03
jul

Números da Covid

Postado às 19:59 Hs

Foram divulgados os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste domingo (3), de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass):

– O país registrou 53* óbitos nas últimas 24h, totalizando 671.911 mortes;

– Foram 18.575* novos casos de coronavírus registrados, no total 32.490.422; *Não atualizaram: DF, MA, MG, MT, RJ, RR e TO

A média móvel de óbitos nos últimos sete dias é de 215. A a média móvel de novos casos é de 58.826. O ministério da Saúde calcula que mais de 30,8 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

02
jul

Registros

Postado às 13:33 Hs

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste sábado (2).

São 528.467 casos totalizados. Até a sexta-feira (1º ) eram contabilizados 527.789, ou seja, 678 novos casos registrados, sendo 612 destes confirmados nas últimas 24 horas.

O total de óbitos por Covid no RN é de 8.272. Forma registrados dois (2) óbitos nas últimas 24h no RN, ambos em Natal. A Sesap registou um óbito após a confirmação de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.322. Recuperados são 508.606 Casos suspeitos somam 3.629 e descartados são 995.448. Estimativa de casos em acompanhamento: 11.589.

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 13h deste sábado (2). Neste período, havia 10 pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e um (01) aguardando avaliação. Foram registrados disponíveis 11 leitos críticos e outros 22, sendo clínicos.

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 79,3%, registrada no início da tarde deste sábado (2).

Pacientes com Covid-19 internados em leitos clínicos e críticos somam 83. Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 80% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 76,9% e a região Seridó tem 80%.

Até o momento desta publicação são 11 leitos críticos (UTI) disponíveis e 46 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 22 disponíveis e 37 ocupados.

Um leito de UTI está ocupado por paciente ‘não Covid-19’ e nenhum leito clínico está ocupado por paciente ‘não Covid-19’, com outra síndrome gripal.

01
jul

Novas Pesquisas

Postado às 20:17 Hs

Na próxima semana promete ser bem animada, vem aí mais um festival de pesquisas eleitorais no Rio Grande do Norte, agora para divulgação faltando um mês para as convenções.

Teremos : O Datavero, do jornalista Túlio Lemos, vai divulgar pesquisa na segunda-feira (4) – os números já podem ser divulgados no domingo, na 98FM.

A TCM, de Mossoró, vai divulgar números da pesquisa do instituto TS2 – de Mossoró – no dia 5, terça-feira.

E a 94 FM contratou o instituto Item, e vai divulgar os resultados na quarta-feira (6).

Serão números para todos os gostos, com direito a interpretações e interpretações. Diante do cenário de incertezas no Rio Grande do Norte, vale encher o eleitor de números.

As 3 pesquisas citadas está registradas na justiça eleitoral. A primeira (Datavero) vai ouvir 1.500 eleitores; a segunda (TS2) terá 781 entrevistas; e a última, Item, fará 1600 entrevistas.

Informações: Blog Thaisa Galvão

01
jul

Empatados segundo pesquisa

Postado às 15:56 Hs

O petista teria 38,9% dos votos e o atual presidente marcaria 37,6%. Ciro Gomes teria 7,3% das intenções de voto

Pesquisa do Instituto Futura, encomendada pelo Banco Modal, mostra Lula e Jair Bolsonaro tecnicamente empatados. O petista teria 38,9% dos votos e o atual presidente marcaria 37,6%. Ciro Gomes teria 7,3% das intenções de voto, seguido de André Janones (2,2%) e Simone Tebet (2%).

Segundo a pesquisa, Lula teria rejeição de 40%, um aumento de cerca de 2 pontos percentuais em relação a setembro (37,9%). A de Bolsonaro estaria em 50,3%, quase cinco pontos abaixo da apresentada há 10 meses (45,2%).

Num eventual segundo turno, Lula venceria Bolsonaro com 49% contra 41,7%

Para 44,5% dos entrevistados, a pauta econômica é a prioridade neste momento (combater a fome, reduzir a inflação e reduzir o desemprego).

Registrada no TSE, a pesquisa entrevistou 2 mil pessoas e tem margem de erro de 2,2 pontos.

O Antagonista

Pesquisa realizada pelo Instituto RealTime BigData sobre a disputa ao Governo do Rio Grande do Norte e divulgada nesta terça-feira (24) pela TV Tropical e pelo Portal da Tropical aponta que a atual governadora, Fátima Bezerra (PT), tem 39% das intenções de votos na pesquisa estimulada, quando são apresentados os nomes dos candidatos.

O senador Styvenson Valentim (Podemos) aparece com 14% das intenções. Em seguida, Fábio Dantas (Solidariedade) tem 12%; Clorisa Linhares (PMB), 3%. Na sequência, Wesli Natal Zuera (DC) e Rosália Fernandes (PSTU) têm 1% das intenções; Danniel Morais (Psol) não foi citado. Além disso, brancos e nulos somam 17% e não souberam ou não responderam totalizam 13%.

Na pesquisa espontânea, quando não há indicação dos nomes, a governadora Fátima Bezerra aparece com 23% das intenções. O senador Styvenson Valentim soma 6%, sendo seguido por Fábio Dantas, com 5%. Clorisa Linhares foi citada por 1%. Além deles, brancos e nulos somam 17% e 48% não souberam ou não responderam.

Rejeição aos pré-candidatos

A pesquisa também indagou os eleitores sobre a rejeição aos pré-candidatos. A governadora Fátima Bezerra aparece com o maior índice, sendo rejeitada por 35% dos entrevistados. O senador Styvenson Valentim tem 27% de rejeição; Fábio Dantas soma 20%; Clorisa Linhares e Wesli Natal Zuera têm 17% de rejeição; Danniel Morais, 16%; e Rosália Fernandes, 14%.

A pesquisa realizada pelo instituto RealTime BigData e encomendada pela Record TV/TV Tropical consultou 1.500 pessoas, entre os dias 25 e 27 de junho, e está registrada como RN-01637/2022.

Portal da Tropical

Um estudo divulgado nesta sexta-feira (24), pelo Instituto de Pesquisa Econômica (Ipea), aponta que a taxa de desemprego recuou em abril e chegou a 9,4%. O dado foi calculado pelo órgão a partir dos números trimestrais da Pesquisa Nacional por Amostral de Domicílios Contínua (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, (IBGE). Esse é o menor nível registrado desde outubro de 2015. A análise interanual aponta que a taxa de desocupação recuou 4,9% pontos percentuais em relação a 2021. A população ocupada em abril alcançou 97,8 milhões de trabalhadores, o índice mais alto desde o início da PNAD, em 2012. A força de trabalho cresceu 3,7% de janeiro e abril e atingiu 109,1 milhões de pessoas, maior contingente já apurado na pesquisa. Atualmente, segundo o trabalho, são cerca de 11 milhões de pessoas desempregadas pelo país. A retomada do emprego é classificada como generalizada: ocorre em todas as regiões, segmentos etários, educacionais e atinge todos os setores da economia. No entanto, ela é mais acelerada nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, onde as taxas de desemprego são de 8,5% na primeira e de 11,1% na segunda.

A Secretaria da Receita Federal divulgou, nesta quinta-feira (23/6), que a arrecadação do governo federal com impostos, contribuições e demais receitas atingiu a marca de R$ 165,3 bilhões em maio. É o maior valor registrado para o mês desde o início da série histórica, iniciada em 1995.

O resultado representa alta de 4,1% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a arrecadação foi de R$ 158,8 bilhões (valor corrigido pela inflação).

No acumulado deste ano, a arrecadação alcançou o valor de R$ 908,5 bilhões, o que representa um acréscimo de 9,75% na comparação com os primeiros cinco meses de 2021. Os dados também foram corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Em relação a abril deste ano, quando o montante arrecadado foi de R$ 195 bilhões, houve queda na arrecadação.

Segunda a Receita Federal, os números mostram, também, que o Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL), tributos sobre faturamento e lucro das empresas, tiveram acréscimo real de 19,4% em maio, atingindo R$ 222,7 bilhões.

“Destaca-se crescimento em todas as modalidades de apuração do lucro. Além disso, houve recolhimentos atípicos da ordem de R$ 20 bilhões, especialmente por empresas ligadas à exploração de commodities (produtos básicos com cotação internacional, como petróleo e alimentos), no período de janeiro a maio deste ano, e de 16 bilhões, no mesmo período de 2021”, informou a Receita.

Em maio, as desonerações, valor que o governo deixou de arrecadar, totalizaram R$ 10,1 bilhões, acima do registrado no mesmo mês do ano passado, de R$ 7,3 bilhões.

Metrópoles

22
jun

Números da Covid

Postado às 20:25 Hs

Foram divulgados os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quarta-feira (22), de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass):

– O país registrou 140 óbitos nas últimas 24h, totalizando 669.530 mortes;

– Foram 71.906 novos casos de coronavírus registrados, no total 31.890.733; A média móvel de óbitos nos últimos sete dias é de 120. A a média móvel de novos casos é de 39.852.

O ministério da Saúde calcula que mais de 30,4 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

A disputa para o Senado no Rio Grande do Norte (RN)  segue  equilibrada, segundo números da pesquisa Seta divulgada nesta quarta-feira (22). De acordo com o levantamento, Carlos Eduardo Alves (PDT) e Rogério Marinho (PL) estão empatados tecnicamente na liderança da corrida do senado.

Foram testados dois cenários da disputa: um com e outro sem Rafael Motta (PSB). Na pesquisa anterior, de 6 de maio, só foi testado um cenário, sem o pré-candidato do PSB.

Veja os números:

Estimulada – Senado – Cenário 1

  • Carlos Eduardo Alves (PDT): 18,3%
  • Rogério Marinho (PL): 15,7%
  • Rafael Motta (PSB): 8,7%
  • Ney Lopes de Souza (Brasil 35): 4,4%
  • Freitas Júnior (PSOL): 3,3%
  • Dario Barbosa (PSTU): 2,3%
  • Shirley Medeiros (DC): 1,2%
  • Ninguém/branco/nulo: 26,7%
  • Não sabe/não respondeu: 19,6%

Estimulada – Senado – Cenário 2

  • Carlos Eduardo Alves (PDT): 20%
  • Rogério Marinho (PL): 16,5%
  • Ney Lopes de Souza (Brasil 35): 5,4%
  • Freitas Júnior (PSOL): 3,3%
  • Dario Barbosa (PSTU): 2,7%
  • Shirley Medeiros (DC): 1,9%
  • Ninguém/branco/nulo: 29,1%
  • Não sabe/não respondeu: 21,1%

Espontânea – Senado

  • Carlos Eduardo Alves (PDT): 9,3%
  • Rogério Marinho (PL): 7,1%
  • Rafael Motta (PSB): 2,9%
  • Ney Lopes de Souza (Brasil 35): 0,7%
  • Dário Barbosa (PSTU): 0,5%
  • Freitas Júnior (PSOL): 0,3%
  • “Coligado com Bolsonaro”: 0,2%
  • Styvenson: 0,2%
  • Zenaide Maia: 0,2%
  • Jean Paul Prates: 0,1%
  • Wendel Lagartixa: 0,1%
  • PT: 0,1%
  • Ubaldo: 0,1%
  • Ninguém/branco/nulo: 3,3%
  • Não sabe/não respondeu: 74,8%

Dados

A pesquisa Seta, realizada com recursos do próprio instituto, entrevistou 1.500 pessoas entre os dias 17 e 19 de junho. A margem de erro é 2,7 pontos percentuais, com nível de confiança de 95%. Os registros na Justiça Eleitoral são o BR-00279/2022 e RN-02313/2022.

98 FM

A pesquisa do Instituto Seta divulgada na noite desta quarta-feira (22) apontou o seguinte resultado para o Governo do Rio Grande do Norte (RN). Conheça os números dos três principais Candidatos:

Fátima Bezerra: 34,7  – Fábio Dantas: 12,1  – Styvenson Valentim: 11,7 

POR CENÁRIO:

Estimulada – Governo do RN – Cenário 1

  • Fátima Bezerra (PT): 34,7% (+ 0,7 pp)
  • Fábio Dantas (Solidariedade): 12,1% (+ 2,1 pp)
  • Styvenson Valentim (Podemos): 11,7% (+ 3,7 pp)
  • Wesli Natal Zuera (DC): 2,6% (+ 1 pp)
  • Danniel Morais (PSOL): 1,7%
  • Clorisa Linhares (Brasil 35): 1,1% (- 0,2 pp)
  • Ninguém/branco/nulo: 16,1% (- 12,2 pp)
  • Não sabe/não respondeu: 20,1% (- 7 pp)

Estimulada – Governo de RN – Cenário 2

  • Fátima Bezerra (PT): 35,6%
  • Fábio Dantas (Solidariedade): 13,6%
  • Wesli Natal Zuera (DC): 4,3%
  • Danniel Morais (PSOL): 1,7%
  • Clorisa Linhares (Brasil 35): 1,3%
  • Ninguém/branco/nulo: 21,3%
  • Não sabe/não respondeu: 22,3%

Espontânea – Governo do RN

  • Fátima Bezerra (PT): 24,9%
  • Fábio Dantas (Solidariedade): 4,9%
  • Styvenson Valentim (Podemos): 3,9%
  • Clorisa Linhares (Brasil 35): 0,7%
  • Carlos Eduardo: 0,3%
  • Danniel Morais: 0,3%
  • “Coligado com Bolsonaro”: 0,1%
  • Alvaro Dias: 0,1%
  • Fabio Faria: 0,1%
  • Garibaldi: 0,1%
  • Rogerio Marinho: 0,1%
  • Wesli Natal Zuera: 0,1%
  • Não sabe/não respondeu: 61,9%
  • Ninguém/branco/nulo: 2,5%

A pesquisa Seta ouviu 1.500 eleitores de todo o Rio Grande do Norte (RN) entre os dias 17 e 19 de junho. A margem de erro é de é de 2,7 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o código BR-00279/2022 e RN-02313/2022.

22
jun

Registros

Postado às 15:44 Hs

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta quarta-feira (22). São 518.091 casos totalizados, destes 985 confirmados nas últimas 24 horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 8.238. Três óbitos registrados nas últimas 24h, em Caraúbas, Mossoró e Natal. Óbitos em investigação são 1.326.

Recuperados são 501.501. Casos suspeitos somam 1.786 e descartados são 979.997. Estimativa de casos em acompanhamento: 8.352.

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 12h20 desta quarta-feira (22).  Neste período, havia sete (07) pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e dois aguardavam avaliação. Foram registrados disponíveis 29 leitos críticos e outros 39, sendo clínicos.

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 42,4%, registrada no fim da manhã desta quarta-feira (22). Pacientes com Covid-19 internados em leitos clínicos e críticos somam 35.

Segundo a Sesap, a região Metropolitana apresenta 47,8% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 23,1%. Até o momento desta publicação são 29 leitos críticos (UTI) disponíveis e 25 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 39 disponíveis e 20 ocupados.

Outros 5 leitos de UTI estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’ e 1 leito clínico também está ocupado por paciente ‘não Covid-19’, com outra síndrome gripal.

21
jun

Números da Covid

Postado às 20:00 Hs

Foram divulgados os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta terça-feira (21), de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass):

– O país registrou 229 óbitos nas últimas 24h, totalizando 669.390 mortes;

– Foram 64.362 novos casos de coronavírus registrados, no total 31.818.827;

A média móvel de óbitos nos últimos sete dias é de 148. A a média móvel de novos casos é de 39.621. O ministério da Saúde calcula que mais de 30,3 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

Uma pesquisa do Instituto Brâmane, , divulgada nesta segunda-feira (20), trouxe números atualizados da corrida para o governo do Rio Grande do Norte. É a segunda pesquisa do instituto em 40 dias. A última havia sido divulgada no dia 10 de maio.

A governadora Fátima Bezerra (PT) segue liderando a corrida, mas a distância para Fábio Dantas (Solidariedade) caiu para 19,6 pontos percentuais (antes, era 23,1%).

Confira abaixo os números e a evolução dos candidatos em relação ao último levantamento:

Cenário com Styvenson

Fátima Bezerra (PT): 35,8% (+ 4,4%, tinha 31,4%)
Fábio Dantas (SDD): 16,2% (+ 7,9%, tinha 8,3%)
Styvenson Valentim (PODE): 13,4% (- 1,6%, tinha 15%)
Clorisa Linhares (Brasil 35): 1,6% (+ 0,5%, tinha 1,1%)
Danniel Morais (PSOL): 1,1% (+ 0,4%, tinha 0,7%)
Wesli Natal Zueira (DC): 0,8% (não teve o nome testado na última pesquisa)
Branco/nulo: 11,6%
Não sabe/não respondeu: 19,5%

Cenário sem Styvenson

Fátima Bezerra (PT): 35,9%
Fábio Dantas (SDD): 16,5%
Danniel Morais (PSOL): 1,9%
Clorisa Linhares (Brasil 35): 1,7%
Wesli Natal Zueira (DC): 0,8%
Branco/nulo: 15,9%
Não sabe/não respondeu: 27,3%

Espontânea

Fátima Bezerra (PT): 27,2%
Styvenson Valentim (PODE): 11,9%
Fábio Dantas (SDD): 11,7%
Danniel Morais (PSOL): 0,7%
Clorisa Linhares (Brasil 35): 0,6%
Ezequiel Ferreira (PSDB): 0,3%
Wesli Natal Zueira (DC): 0,2%
Álvaro Dias (PSDB): 0,1%
Branco/nulo: 9,1%
Não sabe/não respondeu: 38,2%

Simulações de segundo turno

Cenário 1

Fátima Bezerra (PT): 38,1%
Fábio Dantas (SDD): 18,3%
Branco/nulo: 13,4%
Não sabe/não respondeu: 30,2%

Cenário 2

Fátima Bezerra (PT): 37,8%
Styvenson Valentim (PODE): 19,9%
Branco/nulo: 17,3%
Não sabe/não respondeu: 25%

Dados

A pesquisa Brâmane foi realizada entre os dias 14 e 17 de junho ouvindo 2 mil eleitores. A margem de erro é de 2,19 pontos percentuais com intervalo de confiança de 95%. O registro na Justiça Eleitoral é o de protocolo RN-03991/2022 e BR-02343/2022.

98FM

20
jun

Números da Covid

Postado às 20:28 Hs

Foram divulgados os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta segunda-feira (20), de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass):

Foto: Wilson Moreno (Secom/PMM)

– O país registrou 90* óbitos nas últimas 24h, totalizando 669.161 mortes;

– Foram 50.272* novos casos de coronavírus registrados, no total 31.754.465;

*Dados represados de MT (4 dias + hoje), com 2.959 casos e 12 óbitos; de MG, com 17.013 casos; do RJ, com 8.668 casos; e do ES, com 2.568 casos

A média móvel de óbitos nos últimos sete dias é de 140. A a média móvel de novos casos é de 36.775. O ministério da Saúde calcula que mais de 30,3 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

18
jun

Registros

Postado às 19:16 Hs

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste sábado (18). São 515.098 casos totalizados. Até a sexta-feira (17) eram contabilizados 514.690, ou seja, 408 novos casos registrados, sendo 372 destes confirmados nas últimas 24 horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 8.223. Nenhum óbito registrado nas últimas 24h. A Sesap registou um óbito após a confirmação de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.372.

Recuperados são 500.135. Casos suspeitos somam 2.136 e descartados são 975.043. Estimativa de casos em acompanhamento: 6.740.

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 12h10 deste sábado (18). Neste período, havia quarto (04) pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e nenhum aguardando avaliação. Foram registrados disponíveis 20 leitos críticos e outros 39, sendo clínicos.

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 59,3%, registrada no início da tarde deste sábado (18). Pacientes com Covid-19 internados em leitos clínicos e críticos somam 50.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 62,2% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 44,4%. Até o momento desta publicação são 20 leitos críticos (UTI) disponíveis e 32 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 39 disponíveis e 18 ocupados.

Outros 2 leitos de UTI estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’ e também 1 leito clínico também está ocupado por paciente ‘não Covid-19’, com outra síndrome gripal.

No segundo ano de pandemia, em 2021, o rendimento médio dos brasileiros caiu para o menor patamar registrado desde 2012. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o rendimento médio mensal real domiciliar per capita em 2021 foi de R$ 1.353. Em 2012, primeiro ano da série histórica da pesquisa, esse rendimento era o equivalente a R$ 1.417. Em 2020, no primeiro ano de pandemia, era de R$ 1.454. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua Rendimento de todas as fontes 2021, divulgados hoje (10). Esses valores referem-se a uma média de quanto recebe cada um dos brasileiros, por mês. Os valores de anos anteriores são atualizados pela inflação do período para que possam ser comparados. Esses rendimentos tratam-se de médias, o que significa que há grupos que ganham mais, grupos que ganham menos e ainda aqueles que não possuem rendimento. A pesquisa mostra que, em média, os brasileiros estão recebendo menos e também que menos brasileiros possuem algum rendimento. O percentual de pessoas com rendimento na população do país caiu de 61% em 2020 para 59,8% em 2021, o mesmo percentual de 2012 e também o mais baixo da série histórica.

A desigualdade de renda no RN em 2021 foi a maior desde 2012. O índice que mede a desigualdade de rendimento domiciliar por pessoa foi de 0,587 no Estado, o segundo maior do Brasil e o maior da região Nordeste. Esses números foram divulgados em relatório da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua nesta sexta-feira (10), pelo IBGE, em módulo denominado “Rendimentos de todas as fontes” 2021.

O relatório ainda mostrou que, entre os potiguares no grupo dos 5% de menor renda houve uma queda de 30% no rendimento médio mensal real por pessoa em 2021. Essa parcela da população tinha uma renda média R$ 79 em 2020. Em 2021, o valor caiu para R$ 55.

No outro extremo das classes de renda, a população que faz parte do 1% de maior renda do Estado teve um crescimento de 3% no rendimento médio mensal real por pessoa em 2021. Em 2020, a média de renda dessa população era de R$ 11.576 e subiu para R$ 11.934.

Líder no Nordeste

A Pnad Contínua levantou que o rendimento médio mensal real domiciliar do potiguar em 2021 foi de R$ 1.110, o maior entre os estados nordestinos. Desde o ano de 2012, o RN mantém-se com rendimento médio superior ao da região Nordeste.

Programas sociais

Em relação ao recebimento de rendimentos de programas sociais, o número de domicílios que receberam Bolsa Família no RN em 2021 aumentou 36%, saindo de 124 mil em 2020 e ficando em 169 mil domicílios. Apesar do aumento, trata-se de uma quantidade muito abaixo do registrado em 2019, quando 288 mil residências potiguares recebiam o benefício. Já a quantidade dos domicílios que receberam outros programas sociais (como o auxílio-emergencial) caiu 30% em 2021, indo de 395 mil para 275 mil.

Tribuna do Norte

 

10
jun

Registros

Postado às 16:09 Hs

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta quinta-feira (9). Houve registro de 1 óbito por Covid-19 nas últimas 24h, em Mossoró. Novos casos são 442.

São 510.177 casos totalizados. Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 8.216. Óbitos em investigação são 1.363. Recuperados são 498.811. Casos suspeitos somam 1.265 e descartados são 966.435.

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 12h00 desta sexta-feira (10). Neste período, havia dois (02) pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e dois (02) aguardavam avaliação. Foram registrados disponíveis 20 leitos críticos e outros 39, sendo clínicos.

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 44,4%, registrada na tarde desta sexta-feira (10). Pacientes com Covid-19 internados em leitos clínicos e críticos somam 29. Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 47,5% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 20% e a Região Seridó tem 0%.

Até o momento desta publicação são 20 leitos críticos (UTI) disponíveis e 20 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 39 disponíveis e 9 ocupados.

Outros 5 leitos de UTI estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’ e também 2 leitos clínicos também estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’, com outras síndromes gripais.

jul 5
terça-feira
03 39
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
55 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.903.397 VISITAS