11
abr

Hoje no STF

Postado às 8:30 Hs

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu prazo de cinco dias para que os novos advogados do PEN analisem a ação que trata de prisão após condenação em segunda instância. Com isso, o caso não poderá ser julgado mais na sessão desta quarta-feira do plenário da corte, conforme pretendia o próprio Marco Aurélio, relator da ação.

“Considerada a notícia veiculada pelo requerente no sentido da substituição da representação processual, mediante a apresentação de instrumento de procuração, e presente a formalização de pedido certo e determinado, o acolhimento do que requerido revela-se medida adequada e razoável. Defiro o pedido de suspensão do processo, no estágio em que se encontra, pelo prazo assinalado”, decidiu Marco Aurélio.

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga nesta quarta-feira os pedidos de habeas corpus do deputado afastado Paulo Maluf (PP-SP) e do ex-ministro Antonio Palocci. O ministro Marco Aurélio Mello também pretendia levar a julgamento hoje o pedido do PEN para que fiquem suspensas a possibilidade de prisão de condenados após decisão na segunda instância do Judiciário.

No entanto, o ministro adiou a análise do caso em pelo menos uma semana após atender pedido do autor da ação, que trocou de advogados e requereu o adiamento para que os novos defensores possam conhecer melhor o processo.

Maluf está atualmente em prisão domiciliar por determinação do ministro Dias Toffoli. Agora, o plenário vai definir se mantém ou revoga essa decisão. Já a ação penal que levou à condenação e prisão de Maluf é relatada pelo ministro Edson Fachin, que vinha negando recursos da defesa. Como as decisões dos dois ministros eram divergentes, o plenário terá a oportunidade de dar um ponto final à questão.

O Globo.

03
ago

FIQUE SABENDO…

Postado às 19:15 Hs

# Mudança de partido

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) escolheu o PEN (Partido Ecológico Nacional) para lançar sua candidatura à Presidência em 2018. De acordo com Adilson Barroso, presidente nacional da sigla, o acerto depende apenas da assinatura final, que só poderá ser feita durante a janela partidária -ou seja, o período de 30 dias em que os parlamentares podem trocar de legenda sem perder o mandato. “Está 99,9% fechado, estamos só esperando a assinatura do ‘casamento partidário’, por isso o 0,1%”, afirmou Barroso à reportagem. A assessoria do deputado também confirmou que a troca está acertada, mas ainda não concluída.

# Reunindo

O PSDB pretende anunciar em dezembro o pré-candidato tucano ao Palácio do Planalto na eleição do ano que vem e não precisa de cargos no governo Temer para apoiar as reformas, disseram os senadores Tasso Jereissati (CE) e Aécio Neves (MG) nesta quinta-feira. Atingido por denúncias de corrupção no âmbito da delação premiada de executivos da J&F, holding que controla a JBS, Aécio disse a jornalistas em Brasília que fez um apelo para que Tasso seguisse no comando tucano e conduzisse um processo de renovação programática e da direção partidária. “O senador Tasso é quem hoje tem as melhores condições para conduzir a renovação do PSDB”, disse Aécio a jornalistas ao lado de Tasso, após se reunir com o senador cearense.De acordo com Aécio, se mais de um nome se apresentar como postulante à candidatura tucana ao Palácio do Planalto, será realizada uma disputa interna no início de 2018 para definir o representante do partido no pleito.

# Fezinha

Ninguém acertou as dezenas do sorteio 1.954 da Mega-Sena, realizado às 20h (horário de Brasília) desta quarta (2), em Itabela, na Bahia. Veja as dezenas sorteadas: 09 – 25 – 33 – 35 – 40 – 49. A expectativa do prêmio acumulado para o próximo sorteio, no sábado (5), é de R$ 40 milhões. A quina teve 32 acertadores, e cada um levará R$ 48.479,76. Outras 2.483 apostas ganharam a quadra, com R$ 892,55 para cada um.

# Até Outubro

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta quinta-feira que espera que a reforma da Previdência esteja aprovada até outubro, tanto em votação no Senado quanto na Câmara dos Deputados. O ministro participou em São Paulo de um seminário com investidores feito pelo banco Goldman Sachs. Ele também admitiu que existe a possibilidade de aprovar a Reforma Tributária ainda em 2017. — A tributária vai depender muito dela ser apresentada, mas claramente, espera-se que a votação seja neste ano. A previdência em outubro, sim, e a tributária, idealmente em outubro, mas se for em novembro, tudo bem — disse a jornalistas na saída do evento Henrique Meirelles disse que continua avaliando a evolução da receita para decidir sobre a possível mudança da meta fiscal para este ano. A previsão é de um déficit de R$ 139 bilhões em 2017. Ele evitou, no entanto, confirmar qualquer decisão nesse sentido e descartou novamente estar sofrendo pressões políticas. As informações são de O Globo.

31
jul

Bolsonaro acerta filiação ao PEN

Postado às 7:54 Hs

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), possível candidato à Presidência em 2018, está perto de mudar de legenda e concretizar a entrada no Partido Ecológico Nacional (PEN), ligado a comunidades evangélicas. Em reunião com dirigentes da sigla, o parlamentar acertou os detalhes da filiação — a ficha deverá ser assinada em duas semanas. As conversas incluem a alteração do nome do partido, que perderá o “Ecológico”, para evitar a rejeição de eleitores conservadores, e deverá se chamar Prona, revivendo a legenda do ex-presidenciável Enéas Carneiro.

A notícia foi antecipada pelo site “O Antagonista” e confirmada pelo GLOBO com o presidente do PEN, Adílson Barroso — a reportagem não conseguiu contato com Bolsonaro neste domingo. A tendência é que os três filhos do parlamentar que têm atuação política — o deputado federal Eduardo Bolsonaro, o deputado estadual Flávio Bolsonaro, da Assembleia Legislativa do Rio, e o vereador Carlos Bolsonaro, da Câmara Municipal do Rio — também deixem o PSC e se filiem ao PEN.

Outros integrantes do grupo dos Bolsonaro deverão fazer o mesmo movimento, ocupando, inclusive, cargos na Executiva Nacional do partido. Ao “Antagonista”, o deputado afirmou que a mudança está “99%” fechada.

14
abr

Debandada

Postado às 11:45 Hs

Grupo de partidos pequenos anuncia orientação pró-impeachment.

Líderes e presidentes de cpequenos partidos – PHS, PROS, PTN, PEN – anunciaram nesta quinta-feira (14) que vão orientar suas bancadas, no plenário da Câmara, a votar a favor da continuidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

A vice-presidente do PTN, Renata Abreu (PTN-SP), foi escalada a falar em nome de todos e disse que 26 dos 30 integrantes dos cinco partidos votarão pela continuidade do processo de afastamento.

“A nossa missão é devolver ao povo brasileiro o poder da esperança de que juntos poderemos decidir por um Brasil muito melhor. Viemos dizer que esses partidos estão dizendo ‘sim’ ao impeachment”, afirmou.

Apesar de anunciarem orientação favorável, há forte divergências nas bancadas dos cinco partidos. Quando o processo foi votado na comissão especial do impeachment, os dois integrantes do PTN votaram contra o parecer do deputado Jovair Arantes (PTB-GO).

No caso do PHS, o líder do partido, Givaldo Carimbão (AL), havia afirmado que não pode haver afastamento de presidente por “impopularidade” e se disse contrário ao impeachment de Dilma Questionados sobre essas divergências, os líderes dos partidos desconversaram e encerraram a entrevista.

Fonte: G1

Por: Blog do Josias de Souza

O ministro petista Jaques Wagner veio à boca do palco para informar que o governo enxergou um lado bom no rompimento do PMDB. E nem precisou procurar muito. “A decisão chega em boa hora porque oferece à Dilma a ótima oportunidade de repactuar o seu governo.” Vem aí “um novo governo…”

Segundo Wagner, Lula ajuda a costurar a nova aliança. No lugar do PMDB, haverá uma dose extra de PP e PR, além de pitadas de Pros, PHS, PEN, PTdoB, PSL, PTN e qualquer outra legenda que se disponha a trocar cargos por votos contra o impeachment.

Como se vê, é absolutamente natural que o ministro celebre a perspectiva de construir algo novo. Dilma está mesmo diante da possibilidade de criar um governo inteiramente novo. Caos não falta.

19
mar

Em destaque

Postado às 12:11 Hs

O diretório municipal do Partido Social Democrático (PSD) em Mossoró realizou nesta sexta-feira (18) o encontro municipal do partido, que reuniu filiados, convidados e recebeu novas filiações de pessoas que comungam com os princípios e ideais do partido, e que desejam ingressar na legenda. Atualmente, o PSD possui grande expressão política no país e no Rio Grande do Norte, sendo considerado um dos mais fortes do Estado, contando em seus quadros com o governador do RN, Robinson Faria e o deputado federal Fábio Faria. Em Mossoró, o partido conta com o prefeito Francisco José Júnior e o presidente da Câmara Municipal, vereador Jório Nogueira, além da também vereadora Cícera Nogueira. O partido conta ainda com nomes de grande expressão no cenário político mossoroense, como os ex-vereadores Maria das Malhas e Daniel Gomes e grandes lideranças políticas como Fábio Bento, Mocinha, o palhaço Fuxiquinho, Jarda Jacinta, Jacira, Flávio Roberto, Ariosvaldo, Arthur Mafra, Stela Rocha, Rocelito Miranda, Lucas Fernandes, entre outros, sendo considerado o partido mais forte para concorrer às eleições de 2016, com a expectativa de conquistar cinco cadeiras na Câmara Municipal no próximo pleito.
21
jul

Proposta

Postado às 18:14 Hs

 

“Cuidar da juventude é investir na Segurança Pública”, afirma Luiz Gomes

 

Diante dos índices da criminalidade e insegurança que aumentaram demasiadamente nos últimos anos, o advogado Luiz Gomes, presidente estadual do PEN (Partido Ecológico Nacional) e candidato a deputado estadual, defende algumas mudanças no sistema de Segurança Pública do Rio Grande do Norte.Dr. Luiz Gomes acredita que uma das prioridades deve ser a execução de políticas públicas capazes de diminuir a violência, por meio de uma integração multidisciplinar entre as secretarias da Educação e de Segurança.

“Vamos levar o debate da cidadania para as escolas, aproximando a sociedade, escutando e entendendo sua realidade. Com isso vamos amenizando as dificuldades da comunidade, que deve participar desse processo de ampliação da segurança. O Poder Público deve estar presente nos locais de conflito, seja com o sistema de segurança virtual, seja com câmeras ou com a presença física de policiais. E eu acho que isso é importante paralelo à cultura e educação que têm que funcionar nas comunidades porque é aí que se difunde o equilíbrio da sociedade”, afirma. O candidato a deputado estadual ressalta ainda que as políticas públicas voltadas aos jovens podem gerar bons resultados.

Fonte: Assessoria

09
jul

RN Eleições…

Postado às 10:03 Hs

Luiz Gomes e Robinson Faria definem juntos agenda para campanha eleitoral


Nesta terça-feira (8) o presidente estadual do PEN (Partido Ecológico Nacional) e candidato a deputado estadual Luiz Gomes, foi recebido pelo vice-governador e candidato ao Governo do Estado,  Robinson Faria (PSD), a fim de discutirem projetos para a campanha eleitoral.

Luiz Gomes  estava acompanhado do secretário geral do PEN, o candidato a deputado federal Ricardo Mendonça. Na reunião, apresentou propostas e idéias do partido para o plano de governo de Robinson Faria. Foi definida também a agenda de eventos e caminhadas que ambos realizarão por todo o Estado do Rio Grande do Norte durante a campanha eleitoral.

A Convenção Estadual do Partido Ecológico Nacional (PEN), realizada neste domingo (29) reuniu lideranças e populares de mais de 23 municípios do Rio Grande do Norte. No evento, foi firmada a coligação PEN-PRTB para as eleições proporcionais, e anunciados os nomes dos pré-candidatos  que pretendem lançar candidatura a deputado estadual e deputado federal.

O presidente do PEN, Luiz Gomes, que também é candidato a deputado estadual, enfatizou em seu discurso a necessidade de renovação política no Rio Grande do Norte.

“É chegada a hora de nos encontrarmos com a democracia. O momento mais importante aguardado pela sociedade brasileira é o dia 5 de outubro, quando o povo terá a responsabilidade de definir os rumos que quer para a sociedade, para o seu Estado e para sua nação.  O PEN-RN tem se comportado de maneira ética, correta e primando pelos princípios da transparência em todo os seus atos. Nós não temos uma conduta de falar mal de quem quer que seja , porque nós acreditamos no projeto do PEN, temos programas , ideias, pessoas e competência para falar e fazer o que a gente prega. Nós viemos para fazer a diferença no RN e este ato cívico que  aqui se realiza é a maior demonstração de que o PEN junto com  seu parceiro político PRTB tem posições  firmes e claras em defesa do nosso Estado. Nos posicionamos e nos posicionaremos em todas as situações do RN como um partido político sério, com representantes sérios,  uma postura clara sobre todos os problemas que afetam a vida de cada potiguar. Nós não temos nenhuma dúvida, o RN precisa renovar a sua política e os seus políticos e não há como pensar em um Rio Grande do Norte  diferente repetindo os mesmos nomes, os mesmos erros”, afirmou Luiz Gomes.

27
jun

Acontece

Postado às 11:41 Hs

PEN se prepara para Convenção Estadual com boas expectativas

 

Acontece no próximo domingo (29),  a Convenção estadual do Partido Ecológico Nacional (PEN). O evento está marcado para as 9h, no Eco Auditorium na sede do partido, localizada na rua Dr. Lauro Pinto, 1496, bairro Lagoa Nova.

Na Convenção serão tomadas as definições políticas mais importantes para a campanha eleitoral no Estado. Serão apresentados os nomes dos candidatos a deputado estadual, deputado federal, senador, e o nome do candidato  governador que terá o apoio da sigla. Assim, será declarada a posição definitiva do PEN nos posicionar no processo eleitoral para a partido da próxima semana,  a equipe do partido entre em campanha ao lado dos candidatos.

Mais de 23 municípios confirmaram presença na Convenção e outros que não têm uma base do partido serão representados por lideranças comunitárias. Todas as regiões do Estado estarão presentes no evento, o que gera uma grande e positiva expectativa no presidente estadual do PEN, Dr. Luiz Gomes.

Grupo prega união ao anunciar apoio a Henrique e Wilma Embasado no discurso de união pelo Rio Grande do Norte, um grupo formado por sete partidos entregou neste sábado (17) um manifesto de apoio às pré-candidaturas de Henrique Eduardo Alves (PMDB) para o governo e Wilma de Faria (PSB) para o Senado. Assinam o documento PV, PHS, PEN, PRP, PRTB, PPS E PTB. O PSDC, outra legenda que conversava com o grupo, anunciou que prefere aguardar uma reunião interna antes de tornar público seu posicionamento. Além de Henrique e Wilma, o anúncio do apoio, realizado num escritório de advocacia em Lagoa Nova, contou com a presença do ministro Garibaldi Filho (PMDB) e dos sete presidentes que assinam o manifesto, entre eles o senador Paulo Davim, do PV.

Seis partidos menores do Estado se uniram e fecharam um pré-acordo para realizarem uma aliança proporcional para a Câmara dos Deputados e a Assembleia Legislativa. Na futura coligação PV, PMN, PSDC, PSL, PEN e PRP.

Dirigente do PV, o senador Paulo Davim participou do encontro. O PV terá o deputado federal Paulo Wagner como candidato à reeleição e possivelmente o vereador Luiz Almir disputando uma vaga na Assembleia Legislativa. Na coligação também tem o PMN do deputado Antônio Jácome, que deve ser candidato a federal e lançar o filho-vereador Jacó Jácome a estadual.

E a futura coligação proporcional de seis partidos formadas pelo PV, PMN, PSDC, PSL, PEN e PRP também já tem preferencia para o Governo do Estado. Eles querem agendar uma conversa com o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves para falar sobre o apoio ao nome do PMDB.

22
set

Eleições 2014: Fazendo a corte

Postado às 18:00 Hs

Sem José Serra no partido, o PPS se encaminha para apoiar Eduardo Campos (PSB) a presidente. No PV, partido pelo qual Marina Silva disputou à Presidência em 2010, também há muita simpatia pelo apoio ao socialista.

Já Marina Silva, se reunirá quinta-feira com o presidente do PEN, Adilson Barroso, para dar resposta quanto à filiação ao partido. Barroso acha improvável a criação da Rede e aposta que Marina concorrerá a presidente pelo PEN. (O Globo – Ilimar Franco)

01
set

O Plano B de Marina…

Postado às 17:16 Hs

Segunda colocada nas pesquisas eleitorais, Marina Silva se recusa a discutir, até mesmo a portas fechadas, um plano B para a sucessão presidencial de 2014 se não conseguir registrar seu partido, a Rede de Sustentabilidade, dentro do prazo exigido pelo Tribunal Superior Eleitoral. Apesar da resistência da ex-senadora, dirigentes da Rede que são detentores de mandato parlamentar já começam a pensar no futuro caso o projeto naufrague.

 

Para poder ter candidatos em 2014, a Rede precisa ser criada até 5 de outubro, mas tem enfrentado dificuldades para certificar as 492 mil assinaturas necessárias para obter o registro.

Sem uma legenda própria, Marina teria de procurar um partido para abrigar seu projeto de poder que oferecesse “um mínimo de conforto programático”, como diz um operador político da Rede. O espectro é pequeno, mas traz opções. A mais viável seria o retorno ao PV, sua antiga legenda. Outras alternativas aceitáveis seriam o PDT, PPS e até o novato PEN, que poderia ser moldado à imagem e semelhança de Marina.

Todas essas siglas se dizem abertas ao diálogo e já abrigam militantes ligados a Rede. O problema é que uma eventual migração poderia deixar os parlamentares do grupo sem mandato, já que a lei só permite mudança para partidos recém-criados.

As benesses públicas para os par­tidos políticos alimentam a proli­feração de legendas no País. Já há 30 em funcionamento e pelo menos 22 em processo de regula­rização, com parte da documen­tação necessária já apresentada à Justiça Eleitoral. Não está nessa conta a Rede, partido que a ex-presidenciável Marina Silva e seus aliados estão formando, com o objetivo de dis­putar as eleições de 2014. Na lista de candidatos a parti­do há os de inspiração religiosa (Partido Cristão, Partido Libe­ral Cristão, Partido Cristão Na­cional), classista (Partido dos Servidores Públicos e dos Traba­lhadores da Iniciativa Privada do Brasil, Partido dos Estudantes, Partido Militar Brasileiro) e até de gênero (Partido da Mulher Brasileira). Um deles se apresen­ta apenas como Partido Novo.

Todos sonham em seguir os passos do Partido Pátria Livre (PPL), que obteve registro no Tribunal Superior Eleitoral em 2011 e disputou cargos pela pri­meira vez nas eleições de 2012. 0 PPL recebeu R$ 500 mil de recur­sos públicos do Fundo Partidá­rio no ano passado. O Partido Ecológico Nacional (PEN), que ainda nem disputou eleições, em­bolsou R$ 281 mil no período. Para o cientista político Hum­berto Dantas, professor do Insper, o Poder Judiciário é um dos principais responsáveis pela pro­liferação de partidos – em 2006, o Supremo Tribunal Federal con­siderou inconstitucional a cha­mada cláusula de barreira, que limitava o acesso de legendas me­nores a recursos públicos e ao horário eleitoral. “A Justiça matou a cláusula de barreira, claramente atendendo a pedidos de partidos médios, que eram prejudicados pela re­gra”, afirmou Dantas. (Do Estado de S. Paulo)

15
ago

PV do RN em breve com nova direção…

Postado às 16:15 Hs

O Partido Verde no Rio Grande do Norte está prestes a passar por um momento de transição. Embora a prefeita Micarla de Sousa negue, fontes próximas ao comando da executiva nacional do PV garantem que a gestora da capital potiguar deixará a presidência estadual da legenda. Após deixar a Prefeitura de Natal, Micarla de Sousa deverá fazer uma nova opção partidária, uma vez que não teria condições políticas, pela avaliação de integrantes da direção nacional do partido, de continuar no controle da sigla no Estado. A alternativa da prefeito pode ser a fialiação ao Partido Ecológico Nacional (PEN), legenda recém-criada.

A sucessão de Micarla no PV ainda está em articulação. O comando do partido pode ser entregue a um destes três políticos: o deputado federal Paulo Wagner, o senador Paulo Davim ou Rivaldo Fernandes, atual presidente de honra da legenda.

A transição do diretório municipal pevista ocorre devido ao desgaste da prefeita Micarla de Sousa junto ao comando nacional da legenda. Com uma desaprovação que chega a quase 90% junto a população natalense, a gestão Micarla de Sousa está sendo usada por opositores do PV na disputa de alguns dos grandes colégios eleitorais do país. Os concorrentes da legenda, usam a gestão de Natal como “exemplo” do risco que os eleitores estariam correndo se escolherem um filiado à sigla para essas prefeituras. Os adversários dos candidatos “verdes” apontam que a gestão de Micarla seria o “modelo do PV de governar”.

 

Fonte:  Tribuna do Norte

01
ago

FIQUE SABENDO…

Postado às 21:25 Hs

# # Em novo local…

Na próxima 2ª feira  dia 06/08 as reuniões serão no Sítio Canto (Residencia de Rosalba)a troca de lugar não é nemhum desprestígio à prefeita Fafá Rosado, que tem participado em lugar de destaque na caminhada de Cláudia Regina rumo ao Palácio da Resistência. É sim uma confirmação de que o rosalbismo está de corpo e alma dentro da campanha da candidata do Democratas. Rosalba já faz campanha na cidade há duas semanas; Ruth e Betinho também caminham com Cláudia; e no sábado foi a vez do ex-deputado Carlos Augusto participar das movimentações pessoalmente e batante motivado,engana-se que pensar que Carlos não tenha interesse na vitória maiúscula de Cláudia Regina. É bem provável que TCM  divulgue  mais uma nova pesquisa  na próxima segunda-feira, dia 6. Aguardemos…

# # A Rosa com Roberto Germano em Caicó

A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) deverá anunciar nos próximos dias seu apoio a candidatura de Roberto Germano (PMDB), em Caicó. Apesar de ter recebido o apoio em 2010 do deputado Vivaldo Costa (PR), que apoia a candidatura do sobrinho Hugo Marinho (PP), a presença da ex-governadora Wilma de Faria (PSB) afasta a Rosa do palanque Progressista. Já Roberto Germano é apoiado pelo ministro Garibaldi Filho, deputados federais Henrique Alves e João Maia, e pelo deputado estadual Nelter Queiroz, todos aliados da governadora.

# # Rogério Marinho detona Vilma

Durante o debate, que foi transmitido ao vivo, Rogério admitiu ter ficado surpreso com o anúncio da escolha da ex-governadora Vilma de Faria (PSB) como candidata a vice-prefeita na chapa encabeçada pelo ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT). “Foi uma grande surpresa o fato de Vilma ser vice de Carlos Alves, pois ela não gosta dele. Posso afirmar que não há afinidade entre eles”, disse Rogério. “Eles (Carlos e Vilma) representam 20 anos de administração da cidade, e Natal não está na situação atual apenas pela catástrofe que foi a gestão Micarla de Sousa”, completou o candidato em seguida. Durante a entrevista, o parlamentar relembrou o ano de 2008, quando teve sua então pré-candidatura a prefeito retirada da disputa nos últimos dias antes da campanha. “Várias candidaturas foram ceifadas de forma arrogante e ditatorial e tomei uma posição na época por pura falta de opção, e quem retirou as opções do povo de Natal foi Carlos Alves e sua vice atual”.

# # Micarla poderá trocar PV pelo Partido Ecológico Nacional

 

Rumores a parte, o futuro político da atual perfeita de Natal, Micarla de Sousa, é uma incógnita. O Jornal de Hoje desta tarde (01) trouxe mais uma especulação sobre qual seria o destino da borboleta. De acordo com a reportagem, Micarla trocará o Partido Verde pelo Partido Ecológico Nacional (PEN). Sigla nova e que se encontra em formação por todo País com a mesma filosofia do PC, a da defesa ao meio ambiente.O presidente nacional do PV seria um dos mais entusiasmados com a história. É que ele acredita que Micarla no comando do partido no RN não acompanha os demais estado, que crescem, se estruturam e se fortalecem.

 

20
jun

É criado o 30º partido o PEN

Postado às 17:42 Hs

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou no final da noite desta terça, por 6 votos a 1, o pedido de registro do Partido Ecológico Nacional (PEN). A decisão criou a 30ª sigla brasileira. O único voto contrário foi do ministro Marco Aurélio Mello, que viu falha no procedimento burocrático para criação do partido.

Em sua página oficial, o PEN anuncia que irá “preencher um espaço vazio no cenário político brasileiro”. Segundo o presidente, Adilson Barroso, falta continuidade nas políticas voltadas ao meio ambiente, pois os governantes se limitam a ações pontuais. Ele ainda afirma que os ideais da sigla “afastam-se do campo político para aproximarem-se do campo ecológico”.

A sigla não poderá participar das eleições municipais de 2012 porque a legislação eleitoral exige prazo mínimo de um ano para mudanças no cenário eleitoral. Apesar de só ter conseguido o registro agora, a ata de fundação do PEN é de junho de 2006.

Pode usar até o slogan “uma boa idéia”.

Maio 8
sábado
20 36
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
85 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.867.515 VISITAS