29
jun

Opinião: Lula em busca da direita

Postado às 11:01 Hs

Mesmo proibido pela pandemia de viajar pelo País, como deseja depois de ter perdoado todos os seus pecados pelo maior assalto aos cofres públicos da história republicana, pelo suspeito ministro Edson Fachin, do STF, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem feito articulações na tentativa de ampliar as alianças contra Jair Bolsonaro em 2022.

Já conseguiu aparar algumas arestas, mas o petista, apesar de reconhecido como um exímio articulador político, está longe de se viabilizar como o candidato que consiga agregar um espectro mais amplo do centro político brasileiro. Até o momento, só tem ainda não confirmado, oficialmente, o apoio do PSB por razões que a própria razão não desconhece: o interesse da legenda socialista se manter no poder em Pernambuco.

É atribuída a ele a articulação para o governador do Maranhão, Flávio Dino, abandonar o PCdoB e ingressar no PSB, assim como a filiação do deputado Marcelo Freixo, que deixou o Psol, para tentar o Senado pelo Rio de Janeiro. A desistência do apresentador de televisão Luciano Huck de disputar a presidência em 2022 expôs as dificuldades de partidos de centro-direita para encontrar um nome natural, com alta popularidade e chances reais de concorrer com Lula e o atual presidente, Jair Bolsonaro.

Ainda assim, o mais provável é que esse campo político apresente uma ou duas candidaturas que tentarão ser embaladas como os nomes do centro. Os próprios dirigentes petistas reconhecem que uma candidatura de Lula em 2022 ainda estaria ancorada basicamente em alianças de centro-esquerda. A novidade seria a atração do PSB, partido que era dirigido pelo ex-governador Eduardo Campos, morto na campanha presidencial de 2014 num acidente de avião, mas que permanece sob forte influência de decisão por parte do núcleo socialista pernambucano.

Um dos mais aguerridos opositores de Bolsonaro na esquerda, o governador Flávio Dino vai conduzir as alianças no Maranhão e é visto tanto como um candidato ao Senado quanto uma carta na manga para a vice-presidência numa chapa com Lula. O governador tem sido um dos articuladores da frente democrática ampla e foi inclusive procurado, em 2020, para conversas com Luciano Huck, quando ele parecia ser a promessa inovadora do centro.

Costura de alianças – “O movimento que está sendo feito agora não é de costura de alianças eleitorais. É uma costura política para fazermos um enfrentamento a Bolsonaro e ao bolsonarismo”, diz a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, acrescentando: “Temos vários setores da sociedade e políticos que, embora não pensem como a gente em termos de desenvolvimento econômico e social, pensam como a gente na defesa da democracia e têm a política como instrumento de construção para a perspectiva futura, e não o ódio, as fakes news, a mentira “.

Olho no Centrão – O objetivo de Lula e do partido neste momento, segundo a deputada federal Gleisi Hoffmann, é tentar aproximar esses setores que querem garantir o processo democrático em 2022. Para a presidente do PT, as escaladas autoritárias de Bolsonaro e suas estratégias deixam claro que há, sim, um risco para o processo eleitoral do próximo ano. “Precisamos ter um campo político amplo e unido para assegurar o processo eleitoral e democrático e não permitir nenhuma saída autoritária “, afirma. Traduza por amplitude política o apoio da direita, notadamente do Centrão, que Lula vem perseguindo.

Via blog do Magno 

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (28), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN terminam o mês de junho somando 2.168.706.703 m³, percentualmente, 49,54% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. No mesmo período de 2020, as reservas estaduais eram de 2.470.934.501 m³, equivalentes a 56,45% da sua capacidade total. Maior barragem do RN, a Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.384.998.118 m³, correspondentes a 58,36%, da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No dia 28 de junho de 2020, o reservatório estava com 1.558.367.436 m³, percentualmente, 65,67% do seu volume total. Já a barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do RN, acumula 252.078.965 m³, equivalentes a 42,03% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período do ano passado, o reservatório estava com 211.608.710 m³, correspondentes a 35,29% do seu volume total.
Os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Fabiano Contarato (Rede-ES) e Jorge Kajuru (Podemos-GO) apresentaram, hoje, uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao Supremo Tribunal Federal. As informações são do portal Poder 360. Eles querem que a Corte determine à Procuradoria-Geral da República a abertura de inquérito para investigar se Bolsonaro cometeu crime de prevaricação ao não acionar a Polícia Federal a respeito de supostas irregularidades na compra da vacina Covaxin. A relatoria foi distribuída à ministra Rosa Weber. As suspeitas envolvendo o processo de aquisição da vacina do laboratório indiano Bharat Biotech, representado no Brasil pela Precisa Medicamentos, teriam sido levadas ao conhecimento do presidente em 20 de março pelo deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) e pelo seu irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda. Bolsonaro teria dito na ocasião que pediria uma investigação da PF sobre o caso, o que não ocorreu.

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta segunda-feira (28) no Diário Oficial da União os editais com datas e regras para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para Todos (Prouni) e Financiamento Estudantil (Fies).

Os candidatos que fizeram o Enem 2020, em janeiro último, poderão usar as notas pela primeira vez. Isso porque, na seleção do 1º semestre desses processos, foram aceitas notas de edições anteriores.

Os desempenhos dos candidatos no Enem 2020 foram divulgados em março, após a abertura dos editais dos programas de acesso ao ensino superior. O atraso ocorreu devido ao adiamento do Enem, por causa da pandemia.

O Prouni e o Sisu só aceitarão as notas do Enem 2020. A edição teve alto índice de abstenção, mais da metade dos candidatos não foram fazer as provas. O edital do Fies prevê o uso das notas do Enem de 2010 a 2020.

Em maio, a pasta já havia divulgado as datas de previsão de abertura das inscrições. Os editais, agora, confirmam a informação.

Confira abaixo as datas:

Prouni: de 13 a 16 de julho

Fies: de 27 a 30 de julho

Sisu: de 3 a 6 de agosto

Embora em maio o MEC tenha informado o prazo de abertura das vagas remanescentes do Fies, o Diário Oficial desta segunda não traz informações sobre este processo específico. A previsão do ministério é que o processo ocorra de 8 a 10 de setembro e de 27 a 29 de outubro.

# Prouni

O Prouni oferece bolsas de estudos para que estudantes possam arcar com o custo das mensalidades em universidades particulares. Há bolsas integrais, com o valor total, e parciais, de 50%.

As inscrições para o segundo semestre abrirão em 13 de julho e se encerram às 23h59 de 16 de julho. Serão aceitas somente as notas do Enem 2020.

Poderá concorrer à bolsa do Prouni quem:

Fez ensino médio em escola pública ou foi bolsista integral em escola particular

É estudante com deficiência, de escolas públicas e privadas

Não tem diploma de graduação

Fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020

Tirou 450 pontos na média das notas do exame

Não zerou na redação

Tem renda familiar mensal bruta por pessoa de até 1,5 salário mínimo, para bolsa integral

Tem renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até 3 salários mínimos para bolsas parciais (50%)

Ser professor da rede pública trabalhando na educação básica – independente da renda

Após o resultado da primeira chamada, os candidatos precisarão apresentar, junto às instituições de ensino, os documentos que comprovem que se enquadram nos requisitos para concorrer ao benefício. Confira abaixo as datas anunciadas pelo MEC:

Prouni do 2º semestre de 2021:

Inscrições: 13 a 16 de julho

1ª chamada: 20 de julho

Comprovação das informações: 20 a 28 de julho

2ª chamada: 3 de agosto

Comprovação das informações: 3 a 11 de agosto

Inscrição na lista de espera: 17 e 18 de agosto no site http://siteprouni.mec.gov.br

Divulgação da lista de espera para as instituições de ensino: 20 de agosto

Comprovação das informações: 23 a 27 de agosto

# Fies

O programa de Financiamento Estudantil (Fies) oferece crédito para estudantes pagarem as mensalidades em instituições privadas com juros zero ou variados, conforme a renda do candidato. As inscrições abrem em 27 de julho e se encerram às 23h59 de 30 de julho. O programa oferece financiamento com:

Juro zero: voltado a estudantes com renda mensal familiar de um a três salários mínimos;

Juros variados (P-Fies): direcionado a alunos com renda mensal familiar de até cinco salários mínimos.

O candidato poderá usar a nota do Enem desde a edição de 2010 até a de 2020. Confira abaixo as datas confirmadas pelo edital:

Fies do 2º semestre de 2021

Inscrições: de 27 a 30 de julho

Resultados (pré-selecionados): 3 de agosto

Complementar inscrição: 4 a 6 de agosto, no site http://fies.mec.gov.br

Convocação da lista de espera: 4 a 31 de agosto (quem não foi pré-selecionado na chamada única é automaticamente incluído na lista de espera).

# Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) usa a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para selecionar estudantes para vagas em universidades públicas. Mas, por causa da pandemia, o Sisu do primeiro semestre abriu antes da realização do Enem 2020 (que foi feito em março). Os candidatos puderam usar as notas de outras edições do exame.

No segundo semestre, a seleção abrirá em agosto. Nesta etapa, os candidatos só poderão usar as notas do Enem 2020. Para isso, o candidato não poderá ter zerado na redação nem ter participado da edição como “treineiro”.

Confira abaixo o calendário previsto:

Sisu do 2º semestre de 2021

Inscrição: 3 a 6 de agosto por meio do site http://sisu.mec.gov.br

Resultado: 10 de agosto

Período de matrícula: 11 a 16 de agosto

Inscrição na lista de espera: 10 a 16 de agosto

A divulgação da lista de espera por turno, curso e modalidade de concorrência deverá ser feita pelas instituições de ensino. O edital prevê que é responsabilidade do candidato acompanhar as páginas eletrônicas das instituições para não perder os prazos.

G1

28
jun

Números da Covid

Postado às 20:01 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta segunda-feira (28):

– O país registrou 618 óbitos nas últimas 24h, totalizando 514.092 mortes;

– Foram 27.804 novos casos de coronavírus registrados, no total 18.448.402.

Nesta segunda-feira (28/6), a média móvel de mortes diárias provocadas pela Covid-19 foi de 1.643, número menor do que o registrado neste domingo (1.664). Em comparação com o verificado há 14 dias, houve variação de -17,2%, sinalizando uma desaceleração nos óbitos. É o segundo dia seguido que o país registrou queda nos óbitos computados.

 A comissão especial criada pela Câmara dos Deputados para analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 135/19, que torna obrigatório o voto impresso, reúne-se nesta segunda-feira 28 para apresentação do parecer do relator, deputado Filipe Barros (PSL-PR). A reunião está prevista para ocorrer às 15h, no plenário 11. A proposta, da deputada Bia Kicis (PSL-DF), institui a impressão de cédulas em papel na votação e na apuração de eleições, plebiscitos e referendos no Brasil. Pelo texto original, essas cédulas poderão ser conferidas pelo eleitor e deverão ser depositadas em urnas de forma automática e sem contato manual, para fins de auditoria. A deputada federal Carla Dickson (PROS-RN) ressalta que a proposta não irá mudar o processo de votação, mas sim, dará mais segurança na contagem dos votos. “A urna eletrônica vai continuar, mas com registro impresso para que o eleitor confirme que o seu voto foi realmente destinado ao seu candidato. O voto auditável não é a volta do papel impresso e, muito menos a quebra de sigilo. O voto impresso garante maior segurança, é democrático e traz mais transparência ao pleito eleitoral”, apontou.
28
jun

Registros

Postado às 16:31 Hs

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta segunda-feira (28). Foram 588 novos casos confirmados, totalizando 336.805. Até domingo (27) eram 336.217 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 6.732 no total, sendo 03 mortes registradas nas últimas 24h:  Natal (01), Mossoró(01) e Pau dos Ferros(01). No domingo (27) o número total de mortes era 6.722. Óbitos em investigação são 1.437.

Casos suspeitos somam 157.547 e descartados 632.305. A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 70,9%, registrada no fim da manhã desta segunda-feira (28). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 420.

Até o momento desta publicação são 120 leitos críticos (UTI) disponíveis e 292 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 229 disponíveis e 191 ocupados. Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 65,8% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 84,9% e a Região Seridó tem 67,5%.

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento no fim da manhã desta segunda-feira (28). Por volta das 12h15, não haviam pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação. Outros 3 pacientes aguardam avaliação. Foram registrados disponíveis 120 leitos críticos e outros 22, sendo clínicos.

28
jun

CPI da Pandemia será prorrogada

Postado às 16:27 Hs

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentou, hoje, o requerimento para a prorrogação por 90 dias dos trabalhos da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) no Senado que apura as ações do Governo Federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no Brasil.

Segundo a justificativa do requerimento, a suspeita de irregularidade na compra da vacina Covaxin deve ser apurada. “Depoentes apontaram que ate o Presidente da Republica foi alertado das irregularidades e, ao invés de apura-las, as creditou ao próprio lider do Governo da Camara dos Deputados. E um escândalo que precisa ser apurado com a gravidade correspondente“, diz o senador no requerimento.

Complementa que “servidores sofreram pressões não republicanas para flexibilizar a importações da Covaxin“. As suspeitas de irregularidades foram apresentadas pelo deputado Luis Miranda (DEM-DF) na CPI.

Jair Bolsonaro (sem partido) teria reconhecido a gravidade da suspeita e dito que “isso é coisa do” líder do Governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR),

Ontem, o líder do governo afirmou que “não há dados concretos ou mesmo acusações objetivas” sobre seu envolvimento na compra da Covaxin. O deputado voltou a negar ter participado da compra da vacina indiana. O líder do Governo disse ser “ainda impreciso” o diálogo relato por Luis Miranda, no qual Bolsonaro o teria citado.

Brasil deve ultrapassar nos próximos dias a importante marca de 100 milhões de doses aplicadas no braço dos cidadãos desde o início da campanha nacional de imunização, em 17 de janeiro. Até o fim da última semana, já haviam sido contabilizadas mais de 95,5 milhões de doses de vacinas. Mantido o ritmo dos últimos sete dias, quando mais de 1,3 milhão de doses foram aplicadas em todo o País por dia, a marca das 100 milhões de doses deve ser atingida até esta quarta-feira (30).

Brasil será apenas o quarto país a ultrapassar a marca de 100 milhões de doses aplicadas na população. Os outros são ChinaEUA e Índia. Devido à alta média diária da vacinação, há grande expectativa de que a marca seja atingida antes mesmo do fim do mês.

Foram aplicadas mais de 26,3 milhões em junho até sexta-feira (25); a média de doses aplicadas no mês segue acima de um milhão por dia. O Brasil conseguiu aplicar uma dose de vacina em um terço de toda a população. Contando só a população vacinável (adultos) já são 44%.

28
jun

Morre escritor e jornalista Artur Xexéo

Postado às 9:16 Hs

Reprodução

Morreu ontem aos 69 anos, o escritor e jornalista Artur Xexéo. Ele faleceu após ser diagnosticado com um linfoma e chegou a iniciar tratamento. A morte foi confirmada hoje.

Segundo o “Memória Globo”, Xexéo estreou no jornalismo no Jornal do Brasil, em 1978. Ele aceitou uma vaga de repórter na sucursal do Rio de Janeiro. Conheceu o jornalista Zuenir Ventura, que, em 1982, o convidaria para trabalhar na revista IstoÉ e, em 1985, para ser subeditor da Revista de Domingo, suplemento cultural do JB.

A partir daí, Xexéo começou a se especializar em jornalismo cultural. Ainda segundo o “Memória Globo”, no Jornal do Brasil Xexéo também foi editor do Caderno B, editor do caderno de Cidade e subsecretário de redação. Em 1992, foi convidado para ser um dos novos colunistas do jornal.

Em 2000, o jornalista levou a coluna para o jornal O Globo. No periódico, também se tornou editor do suplemento Rio Show e, depois de dois anos, do Segundo Caderno.

Nos últimos anos, Xexéo era um dos comentaristas da GloboNews, em especial dos programas de cultura e entretenimento. Também ficaram marcadas suas participações na cobertura do Oscar.

O Globo

28
jun

CPI alheia à roubalheira

Postado às 8:56 Hs

Pelos menos por enquanto, a CPI da Covid, instalada para carimbar Bolsonaro de genocida e tentar o seu impeachment, não tem movido uma palha para investigar o outro lado da moeda: a roubalheira dos governadores e prefeitos em cima da dinheirama enviada aos Estados e Municípios pela União. A CPI é tão descaradamente de um só faceta que rejeitou a convocação do ex-secretário Executivo do Consórcio Nordeste Carlos Eduardo Gabas, para explicar a compra de 300 ventiladores clínicos de UTI pelo Consórcio Nordeste junto à empresa Hempcare.

A compra, alvo da chamada Operação Ragnarok, da Polícia Civil da Bahia – custou mais de R$ 48 milhões ao erário, pagos antecipadamente, pelos nove governadores do Nordeste, mas os equipamentos nunca foram entregues. Segundo o senador cearense Eduardo Girão (Podemos), os respiradores foram comprados “da indústria da maconha”, mas não explicou como e que provas teria sobre a afirmação. “Não me pergunte o que tem a ver Covid com respirador e com maconha, mas foi esse o fato”, afirmou Eduardo Girão.

Ele esteve em São Paulo e fez um vídeo em frente à empresa, que afirma ser envolvida com produção e comercialização de maconha. “O que a gente quer é realmente que seja uma CPI que investigue a todo mundo que está no escopo da CPI, claro. Inclusive tem o fato que eu coloquei, além das operações da Polícia Federal, um fato que muito me estranhou, é o consórcio Nordeste”, disse.

O senador lembrou que o Consórcio Nordeste é uma instituição mantida por todos os governadores do Nordeste brasileiro. “Se esses 300 respiradores nunca chegaram aos Estados, então estamos diante de um calote e a CPI não pode se omitir”, reclamou. O presidente do Consórcio Nordeste, na época da operação, era o governador da Bahia, Rui Costa (PT).

“Por que ele comprou esses respiradores da indústria da maconha? Não me pergunte o que tem a ver Covid com respirador e com maconha, mas foi esse o fato e eu estou muito curioso para saber a verdade sobre isso”, ironizou. Indignado com a postura dos senadores de oposição na CPI, Girão foi mais além, depois de apresentar requerimento convocando governadores e o coordenador do Consórcio.

Pediu que sejam encaminhados pela Secretaria Estadual de Saúde do Alagoas cópia de todos os documentos relativos à “aquisição frustrada de respiradores. Os pedidos abrangem todos os estados da região. Girão também quer que sejam encaminhados pelo Consórcio Nordeste cópia de todos os documentos relativos às movimentações bancárias, lista de servidores públicos lotados no órgão e a lista de todas as contratações de serviços e aquisições de equipamentos realizadas em 2020 e 2021.

Mas, até o momento, a CPI não deu um passo sequer nesse sentido, sinal de que deseja incriminar o presidente, o mais rápido possível, e passar a mão na cabeça de quem roubou dinheiro da covid.

Blog do MAGNO 

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, cumpre agendas em Natal (RN) nesta segunda-feira (28), ao lado do prefeito Álvaro Dias, onde autorizará repasses para obras de saneamento básico na cidade e mais 10 estados e Distrito Federal, além de assinar acordos de cooperação técnica com diferentes instituições para o estabelecimento de ações nas áreas de desenvolvimento regional e habitação. Às 10h, Marinho visitará as obras de saneamento integrado nos bairros Nossa Senhora da Apresentação e Lagoa Azul. No local, ele assina a liberação de R$ 34 milhões para a continuidade das obras na capital potiguar e ações nos estados da Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe, além do Distrito Federal. As intervenções na Zona Norte de Natal receberão R$ 5 milhões. No mesmo local, Marinho também assina parcerias para viabilizar a regularização de 6,5 mil imóveis no Rio Grande do Norte. Uma delas, com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), no valor de R$ 3,5 milhões, visa promover o ensino, pesquisa e extensão voltadas à capacitação e assistência técnica para regularização fundiária urbana em áreas de interesse social no estado. A ideia é que 200 gestores públicos possam ser capacitados.
27
jun

Números da Covid

Postado às 19:48 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste domingo (27):

– O país registrou 739 óbitos nas últimas 24h, totalizando 513.474 mortes;

– Foram 33.704 novos casos de coronavírus registrados, no total 18.420.598.

– Com mais 31.939 curados registrados nas últimas 24h, o número total de recuperados do coronavírus é 16.613.992. Outros 1.293.132 pacientes estão em acompanhamento.

Boletim epidemiológico especial do Ministério da Saúde aponta que pelo menos 3,8 milhões de brasileiros que tomaram a primeira dose da vacina contra a covid-19 não foram receber a segunda e estão com o esquema vacinal atrasado. O número corresponde a 15% de quem deveria ter ido a um posto de saúde fechar o ciclo.

A análise foi feita pelo ministério com base nos dados registrados na Rede Nacional de Dados em Saúde entre 17 de janeiro a 14 de junho. O boletim foi publicado na última sexta-feira.

Até aquela data, segundo o boletim, 52 milhões de pessoas haviam recebido a primeira dose de uma das três vacinas até então disponíveis (AstraZeneca, CoronaVac e Pfizer). Dos que tomaram a primeira dose, 25,4 milhões deveriam ter tomado a segunda dose, mas apenas 21,6 milhões (85%) dessas pessoas foram aos postos fechar o ciclo vacinal.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, convocou os 3,8 milhões de brasileiros que já têm direito, mas ainda não tomaram a segunda dose da vacina contra a covid-19, a procurar um posto de saúde e atualizar o esquema vacinal. “As vacinas são seguras e devem ser utilizadas”, disse o ministro

Até ontem, segundo dados mais atualizados do consórcio de imprensa, 25,2 milhões de brasileiros completaram o ciclo de vacinação com as duas doses.

# Rio Grande do Norte – 49.555 faltosos

Agência Brasil

O senador admitiu pela primeira vez a possibilidade de abrir mão da sua pré-candidatura a reeleição no próximo ano. O petista disse em entrevista ao Novo Notícias que seu projeto para tentar renovar o mandato está posto, mas que está “a disposição do partido”.

“Eu gostaria de ser reconduzido ao Senado por méritos e métricas próprias, mas eu estou à disposição do partido. Se nenhum cenário na política me agradar, eu não tenho problema em ficar fora dela e ajudar os governos. Ajudar Lula e Fátima como eu puder. Não estou preocupado necessariamente com isso. Eu quero trazer alguma contribuição. Se eu não tiver contribuição a fazer, ou for atrapalhar, eu prefiro ficar de fora”, disse Jean Paul.

Alçado ao cargo como suplente de Fátima Bezerra, que renunciou para assumir o Governo do Estado, Jean Paul Prates amarga as últimas colocações nas pesquisas de intenção de votos divulgadas até agora. Nos bastidores da política potiguar, é grande o rumor de que a governadora precisará articular a vaga de Senado na sua chapa para um partido aliado, o que tiraria o petista da disputa.

Grande Ponto

A pandemia de Covid-19 no Rio Grande do Norte deverá apresentar um “grande declínio” entre os meses de outubro e novembro deste ano, segundo projeta Ricardo Valentim, pesquisador e coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do RN (Lais/UFRN). O professor se baseia em uma análise de dados da Saúde, que leva em consideração o número de novas infecções, taxas de internação e principalmente no avanço da campanha de imunização.

“Com o avanço da imunização, maior vai ser a redução na taxa de ocupação dos leitos, o estado vai precisar disponibilizar menos leitos e mais medidas restritivas serão retiradas. O estado tem tudo para fazer uma retomada segura como nunca fez, de forma gradual, coibindo as aglomerações. Nas tomadas de decisões, o Estado vai precisar considerar não só o número de casos e óbitos, mas também o de vacinados e infectados”, ressalta Valentim.

Para projetar o controle da pandemia ainda neste ano, o pesquisador Ricardo Valentim leva em consideração ainda o número de internações de idosos que caiu significativamente no estado. Até a sexta-feira (25), cerca de 70% dos leitos críticos de tratamento da Covid-19 eram ocupados por pessoas abaixo dos 60 anos, o que para o especialista, é um claro sinal do impacto da vacinação.

Novo Notícias 

Presidentes de 11 partidos se reuniram virtualmente na manhã de hoje e decidiram externar uma posição a favor do sistema atual de votação, pela urna eletrônica, e contra a proposta do voto impresso auditável que tramita na Câmara dos Deputados. As informações são do Poder360. “Somos a favor da manutenção do sistema atual, não é ser contra o voto impresso. Mas não tem porque mudar o sistema. Quem defende alterar, está querendo perturbar“, disse Roberto Freire, presidente do Cidadania, ao Poder360. De acordo com ele, a reunião foi marcada para se tirar um apoio suprapartidário ao uso da urna eletrônica. Segundo Bruno Araújo, presidente do PSDB, o grupo firmou posição para “sintonizar pela proteção à confiança do sistema de votação e apuração eletrônica brasileira“. “Foi uma reunião de muita representatividade política e demonstra assim uma maturidade pela proteção institucional do sistema eleitoral brasileiro“, afirmou.
27
jun

Bolsonaro: Temos uma CPI de sete pilantras

Postado às 10:53 Hs

Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro criticou, ontem, durante manifestação de apoiadores em Chapecó (SC), a realização da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado para investigar a gestão do governo durante a pandemia. As informações são do Estadão.

“Temos uma CPI de sete pilantras que não querem investigar quem recebeu o dinheiro, apenas quem pagou”, disse. A comissão conta com onze senadores titulares e sete suplentes.

Bolsonaro declarou que o governo defendeu o direito de trabalhar dos brasileiros, ao mesmo tempo que criticou medidas de restrições para conter o avanço da covid-19 no País desde o ano passado. “Não fechei um botequim. Não decretei lockdown porque respeito a constituição, o direito de ir e vir. Tentaram no ano passado mergulhar o Brasil no caos, com medidas absurdas”, disse.

O presidente discursou em tom de campanha, por cerca de dez minutos, citando o PT e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que chamou de “ladrão que por 14 anos afundou nosso País”. Ele defendeu que não haverá fraudes nas eleições de 2022, e disse que o Brasil terá uma “eleição no ano que vem com voto auditável”.

Ao final, ele passou a palavra para o ministro de Infraestrutura Tarcísio Freitas, que falou brevemente sobre o combate a corrupção e parabenizou a recepção na cidade.

Blog do Magno 

jul 6
quarta-feira
13 52
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
61 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.903.555 VISITAS