04
jul

Avaliado

Postado às 17:06 Hs

Resultado reforça conquistas da Graduação que é a 10ª melhor do País e 3ª no Norte-Nordeste entre as instituições privadas. O Curso de Medicina da Universidade Potiguar, integrante da rede Laureate, é o único do Rio Grande do Norte a obter o conceito 5 do Ministério da Educação (MEC), considerado excelente na avaliação. O resultado se soma a outras conquistas da Graduação que é a 10ª melhor do País e 3ª do Norte-Nordeste entre as Instituições Privadas, de acordo com a avaliação do Ranking Universitário Folha – RUF de 2017. “Este resultado reforça a nossa excelente infraestrutura, organização didático-pedagógica e corpo docente do Curso de Medicina que agora recebem a nota máxima do MEC, comprovando a excelência e qualidade no ensino oferecidos pela Universidade Potiguar”, afirma o Reitor da UnP, Prof. Gedson Nunes.
06
set

Exemplo

Postado às 14:40 Hs

Filho de assentados cola grau em Medicina na UERN. “Eu não acreditava que chegaria a esse momento”, declara o estudante de Medicina da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Caio da Fonseca Silva, 28, sobre a sua colação de grau, que ocorrerá nesta quarta-feira, 6. A expressão remete a sua difícil trajetória até conquistar o tão desejado diploma de graduado. Filho de assentados, Caio da Fonseca Silva viu na educação uma alternativa para transformar a sua vida e de sua família. “Trabalhávamos com meu pai na agricultura, no Projeto de Assentamento Quixaba. Meu irmão (que é formado em Direito, também pela UERN) foi o primeiro da família a se ater para os estudos. Inspirado nele, também decidi trilhar por esse caminho”, relata.
19
out

Em destaque

Postado às 8:30 Hs

A primeira turma do curso de Medicina da Ufersa passa por mais uma fase na trajetória de formação ainda neste semestre. Na última semana, os estudantes do curso participaram da Cerimônia do Jaleco, um encontro marcado para a entrega da vestimenta que deverá ser usada durante as aulas e atividades laboratoriais. Professores, familiares e amigos estiveram presentes no evento, que aconteceu no auditório da Pró-reitoria de Extensão e Cultura (PROEXC). O professor José de Arimatea de Matos, reitor da Ufersa, também prestigiou a solenidade. Em sua fala, destacou a importância do trabalho da equipe da Ufersa e o empenho dos primeiros graduandos do curso. “Estamos caminhando para um curso de Medicina de referência, assim como Já acontece em vários cursos consolidados na nossa Universidade”, conclamou o reitor. A professora Andrea Taborda Ribas da Cunha, coordenadora do curso, ressaltou a importância do trabalho social desenvolvido pelos profissionais da medicina. Sua fala foi ratificada pelo também professor Diógenes, que apresentou uma explanação sobre a tradição daquela Cerimônia e alertou para a realidade do trabalho do profissional de saúde, após formação.
Diário Oficial publica autorização para o Curso de Medicina na Ufersa.Você é o nosso diferencial ! A autorização do Curso de Medicina da Universidade Federal Rural do Semi-Árido foi publicada no Diário Oficial da União – DOU desta quarta-feira, dia 03 de dezembro, página 12, seção 1, pelo Ministério da Educação – MEC, com a oferta de 80 vagas anuais para o Campus de Mossoró. Com a decisão, a graduação em Medicina já constará na lista de cursos ofertados pelo Sistema de Seleção Unificada – SISU de 2016.1, com 30 vagas e, a partir de então, serão 40 entradas por semestre. Há mais de um ano, a Universidade vem se preparando para a implantação do Centro de Saúde da Ufersa. Uma equipe de sete professores, já empossados, vinha trabalhando na elaboração do Projeto Pedagógico do Curso – PPC, organizando a aquisição de material, espaço e as diretrizes para o funcionamento do curso.
28
ago

Em Assú…

Postado às 16:14 Hs

Orçamento do MEC assegura início da implantação do curso de Medicina em Assú

O Centro de Saúde da Universidade Federal Rural do Semi-Árido para a cidade de Assú, previsto para iniciar as atividades com o curso de Medicina, é um sonho cada vez mais real. Nesta quarta-feira, dia 26, a Senadora Fátima Bezerra assegurou a cifra de 5 milhões de reais no orçamento do Ministério da Educação – MEC para começar, já em 2016, a implantação do curso.

A graduação em Medicina chega à Ufersa através do Programa Mais Médicos e do Plano Nacional de Expansão e Interiorização do Ensino Superior. Serão ofertadas 140 vagas distribuídas entre a nova unidade acadêmica da Ufersa, em Assú, e ainda no Câmpus Sede, em Mossoró.

Os preparativos para a implantação do novo curso seguem a todo vapor. O projeto arquitetônico e paisagístico para a construção dos dois Centros já estão finalizados pelos profissionais da Superintendência de Infraestrutura (SIN) da Ufersa e os primeiros servidores do quadro docente já foram empossados na Universidade.

Até que a nova graduação esteja em plena atividade, os professores recém-contratados compõem o Núcleo Estruturante do curso, o que inclui participação em cursos de formação em docência, capacitação pelo Governo Federal e ainda a elaboração do Projeto Pedagógico de Curso.

Fonte: Assessoria

21
dez

Informes

Postado às 20:23 Hs

O concurso para as primeiras vagas de docência no curso de Medicina da Ufersa em Mossoró e na nova unidade a ser instalada na cidade de Assú recebeu 148 candidatos inscritos. As vagas estão distribuídas por áreas de conhecimento, totalizando 17 oportunidades para cada um dos câmpus. Entre as opções mais concorridas estão as duas vagas de professor para a área básica da grade curricular, que serão disputadas por 25 candidatos em Mossoró e 45 em Assú. Já as outras 15 vagas receberam, no total, 58 inscrições para Mossoró e 20 para a cidade de Assú.
15
set

Mais vagas em Medicina…

Postado às 18:40 Hs

O número de vagas para o curso de Medicina na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) será ampliado no Câmpus de Mossoró. A princípio, o Ministério da Educação havia autorizada a criação do Centro de Saúde com oferta de 60 vagas para o ingresso em 2016. No entanto, depois de uma articulação do reitor José de Arimatea de Matos, em parceria com o mandato da deputada federal Fátima Bezerra, a Universidade foi autorizada a abrir mais 20 vagas para o ingresso de novos graduandos já em 2017. A decisão por ampliar para 80 o número de vagas em Mossoró foi tomada na última quarta-feira, 10 de setembro, durante a reunião de Pactuação de Implantação do Curso de Medicina nos Câmpus de Mossoró e Assú que reuniu, em Brasília, a Diretora de Desenvolvimento da Rede de IFES (Institutos Federais de Ensino Superior), Adriana Weska; o Diretor de Desenvolvimento da Educação em Saúde, Vinícius da Rocha; a Coordenadora-geral de RH da Secretaria de Educação Superior do MEC, Dulce Maria Tristão; o Coordenador-geral de Expansão e Gestão da Educação em Saúde, Otoniel Gomes e o reitor José de Arimatea.
26
ago

Em Assú…

Postado às 20:53 Hs

Profissionais da área médica participaram ontem à noite, 25, da explanação sobre o projeto pedagógico para o curso de medicina em Assú e Mossoró, pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido. A apresentação, feita pelo reitor, José de Arimatea de Matos e, pela professora médica, Andrea Taborna, consultora técnica da comissão de implantação do curso de medicina na Ufersa, aconteceu no Cine de Teatro de Assú. Ao abrir a apresentação, o reitor da Ufersa José de Arimatea de Matos, afirmou que a Universidade já concluiu o projeto arquitetônico dos prédios e, que até outubro, o projeto estrutural estará concluído para ser licitado. “Até o dia 25 de setembro vamos abrir edital para a contratação dos primeiros 15 profissionais que vão atuar no curso de medicina”, frisou o reitor. Um segundo concurso, com mais 20 vagas, está programado para acontecer em janeiro de 2015. Inicialmente, das 15 vagas, a serem oferecidas, 09 são para médicos da família, 01 ginecologista, 01 pediatra, 01 clínico geral, 01 cirurgião e 02 vagas para profissionais de saúde. A carga horária será de 20 e 40 horas semanais. A Comissão ainda não definiu a titulação do profissional a ser exigida no concurso.
19
ago

Informes

Postado às 12:04 Hs

O curso de medicina na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) se torna um sonho cada vez mais real. O projeto começa a ganhar forma e as medidas necessárias para a sua implantação no Campus de Mossoró e no novo Câmpus de Assú saem do papel. Um importante passo foi dado nesta semana com a finalização do projeto arquitetônico e paisagístico do Centro de Saúde, assinado pelos profissionais da Superintendência de Infraestrutura (SIN) da Ufersa e entregue à empresa responsável pela elaboração do projeto executivo. Nessa segunda fase será apontado o orçamento geral da construção do prédio e os detalhes estruturantes. Somente para o projeto preliminar, o investimento foi superior a R$ 216 mil. Será uma estrutura moderna, verticalizada e com capacidade para também receber outros cursos da área da saúde, além de Medicina, neste primeiro momento. O titular da SIN, engenheiro João Marcelo, explica que os técnicos da Ufersa visitaram outros Centros de Saúde em instituições de realidade próxima a nossa. “A Ufersa está entregando à comunidade um Centro moderno e que atende as nossas características”, ressalta.
15
Maio

Seminário

Postado às 17:22 Hs

A Universidade Federal Rural do Semi-Árido – Ufersa está trabalhando na implantação de dois novos cursos de graduação em Medicina, com a abertura de 60 vagas ofertadas no campus central, em Mossoró, e outras 60 vagas no novo campus que será instalado na cidade de Assú. Os novos cursos deverão seguir as orientações previstas nos parâmetros curriculares para o Ensino Médico no Brasil, conforme estabelece a Resolução CNE nº 4/2001. Entre outros pontos, a normativa estabelece que os egressos sejam dotados de uma formação generalista, humanística, crítica, reflexiva e capacitado para atuar na perspectiva da integralidade. Para tal fim, a Universidade promove nesta sexta-feira, dia 16 de maio, o seminário O Novo Panorama do Ensino Médico no Brasil, voltado para profissionais liberais da área da saúde (médicos, enfermeiros, assistentes sociais e afins), docentes e gestores.
13
Maio

Caicó ganha curso de Medicina

Postado às 15:38 Hs

O Ministério da Educação autorizou a abertura de 420 vagas para oito novos cursos de medicina em universidades federais. As vagas são para campi das universidades localizados em cidades do interior de seis estados das regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. A autorização está em portaria publicada na edição de hoje (13) do Diário Oficial da União.Os estados contemplados são Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rio Grande do Norte e Bahia.

Três instituições foram autorizadas a abrir cursos com 40 vagas em unidades do interior: Fundação Universidade Federal do Vale do São Francisco, Paulo Afonso (BA); Universidade Federal do Piauí, em Parnaíba; Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em Caicó e Universidade Federal do Oeste da Bahia, em Barreiras.

Em dezembro de 2013 o Ministério da Educação havia autorizado a abertura de 560 vagas em cursos de medicina de universidades federais das regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste.

 

Até o final de junho, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido está encaminhando ao Ministério da Educação o projeto executivo para construção das instalações do curso de Medicina. Nessa quinta-feira, 20, em reunião em Brasília, ficou garantindo também recursos para a construção da infraestrutura em Assú. “Temos assegurados R$ 6 milhões para Mossoró e com a apresentação do projeto executivo o Mec garantiu também a liberação dos recursos para iniciarmos a construção do campus em Assú”, revelou o reitor José de Arimatea de Matos. Cada estrutura predial terá recursos na ordem de R$ 16 milhões.

A reunião aconteceu com a participação do secretário executivo do Mec, Luiz Cláudio Costa; o secretário de educação superior, Paulo Speller; a deputada Fátima Bezarra e, o pró-reitor de planejamento da Ufersa, George Ribeiro. O reitor, José de Arimatea, destacou o empenho da deputada Fátima Bezerra na condução do projeto para a criação do curso de medicina na Universidade Federal Rural do Semi-Árido.

“Nos próximos dias vamos iniciar a licitação para das obras em Mossoró”, disse o reitor, adiantando que ainda neste ano a Universidade irá apresentar o projeto executivo do hospital universitário de Mossoró. Atualmente, a Ufersa conta com duas comissões trabalhando para a implantação de medicina na Ufersa. São as comissões de elaboração do curso e de infraestrutura. No segundo semestre, a Ufersa também irá apresentar a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – EBSERH, proposta para administrar o futuro hospital universitário.

Fonte: Assessoria

O Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (CONSEPE/UERN) aprovou mudanças significativas para o Processo Seletivo Vocacionado (PSV) 2014.
A partir do próximo (PSV), será implantada a semestralidade no curso de Medicina com ampliação das atuais 26 vagas para 60. O aumento foi aprovado por unanimidade, com parecer favorável do professor Akailson Lennon Soares, conselheiro relator.
A pró-reitora de Ensino de Graduação, Inessa Linhares, explicou que o projeto pedagógico do curso já previa a ampliação do número de vagas. “Desde o início, o curso vem ofertando 26 vagas por ano, embora o projeto pedagógico preveja 52 vagas, mas a semestralidade foi segurada até que fosse formada a primeira turma. Já formamos quatro turmas e o nosso curso tem conceito cinco no ENADE, com altos índices de aprovações em concursos públicos. Isso mostra a qualidade do nosso curso de medicina”, frisou.
O reitor Pedro Fernandes destacou a importância do ampliação do número de vagas para a formação de médicos. “Eu me sinto muito privilegiado em participar de uma discussão como essa. O curso de medicina tem uma responsabilidade muito grande. A gente conversou com o Ministério da Saúde e da educação. É um esforço do Brasil para que o país tenha mais médicos”, acrescentou.
Novidades – O Consepe também aprovou alteração no horário de realização de provas. O PSV que vai ser realizado nos dias 02 e 03 de fevereiro, será aplicado na parte da tarde: das 13h30 às 17h30.
Uma outra novidade é que a UERN reservará, já a partir do próximo PSV, 5% das vagas para pessoas com deficiência, cumprindo lei recentemente aprovada pela Assembleia Legislativa. Isso representa 130 vagas.
A UERN ofertará 2.180 vagas no Processo Seletivo Vocacionado 2014. O edital do concurso deve ser publicado na próxima semana.
10
Maio

UFERSA poderá ter curso de Medicina

Postado às 17:02 Hs

A criação do curso de Medicina na Universidade Federal Rural do Semi-Árido mais uma vez centralizou a pauta de discussões em Brasília. Desta vez, com a participação de dois secretários do Ministério da Educação, Henrique Paim, Executivo e, Paulo Speller, de Educação Superior. A reunião, articulada pelo presidente da Câmara Federal, deputado Henrique Alves, contou com a participação da deputada Fátima Bezerra. Na ocasião, o reitor professor José de Arimatea de Matos, explanou os dados técnicos que comprovam as exigências para a implantação de um curso de medicina na Universidade Federal Rural do Semi-Árido. “O município de Mossoró e a Ufersa cumprem todas as exigências, como por exemplo, 661 leitos disponíveis pelo SUS, suficientes para atender 133 vagas. Hoje, por meio da UERN, são apenas 26 vagas para medicina”, justificou Arimatea.
22
mar

Suspensos

Postado às 18:10 Hs

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou nesta sexta-feira (22/3) o fechamento temporário de autorização para novos cursos de Direito e o cancelamento de vestibulares para todos os cursos cujos alunos formados tenham tirado nota até três (3) no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Ele lembrou que o Ministério já determinou a suspensão de vestibular para os cursos de Medicina que tiveram baixa avaliação de qualidade.

O MEC fechou parceria com a OAB para a realização de trabalho conjunto visando estabelecer um marco regulatório para os cursos de Direito. O presidente da entidade, Marcus Vinícius Coêlho, disse que a reprovação de 93% dos estudantes de Direito na última prova da Ordem indica que está havendo no país um ‘estelionato educacional’.

“O professor faz que ganha bem, faz que ensina; o estudante faz que aprende e quem está sendo prejudicada é a sociedade”.O Acordo de Cooperação Técnica assinado entre o MEC e a OAB vai definir este ano novos critérios para autorização e reconhecimento do curso de bacharel em Direito, além da identificação periódica de demanda quantitativa e qualitativa dos profissionais da área.

05
fev

Governo vai decidir …

Postado às 16:07 Hs

A partir de agora, o governo federal vai passar a determinar em que cidades poderão ser abertos novos cursos de medicina no país.As novas faculdades deverão estar em localidades em que há carência de cursos e profissionais, o que tende a beneficiar Estados do Nordeste, como Bahia e Maranhão. Isso será feito por meio do lançamento de editais de chamamento público já neste semestre. Cada edital deve listar as cidades onde há demanda por vagas e estrutura para receber os alunos -por exemplo leitos de hospital e residências médicas de áreas prioritárias, como ginecologia e pediatria. O objetivo é favorecer a fixação de médicos onde hoje há carência e evitar a saturação de vagas numa cidade.Na prática, o governo poderá vetar novas faculdades em áreas já saturadas, como o Rio.
13
nov

Ação Parlamentar

Postado às 23:41 Hs

A deputada federal Sandra Rosado (PSB-RN) cobrou em plenário a criação de vagas por parte do Ministério da Educação (MEC) para o curso de Medicina da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Como coordenadora da Bancada Federal em Brasília, Sandra Rosado apresentou Indicação solicitando posicionamento por parte do Governo Federal para o novo curso de Medicina em Mossoró. Sandra Rosado que é autora do projeto de lei que instituiu a Faculdade de Medicina da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), ainda na condição de deputada estadual, foi também quem em março de 2003, já como deputada federal, encaminhou Requerimento ao então Ministro da Educação, Cristovam Buarque, sugerindo a transformação da Escola Superior de Agricultura de Mossoró (ESAM) em Universidade. De acordo com a parlamentar, o curso de Medicina da UFERSA, que já está institucionalmente criado, vai servir como pontapé para a instalação da unidade acadêmica de Ciência da Saúde, o que é fundamental para a consolidação da UFERSA como universidade ampla do Semi-Árido.

Foi publicado na edição desta sexta-feira (8) do Diário Oficial da União que o Ministério da Educação autorizou a ampliação de novas vagas no curso de medicina nas federais. Serão 1.615 vagas nas universidades federais, entre estas, 220 serão destinadas a novas universidades.

A portaria instituída pelo MEC contempla 24 universidades federais, aonde 3 ainda serão criadas, com meta de atingir o total de 2.415 vagas em medicina até 2013. A região Nordeste ficará com a maior parte das vagas: em torno de 775 do total.

Em nota, o Conselho Federal de Medicina (CFM) criticou a medida do MEC. A entidade afirma que a solução para a saúde pública seria a boa qualificação e redistribuição dos profissionais no Brasil e não apenas a ampliação do curso de medicina. O MEC tomou a medida baseado na relação de 1,8 médico para cada 1.000 habitantes, considerando este número insuficiente para o atendimento das necessidades da população

A edição do Diário Oficial da União, edição desta sexta-feira (08), a portaria 109, de 05 de junho de 2012, que dispõe sobre a expansão de vagas em cursos de medicina nas universidades federais. Dentre os campi contemplados está o CERES de Caicó, onde seriam disponibilizadas 40 vagas.

“O SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR, no uso de suas atribuições e considerando o disposto no art. 207 da Constituição Federal, na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, de 20 de dezembro de 1996, no Decreto nº 5.773 de 09 de maio de 2006, na Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004, e na Portaria Normativa MEC nº 40, de 12 de dezembro de 2007”, diz o documento.

set 18
sábado
08 44
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
41 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.879.128 VISITAS