22
fev

@@@ O dia de Hoje na História… @@@

Postado às 6:40 Hs

22 de fevereiro:
Dia do ASG.
Dia do Pensamento.
Dia Internacional do Maçom
Dia de Santa Margarida
Dia do IBAMA. 
Nesta data em :

1828 – Regressa a Lisboa D. Miguel, que jura a nova Carta Constitucional do Império Português.
1974 – O general português António de Spínola publica o livro “Portugal e o Futuro”, em que propõe soluções políticas e não militares para os conflitos nas colónias portuguesas em África.
1974 – O Paquistão reconhece a independência do Bangladesh.

Nasceram neste dia…

1732 – George Washington, primeiro presidente dos Estados Unidos (m. 1799).
1857 – Robert Baden-Powell, militar britânico e fundador do escotismo (m. 1941).
1949 – Niki Lauda, piloto de automóveis austríaco.

Morreram neste dia…

1512 – Américo Vespúcio (na imagem), explorador e navegador italiano (n. 1454).
1913 – Ferdinand de Saussure, linguista suíço (n. 1857).
1987 – Andy Warhol, cineasta norte-americano (n. 1928).

2008- Rubens de Falco, ator e teledramaturgo brasileiro (n. 1931).

2008 – Oswaldo Louzada, ator brasileiro (n. 1912).

 2009 – Ida Gomes, atriz brasileira (n. 1933).

2010 – Charles Stenvig, político norte-americano (n. 1928).

2010 – Mohammed Zaman, líder militar e político afegão (n. 1965).

2015 — Renato Rocha, músico brasileiro (n. 1961).

2021-Lawrence Ferlinghetti, poeta e pintor americano (n. 1919).
2021 -Daviz Simango, político moçambicano (n. 1964).

Foto: Ministério da Justiça/Divulgação

A Secretaria Nacional de Políticas Penais do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senappen/MJSP) formalizou, na terça-feira (20), uma série de medidas de intensificação das rotinas de segurança nas cinco penitenciárias federais do país. Entre as ações, que já vinham sendo realizadas, estão revistas diárias em todas as celas, pátios e parlatórios (locais específicos de instituições penais).

O documento também indica melhorias nas estruturas de iluminação no interior das celas e instalação de refletores, lâmpadas e luminárias em locais de baixa luminosidade e em outros pontos estratégicos.

O ofício também lista a qualificação do sistema de videomonitoramento nas Unidades Penais Federais, e o mapeamento de grades nos espaços verticais destinados a dutos, tubulações e sistemas de ventilação e elétrico, nos locais sem laje.

Além das medidas estruturais, o ofício solicita reforço do efetivo de policiais penais nas cinco sedes e rondas externas para complementar os serviços de vigilância. Se necessário, as missões previamente definidas dos servidores lotados nas unidades serão suspensas.

Fiscalização

A adoção das medidas mitigadoras contempla, ainda, inspeções prediais in loco das estruturas de segurança contra incêndios, instalações hidráulicas e sanitárias, elétricas de baixa e média tensão, sistema de ventilação e refrigeração e estação de tratamento de esgoto, com posterior realização de laudo técnico.

A fiscalização das providências ficará sob responsabilidade do Comitê Multidisciplinar por meio de visitas periódicas nos presídios, conforme determina a Portaria nº 293, de 15 de fevereiro de 2024.

Ponta Negra News

21
fev

@@@ O dia de Hoje na História… @@@

Postado às 6:44 Hs

21 de fevereiro:
Data festiva do exército
Dia Nacional do Naturismo.
Dia de São Pedro Damião
Nesta data em:

1431 – Inicia-se o julgamento de Joana d’Arc.
1916 – Primeira Guerra Mundial: começa a batalha de Verdun.
1945 – É tomado o Monte Castello pela Força Expedicionária Brasileira, na imagem, durante a Segunda Guerra Mundial.

Nasceram neste dia…

1397 – Isabel de Portugal, Duquesa da Borgonha, (m. 1471).
1907 – W. H. Auden, poeta britânico (m. 1973).
1942 – Margarethe von Trotta, atriz, cineasta e escritora alemã.

Morreram neste dia…

1677 – Bento de Espinosa, filósofo neerlandês (n. 1632).
1938 – George Ellery Hale, astrónomo norte-americano (n. 1868).
1984 – Michail Sholokhov, escritor russo (n. 1905).

2011 – Dwayne McDuffie, produtor de desenhos animados e quadrinhos (n. 1962)

2015 — David Martins Miranda, religioso brasileiro (n. 1936).

2016 — María Luisa Alcalá, atriz mexicana (n. 1943).
2018 — Billy Graham, pregador batista norte-americano (n. 1918).

2019 — Sequeira Costa, pianista português (n. 1929).

2020 — Claudia Telles, cantora, compositora e instrumentista brasileira (n. 1957).

 

 

 

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, afirmou, hoje, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), podem se reunir nesta semana para tentar destravar os temas da medida provisória que retoma a tributação da folha de pagamento das empresas.

O Planalto deu a possibilidade ao presidente do Senado para que a reunião ocorra ainda nesta terça – o compromisso ainda não tinha sido incluído nas agendas de Lula e Pacheco até as 13h30. A articulação política do governo também agendou para esta semana um encontro do presidente Lula com os líderes partidários da Câmara e com o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL). O encontro deve acontecer nesta quinta-feira (22).

“É um encontro que a gente já queria fazer no final do ano passado, que a gente não conseguiu fazer por causa da agenda do Congresso e do presidente. Uma oportunidade da gente retomar esse encontro, esse diálogo, reforçar essa agenda”, afirmou Padilha.

A declaração foi feita após reunião da cúpula do governo no Palácio do Planalto, em encontro do presidente Lula e do ministro Fernando Haddad com as lideranças do governo no Congresso. A MP foi enviada ao Congresso no fim de dezembro, anunciada pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, mas ainda não começou a tramitar.

Parlamentares e entidades fizeram duras críticas ao texto, que retoma a tributação sobre a folha de pagamento de 17 setores intensivos em mão de obra – e, na prática, aumenta o custo tributário dessas firmas. O governo trabalha com a possibilidade de retirar esse tema da medida provisória e reenviá-lo ao Congresso na forma de um projeto de lei. A MP seguiria tramitando com os outros dois temas já incluídos no texto:

  • a redução dos incentivos do Perse, criado para beneficiar o setor de eventos durante a pandemia da Covid e prorrogado até 2026, e
  • o teto para compensação de créditos tributários.

“Estamos abertos, vamos [tratar disso] agora com que volta plenamente o Congresso e as pautas. Eu já havia feito essa conversa com o presidente Pacheco para que essa semana a gente pudesse ter esse encontro do presidente Lula com a nossa presença, para construir definitivamente o caminho de negociação. Não está descartada a possibilidade por parte do governo, como fizemos em outras MPs, de transformarmos o conteúdo da negociação em um PL de urgência se for visto como a melhor forma de tramitar”, declarou Padilha hoje.

Segundo Padilha, “a MP é fundamental para manter o equilíbrio das contas públicas do governo” e a negociação em torno do tema será continuada.

 

Blog do Magno Martins

A despeito das mais de 100 assinaturas reunidas na Câmara, entre deputados de oposição e até de partidos da base aliada do governo, o pedido de impeachment de Lula que deve ser protocolado nesta terça-feira (20/2) já tem destino certo: vai repousar em alguma gaveta do gabinete de Arthur Lira.

O presidente da Câmara não vem dizendo publicamente o que vai fazer em relação ao pedido contra o presidente, mas a expectativa de aliados próximos a ele é que Lira não faça nada e sente em cima do papel. Ou seja: se aceitar o pedido está fora de cogitação, tampouco Arthur Lira o arquivará, o que desagradaria a oposição na Câmara.

O pedido de impeachment de Lula foi articulado depois da comparação feita pelo petista entre a guerra em Gaza e o Holocausto, que deflagrou uma crise diplomática com Israel. A justificativa da oposição é que o presidente expôs o Brasil ao perigo de guerra, conduta que configuraria crime de responsabilidade.

Para protocolar um pedido de impeachment, são necessárias 171 assinaturas. Até o fim dessa segunda-feira (19/2), 108 deputados haviam apoiado a iniciativa.

Guilherme Amado- Metrópoles

Foto: Cristiano Mariz/Agência O Globo

Após o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), manter um depoimento do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) marcado para quinta-feira, a defesa de Bolsonaro afirmou à Corte e à Polícia Federal (PF) que ele permanecerá em silêncio e solicitou que, por isso, seja dispensado de comparecer.

“Uma vez que o peticionário fará uso do direito ao silêncio nos termos da presente manifestação, requer seja dispensado do comparecimento pessoal, conforme já discutido previamente com Vossa Excelência em outras oitivas, notadamente em virtude de preocupações relacionadas à logística e segurança apresentadas pela D. Autoridade Policial”, afirmaram os advogados do ex-presidente.

A petição é endereçada ao delegado da PF Fabio Alvarez Shor, responsável pela investigação, mas também foi protocolada no STF.

Bolsonaro foi intimado pela PF a prestar depoimento na quinta-feira, em Brasília, sobre um suposto plano de golpe de Estado. De acordo com as investigações, o ex-presidente teria recebido, analisado e alterado uma minuta de decreto golpista, em dezembro de 2022.

Na segunda-feira, a defesa do ex-presidente afirmou que ele não iria prestar depoimento enquanto não tivesse acesso ao conteúdo de celulares apreendidos em investigações contra ele e aliados. Os advogados também solicitaram acesso à delação premiada do tenente-coronel Mauro Cid.

Em resposta, Moraes manteve o depoimento para quinta-feira, dizendo que não compete a Bolsonaro “escolher a data e horário de seu interrogatório”, e afirmou que foi concedido aos advogados acessos aos autos da investigação, com exceção das diligências em andamento e da delação de Cid.

Na petição desta terça-feira, a defesa afirma que “em momento algum” Bolsonaro quis “decidir pela possibilidade ou não da realização da oitiva, tampouco pretendia escolher data e horário específico”.

Os advogados afirmam que o acesso concedido na segunda-feira é insuficiente porque eles teriam apenas dois dias para leitura dos autos. Além disso, reforçou o pedido de obtenção de “todos os elementos de prova”.

O Globo

Em janeiro, a inflação pesou mais no bolso das famílias de baixa renda do que no orçamento das famílias de rendas média e alta. A constatação faz parte do Indicador de Inflação por Faixa de Renda, divulgado nesta segunda-feira (19) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

De acordo com o levantamento, enquanto a inflação oficial do país – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foi de 0,42% em janeiro, a inflação para famílias de renda muito baixa (renda mensal domiciliar de até R$ 2.105,99) ficou em 0,66%.

Os grupos familiares de renda baixa (entre R$ 2.105,99 e R$ 3.158,99) e média-baixa (de R$ 3.158,99 e R$ 5.264,99) também sentiram no bolso uma inflação maior que a média, 0,59% e 0,49%, respectivamente.

Por outro lado, lares de renda média (de R$ 5.264,98 e R$ 10.529,96), média-alta (de R$ 10.529,96 e R$ 21.059,92) e, especialmente, alta (acima de R$ 21.059,92) sentiram impactos de aumentos de preços abaixo da inflação oficial, 0,37%, 0,38% e 0,04%, respectivamente.

Alimentos – De acordo com o Ipea, o peso maior do custo de vida para os lares mais pobres é explicado pela alta nos preços dos alimentos. Isso acontece porque a parcela do orçamento gasta com a compra de alimentos é bem maior para as famílias mais pobres, em relação à observada no segmento de renda mais alta.

“Em janeiro, o principal foco inflacionário para as classes de rendas mais baixas veio do grupo alimentos e bebidas, refletindo a alta dos preços dos alimentos no domicílio, especialmente dos cereais (6,8%), dos tubérculos (11,1%), das frutas (5,1%) e dos óleos e gorduras (2,1%)”, explica a pesquisadora do Ipea Maria Andreia Parente Lameiras.

No mês de janeiro, o comportamento no preço dos alimentos representou um peso de 0,44 pontos percentuais (p.p.) na inflação das famílias de renda muito baixa. Já para os grupamentos familiares de renda mais alta, o peso foi de 0,14 p.p.

Os lares mais abastados contaram com outra contribuição para sentirem menos os efeitos da inflação: a queda de 15,2% dos preços das passagens aéreas e de 10,2% das tarifas de transporte por aplicativo.

Inversão em 12 meses – Os resultados de janeiro ficaram na contramão do acumulado nos últimos 12 meses. No período, foram as famílias de rendas média (4,65%), média-alta (4,93%) e alta (5,67%) que sentiram inflação maior que a média nacional (4,51%).

Por outro lado, domicílios de renda muito baixa (3,47%), baixa (3,84%) e média-baixa (4,24%) sentiram um peso menor que o IPCA no orçamento.

O Ipea explica que as maiores pressões inflacionárias nos últimos doze meses foram nos grupos transportes, saúde e cuidados pessoais e habitação, impactados pelos reajustes de 25,5% das passagens aéreas, de 10,8% da gasolina, de 6,2% dos produtos farmacêuticos, de 5,6% dos artigos de higiene, de 11% dos planos de saúde e de 8,6% da energia elétrica.

Da Agência Brasil

O presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva (PT), levantou a hipótese de que os dois detentos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró (RN) na última quarta-feira (14) podem ter tido algum tipo de apoio. Lula destacou a rápida decisão tomada pelo ministro da Justiça e da Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, para instaurar uma sindicância sobre o caso.

“Queremos saber como esses cidadãos cavaram um buraco e ninguém viu. Não quero acusar, mas teoricamente parece que houve a conivência de alguém do sistema lá dentro. Como não posso acusar ninguém, sou obrigado a acreditar que a investigação que está sendo realizada pela polícia local e pela Polícia Federal nos indique o que aconteceu”, disse ele neste domingo (18), em coletiva de imprensa concedida durante sua viagem à Etiópia e transmitida pela internet.

Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento foram os primeiros detentos da história brasileira a escapar de uma penitenciária federal, que são consideradas de segurança máxima. Além da unidade de Mossoró, existem outras quatro no país: em Catanduvas (SC), Campo Grande (MS), Porto Velho (RO) e Brasília (DF).

“É a primeira vez que fogem pessoas nesses presídios. Isso significa que pode ter havido relaxamento e nós vamos saber de quem”, acrescentou Lula. Uma operação para recapturar os dois fugitivos mobiliza cerca de 300 agentes federais. A forma como ambos escaparam está sendo investigada. Um buraco foi encontrado em uma parede e suspeita-se que eles tenham usado ferramentas destinados a uma obra interna.

Foto: ABIR SULTAN POOL/Pool via REUTERS

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse, neste domingo (18), que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “cruzou uma linha vermelha” em suas declarações mais recentes sobre a guerra na Faixa de Gaza.

Durante a coletiva de imprensa que encerrou sua viagem à África, Lula disse que o Exército israelense comete genocídio contra os palestinos e fez alusão à matança de judeus na Alemanha nazista de Adolf Hitler.

“As palavras do presidente do Brasil são vergonhosas e graves. Trata-se de banalizar o Holocausto e de tentar prejudicar o povo judeu e o direito de Israel se defender”, publicou Netanyahu no X (antigo Twitter).

Imagem: reprodução/X

“Comparar Israel ao Holocausto nazista e a Hitler é cruzar uma linha vermelha. Israel luta pela sua defesa e pela garantia do seu futuro até à vitória completa e faz isso ao mesmo tempo que defende o direito internacional”, acrescentou o premiê.

Netanyahu, juntamente com seu ministro de Relações Exteriores, Israel Katz, decidiram convocar o embaixador brasileiro em Israel para uma “dura conversa de repreensão”. Essa reprimenda deve acontecer nesta segunda-feira (19).

CNN Brasil

Foto: Divulgação/Senappen

A Federação Nacional dos Policiais Penais Federais (Fenappf) divulgou um comunicado e afirmou que os dois detentos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró (RN) não tiveram ‘ajuda externa’.

“Os foragidos não tiveram apoio externo, ou seja, não havia logística externa, eles não possuíam veículo para fuga, celulares, casa de apoio e nem rota de fuga, o que nos leva a acreditar que não houve planejamento prévio e sim uma oportunidade que foi aproveitada e obtiveram êxito”, diz nota.

A federação, que reúne cinco sindicatos da categoria, também afirma que ‘se for comprovada a participação de policiais durante a fuga’ de Deibson Nascimento e Rogério Mendonça será necessário ‘cortar a própria carne sem qualquer corporativismo’.

A Fenappf também diz esperar que tudo seja apurado e que eventuais responsáveis ‘respondam pelas suas ações e/ou omissões na forma da lei’.

“Findada as apurações, se tiver algum policial penal federal envolvido cortaremos a própria carne sem qualquer corporativismo, pois o nosso maior orgulho sempre foram os números estatísticos de zero fuga, zero rebelião, zero celular”, diz o documento.

A federação também destaca que desde que o Sistema Penitenciário Federal começou a operar, nunca registrou problemas de segurança ou operacional.

“As penitenciárias federais continuam seguras e cumprindo o seu devido papel, o isolamento de lideranças criminosas inseridas no Sistema Penitenciário Federal”, afirma a nota.

A federação também repudiou falas de pessoas públicas e formadoras de opinião em relação a acusações sobre corrupção dos policiais penais. E defendeu a continuidade das investigações.

CNN Brasil

Foto: iStock

A cobrança de valores devidos por contribuintes inscritos na dívida ativa rendeu à União uma receita extra de R$ 48,3 bilhões em 2023, alta de 23,5% em relação ao ano anterior (em valores nominais).

O crescimento expressivo é explicado pela maior adesão de contribuintes à transação tributária e por uma mudança de estratégia no acompanhamento dos processos de execução fiscal, dando prioridade àqueles que envolvem maior valor ou suspeita de fraudes para omitir patrimônio.

Por outro lado, os números registrados pela PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional), braço jurídico do Ministério da Fazenda, ainda não retratam o efeito positivo esperado a partir da nova lei que facilita as negociações de débitos após julgamento no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais).

Folha de S. Paulo

17
fev

@@@ O dia de Hoje na História… @@@

Postado às 6:30 Hs

17 de fevereiro:
Dia de Nossa Senhora do Desterro e Santo Aleixo
Nesta data em:

1600 – Giordano Bruno é queimado vivo no Campo de’ Fiori em Roma, acusado de heresia.
1867 – O primeiro navio atravessa o Canal de Suez.
1986 – É assinado o Ato Único Europeu pelos países da União Europeia.

Nasceram neste dia…

1653 – Arcangelo Corelli, violinista e compositor italiano (m. 1713).
1941 – Fernando Gabeira (na imagem), jornalista, ex-guerrilheiro e político brasileiro.
1963 – Michael Jordan, ex-jogador de basquetebol estadunidense.

Morreram neste dia…

1673 – Molière, dramaturgo e ator francês (n. 1622).
1856 – Heinrich Heine, poeta romântico alemão (n. 1797).

1973 – Pixinguinha, músico e compositor brasileiro (n. 1897).
1982 – Thelonious Monk, pianista e compositor de jazz estadunidense (n. 1917).

1997 – Darcy Ribeiro, antropólogo, político e escritor brasileiro (n. 1922).

2005 – Omar Sivori, futebolista ítalo-argentino (n. 1935).

2006 – Jorge Mendonça, futebolista brasileiro (n. 1954).

2009 — Mike Whitmarsh, voleibolistas de praia norte-americano (n. 1962).

2010 – Kathryn Grayson, atriz e cantora de ópera soprano norte-americana (n. 1922).

2010 – Witold Skaruch, ator e diretor polonês (n. 1930).

2020 — Mário da Graça Machungo, político moçambicano (n. 1940).

2021 — Rush Limbaugh, apresentador de talk show e escritor americano (n. 1951).


Foto: Reprodução/TV Tropical

O juiz corregedor da Penitenciária Federal de Mossoró, Walter Nunes, falou sobre a fuga dos dois presos na unidade em entrevista à TV Tropical. Ele considera a possibilidade de facilitação para que Deibson Cabral Nascimento e Rogério da Silva Mendonça tenham conseguido sair do presídio.

Eu fui ao local e vi como foi a dinâmica. Tudo começa dentro da cela. Eles estavam em uma cela individual e conseguiram sair. Como é que eles conseguiram sair de uma cela individual de um presídio de segurança máxima? Para eles saírem do local, tiveram que tirar uma luminária, que não é essa luminária que a gente tem em casa. Ela é pregada numa parede, não é no teto. É humanamente impossível tirar com as mãos. Eles tiveram que utilizar algum instrumento e utilizaram uma barra de ferro para poder arrancar. Isso não é uma coisa que se faz em poucas horas. Acredito que tenham feito aqui em dois ou três dias“, afirmou.

Aí a gente já identifica dois problemas. Primeiro, como essa barra de ferro entrou? E eles estavam presos em celas individuais. Com essa primeira resposta, tem que ser feita a investigação. Segundo, pelos procedimentos, todos os dias quando o interno vai para o banho de sol, que é de duas horas, dois policiais federais tem de entrar na cela e fazer a inspeção para ver se tem alguma coisa. Essa inspeção sendo feita, eles iriam encontrar a barra de ferro. Além disso, iria notar o que estava acontecendo. Então, você vê que tem o componente humano. Se ele tivesse obedecido e os protocolos tivessem sido cumpridos, isso não teria ocorrido“, analisou.

O que chama a atenção é que ambos estavam em celas distintas e saem no mesmo momento, se encontram lá e descem por um cano. É nessa parte externa que tem uma câmera. Depois eles saem e, ao invés de irem direto para a cerca para poder sair do perímetro da unidade prisional, eles pegam à esquerda onde tinha um tapume, que eles arrombaram. Nesse tapume, tinha um material de obra. Tinha uma espécie de alicate próprio para cortar esse tipo de serpentina“, acrescentou Nunes.

Contudo, apesar da avaliação sobre o caso, o juiz diz que espera a conclusão da perícia e da investigação. “A gente não sabe. Seria leviano chegar e dizer isso. A gente precisa fazer a investigação. No Direito, a gente precisa de evidências, de provas e, às vezes, isso não é compreendido pela sociedade. Eu entendo a sociedade, que reclama da lentidão. É preciso ser assim. É de muita responsabilidade, precisa ser com evidências“, ponderou.

De acordo com o corregedor do presídio, a estrutura conta com mais de 200 câmeras de vigilância. No entanto, no caminho escolhido pelos detentos, há apenas duas. Porém, uma delas, não funciona. “Esse sistema de monitoramento é duplo. Tanto dentro da unidade quanto em Brasília. A pessoa que estava olhando estava dormindo? Mesmo que não tivesse visto, havia outra pessoa“, comentou.

Tratando-se da perícia, é possível que as análises não tenham sido concluídas nesta sexta-feira (16), como adiantado pelo secretário nacional de Políticas Penais, André Garcia. De acordo com Nunes, uma equipe de Brasília foi deslocada para o presídio para fazer uma análise em 3D. “Isso seria feito em dois ou três dias. Se eu não me engano, isso seria feito em dois ou três dias. Como tem uma certa urgência em relação a isso, obviamente, eu acredito que próxima semana já possa ter concluído. Não acredito que esteja disponível para a imprensa“, destacou. Nunes negou que a fuga tenha sido facilitada por problemas estruturais na unidade prisional.

Portal da Tropical

16
fev

@@@ O dia de Hoje na História… @@@

Postado às 6:42 Hs

16 de fevereiro:
Dia do Repórter.
Dia de  Santo Onésimo e Santo José Allamano
Nesta data em:

1267 – É assinado por Afonso III de Portugal e Afonso X de Leão e Castela o Tratado de Badajoz, que define a fronteira entre Portugal e Castela, garantindo a soberania portuguesa do Algarve.
1959 – Fidel Castro torna-se primeiro-ministro de Cuba.
2005 – O Protocolo de Quioto entra em vigor nos países signatários.

Nasceram neste dia…

1848 – Octave Mirbeau, escritor e jornalista francês (m. 1917).
1925 – Carlos Paredes, guitarrista e compositor português (m. 2004).
1944 – António Mascarenhas Monteiro, político cabo-verdense.

Morreram neste dia…

1279 – D. Afonso III de Portugal (n. 1210).
1837 – Gottfried Reinhold Treviranus, biólogo alemão (n. 1776).
1992 – Jânio Quadros, na agem, político, vigésimo-segundo presidente brasileiro (n. 1917).

2000 – Nádia Maria, comediante brasileira (n. 1931)

 2010 – Arnaud Rodrigues, humorista brasileiro (n. 1942)

2010- Rolando Toro Araneda, psicólogo, antropólogo, poeta e pintor chileno (n. 1924).

2019 — Bruno Ganz, ator suíço (n. 1941).

2021 — Carmen Dolores, atriz portuguesa (n. 1924).

A recaptura dos presos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró na madrugada da quarta-feira (14) é a prioridade das forças de segurança nacionais e estaduais do Rio Grande do Norte, segundo o secretário nacional de Políticas Penais, André de Albuquerque Garcia.

A declaração foi dada em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (15) em Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte. “Primeira iniciativa e o propósito da minha vinda é adotar todas as medidas necessárias para que um evento como esse se encerre rapidamente com a recaptura dos dois foragidos”, afirmou.

O secretário ainda classificou o evento como “inédito”, uma “crise” no sistema prisional, e disse que a equipe trabalhará para que ele seja “irrepetível”. Uma sala de situação, com representantes de diversos órgãos foi montada na Delegacia da Polícia Federal de Mossoró. Essa é a primeira fuga registrada na história do sistema penitenciário federal, que conta com cinco presídios de segurança máxima.

15
fev

Eleições 2024: Barba, cabelo e bigode

Postado às 19:22 Hs

O ex-senador José Agripino, presidente estadual do União Brasil, quer eleger o maior número prefeitos e vereadores em 2024 no Rio Grande do Norte (RN).

Para isso ocorrer, o líder político vem articulando grandes alianças nas principais cidades do estado, como Mossoró, aonde o prefeito Allyson Bezerra já conta com o apoio do PL e do PSDB, e em Natal com Paulinho Freire recebendo mais uma vez o apoio dos partidos e do PL que entra como coadjuvante na chapa, dando sustentação ao projeto de Agripino nessa eleição.

Em Parnamirim,  na terceira maior cidade do estado, o União Brasil está fazendo cara feia para apoiar um nome que não seja de Kátia Pires e Salatiel de Souza do seu partido, mesmo já recebendo importantes apoios nos dois maiores município do estado.

Fonte: Robson Pires

15
fev

@@@ O dia de Hoje na História… @@@

Postado às 6:46 Hs

15 de fevereiro:
1ª legislatura do ano / Congresso Nacional
São Cláudio Colombiere e São Faustino
 
Nesta data em:

1786 – William Herschel descobre a nebulosa Olho de gato, na imagem.
1989 – O exército soviético deixa Cabul, depois de nove anos de ocupação militar do Afeganistão.
1999 – A Austrália aceita pela primeira vez a projetada independência de Timor-Leste e admite colaborar no processo.

Nasceram neste dia…

1564 – Galileu Galilei, matemático, astrónomo e físico italiano (m. 1642).
1710 – Luís XV, rei francês (m. 1774).
1954 – Matt Groening, cartunista estadunidense.

Morreram neste dia…

1637 – Fernando II, Sacro Imperador Romano-Germânico (n. 1578).
1955 – Francisco Franco de Sousa, escultor português (n. 1885).
1959 – Owen Willans Richardson, físico britânico (n. 1879).

1965 – Nat King Cole, cantor estadunidense (n. 1919)

1993 – Milton Moraes, ator brasileiro (n. 1930)

2006 – Antonio Lotti, cantor de ópera brasileiro (n. 1954)

2007 – Robert Adler, físico austríaco (n. 1913).

2007 – Ray Evans, compositor norte-americano (n. 1915).

2008 — Joaquim Costa, músico português (n. 1935).

2010 – Art Van Damme, acordeonista norte-americano (n. 1920).

2010- Juan Carlos González, futebolista uruguaio (n. 1924).

2010 – Murilo Antunes Alves, jornalista brasileiro (n. 1919).

2010 – Washington Luiz de Paula, futebolista brasileiro (n. 1953).

2016 — George Gaynes, ator norte-americano (n. 1917).

2020 — Caroline Flack, atriz e apresentadora de TV britânica (n. 1979).

2022 — Arnaldo Jabor, cineasta, roteirista, diretor, produtor, dramaturgo, crítico, jornalista e escritor brasileiro (n. 1940).

Fotos: Jonne Roriz / Egberto Nogueira/VEJA

A defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal), nesta quarta-feira (14), o afastamento do ministro Alexandre de Moraes das investigações sobre o suposto plano para determinar um golpe de Estado.

Os advogados de Bolsonaro apresentaram uma arguição de impedimento contra Moraes, em petição enviada ao presidente da Corte, Luís Roberto Barroso. “Diante do manifesto impedimento para a realização de qualquer ato processual no presente feito pelo seu nítido interesse na causa”, argumenta a defesa do ex-presidente.

A defesa alega que o ministro seria uma das vítimas do suposto plano, portanto, não poderia ser relator do caso: “Uma narrativa que coloca o ministro relator no papel de vítima central das supostas ações que estariam sendo objeto da investigação, destacando diversos planos de ação que visavam diretamente sua pessoa”.

Os advogados também pedem que todos os atos determinados por Moraes sejam anulados. O pedido ao STF diz que Moraes “assumiu, a um só tempo, a condição de vítima e de julgador”.

UOL

fev 22
quinta-feira
19 05
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
4 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.950.554 VISITAS