A adesão em massa dos brasileiros ao Pix — sistema de pagamentos instantâneos do BC (Banco Central) — sinaliza um futuro de domínio de fintechs e dos bancos digitais, que vão abocanhar grande parte do mercado anteriormente dominado por bancos tradicionais e operadoras de cartão de crédito, em um novo contexto com taxas inexistentes ou muito menores para transferências entre instituições e com o atendimento baseado principalmente no meio virtual. A opinião é de Alexandre Pinto, diretor de inovação e novos negócios da Matera, empresa especializada na tecnologia bancária. “Hoje a gente só vê a conta das fintechs aumentando, a dos bancos tradicionais não diminuem. Por quê? Porque ainda tem algumas barreiras de entrada, quando elas acabarem nós vamos começar a ver um movimento de migração”, diz. Para Alexandre, a rápida adesão dos brasileiros ao meio de pagamento mostra uma necessidade muito grande entre os consumidores por transações mais rápidas no dia a dia, sem taxas a serem pagas a cada transferência entre bancos, que às vezes chegam a R$10 e podem demorar horas.

A partir de 1º de abril, os usuários do Pix poderão integrar as listas de contato de seus celulares à ferramenta. A mudança no regulamento foi anunciada na semana passada pelo Banco Central (BC) e publicada hoje (22), em resolução, no Diário Oficial da União. Segundo o BC, objetivo é facilitar a identificação de quem cadastrou seu número de celular como chave Pix, simplificando ainda mais o pagamento com a funcionalidade.

A partir desta segunda-feira, as instituições participantes do Pix devem informar sobre essa possibilidade de que outros usuários tenham conhecimento sobre a existência de sua chave Pix. A funcionalidade de verificação de chaves registradas se aplica ao número de telefone celular e também ao endereço de e-mail.

De acordo com a resolução, a informação deve ser concedida em tempo hábil para que os usuários tenham condições de solicitar a exclusão de sua chave Pix, se assim desejarem. Sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, o Pix permite a transferência de recursos entre contas bancárias 24 horas por dia.

O Banco Central (BC) adiou novamente a implementação do Pix Cobrança, ferramenta que permitirá cobranças com vencimento em datas futuras. Inicialmente prevista para começar em janeiro, a nova funcionalidade do Pix entraria em operação nesta segunda-feira (15), mas agora só começará a funcionar em 14 de maio.

A instrução normativa, com a nova data, foi publicada hoje no Diário Oficial da União.

O Pix Cobrança para pagamentos com vencimento permitirá que empresas ou microempreendedores gerem um código QR (versão avançada do código de barras) para transações em data futura, como um boleto. Desde o lançamento do Pix, em 16 de novembro, é possível gerar um código QR para pagamentos imediatos.

O BC não informou o motivo do adiamento. Mas, de acordo com a instrução normativa, os participantes do Pix que já ofertam o Pix Cobrança agora terão até 30 de abril para concluir as etapas de validação de QR Codes.

Sistema de pagamentos instantâneos do BC, o Pix permite a transferência de recursos entre contas bancárias 24 horas por dia. As transações são executadas em até 10 segundos, sem custo para pessoas físicas. Para usar o Pix, o correntista deve ir ao aplicativo da instituição financeira e cadastrar as chaves eletrônicas, que podem seguir o número do celular, o e-mail, o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), para pessoas físicas ou o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), para empresas.

O total de chaves cadastradas no PIX, sistema de pagamentos instantâneos, atingiu 159,38 milhões em janeiro, conforme divulgado nesta sexta-feira pelo Banco Central (BC). No fim de 2020, as chaves somavam 133,87 milhões. No caso das pessoas físicas, as chaves passaram de 128,1 milhões em dezembro de 2020 para 152,47 milhões no primeiro mês de 2021. Para pessoas jurídicas, a variação foi de 5,77 milhões para 6,91 milhões.

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, e diretores da instituição têm afirmado que a tendência é de um crescimento mais acelerado do PIX por empresas. O total de cadastrados, por sua vez, ficou em 65,49 milhões em janeiro, sendo 61,5 milhões de pessoas físicas e 3,98 milhões de pessoas jurídicas. Em dezembro, o total era de 56,04 milhões, sendo 52,70 milhões de pessoas físicas e 3,34 milhões de pessoas jurídicas.

A partir de janeiro, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderá ser recolhido por meio do Pix, anunciou hoje (22) o diretor de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução do Banco Central (BC), João Manoel Pinho de Mello. Na abertura da 11ª reunião plenária do Fórum Pix, ele declarou que o BC fechou um acordo de cooperação técnica com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho para permitir o recolhimento por meio do novo sistema de pagamentos instantâneo.

Segundo Pinho, a novidade está prevista para entrar em funcionamento em janeiro e será lançada junto com o FGTS Digital. A nova plataforma pretende centralizar a apuração, a cobrança, o recolhimento e o lançamento das contribuições para o Fundo de Garantia.

Segundo a Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, o novo sistema reduzirá custos para as empresas. Isso porque os empregadores deixarão de emitir cerca de 70 milhões de guias de recolhimento por ano e poderão acompanhar digitalmente o pagamento e a destinação das contribuições.

O Pix, sistemas de pagamentos instantâneos do Banco Central, movimentou cerca de R$ 11,8 bilhões na primeira semana de operação, conforme dados divulgados nesta segunda-feira, 23, pela autoridade monetária. O volume considera as transações realizadas entre o dia 16 de novembro, início da ferramenta, até ontem, dia 22. O maior movimento transacionado no Pix foi visto na sexta-feira, dia 20, quando o sistema somou mais de R$ 2,6 bilhões. Na ocasião, era feriado em algumas cidades por conta do Dia da Consciência Negra. Já no fim de semana, o volume financeiro se reduziu, retomando o patamar visto nos primeiros dias da novidade.

As apostas nas lotéricas podem ser pagas com Pix, sistema de pagamentos instantâneos que começou a funcionar plenamente nesta semana.  Segundo o Banco Central (BC), sempre que o cliente quiser pagar um jogo lotérico, ele terá o Pix como opção. “A novidade atende à demanda do mercado que solicitava integração das lotéricas ao Pix, na qualidade de permissionárias da Caixa Econômica Federal”, diz o BC.

O pagamento com Pix já está valendo, mas depende de as lotéricas estarem preparadas para receber por esse formato de transação. “As novas funcionalidades do Pix mostram o caráter multipropósito do meio de pagamento. Isso significa que ele deve ser capaz de acomodar todos os tipos de transação de varejo, envolvendo pessoas, empresas e governo. Recentemente, o BC aprovou a extensão do Pix para recolhimento do [Fundo de Garantia do Tempo de Serviço] FGTS e para contas das próprias instituições”, acrescentou o BC.

16
nov

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 11:18 Hs

  • Quem não compareceu às seções eleitorais neste domingo (15), dia do primeiro turno das Eleições Municipais de 2020, tem até 60 dias para justificar a ausência junto à Justiça Eleitoral. Para tanto, é preciso levar documentação que comprove por que não foi possível participar do pleito. A justificativa pode ser feita pelo aplicativo e-Título; pelo Sistema Justifica, acessível via internet; ou ainda entregando um Requerimento de Justificativa do Eleitor em qualquer zona eleitoral, sempre acompanhado do documento que comprove a ausência. É possível ainda enviar o requerimento por via postal ao juiz da zona eleitoral em que está inscrito.
  • Natal e o RN presenciaram uma campanha que reelegeu o prefeito de Natal Álvaro Dias com uma expressiva maioria apenas pelos seus méritos.
    Álvaro Dias não deve sua reeleição a nenhum cacique da política potiguar. O ex-prefeito Carlos Eduardo Alves fez  confusão Para indicar à vice-prefeito e depois sumiu. Á vitória de Álvaro foi fruto do sua habilidade política e trabalho aprovado pelos natalenses.
  • O Partido dos Trabalhadores (PT) no Rio Grande do Norte não tem muito a comemorar das eleições 2020. Elegeu apenas 3 prefeitos no Estado. Currais Novos, Sitio Novo e Afonso Bezerra.
  • O atual prefeito Dr Gustavo é o prefeito eleito na cidade de Assú (RN) com apenas 5 votos de vantagem sobre o segundo colocado Ivan Junior. Dr. Gustavo recebeu 16.823 votos (49,12%), contra 16.818 (49,11%) de Ivan Junior.
  • O Pix, sistema de pagamentos instantâneos do BC (Banco Central), passa a estar disponível nesta 2ª feira (16.nov.2020) para toda a população. A ferramenta permite fazer transferências em tempo real a qualquer momento, inclusive horário não comercial e aos finais de semana.A opção de transferência e pagamento estará disponível nos aplicativos dos bancos e outras instituições financeiras. A tecnologia promete deixar TED e DOC obsoletos. De 3 a 15 de novembro, o Pix esteve em fase de testes para parte do público.
  • Pau dos Ferros escolheu pela primeira vez uma mulher prefeita, trata-se de Marianna Almeida (PSD) que governar a principal cidade do Alto Oeste que derrotou Leonardo Rêgo(DEM) em votação esmagadora.
  • O mesmo  acontece com as cidades litorâneas : Tibau (Lidiane PSDB) e Grossos (Cinthia Sonale PSDB) que terão gestoras a frente da municipalidade.
abr 20
terça-feira
22 52
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
68 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.866.010 VISITAS