26
jan

Registros

Postado às 12:23 Hs

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta terça-feira (26). Foram mais 600 casos confirmados, totalizando 136.741. Na segunda-feira (25) eram 136.141 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 3.256 no total. Foram 05 (cinco) mortes ocorridas nas últimas 24 horas, (02 em Caicó, 01 em Jardim do Seridó, 01 em Santana do Matos e 01 em Natal).

A Sesap também registrou 11 (onze) óbitos ocorridos em dias ou semanas anteriores, após a confirmação de exames laboratoriais. Até segunda-feira (25), eram contabilizados 3.240 mortos. Óbitos em investigação são 564. Casos suspeitos somam 76,535 e descartados são 315.388. Recuperados são 95.604.

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 62,4%, registrada no fim da manhã desta terça-feira (26). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 308. Até o momento desta publicação são 92 leitos críticos (UTI) disponíveis e 153 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 149 disponíveis e 155 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região Oeste apresenta 67,5% dos leitos críticos ocupados, a região Seridó tem 65,7% e a Região metropolitana de Natal 58,5%.

26
jan

Em Pau dos Ferros

Postado às 12:02 Hs

Prefeita Marianna Almeida e o vereador Reginaldo Alves

Vereador Reginaldo Alves é indicado Líder do Governo na Câmara Municipal de Pau dos Ferros/RN

Na manhã desta segunda-feira (25), a Prefeita Marianna Almeida (PSD), protocolou o ofício Nº 033/2021-PMPF, indicando o Vereador Reginaldo Alves da Silva (PL) para ser o Líder do Governo na Câmara Municipal de Pau dos Ferros/RN.

Entre as funções do líder estão esclarecimentos de dúvidas sobre projetos encaminhados pelo poder executivo, além de ser o elo de ligação entre os parlamentares e o prefeito.

“Estou preparado para ouvir as críticas e elogios, pois fazem parte do processo democrático. Aproveito para agradecer a prefeita Marianna Almeida pela confiança e também ao povo de Pau dos Ferros que me elegeu para representá-los no Poder Legislativo”, disse o parlamentar. O vereador escolhido também afirmou que irá colaborar para estreitar as relações entre os poderes, e que está à disposição dos pares para juntos construir diálogos construtivos em prol dos pau-ferrenses.

Reginaldo Alves alcançou êxito na primeira vez que disputou uma cadeira na Casa Legislativa, recebendo o apoio de 785 eleitores.

Começam hoje (26) e vão até o dia 29 de janeiro as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2021. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), este ano o Fies vai oferecer 93 mil vagas. As inscrições podem ser feitas no portal do Fies. O resultado da seleção será divulgado no dia 2 de fevereiro. Em caso de pré-seleção para uma vaga na chamada única do Fies, o candidato terá o período de 3 a 5 de fevereiro de 2021 para complementar sua inscrição.

Quem não for pré-selecionado vai automaticamente para a lista de espera. A convocação por meio da lista de espera ocorrerá de 3 de fevereiro até 18 de março de 2021. Pelo regulamento do programa, os candidatos pré-selecionados na lista de espera deverão complementar a inscrição no prazo de três dias úteis, contados do dia subsequente ao da divulgação de sua pré-seleção no FiesSeleção.

Termina na próxima sexta-feira (29) o prazo para a regularização e inscrição no Simples Nacional das micro e pequenas empresas que faturam até R$ 4,8 milhões por ano. A solicitação é feita exclusivamente pela internet, por meio do portal do Simples Nacional. Com o pedido aceito, a adesão retroagirá ao dia 1º de janeiro.

O Simples Nacional é regime tributário diferenciado, que reúne em um único documento de arrecadação os principais tributos federais, estaduais, municipais e previdenciários devidos pelas micro e pequenas empresas. O recolhimento, feito por esse documento único, deve ser pago até o dia 20 do mês seguinte àquele em que houver sido auferida a receita bruta.

Também poderão aderir ao Simples as empresas que estavam no Lucro Presumido ou Lucro Real e tiveram queda significativa no faturamento em 2020, por causa da pandemia. Essas empresas deverão cumprir o mesmo prazo. Em outra novidade, que vale excepcionalmente agora, o governo federal não excluiu empresas com débitos tributários em 2020 e as empresas optantes que estavam inadimplentes permaneceram no Simples em 2021.

No caso de empresas que ainda não eram optantes pelo Simples, no momento da opção o sistema responde automaticamente se há pendências com os fiscos federal, estadual ou municipal. Para a regularização de pendências com a Receita Federal ou com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional não é necessário que o contribuinte se dirija a uma unidade da Receita Federal, basta seguir as orientações para regularização de pendências no site da Receita Federal. Para a regularização de pendências com os estados, o Distrito Federal e municípios, o contribuinte deve procurar a Administração Tributária responsável.

Agência Brasil

Marcado para o próximo dia primeiro de fevereiro, o retorno às aulas na rede estadual de ensino, programadas para acontecer em um formato híbrido, com aulas presenciais e remotas, através da internet, não agrada a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (Sinte/RN), que adianta que se as aulas presenciais forem obrigatórias, não está descartada a possibilidade de uma greve. As informações são do Saiba Mais – Agência de reportagem.

“Não é o momento para retornar presencialmente porque a pandemia, inclusive, vem apresentando números crescentes no país e no estado. Sabemos que muitas escolas não estão preparadas porque não receberam os recursos necessários para fazer as adequações. As escolas não estão devidamente equipadas e é preciso ter segurança nesse retorno, por isso defendemos que o retorno presencial seja feito com a vacinação”, explica Bruno Vital, que faz parte da diretoria do Sinte.

A reportagem ainda destaca que segundo o sindicato dos professores, a categoria não se opõe ao retorno às aulas remotas, o problema é a obrigatoriedade das aulas presenciais que, com um calendário de vacinação incerto em todo o país, colocaria a vida de professores, funcionários e estudantes em risco:

“Não há clareza sobre a vacinação no país e não sabemos por quanto tempo isso vai se prolongar. A única certeza é que a vida das pessoas devem estar em primeiro lugar. Mas, se o Governo estabelecer que o retorno presencial é obrigatório, vamos deflagrar uma greve em defesa da vida, para que as aulas retornem após a vacinação”, reforça.

Matéria na íntegra AQUI.

Apesar das resistências, o Ministério da Economia já discute uma nova rodada do auxílio emergencial, mas com uma condição: a realização de um acordo com o Congresso para aprovação rápida de medidas de corte de gastos. A decisão só deve ser tomada depois das eleições para o comando da Câmara e do Senado – marcadas para 1.º de fevereiro –, quando o ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende abrir diálogo para a aprovação das medidas. Até lá, a estratégia é “segurar a respiração e esperar a eleição”, como definiu ao Estadão um integrante da equipe econômica. A posição dos quatro principais candidatos à presidência de Câmara e do Senado, favoráveis à nova rodada do auxílio em meio ao avanço da covid-19, está forçando o governo a rever os planos, ao mesmo tempo que cresce a pressão para o governo acelerar as negociações para adquirir vacinas para imunizar a população e destravar a economia. Como revelou o Estadão no sábado, o ministro quer aproveitar o momento de pressão dos parlamentares, governadores e prefeitos para tentar “fazer do limão uma limonada” e aprovar uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) com medidas de ajuste que não avançaram em 2020, incluindo cortes em gastos com os servidores.
26
jan

Avançando…devagar

Postado às 8:12 Hs

O Brasil iniciou a imunização contra o coronavírus quase um mês depois dos países da rica Europa, como Dinamarca, Bélgica, Suíça Portugal etc. Mas, desde o dia 17, início da vacinação por aqui, o Brasil já é o 5º país que mais imuniza no mundo. Apenas Estados Unidos, Reino Unido, Índia e Israel vacinaram mais habitantes, no mesmo período, segundo a plataforma Our World in Data. No total, o Brasil é o 15º país com mais imunizados (mais de 700 mil). EUA estão em 1º, com 21,3 milhões. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Em toda a América do Sul, cerca de um milhão de pessoas foram vacinadas. Desse total, 70% já são brasileiros. A Argentina, muito elogiada na imprensa brasileira, iniciou a imunização no dia 29 de dezembro. Até ontem, imunizou menos da metade do Brasil.

O Canadá, primeiro país a iniciar a vacinação no mundo, mais de um mês antes do Brasil, em 14 de dezembro, tem 816 mil imunizados.

DIÁRIO DO PODER

26
jan

@@@ O dia de hoje na História… @@@

Postado às 7:05 Hs

26 de janeiro:
Dia da Gula.
Dia de Santo Timotéo e Santa Paula
Nesta data em:

1654 – Insurreição Pernambucana, na imagem, terminam as Invasões holandesas no Brasil.
1788 – Dia da Austrália: a First Fleet (“Primeira Frota”) chega ao território australiano e inicia-se a colonização britânica, com a instalação de uma colônia penal na área da atual Sydney.
1950 – É proclamada a República da Índia.

Nasceram neste dia…

1917 – Antônio Callado, jornalista e escritor brasileiro, membro da ABL (m. 1997).
1925 – Paul Newman, ator norte-americano (m. 2008).
1963 – José Mourinho, treinador de futebol português.

Morreram neste dia…

1823 – Edward Jenner, médico britânico, inventor da vacina da varíola (n. 1749).
1824 – Théodore Géricault, pintor francês (n. 1791).

1931 – Graça Aranha, escritor e político brasileiro (n. 1868)
1993 – Robert Jacobsen, escultor e pintor dinamarquês (n. 1912).

2009 – Renato Consorte, ator brasileiro (n. 1924).

2011 – John Herbert, ator, diretor e produtor brasileiro

2012 — Djaci Falcão, jurista e magistrado brasileiro (n. 1919).

2019 — Wagner Montes, apresentador de televisão e político brasileiro (n. 1954).

2020 – Kobe Bryant, jogador de basquete americano (n. 1978).
2020 – Tunai, cantor e compositor brasileiro (n. 1950).

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Juventude da Prefeitura de Mossoró dispõe de três postos de atendimento do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). Os postos continuam funcionando durante a pandemia da Covid-19 com horário diferenciado, respeitando as normas sanitárias. Durante a pandemia os atendimentos do CadÚnico em Mossoró acontecem das 7h às 14h, de segunda a sexta-feira. Os postos estão localizados no Centro Administrativo Alcides Belo, no bairro Aeroporto; na Avenida Alberto Maranhão, no Centro da cidade; e no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) Barrocas, na Avenida Alberto Maranhão, S/N, em frente à Escola Municipal Antônio da Graça Machado. Em breve os atendimentos retornam ao horário normal.
25
jan

Números da Covid

Postado às 20:27 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta segunda-feira (25):

– O país registrou 627 óbitos nas últimas 24h, totalizando 217.664 mortes;

– Foram 26.816 novos casos de coronavírus registrados, no total 8.871.393 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 7.709.602, com o registro de mais 55.832, pacientes curados. Outros 944.127 pacientes estão em acompanhamento. O número de pessoas curadas já representa 86,9% do total de casos acumulados.

A Prefeitura de Mossoró anunciou, hoje (25) o calendário de pagamento do servidor público municipal de 2021. Conforme o cronograma anual, o funcionalismo receberá salário no último dia útil de cada mês. Ou seja, salário base e adicionais dentro do mês trabalhado.

Sobre vencimentos atrasados de 2020, a Prefeitura estuda medidas administrativas e legais para fazer o pagamento. A dívida supera R$ 11 milhões e diz respeito à insalubridade, horas extras, 13º salário, diárias e outros direitos. A gestão anunciará, em breve, como será esse pagamento.

Em relação ao terço de férias dos professores, a gestão municipal garante que também será pago ainda este mês. Sobre décimo terceiro salário, a Prefeitura iniciou levantamento financeiro para verificar se consegue pagá-lo no mês do aniversário do servidor ou em dezembro.

Segundo o prefeito Allyson Bezerra, o servidor público agora é ouvido e prestigiado. “Apesar de tantas dificuldades administrativas, honraremos compromisso com o servidor e manteremos em dia o salário dos trabalhadores. Tudo está sendo feito com muita responsabilidade”, assegura.

O calendário anual propicia planejamento e mais segurança financeira ao funcionalismo, na avaliação do chefe de Gabinete e secretário interino da Administração, Kadson Eduardo. “Ao saber a data do recebimento, o servidor pode se organizar ao longo do ano”, observa.

Fonte: Portal RN e Anna Ruth Dantas

O deputado federal Chiquinho Brazão (Avante-RJ) não enxerga outra opção a não ser a volta do auxílio emergencial. Não por acaso, ele é o autor do projeto de lei 5650/20, que determina a extensão do benefício de R$ 600 até abril. Segundo ele, a volta do auxílio significa um “compromisso dos deputados com o povo.”

“A curto prazo, não temos outra escolha. A Câmara como um todo é favorável pela extensão dos R$ 600 para que tenhamos uma luz no fim do túnel”, disse o deputado ao CNN Business. “Devido ao momento, mesmo com o avanço da vacina, eu acredito que a votação pode ser em fevereiro.”

Desde o início da pandemia, o governo já gastou mais de R$ 288 bilhões em pagamentos do benefício. Entre abril e setembro, o valor do benefício era de R$ 600 por pessoa ou R$ 1,2 mil para mães provedoras da família. De outubro até dezembro, pagamento da última parcela, o valor cairia pela metade.

No valor cheio do benefício, a média de dinheiro dispendida pelo governo foi de R$ 50 bilhões por mês. Montante este que caiu pela metade nos últimos meses do ano.

O grande problema – e que preocupa economistas e investidores – é de onde vai sair todo esse dinheiro. A dívida pública do governo está cada vez mais próxima de 100% do PIB, o que não permite que o governo gaste o dinheiro como bem entender.

Para completar, há o Teto de Gastos, regra que limita os gastos do governo aos mesmos do ano anterior, somada a inflação. No ano passado, por causa da aprovação do estado de calamidade pública, o teto não precisou ser cumprido.

Fonte:  CNN

O presidente Jair Bolsonaro sinalizou filiação a um novo partido político em março. Após não conseguir tirar o Aliança pelo Brasil do papel, o chefe do Planalto passou a negociar a filiação a uma outra legenda para tentar a reeleição em 2022 e também levar aliados a uma nova sigla. Nesta segunda-feira, 25, Bolsonaro foi questionado sobre o partido em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada. “Em março eu decido, ou decola o partido ou vou ter que arranjar outro”, disse o presidente. “Se não decolar, a gente vai ter que ter outro partido, se não, não temos como nos preparar para as eleições de 2022”.
25
jan

Registros

Postado às 12:33 Hs

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta segunda-feira (25). Foram mais 357 casos confirmados, totalizando 136.131. No domingo (24) eram 135.774 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 3.240 no total. Foram 3 (três) mortes ocorridas nas últimas 24 horas, (Parnamirim, São Tomé e Equador).

A Sesap também registrou 2 (dois) óbitos ocorridos em dias ou semanas anteriores, após a confirmação de exames laboratoriais. Até domingo (24), eram contabilizados 3.235 mortos. Óbitos em investigação são 559.

Casos suspeitos somam 74.937 e descartados são 313.196. Recuperados são 95.604. 

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 62%, registrada no fim da manhã desta segunda-feira (25). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 313. Até o momento desta publicação são 93 leitos críticos (UTI) disponíveis e 152 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 143 disponíveis e 161 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região Seridó apresenta 85,7% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 62,5% e a Região metropolitana de Natal 55,4%.

Poder360

A história dos grandes jornais diários brasileiros durante os 2 primeiros anos de mandato de Jair Bolsonaro (2019 e 2020) é de sobrevivência. Passados 24 meses, 10 dos principais veículos do país conseguiram juntos manter sua circulação, quando se somam os exemplares pagos impressos e digitais.

Em dezembro de 2018, a circulação total (impressa e digital) desses 10 jornais tradicionais era de 1.444.104 exemplares. Em dezembro de 2020, segundo o  IVC (Instituto Verificador de Comunicação), o número foi de 1.428.073. Uma queda ínfima de 1,1%, que pode ser entendida como estabilidade.

Para esta reportagem a respeito do setor de mídia, o Poder360 selecionou estes 10 veículos: Folha de S.Paulo, O Globo, O Estado de S.Paulo, Super Notícia (MG), Zero Hora (RS), Valor Econômico, Correio Braziliense (DF), Estado de Minas, A Tarde (BA) e O Povo (CE).

Cabe destacar que, quando analisados separadamente, esses 10 veículos contam histórias diferentes nos 2 primeiros anos do governo Bolsonaro. Folha, Globo, Valor e A Tarde tiveram desempenhos positivos em suas tiragens pagas. Os demais enfrentaram uma queda global de circulação.

O segundo dia de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 teve 55,3% de faltas, abstenção recorde no exame, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Do total de 5.523.029 inscritos no exame, menos da metade, 2.470.396, compareceu aos locais de prova. O índice foi maior que no primeiro dia, quando 51,5% dos inscritos não compareceram às provas.  A média histórica de abstenção no Enem, segundo o Inep, é de cerca de 27%. O recorde anterior havia sido registrado em 2009, com 37,7% de abstenção. Foram eliminados no segundo dia 1.274 participantes por descumprirem as regras do exame, além de 14 emergências médicas. No primeiro dia, 2.967 candidatos foram eliminados. De acordo com o presidente do Inep, Alexandre Lopes, o número de faltosos foi maior do que o esperado, mesmo assim, a realização do exame foi vitoriosa. “
25
jan

Mais vacinas

Postado às 10:28 Hs

O Governo do Estado informa em suas redes sociais que o Rio Grande do Norte recebe na manhã desta segunda-feira (25) mais um lote de vacinas contra a Covid-19.

Serão 14.500 doses da Coronavac para finalização da vacinação dos profissionais da saúde e início da imunização em idosos acima de 75 anos.

Na terça-feira 19 o Estado já havia recebido 82.400 doses da Coronavac.

Diante da crescente pressão por uma nova rodada de auxílio emergencial para ajudar os mais vulneráveis à crise da covid-19, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, disse neste domingo, 24, esperar do governo e do Congresso a “sensibilidade necessária” para encontrar o melhor caminho. Ele destacou, porém, que será necessário definir, durante a votação do Orçamento de 2021, qual será a prioridade dada a essa iniciativa, respeitando as condições fiscais da União.

“Teremos votação do Orçamento, espero, entre fevereiro e março. Esse será o momento de definir qual prioridade que governo dará, dentro de sua condição orçamentária, a um novo programa ou à manutenção do que aí está. Tem muito a ver com essa sinergia necessária entre Parlamento e governo federal e com o apelo da própria sociedade. Agora, essa é uma missão do ministro Onyx (Lorenzoni, da Cidadania), junto com o presidente (Jair Bolsonaro)”, disse Marinho em entrevista à GloboNews. “Espero que haja sensibilidade necessária para encontrarmos o melhor caminho”, afirmou.

Estadão

jan 26
terça-feira
13 06
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
93 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.845.958 VISITAS