Passados menos de dez anos do primeiro leilão de energia eólica no Brasil (2009), a capacidade instalada do País atingiu nesta semana 13 gigawatts (GW), quase o mesmo volume gerado pela maior hidrelétrica brasileira, Itaipu, com 14 GWs, e bem perto da França (13,7 GW), sétima colocada no ranking mundial de capacidade instalada.

O Brasil está em oitavo lugar, segundo ranking divulgado no dia 15 de fevereiro pelo Global World Energy Council (GWEC). Em 2012, estava na 15ª posição.

Segundo a Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), o montante gerado pelas eólicas já é equivalente ao consumo médio de cerca de 24 milhões de residências por mês.

Lideram o ranking de produção de energia eólica os estados do Rio Grande do Norte (3,7 GW); Bahia (2,5 GW); Ceará (1,9 GW) e Rio Grande do Sul (1,8 GW).

01
set

Mais desenvolvimento

Postado às 19:46 Hs

Porto de Natal recebe novos equipamentos eólicos

O navio Aliança Energia atracou nesta quarta-feira (31) no Porto de Natal, trazendo de Santos (SP) peças eólicas, entre elas, 24 pás e diversos outros equipamentos, desta vez para usinas eólicas do próprio Rio Grande do Norte. Tem sido constante o recebimento de equipamentos eólicos pelo Porto de Natal também para outros Estados, como Bahia e Piauí, além de outros tipos de cargas de grande porte para a Paraíba.

Na opinião do presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), Emerson Fernandes, as águas calmas do Porto de Natal “facilitam o descarregamento de cargas complicadas”. Vale ressaltar que a retirada dos equipamentos do porto em carretas, também ocorrem da melhor maneira possível, sempre pela madrugada, a fim de não causar transtorno ao trânsito de veículos no período diurno.

O Rio Grande do Norte é o Estado com a maior potência instalada em energia eólica no Brasil. Essa potência ultrapassou 2 Gigawatts (GW) em meados de abril do ano passado. O Estado foi o primeiro do país a superar a marca de 2GW em potência eólica. Há aproximadamente 2 mil turbinas eólicas distribuídas por quase 100 usinas em todo o Estado. Para 2016, a projeção da CODERN é fechar o ano com 700 mil toneladas de cargas movimentadas pelo Porto de Natal e 2,2 milhões de toneladas pelo Terminal Salineiro de Areia Branca.

15
abr

Fórum Nacional Eólico

Postado às 19:32 Hs

Líder nacional em geração de energia eólica, RN sedia na próxima semana o Fórum Nacional Eólico (Carta dos Ventos) e o Solarinvest

Até este mês o Rio Grande do Norte conta com 97 parques eólicos em operação, 20 em construção e outros 60 contratados, que totalizam 2.671,6 MW instalados e mais 2.066,1 MW nos próximos três anos. O Brasil conta com 331 parques eólicos em operação (que representam cerca de 8.250 MW de capacidade de geração). Vinte e nove por cento do total de parques eólicos em operação no País estão localizados no Rio Grande do Norte. Os dados são da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL.

É nesse contexto que o Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SEDEC), receberá o Fórum Nacional Eólico (Carta dos Ventos) e o Solarinvest, nos dias 18 e 19 de abril, na Escola de Governo, Centro Administrativo. Durante dois dias as principais lideranças dos setores eólico e fotovoltaico discutirão as principais diretrizes dos dois segmentos, com ênfase no desenvolvimento de projetos que garantam uma maior competitividade para a área das energias renováveis no Brasil.

A primeira edição da Carta dos Ventos, em 2009, foi realizada no Rio Grande do Norte. Agora, o fórum volta a ocorrer no estado, em um modelo amplamente inclusivo a todos os participantes da cadeia de produtos e serviços. A Fiern também participará dos eventos.

Em sua oitava edição, o Fórum Nacional Eólico – Carta dos Ventos terá seções executivas, com reuniões fechadas, no turno da manhã, e plenárias com acesso gratuito, à tarde. O evento contará também com um workshop específico para jornalistas e um minicurso sobre análise de viabilidade técnica e econômica de projetos. A abertura oficial será às 14h30 da segunda-feira, 18 de abril. Também durante o Fórum, será realizada a Rodada de Negócios entre empreendedores, prestadores de serviço e fornecedores com a coordenação do SEBRAE.

As informações completas sobre programação, inscrições e participações podem ser encontradas no site: www.cartadosventos.com.

19
Maio

Ação Parlamentar

Postado às 19:35 Hs

Rafael Motta defende mais investimentos no setor de energia eólica

O deputado federal Rafael Motta (PROS) se reuniu na tarde desta terça-feira (19), em Brasília, com a presidente da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), Elbia Gannoum, para debater sobre maiores investimentos no setor eólico do Rio Grande do Norte.

“A energia eólica está a pleno vapor no RN, no entanto, precisamos atrair mais investimentos, e a presidente Elbia Gannoum reconheceu esse potencial, acrescentando que já existe no Estado uma cadeia produtiva no segmento que pode gerar mais emprego e renda para os potiguares”, disse o parlamentar.

O RN é o estado que mais produz energia a partir do vento no Brasil. Atualmente, o setor é importante por fortalecer a arrecadação municipal de várias cidades que já exploram a energia eólica, como as que estão localizadas na região do Mato Grande potiguar, mas a produção pode ser ainda maior. “O RN tem grande potencial para a produção de energia eólica, sem falar nos benefícios que pode gerar. O ISS é recolhido na própria cidade, gerando empregos e renda”, destacou Elbia Gannoum.

O RN possui 75 usinas eólicas em funcionamento e a produção no Estado e ultrapassa 2 gigawats, chegando a 30% da produção de energia eólica no Brasil.

Henrique encampa luta contra MP que prejudica setor eólico no RN O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves (PMDB), entrou na luta contra a alteração de uma lei federal que pode decretar a falência da indústria eólica do Rio Grande do Norte. Neste sábado (07), ele recebeu representantes do setor em Natal e assumiu o compromisso de batalhar pela causa em Brasília. “Em defesa do Rio Grande do Norte, essa briga eu vou comprar”, afirmou o deputado, adiantando que segunda-feira vai tratar do tema com o relator da matéria, Vital do Rego. “Que as outras energias renováveis cresçam, mas não em detrimento da eólica”, disse. No centro da questão está a Medida Provisória 641, que tramita no Congresso. Uma emenda a essa MP muda a lei 9.427/96, que regulariza a energia eólica no Brasil. A emenda propõe a extinção de descontos nas Tarifas de Uso dos Sistemas de Transmissão (TUST) e de Distribuição (TUSD).
05
dez

Em ação

Postado às 8:00 Hs

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, está negociando a antecipação do leilão que vai ampliar a capacidade de transmissão da energia eólica gerada no Rio Grande do Norte. O deputado disse ao ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, que a capacidade de geração instalada já supera a demanda do estado por energia elétrica, mas tem parques eólicos parados por falta de novas linhas de transmissão. “A capacidades das linhas de alta tensão existentes se exauriu e o estado perde novos investimentos”, afirmou Henrique Alves. O ministro disse que vai tentar antecipar para o início do ano o leilão de novas linhas de transmissão previsto para o final do próximo semestre pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). No encontro com o ministro, também estiveram o Secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte, Rogério Marinho; e representantes da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte e de várias empresas com investimentos em energia no estado. “Já investimos um bilhão de reais e temos mais dois bilhões para ampliarmos nossos negócios no Rio Grande do Norte”, assegurou o empresário Mário Augusto Lima e Silva.
18
out

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 9:10 Hs

  • O senador Aécio Neves (MG), provável candidato do PSDB à Presidência da República em 2014, autorizou seus aliados a intensificarem negociações para a construção de uma chapa tucana puro-sangue com o ex-governador José Serra. A possibilidade, categoricamente descartada por Serra, voltou a ser cogitada no PSDB diante da pressão com a chapa Eduardo Campos e Marina Silva, do PSB. Serra, rechaçou, inclusive, ocupar a cabeça da chapa tendo o mineiro, que atualmente preside o PSDB, na vice. “Delirar é livre. A gente pode aqui especular sobre qualquer assunto. Mas não faz sentido”, respondeu Serra quando questionado sobre a possibilidade de uma chapa puro-sangue.(Informações de O Estado de S.Paulo – João Domingos)
  • Nem tudo pode ser considerado argumento de choradeira para os prefeitos… Comparando o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) com o repasse dos dois primeiros decêndios do mês de outubro de 2013, em relação ao mesmo período do ano passado (outubro de 2012), o montante do FPM apresenta um pequeno crescimento de 0,2% em termos reais. No acumulado de janeiro a outubro (1º e 2º decêndio) chegará a R$ 55.522 bilhões, sendo 1,3% maior do que o mesmo período do ano passado, em termos reais. A previsão para o terceiro decêndio do mês de outubro e de R$ 1.120.617.400,00. Já para o mês de novembro a estimativa é que seja 34% maior do que o mês de outubro, e dezembro seja 12% maior do que o mês de novembro.
  • Os cem decretos de desapropriação de terras que serão publicados até 31 de dezembro irão contemplar 21 Estados de todas as regiões do país, informou o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). A retomada da reforma agrária pelo governo federal foi anunciada nesta quinta-feira (17) pela presidente Dilma Rousseff e pelo ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, durante cerimônia de lançamento do Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica, em Brasília. Os Estados onde irão ocorrer desapropriações de terras são Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Pernambuco, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins, além do Distrito Federal. (Informação do portal G1 – Juliana Braga)
  • O presidente do Partido Progressista, senador Ciro Nogueira (PI), e o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, estiveram reunidos, na última terça-feira (15), com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e com o presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, deputado Fui Falcão, para oferecer o tempo de tevê da sigla (cerca de 1 minuto e 50 segundos) à campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) em troca do comando do Ministério da Integração Nacional. A presidente está deixando para dezembro a discussão sobre a reforma ministerial, uma vez que doze ministros devem deixar o Governo Federal para disputar as eleições do próximo ano. Diante deste cenário, a base aliada avalia que, caso a presidente dispare nas pesquisas, o ideal é colocar quadros técnicos nas pastas que ficarão vagas. Caso sua situação não se torne favorável, o Palácio do Planalto vai usar os cargos para amarrar os apoios à reeleição da petista.
  • A empresa Acciona Windpower, filial da espanhola Acciona, fabricante de equipamentos eólicos e torres de concreto, será instalada no Rio Grande do Norte. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (17) pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Rogério Marinho (PSDB), durante a abertura do II Fórum Estadual de Energia, realizado na Fiern. As negociações com o governo do Estado já foram concluídas e, agora, a empresa deve iniciar os trâmites de licenciamento junto aos órgãos ambientais para a implantação da unidade potiguar. “Desde 2009 o Rio Grande do Norte evoluiu exponencialmente na implantação de parques eólicos, se consolidado como uma das grandes promessas para o fortalecimento do setor no Brasil”, afirmou Marinho. Acciona Windpower desenha e produz turbinas eólicas de 3 e 1,5 MW. A empresa possui 3 fábricas montadoras de turbinas, uma fabrica de produção de pás e uma fabrica de produção de Hubs no Brasil. Desde 2004 tem produzido turbinas eólicas totalizando mais de 4.000 MW para projetos eólicos em 17 países.

Ao trafegar pela estrada litorânea que liga a BR 110 à vila-praia de Ponta do Mel e demais praias do litoral areia-branquense, já é possível percebe as mudanças provocadas na paisagem com a instalação de dois parques eólicos.

Com várias torres já erguidas e aerogeradores já afixados, o parque Mel II, localizado entre a comunidade de Redonda e o acesso a São Cristóvão encontra-se em estágio bastante avançado. Um outro parque em instalação e montagem está localizado nas proximidades do acesso a Ponta do Mel.

 

As torres já erguidas contrastam com um paradisíaco cenário de dunas e falésias em uma região com enorme potencial turístico.

Naquela localidade é intenso o tráfego de veículos de grande porte, principalmente daqueles que transportam as bases, os aerogeradores e as pás dos cata-ventos.

Minha Opinião: Acho muito importante o que vem sendo feito no RN em relação ao uso da energia eólica, mais acho que devemos pensar também do uso da energia que mais temos que é a solar em breve,pois seriamos autosuficiente neste recurso tão importante para o desenvolvimento do estado.Fica dito.

Fonte: Voz de Areia Branca

set 28
terça-feira
19 08
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
22 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.879.775 VISITAS