A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a conta de luz deverá seguir com a taxa extra mais elevada em julho. Caso isso ocorra, esse será o terceiro aumento do ano.

Agora, o país paga o valor da bandeira vermelha patamar dois, com tarifa de R$ 6,24 a mais a cada 100 quilowatts/hora (kWh) consumidos. Nesta terça-feira (29), no entanto, a diretoria da Aneel fará reunião para definir o novo valor da taxa. De acordo com o diretor-geral da agência, André Pepitone, a bandeira vermelha dois terá reajuste superior a 20%, ultrapassando R$ 7,50.

“Julho inicia-se com a mesma perspectiva hidrológica desfavorável, com os principais reservatórios do SIN [Sistema Interligado Nacional] em níveis consideravelmente baixos para essa época do ano, o que sinaliza horizonte com reduzida capacidade de produção hidrelétrica e elevada necessidade de acionamento de recursos termelétricos”, explicou a agência por meio de uma nota divulgada.

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.  “Com o acionamento da bandeira vermelha em seu maior patamar, é importante reforçar aos consumidores ações relacionadas ao uso consciente e ao combate ao desperdício de energia”, afirmou.

Confira os aumentos de tarifa deste ano

  • De janeiro a abril de 2021: amarela
  • Maio 2021: vermelha patamar 1​
  • Junho 2021: vermelha patamar 2
  • Julho de 2021: vermelha patamar 2 (com reajuste)

Metrópoles

O diretor-geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), André Pepitone, afirmou nesta terça-feira (15) que o reajuste de 20% da bandeira vermelha 2 deve subir o preço da conta de luz.

Foto: Shutterstock

Pepitone participou de um debate sobre a crise hídrica na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados. Disse que o valor cobrado pode chegar a R$ 7,57 a cada 100 kWh.

O valor da bandeira vermelha em junho de 2021 é de R$ 6,24 a cada 100 kWh. O aumento do preço ainda é discutido pela Aneel. Deve ser comunicado ainda em junho.

O aumento do preço, segundo o diretor, é causado pela crise hídrica que atinge o país. Com os reservatórios das hidrelétricas quase vazios, principalmente nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, o governo precisa acionar as usinas térmicas, que custam mais para a produção de energia.

Segundo Pepitone, o uso das usinas térmicas deve resultar em um custo de R$ 9 bilhões até novembro de 2021. O reajuste da bandeira vermelha faz parte de uma série de ações da Aneel para diminuir os efeitos da crise hídrica e evitar o racionamento energético.

No mesmo evento, Pepitone afirmou que pretende firmar uma parceria com o governo federal para deslocar para fora do horário de pico o consumo das indústrias. O objetivo é possibilitar que o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) tenha mais recursos para operar o SIN (Sistema Interligado Nacional) durante a crise hídrica.

Poder 360

A diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou em reunião nesta terça-feira (21) um reajuste, elevando custos extras gerados pelo acionamento das chamadas bandeiras tarifárias na conta de luz. O mecanismo, que visa sinalizar ao consumidor as condições de geração de energia, aumentando custos quando há menor oferta, agora poderá resultar em cobrança adicional de R$ 6 a cada 100 kilowatts-hora quando no patamar vermelho nível 2, que sinaliza um nível mais crítico de oferta. Antes, a bandeira vermelha nível 2 gerava um adicional de R$ 5 a cada 100 kwh. Já a bandeira vermelha nível 1 passará a representar adicional de R$ 4 a cada 100kwh.

O Senado aprovou na noite de hoje (10) um projeto de lei (PL) que aplica descontos maiores nas tarifas de conta de luz para famílias carentes. O PL prevê desconto de 70% para consumidores de baixa renda com consumo mensal de até 50 quilowatt-hora (kWh), 50% para consumo entre 51 e 150 kWh e 20% para as residências com consumo entre 151 e 250 kWh. O PL segue para a Câmara dos Deputados.

“Esse é um projeto muito importante, que vai dar às famílias muito carentes condições de comprar mais algumas coisas para sua subsistência, invés de pagar a conta de luz”, disse o senador Roberto Rocha (PSDB-MA). Segundo o senador, que é o autor do projeto, a diferença será paga pela Contribuição de Desenvolvimento Energético (CDE). “Só para esse ano de 2019 [a CDE] tem orçamento estabelecido pela Aneel de quase R$ 21 bilhões”.

Atualmente, o desconto de 65% é aplicado a famílias de baixa renda que consomem até 30 kWh por mês, 40% para consumo entre 31 e 100 kWh e 10% para consumo entre 101 e 220 kWh. Antes de chegar ao plenário, o PL passou pela Comissão de Assuntos Econômicos e pela Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor.

Tem direito ao desconto nas tarifas de conta de luz para famílias carentes famílias inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais do governo federal com renda per capita igual ou menor a meio salário mínimo; para recebedores do Benefício de Prestação Continuada (BPC); e para famílias do Cadastro Único com renda de até três salários mínimos e que tenham membros portadores de doença ou deficiência que precisem de energia elétrica para aparelhos.

Agência de Notícias

As chuvas deste início de ano em quase todo o país podem trazer um alívio na conta de luz. Com os reservatórios mais cheios, o governo já começou a reduzir a geração de energia das termelétricas, que é bem mais cara. No Sudeste e no Centro-Oeste, onde estão as hidrelétricas mais importantes, os reservatórios tiveram o pior nível no mês de dezembro desde 2014. Graças às chuvas dos últimos dias, eles começam a se recuperar.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou, hoje, que a bandeira tarifária em dezembro será vermelha em patamar 1. O custo da energia no mês que vem, segundo a agência, será de R$ 3 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. De acordo com a Aneel, em razão de, ao longo do mês de novembro, ter ocorrido uma “pequena evolução” na condição dos reservatórios das usinas hidrelétricas em relação a outubro, foi possível acionar a bandeira vermelha 1.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado para sinalizar aos consumidores o custo da produção de energia no país. O objetivo é permitir que os consumidores adotem medidas de economia para evitar que suas contas de luz fiquem mais caras nos momentos em que esse custo está em alta. Com os reservatórios das usinas hidrelétricas cada vez mais baixos, por causa da estiagem, o sistema elétrico depende cada vez mais de usinas térmicas, que geram energia mais cara pois funcionam por meio da queima de combustíveis.

A cor verde indica que o custo é baixo. A amarela, que ele subiu um pouco. A vermelha, patamar 1, que está alto. E a vermelha, patamar 2, que está muito alto.

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, acredita que a conta de luz vai ficar mais barata para o consumidor final, ao longo de 2016. Segundo ele, as medidas do chamado “realismo tarifário”, que incluíram a criação de programas como as bandeiras tarifárias, que repassam o custo da energia para a conta do consumidor, conforme aumenta o acionamento das térmicas, não devem pesar tanto no bolso do consumidor como se viu em 2015.

“A pressão do realismo tarifário passou. Agora teremos um passo a passo seguro, de certo modo conservador, mas com viés de baixa”, disse Braga, em entrevista ao ‘Estado’. “Teremos declínio tanto no custo de geração de energia quanto na tarifa de energia elétrica. Não será uma redução abrupta, mas sim planejada e constante”, comentou. (Veja/Com Estadão Conteúdo)

04
abr

FIQUE SABENDO…

Postado às 9:19 Hs

# # Encontro do PR

Será neste sábado, a partir das 9h, em Natal, o Encontro Estadual do Partido da República – PR. O evento irá acontecer no espaço do América Futebol Clube, no bairro do Tirol, e contará com as presenças do presidente estadual do partido deputado federal João Maia, prefeitos, vices, vereadores e lideranças do PR dos municípios potiguares. Também são esperadas as presenças do presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves e a vice-prefeita de Natal, Vilma de Faria, dentre outras lideranças. Para o presidente estadual do PR, João Maia, o evento será uma oportunidade de abrir, junto aos núcleos regionais, uma discussão sobre as prioridades para o RN, além de definir os projetos do próprio partido para as eleições deste ano, que passa por uma aliança com o PMDB, PSB, PROS, PDT, PV, dentre outros, e a indicação do nome de João Maia para a chapa majoritária, na condição de candidato a vice-governador. “Para o encontro dividimos o RN em 12 regiões. O evento terá a finalidade de discutir os problemas, as soluções e seus desafios para o segmento da indústria, do comércio, para a saúde, educação e segurança. Também faremos uma discussão sobre os projetos do PR para 2014, sempre em cima de propostas e projetos para o Rio Grande do Norte”, declara João Maia.

# # Termina hoje

Em Mossoró, mais de 85% dos 167 mil eleitores já compareceram a sede do TRE e fizeram a biometria. Hoje é o último dia para o eleitor mossoroense fazer a revisão biométrica na sede da Justiça Eleitoral, que fica no Abolição II. A juíza eleitoral Ana Clarissa Arruda adverte que não haverá prorrogação de prazo. A juíza Ana Clarissa Arruda adverte que o eleitor que não fizer o cadastro biométrico, fazendo um novo título, não poderá votar na eleição suplementar para escolha do novo prefeito para Mossoró, prevista para o dia 4 do próximo mes em Mossoró.

# # Conta de Luz mais cara em 2015

A conta de luz de todos os consumidores do País vai subir em 2015 para bancar parte do pacote de socorro às distribuidoras de energia, anunciado em março. Será criado um encargo na tarifa para pagar o empréstimo de R$ 8 bilhões às distribuidoras de energia. O reajuste para o cliente final será de 8% a 9%, segundo fontes ligadas à operação. A operação foi montada pelo governo para impedir que o gasto com energia gerada pelas térmicas, acionadas durante a estiagem, contamine a tarifa neste ano e reduza o desconto médio de 20% concedido pela presidente Dilma Rousseff em 2012. Na prática, além do aumento autorizado anualmente para cada distribuidora, que depende da qualidade do atendimento e dos gastos das empresas com energia, todo consumidor terá um aumento padrão, adicional.

## FAFÁ ROSADO declara apoio a SILVEIRA JÚNIOR

“A governadora Rosalba Ciarlini desde que chegou ao Governo, nunca nos valorizou, procurou nos ignorar, e não nos queria próximo dela, então, temos que entender que cada pessoa faça suas escolhas e nós temos que procurar estar ao lado de quem nos quer bem”. Esta é a explicação da ex-prefeita de Mossoró, Fafá Rosado, para sua decisão de deixar o DEM, quando fez nova opção partidária, retornando do PMDB, no ano passado. Em conversas com jornalistas de televisão, jornal, rádio e internet, que acompanham o seu anúncio de apoio ao prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, PSD, Fafá também explicou sua posição de não seguir a orientação da direção estadual do PMDB, para a aliança com o PSB. – Eu tive uma reunião com o nosso presidente, Henrique Eduardo Alves e o ministro Garibaldi Filho, quando disse a eles, que não teria a mínima condição de aliança com o PSB, aqui em Mossoró, pois há cerca de um ano fizemos campanha contra esse partido, que sempre me fez oposição quando fui prefeita da cidade -, declarou. Fafá Rosado afirmou que Henrique e Garibaldi compreenderam sua posição, e consideram natural seu ponto de vista.Diante da mudança de posição de Henrique, Fafá afirmou que o presidente do PMDB, compreendeu e avalizou sua decisão anunciada nesta quinta-feira, 3. Quanto ao apoio a Francisco José Júnior, Fafá afirmou que, em todas as consultas que fez junto aos amigos, correligionários e lideranças políticas com quem tem conversado a posição era de apoio ao prefeito. – Pelo trabalho que ele vem realizando, com competência, com seriedade, então, eu e meu marido (deputado estadual, Leonardo Nogueira), com o apoio dos amigos, decidimos anunciar que vamos para as ruas defender o nome do prefeito Francisco José Júnior.

02
abr

Charge: Um Brasil hilário

Postado às 10:21 Hs

dez 8
quarta-feira
18 40
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
34 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.886.845 VISITAS