21
fev

* * * Quentinhas … * * *

Postado às 12:21 Hs

* * * O Tribunal de Justiça rejeitou a denúncia contra o prefeito Carlos Eduardo Alves  na qual ele era acusado de captação irregular de impostos. Prevaleceu o “in dubio pro reo”, ou, na dúvida, o réu é favorecido na decisão, sendo inocentado.* * *

* * *A greve dos servidores da Saúde terminou, após 100 dias de paralisação, sem sucesso. Os servidores não conseguiram nenhuma das reivindicações propostas. Os salários continuam atrasados e o Governo já disse que não tem como atender as reivindicações. * * *

* * * O governador Robinson Faria (PSD) pediu socorro ao Ministério da Defesa para enfrentar a escalada da violência em Mossoró, a segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. O grande número de assassinatos, que vem batendo recordes históricos, mostra que o Estado fracassou e que só o reforço “extra” é capaz de restabelecer a paz. A Força Nacional, que está em Natal desde a rebelião em Alcaçuz, há mais de um ano, será transferida para Mossoró na próxima sexta-feira (23). O governo não deu detalhes de como será feito o trabalho, o número de homens e estrutura que será usada. As informações serão apresentadas aos jornalistas somente na sexta-feira, com a chegada da Força Nacional.

* * * Comenta-se nas rodas políticas de Mossoró que a deputada estadual Larissa Rosado (PSB) poderá ser indicada pela prefeita Rosalba Ciarlini (PP) para ser vice de Carlos Eduardo (PDT) na disputa pelo Governo do Estado. Dessa forma, Rosalba prestigiaria a aliada e deixaria o terreno mossoroense mais livre para trabalhar a candidatura de Kadu Ciarlini à Assembleia Legislativa. O PP, presidido no Estado pelo ex-deputado Betinho Rosado, pretende conquistar pelo menos uma das 24 cadeiras de deputado estadual. * * *

* * * O bloco formado por Avante, PMN, PTB, Patriota, PPS, PRTB, PEN e PMB, chamado de G8, vai lançar duas chapas para a Assembleia Legislativa e uma para a Câmara Federal. A meta é eleger um deputado federal e seis estaduais. * * *

17
jan

Em Brasília

Postado às 11:58 Hs

Robinson Faria solicita apoio da Força Nacional ao Governo Federal.

O governador Robinson Faria se reuniu na manhã desta terça-feira (17) com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em Brasília, para formalizar pedidos para reforço das operações nas missões referentes ao sistema de segurança pública, entre elas o emprego da Força Nacional para intervenção na penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta. As tropas devem atuar em apoio ao Batalhão de Polícia de Choque (BP Choque) nas ações no sistema prisional.

De pronto, o ministro atendeu ao pedido do governador de disponibilização de uma aeronave do ministério para a transferência dos cinco chefes de facções criminosas retirados do presídio na tarde de ontem, em operação conduzida pela polícia do RN. Os detentos serão transferidos para presídios federais.

Ao ministro, Robinson ainda pediu reforço de equipamentos e a disponibilização do helicóptero do Departamento da Força Nacional ao RN, por um período de 30 dias, em ações relacionadas ao sistema de segurança pública, aeromédicas e outras solicitadas durante a operação. “O ministro foi extremamente atencioso e receptivo. Desde o início ele está acompanhando as medidas e estratégias adotadas para debelar a crise em Alcaçuz, com muita boa vontade, auxiliando o RN”, declarou o governador.

Amanhã, Robinson participará de reunião com o presidente Michel temer, às 15h, no Palácio do Planalto, para tratar do Plano Nacional de Segurança.

Os órgãos e instituições que estão atuando na Operação Potiguar participaram, na tarde de 4 de agosto de 2016, de uma reunião de coordenação das respectivas atividades. O encontro, ocorrido no Centro de Operações da 7a Brigada de Infantaria Motorizada, estabeleceu as ações estratégicas para a presença da tropa na Região Metropolitana de Natal.

Participaram do encontro membros do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil, das polícias Militar e Civil do Rio Grande do Norte e da Força Nacional. A reunião contou com a presença do Comandante da Operação Potiguar, General­de­Brigada Jayme Octávio de Alexandre Queiroz, além de comandantes de Organizações Militares, os quais tiveram a oportunidade de estreitar os laços de camaradagem e estabelecer ações de cooperação.

A Operação Potiguar, neste momento, está concentrada no patrulhamento dos corredores bancário,comercial, turístico, de fluxo de transporte público e de vias de acesso à região metropolitana da capital potiguar. O objetivo é reestabelecer a ordem pública e o cotidiano de normalidade da população, após o recrudescimento das ações de violência praticados por criminosos.

 

 

 

Maio 27
sexta-feira
09 09
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
45 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.899.831 VISITAS