28
jul

Informes

Postado às 23:47 Hs

Empresas potiguares participam de salão de negócios da moda Uma das estratégias adotadas por empresas potiguares do segmento de moda e confecções para ampliação de mercado tem sido a participação em feiras nacionais. A partir desta terça-feira (28), três marcas vão representar o estado norte-rio-grandense em um dos maiores salões de moda e negócios do país, o 3º Salão Bossa Nova de Alto Verão. As veteranas SDesign e Palone Design e a estreante Hera Brazil estarão entre as 60 empresas que vão expor seus produtos durante três dias para 300 lojistas convidados e 12 compradores externos. As marcas são atendidas pelo projeto de Indústria da Moda e Confecções, mantido pela Unidade de Desenvolvimento da Indústria do Sebrae no Rio Grande do Norte.
26
jul

Informes

Postado às 17:04 Hs

Microempresas elevam o saldo de empregos no 1º semestre

O Rio Grande do Norte fechou o semestre acumulando um estoque de 1.357 postos de trabalho, alta resultante do bom desempenho das microempresas, principalmente do setor de serviços,

Os negócios que empregam até 19 funcionários foram encarregados de manter positivo o saldo de empregos formais no Rio Grande do Norte durante o primeiro semestre do ano. O saldo é resultante do número de contratações com carteira assinada menos as demissões. As microempresas geraram um estoque de 6.171 postos de trabalho no período, enquanto as empresas de demais porte (pequenas, médias e grandes organizações) chegaram ao mês de junho com um déficit no saldo de empregos.

Com isso, o estado acumulou no semestre um estoque de 1.357 vagas. Esse foi terceiro melhor resultado desde 2009 ao analisar os dados semestrais de cada ano. As informações constam no estudo Análise do Mercado de Trabalho Formal no Rio Grande do Norte, elaborado mensalmente pelo Sebrae com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O material está disponível para download no Portal do Sebrae no Rio Grande do Norte (www.rn.sebrae.com.br), na seção de estudos e pesquisas. De acordo com o documento, as pequenas empresas tiveram um saldo negativo de 1.431 vagas. Já nas médias, os estoques também ficaram no vermelho com um déficit de 829 empregos, enquanto nas grandes empresas o saldo foi negativo em 2.554 vagas.

Entre os setores, o segmento de serviço foi o maior responsável pela alavancagem no total de empregos gerados, finalizando o semestre com 7.015 vagas. Na construção civil, quantidade de contratação foi maior que as dispensas, o que resultou em um saldo de 777 empregos. Tradicionalmente reconhecido como atividade geradora de empregos no estado, o comércio não apresentou o desempenho esperado no semestre e acumulou até junho um saldo negativo de 572 vagas. O mesmo ocorreu na indústria, que teve o pior resultado na geração de empregos. O estoque de vagas no setor industrial teve uma defasagem de 3.428 vagas. No campo, o desempenho também não foi nada bom. A agropecuária potiguar apresentou o segundo maior saldo negativo entre os setores: 2.5298 postos de trabalho.

 

Fonte: Assessoria

 

 

25
jul

Inovação

Postado às 23:36 Hs

O Sebrae vai investir R$ 2 bilhões em soluções de inovação nos pequenos negócios nos próximos quatro anos, tendo em vista a maior competitividade do segmento. Para este ano, a meta é atender 200 mil empresas com ações de tecnologia e inovação. Em 2013, foram aplicados R$ 220 milhões no atendimento de 113 mil micro e pequenas empresas que implementaram algum tipo de inovação. Os dados foram apresentados pelo diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, aos participantes do Diálogos da MEI – Inovação para Inserir o Brasil nas Cadeias Globais de Valor, uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) ), nesta quarta-feira (24), em Brasília. Ao falar sobre Inovação como Estratégia para Inserção dos Pequenos Negócios em Cadeias Globais de Valor, Carlos Alberto disse que o desafio é aumentar a produtividade da economia brasileira e os pequenos negócios têm papel relevante nesse processo. Eles participam com 27% do Produto Interno Bruto (PIB), conforme pesquisa recente feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) sob encomenda do Sebrae.
24
jul

Apicultura

Postado às 22:58 Hs

Ampliação de projeto beneficia 80 novos apicultores potiguares

Após longo período de estiagem, o setor apícola potiguar convive com novas perspectivas de crescimento para 2014. Para adequar-se ao novo momento e assegurar qualificação entre os integrantes do setor, o Sebrae no Rio Grande do Norte realiza ampliação do Setorial de Apicultura e passa a atender apicultores de dois novos municípios. Ao todo, oitenta produtores de mel de abelha serão inseridos nas capacitações que fazem parte da cadeia produtiva do segmento. A inserção tem início nos próximos dias.

Com a ampliação no atendimento, passam a fazer parte do programa apicultores de Guamaré e São Paulo do Potengi. O total de beneficiados com o projeto passa de 280 para 360 criadores de abelhas em todo o Estado.

O anúncio, feito durante o Encontro do Comitê Gestor da Apicultura, em Apodi, na última quarta-feira (23), reforça o compromisso da entidade com a apicultura desenvolvida no Estado. De acordo com o gestor do projeto, Lecy Gadelha, a inserção dos novos apicultores é uma forma de melhor organizar a cadeia produtiva e garantir melhores resultados. “Existia o interesse e disponibilidade dos apicultores, e, além disso, a inclusão deles no processo vai melhorar e fortalecimento da cadeia produtiva no Estado”, assegura.

Outra boa notícia que deve promover melhorias no setor diz respeito à liberação do registro da unidade de beneficiamento de mel do município de Marcelino Vieira, concedido pelo Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (Idiarn). “A liberação vai proporcionar o beneficiamento do mel produzido no município e em cidades da região. É a garantia de que o mel produzido é de qualidade, possui selo do instituto regulador”, complementa.

24
jul

Prorrogado

Postado às 14:07 Hs

Duas das mais importantes premiações promovidas pelo Sebrae para reconhecer empreendedores brasileiros estão com prazos de inscrições prorrogadas: o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios e Prêmio de Competitividade às Micro e Pequenas Empresas (MPE Brasil). Uma chance a mais para que potiguares que estão à frente de pequenos negócios possam participar dos concursos, cujas inscrições encerram nas primeiras semanas de agosto, mas, em datas diferentes. Para participar da edição 2014 do Prêmio MPE Brasil, os interessados têm até o dia 17 de agosto para efetuar o cadastro. As inscrições podem ser feitas gratuitamente pela internet (www.mbc.org.br/mpe/) ou diretamente nos pontos de atendimento do Sebrae – na sede, em Natal, ou nos escritórios regionais no interior do estado. Realizada pelo Sebrae em parceria com o Movimento Brasil Competitivo (MBC), Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) e Gerdau, a iniciativa pretende reconhecer os modelos de excelência com adoção de boas práticas em diversos setores.
23
jul

Mais RN

Postado às 23:21 Hs

A região conhecida como Zona de Mossoró está entre os vetores de desenvolvimento da economia potiguar para os próximos 20 anos, com a concentração de 19,1% das oportunidades de negócios previstas para o Estado até 2035. É o que aponta o estudo Mais RN, encomendado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte, apresentado na noite desta terça-feira (22), na sede do Escritório Regional do Sebrae no Oeste, em Mossoró. O agronegócio aparece como um dos setores com mais elevado potencial para crescimento.

No total, o estudo contempla mais de 400 oportunidades de negócios para o Rio Grande do Norte. Os dados foram apresentados pelo consultor da Fiern, Mário Sérgio Viveiros, e o representante da Macroplan – empresa responsável pelo diagnóstico – Arthur Araújo.

A diversificação na produção de frutas e a agregação de valor aparecem como mecanismos que devem impulsionar o segmento da fruticultura. Por outro lado, não só o agronegócio, mas também setores como o de energias, serviços e exploração de petróleo, precisam driblar gargalos existentes, como déficit de infra-estrutura e gestão pública, por exemplo.

De acordo com o gerente do Escritório Regional do Oeste, João Vidal, além de uma fonte de informação, o Mais RN, surge como ferramenta de auxílio para empreendedores que pretendem investir no Estado.
“Este material é importantíssimo, e vai nos auxiliar na orientação a empreendedores da região e de outros lugares do país que pretendem investir no Estado”, opina.

Para realizar o trabalho, os consultores da Macroplan realizaram a coleta de dados e documentos, além de fazer entrevistas com 67 empresários e especialistas, oito encontros regionais, cerca de 51 visitas em campo a 21 setores da economia em 18 municípios do Rio Grande do Norte. O acervo de informações foram compilados e analisados e estão disponíveis no portal www.maisrn.org.br, com acesso livre aos internautas.

22
jul

Programa Mais RN

Postado às 10:14 Hs

A economia potiguar contará com uma ferramenta de auxílio na busca pelo crescimento para os próximos 20 anos. Baseado em levantamento realizado junto a empresários de todo o Estado, o diagnóstico Mais RN, que aponta potencialidades e gargalos econômicos, será apresentado nesta terça-feira (22), a empresários e entidades de classe nesta terça-feira (22), no Escritório do Sebrae no Rio Grande do Norte na Região Oeste, em Mossoró. O evento acontece às 18h.

O estudo, encomendado pela Federação da Indústria do Rio Grande do Norte (Fiern) e Governo do Estado, conta com a parceria de entidades como o Sebrae-RN, Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), e Fecomércio. Nele são apontados os setores com elevado potencial para investimento, além de um planejamento estratégico de desenvolvimento econômico e promoção de investimentos do Estado até 2035.

A ideia é oferecer um plano de atuação junto à economia potiguar com base nas diretrizes previstas no Programa Mais RN. Os resultados a serem apresentados são fruto de demandas apresentadas pelos empresários ao longo de encontros realizados em todas as regiões do Estado.

17
jul

Continua…

Postado às 9:41 Hs

Apesar de a Copa ter chegado ao fim, a Loja Brasil Original de Natal continua aberta ao público para visitação e comercialização. O espaço reúne peças confeccionadas em todas as regiões do estado e que têm valor agregado como um dos diferenciais. São várias tipologias e trabalhos que mostram como o artesanato potiguar evoluiu em termos de identidade, qualidade e acabamento, podendo ser parte integrante de projetos de ambientação e decoração. O showroom funciona das 12h às 22h, na praça da Árvore de Mirassol.

Com 420 metros quadrados, a loja abriga a produção artesanal de 120 artesãos. O acervo concentra, em um único ambiente, manufaturados utilitários e decorativos, que trazem elementos da cultura regional e imprimem particularidade e originalidade às peças.

A loja merece uma vista não apenas por mostrar o talento do que as mãos potiguares são capazes de fazer como também pela diversidade. São cerca de 120 tipos diferentes de produtos de tipologias, como cerâmica, bordados, rendas, palha de carnaúba, palha e paneiro de coqueiro. As peças agradam a todos os gostos, do mais simples ao mais exigente.

A Loja Brasil Original representa uma vitrine para divulgação do trabalho dos artesãos potiguares, que fazem dessa atividade um negócio. O espaço foi aberto, através de uma parceria entre Sebrae e Prefeitura de Natal, tendo como um dos focos os turistas que viriam à capital potiguar devido à Copa.

16
jul

Sped Fiscal

Postado às 6:59 Hs

Os empresários do Rio Grande do Norte, sobretudo os ligados ao setor de comércio, devem ficar atentos. Esta terça-feira (15) é o ultimo dia para enviar a escrituração digital fiscal dos seis primeiros meses de 2014. Isso é o que determina o decreto 24.120, de dezembro do ano passado, da Secretaria Estadual de Tributação. De acordo com essa lei, o recolhimento de impostos passa a ser feito de forma eletrônica, através do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped Fiscal). Todas as empresas que são optantes do Simples Nacional (perfil C) e Varejistas (perfil B) estão obrigadas a relatar os arquivos fiscais por esse sistema. Para preparar os empresários acerca dessa nova forma de prestar contas com o fisco, o Sebrae no Rio Grande do Norte vem promovendo uma série de palestras educativas para tirar dúvidas e informar os empresários sobre o sistema. A capacitação começou pelo interior, sendo oferecida em Mossoró – nos dias 9 e 10 – e também em Assú, no dia 10. Na próxima quinta-feira (17), é a vez de Natal. A palestra será realizada na sede do Sebrae, na capital potiguar, às 19h.
12
jul

Informes

Postado às 19:47 Hs

Sebrae alerta empreendedores para obrigatoriedade do Sped Fiscal Empreendedores dos setores de indústria e comércio devem implantar, até o próximo dia 15, o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), ferramenta de auxílio no controle de informações tributárias do negócio. Para esclarecer dúvidas relativas ao tema, o Sebrae do Rio Grande do Norte iniciou, na noite desta quarta-feira (9), em Mossoró, uma série de palestras nos escritórios regionais da entidade. A gestão eletrônica dos tributos do negócio por parte dos fiscos das unidades federadas e da Receita Federal, além a rapidez em validações fiscais e redução na burocracia estão entre os principais benefícios do Sped. Além de Mossoró, o cronograma das palestras relativas ao Sistema Público de Escrituração Pública beneficia empreendedores de Assú e região, onde a capacitação acontece na noite desta quinta-feira (10), e de Natal, no próximo dia 17.
11
jul

Informes

Postado às 23:23 Hs

Uma boa notícia para quem tem uma idéia, mas não sabe muito bem por onde começar para tirar os planos da mente e partir para a execução. O Sebrae no Rio Grande do Norte abre inscrições para a segunda edição do curso ‘Transforme sua ideia em modelo de negócio’, em Natal. O curso é indicado para potenciais empresários, ou seja, aqueles empreendedores que possuem uma ideia de negócio e precisam amadurecê-la para abrir uma empresa. A capacitação começa na próxima terça-feira (15) e prossegue até o dia 17, sempre das 18h às 22h. As vagas são limitadas. Inscrições e informações pelo 0800 570 0800. Utilizando o Quadro Modelos de Negócios – que remete ao modelo Canvas -, o curso ajuda o empreendedor a organizar as ideias, repensar as estratégias e inovar nos processos. Aborda diferenciação e inovação da proposta, a importância do cliente para o êxito do negócio e a eficiência na entrega de valor.
10
jul

Um bom desempenho…

Postado às 0:50 Hs

A realização da Copa do Mundo FIFA 2014 no Brasil fomentou novos negócios para as micro e pequenas empresas do Rio Grande do Norte. Pelo menos foi o que ocorreu com as empresas e Microempreendedores Individuais (MEI) atendidos pelo programa Sebrae 2014, que obtiveram até agora um faturamento de R$ 10,5 milhões devido ao evento. O programa envolveu 3.803 negócios de pequeno porte no Rio Grande do Norte, que foram beneficiados com capacitações, diagnósticos e abertura de oportunidades de negócios. Os números fazem parte do balanço divulgado pelo Sebrae Nacional acerca do programa. Em todo o país, a iniciativa atendeu 43,9 mil empresas brasileiras, que movimentaram meio bilhão de reais. O resultado reflete a importância da preparação prévia e do comprometimento dos empresários que investiram em capacitação para extrair o máximo das oportunidades proporcionadas por um grande evento.
08
jul

Empreendedorismo…

Postado às 22:59 Hs

Após cinco anos da Criação da categoria Jurídica do Microempreendedor Individual (MEI), o número de autônomos que descobriram as vantagens da formalização já chega de 55.157 profissionais no Rio Grande do Norte. No Brasil, esse número já é superiores a quatro milhões de pessoas. No estado, Natal Lidera o a quantidade de formalizações com 19.507, seguida por Parnamirm (4.899) e Mossoró (4.792). O Programa do MEI permitiu que profissionais que trabalham por conta prórpia e faturam até R$ 60 mil por ano paguem tributos simplificados e contribuam para a Previdência Social, ficando assim assegurados. Acompanhando a tendência nacional, a atividade que mais registrou formalizações no Rio Grande do Norte foi a de comércio varejista de artigo de vestuário e acessórios, totalizando 6.153 profissionais nos últimos cinco anos. Atrás, aparecem atividades de Cabeleireiro (3.535); Comércio de Minimercado, Mercearias e Armazéns (2.699); Casas de Chás, sucos e Similares (2.032); e Artigos de higiene e perfumaria (1.471).
07
jul

Uma nova realidade

Postado às 22:39 Hs

Produção de orgânicos transforma a realidade do semiárido potiguar

Na paisagem seca do Semiárido Nordestino, uma imagem, cada vez mais comum, chama a atenção. Faixas de terra circulares, onde o verde predomina, é o sinal de que já chegou ali a tecnologia social da Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS). Mas além de atrair olhares, a cor inconfundível que brota da terra em forma de hortaliças e leguminosas está transformando a vida de pequenos produtores rurais. A garantia de renda e melhoria na qualidade de vida obtidos por meio da produção de alimentos orgânicos apontam que o campo ainda é uma alternativa viável de oportunidade de negócios.

No Assentamento Lagoa de Xavier, a 25 quilômetros de Mossoró, a produção agroecológica, instalada no Estado por meio de parceria entre o Sebrae no Rio Grande do Norte e a Fundação Banco do Brasil, se tornou a principal fonte de renda para o produtor Francisco França. Apresentado ao projeto há cerca de sete anos, ele comemora os bons resultados e o crescimento da produção e do consumo de orgânicos na região.

Na área de aproximadamente um hectare, onde cultiva hortaliças como rúcula, alface, cebolinha, coentro, couve folha, pimentão, tomate cereja, cebola, beterraba e repolho, ele também aposta em frutas como goiaba, mamão e banana.

A maioria dos produtos é destinada à Feira Agroecológica de Mossoró, que acontece todos os sábados, no largo do Museu Municipal Lauro da Escóssia Rosado. Semanalmente França comercializa em média 15 quilos de tomate, 150 maços de coentro, 10 pacotes de cebola, além de outros produtos. O restante da produção é comercializado por meio de programas governamentais ligados à agricultura familiar.

03
jul

Prêmio MPE Brasil 2014

Postado às 23:33 Hs

Uma dos mais importantes premiações que reconhece o esforço de proprietários de empresas de pequeno porte para otimizar produção aliando conceitos de excelência na gestão, produtividade e sustentabilidade, o Prêmio MPE Brasil 2014, continua com as inscrições abertas. O prazo para se inscrever termina no dia primeiro de agosto. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 1º de agosto pela internet através do site http://www.mbc.org.br/mpe/, na sede do Sebrae no Rio Grande do Norte, em Natal, ou nos escritórios regionais no interior. O MPE Brasil é uma iniciativa do Sebrae, Movimento Brasil Competitivo (MBC) e Gerdau, com apoio técnico da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). A premiação foi criada com o objetivo de reconhecer conceitos inovadores e boas práticas de gestão em diversos setores da economia. No ciclo passado, cinco empresas potiguares sagraram-se campeãs da etapa estadual em categorias distintas.
Experiências exitosas registradas no setor de agronegócio estão mobilizando empreendedores na busca por inovação e sustentabilidade. No Sítio Carpina, zona rural de Apodi, resultados obtidos por meio de projeto desenvolvido pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, denominado de sistema integrado de piscicultura, atrai produtores de outros municípios que pretendem replicar a ideia. O modelo de negócio, baseado no reaproveitamento de água da criação de tilápias em tanques escavados, para a prática de outras atividades agrícolas, gera renda extra e estimula ações de sustentabilidade no meio rural. Ao reaproveitar a água fertilizada naturalmente dos tanques escavados, rica em nitrogênio e fósforo, são reduzidos, por exemplo, o uso de adubos no cultivo de diversas culturas, como feijão, milho e mandioca, banana, batata doce e pastagens. Antes da concepção do projeto nada era cultivado na propriedade rural. “Estamos muito satisfeitos com os resultados. Antes desse projeto nós não cultivávamos nada na fazenda.
27
jun

Informativo

Postado às 0:00 Hs

Se o estado e todos os municípios do Rio Grande do Norte criassem mecanismos para priorizar os pequenos negócios nas aquisições públicas, como prevê a Lei Completar 123/2006 – também conhecida como Lei Geral da Micro e Pequena Empresa -, a economia das cidades receberiam um incremento significativo. As negociações poderiam atingir um volume de R$ 79 milhões por ano, valor que representa uma movimentação adicional de R$ 55,3 milhões na economia das cidades, totalizando um impacto de R$ 134,3 milhões, segundo estimativa feita pelo Sebrae e Confederação Nacional do Municípios (CNM). Mesmo com a Lei Geral regulamentada em praticamente todas as cidades potiguares, somente 25% delas consegue implementá-la. Ou seja, colocar em prática os dispositvos contidos na legislação.
21
jun

Capacitação

Postado às 11:40 Hs

Empresários apostam em capacitação para abrir novos negócios São cada vez mais comuns os casos de pessoas que investem na abertura do próprio negócio. Mudanças ocorridas no âmbito do empreendedorismo, como a implantação da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, desperta o ingresso no setor empresarial. Mas outros mecanismos também favorecem este bom momento. Em Mossoró, o Empretec, capacitação voltada para orientação na área de gestão de negócios também estimula aspirantes a empreendedores na formalização de empreendimentos. O seminário, desenvolvido pela Organização das Nações Unidas e replicado pelo Sebrae no Rio Grande do Norte abre inscrições para nova turma em Mossoró. A palestra de sensibilização que acontece no dia 2 de julho, no Escritório Regional do Oeste, mobiliza empreendedores já consolidados e candidatos a empresários para a próxima turma da capacitação, que será realizada entre os dias 21 e 26 de julho.
nov 28
domingo
15 14
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
45 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.886.099 VISITAS