Via Blog do Primo

O primo Cláudio Porpino resolveu colaborar com à reeleição do prefeito Álvaro Dias. Cláudio é um profundo conhecedor de Natal e wilmista histórico, ele participou ativamente de todas as lutas da guerreira.
Observando o bom desempenho do prefeito Álvaro Dias, primo Porpa resolveu deixar de apoiar à candidatura a prefeito do deputado Hermano Morais e colaborar também com a gestão de Álvaro assumindo à Secretaria de Esporte e Lazer.
Cláudio Porpino está no lugar certo, além de desportista , ele agitador cultural e carnavalesco.

Ele substitui o vereador de Mossoró João Gentil que ocupou o cargo recentemente.  Cláudio teve o nome cotado para disputar uma cadeira na Câmara, pelo PSB, partido ao qual é filiado, e do qual inicia o processo de desfiliação.

23
out

Natal tem novos vereadores…

Postado às 15:20 Hs

 

Mudanças no resultado das eleições 2012 em Natal no que se refere ao legislativo…

Mudança de cenário na eleição para vereador em Natal. Decisão do juiz da 1ª Zona Eleitoral, Ibanez Monteiro, alterou a lista dos eleitos, provocando a inclusão de Edivan Martins (PV) e Cláudio Porpino (PSB) nas vagas de Raniere Barbosa (PRB) e George Câmara (PCdoB). O magistrado acolheu as reclamações impetradas pelo Partido Verde e pelas coligações Transformar Natal I e Transformar Natal II.

Os nomes de Edivan Martins (teve 5.025 votos) e Cláudio Porpino (3.508) já foram incluídos na lista dos vereadores eleitos em Natal disponível no site do TSE.Edivan Martins poderá continuar na Câmara, mas ainda cabe recurso.

De acordo com a decisão do magistrado, publicada no Diário da Justiça Eletrônico desta terça (23), “a situação dos candidatos a vereador pela Coligação União Por Natal II não foi devidamente atualizada depois da decisão proferida pelo Tribunal Regional Eleitoral no Recurso Eleitoral n° 14732, modificando de “Deferida com Recurso” para “Indeferida com Recurso” conforme determinou a Corte Eleitoral. Com efeito, o sistema totalizado computou como válidos todos os votos atribuídos aos candidatos de referida coligação”.

Assim, o registro todos os candidatos da coligação União Por Natal II, que apoiou Carlos Eduardo Alves (PDT) e era formada por PRB, PPS, PPL, PSD e PCdoB, está sub judice e eles não podem ser considerados eleitos.

A decisão do juiz se origina na cassação do registro do PT do B, que inicialmente fazia parte da União por Natal II, para as eleições. Pelo entendimento, a cassação anularia toda a chapa, provocando o indeferimento de todos os candidatos que disputaram o pleito pela coligação.O caso ainda deverá ser julgado pelo Pleno do TRE, cabendo também recurso ao TSE.

 

out 1
quinta-feira
11 51
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
94 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.836.091 VISITAS