O deputado federal Antônio Jácome (Podemos), que perdeu a eleição passada para o Senado Federal, aceitou o convite para integrar o Ministério das Mulheres, Família e Direitos Humanos, no governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo a assessoria de comunicação do deputado, o cargo que ele assumirá é o de secretário-executivo, convite este recebido “com muita satisfação”. Antônio Jácome tem experiência na pasta e aprovou a indicação da futura ministra, a advogada e pastora Damares Alves.

No governo Bolsonaro, Ministério das Mulheres, Família e Direitos Humanos irá abrigar a Fundação Nacional do Índio (Funai), que atualmente pertence ao Ministério da Justiça.

O encontro de aliança partidária com a presença de representantes do PDT, MDB, DEM, Podemos e PROS, fortaleceu o apoio do segmento evangélico em torno do nome do pré-candidato ao Governo, do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), em Natal, nesta sexta-feira (29). Na ocasião, foi debatido e anunciado o apoio à formação da chapa majoritária, tendo como pré-candidatos ao senado os nomes de Garibaldi Filho (MDB) e do deputado federal Antônio Jácome (Podemos), que entra na chapa atendendo convite do senador José Agripino (DEM). Agripino assegurou que a decisão de colocar a eleição de senador a disposição foi para fortalecer o grupo e afirmou ser o melhor para o Rio Grande do Norte.
jul 5
terça-feira
06 02
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
55 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.903.450 VISITAS