senado. Assinam o documento PV, PHS, PEN, PRP, PRTB, PPS E PTB. O PSDC, outra legenda que conversava com o grupo, anunciou que prefere aguardar uma reunião interna antes de tornar público seu posicionamento. Além de Henrique e Wilma, o anúncio do apoio, realizado num escritório de advocacia em Lagoa Nova, contou com a presença do ministro Garibaldi Filho (PMDB) e dos sete presidentes que assinam o manifesto, entre eles o senador Paulo Davim, do PV.
07
dez

FIQUE SABENDO…

Postado às 18:30 Hs

 

# # Aliança com PSB ocorrerá naturalmente, diz Aécio

O senador Aécio Neves (PSDB-SP) classificou como natural a aproximação entre PSDB e PSB nas eleições de 2014 e citou as alianças entre as legendas em São Paulo, Minas Gerais e na cidade de Campinas, onde participou de um encontro com empresários nesta sexta-feira. ‘Tenho certeza que, seja no plano estadual como no plano nacional, a aproximação entre PSB e PSDB será algo que ocorrerá com enorme naturalidade, mesmo que não seja em um primeiro momento’, afirmou o senador, principal pré-candidato do partido. Aécio, que visitou o interior paulista, defendeu que os dois partidos têm objetivos em comum. ‘Ambos estamos percebendo o mal que governo do PT vem fazendo ao Brasil. Nós queremos interromper esse ciclo para iniciar um outro ciclo’, disse Aécio. (Informação de O Estado de S.Paulo – Ricardo Brandt)

# # De volta em Junho

Os movimentos sociais, que tomaram as ruas do país em junho, organizam-se para voltar a protestar na Copa, avalia Ilimar Franco, hoje na sua coluna do jornal O Globo. Relata o colunista que comitês de mobilização estão sendo criados nas 12 capitais-sede dos jogos. ”A ideia é colocar gente na rua nos dias das partidas, na frente dos estádios e nas “fan fest” produzidas pela Fifa. Neste momento, seus líderes percorrem o Congresso em busca de apoio político e logístico.”

# # PPS: mais longe de Aécio e muito perto de Eduardo

Setores do PSDB já admitem que será muito difícil reverter a aproximação do PPS com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, segundo avalia Clarissa Oliveira, no Blog Poder Online. Nos bastidores — revela a colunista –, tucanos avaliam que o deputado Roberto Freire (PPS-SP) játem condições de angariar apoio suficiente dentro do partido para viabilizar uma aliança em torno do socialista. O senador mineiro Aécio Neves (PSDB-MG) ainda não desistiu de reconquistar o PPS. Tem dito que a aliança com Campos ainda não é fato consumado. Há no PSDB também quem acredite que a estratégia toda em relação à aliança acabou caminhando para o lado errado. De acordo com um interlocutor de Aécio, talvez o melhor fosse ter investido numa candidatura própria do PPS, para ajudar a forçar um segundo turno na corrida presidencial.

# # E haja despesas

Os magistrados não têm mais desculpa para chegarem atrasados às sessões do Supremo Tribunal Federal (STF). O órgão máximo do Judiciário vai comprar 99 relógios de parede digitais para distribuir nas dependências da casa. Cada marcador de tempo custará R$ 2.010,00, ao custo total de R$ 199 mil. Os relógios possuem display digital de quatro dígitos, em LED configurável, e podem ser vistos a uma distância de até 200 metros. A instalação dos relógios, com ajuste ao sistema do STF, custará R$ 29,5 mil. O Tribunal também empenhou R$ 50,7 mil para a compra de sofás. O órgão comprará 16 móveis, sendo, dois contendo três lugares, dois com dois lugares e 12 menores, com disponibilidade de um assento. Os sofás são feitos com acabamento de tapeçaria estilo capitonê. Para completar o carrinho de compras do STF, será comprada uma poltrona. O assento é espaldar alto, com apoio de cabeça, da marca Marelli e tem garantia de 5 anos. Essa única poltrona custará ao órgão R$ 4,9 mil.

02
nov

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 20:06 Hs

  • O PP e o PROS devem anunciar nesta semana a formação de um bloco na Câmara. Juntos, eles terão 62 deputados e serão a terceira maior força da casa, atrás apenas do PT, com 88 integrantes, e do PMDB, com 77. Passam na frente do PSDB e do PSD. O líder do PP, Eduardo da Fonte (PE), comandará a tropa. Alinhada ao governo, ela dará mais conforto à presidente Dilma Rousseff na Câmara. (Épaca – Felipe Patury)
  • Os proprietários de veículos usados pagarão menos IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) para licenciá-los no próximo ano em todo o país. A redução do imposto cobrado anualmente pelos Estados deverá ficar entre 8% e 12%, em média, em termos nominais (sem descontar a inflação) para todos os tipos de veículos. Para a maioria dos veículos, a queda é consequência da desvalorização no mercado. Para alguns modelos de carros de passeio, há outro fator: a redução do IPI determinada pelo governo federal para os novos derruba também o valor dos usados. O IPVA é um imposto cobrado sobre o valor do bem. Assim, quanto menor o valor de mercado, menor o imposto a ser pago. Por isso, pagar menos imposto não deve ser motivo de comemoração pelos donos de veículos. É que, nesse caso, o patrimônio de cada um também vale menos. Considerando a inflação de 2013 (cerca de 6%), a queda real no próximo ano será maior, podendo ficar entre 13% e 20%. Para o leitor entender o cálculo: um imposto de R$ 100 neste ano deveria subir para R$ 106 em 2014 para compensar a inflação. Se esse imposto cair 8% (para R$ 92), a queda real de 13,2%. Na hipótese de queda nominal de 12% (para R$ 88), a queda real será de 17%.
  • Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 1.544 da Mega-Sena, realizado na noite de sexta-feira, dia 1º, e o prêmio acumulou. Com isso, o concurso da próxima quarta-feira, dia 6, pagará R$ 75 milhões. Os números sorteados em Osasco (SP) foram: 02 – 21 – 30 – 35 – 45 – 50. Apesar de nenhum bilhete ter acertado as seis dezenas, 152 apostas fizeram a quina e vão levar R$ 26.624,88. Outras 10.385 fizeram a quadra e vão levar R$ 556,70. A Mega-Sena realiza sorteios duas vezes por semana, às quartas e aos sábados. Por conta do feriado de Finados, o sorteio do concurso 1.544 foi antecipado para sexta-feira. As apostas devem ser feitas até às 18h do dia do sorteio. A aposta mínima –seis números– custa R$ 2.
  • O PPS, para todos os efeitos, continua balançando entre Eduardo Campos e Aécio Neves, garante Lauro Jardim, na sua coluna da revista VEJA. Segundo o colunista, o partido deve divulgar na semana que vem um documento com as premissas que considera fundamentais a um novo governo. No final da contas, a turma pode decidir por Aécio, mas quem lê a carta encontra todas as afinidades com o discurso de Marina Silva, como era de se esperar. Já bloco parlamentar que unirá PP e PROS será lançado na terça-feira. Será a terceira força da Câmara, com 62 deputados, à frente do PSDB. A cúpula dos partidos quer apelidar essa terceira força de Bloco Programático para o Brasil.
  • Algumas localidades do Brasil assistirão amanhã (3) ao último eclipse solar de 2013. “Só que no Brasil, ele não é um eclipse total”, disse hoje (2) à Agência Brasil a astrônoma do Observatório Nacional (ON), Josina Nascimento. Isso significa que os brasileiros assistirão à cobertura apenas parcial pela Lua. O eclipse solar total será observado somente em uma faixa da África e no Oceano Atlântico. Ele é chamado de eclipse solar híbrido, porque pode ser visto de forma parcial em algumas áreas. O fenômeno poderá ser acompanhado em todo o Nordeste, na maioria dos estados da Região Norte e em parte do Centro-Oeste e do Sudeste. O eclipse não será observado na Região Sul, informou a pesquisadora do ON. No Rio de Janeiro, o fenômeno vai começar às 8 h de Brasília, lembrando que é horário de verão, com a escuridão máxima do Sol sendo atingida por volta de 8h20. Pelos cálculos de Josina, às 9h39, o Sol estará totalmente descoberto. Já em Belém, que não tem horário de verão, o eclipse terá início às 7h27, horário local. Há no fenômeno uma coincidência interessante, destacou a pesquisadora, que é o fato de o diâmetro aparente da Lua, visto da Terra, ser idêntico ao do Sol. “Se não fosse isso, nunca iria encobrir totalmente [o Sol]”.
18
out

Eleições: Minutos preciosos

Postado às 15:14 Hs

Com aval do governador Eduardo Campos (PSB), um grupo do PSB tem procurado quatro partidos para negociar o apoio ao socialista em 2014. O PSB acredita que pode atrair PDT, PPS, PV e Solidariedade para o projeto presidencial do governador pernambucano. Com o arco de forças, Campos teria algo em torno de quatro minutos e meio no guia eleitoral de rádio e televisão, o que o permitiria apresentar as propostas, apresentar a gestão em Pernambuco e se tornar conhecido do eleitorado nacional. “Com quatro dá para fazer um bom programa”, afirmou uma fonte do núcleo do PSB . Outro socialista ligado ao Palácio cravou cinco minutos como o ideal do governador. Das quatro legendas, duas (PV e PPS) têm proximidade com a ex-senadora Marina Silva, filiada ao PSB há duas semanas. Em 2010, o PV abrigou Marina na disputa dela pela Presidêmcia da República, quando ela teve 19,6 milhões de votos.
O ex-governador de São Paulo José Serra decidiu ficar no PSDB após reunião com o senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do partido. Depois de passar as últimas semanas avaliando as opções de permanecer na legenda da qual foi fundador ou migrar para o PPS e se candidatar à Presidência da República em 2014, o tucano preferiu a primeira opção. Serra e Aécio se reuniram na tarde desta segunda-feira (30), num apartamento na região dos Jardins, zona sul da capital paulista, e conversaram sobre o espaço que o ex-governador pode ter dentro do partido. A expectativa é que Serra anuncie a decisão nesta terça-feira (1°). O partido deve se pronunciar em seguida.
01
out

FIQUE SABENDO…

Postado às 10:15 Hs

# # Filiação a caminho

A ministra do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon está discutindo sua filiação no DEM ou no PSDB para ser candidata ao Senado na Bahia ou em Brasília. Eliana vem sendo cortejada por diversos partitos políticos mas sempre hesitante. Em março deste ano, Calmon havia abordado a possibilidade de entrar para a vida política. ‘Eu nem descarto de vir até a ter uma atividade política, mas só a partir de 2015. Me aposento em novembro de 2014. A magistratura para mim é prioridade.’ Na Bahia, os integrantes da Rede Sustentabilidade, de Marina Silva vinha cercando a ministra, mas a própria Marina Silva qualificou a pretensão de seus aliados baianos como ‘’um sonho’’ Calmon ganhou notoriedade à época em que foi corregedora do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), em 2012, por protagonizar embates com as entidades representativas dos juízes e por suas investigações contra magistrados. Chegou a classificar maus juízes como ”bandidos de toga”

# # Kelps Lima no Solidariedade ?

Dos deputados que integram o grupo de apoio ao deputado Ricardo Motta, pelo menos um não deverá caminhar para o PROS:o deputado Kelps Lima.A ele já fora oferecida a presidência da Rede, de Marina Silva…e agora a do Solidariedade, do deputado Paulinho da Força, que conversou com Kelps Lima em São Paulo nesta segunda-feira.E é para o Partido Solidariedade que ele deverá seguir como comandante da legenda no RN.

# # Lançamento

Já é Carnatal. Acontece na manhã desta terça-feira (1), a partir de 10h, no Natal Shopping, a coletiva para lançamento da 22ª edição da maior carnaval fora de época do país. Na ocasião, serão confirmadas as atrações deste ano, os blocos e o novo percurso no Prolongamento da Avenida Prudente de Morais. A micareta será realizada entre os dias 5 a 8 de dezembro.

# # José Serra: procura-se

Em busca de uma resposta sobre a possível filiação de José Serra ao PPS, Roberto Freire tenta conversar com o ex-governador paulista por telefone desde sexta-feira, sem sucesso, diz Vera Magalhães, hoje na Folha de S.Paulo. Mas não é só Freire que vasculha tudo quanto é canto à cata de Serra. Segundo relata Clarissa Oliveira, no blog Poder Online, quem é próximo de Serra está contando os dias para saber o que será do tucano a partir da próxima semana. Seguindo o tradicional script de só anunciar qualquer coisa na última hora, Serra deixou para esta semana a definição sobre se sai ou fica no PSDB. ”Um aliado de primeira hora avalia que todas as “pistas” dada por Serra nos últimos dias indicam que ele deve mesmo deixar o PSDB para se candidatar ao Palácio do Planalto pelo PPS. Mas, por enquanto, ninguém se arrisca a bancar a aposta.”

# # Rede de Marina Silva organiza atos em Brasília e na internet

O grupo da ex-senadora Marina Silva marcou um ato de apoio à criação da Rede Sustentabilidade para esta terça-feira, 1º, na Praça dos Três Poderes, em Brasília. O evento, agendado para as 17h, tem como objetivo pressionar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deve julgar o pedido de registro da sigla até quinta. Além do evento físico em Brasília, o grupo também prepara um tuitaço de apoio à criação do partido para o mesmo horário, com a hashtag #EuAssinei.Segundo o último levantamento da sigla, 470 mil assinaturas foram certificadas pelos cartórios eleitorais. O número exigido por lei é 492 mil. Contagem oficial do TSE concluída na tarde desta segunda-feira, 30, porém, considerou como válidas 442.524 fichas de apoio. A Rede precisa, portanto, apresentar cerca de 50 mil assinaturas validadas.

29
set

FIQUE SABENDO…

Postado às 15:43 Hs

# # Auto da Liberdade 2013

Com proposta diferenciada, o Auto da Liberdade 2013 foi encenado nos bairros da cidade, dividido em quatro grandes atos que retratam a história de luta e pioneirismo de Mossoró. As pessoas que não tiveram oportunidade de assistir ao espetáculo nos bairros poderão vê-lo neste domingo, 29, na Avenida Rio Branco. O secretário da Cultura, Gustavo Rosado, informa que os quatro atos serão apresentados a partir das 19h, no Largo Francisco Heronildes da Silva, local onde acontecem os aulões de ginástica. “De lá, faremos um deslocamento por vários equipamentos da Avenida Rio Branco, concluindo na Estação das Artes”, disse. Neste ano, o Auto da Liberdade ganhou um novo formato e invadiu as ruas dos bairros Abolição IV, Belo Horizonte, Nova Vida e Independência, com o intuito de aproximar cada vez mais a população da arte. As apresentações foram iniciadas na segunda, 23, e concluídas na quinta, 26.

# # Esvaziem as gavetas: reforma ministerial é daqui a 90 dias

Duas coisas a Dilma detesta, necessariamente nesta ordem: o “Coisa-ruim” e vazamento de conversas suas com ministros. Ela já dissolveu o conselho político só por isso. Só que, desta vez, ela não vai ficar com raiva. E, se ficar, não vai poder punir o vazador. Ela não deve ficar com raiva porque a notícia servirá de alerta aos que estão pensando diferentemente do que a sua decisão. E, segundo, a confidência foi feita em, pelo menos, duas conversas distintas com distintos ministros, no sentido de pessoas diferentes, obviamente, e, assim, ela jamais saberá quem cometeu a indiscrição. O meu excesso de zelo tem explicação: a presidente já decidiu que não vai esperar, como a maioria dos seus auxiliares deseja, o prazo de desincompatibilização para mandar embora os ministros candidatos. Não; daqui a, no máximo, 90 dias, todos serão obrigados a deixar seus cargos. Aos de olho nas vagas, saibam que assumirão os secretários-executivos.

# # Esperando…

Em volta de Marina Silva, há uma divergência sobre o que fazer se a Rede não vingar. Seu marido e os auxiliares mais próximos acham que Marina não deve filiar-se a partido algum para a disputa de 2014, para reafirmar que é diferente dos outros políticos. Reforçaria, assim, o discurso da Rede para 2016. Já os políticos que a cercam, Walter Feldman, Heloisa Helena, principalmente, querem que Marina entre num partido e se lance candidata a presidente. (Veja)

# # A decisão de José Serra

A próxima semana é decisiva para o futuro político do ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB). Será a última oportunidade para o tucano trocar o PSDB pelo PPS, onde teria a garantia de entrar na briga pela Presidência da República, já que o senador Aécio Neves (MG) é o provável escolhido do seu atual partido para disputar o cargo. O histórico de Serra mostra que ele costuma tomar decisões importantes em cima da hora. Mas, dessa vez, não há muita margem para protelação: o tucano precisa estar filiado à nova sigla em 5 de outubro, exatamente um ano antes do primeiro turno das eleições de 2014. O eventual ingresso no PPS, que já se mostrou receptivo à filiação do ex-governador, seria imediato. Mas o processo de desfiliação do PSDB levaria, pelo prazo legal, até dois dias. Isso obriga o tucano a acelerar sua tomada de decisão se quiser disputar a Presidência pela terceira vez.

ago 20
segunda-feira
19 51
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
35 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5732981 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram