A previsão do tempo para a semana promete maior quantidade e melhor distribuição de chuvas no Rio Grande do Norte. É o que apontam as análises da unidade instrumental de meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte – Emparn. A previsão da semana é de céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuva isoladas no interior, durante a tarde e noite. No Litoral Leste e Agreste, a previsão é de céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas a qualquer hora do dia. O chefe da unidade, Gilmar Bristot, explica que as chuvas do final de semana aconteceram, devido a atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), juntamente com restos de uma Frente Fria, situação que deverá permanecer nos próximos dias. “Depois de uma semana com pouca chuva no Estado devido a um bloqueio atmosférico, as chuvas voltaram a ocorrer em praticamente todas as regiões do Estado. A expectativa é que ocorram mais chuvas na Chapa do Apodi e Serra de São Miguel, e em outras com menos como no caso de grande parte da Região Central. As chuvas aconteceram devido a atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), juntamente com restos de uma Frente Fria”, destacou.
No último final de semana, a Emparn registrou ocorrência de bons volumes de chuvas em todas as regiões do estado. Na região central, o acumulado superou os 100 milímetros (mm), como no município de São José do Seridó, com 172 mm acumulados, seguido de Timbauba dos Batistas com 158 mm. No Agreste o destaque foi para Coronel Ezequiel com 112,4mm. Esse cenário é fruto da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) na região Nordeste. As análises da Unidade Instrumental de Meteorologia da EMPARN revelam que as chuvas ocorridas contribuíram para amenizar a temperatura no Estado. “A temperatura durante o final de semana variou entre 26o C a 28o C e a umidade relativa do ar média do final de semana variou entre 70% a 80% e, em algumas localidades como o Litoral Leste, Agreste e Chapada do Apodi, com valores acima dos 80%”, disse o chefe do setor, o meteorologista Gilmar Bristot.
19
mar

Com as bênçãos de São José

Postado às 6:58 Hs

Reza a tradição nordestina que se chover hoje no Nordeste será bom e a colheita do milho, em junho (ou seja, já nas festas juninas, quando a base das comidas típicas é o milho) será abundante; caso não chova, haverá inverno seco, e, portanto a colheita do milho será escassa. No Rio Grande do Norte, a previsão da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN(EMPARN) para o Dia de São José é de que haverá pancadas de chuvas tanto no interior quanto no litoral do estado. Mas independente das previsões da Emparn, os fiéis já estão fazendo suas orações pedindo chuva ao santo padroeiro do agricultor nordestino.

Coincidência ou não, a crença não morre, prossegue nos filhos e netos que ainda esperam um dia 19 de março chuvoso, como garantia de fartura para afastar o fantasma da destruição das estiagens. Mas será uma questão de Fé, ou será uma questão de Ciência? Ou ambas as coisas?

Para resolver a questão, entrevistamos um padre devoto e peregrino de São José, afinal ninguém melhor do que ele para dizer os poderes do santo.Apesar da igreja não estimular esse tipo de crendice, preferindo enaltecer a figura de São José como o pai adotivo de Jesus, esposo de Maria e patrono universal da igreja, temos que respeitar a crendice popular pois é fruto da experiência do agricultor que não criou a devoção por acaso.

Viva São José !!! Que elas venham…

Primeira semana de março terminando com boas chuvas no Rio Grande do Norte, beneficiando a agricultura e ocasionando a diminuição da temperatura na região serrana do estado. De acordo com as análises da Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (EMPARN), as precipitações decorrem da atuação do sistema meteorológico Vórtice Ciclônico de Ar Superior e da Zona de Convergência Intertropical (ZCTI)- esta última deverá seguir atuando nos meses de março e abril.

“As chuvas, nesses primeiros dias de março, foram registradas em todas as regiões do estado, variando entre 20 e 50 milímetros. A previsão para o resto do mês é de pancadas de chuvas em todas as regiões do estado”, disse o chefe da unidade, Gilmar Bristot.

O meteorologista pontua que embora as condições das águas superficiais do oceano Atlântico, na sua parte sul, ainda não estejam 100% ideias, a atuação de outros sistemas meteorológicos tem sido suficiente para trazer a chuva para o RN nesse período. “Não teremos chuvas intensas, mas teremos a ocorrência das chuvas”, declarou.

Para o final de semana, de hoje (05) até domingo (07), a previsão é de pancadas de chuvas em todas as regiões do Estado.

A Prefeitura Municipal de Mossoró, através da Secretaria de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos vem atuando desde o início do ano de forma preventiva com diversas ações visando evitar inundações comuns em Mossoró nesta época do ano. O trabalho é reforçado pela atuação da Defesa Civil que monitora áreas de riscos buscando evitar desastres naturais com a chegada das chuvas.

Com as primeiras chuvas que caíram na tarde do sábado, 20, o fluxo de serviços vem aumentando consideravelmente. Uma das muitas ações realizadas pelas equipes de Serviços Urbanos é o recolhimento das árvores que caíram com os fortes ventos e a chuva.  O final de semana está sendo marcado pelo trabalho das equipes de plantão que recebem chamados de moradores de diversos bairros da cidade.

Na Avenida Mossoró, Alto de São Manoel, por exemplo, equipes da Prefeitura estiveram realizando trabalho de recolhimento de uma árvore que caiu após a chuva de ontem. “A árvore caiu, atrapalhando a passagem dos carros, então, resolvemos acionar a Prefeitura. Foi um serviço muito eficiente, em pouco tempo o problema foi resolvido, contornando em poucos minutos o transtorno que a chuva trouxe,” destacou a moradora Bruna Lima.

Além do Alto de São Manoel, as equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos , atenderam dezenas de chamados, nos quatro cantos da cidade. No Centro, por exemplo, os profissionais foram acionados para recolher árvore que caiu nas imediações do Mercado Central, evitando maiores complicações no trânsito das vias centrais.

Em caso de quedas de árvores, a população deve buscar orientação dos órgãos competentes. Para situações desta natureza, o Município possui um canal de comunicação via telefone: 3315-5000.

Fonte: Assessoria / PMM

A Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte- EMPARN informa que até domingo (21), a previsão é de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões do estado, com pancadas de chuvas devido a circulação do ar favorável em altos níveis da atmosfera, que favorecem a entrada de umidade sobre a região e a consequente formação de chuvas sobre o Estado. “

A Emparn ainda destaca que é previsto que ocorram chuvas espalhadas por todas as regiões e o início da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), para o próximo final de semana.

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) publicou neste sábado (13) um aviso de chuvas intensas com “perigo potencial” para 57 cidades do Rio Grande do Norte. O aviso é válido das 11h da manhã de hoje até o mesmo horário deste domingo (14). O alerta prevê chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia, com ventos intensos entre 40 e 60 km/h. Em caso de rajadas de vento, o instituto orienta que as pessoas não se abriguem debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas e não estacionem veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.
13
jan

Período chuvoso no RN deverá ser normal

Postado às 8:59 Hs

Nos próximos três meses, a previsão de chuvas para o Rio Grande do Norte está dentro do que é considerado regular pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). Na divulgação dos levantamentos iniciais sobre a previsão de precipitações, o ano de 2021 não deverá ser marcado pela estiagem severa. Entretanto, os estudos serão aprofundados para traçar um cenário mais fiel nos próximos meses.

Para 2021, segundo o chefe da unidade de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot, disse há divergências entre os modelos analisados anualmente. Nesses métodos, que vão desde padrões nacionais a internacionais, alguns apontam condição de chuvas normais com poucas regiões também apontando precipitações acima do normal. “Não estamos convencidos que em 2021 será um ano de seca”, comentou durante a apresentação dos dados. Em fevereiro, será divulgada uma nova previsão na sede da Emparn.

As atuais, apontaram que entre janeiro e março deste ano, os valores mínimos esperados são de 390,7mm para a região Oeste; 307,6mm na região Central; 234,8mm para a região Agreste e 319,0mm para a região Leste. Gilmar Bristot comentou que o cenário poderá ter uma série de mudanças a depender das condições climáticas e não recomendou, aos produtores do Estado, o plantio de sementes neste momento.

A natureza tem suas próprias verdades, é fato. Apesar de exaustivos estudos e previsões conduzidos pelo homem, é impossível afirmar com precisão matemática quando e com qual intensidade ocorrerá um determinado fenômeno natural. No entanto, é possível, com a análises de múltiplos fatores, apontar uma direção. Quando se trata de chuva, dois fenômenos – El Niño e La Niña – norteiam o cenário pluviométrico da estação chuvosa no Ceará. Apesar de não serem os únicos sistemas indutores (ou inibidores) de pluviometria, é neles que o sertanejo se apega. Quando há ocorrência da La Niña ou neutralidade, as chances de boas chuvas no Semiárido nordestino são maiores. Em 2021, portanto, a esperança de bons índices foi renovada. Isso porque os principais institutos de meteorologia do Brasil confirmam a consolidação deste fenômeno.
A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte informa que a previsão da semana é de ocorrência de um volume maior de chuvas até quarta-feira, tanto no interior como nas regiões Leste e Agreste, e de quinta até domingo, as precipitações devem acontecer também, porém com menor volume e quantidade. “Mesmo estando no final do período chuvoso, as chuvas continuarão acontecendo entre segunda-feira e a quarta-feira, a partir de quinta-feira (28/05) as chuvas deverão apresentar uma diminuída na região. Para o litoral Leste e Agreste, as condições de chuvas mais significativas também acontecerão até a quarta-feira, depois disso no restante da semana, acontecerão chuvas, mas de menor intensidade e quantidade”, analisou Bristot.
Embora a semana tenha começado com bastante chuva durante a manhã em Natal e região metropolitana, a previsão da semana, de acordo com a Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) é de poucas chuvas em todas as regiões do RN, com concentração de precipitações no início e final da semana no litoral Leste e na Costa Branca. “Essas chuvas são ocasionadas pelo Sistema de brisa (no Leste) e instabilidades associadas a presença da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT)”, explicou o chefe da unidade, Gilmar Bristot. Na capital potiguar as temperaturas devem variar, até domingo (10) entre 23°C e 28°C e no interior, nas regiões serranas, entre 20°C e 30°C. Balanço das chuvas O boletim pluviométrico da EMPARN registrou a ocorrência de chuvas em 66 postos de monitoramento instalados pelo RN de sexta-feira (01) até a manhã de hoje (04/05), às 07h da manhã. As chuvas aconteceram em todas as regiões do estado com maiores volumes acumulados no período no Oeste em Upanema com 46,4 milímetros (mm), Antônio Martins 42 mm e João Dias 40,1 mm. Em Mossoró choveu 24,4mm.
29
mar

Abastecimento

Postado às 17:56 Hs

Chuvas provocam deslocamento da Adutora Sertão Central

As últimas chuvas, no interior do Estado, provocaram na madrugada deste domingo (29) o deslocamento da Adutora Sertão Central. O pilarete, que sustenta a tubulação, desabou e ocasionou o deslocamento da estrutura próximo à cidade de Angicos. A equipe da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) já está mobilizada para realizar o reparo emergencial.

A previsão da Companhia é que o serviço seja concluído no fim da tarde desta segunda-feira (30), observando se tratar de um serviço de maior complexidade. Devido à manutenção, está suspenso o fornecimento de água para as seguintes cidades: Angicos; Caiçara do Rio do Vento; Fernando Pedrosa; Jardim de Angicos; Lajes; Pedro Avelino; Riachuelo; além da comunidade Cachoeira do Sapo. O fornecimento de água será retomado assim que o trabalho for concluído, sendo o prazo de normalização de até 72h.

16
mar

Tempo & Previsão para o RN

Postado às 18:21 Hs

A previsão da semana é de céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas em todas as regiões. Para quarta-feira (19), Dia de São José-  data especial para o sertanejo que crê que se a chuva acontecer haverá boa colheita e fartura no ano, a previsão é de parcialmente nublado a claro em todo o Estado com pancadas de chuvas em todas as Regiões.

As temperaturas devem variar nesta semana entre 23oC e 29oC, na capital e no interior, nas regiões serranas, variarão entre a 20oC e acima de 33oC. O chefe da Unidade, Gilmar Bristot explica que devido a ocorrência das chuvas, os dias tem se apresentado com maior quantidade de nuvens e predominantemente nublados. “Isso tem diminuído a incidência de radiação solar e esquentado menos a superfície, influenciando numa diminuição da temperatura em todas as regiões do Estado”, comentou.

Abaixo a previsão da semana:  

Segunda-Feira (16/03) – Céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas.

Terça-Feira (17/03) –Céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas.

Quarta-Feira (18/03) – Céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas em todas as Regiões.

Quinta-Feira (19/03) – Céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com pancadas de chuvas em todas as Regiões.

Sexta-Feira (20/03) – Céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas em todas as regiões.

Sábado (21/03) – Predominância de Céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com pancadas de chuvas.

Domingo (22/03) – Predominância de Céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas.

01
mar

Temporal ontem em Mossoró

Postado às 11:10 Hs

Por Mossoró Notícias

Moradores flagraram a força da enxurrada que arrastou carros e assustou muita gente na noite deste sábado (29), em Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte.

Na avenida Cunha da Mota, no centro, um morador registrou um motorista lutando contra a força da água. Segundo a Defesa Civil, a região foi uma das mais afetadas com a chuva deste sábado. A descida do Alto de São Manoel, foi interditada pela Guarda Municipal.

Em outro ponto da cidade, na Avenida Diocesana, no bairro Nova Betânia, a pista foi completamente alagada, o que impossibilitou a passagem de veículos.

Outro registro feito na Avenida Presidente Dutra, na altura do Rebouças Supermercado, ondas se formaram com a força da água.

A Defesa recomenda ainda que a população evite transitar áreas alagadas (mesmo com pouca água) ou com enxurradas, não permanecer embaixo de árvores, não ficar próxima a estruturas metálicas e equipamentos energizados, bem como ter atenção com trincas e rachaduras nos imóveis.

Por conta da chuva, alguns pontos da cidade estão interditados e o trânsito está complicado na área central. Não há registro de feridos e nem de pessoas desabrigadas.

Do blog:  Segundo informações a quantidade de chuva que caiu por quase duas horas ultrapassou os 95 milímetros. Foi a maior chuva já registrada na cidade este ano.

 

A previsão do tempo para o final de semana e o carnaval é de predominância de céu parcialmente nublado com pancadas de chuvas em todas as regiões, apontam as análises da Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN).

No litoral (grande Natal) a expectativa é de que as chuvas ocorram a qualquer hora do dia até sábado (22). Já no interior, as precipitações são esperadas durante o período da tarde e início da noite, e poderão ser acompanhadas de trovoadas e descargas elétricas.

A temperatura na capital deve variar entre 24ºC e 32ºC e no interior, nas regiões serranas, devem ficar entre 22ºC e ultrapassar os 35ºC. “A umidade relativa do ar acima do normal (85% a 90%), a sensação térmica (de mais calor) aumenta”, alerta o chefe da Unidade, o meteorologista Gilmar Bristot.

Abaixo as previsões dos próximos dias:

Sexta-Feira (21/02) – Céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas em todas as regiões. No interior chove durante a tarde e noite.

Sábado (22/02) – Céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com pancadas de chuvas.

Domingo (23/02) – Céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com pancadas de chuvas fracas.

Segunda-Feira (24/02) – Céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com pancadas de chuvas fracas.

Terça-Feira (25/02) – Céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com pancadas de chuvas em todas as regiões.

A análise da equipe da Unidade Instrumental de Meteorologia da EMPARN indica que as chuvas devem continuar nesta semana em todas as regiões do RN.

“A atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) associada a presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCANS) indicam a ocorrência de chuvas em todas as regiões do Rio Grande do Norte durante esta semana”, disse o chefe do unidade, Gilmar Bristot.

De acordo com a previsão, nesta semana, na capital potiguar, a temperatura deve variar, entre 24°C e 32°C e no interior, nas regiões serranas, a partir 22°C e ultrapassar os 35°C.

 A previsão da semana é a seguinte:

Segunda-Feira (03/02) – Céu parcialmente nublado a claro em todo o Estado com pancadas de chuvas.

Terça-Feira (04/02) –Mantendo o céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas em todas as regiões.

Quarta-Feira (05/02) – Céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas nas em todas as regiões.

Quinta-Feira (06/02) – Céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas nas em todas as regiões.

Sexta-Feira (07/02) – Céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas em todas as regiões.

Sábado (08/02) – Céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas.

Domingo (09/02) – Céu parcialmente nublado em todo o Estado com pancadas de chuvas.

A semana começou com chuvas em todas as regiões do Rio Grande do Norte. O município de Rafael Godeiro, localizado no Oeste Potiguar registrou 133,4 milímetros(mm) de chuva de sexta-feira (31/01) até esta segunda-feira (03), conforme Boletim Pluviométrico divulgado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN). Em seguida os municípios que mais choveram foram Olho D´água dos Borges, chovem 129,7mm e em Martins 119,4mm, todos também no Oeste Potiguar. Parazinho, no Agreste, registrou 112,1mm. O boletim completo pode ser acessado no endereço www.emparn.rn.gov.br, clicando na aba Meteorologia.

 

Vamos ver se realmente se concretiza. Aguardemos !!

01
jan

Continuam…

Postado às 23:15 Hs

Chuvas devem continuar na primeira semana de janeiro, diz Emparn

As chuvas que têm ocorrido desde a segunda-feira (30) em alguns municípios das regiões Oeste e Seridó do Rio Grande do Norte devem persistir durante a primeira semana de janeiro, segundo o serviço de meteorologia da Emparn. As precipitações ocorrem antes do início do inverno — oficialmente começa apenas em março no semiárido —, e têm influência da atuação do vórtice ciclônico e da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT).

A atuação conjunta desses dois fenômenos é responsável pelas fortes chuvas em algumas regiões dos estados vizinhos — Ceará, Maranhão, Piauí, oeste de Pernambuco e Paraíba, e boa parte do semiárido do Rio Grande do Norte. As temperaturas acima do normal, no Oceano Atlântico, é outro fator, com liberação de mais umidade para “alimentar” o vórtice ciclônico

Aguardemos…

O inverno no semiárido potiguar só começa, oficialmente, em março próximo. Contudo, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), as chuvas que caem desde à véspera de fim de ano no Interior do Estado deverão continuar nesta primeira semana de 2020, devido à influência do vórtice ciclônico e da zona de Convergência Intertropical (ZCIT).

Confira os primeiros registros de chuvas na região do Alto Oeste potiguar durante a passagem de ano:

Alexandria – 100 mm

José da Penha – 70 mm

Viçosa – 55 mm

Riacho da Cruz – 50 mm

Encanto – 27 mm

Luis Gomes – 120 mm

Marcelino Vieira – 45 mm

Severiano Melo – 120 mm

Portalegre – 150 mm

Parelhas (zona rural) – 50 mm

Rodolfo Fernandes – 60 mm

Taboleiro Grande – 60 mm

Mossoró, Tibau e Areia Branca também tiveram boas chuvas na noite e madrugada de hoje. O ano de 2020 começou trazendo muita alegria aos sertanejos.

Maio 8
sábado
20 02
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
82 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.867.514 VISITAS