Agentes da Polícia Federal cumprem na manhã desta terça-feira mandados em uma investigação sobre suposto caixa 2 na campanha de José Serra (PSDB-SP) ao Senado em 2014. De acordo com o G1, as investigações apontam que o senador recebeu R$ 5 milhões em doações não contabilizadas.
No total, são cumpridos quatro mandados de prisão temporária e a 15 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Brasília, Itatiba e Itu. As apurações se restringem a fatos de 2014, quando o tucano ainda não tinha se elegido senador.

No início do mês, a força-tarefa da Lava-Jato em São Paulo acusou formalmente Serra e a sua filha, Verônica, de lavagem de dinheiro e apresentou denúncia à Justiça contra eles. Paralelamente, a Polícia Federal deflagrou operações de busca e apreensão em endereços relacionados ao ex-governador de São Paulo. A casa do tucano foi um dos alvos. Em nota divulgada na época, o senador disse que a operação causou  “estranheza e indignação” .

A força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo denunciou o senador e ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) por lavagem de dinheiro. A Polícia Federal começou a fazer, no início da manhã de hoje, buscas contra ele em uma nova fase da operação.

A assessora de imprensa de José Serra disse que a defesa do ex-governador ainda não teve acesso ao conteúdo dos autos e que irá se pronunciar após tomarem conhecimento do processo.

Segundo o Ministério Público Federal, a Odebrecht pagou a José Serra cerca de R$ 4,5 milhões entre 2006 e 2007, supostamente para usar nas suas campanhas ao governo do estado de São Paulo, e cerca de R$ 23 milhões (atualizados em R$ 191,5 milhões), entre 2009 e 2010, para a liberação de créditos com a Dersa, estatal paulista extinta no ano passado.

Em nota, a construtora diz colaborar com a Justiça. “A Odebrecht, hoje comprometida com atuação ética, íntegra e transparente, colabora com a Justiça de forma permanente e eficaz para esclarecer fatos do passado”.

24
fev

Saída inexplicável

Postado às 9:52 Hs

Por Carlos Chagas

Pode até ser verdade a alegação de José Serra estar doente da coluna, não poder viajar e por isso demitiu-se do ministério das Relações Exteriores. Só que ninguém acredita. No serpentário do governo Temer e entre escaramuças permanentes em torno do espaço dos partidos, logo surgem especulações variadas e cabeludas, apesar da careca do agora ex-chanceler ser límpida e lustrosa. Indaga-se porque bem situado e preservado de muitos embates por ocupar o Itamaraty, Serra resolveu pedir as contas. Teria desistido de disputar a presidência da República pelo PSDB e até abandonado a possibilidade de bandear-se para o PMDB, partido sem candidato para enfrentar 2018? Estaria cedendo à força de Aécio Neves e Geraldo Alckmin, ambos melhor posicionados para enfrentar a convenção tucana? Ou vem batendo de frente com a estratégia de Henrique Meirelles combater a recessão? Desiludiu-se com Michel Temer? Prepara-se para fazer oposição à reforma da Previdência Social?

Abandonar o refúgio do governo para lutar sozinho não seria boa opção. Indaga-se porque não bastaria tirar uma licença, para quatro meses de tratamento hospitalar indispensável, sem renunciar ao ministério?

Por mais que os laudos médicos expliquem essa inusitada deserção, sempre ficará a dúvida: por que José Serra pediu para sair? E por que Michel Temer não fez uma única tentativa de mantê-lo na equipe?

O mais é perfumaria. Funesta parece a hipótese de entregar as Relações Exteriores ao PSDB ou ao PMDB. Escalar um diplomata seria o caminho natural, mas a sofreguidão com que os tucanos se lançam na corrida dá vontade de perguntar quantos votos o Itamaraty terá na corrida presidencial. Ou como influirá na votação da reforma da Previdência Social…

Político alega problemas de saúde e entrega carta pessoalmente a Temer.

O ministro José Serra pediu exoneração do Ministério das Relações Exteriores na noite desta quarta-feira. Em uma conversa pessoal com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto, o tucano entregou uma carta pedindo a exoneração do posto.

Ele afirmou ao presidente que precisará passar por um tratamento de saúde de pelo menos quatro meses, período no qual não poderia fazer viagens internacionais, que fazem parte do dia-a-dia do posto de chanceler. Com a saída, o tucano voltará a exercer o mandato de senador.

Segundo auxiliares do presidente, Temer insistiu para que ele permanecesse no posto, mas Serra disse que não seria possível atender ao pedido. Em dezembro, Serra foi submetido a uma cirurgia na coluna vertebral, no Hospital Sírio-Libanês. Na reunião com o presidente, Serra levou exames para deixar clara a necessidade de deixar o posto. Na carta, Serra agradeceu a Temer e pelo apoio e prometeu ajudá-lo no Congresso. As informações do jornal O Globo.

Substituto

Com a saída de José Serra do Ministério das Relações Exteriores, o presidente Michel Temer começou nesta quarta-feira (22) a avaliar nomes para o comando da pasta. O peemedebista ainda não tem um substituto definido para o tucano, mas, segundo assessores e auxiliares presidenciais, deve manter a pasta sob o controle do PSDB, já que a sigla não deve continuar à frente do Ministério da Justiça. Os principais cotados até o momento são o líder do governo no Senado Federal, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), e o também tucano José Aníbal, que é suplente de Serra e agora deixa o Senado. Em conversa com a Folha, Aloysio Nunes Ferreira, no entanto, negou planos de assumir a pasta. “Estou bem onde estou”, disse. No Planalto, no entanto, o líder já é citado como um “nome natural para o cargo”. Suplente de Serra, José Aníbal é um dos tucanos mais próximos de Temer, que já defendeu que ele assuma um cargo na Esplanada dos Ministérios. Serra entregou carta de demissão na noite desta quarta-feira (22) ao presidente Michel Temer, que aceitou o pedido.

05
nov

Governo acha que Lula quer fugir

Postado às 18:57 Hs

O chanceler José Serra acredita que o ex-presidente Lula pode vir a pedir asilo diplomático, em razão da Operação Lava Jato. Serra levou o tema ao presidente Michel Temer, depois de ser comunicado da ação nas Nações Unidas, em que Lula alega sofrer perseguição judicial no Brasil.

O chanceler também considera que um eventual asilo de Lula poderá criar danos diplomáticos, prejudicando a imagem do Brasil no exterior.

“Talvez eu tenha essa avaliação, mas o assunto principal que eu discuti com o presidente Temer foi o tratamento a ser dado a essa questão da ONU dentro do governo. Não penso que o asilo seja a estratégia principal, mas não vou afirmar o contrário”, disse ele à revista Veja desta semana.

Serra não foi questionado sobre os R$ 23 milhões que recebeu da Odebrecht em 2010, numa conta na Suíça, ,  nem foi indagado sobre a possibilidade de ele próprio vir a pedir asilo diplomático, caso venha a sofrer implicações judiciais decorrentes da descoberta da conta usada pelo PSDB no paraíso fiscal helvético.

Lula é acusado de se beneficiar de reformas em dois imóveis (um sítio em Atibaia e um apartamento no Guarujá), que, segundo os cartórios de imóveis competentes, não lhe pertencem. Serra foi delatado pela Odebrecht por ter recebido R$ 23 milhões – equivalentes hoje a R$ 34,5 milhões – numa conta secreta num paraíso fiscal.

O chanceler avalia, no entanto, que o que dano à imagem do Brasil é causado pelo risco de fuga de Lula – e não por sua presença no Itamaraty.

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, declarou neste domingo (16), durante a reunião dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) em Goa (Índia), onde acompanha o presidente Michel Temer, que os juros básicos da economia, atualmente em 14,25% ao ano, o maior patamar em dez anos, devem ser reduzidos nos próximos meses.

Questionado por jornalistas, as atuais condições do país permitem que o quadro possa mudar. “Eu acho que cabe sim reduzir os juros nos próximos meses. Vai acontecer isso, dadas as condições atuais de retração da inflação e, em alguns casos, como da Petrobras, de redução dos preços”, declarou ele.

 

Nesta semana, acontece a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. Segundo economistas do mercado financeiro, a expectativa maciça é de que, após quatro anos, a taxa Selic volte a ser reduzida. A decisão será anunciada por volta das 18h da próxima quarta-feira (19).

O ministro Serra também declarou que a economia mundial não está em uma “conjuntura muito favorável”, pois a retração do nível de atividade nos países emergentes é “maior do que se pensava” e, por outro lado, há desaceleração também nos países desenvolvidos. “O Brasil, no ano que vem, já deve ter um crescimento positivo, o que fará diferença na economia mundial dado o tamanho da economia brasileira. E, no âmbito dos Brics, essa é a ideia. Retomar de maneira sustentada um crescimento da economia. E há hoje um certo ceticismo no mundo quanto a eficácia das políticas para acelerar o crescimento. A conjuntura não é das melhores, mas é favorável à virada e às mudanças”, afirmou ele.

Fonte: Agência Brasil

01
out

FIQUE SABENDO…

Postado às 10:15 Hs

# # Filiação a caminho

A ministra do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon está discutindo sua filiação no DEM ou no PSDB para ser candidata ao Senado na Bahia ou em Brasília. Eliana vem sendo cortejada por diversos partitos políticos mas sempre hesitante. Em março deste ano, Calmon havia abordado a possibilidade de entrar para a vida política. ‘Eu nem descarto de vir até a ter uma atividade política, mas só a partir de 2015. Me aposento em novembro de 2014. A magistratura para mim é prioridade.’ Na Bahia, os integrantes da Rede Sustentabilidade, de Marina Silva vinha cercando a ministra, mas a própria Marina Silva qualificou a pretensão de seus aliados baianos como ‘’um sonho’’ Calmon ganhou notoriedade à época em que foi corregedora do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), em 2012, por protagonizar embates com as entidades representativas dos juízes e por suas investigações contra magistrados. Chegou a classificar maus juízes como ”bandidos de toga”

# # Kelps Lima no Solidariedade ?

Dos deputados que integram o grupo de apoio ao deputado Ricardo Motta, pelo menos um não deverá caminhar para o PROS:o deputado Kelps Lima.A ele já fora oferecida a presidência da Rede, de Marina Silva…e agora a do Solidariedade, do deputado Paulinho da Força, que conversou com Kelps Lima em São Paulo nesta segunda-feira.E é para o Partido Solidariedade que ele deverá seguir como comandante da legenda no RN.

# # Lançamento

Já é Carnatal. Acontece na manhã desta terça-feira (1), a partir de 10h, no Natal Shopping, a coletiva para lançamento da 22ª edição da maior carnaval fora de época do país. Na ocasião, serão confirmadas as atrações deste ano, os blocos e o novo percurso no Prolongamento da Avenida Prudente de Morais. A micareta será realizada entre os dias 5 a 8 de dezembro.

# # José Serra: procura-se

Em busca de uma resposta sobre a possível filiação de José Serra ao PPS, Roberto Freire tenta conversar com o ex-governador paulista por telefone desde sexta-feira, sem sucesso, diz Vera Magalhães, hoje na Folha de S.Paulo. Mas não é só Freire que vasculha tudo quanto é canto à cata de Serra. Segundo relata Clarissa Oliveira, no blog Poder Online, quem é próximo de Serra está contando os dias para saber o que será do tucano a partir da próxima semana. Seguindo o tradicional script de só anunciar qualquer coisa na última hora, Serra deixou para esta semana a definição sobre se sai ou fica no PSDB. ”Um aliado de primeira hora avalia que todas as “pistas” dada por Serra nos últimos dias indicam que ele deve mesmo deixar o PSDB para se candidatar ao Palácio do Planalto pelo PPS. Mas, por enquanto, ninguém se arrisca a bancar a aposta.”

# # Rede de Marina Silva organiza atos em Brasília e na internet

O grupo da ex-senadora Marina Silva marcou um ato de apoio à criação da Rede Sustentabilidade para esta terça-feira, 1º, na Praça dos Três Poderes, em Brasília. O evento, agendado para as 17h, tem como objetivo pressionar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deve julgar o pedido de registro da sigla até quinta. Além do evento físico em Brasília, o grupo também prepara um tuitaço de apoio à criação do partido para o mesmo horário, com a hashtag #EuAssinei.Segundo o último levantamento da sigla, 470 mil assinaturas foram certificadas pelos cartórios eleitorais. O número exigido por lei é 492 mil. Contagem oficial do TSE concluída na tarde desta segunda-feira, 30, porém, considerou como válidas 442.524 fichas de apoio. A Rede precisa, portanto, apresentar cerca de 50 mil assinaturas validadas.

 

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso atuará como ‘bombeiro‘ na disputa que começa a ganhar corpo pela candidatura do PSDB ao Palácio do Planalto em 2014. Ele se reunirá hoje com Aécio Neves, em São Paulo, e pretende se encontrar com o ex-governador José Serra na próxima semana. O temor do ex-presidente é que o cisma tucano, tendo como epicentro os dois maiores colégios eleitorais do país, favoreça o governador Eduardo Campos (PSB-PE).

Embora reconheça que o senador mineiro dispõe de ampla maioria na estrutura partidária, FHC diz que não há clima para escolha ‘vertical’, via direção executiva nacional, se houver mais de um postulante à vaga, o que pressupõe realização de prévias.

Ante a já expressa disposição de Serra em concorrer à Presidência e submeter-se ao escrutínio dos militantes e dirigentes tucanos, FHC agora atua para arrancar dos dois expoentes da sigla em franco combate um compromisso improvável: havendo prévia, quem perder terá de aceitar o resultado e apoiar o vitorioso. ‘Não sei o que Serra fará, mas acredito que, dada sua história, ele tem compromissos com o partido, seja o candidato escolhido ou não.’ (Folha de S.Paulo – Natuza Nery e Flávio Zambeli)

16
ago

SAIBA TAMBÉM…

Postado às 10:10 Hs

# # José Serra volta a conversar com o PPS

Um dia depois de defender a realização de prévias no PSDB caso o partido tenha mais de um pré-candidato à Presidência em 2014, o ex-governador de São Paulo José Serra se reuniu com líderes do PPS para tratar de sua possível migração para a sigla. Sem espaço no PSDB, Serra estuda deixar o partido para se candidatar pela terceira vez ao Planalto. Ele, no entanto, tem dado sinais dúbios sobre qual caminho adotará para conseguir incluir seu nome na urna presidencial. Numa sinalização de que quer chacoalhar o ambiente político, Serra passou a falar de seus compromissos — até junho, optava pela reclusão. Em seis dias, esteve em três cidades –fora as conversas em São Paulo. Anteontem, visitou Curitiba, onde almoçou com o governador Beto Richa (PSDB), e depois desembarcou em Brasília. Na semana passada, esteve em Salvador, com o prefeito ACM Neto (DEM), seu aliado na eleição presidencial de 2010. (Folha de S.Paulo)

# # Piso dos agentes de saúde

Após reunir-se com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, anunciou que vai pautar para 3 de setembro a votação do piso nacional dos agentes comunitários de saúde (Projeto de Lei 7495/06). “O ministro Alexandre Padilha afirmou que a proposta não gera custo para o governo”, observou. Henrique Eduardo Alves explicou aos deputados e representes dos agentes de saúde que a pauta está trancada, por isso não será possível votar o projeto neste mês. “Peço paciência aos agentes de saúde. Trata-se de uma categoria importante, mas sofrida e penalizada.”

# # Royalties para a Educação e Saúde

A Câmara aprovou projeto que destina 75% dos royalties do petróleo para educação e 25% para saúde, além de metade do capital do fundo social do pré-sal para os dois setores. O projeto foi aprovado sem debates e em votação simbólica, o que foi possível por causa do acordo fechado pelo governo com aliados e oposição para evitar a derrota. O texto segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.

# # Programa Mais Médicos

Dos 3.511 municípios que aderiram ao programa Mais Médicos, apenas 579 receberão médicos, 16,5% do total do país. Ou seja, quase três mil cidades inscritas (83,5% do total) deixaram de ser contempladas pelo programa. Diante dos baixos números, o governo abrirá uma segunda chamada do programa na próxima segunda-feira, apenas para médicos com registro profissional do Brasil. Eles poderão se inscrever ou confirmar cadastros. Antes da abertura das inscrições para profissionais estrangeiros, apenas 456 municípios receberiam médicos. Agora, são 579, um aumento de 27%. De acordo com o Ministério da Saúde, 310 desses municípios se encontram em situação de vulnerabilidade social.(Informações de O GLOBO)

03
ago

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 17:03 Hs

  • O ex-governador José Serra tem muita vontade de entrar no PPS para concorrer à Presidência. Mas — avalia Ilimar Franco, no Globo de hoje — esta alternativa está a cada dia mais distante de se concretizar. Seus aliados não querem que ele saia do PSDB. E para que ele fique, o alertaram que ninguém no PSDB vai acompanhá-lo. Mostraram que não há possibilidade, por hora, de aliança do PPS com qualquer outro partido. E citaram pesquisas que mostrariam que, entre os eleitores que votam nos tucanos, há uma preferência por ele em detrimento do senador Aécio Neves. Por causa disso, alguns conselheiros lhe sugeriram permanecer no partido, porque a eleição será no ano que vem e até lá tudo pode acontecer.
  • A governadora Rosalba Ciarlini aproveitou a inauguração do serviço de radioterapia em Mossoró para anunciar que o governo do Estado autorizou a construção de passarelas e iluminação para o Complexo da Abolição. Rosalba antecipou o anúncio que seria feito no final do discurso, em resposta a um cadeirante que conduzia cartaz perguntando sobre a travessia de pedestres, obra que tem 17 Km de extensão. “Rosalba, como vou atravessar a BR 304?”, questionava o cidadão que obteve da governadora a informação de que o projeto para a construção de 10 passarelas já foi encaminhado e aprovado pelo Departamento Nacional de Transportes (Dnit). “Fico feliz que você tenha feito essa pergunta. Mossoró me conhece. Todas as obras do meu governo foram feitas com acessibilidade e essa não será diferente. E tem mais: o Complexo vai ganhar também iluminação para garantir segurança aos motoristas e pedestres”, completou a governadora. A obra estava parada quando Rosalba assumiu o governo. O Complexo da Abolição será inaugurado até o fim do ano. Assim, o tráfego na BR-304 será desafogado e humanizado. O projeto conta com cinco viadutos.
  • Carandiru: 624 anos de prisão a PMs pelo massacre: Os sete jurados que compõem o conselho de sentença decidiram, na madrugada de hoje, condenar os 25 policiais militares pela ação que resultou na morte de 52 detentos no terceiro pavimento do Pavilhão 9 da extinta Casa de Detenção. O juiz RodrigoTellini de Aguirre Camargo também determinou a perda do cargo público para os policiais que continuam na ativa. Os réus poderão recorrer em liberdade (Do Portal BR247)
  • A Rede Sustentabilidade, partido que a ex-senadora Marina Silva pretende criar, enfrenta dificuldades para certificar nos cartórios as assinaturas necessárias para formalizar a sua existência na Justiça Eleitoral. Chama a atenção dos dirigentes do partido em formação o elevado índice de rejeição das assinaturas em cartórios da grande São Paulo. Em Mauá, por exemplo, esse índice chega a 74%. Em São Bernardo do Campo, a rejeição de assinaturas é de 57%. Em Santo André, 47%. Até mesmo assinaturas de fundadores do partido foram recusadas. A Rede Sustentabilidade já coletou 830 mil assinaturas em todo o país. Desse total, 553 mil foram enviadas aos cartórios eleitorais, 120 mil somente no estado de São Paulo. (Época – Leonel Rocha)
  • Foram presos agora pela manhã o dono da Priples, Henrique Maciel, e sua esposa, por prática de piramide financeira. Pelo que me contou um delegado, foi apreedida substancial quantia de dolares. A Priples era surreal em termos de piramide. Mais de 200 mil pessoas entraram no esquema, que remunerava 60% ao mês. Assim como a Telexfree, a Priples também foi denunciada no Acerto de Contas. Nem mesmo o trafico de drogas seria tão rentável. Vale salientar que a Priples é uma pirâmide genuinamente pernambucana. Aliás, o dono da Priples estava ontem dando uma palestra no Teatro da UFPE, entregando um carro de prêmio, à exemplo da BBOM e outras pirâmides.
  • Às vésperas do retorno ao trabalho, parlamentares da base aliada e de oposição repetem incansavelmente um mantra, avalia Lauro Jardim, no site de VEJA: derrubar vetos, derrubar vetos e derrubar vetos. Isso significa enxaqueca para o governo e pedrada na direção de Eduardo Braga e Arlindo Chinaglia. Braga, porém, não tem lá tanta certeza de que a sede de guerra seja tão grave quanto seus colegas vêm anunciando. Braga explica: – O segundo semestre será intenso e animado, não há dúvida. Teremos dificuldade de segurar alguns vetos, mas uma coisa é ameaçar, dizer que derrubará tudo, outra é dar quórum e, na hora da sessão, votar pela derrubada de fato.
  • O senador José Sarney (PMDB-AP) apresentou melhora nas últimas 24 horas, segundo boletim médico divulgado neste sábado (3), às 11h30, pelo Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. O parlamentar continua internado na unidade de terapia intensiva (UTI). De acordo com o comunicado, o paciente “continua recebendo antimicrobianos e medidas de suporte clínico”. Mesmo com a melhora no quadro clínico, a nota destaca que ainda “não há previsão de alta”. Sarney está sendo atendido pela equipe médica formada pelos doutores David Uip, Roberto Kalil e Carlos Gama.
25
jul

* * * Quentinhas… * * *

Postado às 9:47 Hs

* * *  O tucano José Serra, segundo aliados, vai concorrer ao Planalto em 2014 e não lutará para conquistar o PSDB, já comprometido com Aécio Neves. Sua intenção — informa Ilimar Franco, na sua coluna do GLOBO — é se lançar com o apoio do PPS, PV e PTB. Ele tem dito que as eleições estão abertas, como as de 1989, que teve dez candidatos viáveis. Pelas suas contas, para ser competitivo, ele precisa sair de São Paulo com oito milhões de votos. Já o senador Aécio Neves, definiu quem será o coordenador de sua campanha em Minas Gerais. O escolhido foi o ex-presidente do partido e ex-ministro Pimenta da Veiga. Pelas contas do governador Geraldo Alckmin (SP), ao concorrer à reeleição, ele terá o apoio dos eleitores de três candidatos à Presidência da República: Aécio Neves (PSDB), Eduardo Campos (PSB) e José Serra, ainda sem sem partido.* * *

* * * O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quarta-feira que a sua sucessora e afilhada política, Dilma Rousseff, tem “muito adversário” e acusou a imprensa de não gostar da presidente da República. “Pensava que a imprensa não gostava de mim, mas ela não gosta é de você (dirigindo-se a Dilma). Quando a Dilma ganhou, fiquei um pouco enciumado. Pensei que a imprensa vai agora me azucrinar e só falar bem da Dilminha, e eis que tem uma questão de pele, que eles não perdoam”, discursou Lula, em seminário para comemorar os 10 anos do PT no governo federal. O seminário ocorreu em um hotel em Salvador. Lula recorreu até ao episódio da carta de Dilma parabenizando Fernando Henrique Cardoso pelos 80 anos. A carta foi elogiada pelo PSDB na época. “Coisa gentil, de dama, rapaz, Dilma foi manchete (dos jornais)… Pensei: ‘eu tenho de fazer aniversário logo, Marisa, porque se eu não receber uma carta”. Pensei em antecipar o aniversário para ela se lembrar de mim”, afirmou. * * *

* * * O Atlético Mineiro conseguiu mais uma vez fazer o que parecia impossível na Copa Libertadores e, diante de uma torcida apaixonada, conquistou seu primeiro título da Copa Libertadores, na quarta-feira, com uma vitória por 4 x 3 na disputa de pênaltis sobre o Olimpia, do Paraguai, após reverter uma derrota por 2 x 0 sofrida no primeiro jogo da decisão. O goleiro Victor, que já havia defendido o pênalti que classificou o time para a decisão na disputa contra o argentino Newell’s Old Boys, defendeu logo a primeira cobrança de Herminio Miranda e contou com a eficiência de seus companheiros, que converteram os quatro pênaltis do Atlético até que Matías Giménez mandou a última cobrança na trave. * * *

22
jul

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 8:55 Hs

  • A saída de José Serra do PSDB é tida no partido como inevitável. Não que ele tenha comunicado a alguém essa decisão, mas a conclusão parte de um raciocínio lógico: sem espaço no partido para ser candidato à Presidência da República, Serra não teria nada a ganhar ficando nem nada a perder saindo. Nessa altura da vida não seria candidato a deputado federal para ajudar o PSDB a aumentar a bancada na Câmara, conforme uma das hipóteses correntes, e passar quatro anos sendo mais um dentro de um Parlamento desqualificado. Este mesmo critério vale para a possibilidade de se candidatar a senador. A candidatura presidencial de Aécio Neves está consolidada, salvo algum tipo de imprevisto muito improvável de acontecer até o início de outubro, data limite para troca de partido. Ao governo de São Paulo, o espaço está ocupado por Geraldo Alckmin, que tentará a reeleição. Diante desse cenário, concluem políticos próximos a José Serra, a filiação ao PPS seria a opção. Não havendo remédio, os tucanos analisam que a saída não pode ser vista como uma “tragédia”.
  • O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, assumirá o comando da Corte a partir de segunda-feira (22), posto que ocupará até o final do mês. Ele ficará no lugar do presidente Joaquim Barbosa, que tira férias no período. Barbosa permanecerá no país, mas a localização exata não foi divulgada pela assessoria. Como plantonista, Lewandowski terá a prerrogativa de decidir questões urgentes, mesmo que estejam sob responsabilidade de outros relatores. Assessores adiantam que ele não pretende julgar assuntos polêmicos no período.
  • O Papa Francisco começa sua primeira viagem internacional. Na manhã desta segunda-feira, 22, às 8h27 (horário de Roma) – 3h27 no horário de Brasília – , o helicóptero do pontífice pousou no aeroporto de Fiumicino, trazendo o Santo Padre para seu vôo. O avião decolou pontualmente às 8h45, para uma viagem de mais de 12 horas. No aeroporto, as mais altas autoridades italianas, inclusive o primeiro ministro Enrico Letta, se despediram de Francisco. Durante o trajeto, o papa conversará com jornalistas. O voo está previsto para chegar às 16h desta segunda-feira no Aeroporto Antônio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro.O Papa Francisco, que chega hoje ao Brasil, mencionará as recentes mobilizações em suas homilias no Rio. Dirá que este clamor, que tomou às ruas do País, é expressão da política com P maiúsculo. O Papa, aliás, é favorável ao diálogo da religião com a política. Durante a visita do Papa haverá novas manifestações no Rio.
  • Candidatura é lançada. Os cerca de 200 militantes e líderes partidários que participaram do Seminário dos Segmentos Organizados do PSB, encerrado no fim de semana em Brasília, no Hotel Nacional, divulgaram um documento final em que tornam público que as bases do partido querem o presidente Nacional do PSB, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, como candidato à Presidência da República. “A voz das ruas aponta para o esgotamento de um projeto falido, em que as práticas políticas do Estado se encerram pela total falta de credibilidade de uma velha política, que precisa ser enterrada de vez”, diz a nota. “Nós temos uma alternativa a oferecer que é a candidatura à Presidência da República do nosso líder, o presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro, Eduardo Campos”.
  • Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 1.513 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (20), e o prêmio acumulou. Com isso, o concurso do próxima quarta-feira (24) pagará R$ 14,5 milhões. Os números sorteados ontem, em Ipameri (GO), foram: 17 – 28 – 31 – 56 – 57 – 58. Apesar de nenhum bilhete ter acertado as seis dezenas, 44 apostas fizeram a quina e vão levar R$ 47.603,75. Outras 4.837 fizeram a quadra e vão levar R$ 618,61. A Mega-Sena realiza sorteios duas vezes por semana, às quartas e aos sábados. As apostas devem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio. A aposta mínima –seis números– custa R$ 2.
18
jul

Eleições 2014…a todo vapor

Postado às 10:18 Hs

Com Serra e Aécio, Marina agradece

Numa conversa, ontem, em Brasília, com o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, o marqueteiro pernambucano Marcelo Teixeira, da Makplan, saiu convencido de que o ex-governador de São Paulo, José Serra, disputa, mais uma vez, o Palácio do Planalto.

Serra sinaliza, segundo relato de Freire a Teixeira, para a disputa por uma nova legenda, estando, assim, com os dias contados no PSDB, partido que já tem um candidato em campanha: o senador mineiro Aécio Neves.

Duas legendas estão sendo analisadas por ele: o PSD e o PPS, sendo a primeira a preferida. Serra ficaria mais a vontade do PSD pelo fato de o partido estar sob o controle de um velho aliado – o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

E o que mudaria na sucessão presidencial? Para Marcelo Teixeira, as oposições só tendem a ganhar com o ingresso de Serra, porque o ex-governador tem forte inserção no eleitorado do Sudeste, especialmente em São Paulo, garantindo, portanto, a realização do segundo turno.

Quem fica com uma pulga atrás da orelha com esse fato novo é Aécio, porque ganharia um forte concorrente no bloco oposicionista. Serra tira os votos preciosos que Aécio precisaria em São Paulo para ir ao segundo turno.

 Marina Silva, que não tem ainda legenda para concorrer, provavelmente venha a ser a mais beneficiada com a divisão, porque assistiria de camarote uma briga entre Serra e Aécio, uma vez que seu eleitorado, hoje em torno de 20%, segundo a última pesquisa CNT, é diferenciado, sem o mesmo perfil daqueles que preferem Serra ou Aécio. (Blog do Magno)

11
jul

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 11:13 Hs

  • A paralisação nacional dos trabalhadores marcada para esta quinta-feira deve funcionar como um “termômetro” para avaliar até que ponto o governo estaria disposto a negociar com os sindicatos. Com um estilo de gestão diferente do de Lula, seu antecessor, a presidente vem sendo alvo frequente de reclamações de lideranças sindicais por não dar ouvidos às reivindicações da classe. Os trabalhadores vão cruzar os braços munidos de uma pauta comum. Os temas variam desde a reforma agrária ao fim do fator previdenciário, passando pela redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais. O ato, convocado pelas centrais sindicais e batizado de “Dia Nacional de Lutas”, ocorre na esteira dos protestos que varreram o país no mês passado e levaram à construção de uma “agenda positiva” por parte do governo, preocupado com a reação vinda das ruas. Um teste para Dilma…
  • O número de pessoas com acesso à internet no Brasil ultrapassou pela primeira vez a casa dos 100 milhões, segundo estudo divulgado nesta quarta-feira (10) pelo Ibope Media. Os dados referentes ao primeiro trimestre de 2013 indicam que o país tem 102,3 milhões de internautas. Agora, o levantamento inclui pessoas de 16 anos ou mais com acesso em qualquer ambiente (domicílios, trabalho, escolas, LAN houses e outros), além de crianças e adolescentes (de 2 a 15 anos de idade) com acesso em casa. Se consideradas as pessoas com acesso em casa ou no trabalho, somente em abril de 2013, o número fica em 72,7 milhões. Durante o mesmo período, o número de usuários ativos (que efetivamente usaram a web) em um desses dois ambientes ficou em 53,7 milhões.
  • O governo sofreu, na noite desta quarta-feira, 10, um revés na Câmara dos Deputados. O PT e o PMDB comandaram uma manobra para tentar priorizar a análise, artigo por artigo, do texto que destina os royalties do petróleo para a educação e para a saúde que foi modificado pelo Senado no início de julho. O objetivo da ação era tentar evitar que o plenário apreciasse o relatório do deputado e líder do PDT na Casa, André Figueiredo (CE), que destinava 50% da totalidade do Fundo Social do petróleo para a saúde e para a educação. Com 217 votos contrários e 165 favoráveis, porém, o requerimento saiu derrotado. (De O Estado de S.Paulo – Ricardo Della Coletta e Eduardo Bresciani)
  • A ONU decidiu cobrar do Vaticano detalhes sobre o que a Santa Sé tem feito sobre crimes de pedofilia no clero católico. A avaliação sobre as práticas da Igreja ocorrerá no início de 2014 e o procedimento está previsto porque o Vaticano é um Estado observador das Nações Unidas. O comitê da ONU encarregado da proteção às crianças indicou que o questionário já será enviado e incluirá perguntas sobre os milhares de casos de pedofilia. Entre as questões, que abrangem um período entre 1996 e 2012, O Vaticano terá de responder, ente outras coisas, quantos religiosos foram punidos, quantos foram afastados de seus cargos e quantos proibidos de manter contato com crianças, além de qual foi o apoio dado às vítimas. O papa Francisco indicou recentemente que o combate à pedofilia será uma de suas prioridades. “Precisamos agir e promover, acima de tudo, medidas para proteger os menores, ajudar aqueles que sofreram e tomar as medidas necessárias contra os culpados”, declarou o pontífice. A demanda da ONU abriu um debate entre especialistas e juristas. O tratado que protege menores é considerado como uma exigência a todos os membros da entidade. Mas não necessariamente a estados observadores. Para muitos na ONU, o Vaticano terá de calcular agora qual será o menor dos danos.
  • Um relatório lançado nesta quarta-feira (10) pela Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que cerca de 6 milhões de pessoas morrem no mundo por ano devido ao uso do cigarro. O documento, chamado “Epidemia Global do Tabaco 2013″, ressalta tendências sobre o uso da substância e avanços com relação ao seu combate pelo planeta. Se o ritmo atual continuar, o número de mortes por cigarro deve subir para 8 milhões de pessoas por ano em 2030, afirmou a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, à Rádio ONU – instituição à qual a Organização Mundial da Saúde é ligada. O Brasil é citado no relatório como um dos países que mais adotaram medidas para combater o uso do cigarro, ao lado de Panamá, Irã e Turquia. Cerca de 15% da população adulta brasileira consome tabaco, ainda de acordo com a OMS.
  • Fracassada a criação do Mobilização Democrática, o clima é de pessimismo no PPS. Seu presidente, o deputado Roberto Freire (SP), pretendia dar fôlego ao seu grupo político e fazê-lo crescer. Agora, eles apostam todas as suas fichas no ex-governador José Serra (PSDB) e torcem para que ele concorra à presidência da República pelo partido. A informação é de Ilimar Franco, no jornal O GLOBO desta quinta-feira. Sobre o mesmo tema, diz Vera Magalhães, na sua coluna de hoje na Folha de S.Paulo que a cúpula do PPS terá nova conversa com José Serra daqui a duas semanas, quando o tucano voltar do exterior. Observa que, apesar do contratempo na fusão com o PMN, o partido acredita que Serra ainda está disposto a discutir uma candidatura presidencial. ”Já Eduardo Campos (PSB) procurou Roberto Freire (PPS) para retomar as conversas sobre 2014, mas não obteve resposta”. Ainda sobre Eduardo diz a colunista que ele recebeu esta semana o juiz aposentado João Gandini, que presidiu um processo de improbidade contra Antonio Palocci em Ribeirão Preto. Ele foi candidato a prefeito pelo PT e está de malas prontas para entrar no PSB.
20
abr

SAIBA TAMBÉM…

Postado às 11:32 Hs

 

# # Terremoto na China

Pelo menos 124 pessoas morreram e mais de três mil ficaram feridas após o terremoto de magnitude 7 na escala Richter que sacudiu neste sábado a província central chinesa de Sichuan, a mesma na qual um sismo de 8 graus de magnitude causou 90 mil mortos há quase cinco anos O terremoto, situado a 13 quilômetros de profundidade, aconteceu às 8h02 (21h02 de Brasília) e abalou a comarca de Lushan, na área municipal de Yaan, situada no centro da província, segundo dados do Centro de Redes Sismológicas da China. Mais de seis mil soldados do Exército de Libertação Popular e aeronaves da Força Aérea foram enviados à região afetada para participar dos trabalhos de resgate e auxílio às vítimas, informou a divisão militar de Chengdu, a capital de Sichuan.

# # Já tem dono

Quando o governador Eduardo Campos (PSB) resolver deixar a base aliada do governo federal para disputar o Palácio do Planalto em 2014, como vem sinalizando, os cargos socialistas – Ministério da Integração Nacional e a secretaria dos Portos – devem ir para o PP. A informação é da coluna Painel, da Folha de S.Paulo, assinada para Vera Magalhães. Ainda segundo a jornalistas, o presidente do PP, Ciro Nogueira (PI) teve uma conversa com a presidente Dilma Rousseff (PT) esta semana quando reclamou que a sigla perdeu postos como na Petrobras. O petista teria prometido a ele o espaço do PSB.

# # Em Boston

A polícia de Boston afirmou nesta sexta-feira (19) ter detido o segundo suspeito das explosões contra a Maratona de Boston no início da semana e que estava fazendo uma varredura no subúrbio da cidade onde ele foi capturado após uma ampla caçada. Anteriormente, as autoridades o identificaram como Dzhokhar Tsarnaev, de 19 anos, um dos dois irmãos suspeitos de cometerem as explosões de segunda-feira em Boston que mataram três pessoas e deixaram 176 feridas. Também pelo Twitter, o prefeito de Boston, Thomas Menino, disse: “Nós o pegamos.” O irmão de Dzhokhar foi morto na véspera em confronto com a polícia. (Éstadão)

# # Isolado

Na semana em que a Mobilização Democrática, possível destino de José Serra, foi criada, com a fusão do PPS e do PMN, a situação do tucano ficou ainda mais insustentável dentro do PSDB. Com o comando nacional ligado ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), sem candidatos na disputa pelo diretório estadual e derrotado no comando municipal por um assessor de um desafeto partidário (José Aníbal), o espaço político do ex-governador na legenda circunscreveu-se a praticamente nada. “Se ele quiser ficar no PSDB no papel de intelectual, tudo bem. Se ainda sonha fazer política, tem de arrumar as malas e partir”, disse um interlocutor serrista. Serra sente-se cada vez menos confortável no partido. Publicamente, o atual comando partidário exalta a importância da permanência do tucano na legenda. Tanto Aécio quanto o ex-presidente Fernando Henrique mantêm um canal direto de diálogo com Serra (veja reportagem abaixo), na expectativa de que ele permaneça no partido para ajudar na construção da unidade paulista em torno da candidatura presidencial do ano que vem. (Do Correio Braziliense – Paulo de Tarso Lyra)

# # Na Venezuela

Com assistência e respaldo dos presidentes da região, o ex-sindicalista Nicolás Maduro, 50, assumiu ontem a Presidência da Venezuela em solenidade boicotada pela oposição, que diz que não o reconhecerá até o resultado de uma auditoria no processo de votação que deu ao chavista apertada vitória no domingo. Maduro recebeu a faixa presidencial na Assembleia Nacional diretamente das mãos do presidente da Casa, o chavista Diosdado Cabello, e da filha de seu mentor, Hugo Chávez –morto em março vítima de câncer.

 

Deu na Agência Estado

 

A poucos dias do segundo turno da sucessão municipal de São Paulo, o candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, lidera as intenções de voto, segundo o Datafolha. Pesquisa encomendada pelo jornal Folha de S.Paulo e pela TV Globo e divulgada na noite desta quarta-feira (24) mostra que o petista tem 49% e o candidato do PSDB, José Serra, aparece com 34% das intenções de voto. Na pesquisa anterior, o petista também registrada 49% das intenções de voto e José Serra tinha 32%.

Segundo o Datafolha, brancos e nulos somaram 11% e indecisos chegaram a 6%. No levantamento anterior, eram 10% de brancos e nulos e 9% de indecisos. Se forem considerados apenas o votos válidos (excluídos brancos e nulos), Haddad tem 60% e Serra tem 40%.

Foram ouvidos 2.084 entrevistados entre terça-feira (23) e hoje. A pesquisa registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo sob o protocolo número SP-01910/2012 e tem margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

A quatro dias da eleição, o candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, caiu para 25% das intenções de voto, segundo pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta quarta-feira, 3. Ele caiu cinco pontos porcentuais em relação ao levantamento anterior, feito na semana passada, e agora aparece empatado tecnicamente com o tucano José Serra, que tem 23%. O petista Fernando Haddad vem logo atrás, com 19%, e o peemedebista Gabriel Chalita, com 11%.

Pesquisa Ibope/Estado/TV Globo realizada nesta terça-feira, 2, mostrou que o candidato do PRB obteve 27%, ante 34% da medição anterior do instituto. Serra e Haddad seguiram empatados com 19% e 18%, respectivamente.

Em um eventual segundo turno contra Serra, Russomanno venceria por 47% a 35%. Ele venceria também Haddad, por 45% a 36%. Em um eventual confronto entre PSDB e PT, Haddad ganharia por 44% a 39%.

O Datafolha ouviu 2.100 eleitores entre os dias 2 e 3 de outubro. A margem de erro máxima da pesquisa é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo SP-01536/2012.

10
Maio

SERRA lidera em São Paulo

Postado às 10:15 Hs

 

 

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, é o preferido de 31% dos eleitores da capital, segundo a primeira pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo. O tucano tem 15 pontos porcentuais de vantagem sobre Celso Russomanno, do PRB, que aparece com 16%.

Netinho (PC do B, 8%), Soninha (PPS, 7%), Gabriel Chalita (PMDB, 6%) e Paulinho da Força (PDT, 5%) têm menos de três pontos de distância entre si – porcentual que equivale à margem de erro da pesquisa. O petista Fernando Haddad tem apenas 3% das intenções de voto.

Líder na pesquisa, Serra enfrenta um grau de rejeição superior ao seu porcentual de apoio. Nada menos do que 35% dos paulistanos afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. Haddad, pouco conhecido entre os eleitores da capital, é rejeitado por 12%.

A pesquisa também mediu o grau de satisfação dos paulistanos com os governos municipal, estadual e federal. A gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD) é considerada ótima ou boa por 22%, regular por 38% e ruim por 39%.

A administração de Geraldo Alckmin no Estado considerada ótima ou boa por 42% dos moradores da cidade, e a da presidente Dilma Rousseff é vista da mesma forma por 65% .

O Ibope ouviu 805 eleitores em todas as regiões de São Paulo entre os dias 5 e 7 deste mês. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo SP-00027/2012.

ago 13
quinta-feira
13 51
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
222 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.832.211 VISITAS