08
jun

Expectativas

Postado às 13:31 Hs

Venda de estandes para Expofruit 2018 chega aos 70%

A Expofruit – Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada, que acontece de 21 a 23 de agosto, na Estação das Artes, em Mossoró, já está com 70% dos estandes já comercializados. Os interessados em expor na feira devem procurar o quanto antes a organização já que a procura está grande. A Expofruit contará com estrutura formada por mais de 300 estandes com o tamanho de 12 me valor de três mil reais, distribuídos numa área total de 15 mil m2Para saber mais informações basta entrar emcontato pelos telefones (84) 3312.6939/99950-7931 e 98812-6445.

A Expofruit 2018 é realizada pelo Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEXServiço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte (Sebrae/RN), com promoção da Promoexpo e patrocínio do Governo do Estado e Prefeitura Municipal de Mossoró.

SERVIÇO:

Evento: Feira Internacional de Fruticultura Tropical Irrigada- Expofruit 2018

Data: 21 a 23 de agosto

Local: Estação das Artes – Mossoró/RN

26
abr

Expofruit 2016

Postado às 20:01 Hs

Lançamento da Expofruit 2016 acontece nesta quarta-feira

A Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada – Expofruit será lançada nesta quarta-feira (27/04), às 15h, no Sebrae Mossoró . O evento, que completa vinte anos de realização em 2016, acontece de 21 a 23 de setembro, na Ufersa, em Mossoró, e prevê a circulação de aproximadamente 15 mil pessoas e uma média de R$ 40 milhões em negócios.

Durante o lançamento serão apresentados o histórico desses vinte anos e todos os benefícios que a feira trouxe para a produção local e para a região. Na oportunidade será também apresentada a campanha publicitária da feira este ano que terá como tema “Mais Longevidade para você e seus Negócios”.

Para esta edição os organizadores da Expofruit estão procurando mais uma vez inovar e buscar novas tecnologias, produtos e serviços para a fruticultura e acreditam no sucesso na realização do evento. “Temos uma expectativa muito grande em relação a feira e já temos bastante procura com relação aos estandes. O setor, no ano passado, aumentou as exportações, o que significa que a cadeia produtiva está bastante satisfeita e positiva. Todo o elo de produção conseguiu aumentar as vendas do nosso setor. Prevemos que a feira consiga atingir seus objetivos e integre os membros da cadeia produtiva, amplie os negócios e mostre a importância do setor para a região de Mossoró e para o Rio Grande do Norte”, afirma Luiz Roberto Barcelos, presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (Coex).

ESTANDES

Até o momento foram comercializados 50% dos estandes, dos 300 estandes distribuídos em um espaço de 15 mil m2, que compõe a estrutura da feira. Cada stand possui 12 m2 e está disponível por R$ 2.800. De acordo com o diretor comercial da Expofruit, João Manoel, “o momento tem sido de crescimento para o setor com um aumento no consumo de frutas por parte da população no mundo inteiro. Esse é um dos motivos que nos faz acreditar que vamos retomar a feira com muito sucesso e grande participação de várias empresas ligadas a nossa cadeia produtiva”, explica.

Os interessados devem entrar em contato com João Manoel Silveira pelos telefones (84) 3312.6939/99950-7931 e 98812-6445 e pelo e-mail: expofruit@gmail.com.

A Expofruit 2016 tem como objetivo o apoio ao setor frutícola potiguar, garantindo a participação de produtores de todo o estado em um evento que viabilize a comercialização da produção e promova novos negócios, inclusive exportações. A feira é realizada por meio de uma parceria entre o Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX), o SEBRAE – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte, a Universidade Federal Rural do Semiárido – Ufersa.

 

 

26
jan

Mais ações…

Postado às 15:40 Hs

O Prefeito Francisco José Júnior participou, na manhã desta terça-feira, 26, da recepção a uma missão chinesa que veio conhecer o potencial da fruticultura de Mossoró. A reunião, organizada pelo Comitê Executivo de Fitossanidade (COEX) com apoio do Executivo Municipal, foi realizada na Sala de Conselhos da Reitoria da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). As condições climáticas favorecem o desenvolvimento da cultura do melão na cidade, que hoje responde por 95% da produção brasileira. Confiante nesse potencial, o prefeito destacou a importância de consolidar parceria com o país asiático. “Esse momento é muito importante para a cidade, uma vez que a China vem a Mossoró certificar nossas frutas, derrubando as barreiras sanitárias. A China é um mercado promissor e a oficialização de uma parceria deverá triplicar a produção de melão e aumentar a geração de empregos. Essa exportação será muito importante para o desenvolvimento da cidade”, disse o chefe do Executivo Estadual, ressaltando o alto consumo de melancia por pessoa na China, que chega a 42 quilos anuais, ante 50 quilos, somadas todas as frutas, consumidos por cada brasileiro.
21
jan

Saiba Também…

Postado às 10:02 Hs

Prefeitura e Coex confirmam Expofruit e missão chinesa em Mossoró. O prefeito Francisco José Júnior garantiu nesta quarta-feira, 20, durante almoço com o presidente do Comitê Executivo de Fitossanidade do Rio Grande do Norte (COEX), Luiz Roberto Barcelos, apoio do poder público para importantes ações que movimentarão a economia de Mossoró. Uma das pautas foi a confirmação da realização da Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada (EXPOFRUIT) este ano. A reunião também firmou incentivo para a visita de técnicos chineses que chegam à cidade com interesse na importação de melão e melancia produzidos na região. “Na reunião, garantimos apoios que terão influências relevantes na economia mossoroense. A Expofruit é um grande movimentador de negócios não só para a cidade como para a região, reunindo produtores de todas as partes do Brasil e de vários lugares do mundo. Já a visita dos chineses pode colocar Mossoró na rota de exportação para o mercado asiático, o que significa aumento na produção e consequentemente na geração de empregos”, explicou o prefeito Francisco José Júnior.
17
set

Melão potiguar

Postado às 23:11 Hs

Com a qualidade já reconhecida internacionalmente, o melão amarelo produzido na região de Mossoró conta com mais uma conquista que representa um diferencial para expandir a comercialização no mercado mundial. O produto acaba de receber o selo de Indicação Geográfica de Procedência, concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). A conclusão do processo de IG ocorre quatro anos após o início das pesquisas e estudos, realizados pelo Sebrae no Rio Grande do Norte junto com o Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX). O selo garante identidade e exclusividade à fruta potiguar, que contará com elevado valor agregado.
16
Maio

Lamentável

Postado às 12:30 Hs

Faern lamenta cancelamento da Expofruit, mas fala em tendência mundial


Com a notícia do cancelamento da 16ª Feira Internacional da Fruticultura Irrigada (Expofruit) que deveria ser promovida entre os dias 10 e 12 de julho em Mossoró e com uma perspectiva de gerar mais de R$ 50 milhões em negócios aos exportadores, muitas autoridades do setor agropecuário foram procuradas para comentar o episodio.

Uma delas, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Norte (Faern), José Álvares Vieira, lamentou o cancelamento, mas disse que a realização da feira poderá ser feita de forma bienal. “É com tristeza que a Federação da Agricultura recebe essa notícia. Afinal, são 17 anos de sucesso interruptos. Uma pena que a seca que se alastrou no estado desde o ano passado chegou também para a Expofruit e os seus produtores e organizadores. Mas acredito que a direção do Coex encontrará novas formas para a sua promoção em 2014. Uma delas é a realização do evento bienal. Isso já é uma tendência nas maiores feiras do mundo”, ressaltou Vieira.

De acordo com o presidente da Federação da Agricultura do RN, o Governo estadual precisa tomar essa notícia como algo para se pensar e agir. “O cancelamento da feira também serve de alerta para o Governo avaliar melhor a questão dos distritos irrigados. Sem a sua efetiva consolidação, os nossos produtores de frutas perderão o trem do progresso e ficarão ilhados”, comentou.

Sem estímulo

De acordo com o presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (Coex), Luiz Roberto Barcelos, não existe estímulos para a realização da Expofruit. “Não há razão em promover o evento se não temos produtos para fecharmos os contratos, se os pequenos produtores estão prejudicados, mal conseguem plantar. E a sobra da safra passada é insuficiente.”, explicou Barcelos.

A Expofruit 2013 estava sendo montada para abrigar 300 estandes e cerca de 60% já estavam vendidos. Produtores da Europa e Estados Unidos já tinham confirmado presença e iriam participar da tradicional feira de agronegócios.

Fonte: Assessoria

15
Maio

Expofruit 2013 foi cancelada

Postado às 15:29 Hs

O Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX) comunica a fruticultores, empresas e instituições inseridas na cadeia produtiva da fruticultura potiguar que a próxima Expofruit – Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada somente será realizada em 2014. A edição 2013, prevista para acontecer no período de 10 a 12 de julho, na UFERSA, em Mossoró, precisou ser cancelada pelos seguintes motivos:

– Dificuldades financeiras vividas pelos produtores, em especial os que trabalham em pequenas unidades produtivas, devido à prolongada estiagem;

– Situação de calamidade provocada pela escassez de chuvas, em todo o Nordeste, restringindo a disponibilidade de recursos, inclusive do setor público, para a realização do evento;

– Decisão de alterar a periodicidade da feira, tornando-a bienal, garantindo a formatação de um evento de maior porte, mais direcionado às necessidades do produtor local, para o qual haveria maior facilidade de captação de recursos e garantia da presença de grandes empresas, público interessado e palestrantes qualificados.

O Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX) agradece a compreensão de todos, dos parceiros SEBRAE e UFERSA, e reforça seu compromisso com a cadeia produtiva da fruticultura potiguar, com expositores, patrocinadores, apoiadores e o público visitante, garantindo que desde já está confirmada a realização da Expofruit em 2014.

09
mar

Informativo

Postado às 12:10 Hs

Discutir os rumos da fruticultura no Rio Grande do Norte e os gargalos que ainda afligem o empresariado rural foram os temas do debate e da dinâmica de grupo promovidos durante toda esta quinta-feira (08), na sede do Sebrae de Mossoró, no evento “Agenda de Desenvolvimento da Agricultura Potiguar”.

Organizado pelo Sebrae, Comitê de Fitossanidade do Rio Grande do Norte (Coex), Sistema Faern/Senar e Sindicato dos Produtores Rurais de Mossoró e Baraúnas, o evento tratou sobre o futuro da fruticultura potiguar, a sua participação na balança comercial e o que os empresários do setor esperam dos governantes para os próximos anos. “Foi um encontro para afinarmos o nosso discurso de que desejamos uma fruticultura forte e competitiva. Uma atividade que gera emprego e renda para o Estado e que merece um maior cuidado por parte de nossos gestores públicos”, ressaltou o presidente do Sistema Faern/Senar, José Álvares Vieira.

No evento, que também contou com a participação do presidente do Coex, Francisco Segundo de Paula, do diretor técnico do Sebrae, João Hélio Cavalcanti e do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Lajes e vice-presidente eleito da Federação da Agricultura do RN, César Militão, foi organizado uma dinâmica de grupo, formada pelos citados acima e diversos produtores de frutas que compareceram ao encontro.

Gargalos

Formulada e conduzida pelo instrutor do Sebrae, Rafael Demétrius, o debate serviu para apontar os pontos positivos e negativos do setor e também para direcionar forças para as possíveis soluções para a fruticultura. “Discutimos, em várias mesas separadas por grupos, como é a realidade do setor, os seus problemas e as soluções que devem ser tomadas para um futuro promissor. Apontamos como um dos gargalos, a questão do porto de Natal e a sua distância dos pólos fornecedores da fruta, que ficam quase que exclusivamente na região Oeste do RN. Também comentamos sobre a divulgação dessa atividade, que ainda é muito pouca e restrita”, enfatizou José Vieira.

De acordo com Segundo de Paula, do Coex, a reunião desta quinta-feira também serviu para traçar um plano estratégico para ser apresentado ao Governo Estadual. “Com o debate, pretendemos criar uma verdadeira agenda de ações que poderão ser feitas pelo governo para dar um maior incentivo a produção e, consequentemente, a economia do Rio Grande do Norte”, explicou o presidente do Coex.

De acordo com José Vieira, da Faern/Senar, todos os pontos debatidos na reunião de Mossoró são fundamentais para se entender a situação do setor e vislumbrar as saídas para o sucesso. “Conversamos sobre assuntos que todo o empresariado rural sabe. Debatemos as soluções possíveis para um setor importantíssimo de nossa economia. Agora é agrupar todos esses apontamentos e levarmos para o conhecimento de nossas autoridades públicas. Com uma boa parceria entre empresariado e governo, tenho certeza absoluta que todo o RN sai ganhando. E a nossa economia rural agradece”, finalizou Vieira.

out 21
quinta-feira
09 32
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
53 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.882.798 VISITAS