A Procuradoria Geral Eleitoral (PGE) emitiu nesta sexta-feira (20) um parecer pelo “desprovimento dos recursos” de Kériclis Alves (PDT), o “Kerinho”, do deputado Beto Rosado (Progressistas) e da coligação pela qual eles foram votados. O documento é assinado pelo vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gustavo Gonet Branco, e no entendimento beneficia Fernando Mineiro (PT), que teria o direito a assumir o mandato hoje ocupado por Beto Rosado.

O parecer da PGE será base para a apreciação da Corte do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas não há uma data limite para isso. O pronunciamento da PGE é mais um capítulo na longa novela que envolve o direito a uma das vagas de deputado federal pelo Rio Grande do Norte.

Essa ação teve início nas eleições de 2018.Em janeiro de 2021, após dois anos das eleições, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) indeferiu o registro de candidatura de Kéricles Alves Ribeiro, que concorreu ao cargo de deputado federal pelo PDT e obteve 8.990.

Entre as irregularidades confirmadas pela Justiça estava o fato de Kerinho não ter se desvinculado de um cargo em comissão na prefeitura de Monte Alegre no prazo legal.

Veja a matéria completa no site Justiça Potiguar.

O Ministério Público Eleitoral apresentou um parecer favorável ao indeferimento do registro de candidatura de Kericlis Alves Ribeiro, que concorreu ao cargo de deputado federal em 2018, no Rio Grande do Norte. Kerinho, como é mais conhecido, disputou as eleições com seu registro “sub judice” e a posterior validação de seus votos permitiu um novo cálculo do coeficiente eleitoral, garantindo ao deputado federal Beto Rosado assumir a vaga que estava com Fernando Mineiro na Câmara Federal. A depender da decisão da Justiça Eleitoral, este último pode reaver o cargo. Inicialmente, Kerinho teve seu registro de candidatura indeferido por um suposto atraso na entrega de documentos, porém o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) modificou a decisão das instâncias inferiores e acolheu um relatório apontando que o erro havia sido no sistema da própria Justiça Eleitoral. No entanto, tais documentos não incluíam a comprovação de pagamento ou parcelamento de uma multa eleitoral, cujo prazo de apresentação se esgotou em agosto de 2018 sem ter sido cumprido.
08
out

Sub judice

Postado às 18:07 Hs

16 mil votos sub judice podem tirar cadeira de Mineiro para Beto Rosado.

Uma combinação de fatores que envolvem 15.883 votos pode resultar na troca de cadeiras na Câmara dos Deputados entre Fernando Mineiro e Beto Rosado. O petista foi eleito neste domingo dentro de sua coligação, enquanto o Rosado ficou como primeiro suplente de seu grupo, a coligação 100% RN I.

Ocorre que, dentro dessa coligação, há 15.883 votos subjudice, ou seja, que dependem de validação da Justiça Eleitoral. São 8.990 votos de Kerinho e 6.893 votos de Jumaria. Para entender, as vagas são distribuidas na Câmara pelos votos que as coligações alcançaram. A de Mineiro fez 310.001 votos. A de Beto fez 302.366.

Apenas com os votos de Kerinho é possível reverter o quadro. E ainda tem os de Jumaria. Neste cenário de aceitação, a coligação que elegeu Walter Alves, passaria a ter pouco mais de 310 mil votos, superando a coligação de Mineiro e dando portanto ao grupo “100% RN 1” o direito de fazer mais um deputado.

Dentro dessa combinação, se apenas um dos candidatos vencer na Justiça, Beto continua perdendo, pois, isoladamente, eles não fizeram votos suficientes para contribuir com a soma necessária. Como Beto foi o segundo mais votado da coligação, a vaga seria dele.

Os dois candidatos que enfrentam peleja judicial tiveram candidaturas indeferidas e concorreram com recurso. O TRE julgará se os votos dele são válidos ou não.

No grupo da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP), continua o impasse entre o palanque de Carlos Eduardo Alves (PDT) e o de Robinson Faria (PSD). O primeiro-damo Carlos Augusto Rosado, o articulador, pende para CE. O deputado federal Beto Rosado, que não quer ser vice de Carlos Eduardo coisa nenhuma, prefere a coligação com o PSD de Robinson. O MDB garantiu apoio de algumas lideranças do interior para Beto: Antônio Petronilo, Poti, Kátia, Valdimar

Mas os nomes que o Blog de Thaisa Galvão viu numa anotação qualquer, não são garantia para o número de votos que Beto precisa para se reeleger, ainda mais na coligação engessada e sem nominata comandada por Carlos Eduardo. Beto continua conversando com o deputado federal Fábio Faria (PSD), que articula como ninguém as nominatas em torno da candidatura à reeleição de Robinson.  Em Brasília os dois federais conversaram sobre o assunto. O apoio de Vivaldo Costa no Seridó estaria em negociação. Enquanto isso…haja movimento !

10
jul

Repensando…

Postado às 11:05 Hs

Rosalba muda de direção repensando apoio à candidatura de Carlos Eduardo Alves.

Depois da definição do deputado estadual e presidente do PROS, Albert Dickson em compor a coligação liderada pelo governador Robinson Faria, a prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini e seu esposo Carlos Augusto Rosado verificaram que ingressando na coligação Alves e Maia indicando o candidato a vice-governador levará o deputado federal Beto Rosado ao sacrifício de uma eminente derrota..

Matreiros, Carlos Augusto e Betinho Rosado sabem que o deputado federal Beto Rosado não tem mais votos que José Agripino e Walter Alves, portanto o deputado mossoroense serviria apenas de bucha para os Alves e Maia.

Blog do Primo

08
jul

Nomes de Mossoró…

Postado às 11:35 Hs

O empresário mossoroense Tião Couto desistiu . Não será mais candidato a deputado federal e decidiu apoiar o nome de João Maia para a Câmara.Mossoró terá outra disputa a parte para saber quem terá mais votos para deputado federal: Sandra Rosado ou Beto Rosado. Um nome que circula bem é o de ex-prefeito de Almino Afonso Lawrence Amorim. Aguardemos !

Quem também vai colocar o nome para disputa do eleitorado de mossoroense é Kadu Ciarlini. Filho da prefeita  Rosalba Ciarlini e Carlos Augusto Rosado. Kadu é o nome do Rosalbismo para deputado estadual. Nas pesquisas, pro lado de Mossoró o nome do jovem Kadu tem sido bem aceito.Mossoró iria ficar centralizada entre Kadu Ciarlini, Larissa Rosado e Jorge do Rosário na disputa por uma vaga na ALRN. Mossoró merece ser bem representada devido a sua posição Geoeconômica.

O grupo político liderado em Mossoró pela prefeita Rosalba Ciarlini (PP) se encaminha para apoiar a candidatura à reeleição do atual governador Robinson Faria (PSD). “Estamos conversando sobre a aliança”, informou ao blog o deputado federal rosalbista Beto Rosado, durante a inauguração do voo da Azul Linhas Aéreas para Mossoró. O que reaproxima rapidamente o rosalbismo do governador são as articulações em torno da formação da chapa proporcional (deputado federal e estadual). É que para o PP de Mossoró, a prioridade nestas eleições é a renovação do mandato de Beto Rosado na Câmara Federal e a eleição do publicitário Kadu Ciarlini para a Assembleia Legislativa. Para Beto Rosado, o grupo de Robinson Faria vem dando maior atenção na composição da chapa proporcional, o que no seu entendimento facilitaria a eleição de um maior número de candidatos. A harmonia percebida entre os líderes dos dois grupos políticos, na viagem entre Recife e Mossoró, já sinalizou para um voo maior no plano político-eleitoral.
Maio 19
quinta-feira
15 23
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
62 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.898.641 VISITAS