O MDB nacional afirmou, hoje, que qualquer de seus filiados que aceitar assumir um ministério do governo do presidente Jair Bolsonaro será “convidado a se retirar” da sigla. Com as recém anunciadas mudanças na Esplanada dos Ministérios, com a ida do presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PP-PI), para a Casa Civil, outros políticos começaram a ter seus nomes considerados para chefiar ministérios. As informações são do Poder 360.

Diante das mudanças, aventou-se a possibilidade nos bastidores de que o MDB, maior bancada do Senado, também gostaria de chefiar uma pasta.

A postagem oficial aparece como resposta aos rumores crescentes de que o partido também entraria no governo de forma direta. A sigla já tem o líder do Governo no Congresso e no Senado.

O Brasil chegou a 100 milhões de vacinados contra a covid-19 na tarde desta segunda-feira (26). Foram vacinadas 100.072.759 pessoas desde o começo da vacinação até as 14h51 desta segunda-feira.

O número refere-se à soma daqueles que receberam a 1ª dose de um imunizante de dose dupla aos que tomaram uma vacina de injeção única. O dado é da plataforma coronavirusbra1, que compila números das secretarias estaduais de Saúde.

O país atingiu a marca perto de ultrapassar a média de 1,5 milhão de doses aplicadas diariamente. Nos 7 dias até o domingo (25), foram aplicadas, em média, 1.468.516 injeções diárias. É o recorde desde o começo da vacinação, em 17 de janeiro de 2021. O número considera qualquer aplicação, seja da 1ª ou da 2ª dose, seja de uma vacina de dose única.

A média de domingo subiu 11% frente a duas semanas antes. O número de aplicações começou a acelerar a partir de junho. Desde o dia 15 daquele mês, a média de 7 dias não fica abaixo de 1 milhão de doses diárias.

O infográfico a seguir mostra o ritmo de aplicação de doses até domingo (25), já que os dados desta segunda-feira ainda serão atualizados com o total do dia.

Para explicar a situação da pandemia, o Poder360 usa como métrica a média móvel de 7 dias. Trata-se da média diária de aplicações nos 7 últimos dias, incluindo a data.

O indicador matiza eventuais variações abruptas, sobretudo nos fins de semana, quando há menos aplicações relatadas. Nesses dias há menos funcionários nas secretarias estaduais de Saúde para reportar e compilar os dados, respectivamente.

Poder 360

26
jul

Números da Covid

Postado às 20:07 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta segunda-feira (26):

– O país registrou 578 óbitos nas últimas 24h, totalizando 550.502 mortes;

– Foram 18.999 novos casos de coronavírus registrados, no total 19.707.662.

A média móvel de mortes nos últimos sete dias está em 1.107, no menor patamar desde o fim de fevereiro.

A média móvel de novos casos teve uma interrupção de queda na semana passada, quando o país registrou 108,7 mil infecções em um único dia. Agora, ela está em 45.117.

Com apoio do centrão e do presidente da Câmara, Arthur Lira, deve ser aprovada sem dificuldades pelos deputados a PEC 125, da “reforma eleitoral”, que institui o distritão. É o sistema eleitoral que torna majoritária a escolha dos deputados federais e estaduais, já em 2022. Serão vencedores os mais votados, simples assim. Hoje, as vagas nos parlamentos são preenchidas com base nos votos obtidos pelos partidos.

Pegando carona

No sistema atual, que dá poder às direções partidárias, candidato bem votado “arrasta” candidatos sem votos suficientes para se eleger.

Os sem-votos

Nas eleições de 2018, por exemplo, figuras como Rodrigo Maia (DEM-RJ) só ganharam mandato em razão de truques como “voto de legenda”.

Veto também ajuda

O anunciado veto de Bolsonaro ao fundo eleitoral pornográfico de R$5,7 milhões também reforça a aprovação do distritão.

Aprovação tranquila

O cientista político Paulo Kramer acha que a aprovação no Senado deve ser tranquila já que não afeta os atuais ocupantes de cargos majoritários.

Foto: Myke Sena/MS/Flickr

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou à coluna da Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo ser “muito provável” que a pasta diminua o intervalo entre as duas doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19 para 21 dias. Atualmente, o intervalo é de três meses.

O prazo de 21 dias é o previsto na bula do imunizante, mas a pasta decidiu ampliá-lo para imunizar mais pessoas com a primeira dose em um período de tempo menor. Segundo Queiroga, a decisão também foi motivada pela incerteza sobre a quantidade de doses que o país receberia neste ano.

“Naquele momento, não tínhamos certeza da quantidade de doses de Pfizer que receberíamos neste ano e optamos por ampliar o número de vacinados com a primeira dose. Mas agora temos segurança nas entregas e dependemos apenas da finalização do estudo da logística de distribuição interna dos imunizantes para bater o martelo sobre a redução do intervalo da Pfizer para 21 dias”, disse.

METRÓPOLES

Alvo de pedidos de impeachment, manifestações nas ruas e criticado por autoridades do Legislativo e Judiciário pelas ameaças às eleições de 2022, o presidente Jair Bolsonaro disse ontem que, se ele perder o apoio popular, “acabou”. A frase foi dita em frente ao Palácio do Alvorada, residência oficial do presidente em Brasília, enquanto o mandatário conversava com populares sobre a relação que mantém com seus apoiadores. “Se eu perder o apoio popular, acabou”, afirmou.

Na manhã de ontem, Bolsonaro havia feito um passeio de moto por regiões próximas ao centro da capital federal. Enquanto o presidente circulava por Brasília e falava com apoiadores, manifestações em diversas cidades pelo Brasil pediam pelo seu impeachment, registrando uma nova rodada de protestos contra o governo Bolsonaro. Segundo os organizadores, foram marcados mais de 400 atos, que ganharam o nome de #24JContraBolsonaro, em todos os Estados do País.

Com a administração federal na mira da CPI da Covid do Senado, Bolsonaro tem registrado quedas sucessivas no nível de popularidade. Pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) em parceria com o Instituto MDA, e divulgada no início de julho, por exemplo, mostrou que a avaliação positiva do governo, quando o entrevistado diz considerar a gestão ótima ou boa, caiu de 33%, em fevereiro de 2020, para 27,7% em julho deste ano. A queda levou a aprovação para o pior patamar desde o início da atual gestão, em janeiro de 2019.

Segundo o último Datafolha, 51% avaliam o governo como ruim ou péssimo, 6 pontos porcentuais a mais do que o último levantamento, em maio. Aqueles que veem a gestão como regular somam 24% da população, 6 pontos a menos do que há dois meses. Já os que avaliam como bom ou ótimo são 24%, índice estável desde o levantamento passado. A pesquisa mostra ainda que 59% da população não votaria no atual chefe do Executivo. Esse índice era de 54% no levantamento anterior, de maio.

*Com informações do Estadão

25
jul

Números da Covid

Postado às 19:07 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste domingo (25):

– O país registrou 476 óbitos nas últimas 24h, totalizando 549.924 mortes;

– Foram 18.129 novos casos de coronavírus registrados, no total 19.688.663.

– Com mais 8.676 curados registrados nas últimas 24h, o número total de recuperados do coronavírus é 18.349.436. Outros 789.303 pacientes estão em acompanhamento.

A Bancada Feminina do Senado Federal divulgou neste domingo (25) uma nota de repúdio contra o Senador eleito pelo RN, Styvenson Valentim. Segundo a nota “nada pode justificar a validação de atos e condutas inadmissíveis que revelam a violência estrutural, cultural e histórica da nossa sociedade”, referindo-se às palavras ditas pelo Senador Styvenson, ao comentar o caso (veja aqui) de uma mulher com uma criança no colo foi agredida por um policial militar durante uma ocorrência.

 

Reprodução

NOTA DE REPÚDIO DA BANCADA FEMININA NO SENADO

NADA justifica o injustificável!

O sentimento de indignação toma conta da Bancada Feminina do Senado Federal neste momento, em que fatos e relatos da prática de violência contra a mulher são retratados nos noticiários nacionais e nos chocam profundamente. Sentimento esse que ganha uma dimensão ainda maior quando a violência é justificada por agentes do Estado ou pessoas públicas que deveriam justamente nos defender e repudiar esse tipo de conduta.

As palavras têm um peso ainda maior por envolver a manifestação de um colega nosso do Senado Federal, o Senador Styvenson Valentim. Nada pode justificar a validação de atos e condutas inadmissíveis que revelam a violência estrutural, cultural e histórica da nossa sociedade.

Todos nós, juntos, precisamos entoar nossa voz e reforçar nossa luta em defesa de todas as mulheres brasileiras e contra qualquer tipo de violência, seja contra quem for.

Por isso, repudiamos qualquer palavra ou ato que venha retroceder na luta que enfrentamos há tanto tempo, dentro e fora do Parlamento.

Nosso maior esforço, enquanto Bancada Feminina do Senado Federal, é pela construção de uma sociedade unida e livre de violência.

Lutemos juntos…

Bancada Feminina do Senado Federal
25 de julho de 2021.

O Prefeito de Natal (RN) Álvaro Dias (PSDB) está com a faca e o queijo na mão. O Presidente Nacional do PSDB, Bruno Araújo, declarou que se ele topar ser candidato a Governador contra Fátima Bezerra nas eleições de 2022 será prioridade nacional.

Repercutindo já que Fátima Bezerra hoje é considerada imbatível.

Aguardemos os próximos capítulos… Eleições 2022 fervendo nos bastidores.

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou neste sábado, 24, a 95.217.256, o equivalente a 44,97% da população total. Nas últimas 24 horas, 757.316 pessoas receberam a primeira aplicação da vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal.

Entre os mais de 95 milhões de vacinados, 37.389.678 milhões de brasileiros estão com a imunização completa contra o coronavírus, o que representa 17,66% da população total. Nas últimas 24 horas, 311.288 pessoas receberam uma dose de reforço e outras 34.036 receberam uma vacina de aplicação única. Somando todas as vacinas aplicadas, o Brasil administrou 1.102.640 doses neste sábado.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu por unanimidade, hoje, encerrar o processo que tratava da autorização temporária de uso emergencial, em caráter experimental, da vacina Covaxin. As informações são da Agência Brasil.

A decisão foi tomada após a Anvisa ser comunicada pelo laboratório indiano Bharat Biotech Limited International que a empresa brasileira Precisa não possui mais autorização para representá-la no país. A farmacêutica é a fabricante da vacina Covaxin.

A diretora Meiruze Freitas, relatora do processo, destacou no voto que “o rompimento da relação comercial entre as empresas, bem como a decadência de requisito fundamental para a Autorização de Uso Emergencial, implica em impedimento da manutenção e continuidade da avaliação do pedido. A negativa está ancorada ao princípio da eficiência, uma vez que seguir com uma avaliação técnica de uma petição já administrativamente corrompida implicaria em significativo desperdício de esforços e recursos da administração”.

Em nota, a agência informou que o processo “será encerrado, sem a avaliação de mérito do pedido de autorização temporária de uso emergencial, em caráter experimental, protocolado pela empresa Precisa Comercialização de Medicamentos Ltda no dia 29 de junho deste ano”.

Estudos clínicos

Também pelo fato da Precisa não representar mais a Bharat Biotech no Brasil, ontem (23), a Anvisa já havia suspendido, cautelarmente, os estudos clínicos da vacina Covaxin no país. Por determinação da Coordenação de Pesquisa Clínica (Copec) do órgão, os ofícios comunicando a suspensão cautelar foram enviados ao Instituto Albert Einstein e à então patrocinadora do estudo, a empresa Precisa Comercialização de

24
jul

Números da Covid

Postado às 19:12 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste sábado (24):

– O país registrou 1.108 óbitos nas últimas 24h, totalizando 549.448 mortes;

– Foram 38.091 novos casos de coronavírus registrados, no total 19.670.534.

A média móvel de óbitos nos últimos 7 dias é de 1.169 e a média móvel de novos casos é de 46.869.

Mais de 250 municípios do nordeste brasileiro poderão desligar o sinal analógico e entrar de vez na era digital. Na próxima segunda-feira, 26, o ministro das Comunicações, Fabio Faria, estará em Natal para anunciar o resultado da primeira fase do programa Digitaliza Brasil, que desligará o sinal analógico de 97 municípios do Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte, além da segunda fase do edital, que prevê a inclusão de mais 161 municípios da Paraíba e do Maranhão para receber o sinal digital.

No mesmo dia o MCom também vai anunciar mais recursos para a conclusão da Infovia Potiguar. Serão mais R$ 6 milhões para o trecho que interliga Caicó, Currais Novos, e Santa Cruz. Outros R$ 4 milhões serão destinados à construção de dois trechos de longa distância interligando Santa Cruz, Canguaretama e Natal. A Infovia Potiguar se interliga ao Programa Nordeste Conectado, que está presente nas cidades de Mossoró e Caicó.

Facebook/ Reprodução

SERVIÇO

Data: 26/7 (segunda-feira)

Hora: 10h

Local: Holliday Inn Hotel, avenida Senador Salgado Filho, 1906, Natal

Contatos: (61) 98107-6662 / (61) 98107-6027

A Receita Federal vai abrir consulta ao terceiro lote de restituição do Imposto de Renda 2021 às 10h desta sexta-feira (23). Já o crédito bancário deverá ser liberado na próxima sexta-feira (30). Somente no Rio Grande do Norte, serão restituídos R$ 57.583.567,64 a 45 mil contribuintes, de acordo com o órgão. Em todo o país, o crédito bancário para 5.068.229 contribuintes deverá chegar a RS 5,8 bilhões.

Os próximos lotes de restituição são previstos para 31 de agosto (4º lote) e 30 de setembro (5º lote). Veja calendário. Têm prioridade no recebimento os idosos, portadores de deficiência, portadores de doenças graves e professores. Em 2021, a Receita Federal recebeu 358.692 declarações de Imposto de Renda de potiguares até às 23h59 do dia 31 de maio – fim do prazo para envio em 2021.

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou, hoje, que parte dos eleitores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) podem se sentir “um pouco confundidos” com a aliança do governo com o chamado Centrão. Falou a jornalistas no Palácio do Planalto. As informações são do Poder360. “O eleitor que é o eleitor do presidente Bolsonaro, vamos dizer assim, que é uma parcela de 25%, 30% da população, ele olha a pessoa, independente do partido em que ele está”, disse Mourão. E completou: “Agora, a outra parte dos eleitores que também votaram no presidente e, aí foi uma questão mais programática e vamos dizer assim de visão de futuro para o país, esses podem até se sentir um pouco confundidos. Isso vai depender obviamente, então, das ações daqui para lá”.
23
jul

Números da Covid

Postado às 20:19 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta sexta-feira (23):

– O país registrou 1.324 óbitos nas últimas 24h, totalizando 548.340 mortes;

A média móvel dos últimos sete dias está em 1.135, a menor de 26 de fevereiro.

– Foram 108.732 novos casos de coronavírus registrados, no total 19.632.443.

Este é o segundo maior número de casos diários de covid-19 desde o início da pandemia: 108.732, segundo dados enviados pelas unidades da federação ao Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde). O recorde foi no dia 23 de junho, com 115.228 novos casos. Na data de hoje, 63 mil casos represados foram reportados pelo Rio Grande do Sul. Nenhum desses era óbito.

A média móvel de novas infecções interrompeu uma sequência de queda observada desde a última semana de junho e agora está em 46.333.

Mais da metade das cidades brasileiras não registraram novas mortes por Covid-19 na última semana, entre 19 e 22 de julho. As informações fazem parte da 18 ª edição do estudo feito pela Confederação Nacional de Municípios (CMN), que mostra o cenário da pandemia no país. A pesquisa foi divulgada nesta sexta-feira (23) e ouviu 5,5 mil prefeitos. De acordo com o levantamento, 53% dos municípios do Brasil não registraram mortes pelo novo coronavírus na última semana. Outras 16,8% das cidades do país tiveram redução no número de óbitos, enquanto 19% permaneceram estáveis. Já 10% tiveram aumento. O número de municípios sem óbitos no Brasil nunca foi tão alto, destaca a pesquisa da CNM. Pela primeira vez, mais da metade das cidades do país passam uma semana sem a detecção de novas mortes.
22
jul

Números da vacina

Postado às 21:15 Hs

Hoje, o Brasil atingiu a marca de 36,5 milhões de pessoas que completaram a vacinação contra a covid-19. Até o momento, 36.533.170 brasileiros receberam a segunda dose ou a dose única da Janssen, o que representa 17,25% da população nacional.

Com relação às vacinas que necessitam de duas doses, a primeira delas foi aplicada em 1.136.590 habitantes nas últimas 24 horas. Até aqui, o total de vacinados nesta etapa inicial é de 93.225.911, o equivalente a 44,03% da população do país. A segunda dose foi aplicada em 855.500 pessoas entre ontem e hoje. Nesse mesmo período, outras 58.039 receberam a dose única da Janssen.

RN: 1ª dose – 1.439.617 (40,73%); 2ª dose – 532.751 (15,07%; dose única – 0)

jul 27
terça-feira
05 02
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
82 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.874.913 VISITAS