A presidente Dilma Rousseff (PT) foi recebida com vaias na chegada à Esplanada dos Ministérios para o desfile do Sete de Setembro, nesta segunda. A mandatária percorreu o trajeto em carro aberto e, das arquibancadas, ouvia apupos e palavras de ordem, como “Fora, Dilma”.

Grupos contrários ao governo também organizaram ato no local. O boneco “Lula inflado”, também conhecido como “Pixuleco”, ganhou a companhia da “Pixuleca”, balão com a imagem da presidente Dilma Rousseff. Réplicas do boneco do ex-presidente Lula vestido de presidiários também serão comercializadas durante o protesto.

O forte esquema de segurança livrou a presidente Dilma Rousseff de encarar os manifestantes durante o desfile oficial de 7 de Setembro nesta segunda-feira. Mas a Esplanada dos Ministérios se tornou palco de protestos contra o governo e o Partido dos Trabalhadores assim que as comemorações oficiais foram encerradas. Na sequência, o ato seguiu para o Congresso Nacional, onde terminou por volta das 14 horas. Ao fim do desfile, manifestantes chegaram a quebrar boa parte das grades e do muro que cercavam as comemorações oficiais no Dia da Independência. Com o Palácio Planalto diretamente arrastado para o centro da Operação Lava Jato, Dilma assistiu ao desfile calada – e se pronunciou apenas por meio de um vídeo divulgado nas redes sociais.

As cidades de São Paulo e Aparecida devem receber hoje a maior concentração de manifestantes do Grito dos Excluídos – cerca de 10 000 pessoas. A 21.ª edição do evento, organizada pela Pastoral Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e por movimentos sociais, terá atos em pelo menos 25 Estados.

Em São Paulo, manifestantes vão sair da Avenida Paulista e seguirão, em marcha, até o Monumento às Bandeiras, no Ibirapuera. O ato vai defender o mandato de Dilma e a saída do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), além de mudanças na política econômica. (Veja)

06
set

Presença

Postado às 22:54 Hs

Movimentos anti-PT levarão boneco de Lula para desfile em que Dilma irá

Os movimentos que defendem o impeachment da presidente Dilma Rousseff se reúnem no feriado desta segunda (7), em Brasília, para protestar novamente contra o governo petista.

Por conta dos altos gastos para realizar as manifestações antigoverno do último dia 16, os organizadores decidiram concentrar seus esforços no Distrito Federal e não vão bancar a estrutura de protestos em outras cidades, como aconteceu em agosto.

Em Brasília, a manifestação, marcada para as 9h, deve ocorrer na porta do Museu da República, perto da Esplanada dos Ministérios, por onde passará o desfile oficial de Sete de Setembro, que terá a presença de Dilma.

O boneco inflável de Lula vestido de presidiário, apelidado de Pixuleko, será montado no local. A Folha de São Paulo apurou que um segundo boneco, de Dilma, foi encomendado e também deve ser exposto na ocasião. Ainda foram comprados 300 “mini Pixulekos” que serão distribuidos para os manifestantes.

29
ago

“PIXULECO”, COMEÇA A PERCORRER O PAÍS

Postado às 22:00 Hs

Por Gustavo Uribe / Folha

 

Recuperado de um furo no peito, primeiro revés desde que ganhou fama momentânea, o boneco inflável do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, apelidado de “Pixuleko” durante as manifestações pró-impeachment de Dilma Rousseff do dia 16, iniciou nesta sexta-feira um tour pelo país.O destino escolhido para sua segunda aparição pública foi a capital paulista, cidade que tem reunido o maior número de pessoas nas manifestações contra a presidente.Com uma bola de presidiário no tornozelo e olhos grandes e arregalados, a alegoria de plástico que fez sucesso no ultimo protesto em Brasília chamou a atenção de quem passou na manhã desta sexta-feira (28) pela Ponte Estaiada, na Marginal Pinheiros.

Como a maioria dos turistas que visitam São Paulo, a rápida passagem de “Pixuleko” deverá priorizar os cartões-postais da capital paulista, estratégia do Movimento Brasil que será replicada em outras cidades do país para dar maior visibilidade à sua criação de plástico.

PAULISTA

Nesta sexta-feira, a nova celebridade da internet, que já tem mais de 8.500 seguidores no Twitter, deverá visitar o Viaduto do Chá, no centro de São Paulo, após ser visto nesta manhã na ponte Octavio Frias de Oliveira. No domingo, aproveitará para passear pela av. Paulista.“O Pixuleko não resiste e vai pegar sol na praia do prefeito Fernando Haddad”, brinca Cilene Carvalho, do Movimento Brasil em São Paulo.A intenção na av. Paulista é que ele seja colocado em frente ao prédio onde funciona em São Paulo o escritório do TCU (Tribunal de Contas da União), em um esforço para pressioná-lo a agilizar a análise de supostas irregularidades nas contas do governo federal de 2014.Na sequência, a ideia é de que o boneco inflável faça aparições públicas em cidades do interior de São Paulo, que ainda não foram definidas.

SEM DESTINO

Com pedidos de visitas em todo o país, o Movimento Brasil ainda decide se “Pixuleko” deve continuar no próximo mês na Região Sudeste, em estados como Minas Gerais e Espírito Santo, ou trilhar caminhos mais longos: viajando à Região Nordeste.A alegoria de plastico foi batizada em referência ao termo usado pelo ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto para se referir a propina, segundo o empreiteiro Ricardo Pessoa, delator da Operação Lava Jato.

nov 25
quarta-feira
04 30
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
85 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.841.021 VISITAS