O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, e o diretor-geral do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, Emerson Fernandes, se reuniram nesta quarta-feira (28) com servidores do órgão para discutir a proposta de restruturação do Dnocs, que tramita no Ministério da Integração Nacional e será encaminhada ao Ministério do Planejamento. O coordenador do Dnocs no Rio Grande do Norte, José Eduardo, também participou do encontro. Ele reforçou a necessidade de mais servidores, além dos 50 atuais, para atuar na coordenação, em Natal, e nas cinco unidades do interior, além de duas estações de piscicultura. Nos demais estados a situação do quadro de servidores do Dnocs não é diferente. São 1.719 servidores na ativa, sendo que cerca de 80% atingem a idade de aposentadoria até 2016.

08
abr

[ Ponto de Vista ] A Copa e a seca

Postado às 16:50 Hs

Diante de um quadro tão dramático no Nordeste, em que se assiste a uma luta quase que inglória para se salvar o rebanho bovino dos efeitos da mais longa seca dos últimos 50 anos, o Governo começa a tirar do papel as promessas para realização da Copa do Mundo em 2014. Estima-se que os investimentos cheguem a R$ 40 bilhões, dos quais mais de R$ 10 bilhões na construção e reformas de estádios. Não entendo de futebol e, portanto, não posso colocar a minha colher nesse cozido, mas não teria sido mais logico e mais econômico para o País centralizar o certame mundial nos principais centros econômicos, como São Paulo, Rio e Minas? Após a Copa, para que servirá, pelo amor de Deus, uma super Arena em Manaus, São Lourenço, Natal e Cuiabá? Essas superestruturas sediarão apenas três jogos da Copa e priu! Com tantas desigualdades, miseráveis convivendo com ratos nas favelas e mendigando nas ruas, o Brasil pode se dar ao luxo de se curvar a pressões políticas ou vaidades?

02
abr

Continua..

Postado às 16:40 Hs

Em discurso na abertura da reunião com os governadores do Nordeste, no Centro de Eventos do Ceará, a presidente Dilma Rousseff (PT) admitiu que o governo foi pego de surpresa pela estiagem. “Ninguém previu a maior seca dos últimos 50 anos”. Segundo a presidente, o governo federal irá investir R$ 9 bilhões no combate à seca.

Dilma salientou que, até agora, não houve saques nem a população está passando fome. E considerou que as ações estruturais desenvolvidas desde o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva explicam por que a “cara da miséria na região” não foi aprofundada pela estiagem.

Ela, contudo, admitiu que “cenas dolorosas continuam, sem sombra de dúvida”. E salientou que o desafio neste momento é, em conjunto com as ações de emergência, enfrentar os efeitos da seca na esfera produtiva. Dilma disse ainda que, desta vez, não houve uso de carros-pipa de forma política, segundo ela.

Prefeitos e representantes da Confederação Nacional dos Municípios e das Associações Estaduais dos Municípios deixaram o encontro dos governadores com a presidente Dilma Rousseff (PT), em Fortaleza, desapontados com a falta de atenção do Governo Federal aos municípios.Na saída, ao final da reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, os prefeitos presentes disseram que as medidas anunciadas num pacote de nove bilhões de reais não atendem as necessidades dos municípios. (Agências)

 

Sessão chororô

Governadores do Nordeste voltam a se encontrar, hoje, em Fortaleza, com a presidente Dilma. Na pauta, o prolongamento da seca na região, a MP dos Portos, que atinge principalmente Suape, a paralisação de obras federais na região, como a Transposição do São Francisco e a Ferrovia Transnordestina.

A reunião dos governadores nordestinos com a presidente Dilma Rousseff (PT), prevista para começar logo mais, às 10 horas, é mais uma etapa da sua antecipação de campanha à reeleição. Aqui, em Fortaleza, Dilma deve anunciar medidas de combate à seca e entregar máquinas agrícolas aos municípios cearenses, maquinário este que já se encontra devidamente estacionado no Centro de Eventos do Ceará.

O local do encontro, na verdade, trata-se de um suntuoso centro de convenções erguido durante o governo Cid Gomes (PSB) e inaugurado há cerca de um ano e que, hoje, deve se transformar em palanque eleitoral para Dilma, que adotou a estratégia de focar sua agenda de compromissos na região Nordeste como forma de inibir um provável crescimento da candidatura de Eduardo Campos (PSB) ao Palácio do Planalto.

Cid Gomes, o anfitrião, é correligionário do governador pernambucano, mas já deixou claro que não apoia o projeto de Eduardo, que é presidente nacional do PSB, e já se posicionou a favor da reeleição da presidente Dilma Rousseff.A presença de Dilma em Fortaleza também tem outro significado. Ela está em campanha e quer cativar ainda mais o seu eleitorado diante das movimentações de Eduardo, que ensaia uma possível candidatura em 2014.

# Pedidos do governo da Rosa a Dilma

Dentre as necessidades que serão apresentadas pela governadora Rosalba Ciarlini estão a desburocratização e o crédito rural estendido. “Pediremos a agilização de liberação de recursos para poços, adutoras, cisternas, a ampliação da Bolsa Estiagem e do Seguro Safra até, pelo menos, o final do ano, uma vez que a previsão é de que a estiagem continue. Além disso, queremos que os municípios passem a receber recursos diretamente da Defesa Civil Nacional e, também que haja a desburocratização porque da forma que está acontecendo demora muito para que os recursos sejam utilizados e a população atendida. O PAC Estiagem, por exemplo, foi assinado há vários meses e ainda não chegou um centavo, por conta justamente destes entraves burocráticos”, explica a governadora Rosalba Ciarlini. Os pleitos, segundo a chefe do Executivo Estadual, vêm sendo definidos durante as reuniões semanais realizadas todas as segundas-feiras, pelo Comitê de Combate à Seca. “Nós discutimos os assuntos relacionados à seca semanalmente e vamos levar exatamente o que é sentimento de todos e do Governo do Estado. Precisamos levar o socorro à nossa população e não podemos esperar”, concluiu a governadora Rosalba Ciarlini.

Fonte: Agências

20
fev

Saiba Também…

Postado às 20:46 Hs

# # Sem recursos…

Diversas medidas provisórias (MPs) foram editadas em 2012 para enviar recursos para diminuir os efeitos da seca no Nordeste. O total destinado com as MPs ultrapassou os R$ 2 bilhões para aquisição de alimentos, abrigos emergenciais para os atingidos e distribuição de água em carros-pipa. Entretanto, quase R$ 380 milhões foram perdidos porque o governo federal não enviou os recursos para a região. De acordo com o deputado Felipe Maia (DEM), a perda dos recursos representa a falta de planejamento do governo federal. “O Executivo permitiu que quase R$ 400 milhões fossem pelo ralo. Faltou planejamento, execução e responsabilidade com o povo da região”, disse o parlamentar. Os R$ 380 milhões perdidos são referentes às medidas provisórias 566, 569 e 583, editadas ao longo de 2012 que abriam crédito extraordinário para amenizar os efeitos da estiagem no Nordeste. Entretanto, da MP 566 foram perdidos mais de R$ 164 milhões. Da MP 569 perdeu-se quase R$ 71 milhões e da MP 583 foram perdidos R$ 143 milhões. “O governo do PT faz evento em São Paulo para se vangloriar por estar tirando o povo da miséria, mas esses dados provam que isso não é verdade, pois o povo ainda passa fome por causa da seca que sempre assola o Nordeste”, destacou Felipe Maia.

# # Sucessão do PAPA

A menos de oito dias do final de seu pontificado, Bento XVI estuda uma mudança nas normas que regulam a transição de poderes na Santa Sé para permitir que cardeais possam adiantar o novo conclave, confirmou o Vaticano nesta quarta-feira.

As regras atuais exigem que o processo seja iniciado em torno do dia 15 de março, mas a cúpula da Igreja já mostrou indícios de querer adiantar as votações. Segundo o vaticanista Andrea Tornielli, citado pelo jornal “La Stampa”, a decisão já foi tomada e irá liberar os religiosos para decidir, a partir de 1º de março, se mantém a obrigatoriedade do período de espera de 15 dias ou se ele pode ser reduzido.

A mudança estabeleceria ainda se a escolha do Papa será por maioria simples ou por maioria qualificada, possivelmente de dois terços dos votos. Embora todos os cardeais participem do conclave, votam apenas os que têm menos de 80 anos. O Vaticano, por sua vez, confirmou que Bento XVI estuda modificar duas leis aprovadas por seu antecessor, João Paulo II. Uma é relativa à Sede Vacante, o período em que não há papa. A outra é mais específica sobre como o conclave é conduzido após o seu início. As modificações teriam como objetivo harmonizar os dois textos aprovados por João Paulo II e podem afetar o prazo para o início do conclave, explicou o padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano.

# # Mossoró ainda sem voos…

Até a próxima semana haverá novidade sobre a inclusão do Aeroporto Dix-sept Rosado na rota dos voos regionais. A expectativa é do secretário estadual de Turismo, Renato Fernandes, que recebeu telefonema do superintendente da SUDENE, Paes Landim, convocando-o para reunião que tratará do assunto. Renato esclarece que o movimento pela criação de novas linhas não pode ser isolado. “Não há sentido trabalharmos uma linha só para Mossoró se não estivermos na rota regional”, afirma, defendendo entendimento com outros Estados. Já está praticamente acertado que a empresa Passaredo Transportes Aéreos irá explorar o trecho de Mossoró. E diferente das outras vezes, os voos comerciais não se limitarão a Natal e Fortaleza. A linha deve ser entre Fortaleza e Montes Claros (MG), passando por 8 Estados. A empresa Passaredo está investindo R$ 100 milhões na compra das aeronaves. Mossoró está entre as 12 cidades de grande porte que entrarão na rota regional que incluirá novas linhas nas 9 capitais nordestinas.

25
jan

Previsões nada animadora…

Postado às 15:00 Hs

As previsões não são nada animadores para ” o nosso inverno”… E aí como será ?

Segundo informações veiculadas na Tribuna do Norte, meteorologistas dos principais centros de previsão climática do país estão reunidos em Fortaleza, capital cearense, e divulgaram hoje (25) as previsões para os próximos três meses na região do semi-árido nordestino. Após as pesquisas concluídas ontem, os especialistas de instituições estaduais e órgãos nacionais concluíram que as previsões não são muito diferentes da situação atual de seca.

Segundo Eduardo Sávio Martins, presidente da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), as chuvas no semi-árido nordestino nos meses de fevereiro, março e abril ficarão abaixo do normal no norte do Nordeste. De acordo com Eduardo Martins, a seca no próximo trimestre ocorrerá devido à Zona de Convergência Intetropical, onde os ventos vindos dos hemisférios Norte e Sul trazendo umidade confluem, perdendo esse fator essencial para as chuvas na região.

O prognóstico geral para o Nordeste, de acordo com os estudos é de chuvas abaixo da média e de forma irregular, prejudicando os produtores da região.Apesar de a seca atingir principalmente o semi-árido nordestino, outras regiões também foram atingidas, como o norte de Minas Gerais, onde a safra de pequi, fruta tradicional da região, atrasou um mês devido à seca e às pragas. Segundo a ater, no município de Campo Azul, no norte de Minas, a expectativa é de que a produção seja 40% menor que o ano passado, quando o total chegou a 1875 toneladas.

 

 

06
jan

Sol vale menos que chuva?

Postado às 19:50 Hs

Deu no blog de Carlos Britto:

Esta semana o País assistiu a mais um fato lamentável no Rio de Janeiro, onde famílias do  distrito de Xerém em Duque de Caxias(RJ) ficaram sem casas – e algumas até sem parentes – por conta das fortes chuvas no estado.

Um drama que se repete, a cada ano.

Independente das promessas do governo federal, feitas em 2012 (nessa mesma época), em investir em ações preventivas, quando no mesmo estado fluminense os temporais deixaram um rastro de destruição, há um debate polêmico que pode surgir dessa questão sob a ótica da mídia.

Será que a dor provocada pela tragédia das chuvas é maior do que a da estiagem que dizima plantações, animais e até gente no Nordeste?

Claro que não. Tragédias são sempre tragédias, seja como venham, porque ceifam vidas. Mas a impressão deixada pelos principais veículos de comunicação do País é de que as chuvas valem mais que o sol. Seja no Rio, São Paulo ou em Santa Catarina.

A Grande Imprensa nacional prefere dar mais espaço à comoção por pessoas morrendo afogadas ou soterradas (principalmente quando, no centro dos fatos, existe um Zeca Pagodinho da vida tentando socorrer as vítimas) do que por cidadãos sem ter o que comer ou beber por causa da seca.

As tragédias deveriam ser vistas como uma só. Mas há diferenças. Não na dor, mas na forma de explorar a dor, que até nesses casos vem revestida de preconceito. Infelizmente.

10
nov

Charge: Enquanto isso…

Postado às 19:53 Hs

 

Ao fazer um balanço das ações do governo contra a seca no Nordeste, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (9) que não quer deixar a região “voltar para trás”. Ela disse que muitos problemas já foram superados, “mas ainda tem muito a ser feito”, ao discusar em Salvador, após encontro com governadores e representantes dos estados da região.

“Vamos ajudar o Nordeste, não queremos deixa-lo voltar para trás. Considero que fomos capazes de elencar medidas que temos certeza que são fundamentais para que a gente supere a seca”, afirmou a presidente.

Mais cedo, o governo anunciou que começará a investir, ainda neste ano, R$ 1,8 bilhão para aumentar o fornecimento de água no Nordeste e no norte de Minas Gerais. Segundo o Ministério da Integração, serão 77 obras nos dez estados contemplados, para construção ou ampliação de adutoras, barragens e sistemas simplificados de abastecimento.

O governo também vai investir nas chamadas “ações emergenciais”, para aliviar demandas imediatas da população do semiárido atingida pela estiagem. As medidas incluem envio de carros-pipa para fornecimento de água e recuperação de poços.

Além disso, o governo vai repassar mais duas parcelas de R$ 80 para famílias afetadas no Bolsa Estiagem, totalizando R$ 560 no ano. O Garantia-Safra, para pequenos agricultores, também foi ampliado, com mais duas parcelas de R$ 136, alcançando R$ 952.

Fonte: Globo.com

04
jun

Charge: Triste realidade

Postado às 14:57 Hs

jun 20
domingo
00 13
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
53 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.872.542 VISITAS