Teve início nesta terça-feira (28) o Seminário “Aprender na Diversidade”, ação que integra as atividades do Programa de Formação Continuada para a Educação Especial em 2022, idealizado e executado pela Secretaria Municipal de Educação (SME) de Mossoró. A capacitação, que segue até esta quarta-feira (29) na sala 6.com da Universidade Potiguar (UnP), contempla estagiários que atuam como auxiliares em escolas e Unidades de Educação Infantil (UEIs) da Rede Municipal de Ensino. A programação foi aberta pela secretária municipal de Educação, professora Hubeônia Alencar, que ressaltou a importância da formação. “Estamos em mais uma etapa do processo de capacitação e formação continuada para a Educação Especial, lembrando que já tivemos desde o início do ano momentos com os professores das salas de Atendimento Educacional Especializado (AEE), momentos com os supervisores, gestores e demais professores da Rede, e agora, no recesso, sem prejudicar o trabalho da sala de aula, estamos com os auxiliares, os estagiários que estão sendo capacitados”, frisou.

Começam nesta terça-feira (28) as inscrições para o segundo processo seletivo de 2022 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os candidatos às vagas que serão oferecidas pelas instituições públicas de ensino superior deverão ficar atentos porque o prazo é curto, e terminará no dia 1º de julho.

A consulta para as vagas neste segundo processo seletivo teve início no dia 15, por meio do Portal Único de Acesso ao Ensino Superior.

Para acessá-lo, clique aquiPor meio da consulta, é possível visualizar as vagas ofertadas por modalidade de concorrência, cursos e turnos, instituições e localização dos cursos. Também é possível acessar a íntegra do documento de adesão de cada uma das instituições que aderiram ao Sisu.

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação (MEC) no qual as instituições públicas de educação superior, sejam elas federais, estaduais ou municipais, oferecem vagas a serem disputadas por candidatos inscritos em cada edição da seleção.

Exigência

Para participar do Sisu será exigido do candidato que tenha realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), edição de 2021, obtido nota superior a zero na prova de redação e não tenha participado do Enem na condição de treineiro.

O resultado do processo seletivo será divulgado no dia 6 de julho. A matrícula ou registro acadêmico devem ser feitos de 13 a 18 de julho. Já o prazo para os interessados manifestarem interesse em participar da lista de espera será de 6 a 18 de julho.

Os candidatos são selecionados para as opções de cursos indicados no ato de inscrição, de acordo com a melhor classificação de nota obtida na edição mais recente do Enem, que, nesta edição, será a de 2021.

A Polícia Federal cumpriu nesta quarta-feira (22) quatro mandados de busca e apreensão no prédio do Ministério da Educação (MEC), em Brasília. A ação foi feita no âmbito da Operação Acesso Pago, que apura tráfico de influência e corrupção para a liberação de dinheiro público do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado ao MEC. O ex-ministro Milton Ribeiro foi preso na operação, em Santos (SP) e chegará à capital federal ainda nesta quarta. Até as 11h, policiais federais ainda cumpriam mandados no ministério. Em nota, o MEC afirmou que recebeu a PF e que “continua colaborando com todas as instâncias de investigação que envolvem a gestão anterior da pasta”. “No sentido de esclarecer todas as questões, o MEC reforça que continua contribuindo com os órgãos de controle para que os fatos sejam esclarecidos com a maior brevidade possível. O MEC ressalta, ainda, que o Governo Federal não compactua com qualquer ato irregular e que continuará a colaborar com as investigações”, pontuou.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) falou nesta quarta-feira (22), em entrevista à rádio Itatiaia, sobre a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro ocorrida pela manhã. Ribeiro foi detido preventivamente, em Santos (SP), no âmbito de uma operação da Polícia Federal (PF) deflagrada hoje.

“O caso do Milton, pelo que eu estou sabendo, é aquela questão que ele estava, estaria com a conversa meio informal demais com algumas pessoas de confiança dele. E daí houve denúncia que ele teria buscado prefeito, gente dele para negociar, para liberar recurso, isso e aquilo. E o que aconteceu? Nós afastamos ele. Se tem prisão, é Polícia Federal. É sinal que a Polícia Federal está agindo”, disse em entrevista na manhã desta quarta-feira à rádio Itatiaia.

Reprodução

“Ele responda pelos atos dele. Eu peço a Deus que não tenha problema nenhum. Mas, se tem algum problema, a PF está agindo, está investigando, é um sinal que eu não interfiro na PF, porque isso aí vai respigar em mim, obviamente”, declarou.

O presidente afirmou não ter como controlar tudo o que acontece em seu governo. “Eu tenho 23 ministros, tenho mais de uma centena de secretários, mais de 20 mil cargos em comissão. Se alguém faz algo de errado, pô, vai botar a culpa em mim? Vinte mil pessoas. Logicamente, a minha responsabilidade é afastar e colaborar com a investigação. Pode ter certeza que essa investigação, além da PF, não interfiro, deve ter Controladoria-Geral da União, aí sim é um ministério meu, etc. E ajudando para elucidar o caso”, disse.

Em outro trecho da entrevista, Bolsonaro ainda disse que, se seu ex-ministro for considerado culpado, “vai pagar”. “Lamento, a imprensa vai dizer que está ligado a mim, etc., paciência. Se tiver algo de errado, ele vai responder. Se for inocente, sem problemas. Se for culpado, vai pagar. O governo colabora com a investigação. A gente não compactua com nada disso. Agora, não sei qual a profundidade dessa investigação. No meu entender, não é aquela orgânica, porque nós temos os compliances nos ministérios. E qualquer contrato, qualquer negócio, não passa”, afirmou.

CNN Brasil

Cerca de 500 alunos de duas escolas da Rede Municipal de Ensino de Mossoró serão beneficiados com a entrega de chips com pacotes de 20Gbs, por meio do programa “Internet Brasil”, iniciativa do Governo Federal, através do Ministério das Comunicações, que busca levar conexão em banda larga móvel gratuita para crianças e adolescentes inseridos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

No Rio Grande do Norte, apenas duas cidades fazem parte desta primeira etapa do “Internet Brasil”: Mossoró e Caicó, municípios que já são atendidos pelo programa “Nordeste Conectado”. A entrega simbólica dos chips ocorreu na última sexta-feira (17), na capital potiguar, Natal, em solenidade que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro das Comunicações, Fábio Faria.

Foto: Cléverson Oliveira/MCom

As escolas contempladas em Mossoró são a Manoel Assis e Raimunda Nogueira do Couto. Alunos destas unidades acompanharam a cerimônia de lançamento do programa no RN, recebendo simbolicamente os chips. “A perspectiva é de que 500 alunos recebam chips com internet gratuita nas duas escolas. Essa iniciativa democratiza o acesso à informação, promove inclusão digital e ainda contribui com a redução da evasão de estudantes”, destacou a secretária municipal de Educação, Hubeônia Alencar.

A lei que instituiu o programa “Internet Brasil” foi sancionada no fim de maio pelo presidente Jair Bolsonaro. O programa foi criado em dezembro de 2021, por meio de Medida Provisória. Já o processo de implementação foi consolidado no final de abril, via Portaria Interministerial nº 5.193/2022 dos ministérios das Comunicações (MCom) e da Educação (MEC).

O programa será executado de forma gradual, na medida da disponibilidade orçamentária e financeira, de requisitos técnicos à oferta do serviço e dos critérios de priorização. Caberá às escolas cujos alunos serão beneficiados pelo programa receber e distribuir os chips do “Internet Brasil” e registrar a distribuição.

Em todo o Brasil, serão entregues 700 mil chips, contemplando ainda em sua fase inicial as cidades de Caruaru (PE), Petrolina (PE), Juazeiro (BA) e Campina Grande (PB). “Os estudantes vão receber um chip para que possam ter acesso à internet em casa. Vamos começar com 700 mil chips, mas vamos chegar a 14 milhões do Cadastro Único para acessar conteúdos de forma gratuita”, pontuou o ministro Fábio Faria. “Vocês, crianças, vão ter 5G nas escolas, vão usar a tecnologia e serão os adultos que vão modificar o Brasil”, concluiu.

*Com informações do Ministério das Comunicações

A Secretaria Municipal de Educação (SME) de Mossoró, por meio do Grupo Articulador de Fortalecimento dos Conselhos Escolares (GAFCE), vinculado à Gerência Executiva Pedagógica, realizou nesta quarta-feira (15), no auditório do Centro Administrativo da Cidadania, um seminário voltado para presidentes dos conselhos escolares e diretores das Unidades de Educação Infantil (UEIs) e escolas da Rede Municipal de Ensino. Em discussão, o processo eleitoral para a escolha dos novos conselheiros que irão assumir as funções no biênio 2022-2024. De acordo com Rilzonete Batista, coordenadora do GAFCE, o objetivo do encontro realizado nesta quarta (15) foi orientar o público presente quanto ao processo eleitoral que se inicia. “Começamos o processo eleitoral com esse seminário de orientação, processo esse que só termina em agosto, com a posse dos conselheiros eleitos pela comunidade escolar”, explicou. Os conselhos escolares são constituídos por pais, representantes de alunos, professores, funcionários, membros da comunidade e diretores de escola, sendo que estes últimos não podem ocupar a presidência do órgão. Cabe ao conselho zelar pela manutenção da escola e monitorar as ações dos dirigentes a fim de assegurar a qualidade do ensino. Eles têm funções deliberativas, consultivas e mobilizadoras, fundamentais para a gestão democrática das escolas públicas.
Dentre os quase 800 mil alunos matriculados na educação do Rio Grande do Norte, os estudantes enfrentam problemas como falta de internet, esgotamento sanitário, pátio ou quadra coberta, e até água potável. Em 36,6% das escolas, não há um pátio ou quadra de esportes com cobertura para alunos e professores. A falta de internet atinge 499 colégios, equivalente a 15% das unidades de ensino, enquanto a deficiência de internet banda larga — com maior qualidade — é ainda mais grave: 35% delas, ou 1.208 escolas, não têm essa cobertura. Os dados são do Censo Escolar 2021, que mostra ainda colégios sem esgotamento sanitário, seja da rede pública ou fossa, e uma unidade em Natal que sequer possui banheiro. O levantamento foi organizado pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon). Já na rede estadual do Rio Grande do Norte, administradas pelo Governo do Estado, 39% não têm pátio ou quadra coberta. Isso equivale a 234 escolas, dentre as 587 registradas no Censo.

Natal se tornará a capital da educação no próximo mês de julho, quando acontecerá o maior Congresso Educacional do Norte/Nordeste, a ExpoEduc 2022. O evento, marcado para os dias 29 e 30 de julho, no Centro de Convenções, irá discutir assuntos de maior relevância do contexto educacional, com a participação de palestrantes de renome nacional e que contribuem para o desenvolvimento do segmento. As inscrições já estão abertas através do expoeduc.com.br

Após o início da pandemia, se reinventar, recriar, reorganizar e inovar se tornaram mais que palavras de ordem. A transformação digital deixou de ser o futuro e se tornou realidade, fazendo com que a escola estivesse na casa de cada aluno. É nesse cenário de vasta multiplicidade e de interconectividade que a EDUCAÇÃO permeia.

Consolidada como um dos maiores eventos educacionais do Brasil, a ExpoEduc vai apresentar uma atmosfera exuberante e renovadora com a participação de grandes pensadores do país, como Rossandro Klinjey, Luiz Felipe Pondé e Max Haetinger para debater e refletir “Uma Nova Escola Para um Novo Tempo”, nesse inusitado e desafiador cenário pós-pandemia.

Com uma estrutura que contará com 50 expositores e 30 palestrantes, a ExpoEduc 2022 vai permitir ao participante uma experiência rica em aprendizado, oportunidades, interação e networking no contexto educacional.

Serviço:

O que: ExpoEduc 2022

Quando: Dia 29 (Das 15h às 22h) e 30 de julho (Das 8h às 20h)

Onde: Centro de Convenções de Natal

 

Fonte: Assessoria

O “Mossoró Cidade Junina” (MCJ) 2022 já começou. No polo de Cultura Popular, alunos da Rede Municipal de Ensino apresentaram, no final da tarde/início da noite desta quinta-feira (9), a culminância do projeto “Brinquedos e Brincadeiras Populares”. A alegria se fez presente entre as crianças e os pais que acompanharam a programação. Nesse primeiro dia de atividades, participaram do projeto discentes das escolas São Romão e Cornélio Barbalho de Carvalho, ambas localizadas na zona rural. “Foi um prazer desenvolver o projeto na Escola São Romão, um projeto muito interessante que resgata brincadeiras do tempo dos nossos pais, dos nossos avós. Quando foi levada a ideia para a sala, os alunos não conheciam brincadeiras como a roladeira, por exemplo. Começamos uma pesquisa para entender como se confeccionava, como se brincava e também trazendo sempre a ideia da sustentabilidade, ou seja, utilizando materiais recicláveis”, destacou o professor Francisco Leandro, articulador do projeto na Escola São Romão. Maria de Fátima, mãe do aluno Jeferson Lucas, ressaltou a importância de iniciativas como a promovida pela Secretaria Municipal de Educação no “Mossoró Cidade Junina”. “Eu acho importante para as crianças, já que hoje em dia elas utilizam muito o celular, como o meu filho, por exemplo. Essas brincadeiras são mais saudáveis para eles”, disse.

O Plenário do Supremo Tribunal Federal concluiu que leis que permitiam a convocação temporária de profissionais, sem vínculo com a administração pública, para funções de magistério na educação básica e superior nos casos de vacância de cargo efetivo, são inválidas. A decisão foi tomada durante sessão virtual finalizada no dia 20 de maio, por unanimidade de votos.
O colegiado julgou procedente a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 915, em que o procurador-geral da República, Augusto Aras, questionava as Leis estaduais 7.109/1977 e 9.381/1986 e, por arrastamento, o Decreto 48.109/2020 e a Resolução 4.475/2021. O relator da ação, ministro Ricardo Lewandowski, afirmou que as leis questionadas, anteriores à Constituição de 1988, não se enquadram nas exceções previstas para a contratação temporária de pessoal.
No Brasil, no qual a configuração aos princípios e preceitos constitucionais são cotidianos, mesmo após 35 anos de sua promulgação, o crescimento das prestações estatais gera a vinculação dos gestores ao limite adequado – cenário que no Rio Grande do Norte ultrapassam o limite prudencial em quase metade dos municípios, situações atípicas que são necessárias meios mais eficazes diante da necessidade de efetivo cumprimento das prestações dos serviços.
“São nesses casos que as contratações temporárias são necessárias. Tanto as instituições, quanto as Prefeituras (art. 22 da LINDB) reconhece que é essencial à busca dos direitos dos municípios, enfrentando os obstáculos e as dificuldades impostas ao gestor público, fato a ganhar importância própria quanto aos serviços cooperativistas de educação e saúde”, finaliza a Professora Doutora em Direito, Catarina Cardoso Sousa.
Nos últimos anos, algo que vem crescendo, conquistando espaço e sendo solução para situações no âmbito educacional e de saúde, são as cooperativas. Uma alternativa inteligente para suprir a deficiência do Estado de prover ensino público de qualidade e uma maneira de combater os altos custos do ensino particular, bem como as cooperativas médicas. As cooperativas de trabalho, do ramo educacional, que não se restringem na participação apenas de professores, mas, dos demais profissionais que compõem a rede de ensino e que atuam no âmbito escolar, tem sido uma alternativa.
É um empreendedorismo cooperativista que apresenta resultados rápidos referentes ao desenvolvimento social e econômico nos lugares em que estão inseridas. Estas são registradas junto a Organização das Cooperativas Brasileiras – OCB e nas Organizações das Cooperativas do estado que estejam localizadas, no caso do RN, na OCERN.

Fonte: Assessoria

O plenário do Senado aprovou, hoje, o relatório do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) sobre a medida provisória que concede desconto na renegociação de dívidas com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Estudantes inscritos no Cadastro Único do Governo Federal ou que tenham recebido o auxílio emergencial terão desconto de até 99% da dívida. Para os demais, o desconto é de 77%.

Os descontos valem para pagamento do saldo devedor à vista ou parcelado em 15 meses, com reajuste pela Selic. Quem optar pelo pagamento integral da dívida, terá redução total dos encargos, além de 12% de desconto sobre o valor principal. O débito com o Fies também pode ser parcelado em até 150 meses, com redução de 100% de juros e multas.

Segundo o senador Fernando Bezerra Coelho, 1 milhão de estudantes podem ser beneficiados pelas novas regras, que permitirão a renegociação de R$ 38,6 bilhões de dívidas com o Fies em atraso.

“A pandemia provocada pelo novo coronavírus sepultou muitos sonhos e deixou como sequela um rastro de destruição em muitos setores. A área de educação foi uma das mais afetadas, com inúmeros estudantes passando muito tempo sem estudar, crianças que deixaram de ser alfabetizadas, estudantes universitários privados de suas aulas, preocupados com um futuro incerto. Aprovar este projeto é investir no Brasil e nas futuras gerações que ajudarão a construir um país dinâmico, mais equitativo e com mais oportunidades. Estamos buscando atender aos nossos valores mais caros enquanto sociedade”, ressaltou.

Dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) revelam que o Rio Grande do Norte foi o vice-campeão nacional de taxa de abandono escolar durante a pandemia, só ficando atrás do Pará. O caos na educação durante a gestão da governadora Fátima Bezerra (PT) foi destaque no Jornal Nacional desta sexta-feira, 20.

De acordo com o Inep, a taxa de abandono entre os alunos médio no Brasil passou de 2,3 por cento em 2020 para 5 por cento em 2021. Já o Rio Grande do Norte foi o campeão disparado no Nordeste, com uma taxa de 14,7 por cento, quase o triplo da média nacional e mais do que o dobro da média dos nove estados nordestinos, que foi de 6,3 por cento.

Somente o Pará, com uma taxa de abandono escolar de 15,6 por cento, superou o Rio Grande do Norte. Apesar disso, a taxa média da região Norte, de 10 por cento, é bem menor do que o caos potiguar.

Com as medidas de isolamento social decretadas a partir de 2020, as escolas foram fechadas e os alunos mandados para casa, sem a menor estrutura. O governo do estado não investiu  na educação.

O Sindicato dos Trabalhadores na Educação (Sinte-RN) que já foi presidido pela hoje governadora, revelou em janeiro passado que os professores não receberam equipamentos nem treinamento adequado para ministrar aulas de forma remota. E nem apoio governamental.

A professora Cláudia Santa Rosa, ex-secretária estadual de Educação e presidente do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), apontou que o Estado não distribuiu chips aos alunos, promoveu exclusão tecnológica e aumentou o fosso que separa as escolas públicas das particulares.

O Ministério Público ajuizou Ação Civil Pública para obrigar o Estado a retomar as aulas presenciais. E dezenas de escolas públicas estaduais apresentavam problemas de estrutura física e falta de condições adequadas para a retomadas das aulas. Mesmo quase dois anos após o início da pandemia.

Os números do caos do RN mostram que a pandemia foi mundial, atingiu todo o Brasil, mas no Rio Grande do Norte fez mais estragos para os estudantes.

Portal Grande Ponto.

Termina às 23h59 deste sábado (21), horário de Brasília, o prazo de inscrição para as versões impressa e digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022. Todos os interessados em fazer o exame, isentos ou não, devem se inscrever pela Página do Participante. O exame será aplicado em todos os estados brasileiros, nos dias 13 e 20 de novembro. Pagamento Pela primeira vez, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) possibilitou o pagamento da taxa por meio de PIX e cartão de crédito, além do tradicional boleto – Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança). Vale lembrar que, após selecionar a opção de pagamento, não será possível alterar a escolha. O prazo para pagar a taxa, no valor de R$ 85, vai até 27 de maio.
Os beneficiários de programas sociais do Governo Federal, como o Programa Auxílio Brasil (PAB), a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), devem ficar atentos à retomada dos processos de Averiguação e Revisão Cadastral de 2022. Ao todo, oito milhões de famílias deverão atualizar as informações no Cadastro Único nos prazos estabelecidos pela Instrução Conjunta nº 1. As famílias beneficiárias do PAB ou da TSEE que possuem dados inconsistentes e foram incluídas na Averiguação Cadastral têm até julho para atualizar os dados e evitar o cancelamento dos benefícios. Já as famílias da Revisão Cadastral, que estão com informações cadastrais desatualizadas, têm até dezembro para regularizar os registros.

A Secretaria Municipal de Educação (SME) de Mossoró, por meio da Coordenadoria de Psicopedagogia, promove nos dias 18 e 24 deste mês o I Seminário do projeto “Laços em Nós: reconectando vivências e emoções”. O evento acontecerá no Teatro Lauro Monte Filho, às 18h, tendo como público-alvo professores, supervisores e diretores da Rede Municipal de Ensino.

As inscrições para o seminário já estão abertas e podem ser feitas por meio de formulário disponível AQUI. Os presentes receberão certificado de participação. O evento, em seu primeiro dia, contará com palestras da pedagoga Ana Paula, da Universidade Potiguar (UnP), e da psicóloga Eurandízia Maia, também da UnP. Elas discutirão a temática “A organização do trabalho pedagógico e as estratégias de aprendizagem no retorno às aulas presenciais”.

No segundo dia de seminário, as palestras serão ministradas pela neurologista infantil Áurea Cristina e pela psicopedagoga Bernadete Holanda. As profissionais irão debater o tema “Transtornos do neurodesenvolvimento e aprendizagem: como estão nossas crianças/alunos e o que precisamos saber sobre os transtornos que os afetam?”.

O projeto “Laço em Nós: reconectando vivências e emoções’” tem como objetivo proporcionar, aos professores, supervisores e gestores, estudos e reflexões para realização do acolhimento socioemocional das crianças/alunos(as) no retorno às aulas presenciais, bem como orientações para a realização de diagnósticos, oficinas com alunos e possíveis encaminhamentos seguindo o fluxo de atendimentos.

“Este seminário trata-se de um importante momento formativo, considerando que as crianças/alunos (as) na retomada das aulas presenciais necessitam que no contexto escolar exista um ambiente propício tanto ao acolhimento socioemocional como também ao desenvolvimento da competência 8 da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que prescreve: ‘Conhecer-se, apreciar-se e cuidar de sua saúde física e emocional, compreendendo-se na diversidade humana e reconhecendo suas emoções e as dos outros, com autocrítica e capacidade para lidar com elas’”, destaca a gerente Pedagógica da SME, Gilneide Lobo.

Fonte: Assessoria PMM

Foto: Getty Images/Rafael Henrique/SOPA Images

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam nesta terça-feira (10) e podem ser realizadas até o dia 21 de maio. Pela primeira vez, os interessados em participar do exame poderão efetuar o pagament

o da taxa de inscrição por meio de PIX e cartão de crédito.

O resultado dos recursos para isenção da taxa de inscrição já está disponível na Página do Participante. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ressalta que a aprovação dos pedidos não garante a inscrição no exame.

A taxa de inscrição para o Enem 2022, versões digital ou impressa, foi mantida no valor de R$ 85. O período para efetuar o pagamento se encerra em 27 de maio. A participação no exame apenas será garantida apenas após a confirmação do pagamento da taxa.

A Escola Municipal Deusdete Cecílio de Araújo, localizada na comunidade rural Mulunguzinho, passou por uma grande transformação. A unidade que não recebia manutenção há bastante tempo foi totalmente revitalizada. Neste sábado (7), a Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal de Educação (SME), entregou o novo equipamento aos alunos, professores e comunidade escolar. Estudante do 7º ano, Nataly Esmerina recorda o cenário da escola antes da reforma. “As carteiras eram todas com as bases caindo, quebradas. As paredes também estavam todas riscadas”, relembrou. A aluna celebrou as novas instalações da unidade. “Melhorou bastante, ficou bem melhor, comparando o que era antes. Vai ajudar bastante em nossos estudos”, disse.
A titular da Secretaria Municipal de Educação (SME) de Mossoró, professora Hubeônia Alencar, recebeu, na manhã desta quarta-feira (4), uma comissão formada por pais de alunos com deficiência matriculados na Rede Municipal de Ensino e representantes de associações, Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Câmara de Mossoró e Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CMDPD). Durante o encontro, ocorrido na Sala dos Conselhos da SME, a secretária destacou os avanços relacionados à Educação Especial e reafirmou o compromisso da gestão com a contratação de estudantes estagiários para atuarem como auxiliares de salas de aula, lembrando que já foram encaminhados, pela Secretaria, mais de 300 estagiários para unidades em toda a Rede. “Tão logo a comissão nos procurou, ela foi prontamente recebida, inclusive tivemos a oportunidade de esclarecer todas as ações que temos realizado com relação à pauta dos alunos com deficiência, pontuando avanços como, por exemplo, o convênio firmado com a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), que torna mais célere a contratação de estagiários para atuarem como auxiliares de sala. Também garantimos, mais uma vez, que contrataremos tantos estagiários quantos forem necessários”, afirmou Hubeônia Alencar.
jul 5
terça-feira
03 32
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
48 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.903.397 VISITAS