O Rio Grande do Norte realiza neste sábado (28) mais um Dia D destinado à vacinação contra Covid-19, em especial para as pessoas com atraso na segunda dose. O objetivo é completar o esquema vacinal da população, ampliando a imunização entre os potiguares.

Segundo levantamento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), cerca de 59 mil pessoas estão com a aplicação da segunda dose em atraso em todo estado. A Sesap orienta que os potiguares busquem a sala ou posto de vacinação mais próximos de sua residência e regularizem o esquema vacinal. Estudos mostram que as vacinas são eficazes contra a variante Delta. Assim, é importante completar a vacinação e tomar os cuidados sanitários necessários.

Para intensificar a campanha estadual de vacinação e reforçar estoque de doses disponíveis nos munícipios, a Sesap realiza, hoje (27) às 15h, a distribuição de 83 mil doses de vacina exclusivas para aplicação da D2. Além disso, serão distribuídas mais 11.346 doses da Pfizer e 37.150 da Coronavac/Butantan.

A vacinação contra a Covid-19 em Mossoró bateu novo recorde neste fim de semana com a aplicação de 5.793 doses. O município conseguiu aplicar 4.637 doses como D1 (primeira dose) e 1.134 como segunda dose (D2).

O avanço da vacinação no município também ficou evidenciado com a redução da faixa etária para o público em geral sem comorbidades, que até a última sexta-feira (16) estava em 35 anos e baixou para 33 anos ainda no sábado (17). A procura pela vacina foi intensa nas 9 Unidades Básicas de Saúde abertas no sábado e domingo e no Ginásio do SESI que funcionou apenas um dia.

Com grande demanda, estoque de D1 é esgotado no município

A grande mobilização para garantir a imunização dos mossoroenses teve como protagonistas os servidores da Saúde municipal e os voluntários, além das equipes atuantes no Ginásio do SESI. Graças a atuação das equipes em pleno fim de semana, todas as doses disponíveis para a primeira aplicação foram utilizadas.

“O município vacina mediante a disponibilidade de doses. Na sexta-feira havíamos recebido mais de 4 mil vacinas e as utilizamos neste fim de semana durante a campanha Mossoró Vacina. É nosso objetivo garantir que as doses não fiquem guardadas”, disse Morgana Dantas, secretária municipal de Saúde ao fazer referência ao uso completo das doses destinadas para primeira aplicação.

Ela garante que assim que o município receber nova remessa de imunizantes, a vacinação com D1 será retomada e afirma que a partir de segunda-feira (19), só serão usadas as vacinas reservadas para segunda dose (D2). Também estará disponível a dose única da vacina Janssen para o grupo dos caminhoneiros.

“Não temos mais vacina para D1 e estamos no aguardo de nova remessa de vacinas. Porém, temos as segundas doses reservadas, então, quem já está no prazo ou apto para encerrar o ciclo de imunização poderá procurar os pontos de vacinação”, disse a titular da pasta.

Fonte: Assessoria

 

Mossoró recebe nesta sexta-feira (16) um total de 4.825 doses de imunizantes contra a Covid-19. Com o recebimento deste novo lote, a Secretaria Municipal de Saúde retoma ainda hoje a aplicação da primeira dose que estava suspensa. Foi anunciada a redução da faixa etária para 35 anos ou mais do público geral sem comorbidades.

Outra novidade é a redução para 25 anos ou mais da faixa etária dos trabalhadores da indústria e da construção civil. Bem como, a inclusão dos bancários e dos trabalhadores dos Correios de 18 anos ou mais.

As doses estarão disponíveis no Ginásio do SESI a partir das 13 horas. É necessária a apresentação dos documentos (cópias e originais). No caso da população em geral, documento de identificação pessoal e comprovante de residência. Nos demais casos, também comprovação de atuação profissional (carteira de trabalho, declaração da empresa, etc).

Ainda seguem sendo vacinados com aplicação de dose única os caminhoneiros. Quem está no período da segunda dose pode procurar as equipes de vacinadores colocadas à disposição dos mossoroenses.

No próximo final de semana (17 e 18/07), a prefeitura estará promovendo mais uma edição da campanha Mossoró Vacina com 10 Unidades Básicas de Saúde abertas. No sábado (17), além das UBS’s, também irá funcionar o Ginásio do SESI.

Fonte: Assessoria

Mais de 110 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 já foram aplicadas no Brasil, o que significa que mais da metade da população vacinável já receberam pelo menos uma dose de imunizante, ou seja, mais de 80 milhões de pessoas. No país, considera-se público vacinável pessoas maiores de 18 anos, correspondendo a cerca de 160 milhões de brasileiros. Já foram distribuídas, pelo Ministério da Saúde, mais 143 milhões de doses de vacinas para os estados e o Distrito Federal, possibilitando a imunização de 100% dos grupos prioritários da campanha, com pelo menos uma dose da vacina.

Nesta quarta-feira (30), o Brasil ultrapassou, a marca de 100 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 aplicadas. O número, de 100.241.042, foi registrado pela plataforma coronavirusbra1, que compila as informações das secretarias estaduais de Saúde.

Segundo a plataforma, foram 73,6 milhões de doses em 1ª aplicação e 24,4 milhões de segundas doses ou doses únicas. Isso significa que 34,5% da população receberam pelo menos a 1ª dose da vacina e 12,4% estão plenamente imunizados.

Nesta quarta-feira (30), as vacinas Covid-19 da Astrazeneca/Fiocruz e Pfizer/Biontech foram incorporadas ao Sistema Único de Saúde (SUS) pelo Ministério da Saúde. A portaria que traz a inclusão desses imunizantes foi publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (30).

A medida foi tomada após parecer favorável da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), que assessora o Ministério da Saúde nas decisões sobre a incorporação ou alteração de tecnologias no SUS. A demandas de avaliação de tecnologias para tratamento da Covid-19 têm tido prioridade na análise da Comissão, com prazos emergenciais e avaliações concluídas em até 60 dias, um terço do prazo normal, de 180 dias.

No próximo dia 12 de junho as gestantes do Rio Grande do Norte poderão procurar os postos de saúde para garantir sua imunização contra a Covid-19. As unidades básicas de saúde irão funcionar das 8h às 17h e a expectativa é vacinar aproximadamente 20 mil mulheres grávidas em todo o estado. A ação faz parte de um esforço conjunto da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do RN (Cosems) para tentar frear o aumento de óbitos em gestantes no estado. Desde o início da pandemia, em março de 2020, já são 40 óbitos por Covid-19 em gestantes no Rio Grande do Norte.

O imunizante utilizado será o da Pfizer, recomendado e enviado pelo Ministério da Saúde, para uso nas gestantes com e sem comorbidades. É necessário levar o cartão de pré-natal À uma unidade de saúde mais próxima de sua casa ou aos sistemas de drive thru de vacinação, caso o município de residência ofereça essa estratégia. Hoje (07) a Sesap distribuí aos municípios 13.638 doses do imunizante da Pfizer. E para amanhã (08) está prevista, às 15h, a chegada de mais um lote com 43.290 doses da Pfizer.

As exigências de armazenamento da vacina da Pfizer contra a Covid-19, que era de temperaturas muito baixas de -70ºC, mudaram. Acontece que nesta semana a agência sanitária da Europa aprovou a possibilidade de armazenagem do imunizante a temperatura de geladeira, entre 2ºC e 8ºC, por um período de 30 dias, desde que o frasco não tenha sido aberto ainda.

Essa é a mesma temperatura de armazenamento de outras vacinas, a exemplo das que são usadas no Brasil desde janeiro, a CoronaVac e Oxford/Astrazeneca. Além da autorização europeia, a CNN apurou que a Pfizer vai pedir à Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) para alterar o protocolo de armazenamento das vacinas aqui no Brasil.

Segundo a reportagem, representantes da farmacêutica disseram que esse pedido possivelmente deve acontecer ainda nesta semana. Atualmente no Brasil é permitido o armazenamento em geladeira comum apenas por cinco dias e por 14 dias em temperaturas de freezer, entre -15ºC e -25ºC.

A nova recomendação abre possibilidade para que mais cidades do Brasil possam receber vacinas da Pfizer.

17
Maio

Mais vacinas

Postado às 21:03 Hs

O Rio Grande do Norte recebe na madrugada desta terça-feira (18), mais 104 mil doses de vacinas contra a Covid-19.

Um voo previsto para aterrissar no RN às 2h trará 38,2 mil doses de Coronavac e mais 55,3 mil doses do imunizante da AstraZeneca.

À 15h, chegarão mais 10.530 doses da vacina da Pfizer. Ao todo, serão 104.030 doses recebidas.

O município de Mossoró inicia nesta quinta-feira (13), a vacinação de pessoas com deficiência, que estejam com benefício assistencial, e pessoas com comorbidades a partir dos 45 anos. A vacinação será feita com a vacina AstraZeneca/Oxford.

Os públicos devem agendar a vacinação em uma das 46 unidades básicas de saúde ou comparecer ao Ginásio do Sesi, no bairro Doze Anos, das 8h às 16h neste último.

A secretária municipal de Saúde, Morgana Dantas, destaca que conforme a disponibilidade de doses, o município seguirá aplicando as doses. “Nossas equipes estão preparadas para seguir vacinando conforme a disponibilidade de vacinas para Mossoró seguir avançando na vacinação”, comentou Morgana.

É importante que as pessoas com comorbidades apresentem no momento da vacinação documento oficial com foto, comprovante de residência e laudo médico (originais e cópias). Vale lembrar ainda que as pessoas com deficiência devem estar cadastradas no benefício assistencial do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

Fonte: Assessoria

O Rio Grande do Norte recebe nesta quinta-feira (13), ao fim da tarde, mais um lote de vacinas. De acordo com a indicação do Ministério da Saúde, serão entregues à Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) 89.550 doses, sendo 33.800 unidades da Coronavac/Butantan e 55.750 imunizantes da Astrazeneca/Fiocruz.

As doses da Coronavac serão voltadas em sua totalidade para atender a vacinação atrasada dos potiguares que aguardam a 2ª dose. A Sesap enviará uma orientação aos municípios para completar o esquema vacinal. Este é o primeiro de dois lotes de Coronavac aguardados, a partir da articulação feita pelo Governo junto ao Ministério da Saúde.

Até a manhã desta quarta-feira (12), cerca de 75 mil potiguares ainda esperavam a 2ª dose da Coronavac. O lote de vacinas da Astrazeneca/Fiocruz, segundo indicação do Ministério da Saúde, também é destinado para atender quem tomou a primeira vacina há cerca de 90 dias.

Com estes novos lotes, o RN chega a 1,25 milhão de doses recebidas, somando os imunizantes da Coronavac/Butantan, da Astrazeneca/Fiocruz e da Pfizer.

08
Maio

* * * QUENTINHAS… * * *

Postado às 13:10 Hs

* * * Um novo lote de vacinas contra a Covid-19 chegou ao Rio Grande do Norte na manhã deste sábado (8). São 15,6 mil doses de Coronavac, que serão destinadas para atender o déficit de segunda dose no estado, segundo a Sesap. O quantitativo atende 17,9% dos mais de 87 mil potiguares que estão com a segunda dose do imunizante em atraso. De acordo com a Sesap, um novo lote de Coronavac deve ser entregue pelo Ministério da Saúde no próximo fim de semana. A previsão é de que as doses recebidas neste sábado sejam encaminhadas aos municípios durante o fim de semana. O RN também aguarda para o início da semana um novo carregamento de imunizantes, desta vez da Phizer. * * * 

* * * O concurso 2.370 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 20 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h deste sábado (8) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. A aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet. * * *

* * * Além de Henrique Eduardo outro político do Rio Grande do Norte (RN) se livra das garras da Justiça: . O Ministério Público arquivou inquérito “por eventual ato de improbidade em face de possível omissão deliberada na adoção de providências de estruturação física e de pessoal do sistema penitenciário potiguar”. O arquivamento foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (8). * * *

 

Com 11,5 milhões de doses distribuídas nesta semana, o Brasil deve vacinar 25% do grupo apto a ser imunizado contra a Covid-19. A população adulta brasileira corresponde a 163.981 milhões de pessoas e, se as secretarias estaduais aplicarem as novas doses recebidas, 40,9 milhões dos maiores de 18 anos terão a primeira dose nos próximos dias. A entrega de vacinas aos estados no início de maio é a maior desde o começo da pandemia de coronavírus. Serão mais de 11 milhões de doses. Desse total, 6,5 milhões foram produzidos pela Fiocruz; 4 milhões, pelo consórcio Covax Facility, encabeçado pela Organização Mundial da Saúde (OMS); 1 milhão, pela Pfizer/BioNTech; e 420 mil pelo Butantan. Desde quando a campanha de imunização começou, em 18 de janeiro deste ano, a semana de 28 de março a 3 de abril detinha o recorde de maior número de doses distribuídas, com 9,2 milhões de vacinas repassadas aos estados. A quantidade estimada para os primeiros sete dias de maio é 25% superior a esse montante.

Foto: Frank Augstein/Pool/Reuters/Arquivo

A proporção de mortes de idosos com 80 anos ou mais caiu pela metade no Brasil após o início da vacinação contra a covid-19. Os dados fazem parte de um estudo liderado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). O percentual médio de vítimas dessa faixa etária era de 25% a 30% em 2020 e passou para 13% no final de abril.  Quando teve início a imunização, em janeiro de 2021, o percentual era de 28%.

De acordo com o Cesar Victora, epidemiologista e líder da pesquisa, outros estudos já demonstraram a associação entre a vacinação e a queda nas internações e nas mortes, por exemplo a partir dos dados da população de Israel. A novidade desta análise é que o mesmo se confirma em um cenário com predominância da variante P1. Em Israel, a imunização alcança mais de 55% da população, segundo dados da plataforma Our World in Data, da Universidade de Oxford.

A pesquisa liderada pela UFPel indica que pelo menos 13,8 mil mortes de brasileiros com 80 anos ou mais em um intervalo de oito semanas foram evitadas.

16
abr

Mais vacinas no RN

Postado às 10:08 Hs

O plano de imunização contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte ganhou novo reforço nesta sexta-feira (16). São 89,4 mil doses, entre imunizantes CoronaVac/Butantan e Oxford/Fiocruz, que a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) distribuirá aos municípios potiguares ainda nesta sexta.

As doses, seguindo a orientação do Ministério da Saúde, são voltadas aos potiguares idosos, trabalhadores da saúde e forças de segurança. As 36.400 doses da CoronaVac serão divididas entre a primeira dose para pessoas entre 60 e 64 anos, trabalhadores da segurança e da saúde, além da dose 2 para quem trabalha na saúde e idosos entre 65 e 69 anos.

Já no caso da Oxford serão 53 mil doses, todas destinadas à ampliação da vacinação com a primeira doses para idosos entre 60 e 69 anos.

A distribuição dos imunizantes seguirá o mesmo esquema de segurança montado desde janeiro, coordenado por Sesap e Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), contando com a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar.

Esta semana o RN cruzou os números de 400 mil pessoas vacinas e 500 mil vacinas aplicadas. De acordo com a plataforma RN+ Vacina, até o início da manhã desta sexta-feira 415 mil potiguares receberam ao menos a primeira dose, sendo aplicadas 534 mil vacinas. Assim, o RN chegou a 54% da meta de vacinação para o público-alvo da fase 2 do plano de imunização, que é de 757.069 pessoas.

O Brasil bateu recorde na aplicação de doses de vacinas contra covid-19 nesta terça-feira (13). De acordo com a plataforma independente acinabrasil.org, foram aplicadas 1.225.396 doses apenas hoje. Agora, o Brasil contabiliza 32.310.602 doses administradas nos brasileiros, sendo 24.498.318 primeiras doses e 7.812.284 segundas doses das vacinas adquiridas pelo governo federal.

O Ministério da Saúde já disponibilizou aos Estados um total de 47.862.856 doses de imunizantes contra o coronavírus, das quais 32,3 milhões foram efetivamente aplicadas.

O Brasil continua ostentando a posição de quinto país que mais aplica vacinas em sua população, ficando atrás apenas dos quatro grandes produtores de imunizantes: Estados Unidos, China, Índia e Reino Unido.

Nesta terça, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou que cerca de 1,5 milhão de brasileiros não apareceram para tomar a segunda dose, mas todos serão chamados a comparecer aos postos de vacinação. Afinal, apenas uma dose de vacina não é suficiente para imuniza uma pessoa, de acordo com especialistas.

DIÁRIO DO PODER

O Brasil ultrapassou a marca de 30 milhões de doses de covid aplicadas em 85 dias de campanha, um resultado a ser comemorado por superar Alemanha, França e Itália, que juntos têm população equivalente à nossa e levaram 89 dias para bater a marca. O mesmo ocorreu no Reino Unido, primeiro país do ocidente a iniciar a vacinação.

Até o fim da tarde deste domingo (11), foram aplicadas no Brasil exatamente 30.356.490 doses de vacina, de acordo com a plataforma independente vacinabrasil.org.

Apesar de rico e grande produtor de vacinas, levou 104 dias para superar 30 milhões de doses. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O Reino Unido é o quarto no ranking com 39 milhões de doses aplicadas, mas o Brasil deve ultrapassar os britânicos até o fim deste mês.

O Brasil levou 47 dias para chegar a 10 milhões de doses, 24 dias para ir aos 20 milhões e apenas 14 para ultrapassar a marca dos 30 milhões.  A média diária de doses aplicadas no Brasil está acima de 750 mil e é a quarta melhor, atrás de China, Índia e EUA, diz o Our World in Data.

Além das 30 milhões de doses aplicadas, há cerca de 20 milhões que já foram entregues pelo governo federal a todos os Estados.

DIÁRIO DO PODER

Balanço da vacinação contra Covid-19 desta sexta-feira (9) aponta que 22.686.106 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, segundo dados divulgados até as 20h. O número representa 10,71% da população brasileira.
A segunda dose já foi aplicada em 6.843.168 pessoas (3,23% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal.
No total, 29.529.274 doses foram aplicadas em todo o país.
Este é o segundo dia seguido desde o começo da pandemia que o Brasil vacina mais de 1 milhão de pessoas em 24h. De ontem para hoje, a primeira dose foi aplicada em 515.998 pessoas e a segunda dose em 485.389 pessoas, num total de 1.001.387.

A informação é resultado de uma parceria do consórcio de veículos de imprensa, formado por G1, “O Globo”, “Extra”, “O Estado de S.Paulo”, “Folha de S.Paulo” e UOL.

O Governo do Rio Grande do Norte inicia nesta quinta-feira (8) a vacinação contra o coronavírus para os agentes da segurança pública que atuam no Estado. Nesta primeira remessa, serão aplicadas 1.040 doses do imunizante CoronaVac, da biofarmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan. Devem se vacinar servidores públicos da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP), Polícia Penal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Penal Federal e agentes públicos das guardas municipais.
set 18
sábado
06 43
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
53 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.879.123 VISITAS