O Instituto Nacional de Meteorolo

Assecom/RN

gia (Inmet) emitiu um alerta de chuvas intensas para 16 municípios do interior do Rio Grande do Norte. O aviso é válido até 10h desta quarta-feira (6).

O alerta é da cor amarela, ou seja, de “perigo potencial”, o primeiro numa escala de três níveis – os outros são “perigo” e “grande perigo”. Nesse tipo de alerta, as chuvas ficam entre 20 e 30 milímetros por hora e vão até 50 mm/dia. Além disso, os ventos podem correr entre 40-60 km/h.

O Leste potiguar, severamente atingidos por chuvas desde o último sábado (2), não teve municípios no alerta emitido pelo instituto. A região teve chuvas que, em quatro dias, superaram a média esperada para todo o mês de julho. A chuva causou alagamentos, abriu crateras e a água invadiu casas na capital. Moradores perderam tudo com as casas alagadas.

22
Maio

Novo alerta

Postado às 20:43 Hs

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu neste domingo, 22, um novo alerta para chuvas intensas em todo o Rio Grande do Norte (RN). De acordo com o aviso, de “perigo potencial”, moradores dos 167 municípios do estado devem ficar alertas até às 10h desta segunda dos transtornos que podem ocorrer em caso de confirmação da previsão de chuva.

De acordo com o instituto, são três os níveis de alertas emitidos. O de “perigo potencial”, é o de menor risco e chama atenção para a possibilidade de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas. O alerta foi emitido originalmente neste sábado, teria validade até este domingo, mas foi prorrogado por mais 24h.

O órgão recomenda que, em caso de rajadas de vento, as pessoas não se abriguem debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas, e que não estacionem veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Além disso, é aconselhado evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Mais informações podem ser consultadas junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de chuvas intensas para 74 cidades do Rio Grande do Norte. O aviso vale deste sábado (9) até 10h do domingo (10).
O alerta é de perigo potencial, o primeiro numa escala de três em relação à severidade das chuvas. De acordo com o órgão, as chuvas que podem atingir a cidade são entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia. Há também a possibilidade de ventos intensos, entre 40 e 60 km/h.

O Inmet explica ainda que há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Entre as recomendações, estão que, em caso de rajadas de vento, não se abrigar debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas, e não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. É recomendável ainda evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu nesta quinta-feira (24) um alerta de chuvas intensas para todo o Rio Grande do Norte até às 10h da manhã desta sexta-feira (25).

O alerta é de perigo potencial para 166 municípios do estado. São previstas chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 mm por dia, além de ventos intensos – de 40 a 60 km/h. A cidade de Serra Negra do Norte tem alerta de perigo uma escala acima, com chuvas de até 100 mm por dia, além de ventos que cheguem a 60 e 100 km/h.

Na chuva de perigo potencial, predominante no RN neste caso, há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas, de acordo com o Inmet. No caso de Serra Negra do Norte, o alerta é de que pode ocorrer essas situações.

O órgão recomenda que, em caso de rajadas de vento, as pessoas não se abriguem debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas, e que não estacionem veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Além disso, é aconselhado evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Mais informações podem ser consultadas junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Tribuna do Norte

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de chuvas com perigo potencial para 49 cidades do Rio Grande do Norte deste domingo (13) até 10h da segunda-feira (14). As cidades atingidas pelo alerta ficam na Região Oeste e Alto Oeste do RN . A chuva de perigo potencial é a segunda numa escala de quatro níveis de intensidade, de acordo com análise do órgão.

Nesse nível, são previstas chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 mm por dia, além de ventos intensos – de 40 a 60 km/h. Nesse tipo de chuva de perigo potencial, há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas, de acordo com o Inmet.

O órgão recomenda que, em caso de rajadas de vento, as pessoas não se abriguem debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas, e que não estacionem veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Além disso, é aconselhado evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

A faixa de chuva que atinge o RN também vai afetar outros estados do Nordeste e do Norte do país, como Paraíba, Pernambuco, Bahia, Ceará, Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará, Amapá e Amazonas.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de chuvas com perigo potencial para 84 cidades do Rio Grande do Norte. O aviso vale até 10h da quarta-feira (12).
Os municípios atingidos, principalmente, no litoral potiguar, desde a Costa Branca, aos litorais Norte e Sul do estado. A chuva de perigo potencial é a segunda numa escala de quatro níveis do órgão. Nesse nível, são previstas chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 mm por dia, além de ventos intensos – de 40 a 60 km/h.

Segundo o Inmet, há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas. O órgão recomenda, em caso de rajadas de vento, que as pessoas não se abriguem debaixo de árvores por haver um leve risco de queda e descargas elétricas. Também é recomendado não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda, além de evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Fonte: G1-RN

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) publicou neste sábado (13) um aviso de chuvas intensas com “perigo potencial” para 57 cidades do Rio Grande do Norte. O aviso é válido das 11h da manhã de hoje até o mesmo horário deste domingo (14). O alerta prevê chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia, com ventos intensos entre 40 e 60 km/h. Em caso de rajadas de vento, o instituto orienta que as pessoas não se abriguem debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas e não estacionem veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.
10
set

Alerta de baixa umidade

Postado às 11:15 Hs

Trinta e sete municípios do Rio Grande do Norte estão sob alerta de perigo potencial de baixa umidade durante esta quinta-feira(10), de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Segundo o alerta do Inmet, o aviso vale até as 18h desta quinta-feira (10). O instituto recomenda aos moradores das cidades em alerta, que bebam bastante líquido, evitem exposição ao sol nas horas mais quentes do dia e desgaste físico nas horas mais secas. Para mais informações, o Inmet disponibiliza o número da Defesa Civil (telefone 199) e do Corpo de Bombeiros (telefone 193).

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu um alerta de chuvas em perigo potencial para 92 municípios do Rio Grande do Norte. De acordo com o instituto, pode chover entre 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia. Existe baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco.

O alerta é válido até às 23h59 de hoje e pode ser estendido de acordo com as novas previsões ao longo do dia. Os municípios em alerta são:  Afonso Bezerra, Alto Do Rodrigues, Angicos, Areia Branca, Arês, Açu, Baraúna, Barcelona, Baía Formosa, Bento Fernandes, Bom Jesus, Brejinho, Caiçara Do Norte, Caiçara Do Rio Do Vento, Canguaretama, Carnaubais, Ceará-Mirim, Cerro Corá, Espírito Santo, Extremoz, Fernando Pedroza, Galinhos, Goianinha, Governador Dix-Sept Rosado, Grossos, Guamaré, Ielmo Marinho, Ipanguaçu, Itajá, Jandaíra, Januário Cicco, Jardim De Angicos, João Câmara, Jundiá, Lagoa D’Anta, Lagoa De Pedras, Lagoa De Velhos, Lagoa Salgada, Lajes, Macau, Macaíba, Maxaranguape,Montanhas, Monte Alegre, Mossoró, Natal, Nova Cruz, Nísia Floresta, Parazinho, Parnamirim, Passa E Fica, Passagem, Pedra Grande, Pedra Preta, Pedro Avelino, Pedro Velho, Pendências, Porto Do Mangue, Poço Branco, Pureza, Riachuelo, Rio Do Fogo, Ruy Barbosa, Santa Maria, Santana Do Matos, Santo Antônio, Senador Elói De Souza, Senador Georgino, Avelino, Serra Caiada, Serra De São Bento, Serra Do Mel, Serrinha, São Bento Do Norte, São Gonçalo Do Amarante, São José De Mipibu, São José Do Campestre, São Miguel Do Gostoso, São Paulo Do Potengi, São Pedro, São Tomé, Sítio Novo, Taipu, Tangará, Tibau, Tibau Do Sul, Touros, Vera Cruz, Vila Flor e Várzea.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de chuvas intensas, com perigo, em todos os municípios do Rio Grande do Norte entre esta quinta-feira(23) e o fim da manhã desta sexta-feira(24), 11h- prazo final do alerta. De acordo com o Instituto, as chuvas terão entre 30 e 100 milímetros por dia, e ventos intensos (60-100 km/h).

O ainda alerta que há risco de alagamentos, cortes de energia, descargas elétricas e quedas de galhos e árvores. Por esses motivos, orienta a, em caso de rajadas de vento, não se abrigar debaixo de árvores e não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Além disso, o Instituto também diz para, se possível, desligar aparelhos elétricos e quadro geral de energia.

Em caso de necessidade em tempestade, informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) publicou, na manhã deste sábado (07), um aviso de chuvas intensas com grau de severidade “perigo potencial” para 136 cidades do Rio Grande do Norte. O aviso se inicia às 10h45 de hoje e vai até às 10h da manhã deste domingo (08). O alerta prevê chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 mm por dia, com ventos intensos (entre 40-60 km/h), baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas. Confira a lista de municípios:

Um novo alerta do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informa possibilidade de chuvas intensas, com perigo potencial, em todos os municípios do Rio Grande do Norte.

Vale lembrar que o Inmet já havia feito um primeiro alerta nesta quarta-feira (19), que agora foi renovado. O novo aviso é válido das 10h25 desta quinta (20) até as 10h da sexta (22).

Segundo o as chuvas terão entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia. Além disso, os ventos serão intensos, atingindo de 40 a 60 km/h.

Em caso de rajadas de vento, o Instituto Nacional de Meteorologia orientou que a população não se abrigue debaixo de árvores e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Outra recomendação é evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

17
jan

Alerta de chuvas

Postado às 18:26 Hs

Pelo menos 73 municípios potiguares, dentre eles, a capital potiguar, foram comunicados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) de alerta de chuva com “perigo potencial”, que vale das 10h desta sexta-feira (17) às 9h deste sábado (18). Além do Rio Grande do Norte, cidades no Piauí e Ceará foram avisadas de previsão de volume de 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 mm/dia, e ventos intensos de 40 a 60 km/h. O Inmet, por outro lado, destaca o baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas. Em caso de rajadas de vento, orienta a população que não se abrigue debaixo de árvores e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Outra recomendação é evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.
23
set

Primavera começa hoje

Postado às 9:47 Hs

A primavera começa nesta segunda-feira (23) em todo o hemisfério sul do planeta. No Brasil, a estação é caracterizada pela chegada das chuvas. Este ano, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) as precipitações deverão começar em outubro, um pouco mais tarde que no ano passado, quando tiveram início em setembro.

“A primavera, no geral, é a mudança da estação do inverno para a chegada do verão. Estamos saindo de um período frio para começar um período quente. Quando vamos para a parte central do Brasil e Sudeste, a estação é associada com a chegada das chuvas. Por isso, grande parte do Brasil tem plantio nessa época do ano, em outubro, quando as chuvas começam a se fixar”, disse, em Brasília, o chefe da previsão do tempo do Inmet, Francisco de Assis.

Acrescentou que a primavera é sempre associada a temporais, pancadas de chuva e trovoadas: “Exatamente por isso que estamos entrando em um período quente com a formação de nuvens, para começar o período de chuva”, explicou.

Nordeste

A previsão para a primavera indica maior probabilidade de chuvas perto da média na parte leste do Nordeste. Nas demais áreas, haverá o predomínio de chuvas ligeiramente abaixo da média. Ressalta-se que o trimestre de outubro a dezembro é o mais seco da parte leste do Nordeste.

As temperaturas estarão mais elevadas sobre todo o Nordeste, principalmente na região sul do Maranhão e do Piauí. Durante os meses de inverno, as chuvas registradas foram próximas ou abaixo da média em grande parte da região.

Em lugares como João Pessoa, na Paraíba, onde geralmente chove em torno de 790 milímetros (mm) entre os meses de junho a agosto, choveu 670 mm somente em junho. As chuvas amenizaram as temperaturas nesta região, principalmente no sudeste da Bahia, onde a média das máximas em agosto ficou entre 24 ºC e 26 ºC.

Ventos

A Marinha do Brasil emitiu um alerta de ventos fortes para o litoral do Rio Grande do Norte. Segundo o aviso, as rajadas podem chegar até 61 km/h no trecho entre a costa potiguar e o Maranhão desta segunda-feira (23) até a quarta-feira (25). Recomenda-se que as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação” e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Agência Brasil

Em previsão publicada na tarde desta quarta-feira, 6, o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) alertou sobre risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios por causa da chuva no Ceará. Além dele, outros dois estados, Piauí e Rio Grande do Norte, estão em alerta laranja e podem ter precipitações entre 30 a 60 mm/h ou de 50 a 100 mm/dia.

O sinal é classificado como “situação meteorológica perigosa“. Segundo o INMET, o aviso teria início às 12h49min desta quarta e término às 8 horas de quinta-feira, 7. As áreas da Região Metropolitana de Fortaleza e do Norte, Noroeste, Sertão e Jaguaribe Cearenses seriam as mais afetadas.

22
fev

Elas estão chegando…

Postado às 15:29 Hs

O semiárido da região Nordeste, vai tem um inverno com chuvas de normal a acima do normal, nos meses de março, abril e maio. Essa foi a conclusão da II Reunião de Análise Climática para o Semiárido do Nordeste Brasileiro, que foi realizada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN). Meteorologistas dos centros de previsão climática do Nordeste e de centros nacionais como o Centro de Pesquisa Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE) e o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) se reuniram nos dias 20,21 e 22 de fevereiro, para analisar e discutir as informações geradas pelos modelos meteorológicos, assim como, as condições climáticas e qual a influência delas na geração chuvas. Esse resultado da reunião, é semelhante a conclusão do encontro realizado em janeiro, pela Funceme, no Ceará.

O verão – que começa hoje (21) – promete ter um regime de chuva regular na maior parte do país, sem grandes extremos como secas ou enchentes.

A previsão é do meteorologista Luiz Cavalcanti, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em Brasília. “A perspectiva é de muitas chuvas nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e particularmente na Região Sul. É um período que, essencialmente, é muito chuvoso. Estamos com chuvas bem marcantes e a tendência é que o verão permaneça como está terminando a primavera, com muita chuva nessas regiões”, disse.

Segundo o meteorologista, o fenômeno conhecido como La Niña, quando ocorre o resfriamento das águas do Oceano Pacífico, este ano é predominante, mas com pouca intensidade, o que deve contribuir para garantir uma normalidade climática no Brasil. Inclusive, haverá chuva no semi-árido do Nordeste, que sofre com seca há cinco anos.

“O La Niña tem se manifestado, mas com intensidade fraca, e a tendência é que neste verão seja o fenômeno predominante. Em função do La Niña, a gente prevê chuvas no semi-árido já a partir de dezembro. Já temos bastante chuvas no sul do Maranhão e do Piauí. Nas partes oeste e norte da Bahia e em algumas regiões do Ceará, Pernambuco e Paraíba já ocorreram chuvas. Isto é prenúncio de que teremos uma estação diferente do que foi nos últimos cinco anos, que foi de muito seca”, afirmou Cavalcanti.

Agência Brasil

18
fev

Registro

Postado às 18:12 Hs

Chuvas nas últimas horas no RN.

O monitoramento da Agência Nacional de Águas (ANA) registrou chuvas em diversos municípios do Rio Grande do Norte nesta sexta-feira e sábado (18). Nas últimas doze horas choveu em Pau dos Ferros (78mm), Apodi – Barragem Santa Cruz (173mm), Caicó – Açude Itans (54mm), entre outros com chuvas de menor intensidade.

As estações pluviométricas do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) registraram chuvas nas últimas doze horas em Apodi (112mm), Caicó (53mm), Caraúbas (52mm), Pau dos Ferros (43mm), Campo Grande (22mm), Patu (20mm) e João Câmara, 20 milímetros.
Registro de chuvas também em Natal, Mossoró (49 mm), Ceará-Mirim, Jardim de Piranhas, Monte Alegre, Ipanguaçu, Alto do Rodrigues, Assú, entre outros.
Informações não oficiais apontam para o registro de chuvas em Caicó de 200 mm. Precipitações pluviométricas também em Baraúna (62mm), Rafael Godeiro (84mm), São José do Seridó, Cruzeta, Timbaúba dos Batistas (44mm), Tenente Ananias (37mm), Luis Gomes, Paraná e Martins (90mm).

Também tem informações extra oficiais de chuvas em Viçosa (87mm), Severiano Melo (80mm), Apodi (122mm), Rodolfo Fernandes (40mm) e Pau dos Ferros, 90 milímetros.

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu alerta amarelo de chuvas intensas no Ceará, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte. O alerta amarelo significa risco de corte de energia elétrica, risco de queda de galhos de árvores e alagamentos. Os ventos intensos podem alcançar uma velocidade de 40 a 60 Km/h, e as chuvas até 50 mm/dia. Recomenda-se que a população fique atenta e acione a Defesa Civil e Corpo de Bombeiros em caso de alagamento ou problemas estruturais na residência.

ago 9
terça-feira
11 41
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
53 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.909.510 VISITAS