Após decisão judicial, a Comissão Eleitoral da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) suspendeu a consulta à comunidade acadêmica para composição de lista tríplice para os cargos de reitor (a) e vice-reitor (a), que seria realizada nesta quarta-feira (14).

Diante do cenário de pandemia, e devido às orientações de distanciamento social como forma de evitar a disseminação do novo coronavírus, a Comissão Eleitoral, instituída pela portaria n° 1/2021-GR/UERN, solicitou ao Conselho Universitário (Consuni) que se posicionasse quanto à modalidade do pleito, sendo aprovado, após parecer de conselheiro relator, a modalidade virtual, pela Plataforma SIGEleição, para a realização da consulta. A Comissão Eleitoral, a partir dessa definição, instituiu as normas e orientações cabíveis com os prazos previstos em edital.

Devido à obrigatoriedade do cadastro prévio à plataforma, os candidatos Francisco Paulo da Silva e Kelania Freire Martins Mesquita judicializaram o pleito, impetrando mandado de segurança vinculando a realização da consulta ao cadastro compulsório dos aptos a votar no SIGEleições, e alegando ilegalidade e abuso de poder por parte da Comissão Eleitoral. De acordo com a Diretoria de Informatização da Uern, órgão técnico responsável pelo assessoramento tecnológico da Universidade e da Comissão Eleitoral, não é possível garantir a lisura do pleito com a realização do cadastro coletivo automático de todos os votantes, sendo necessário que o próprio titular do direito ao voto, ao confirmar seus dados, conclua seu cadastro, confirmando seus dados pessoais e institucionais, gerando uma senha que ficará sob sua guarda pessoal, a fim que possa exercer seu direito de voto de forma segura.

Entendendo que não existe qualquer ilegalidade ou abuso de poder na conduta da comissão e na condução do processo de consulta, não sendo possível ainda à Uern proceder o cadastro compulsório de alunos sem prejuízo à lisura da consulta, a Universidade apresentou pedido de agravo solicitando a continuidade ao processo de consulta lícita e legitimamente conduzido pela Comissão Eleitoral, no entanto, não obteve decisão favorável. Com isso, a eleição segue suspensa até que seja realizado o cadastro de todos os estudantes e servidores definidos como aptos a votar na plataforma.

Até o momento, 94,12% dos docentes, 96,35% dos técnicos e 42% dos estudantes estavam cadastrados na Plataforma SIGEleições. Esses percentuais são compatíveis ao número de votantes das últimas consultas realizadas para os cargos de Reitor (a) e Vice-Reitor (a). Em 2013, votaram 91,22% dos docentes aptos a votar, 96,93% dos técnicos e 43,98% dos estudantes. Na última consulta, em 2017, votaram 84,34% dos docentes aptos a votar; 87,15% dos técnicos e 44,59% dos estudantes.

O cadastro dos votantes continua sendo realizado e a data da nova da eleição ainda não está definida.

Confira a Nota Oficial da Comissão Eleitoral

NOTA

O Presidente da Comissão Eleitoral, tendo em vista a impossibilidade técnica de atendimento à r. decisão judicial que, concedendo medida liminar, sem ouvir a UERN, em mandado de segurança impetrado pelos candidatos Francisco Paulo da Silva e Kelânia Freire M Mesquita, ao final pontua: “seja determinada a suspensão da eleição até habilitação no sistema, pela Comissão Eleitoral e/ou UERN, de todos os eleitores aptos a votar”, resolve adiar “sine die” a realização da consulta prevista para este dia 14.4.2021, no âmbito da UERN.

Fonte: Portal Uern

O requerimento de urgência especial para o Projeto foi apoiado pelos vereadores: Pablo Aires, Larissa Rosado, Francisco Carlos, Costinha, Didi de Arnor, Edson Carlos, Carmem Júlia, Nicó Fernandes. Cabo Tony confirmou apoio, mas precisou se ausentar da sessão.

Após aprovação pela CCJ, a votação no plenário teve 15 votos favoráveis, 2 contrários e 5 ausências.

Segundo a autora do Projeto, Marleide Cunha, a aprovação do PL abre um caminho para colocar a educação como prioridade efetiva e os professores e profissionais da educação nesta prioridade. “Planejar a vacinação e então se pensar a retomada das aulas (havendo segurança) com o devido respeito às vidas de todas e todos é o caminho”, disse.

O projeto segue agora para sanção do prefeito Allyson Bezerra.

Em reunião marcada para ocorrer às 19h30 desta terça-feira (13), o Comitê Científico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN) deverá debater, entre outros pontos, a possibilidade de retorno às aulas presenciais nas redes privada e pública de ensino em todo o Rio Grande do Norte. A retomada imediata das atividades em sala de aula foi requerida pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MPRN) em Ação Civil Pública movida contra a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura e do Lazer (SEEC). As aulas nos ambientes físicos das escolas estão suspensas na rede pública de Educação potiguar desde o dia 17 de março de 2020. Nesta segunda-feira (12), a governadora Fátima Bezerra abriu, por meio virtual, a Jornada Pedagógica 2021 da rede estadual de ensino promovida SEEC/RN. Na ocasião, ela destacou a importância das atividades em sala de aula no momento oportuno. “A semana pedagógica brota com o desejo de voltarmos às salas de aula, já que a Educação é a escola e não temos como imaginar nação civilizada sem Educação. A Educação é um passaporte para a cidadania como Paulo Freire nos ensinou. Mas o Comitê Científico diz neste momento que não é recomendado o retorno às aulas presenciais e, por isso, estamos discutindo nesta jornada o ensino remoto para que possamos chegar ao maior número de alunos”, frisou.
O Ministério da Educação (MEC) anunciou neste domingo que a nota de corte dos cursos ofertados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) voltará a ser gerada e apresentada no mesmo formato adotado antes das edições de 2020. A medida valerá a partir das 0h de terça-feira. As inscrições no Sisu estão abertas até as 23h59 de quarta-feira. “Diante de apelos contrários à forma de divulgação da nota de corte, adotada a partir de 2020, a atual gestão do MEC determinou que a nota de corte volte a ser divulgada como era antes daquela alteração no seu formato”, afirmou o MEC por meio de nota. No ano passado, uma mudança adotada pelo Ministério da Educação ficou conhecida como #erronosisu. Ao considerar, para a nota de corte, a segunda opção dos candidatos que já estavam sendo selecionados na primeira opção de curso, as notas de corte ficavam artificialmente mais altas, o que, na prática, inutilizava o recurso que baliza a escolha dos candidatos.
O Ministério da Educação informou nesta sexta-feira, 9, que prorrogou as inscrições para o processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do primeiro semestre de 2021. Os estudantes agora terão até as 23h59 da próxima quarta-feira, 14, para realizar o processo. Inicialmente, o prazo final estava previsto para esta sexta. A inscrição, gratuita, é feita no site do Sisu. Para participar, será exigido do candidato que tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), edição de 2020, cujo resultado foi divulgado no último dia 29, obtido nota superior a zero na prova de redação, e não tenha participado do Enem na condição de treineiro.
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira que o ministro da Educação, Milton Ribeiro, dará um parecer favorável para a volta às aulas em todo o país. Nos últimos dias, Bolsonaro tem criticado, além do fechamento do comércio, a suspensão das aulas presenciais. Ao deixar o Palácio do Planalto, Bolsonaro foi questionado por um apoiador sobre a situação e destacou que os estudantes estão no segundo ano sem aula. O presidente afirmou que a incidência de casos graves em crianças é mínima. De acordo com o presidente, o parecer irá atender um grupo de professoras de São Paulo, mas não especificou que grupo. O presidente se reuniu com o ministro durante a tarde desta sexta-feira. — Imagina o futuro dessa molecada. Hoje eu conversei com o Ministro da Educação e ele vai dar um parecer favorável a volta às aulas no Brasil. Até para atender um grupo de professoras de São Paulo. Para o pessoal cair na real, o problema existe, tem que tomar os cuidados, mas você não pode mais ficar em casa. Até quando? — afirmou.

O SINTE/RN requereu judicialmente o ingresso como terceiro interessado na Ação movida pelo Ministério Público que pede o retorno as aulas presenciais.

O pedido do Sindicato foi feito ao Juiz(a) de Direito da Primeira Vara da Fazenda Pública da comarca de Natal na última quinta-feira, 08 de abril, e aguarda deferimento.

No pedido o Sindicato disse que “A maior parte das Escolas Estaduais não possuem condições sanitárias e higiênicas para o mínimo cuidado com os professores, funcionários e alunos”.

O Governo do RN exige que a Sociedade cumpra as medidas sanitárias, e o Sindicato diz que não tem como retornar as aulas porque as Escolas Estaduais não adotam as medidas.

Prefeitura inaugura escola para atender mais de 250 crianças


Com estrutura moderna para levar educação de qualidade, a Prefeitura de Mossoró concluiu as obras de construção e inaugurou a Unidade de Educação Infantil (UEI) Proinfância da Estrada da Raiz, na tarde desta sexta-feira (9). O novo prédio atenderá os alunos da UEI Zezinha Gurgel Rodrigues, que funcionava em um imóvel alugado com condições inadequadas. As novas instalações atenderão mais de 250 crianças menores de seis anos.

A Unidade de Educação Infantil foi construída na Rua Dr. José Leão, entre os conjuntos Independência I e II. O prédio moderno tem 12 salas. O modelo do projeto foi elaborado pelo governo federal por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), sendo desenvolvido para cada uma das etapas de crescimento infantil.

O prédio conta com bloco de serviço, bloco administrativo e bloco pedagógico. Há mais de dez anos as obras foram iniciadas, passando por quatro gestões anteriores da Prefeitura de Mossoró, sendo paralisada várias vezes. Em 2021, a obra foi retomada com ritmo acelerado e concluída nos últimos três meses, após nova gestão assumir a prefeitura.

“É uma entrega significativa, uma das obras mais importantes que o gestor público do município pode entregar para a população que é de educação, de formação e que é de ensino. Estamos entregando hoje uma estrutura que vocês estão vendo, uma estrutura bem equipada. Equipada com segurança, equipada com uma estrutura para atender de fato as crianças. É uma satisfação enorme”, destacou o prefeito Allyson Bezerra.

Avanço

O novo prédio possibilita a transferência da UEI Zezinha Gurgel, que funcionava na rua Tab. Aoem Menescal de forma inadequada há anos. Com a mudança, a capacidade de atendimento dos alunos também será ampliada. Serão até 252 crianças atendidas na Unidade de Educação Infantil, a partir de seis meses até cinco anos e 11 meses. A unidade beneficia a Estrada da Raiz, bairro Santo Antônio e áreas vizinhas.

“A Zezinha Gurgel sempre funcionou em prédios alugados em condições inadequadas. A entrega que estamos fazendo hoje para sociedade, marca não só a economia para o município, como uma forma concretização de uma obra que atravessou diversas gestões. Mais de uma década em construção e nós nos cem primeiros dias de gestão estamos conseguindo entregar para sociedade”, afirmou a secretária de Educação, Hubeônia Alencar.

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Em entrevista à TV Tropical nesta sexta-feira (09), o secretário de Educação do Rio Grande do Norte, Getúlio Marques, disse que pelo menos 555 escolas estaduais estão prontas para a retomada das aulas presenciais. No entanto, segundo ele, ainda falta a liberação por parte do comitê científico do Estado.

“Nós estamos com 555 escolas prontinhas. Quem quiser visitar qualquer uma, as escolas estão lá. Só temos cinco em Natal que não estão concluídas, mas estamos preparando. Se o retorno puder ser feito tão logo o comitê resolva que é hora de retomar, nós estamos prontos”, afirmou.

De acordo com Marques, a liberação para alunos de anos iniciais nas escolas privadas está relacionada à quantidade de estudantes nesses níveis. Na segunda-feira (05), o Ministério Público do Rio Grande do Norte ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) para que o governo estadual seja obrigado a permitir o retorno das aulas presenciais.

“Na realidade, a solicitação do MP é para que se abra as escolas públicas e privadas, em todos os níveis, de forma gradual. Isso é o que nós temos no nosso protocolo desde agosto. Um protocolo que foi trabalhado com todas as entidades – municipais, estaduais, universidades, alunos, professores. Logicamente, o MP coloca a questão de entender que é desigual por ter escolas privadas que foram autorizadas”, declarou.

Estão abertas as inscrições para a 7ª Edição da Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa. Podem participar professores e estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio de escolas públicas, nas seguintes categorias: Poema, Memórias Literárias, Crônica, Documentário e Artigo e Opinião. Os professores devem fazer a inscrição dos alunos até o dia 30 de abril no site escrevendoofuturo.org.br/concurso.
O concurso é promovido pelo programa Escrevendo o Futuro, da Fundação Itaú Social, em parceria com o Ministério da Educação.

O Programa Escrevendo o Futuro foi criado em 2002 com objetivo de contribuir para a melhoria da leitura e da escrita dos estudantes das escolas públicas brasileiras.

O secretário de Estado de Educação Getúlio Marques afirmou nesta quarta-feira (7) que as aulas presenciais na rede estadual de ensino só voltarão, de forma gradativa, quando o comitê científico recomendar o retorno sem risco para estudantes, professores e os demais profissionais de educação. A declaração foi uma resposta à ação judicial protocolada pelo Ministério Público exigindo que o Governo do Estado autorize a volta às aulas, independente da vacinação. A Justiça ainda não se pronunciou sobre a ação do MP.

Marques reconheceu que assinou um protocolo de intenções a pedido do MP prevendo o retorno das aulas para fevereiro de 2021, mas também admitiu que falhou na estimativa em razão do agravamento da pandemia:

“Falhei na previsão de assumir com o MP esse ponto. Não sei se fui o único do país, acho que não. Mas não é fácil, esperava que a situação estivesse melhor e a pandemia recrudesceu”, disse, destacando o papel do comitê científico na orientação das recomendações para o Governo: “No dia que o comitê científico disser que podemos voltar a gente vai retornar as aulas. Estamos preparados”, afirmou.

Agência Saiba Mais

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) para que o Governo do Estado seja obrigado a permitir o retorno das aulas presenciais em todas as instituições de ensino públicas e privadas, estaduais e municipais, em quaisquer das etapas da Educação Básica. Esse retorno deve ser de forma híbrida, gradual, segura e facultativa. A ação foi ajuizada nesta segunda-feira (5) com pedido de antecipação de tutela, para o Estado permitir a volta das aulas presenciais, em todas as etapas da educação básica da rede privada e da rede pública de ensino. A ação civil é baseada na Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente. Para o MPRN, a educação deve ser tratada como atividade essencial, sendo a primeira a retornar e a última a paralisar. E essa paralisação deve ocorrer apenas em caso de justificada necessidade sanitária. Para abertura e funcionamento das escolas da rede privada, deve haver o cumprimento do que está determinado nos Protocolos Sanitários vigentes, de modo que as medidas de biossegurança sejam rigorosamente cumpridas. Em relação à abertura e funcionamento das escolas das redes públicas estadual e municipais, isso deve ocorrer de acordo com os respectivos Planos de Retomada de Atividades Escolares Presenciais que contemplem os protocolos sanitários e pedagógicos, devidamente elaborados, aprovados e publicados pelos Comitês Setoriais Estadual e Municipais.
O Sistema de Seleção Unificado (Sisu), do Ministério da Educação, começa a receber nesta terça-feira (6) inscrições para o primeiro semestre de 2021. Até sexta-feira (9) serão exigidos para esta seleção, exclusivamente, a nota do candidato no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020. Para se inscrever no Sisu, o interessado não pode ter zerado a redação do Enem 2020. Já o peso de cada prova para o curso de escolha varia e deve ser consultado no edital da instituição superior de interesse ou no site do Sisu. As notas individuais do Enem 2020, que foram divulgadas na semana passada, estão disponíveis para consulta na Página do Participante ou aplicativo do Enem.
A Praça Jornalista João Gomes Filho, mais conhecida como Praça do Portal do Saber, localizada no bairro Abolição I, passa por obras. O serviço de recuperação do equipamento público é realizado pela Prefeitura Municipal de Mossoró, através da Secretaria de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos. A revitalização da Praça do Portal do Saber, localizada na zona Oeste da cidade, era uma antiga reivindicação dos moradores da comunidade. “Fazia muito tempo que não fazia uma reforma. Essa obra é muito importante, pois aqui muitas pessoas caminham. A reforma vai trazer uma nova vida pra praça para trazer o povo de volta”, comentou o jardineiro Luiz Gomes Paiva. No início do ano, a Prefeitura mapeou as principais praças de Mossoró que precisavam de recuperação. “Assim que assumimos a gestão iniciamos um trabalho de mapeamento das principais praças de Mossoró que precisavam de uma recuperação, de um olhar especial da Prefeitura. Aqui é um local de convivência das famílias, das crianças, dos idosos. A partir dessa obra as famílias vão poder vir pra cá e ter o espaço para o esporte e lazer”, destacou o prefeito Allyson Bezerra.
Estudantes, educadores e pesquisadores lançaram nesta quinta-feira (1º) um documento que chama a atenção para o “risco de apagão educacional” no Brasil. A carta, assinada por mais de 3 mil instituições e pessoas físicas, critica a queda de investimentos em educação, a falta de coordenação do governo federal para uma resposta aos impactos da pandemia e a “priorização de uma agenda estranha às urgências educacionais do País”. Entre outros nomes, assinam o documento dois ex-ministros da Educação, Cristóvam Buarque (2003-2004) e Renato Janine Ribeiro (2015); ex-secretários e conselheiros de educação, além de pesquisadores da área. Instituições como o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) – idealizador do documento – e o Instituto Alana também participam. Segundo a carta, nos últimos anos o Brasil tem caminhado na contramão de uma trajetória de conquistas, “promovendo desarticulação entre diferentes entes federados e o desmonte das políticas construídas nos últimos trinta anos e bem avaliadas pela comunidade educativa”. No contexto da pandemia, o grupo considera que o governo federal propôs ações tímidas para coordenar e apoiar redes públicas, “colocando o País sob ameaça de um apagão educacional”.

O Ministério Público do RN encaminhou ofício ao Comitê Científico do Estado defendendo o retorno das atividades escolares nas escolas públicas e privadas observando os critérios sanitários.

Segundo o documento, “SOLICITAMOS que esse insigne Comitê emita parecer quanto à possibilidade da retomada das atividades escolares presenciais, levando em consideração a atual situação epidemiológica da pandemia da COVID- 19 no Estado do Rio Grande do Norte, como também a importância indiscutível dessas atividades para o desenvolvimento físico, emocional, educacional, afetivo e social das milhares de crianças e adolescentes do Estado do Rio Grande do Norte”.

Ainda segundo o MP, cumpre ressaltar que o respeitável Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde – LAIS da UFRN, na data de ontem, publicou Relatório “A Evolução da Epidemia da COVID-19 no RN: Os primeiros impactos das medidas mais restritivas de 2021”, recomendando no item 03 que “Após a Páscoa, deve ser iniciado o retorno às aulas em formato híbrido com 50% da capacidade para as atividades presenciais”.

Confira documento na íntegra AQUI no Justiça Potiguar.

Um grupo de pesquisadores do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde e Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que faz parte do comitê científico que auxilia o Governo do Estado na pandemia da covid-19, sugere que o estado libere a retomada das aulas em formato híbrido nas escolas privadas de Natal. O grupo também recomenda que o Estado e os municípios precisam discutir o retorno das aulas nas escolas públicas, urgentemente.

“Após a Páscoa, deve ser iniciado o retorno às aulas em formato híbrido com 50% da capacidade para as atividades presenciais”, diz o documento. Essa e outras sugestões estão em relatório finalizado na noite da segunda-feira (29).

O grupo também sugere o retorno das aulas no ensino público. “O Estado e todos os municípios precisam, urgentemente, discutir o retorno às aulas das escolas públicas, pois essas são as mais afetadas durante todo o curso da pandemia. As crianças e os adolescentes mais pobres do estado já foram bastante impactados pela falta das aulas presenciais, aspecto esse que poderá ampliar ainda mais a desigualdade social no RN”, cita o relatório.

Analisando os efeitos das medidas restritivas tomadas em conjunto pelo Governo do Estado e prefeituras, foi constatada uma evolução e tendência de queda nos números de internações e na taxa de transmissibilidade. A redução na fila de espera por leitos críticos também foi constatada e, de acordo com os próprios pesquisadores, o fato se deve à ampliação no número de leitos e também às restrições em vigor desde o mais recente decreto publicado em 17 de março.

A redução dos pedidos de internações em leitos covid-19 pode ser um indicativo positivo do decreto estadual publicado em conjunto com o município de Natal/RN e, também, dos decretos de Parnamirim/RN, São Gonçalo/RN e Ceará-Mirim/RN, os quais seguiram o decreto estadual ou impuseram um decreto ainda mais rigoroso. Esse fator, provavelmente, vem contribuindo para mitigar os efeitos da transmissibilidade e das internações na Região Metropolitana de Natal/RN“, disse o relatório.

Fonte: Tribuna do Norte

29
mar

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 12:30 Hs

  • Aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) receberão o 13º salário de forma antecipada pelo segundo ano consecutivo. A boa notícia foi anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro e confirmada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, após a aprovação do Orçamento 2021 pelo Congresso Nacional na última quinta-feira (25).
  • Começa a aparecer uma enxurrada de nomes e convites para candidatos ao Governo e ao Senado nas eleições de 2022. Como: Rogério Marinho, Fábio Faria, Álvaro Dias, Ezequiel Ferreira, José Agripino, Carlos Eduardo Alves, Garibaldi Alves Filho, Marcelo Alecrim, Fábio Dantas, Rosalba Ciarlini, Luiz Barcelos e outros. Uns negam veementemente. Outros, ficam em cima do muro e os mais afoitos diz que topa. Há aqueles que fala que o projeto é outro.E assim vai. Do lado de lá só Fátima Bezerra e Jean-Paul Prates são candidatos declarados à reeleição.
  • Os potiguares que receberam o auxílio emergencial em 2020 estão aguardando para saber se terão acesso às novas parcelas do benefício este ano. A consulta para saber se beneficiários vão ou não receber o auxílio será feita por meio do Portal de Consultas da Dataprev a partir da próxima quinta-feira 1º. Em 2020, segundo dados do Portal da Transparência da Controladoria Geral da União (CGU), o Rio Grande do Norte teve 1,28 milhão de beneficiários do programa. Ao todo, o auxílio emergencial despejou mais de R$ 5,5 bilhões na economia potiguar.
  • Rogério Marinho saiu na frente de Fábio Faria e já está fazendo o meio de campo articulando sua candidatura ao Senado nas eleições de 2022. Cumpriu agenda no final de semana no Seridó e confirmou que será candidato. Espera o apoio do Presidente Jair Bolsonaro. Fábio Faria não se manifestou.
  • O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai divulgar os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 na noite desta segunda-feira (29) na página do candidato no site da instituição. As notas das provas objetivas e da redação estarão disponíveis após as 18h. Os treineiros – aqueles que prestam as provas, mas ainda não estão aptos a entrar na faculdade e apenas buscam testar seus conhecimentos – só poderão consultar os resultados em 28 de maio. Segundo o Inep, os candidatos só terão acesso às próprias notas e não poderão visualizar os resultados dos demais alunos.
  • O Ginásio Municipal Pedro Ciarlini passará a ser o novo endereço do Centro de Testagem da Covid-19 em Mossoró. A estrutura, que não vinha sendo utilizada para atividades esportivas por causa da Pandemia, receberá o público para testes rápido e de Swab. A partir da próxima segunda-feira (29), o local estará aberto para atender à população todos os dias, inclusive aos sábados e domingos, das 7h às 11h e das 13h às 17h.Antes, o centro de testagem funcionava na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Santo Antônio. Quem comparecer ao Ginásio para fazer o teste terá à disposição entrada e saída distintas, ou seja, não haverá cruzamento das pessoas que chegam com as que saem através de uma mesma porta. Isso garante cumprimento das regras de biossegurança. Os testes positivos, logo que identificados e confirmados, levarão o paciente à rede de atendimento e monitoramento da saúde pública e, a depender da gravidade, também servirá de base para encaminhamento do paciente aos hospitais com leitos/Covid. Já o Centro de Testagem da UPA do Belo Horizonte segue com funcionamento normal.
abr 18
domingo
20 48
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
102 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.865.852 VISITAS