A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizará, entre os dias 12 e 17 de fevereiro, a Operação Carnaval 2021, que faz parte da Operação Rodovida, que acontece desde 2011 entre as festividades de final de ano e o carnaval. Apesar da pandemia, há expectativa de aumento de fluxo de veículos, considerando o ponto facultativo na capital e alguns municípios potiguares. As fiscalizações serão intensificadas nos horários de maior intensidade de circulação nas rodovias e nos pontos com altos índices de acidentes.

Em relação à segurança viária, o objetivo é combater as infrações que mais causam acidentes graves, como ultrapassagens indevidas, falta de atenção e ingestão de bebida alcoólica. O policiamento terá como objetivo coibir as ocorrências criminais e manter a sensação de segurança nas rodovias que cortam o Rio Grande do Norte.

Orientações para quem vai pegar a estrada:

Antes de viajar, o proprietário do veículo deve verificar as condições do carro. A manutenção deve estar em dia, em especial em relação aos itens de segurança, como sistema de freios, pneus e sistemas de iluminação e sinalização. A viagem deve ser planejada de modo que o condutor não dirija por mais de quatro horas ininterruptas. Ele deve estar descansado e em condições físicas e psicológicas para conduzir o veículo. Deve haver planejamento para abastecimento e alimentação também.

O veículo só pode levar até a capacidade máxima de passageiros permitida pelo manual. Todos os ocupantes devem usar o cinto de segurança ou, em caso de crianças, o sistema de retenção equivalente. As bagagens devem ser levadas em compartimento próprio, para evitar lesões em caso de envolvimento em acidentes. Se forem levadas em compartimento de passageiros, elas podem se deslocar e machucar os ocupantes do carro.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) publicou hoje (19), no Diário Oficial da União (DOU), uma nova portaria que estabelece diretrizes para a atuação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em operações conjuntas com outros órgãos federais, estaduais e municipais. A portaria (42/2021) substitui outra (739/2019) que chegou a ser suspensa em janeiro do ano passado pelo então presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, enquanto ele estava responsável pelo plantão judicial. À época, Toffoli atendeu pedido da Associação de Delegados da Polícia Federal (ADPF), para quem a norma autorizava a PRF a realizar investigações e atuar na prevenção e repressão a crimes federais, o que seria competência exclusiva da PF, no entender dos delegados.

Pelo menos 1,5 mil novos agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) devem integrar a corporação em 2021. Segundo o diretor-geral da PRF, Eduardo Aggio, o concurso terá 500 excedentes, além das 1.500 vagas imediatas autorizadas, totalizando 2 mil novos policiais rodoviários.

Embora o prazo para a publicação do edital de abertura do concurso público seja de seis meses, contados a partir da publicação da portaria, Aggio adiantou que a banca organizadora do concurso será definida ainda este mês para que o edital saia nos primeiros dias de janeiro.

Assim como no último concurso, de 2018, a nova seleção contará com provas objetivas e dissertativas, análise de títulos, testes de aptidão física, avaliação psicológica, avaliação biopsicossocial, avaliação de saúde, investigação social e curso de formação. A autorização para o concurso foi publicada nessa quinta-feira (24) no Diário Oficial da União.

No Twitter, a PRF comemorou a publicação da portaria com a autorização do Ministério da Economia para o concurso.

Até o dia 21 de fevereiro, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) promove a Operação Rodovida. O objetivo é intensificar a fiscalização em pontos considerados mais críticos e também ações educativas para prevenir acidentes. Neste ano, será reforçada a responsabilidade de cada um no trânsito. “Seja o condutor profissional, seja o condutor comum, o pedestre, o ciclista, todos são responsáveis pela segurança no trânsito. Não é a polícia que evita acidentes, são os condutores, são as pessoas envolvidas no trânsito que evitam acidentes”, afirmou Pamela Vieira, chefe da Comunicação Social da PRF no Distrito Federal. “É importante criar tanto o sentimento de empatia pelo próximo, de cuidado, como também o sentimento de que cada um é responsável pela segurança no trânsito”, completou.

Veículos de grandes dimensões ou que estejam transportando carga excedente não poderão transitar em trechos de pista simples de rodovias federais entre as 16 horas e as 22 horas de hoje (30). A proibição também é válida para o período entre as 6 horas as 12 horas de sábado (31), e para a tarde da próxima segunda-feira (2), das 16 horas às 22 horas.

A restrição ao trânsito de veículos e combinações excedentes em peso e ou dimensões já tinha sido detalhada em junho deste ano, por meio da publicação da Portaria nº 61. A medida visa prevenir e reduzir a gravidade de acidentes e garantir a fluidez do trânsito durante o feriado, fazendo parte da Operação Finados 2020, deflagrada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) esta madrugada.

A PRF prevê que o maior movimento de veículos transitando nas rodovias federais ocorra no fim da tarde e início da noite de hoje, na manhã de sábado e durante a tarde e a noite de segunda-feira – motivo para a restrição ao tráfego de veículos de carga com dimensões ou pesos excedentes nas rodovias federais.

A orientação é que os proprietários de veículos em geral os levem para uma revisão preventiva que inclua a checagem dos pneus, sistema de iluminação, nível do óleo e do radiador, entre outros itens, mesmo se forem fazer viagens curtas.

A Polícia Rodoviária Federal registrou 30 acidentes nas BRs que cortam o Rio Grande do Norte durante o carnaval de 2020. Foram 20 a mais do que em 2019, no mesmo período, quando 10 foram contabilizados. Os dados foram repassados pela nesta quinta-feira (27), durante entrevista coletiva para fazer um balanço da Operação Carnaval, que foi encerrada na noite da quarta (26).

De acordo com a polícia rodoviária, neste ano 32 pessoas se feriram nos acidentes, contra 13 no ano passado. Em 2020 foram nove colisões graves e em 2019 duas. Não houve registro de mortos em nenhum dos dois anos.

Durante a operação, foram fiscalizados 8.388 veículos e 8.804 pessoas. Segundo a PRF, 4.621 motoristas foram submetidos ao teste do etilômetro (bafômetro), dos quais 93 foram autuados. Também foram registradas 3.176 autuações por infrações diversas, sendo 306 só por ultrapassagens proibidas.

A Polícia Rodoviária Federal prendeu 54 pessoas, sendo sete por embriaguez ao volante, oito por outros crimes de trânsito, uma por tráfico de drogas, uma por porte ilegal de arma de fogo, uma por contrabando, uma por crime ambiental e 35 por outros crimes. No que diz respeito ao uso do cinto de segurança, 217 autuações foram feitas. Na maior parte delas era o passageiro que estava sem o cinto.

26
fev

Carnaval tranquilo

Postado às 17:26 Hs

PRF registra oito acidentes graves nas rodovias federais do RN durante o carnaval

Até a manhã desta quarta-feira (26), pelo menos oito acidentes graves foram registrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas rodovias federais que cortam o Rio Grande do Norte, desde o período de início do carnaval. Felizmente, não houve nenhuma morte nas estradas.

A PRF também informa que durante o feriadão 85 pessoas foram flagradas dirigindo sob efeito de álcool. Do total, seis foram presas. Ainda foram registrados casos de ultrapassagem indevida, receptação de veículo roubado e contrabando, mas a PRF só deverá divulgar todos os dados nesta quinta-feira (27), após o fim da operação, previsto para a meia-noite.

A Polícia Rodoviária Federal encerrou, à meia-noite dessa quarta-feira (01), a Operação Ano Novo 2020. Durante os cinco dias, entre 28/12/19 e 01/01/2020, foi registrado, nas rodovias federais do Rio Grande do Norte, um total de 19 acidentes que resultou em 24 pessoas feridas e três mortas. Um dos óbitos aconteceu na noite do sábado (28), em decorrência de uma colisão frontal, entre um caminhão e uma motocicleta, no Km 175 da BR 405, em José da Penha/RN. Outro acidente do mesmo tipo, colisão frontal entre caminhão e motocicleta, ocorreu apenas cinco quilômetro após o anterior, no Km 180, já na madrugada da quarta-feira (01). Os motociclistas morreram no local do acidente. O terceiro óbito ocorreu na manhã do primeiro dia do ano, no Km 84 da BR 101 Norte, em Natal, onde mais um motociclista foi a óbito ao colidir com um objeto fixo. No ano passado foram registrados 21 acidentes, 15 feridos e três mortes.

Fiscalização – Durante a operação, a PRF fiscalizou 6.221 veículos e 7.026 pessoas. Foram aplicadas 1.272 autuações por diversas infrações de trânsito. 2.174 motoristas passaram pelo teste do etilômetro, dos quais 49 foram autuados por dirigir sob efeito de bebida alcoólica. Outros 43 condutores foram autuados pelo não uso do cinto de segurança, 59 por realizar ultrapassagens proibidas. 28 motociclistas foram autuados pelo não uso do capacete de segurança.

Pessoas Detidas – A Polícia Rodoviária Federal também atuou no combate à criminalidade. 19 pessoas foram detidas por crimes diversos: duas pessoas eram procuradas da justiça; um homem foi preso por crime ambiental; outro estava com veículo roubado; além de um outro detido com CNH falsa. Outros dois homens foram presos por portar drogas; dois por receptação; quatro por dirigir sob efeito de bebida alcoólica; um por portar arma de fogo e munições; um por desobediência e um outro por exercício ilegal da profissão.

O feriado de ano-novo foi menos violento do que o do ano passado em rodovias federais. Entre 28 de dezembro e 1º de janeiro, foram registradas 70 mortes e um total de 863 acidentes. No mesmo período no réveillon do ano passado foram contabilizados 75 óbitos e 914 acidentes de trânsito.

A Polícia Rodoviária Federal iniciará a partir da 00 h desta quinta-feira (14) a Operação Proclamação da República 2019. Até domingo (17), policiais rodoviários federais reforçarão a fiscalização e o policiamento nas rodovias federais de maior movimento e consequentemente onde ocorre o maior número de acidentes de trânsito e maior incidência de crimes.

O efetivo terá um acréscimo de 40%, com a implementação de equipes extras. Será intensificada a fiscalização com etilômetros durante todo o período. A operação tem como objetivo reforçar as ações de policiamento ostensivo, com foco na prevenção e redução dos acidentes graves, bem como garantir a fluidez do tráfego, aumentar a percepção de segurança nas rodovias e enfrentar a criminalidade.

Serão priorizadas ações voltadas para combater o uso de bebida alcoólica para depois dirigir e as ultrapassagens proibidas. Será dispensada atenção especial aos condutores dos veículos de duas rodas, onde se observará a utilização do capacete com a viseira fechada. A PRF também estará atenta para o uso do cinto de segurança por todos os ocupantes do veículo, bem como dos dispositivos de retenção para o transporte de crianças menores de sete anos e meio.

O presidente Jair Bolsonaro determinou a suspensão do uso de radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais, as “BRs”. A ordem foi publicada nesta quinta-feira (15) no “Diário Oficial da União”, e foi dada ao Ministério da Justiça, responsável pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O despacho não especificava quando a medida entra em vigor, mas, no início da tarde, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que ordenou aos seus servidores “o imediato cumprimento da decisão”.

A PRF também informou que os equipamentos serão recolhidos “até que o Ministério da Infraestrutura conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade”. Não foi divulgado um prazo para isso.

A medida se aplica aos seguintes tipos de radares móveis:

Instalados em veículo parado ou sobre suporte (estático)

Instalado em veículo em movimento (móvel)

Direcionados manualmente para os veículos (portátil)

Em nota encaminhada à imprensa, a PRF informa que a determinação vale até que o Ministério da Infraestrutura conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias públicas. A determinação ocorre no mesmo dia em que um despacho do presidente Jair Bolsonaro, com o mesmo teor, foi publicado no Diário Oficial da União.

A Polícia Rodoviária Federal já está realizando fiscalizações nas rodovias federais do Rio Grande do Norte, com o uso dos etilômetros passivos, aparelhos recém-chegados. Além de dar celeridade à fiscalização e permitir que mais pessoas sejam abordadas, o aparelho representa economia para a instituição, pois reduz os gastos com os bocais. Em apenas alguns segundos, o etilômetro passivo é capaz de indicar se o condutor fez ou não o uso de bebida alcoólica. Após o motorista assoprar na direção do aparelho, uma luz verde, amarela ou vermelha se acende. Com a luz verde, o motorista é liberado. Com a luz amarela e vermelha, o condutor realiza o teste no etilômetro tradicional, para quantificar o valor da ingestão.
27
fev

Operação Carnaval 2019

Postado às 23:51 Hs

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) vai realizar a Operação Carnaval 2019 a partir da meia-noite da próxima sexta-feira (1º). A operação vai se estender até a quarta-feira (6) e contará com acréscimo de 30% no quadro do efetivo.

Um dos períodos mais críticos do calendário de operações da PRF, o carnaval tem grande fluxo de veículos nas rodovias. A combinação de álcool e direção é uma das principais preocuparações do órgão. Durante a ação, a PRF vai monitorar outras condutas consideradas danosas como as ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade e falta de equipamentos de segurança – capacete, cinto ou cadeirinhas para crianças.

No RN, a fiscalização será intensificada em todas as rodovias federais: BR-101, BR-110 (entre Areia Branca e Mossoró), BR-226 (entre Natal e a região Seridó), BR-304 (entre Natal e Mossoró), BR-405 (entre Mossoró e Apodi), BR-406 (entre Natal e Macau), além da BR-427 (entre Currais Novos e Caicó).

Algumas dessas rodovias apresentam os maiores índices de acidentes graves e grande movimentação de veículos durante o carnaval. A estratégia da PRF é oferecer reforço concentrado no policiamento preventivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade.

Restrição para veículos de carga

Como é de costume em feriados prolongados, para aumentar a fluidez do trânsito nas rodovias de pista simples (uma faixa em cada sentido), o tráfego de caminhões bitrem, veículos com dimensões excedentes e caminhões cegonha será restrito em alguns momentos. Nos dias e horários de maior movimento, esses veículos não poderão transitar, conforme a tabela de restrição.

Dia 01/03 – Sexta-feira Das 16 horas às 22 horas
Dia 02/03 – Sábado Das 06 horas às 12 horas
Dia 05/03 – Terça-feira Das 16 horas às 22 horas
Dia 06/03 – Quarta-feira Das 06 horas às 12 horas

A Operação Ano Novo da Polícia Rodoviária Federal (PRF) terminou ontem (1º) e, segundo dados divulgados hoje (2), teve uma queda de 30% no número de acidentes e de 20% no número de mortes. O resultado mantém uma tendência registrada pela PRF nos últimos anos. No entanto, houve aumento nas autuações relacionadas a condutas consideradas perigosas, como casos do embriaguez ao volante e ultrapassagens indevidas. Durante a operação, que ocorreu entre 28 de dezembro e 1º de janeiro, foram registrados 880 acidentes. No mesmo período do ano anterior foram 1.264. O número de feridos também caiu, variando de 1.310 para 1.201, o que representa uma queda de 8%. Também foi registrado queda no número de mortes em acidentes nas rodovias federais no período. Na mesma operação do ano passado, aconteceram 87 mortes, enquanto neste ano o total de mortos foi 70. A operação tem abrangência nacional.

A Polícia Rodoviária Federal começou na manhã desta sexta-feira (21) a Operação Natal 2018. Até terça-feira (25), os agentes vão reforçar a fiscalização e o policiamento nas rodovias federais de maior movimento do estado. O efetivo terá um acréscimo de 25%, com a implementação de equipes extras, segundo a corporação.

A Operação Natal compreende mais uma etapa da operação Rodovida, desencadeada no último dia 14 de dezembro. De acordo com a PRF, serão priorizadas ações voltadas para combater o excesso de velocidade, o uso de bebida alcoólica para depois dirigir, bem como as ultrapassagens proibidas.

Os policiais rodoviários também deverão dar atenção especial aos condutores de motocicletas e aos motoristas que fazem uso do celular enquanto dirigem. A PRF também estará atenta para o uso do cinto de segurança e para o uso dos das cadeirinhas e outros dispositivos para segurança das crianças.

11
out

Fiscalização

Postado às 12:25 Hs

PRF realiza Operação Nossa Senhora Aparecida 2018 e intensifica fiscalização nas rodovias federais do RN.

A Polícia Rodoviária Federal deu início desta madrugada à Operação Nossa Senhora Aparecida 2018. Até o domingo (14), policiais rodoviários federais reforçarão a fiscalização e o policiamento ostensivo nas rodovias federais de maior movimento e, consequentemente, de maior incidência de acidentes de trânsito. O efetivo terá um acréscimo de 25% com a implementação de equipes extras.
Na operação Nossa Senhora Aparecida de 2017, foram registrados 21 acidentes nas rodovias federais que cruzam o RN, com 21 feridos e 6 mortes.
Serão utilizados ainda 44 bafômetros e quatro radares fotográficos durante todo o período. O objetivo da operação é reforçar as ações de policiamento ostensivo, com foco na prevenção e redução dos acidentes graves, bem como garantir a fluidez do tráfego, além de aumentar a percepção de segurança nas rodovias e enfrentar a criminalidade.
Serão priorizadas ações voltadas para combater o excesso de velocidade, o uso de bebida alcoólica para depois dirigir e as ultrapassagens proibidas. Também será dada atenção especial aos condutores dos veículos de duas rodas, onde se observará a utilização do capacete com a viseira fechada.
A PRF informa que também estará atenta para o uso do cinto de segurança por todos os ocupantes do veículo, bem como o uso de cadeirinhas para o transporte de crianças menores de sete anos e meio.

Restrição para veículos de carga

Para aumentar a fluidez e a segurança do trânsito nas rodovias de pista simples, o tráfego de caminhões bitrem, veículos com dimensões excedentes e caminhões cegonha, será restrito em alguns momentos. Nos dias e horários de maior movimento, esses veículos não poderão transitar. O motorista que descumprir a determinação será multado e terá o veículo retido. Abaixo tabela de restrição:

  • 11/10 (quinta-feira): 16h às 22h
  • 12/10 (sexta-feira): 06h às 12h
  • 14/10 (domingo): 16h às 22h

Atualização divulgada às 12h pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública diz que não há mais pontos de concentração de caminhoneiros em rodovias federais. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que monitora a situação das estradas no país e os pontos de bloqueio e manifestações de caminhoneiros.

Segundo a corporação, não há mais aglomeração de pessoas ou veículos perto de rodovias federais ou “qualquer anormalidade no fluxo de veículos”. Não há, contudo, acompanhamento de possíveis protestos em estradas estaduais.

No último balanço da situação das rodovias federais, divulgado às 11h, ainda existiam nove pontos de concentração. Destes, seis eram em Santa Catarina, dois no Rio Grande do Sul e um no Ceará. Na atualização divulgada no início da manhã de hoje (31), o Ministério da Defesa ainda contabilizava 65 pontos de concentração de caminhoneiros.

30
Maio

Feriado chegando…

Postado às 23:56 Hs

No RN, cinco rodovias terão atenção especial da PRF durante operação Corpus Christi.

A Polícia Rodoviária Federal dá início, nesta quarta-feira (30), a operação Corpus Christi 2018. No Rio Grande do Norte, haverá reforços nas estradas federais e cinco rodovias terão atenção especial.

O inspetor Tibério Freitas, da PRF no RN, informa que devido ao aumento no movimento nas rodovias a fiscalização e o policiamento também aumentam, como forma de prevenir a incidência de infrações e, consequentemente, acidentes de trânsito.

No Rio Grande do Norte, as cinco rodovias que terão atenção especial são: BR 101 Norte (liga a capital às praias do Norte); BR 101 Sul (corredor de saída do RN para João Pessoa e Recife); BRs 226 e 427 (corredor que liga a capital ao Seridó potiguar); BR 304 (corredor para chegada a Mossoró e Ceará); e BR 406 (conexão de Natal a Macau).

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte determinou o desbloqueio das rodovias federais que cortam o estado. Como em outros pontos do país, caminhoneiros fazem manifestação contra o aumento no preço do diesel. Nesta quinta-feira (24), os protestos entraram no quarto dia e foram confirmados vários pontos de interdição.

Os bloqueios que começaram no início da semana permitem a passagem de veículos de pequeno porte, mas impedem a passagens de outros caminhões.

O pedido de reintegração de posse foi feito pela Advocacia-Geral da União (AGU), que conseguiu uma liminar expedida na noite desta quarta-feira (23) pela juiza federal Moniky Mayara Costa Fonseca. Os réus da ação são “pessoas incertas e desconhecidas”.

Em sua decisão, a magistrada autorizou uso de força policial para que as rodovias sejam desbloqueadas. Além disso, determinou multa de R$ 1 mil por hora de ocupação e interdição das BRs.

A Polícia Rodoviária Federal afirmou que já foi notificada da decisão. Após análise do documento, a corporação disse que vai acompanhar as manifestações de perto e atuar para coibir os bloqueio totais das vias, que impeçam o direito e ir e vir dos usuários.

mar 7
domingo
03 01
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
100 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.860.334 VISITAS