Termina às 23h59 deste sábado (21), horário de Brasília, o prazo de inscrição para as versões impressa e digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022. Todos os interessados em fazer o exame, isentos ou não, devem se inscrever pela Página do Participante. O exame será aplicado em todos os estados brasileiros, nos dias 13 e 20 de novembro. Pagamento Pela primeira vez, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) possibilitou o pagamento da taxa por meio de PIX e cartão de crédito, além do tradicional boleto – Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança). Vale lembrar que, após selecionar a opção de pagamento, não será possível alterar a escolha. O prazo para pagar a taxa, no valor de R$ 85, vai até 27 de maio.

Foto: Getty Images/Rafael Henrique/SOPA Images

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam nesta terça-feira (10) e podem ser realizadas até o dia 21 de maio. Pela primeira vez, os interessados em participar do exame poderão efetuar o pagament

o da taxa de inscrição por meio de PIX e cartão de crédito.

O resultado dos recursos para isenção da taxa de inscrição já está disponível na Página do Participante. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ressalta que a aprovação dos pedidos não garante a inscrição no exame.

A taxa de inscrição para o Enem 2022, versões digital ou impressa, foi mantida no valor de R$ 85. O período para efetuar o pagamento se encerra em 27 de maio. A participação no exame apenas será garantida apenas após a confirmação do pagamento da taxa.

Termina nesta sexta-feira (29) o prazo de apresentação de recursos para aqueles que tiveram o pedido de isenção da taxa de inscrição para o Enem 2022 negado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)

Hoje também é o último dia para a apresentação de recursos dos candidatos que não tiveram a justificativa de ausência aceitas pelo instituto nas provas do Enem 2021.  Os resultados dos pedidos de isenção e a lista de candidatos que não fizeram a prova, apesar de ter conseguido a isenção, foram publicados pelo Inep no dia 22, na Página do Participante.

É também por meio dessa página que a formalização do recurso deve ser feita. Para acessá-la, clique aqui. Os resultados das análises dos recursos serão divulgados no dia 6 de maio.

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) muda em 2024. No novo modelo, os vestibulando escolherão as áreas de conhecimento das perguntas no 2º dia de prova. Mauro Rabelo, secretário do MEC responsável pela atualização do exame, disse que a decisão dos alunos será guiada pelo edital das universidades.

“As instituições de educação superior vão indicar nos editais ou dentro da nossa plataforma do SISU qual a nota de qual combinação [dos blocos de questões] vão usar [em cada curso]”, disse Rabelo. As mudanças no Enem serão realizadas para que o exame se adapte ao Novo Ensino Médio. A nova estrutura de ensino foi implementada neste ano. Ela é dividida em duas grades curriculares:

  • BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR – uma formação geral básica, comum a todos os estudantes. Serão 1.800 horas em 3 anos;
  • ITINERÁRIOS FORMATIVOS – parte flexível em que os alunos podem escolher áreas de conhecimento para se aprofundar. Corresponde a 1.200 horas em 3 anos.

O 1º dia de prova do Enem será focado na formação geral, com ênfase em questões de português e matemática. Já o 2º dia de prova será focada no itinerários formativos.

Poder360

 

O Ministério da Educação anunciou nesta quinta-feira (17) como funcionará o Enem a partir de 2024. O Exame Nacional do Ensino Médio será reestruturado para se adequar às diretrizes do Novo Ensino Médio, que começou a ser implementado neste ano. A prova é a principal forma de acesso ao ensino superior no Brasil. O Enem deixará de ser uma prova só de questões de múltipla escolha e redação. Também terá perguntas dissertativas. O exame será divido em duas etapas, realizadas em dias diferentes. A 1ª será focada na base nacional comum curricular, focada em português e matemática. A 2ª, nos itinerários formativos –áreas escolhidas pelos alunos no Novo Ensino Médio. Na 2ª fase, os vestibulandos poderão escolher um dos 4 blocos de questões para responder.

 

Eis as opções:

  • ciências da natureza e suas tecnologias e ciências humanas e sociais aplicadas;
  • linguagens e suas tecnologias e ciências humanas e sociais aplicadas;
  • matemática e suas tecnologias e ciências da natureza e suas tecnologias;
  • ou matemática e suas tecnologias e ciências humanas e sociais aplicadas.

A escolha do bloco será feita no final do 3º ano do ensino. O secretário de Educação Básica, Mauro Rabelo, afirmou que o vestibulando deve escolher o bloco conforme o curso superior que pretende cursar. As instituições de ensino superior terão que considerar o resultado dos 2 dias na escolha de seus candidatos. O CNE (Conselho Nacional de Educação) já havia aprovado as recomendações de mudança na 2ª feira (14.mar). A atualização do exame era discutida desde dezembro de 2021 por um grupo de trabalho do MEC. O time era presidido pelo secretário de Educação Básica, Mauro Rabelo, e incluía representantes do CNE, Inep e sociedade civil. O ministro da Educação, Milton Ribeiro, o presidente do Inep, Danilo Dupas, o secretário-executivo da Educação, Victor Godoy, e o secretário de Educação Básica, Mauro Rabelo, participaram do evento.

Poder 360

15
fev

SISU abre inscrições a partir de hoje

Postado às 13:37 Hs

Começam nesta terça-feira (15) as inscrições do Sisu, o Sistema de Seleção Unificada para o primeiro para o primeiro semestre deste ano. Os candidatos podem concorrer a quase 222 mil vagas em mais de 6 mil cursos de graduação, em 125 instituições públicas de ensino superior. O prazo para se inscrever termina dia 18 de fevereiro, às 11 e 59 nove da noite, no horário de Brasília, somente no portal Acesso Único do Ministério da Educação. O endereço é acessounico.mec.gov.br.

Podem participar todos os estudantes que fizeram as provas do Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio em 2021, e não tiraram zero na redação. Os treineiros que fizeram o Enem sem concluir o ensino médio não podem se inscrever. O estudante deve inserir os dados do seu Cadastro Único do Governo Federal para fazer a inscrição. Quem ainda não tem o cadastro deve providenciar para finalizar o procedimento. No portal Acesso Único, o candidato pode pesquisar as vagas por município, instituição ou nome do curso. A pesquisa mostra as vagas disponíveis para ampla concorrência e para cotas.

O resultado será divulgado dia 22 de fevereiro, e a matrícula deve ser feita de 23 de fevereiro a 8 de março. O prazo para se inscrever na lista de espera começa 22 de fevereiro e vai até 8 de março. O resultado sai no dia 10 de março.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgará os resultados finais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 em 11 de fevereiro. O participante poderá conferir seu desempenho por meio da Página do Participante. As notas dos “treineiros” — estudantes que realizaram as provas para testar conhecimentos — serão publicadas 60 dias após a divulgação dos resultados do exame.

O Enem 2021 foi aplicado pelo Inep nos dias 21 e 28 de novembro. A reaplicação do exame ocorreu nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022 e foi direcionada ao participante que teve problemas logísticos no dia da aplicação regular do exame e para aqueles que apresentaram sintomas ou diagnóstico de doenças infectocontagiosas na véspera ou no dia da prova, conforme previsto em edital.

Nas mesmas datas, também foram aplicadas as provas para os participantes isentos da taxa de inscrição que faltaram ao Enem 2020, que se inscreveram para a edição de 2021 após nova oportunidade, e para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL).

O Ministério da Educação (MEC) divulgou hoje (18) o calendário de inscrições para os processos seletivos de ingresso ao ensino superior. Os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem se organizar para concorrer às vagas. A previsão é que os editais dos três processos seletivos sejam publicados no Diário Oficial da União ainda nesta semana. As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) poderão ser feitas do dia 15 ao dia 18 de fevereiro. Já o prazo de inscrição para o Programa Universidade para Todos (Prouni) será de 22 a 25 de fevereiro. E, no início de março, do dia 8 ao dia 11, poderão se inscrever os candidatos ao Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), que este ano oferta 110.925 vagas. O número de vagas disponíveis no Sisu e no Prouni será divulgado em breve, assim como os três editais contendo os cronogramas completos e todos os critérios dos processos seletivos de 2022. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas, exclusivamente, pela internet. A classificação é feita com base na nota obtida na edição mais recente do Enem. Pode concorrer às vagas do Fies quem fez qualquer uma das edições do Enem a partir de 2010.
03
jan

Reaplicado

Postado às 20:56 Hs

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será reaplicado nos dias 9 e 16 de janeiro para os candidatos que fizeram a solicitação ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela prova. Os casos nos quais a reaplicação é permitida são específicos e não valem para todos os candidatos.

Entre as situações, a modalidade é destinada aos candidatos que não fizeram as provas em novembro de 2021 por estarem com sintomas de doenças contagiosas, como a covid-19, que tiveram problemas logísticos ou de infraestrutura, além de outras ocorrências que impossibilitaram a realização do exame na data que foi destinada a todos os candidatos.

Para saber se o pedido de reaplicação foi aceito pelo Inep, o candidato deve acessar a página do Participante e conferir se o cartão de confirmação está disponível. Basta entrar com o login único da plataforma gov.br.

Em 9 e 16 de janeiro, o exame também será aplicado para presos, menores que cumprem medida socioeducativa e candidatos isentos que faltaram ao Enem 2020.

Agência Brasil

27
nov

Segundo dia de provas será neste domingo

Postado às 19:30 Hs

O segundo dia de aplicação do Enem em 2021 será amanhã (28), com as provas de matemática e ciências da natureza. As provas serão aplicadas tanto para os candidatos inscritos na versão impressa quanto na versão digital do exame. As questões serão iguais nas duas modalidades.

Assim como na prova do último domingo (21), é obrigatório o uso de máscara de proteção facial. O documento de identidade e a caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente também são itens obrigatórios na prova. No Enem digital, as respostas são dadas no computador, mas os participantes recebem uma folha de rascunho para fazer os cálculos à mão, por isso, a caneta é também necessária.

No primeiro dia de Enem, os participantes fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação. Ao todo, 74% dos 3,1 milhões de inscritos compareceram ao exame.

O Enem impresso é realizado em 11.074 locais de prova em 1.747 municípios. Nessa modalidade, são mais de 460 mil pessoas envolvidas na aplicação do exame, entre coordenadores estaduais, municipais, aplicadores, corretores de redação e supervisores. Já o Enem digital envolve mais de 17 mil pessoas na realização das provas. O exame nesse formato será aplicado em 831 locais de prova em 99 municípios.

Este será o segundo Enem aplicado neste ano, já que as provas de 2020 foram adiadas por causa da pandemia e acabaram sendo aplicadas em janeiro e fevereiro.

 Agência Brasil.

19
nov

TCU vai apurar irregularidades no Enem

Postado às 15:07 Hs

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu uma investigação para apurar irregularidades na organização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep.

Reprodução

O procedimento foi aberto após pedido de deputados da oposição que se reuniram com a presidente da corte, Ana Arraes, na última terça-feira. A prova está marcada para o próximo domingo (21).

Oficialmente, a apuração será sobre “possíveis irregularidades na organização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, especialmente acerca de fragilidade técnica e administrativa relacionadas às interferências na gestão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)”.

A corte também deverá abrir uma outra investigação para atender um pedido semelhante do senado. Essas apurações ocorrerão concomitantemente às que o Congresso realizará. Nesta quinta-feira, tanto Câmara quanto o Senado formaram grupos de trabalho para a apurar as denúncias de possíveis irregularidades e interferências do governo no Enem após a demissão de 37 servidores do órgão.

“A Câmara constituiu um grupo de trabalho e o Senado outro. A ideia é que eles trabalhem como se fossem uma comissão mista para avaliar as verdadeiras razões das demissões e ir a fundo e saber por que 37 servidores estáveis e concursados pediram exoneração em conjunto. A gente antevê que algo muito grave aconteceu”, disse à CNN o presidente da Comissão de Educação do Senado, senador Marcelo Castro (MDB-PI).

Segundo ele, os grupos devem chamar os servidores exonerados para prestar depoimentos que esclareçam se, de fato, o que parte deles alega – que houve intromissão no governo na elaboração das questões – ocorreu.

Pelo Senado, quem irá coordenar os trabalhos é o senador Izalci Lucas, do PSDB do Distrito Federal. Na Câmara, ficará com a deputada Rosa Neide do PT do Mato Grosso.

Blog do MAGNO

17
nov

Prova do Enem chegando…

Postado às 20:51 Hs

No primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, no próximo domingo (21), os candidatos farão, além das provas objetivas de linguagens e ciências humanas, a única prova subjetiva da avaliação, a redação. Nesta edição, o tema será o mesmo, tanto para o Enem impresso quanto para o digital e, em ambas modalidades, o texto deverá ser feito à mão. Por isso, é obrigatório levar caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente.

Ir bem na redação pode ser um diferencial para o candidato. Para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior, e o Programa Universidade para Todos (ProUni), que concede bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior, é necessário não ter tirado zero na redação.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibiliza todos os anos, conforme previsto no edital do exame, uma cartilha com os detalhes da correção. Ainda não foi disponibilizada a cartilha do Enem 2021. Documentos de anos anteriores, com exemplos de redações que receberam a nota máxima, 1 mil, estão disponíveis na página da autarquia.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, disse, hoje, que não há hipótese de troca do presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais). Ele também negou que haja interferência do governo sobre o conteúdo das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

O ministro falou a jornalistas na Câmara dos Deputados, depois de sair da sede da Liderança do PP na Casa. É o partido de Arthur Lira, presidente da Câmara e aliado de Jair Bolsonaro (sem partido)

Quem comanda o Inep atualmente é Danilo Dupas Ribeiro. Ele está sob pressão por causa da debandada de servidores do órgão. No total, 37 pediram para deixar seus cargos na estrutura nas últimas semanas.

As demissões são relevantes principalmente porque o Inep organiza o Enem. A 1ª parte da prova será aplicada no próximo fim de semana. Trata-se da principal porta de entrada nas universidades federais.

“É uma narrativa, apenas, de que ele vai mal. Ele vai muito bem”, disse Milton Ribeiro sobre Danilo Dupas Ribeiro. Segundo ele é um direito dos funcionários pedirem para deixar o Inep. Milton Ribeiro afirmou que o que desagrada os demissionários é uma perda de gratificações, não a forma como o órgão tem funcionado.

O Inep, órgão do Ministério da Educação responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio, liberou a consulta do cartão de informação para estudantes inscritos no Enem 2021. O documento pode ser acessado apenas pelo site do Inep e contém informações importantes, como o local onde cada um dos participantes irá fazer a prova, número de inscrição, a opção por língua estrangeira além das datas e horários da prova em todos os estados do país – em função das diferenças geográficas a hora de início e término do teste pode variar.

Participantes do Enem Digital e alunos com necessidades especiais também podem confirmar se sua inscrição foi plenamente atendida. As provas vão ocorrer nos dias 21 e 28 de novembro. Este ano, cerca de 3,1 milhões de alunos se inscreveram no Enem, é o menor número desde que o exame foi criado.

Alunos que haviam pedido a isenção da taxa de inscrição na edição de 2020 foram impedidos de fazer uma nova solicitação esse ano, o que fez a quantidade de participantes cair consideravelmente. A medida revoltou alguns alunos porque muitos deixaram de comparecer ao exame em função da pandemia de Coronavírus. O Supremo Tribunal Federal reverteu a situação e permitiu novas inscrições, com isso, uma outra prova será realizada em janeiro de 2022.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, anunciou as datas das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021. Pelo Twitter, ele informou que as provas serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro, para as versões impressa e digital.

“Conforme eu já havia anunciado dias atrás, o Enem 2021 acontecerá e será aplicado neste ano. As provas serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro, para as versões impressa e digital. É isso mesmo! A mesma prova, nas mesmas datas, para as duas modalidades”, postou o ministro na rede social.

Realizado anualmente, o Enem é o maior exame para ingresso no ensino superior do país, contando com milhões de inscrições em todo o território nacional. As notas do Enem podem ser usadas para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

10
ago

MEC divulga resultado do Sisu 2021

Postado às 17:17 Hs

O Ministério da Educação divulgou hoje (10) o resultado da chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) referente ao segundo semestre de 2021. O Sisu é o principal mecanismo de acesso a cursos de universidades, centros universitários e faculdades públicas. Ele toma como referência a nota obtida pelo aluno no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A consulta do resultado pode ser feita na página do Sisu e nas instituições para as quais fizeram a inscrição. A matrícula dos selecionados deve ser feita a partir de amanhã (11), até o dia 16 de agosto. “Devem ser observados os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em seu edital próprio”, informou, em nota, o Ministério da Educação.

Os candidatos não selecionados na chamada única poderão ainda manifestar interesse por meio da lista de espera do Sisu, entre os dias 10 e 16 de agosto. Essa lista de espera é utilizada, prioritariamente, pelas instituições participantes do programa para preenchimento das vagas eventualmente não ocupadas na chamada regular.

02
jul

Preparatório do ENEM

Postado às 16:20 Hs

O IFRN Natureza é um projeto criado pelos professores do IFRN com método exclusivo e gratuito de ensino preparatório para a prova do ENEM.

O curso preparatório tem foco no bom desempenho do aluno na área de ciências da natureza e na sua aprovação para o ingresso nas universidades federais.

As aulas iniciaram no mês de junho e acontecem às 19:00 horas no canal do You Tube em todas as terças, quartas e quintas, respectivamente com as disciplinas de Física, Biologia e Química.

O IFRN Natureza oferece aulas, dicas e resoluções de exercícios dos assuntos que caem no ENEM. Para participar basta: se inscrever no canal e seguir o link que está anexado no nosso perfil do instagram.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) inicia, nesta quarta-feira (30), as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021.

Os interessados poderão se inscrever na Página do Participante, até 14 de julho. A taxa de inscrição é de R$ 85 e o pagamento deve ser feito por aqueles que não estão isentos, por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança).

Os resultados finais das solicitações de isenção foram divulgados pelo Inep, no dia 25 de junho, e estão disponíveis na Página do Participante.

Os interessados em fazer o Enem 2021 deverão realizar a inscrição no exame, isentos ou não. O Inep preparou um passo a passo para ajudar na inscrição. Para isso, basta acessar a Página do Participante, no endereço eletrônico enem.inep.gov.br.

Provas

As provas do Enem 2021 serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro, tanto a versão digital quanto a impressa. As duas versões também terão a mesma estrutura de prova: quatro cadernos de questões e a redação.

Cada prova terá 45 questões de múltipla escolha, que, no caso do Enem Digital, serão apresentadas na tela do computador. Já a redação será realizada em formato impresso, nos mesmos moldes de aplicação e correção da versão em papel. Os participantes receberão folhas de rascunho nos dois dias.

No primeiro dia, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, e ciências humanas e suas tecnologias, além da redação. A aplicação regular terá cinco horas e 30 minutos de duração.

No segundo dia, as provas serão de ciências da natureza e suas tecnologias, e matemática e suas tecnologias. Nesse caso, a aplicação regular terá cinco horas de duração.

Agência Brasil

jul 5
terça-feira
22 54
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
52 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.903.502 VISITAS