15
nov

A Black Friday de Michel Temer

Postado às 18:20 Hs

Por Bernardo Mello Franco / Folha

No governo Temer, a Black Friday vai começar mais cedo. A debandada do PSDB antecipou o saldão de cargos na Esplanada. O presidente promete negociar até 17 ministérios, segundo as contas do senador Romero Jucá. A primeira pasta em liquidação é a das Cidades, que ficou vaga com a saída do tucano Bruno Araújo. O favorito para arrematar a cadeira é o PP, partido com mais políticos investigados na Lava Jato.

O ministério foi criado em 2003, no início do governo Lula. No discurso, serviria para melhorar as políticas públicas de saneamento, transporte e habitação. Na prática, virou mais uma mercadoria a ser trocada por votos no Congresso.

PASTA DO PP – O fisiologismo abocanhou a pasta em 2005. Em plena crise do mensalão, Lula demitiu o petista Olívio Dutra e entregou o lugar ao PP. A escolha do novo ministro coube a Severino Cavalcanti, que renunciou à presidência da Câmara após ser acusado de achacar um dono de lanchonete. Nas Cidades, o partido descobriu uma vocação insuspeita para os assuntos urbanos. Os pepistas comandariam a pasta por dez anos. Foi um período marcado por obras milionárias e operações da Polícia Federal.

PP NÃO É BURRO – A revoada dos tucanos abriu caminho para que o PP volte ao ministério, que terá R$ 8 bilhões para gastar no ano eleitoral. O clima de flashback é tão forte que os dois candidatos mais cotados para assumir o cargo já passaram por ele: Aguinaldo Ribeiro e Gilberto Occhi.

Líder do governo na Câmara, Ribeiro foi denunciado ao Supremo no mês passado, sob acusação de integrar uma organização criminosa. Presidente da Caixa Econômica Federal, Occhi foi delatado por Lúcio Funaro, que o acusou de cobrar propina em empréstimos do banco.

Quando Lula despejou Olívio, perguntaram a Severino por que seu partido tinha tanto interesse no Ministério das Cidades. “Tem uma coisa que vocês precisam admitir: o PP não é burro”, respondeu o ex-deputado.

Dono da quarta maior bancada da Câmara, com 45 deputados, o PP reivindica o Ministério das Cidades e quer indicar para o posto o atual presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Gilberto Occhi. O titular da pasta, deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), pediu demissão do posto hoje. O argumento foi o de não ter mais apoio entre os demais tucanos para continuar no posto.

O PP reivindica o comando de Cidades por ser uma das pastas de maior capilaridade política. Integrante do chamado Centrão, grupo do qual também fazem parte PR, PTB e PSD, a legenda encabeça pressão para que Temer faça uma reforma ministerial para diminuir o espaço do PSDB no governo.

Filiado ao PP, Occhi já foi ministro das Cidades durante o segundo mandado da presidente cassada Dilma Rousseff (PT). Ele ficou no cargo entre março de 2014 e abril de 2016, véspera da votação do impeachment da petista na Câmara. De perfil técnico, ele é homem de confiança do presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), e sua indicação agradaria a bancada da sigla no Congresso Nacional. Como não pretende disputar as eleições de 2018, Occhi não precisaria deixar o ministério em abril. “Estou num projeto de fortalecer a Caixa, mas sou soldado”, afirmou Occhi antes do pedido de demissão de Araújo.

14
ago

Mais trabalho…mais ações

Postado às 14:40 Hs

Famílias recebem casas do Santa Júlia na segunda-feira

O prefeito Francisco José Júnior e a Caixa Econômica Federal fazem, na próxima segunda-feira, 17, às 16h, a entrega oficial das casas do Residencial Santa Júlia, nas imediações do bairro Redenção, beneficiando 376 famílias mossoroenses. O empreendimento faz parte do programa “Minha Casa, Minha Vida” (MCMV), do Governo Federal, e teve a doação do terreno feita pelo poder executivo local.

A construção do Residencial Santa Júlia foi uma luta constante desde o início da gestão do prefeito Francisco José Júnior, que ao longo desse tempo intercedeu pelas famílias beneficiadas, junto ao Governo Federal, através de visitas administrativas ao gabinete do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, em Brasília.

“Fico feliz por participar desse momento tão importante, em que tantas pessoas deixam o aluguel ou saem de locais com poucas condições de moradia para habitar um lugar digno”, disse o prefeito, comemorando a concretização desse projeto.

O prefeito Francisco José Júnior também atuou diretamente na fiscalização das obras ao longo do período de construção das residências. A última das vistorias técnicas aconteceu no final do mês de junho, quando ele acompanhou os trabalhos de finalização das casas, ao lado do superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Roberto Sérgio, e do gerente geral do banco em Mossoró, Aldemir de Souza.

A solenidade de entrega do Residencial Santa Júlia contará com a presença de um representante do Governo Federal. O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, será encaminhado pela presidente Dilma Rousseff e participará da entrega na tarde de segunda-feira.

26
mar

Ação Parlamentar

Postado às 1:05 Hs

Rafael Motta solicita ao ministro da integração Nacional carros pipas para cidade do RN

O deputado federal Rafael Motta, vice-líder do PROS na Câmara dos Deputados, se reuniu na tarde desta quarta-feira (25) com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, para solicitar carros pipas para o interior do Rio Grande do Norte. A reunião teve a participação também do senador Garibaldi Alves Filho (PMDB), do deputado federal Walter Alves (PMDB), do deputado estadual Raimundo Fernandes (PROS), além dos prefeitos dos municípios de São Miguel e Serra do Mel, Dario Vieira (PP) e Fábio de Oliveira (PMDB), respectivamente.

Durante o encontro, Rafael Motta, junto a bancada do Rio Grande do Norte, solicitou ao titular da pasta a implantação de um programa de abastecimento para levar caminhões pipas à cidade de São Miguel, localizada na região Oeste do Rio Grande do Norte.“A falta d´água é um problema de vários municípios do RN, e precisamos buscar soluções. Além dos carros pipas, temos que lutar pela conclusão das obras de transposição do Rio São Francisco. O Nordeste possui 28% da população brasileira e apenas 3% de recursos hídricos, e é essa realidade que devemos corrigir”, afirmou o deputado.

O ministro Gilberto Occhi disse na reunião que deverá enviar os carros pipas para diminuir o problema de falta d´água da cidade de São Miguel. Além de ações emergenciais como essa, Rafael Motta tem se empenhado, também, em viabilizar medidas que viabilizem a convivência com a seca no interior do Estado, como perfuração de poços, construção de reservatórios e utilização de sementes mais resistentes a estiagem.

Fonte: Assessoria

jan 24
segunda-feira
19 11
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
49 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.890.264 VISITAS