19
jan

Números da Covid

Postado às 20:12 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quarta-feira (19).

– O país 338 óbitos nas últimas 24h, totalizando 621.855 mortes;

– Foram 204.854 novos casos de coronavírus registrados, no total 23.416.748;

O Brasil registrou um novo recorde de novos casos registrados em 24h, ultrapassando pela primeira vez a marca de 200 mil casos.

Dessa forma, a média móvel de óbitos dos últimos sete dias ficou em 212 e a média móvel de casos em 99.974

O ministério da Saúde calcula que mais de 21,7 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

19
jan

Registros

Postado às 12:41 Hs

O Rio Grande do Norte voltou a superar a marca de 1 mil casos de Covid-19 em 24 horas. Novo boletim epidemiológico divulgado nessa terça-feira (18) pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) aponta que, de segunda para terça, o Estado confirmou 1.224 casos da doença.

É a 2ª vez neste mês que o RN registra mais de 1 mil casos de Covid-19 em 24 horas. A primeira foi na sexta-feira (14), quando foram confirmados 1.351 casos. Em janeiro, já são 8.443 diagnósticos positivos, muito mais do que em todo o mês de dezembro, quando foram confirmados 5.499 casos da doença nos 31 dias.

Com relação ao número de óbitos, o Estado confirmou 7 mortes por Covid nas últimas 24 horas. Desse total, 2 mortes ocorreram de fato de segunda para terça (as duas em Pau dos Ferros). As demais ocorreram em dias anteriores e foram confirmadas agora após exames.

Nos hospitais públicos, a taxa de ocupação de leitos de UTI está em 47%. São 59 pacientes com Covid-19 internados em um universo de 123 leitos habilitados.

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 12h15 desta quarta-feira (19). Neste período, haviam 10 pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e 1 aguardava avaliação. Foram registrados disponíveis 33 leitos críticos e outros 54, sendo clínicos.

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 52,1%, registrada no início da tarde desta quarta-feira (19). Pacientes com Covid-19 internados em leitos clínicos e críticos somam 87. Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 63,2% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 44,4% e a Região Seridó tem 20%.

Até o momento desta publicação são 33 leitos críticos (UTI) disponíveis e 62 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 54 disponíveis e 39 ocupados. Outros 24 leitos de UTI estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’ e também 25 leitos clínicos também estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’, com outras síndromes gripais.

Em virtude do surto gripal que atinge não somente o RN, a Sesap informou no dia 6 de janeiro que disponibilizou leitos da rede Covid para pacientes com outras síndromes gripais que tenham teste negativo para Covid-19, resguardando as medidas de biossegurança para evitar contaminação.

Foto: Divulgação / REUTERS

Em meio ao avanço de casos positivos de Covid-19 no Brasil, motivado pela disseminação da variante Ômicron, o Ministério da Saúde avalia a possibilidade de comprar a pílula antiviral Paxlovid contra o coronavírus, fabricada pela Pfizer. O laboratório deve solicitar autorização para uso do novo medicamento à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nas próximas semanas.

De acordo com a farmacêutica, a pílula tem 89% de eficácia na prevenção de hospitalizações e mortes de pacientes de alto risco contaminados pelo novo coronavírus. O medicamento deve ser tomado por cinco dias, logo após os primeiros sintomas da doença. O efeito da pílula bloqueia a replicação do vírus e impede a evolução da Covid-19 para quadros graves.

Fontes ligadas ao Ministério da Saúde informaram ao Metrópoles que a pasta estuda a possível compra do imunizante da farmacêutica. No entanto, ainda não há previsão de quando o país receberia doses do remédio nem do quantitativo de pílulas que poderiam ser enviadas ao Brasil.

Em conversa com a reportagem do Metrópoles por telefone, a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde informou que, para avançar nas tratativas e na avaliação de uso do Paxlovid na rede de saúde brasileira, é preciso que o medicamento tenha sua utilização e comercialização autorizadas pela Anvisa.

Caso a agência reguladora permita o uso emergencial do remédio, o Ministério da Saúde poderá recomendar que a pílula seja utilizada no Sistema Único de Saúde (SUS) sem a necessidade de análise prévia pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias ao SUS (Conitec).

Metrópoles

18
jan

Registros

Postado às 20:27 Hs

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta terça-feira (18). São 395.645 casos totalizados. Na segunda (17) eram contabilizados 394.421, ou seja, 1.224 novos casos em comparação com o dia anterior, destes, 975 confirmados nas últimas 24 horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.611 no total. Dois (02) óbitos foram registrados nas últimas 24 horas no RN (em Pau dos Ferros). Na segunda (17), eram 7.604 mortes. A Sesap não registrou óbito após resultados de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.473.

Recuperados são 380.481. Casos suspeitos somam 119.120 e descartados são 840.834. Estimativa de casos em acompanhamento: 7.553.

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 46,1%, registrada no início da tarde desta terça-feira (18). Pacientes com Covid-19 internados em leitos clínicos e críticos somam 94.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 58,4% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 30,6% e a Região Seridó tem 20%. Até o momento desta publicação são 43 leitos críticos (UTI) disponíveis e 59 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 69 disponíveis e 35 ocupados.

Outros 26 leitos de UTI estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’ e também 22 leitos clínicos também estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’, com outras síndromes gripais. Em virtude do surto gripal que atinge não somente o RN, a Sesap informou no dia 6 de janeiro que disponibilizou leitos da rede Covid para pacientes com outras síndromes gripais que tenham teste negativo para Covid-19, resguardando as medidas de biossegurança para evitar contaminação.

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 12h10 desta terça-feira (18).

Neste período, havia 8 pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e 2 aguardavam avaliação. Foram registrados disponíveis 43 leitos críticos e outros 69, sendo clínicos.

18
jan

Números da Covid

Postado às 20:11 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta tarça-feira (18).

– O país registrou 351 óbitos nas últimas 24h, totalizando 621.517 mortes;

– Foram 137.103 novos casos de coronavírus registrados, no total 23.211.894;

O Brasil registrou um novo recorde de casos registrados em 24h. O recorde anterior era do dia 18 de setembro de 2021, com 124.878 casos.

Dessa forma, a média móvel de óbitos dos últimos sete dias ficou em 183 e a média móvel de casos em 83.205

O ministério da Saúde calcula que mais de 21,7 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

Foto: Myke Sena/MS/Flickr

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (17) que antecipou a data da chegada do terceiro lote das vacinas pediátricas. Inicialmente os imunizantes da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos estavam previstos para chegar no dia 27, mas a data da chegada foi antecipada para o dia 24 de janeiro.

Esta será a terceira entrega de vacinas pediátricas neste mês. As duas primeiras remessas totalizaram 2,4 milhões de doses e, segundo o ministério, estão em processo de distribuição para os estados e para o Distrito Federal.

O lote mais recente, com 1,2 milhão de doses, chegou no Brasil nesse domingo (16). Após a chegada, as doses são encaminhadas para o centro de distribuição do Ministério da Saúde em Guarulhos (SP) e enviados para os estados, que repassam aos municípios. A expectativa é que esse lote seja distribuído até quarta-feira (19) para as unidades da Federação. A primeira remessa chegou no dia 13 de janeiro.

A previsão da pasta é que o Brasil receba 4,3 milhões de doses em janeiro. O primeiro contrato de aquisição de doses pediátricas junto à farmacêutica Pfizer prevê a entrega de até 20 milhões de doses até março.

A marca é a única que já recebeu autorização para uso de forma emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Agência Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou ser incoerente condicionar o retorno às aulas presenciais à imunização completa de crianças contra a Covid-19. “Já prejudicaram as nossas crianças em 2020, prejudicaram novamente em 2021, será que querem prejudicar novamente? A OMS não recomenda vacina como condição para aula. A UNICEF no mesmo sentido, a ONU no mesmo sentido. As vacinas, segundo recomendação do Ministério da Saúde não são obrigatórias. Então, é desarrazoado associar vacinação com aulas. As aulas devem acontecer, a segurança existe, as medidas são as mesmas”, disse.

O ministro da Saúde também garantiu que não faltarão doses para os pais que desejarem vacinar os filhos. “Como ministro da Saúde eu quero tranquilizar a população brasileira, sobretudo a cada mãe que quiser levar seu filho para a sala de vacinação, porque o Ministério da Saúde vai entregar as doses para que a campanha siga seu curso natural e de muito sucesso”, acrescentou o ministro.

A campanha de vacinação infantil contra a doença começou na sexta-feira (14) com uma previsão de 20 milhões de doses até março. Segundo o ministro, a quantidade é suficiente para aplicar a primeira dose em todas as crianças do país até o fim do primeiro trimestre de 2022.

Com informações de CNN Brasil

Oito em cada dez brasileiros (79%) apoiam a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19, aponta pesquisa Datafolha divulgada hoje. Outros 17% rejeitam a imunização para essa faixa etária. A pesquisa de opinião foi realizada por telefone com 2.023 pessoas com 16 anos ou mais, em todos os estados do país, entre os dias 12 e 13 de janeiro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Os 79% dos entrevistados de 16 anos ou mais de idade que defendem a medida equivalem a 132,5 milhões de pessoas, segundo o Datafolha.

A pergunta feita aos entrevistados foi:

Na sua opinião, crianças de 5 a 11 anos deveriam ou não ser vacinadas contra a Covid?

  • Sim: 79%
  • Não: 17%
  • Não sabe: 4%

Na divisão por sexo, 83% das mulheres entrevistadas pela pesquisa são a favor da vacinação, contra 75% dos homens. Na outra ponta, 11% das mulheres e 22% dos homens disseram que as crianças de 5 a 11 anos não deveriam ser vacinadas.

Veja abaixo a divisão da opinião dos entrevistados por região:

  • Sudeste: 83% acham que as crianças de 5 a 11 anos deveriam ser vacinadas contra Covid e 14% são contrários;
  • Nordeste: 78% são a favor e 18%, contra;
  • Centro-Oeste/Norte (o levantamento agrupou essas duas regiões do Brasil): 77% a 20%;
  • Sul: 72% a 21%
17
jan

Números da Covid

Postado às 19:53 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta segunda-feira (17).

– O país registrou 121* óbitos nas últimas 24h, totalizando 621.166 mortes;

– Foram 74.134* novos casos de coronavírus registrados, no total 23.074.791; *Sem dados do Ceará.

Dessa forma, a média móvel de óbitos ficou em 154 e a média móvel de casos em 73.728, a 2ª maior desde de junho de 2021.

O ministério da Saúde calcula que mais de 21,6 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

17
jan

Registros

Postado às 13:19 Hs

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta segunda-feira (17). São 394.421 casos totalizados. No sábado (15) eram contabilizados 394.291, ou seja, 130 novos casos em comparação com o dia anterior, destes, 111 confirmados nas últimas 24 horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.604 no total. Um (01) óbito foi registrado nas últimas 24 horas no RN (em Poço Branco). No domingo (16), eram 7.602 mortes. A Sesap não registrou óbito após resultados de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.463.

Recuperados são 380.425. Casos suspeitos somam 117.160 e descartados são 838.675. Estimativa de casos em acompanhamento: 6.392

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 40,9%, registrada no início da tarde desta segunda-feira (17). Pacientes com Covid-19 internados em leitos clínicos e críticos somam 83. Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 49,4% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 34,3% e a Região Seridó tem 13,3%.

Até o momento desta publicação são 54 leitos críticos (UTI) disponíveis e 52 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 64 disponíveis e 31 ocupados.

Outros 21 leitos de UTI estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’ e também 27 leitos clínicos também estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’, com outras síndromes gripais.

Em virtude do surto gripal que atinge não somente o RN, a Sesap informou no dia 6 de janeiro que disponibilizou leitos da rede Covid para pacientes com outras síndromes gripais que tenham teste negativo para Covid-19, resguardando as medidas de biossegurança para evitar contaminação.

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 12h10 desta segunda-feira (17). Neste período, havia 7 pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e 4 aguardavam avaliação. Foram registrados disponíveis 54 leitos críticos e outros 64, sendo clínicos.

Especialistas de todo o mundo projetam o fim da onda de contaminação provocada pela variante Ômicron.

O epidemiologista Pedro Hallal, responsável pelo Epicovid, trabalho desenvolvido pela Universidade Federal de Pelotas, no Rio Grande do Sul, é mais um deles. De acordo com ele, a curva de transmissão da doença deve começar a cair nas próximas semanas.

Segundo o coordenador do projeto, que é considerado o maior estudo sobre a prevalência da Covid-19 no país, a tendência é que o número diário de novos casos conhecidos da doença caia bastante até o final de fevereiro

16
jan

Registros

Postado às 20:06 Hs

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste domingo (16). São 394.291 casos totalizados. No sábado (15) eram contabilizados 394.011, ou seja, 280 novos casos em comparação com o dia anterior, destes, 160 confirmados nas últimas 24 horas.

Segundo a Sesap, os dados divulgados hoje são parciais em razão do acesso ao sistema Esus-VE, que passou parte do sábado (15) intermitente, dificultando a inserção de registros.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.602 no total. Dois (02) óbitos foram registrados nas últimas 24 horas no RN (um em Mossoró e outro em Macaíba). No sábado (15), eram 7.599 mortes. A Sesap registrou outro óbito após resultados de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.460.

Recuperados são 380.396. Casos suspeitos somam 116.916 e descartados são 838.068. Estimativa de casos em acompanhamento: 6.293.

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 36,5%, registrada no início da tarde deste domingo (16). Pacientes com Covid-19 internados em leitos clínicos e críticos somam 75. Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 40,8% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 37,1% e a Região Seridó tem 13,3%.

Até o momento desta publicação são 55 leitos críticos (UTI) disponíveis e 46 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 68 disponíveis e 29 ocupados.

Outros 25 leitos de UTI estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’ e também 25 leitos clínicos também estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’, com outras síndromes gripais.

Em virtude do surto gripal que atinge não somente o RN, a Sesap informou no dia 6 de janeiro que disponibilizou leitos da rede Covid para pacientes com outras síndromes gripais que tenham teste negativo para Covid-19, resguardando as medidas de biossegurança para evitar contaminação.

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 13h deste domingo (16). Neste período, havia 8 pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e nenhum aguardava avaliação. Foram registrados disponíveis 55 leitos críticos e outros 68, sendo clínicos.

16
jan

Números da Covid

Postado às 20:02 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste domingo (16).

– O país registrou 74* óbitos nas últimas 24h, totalizando 621.045 mortes;

– Foram 24.934* novos casos de coronavírus registrados, no total 23.000.657;

*Sem dados do Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Minas Gerais e do Distrito Federal.

Dessa forma, a média móvel de óbitos ficou em 152 e a média móvel de casos em 68.107, a 2ª maior desde o dia 22 de junho de 2021.

O ministério da Saúde calcula que mais de 21,6 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

O boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado na noite desta sexta-feira (14), mostra que as novas contaminações pela Covid triplicaram somente nesta semana.

Foram registrados 112.286 casos, na última segunda-feira (10) este número foi de 34.788 pessoas contaminadas pelo vírus. O aumento computado pela pasta corresponde a 222,8%.

Estima-se que a maior parte dos casos seja devido à chegada da variante ômicron ao país. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta semana que a nova cepa já é responsável pela maior incidência das contaminações.

Apesar do estágio inaugural das pesquisas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) acredita que existam evidências suficientes que provam que a nova cepa seja menos mortal que as anteriores e que a maioria dos contaminados deverão apresentar sintomas mais brandos.

Diário do Poder

16
jan

Carnaval de Upanema é cancelado…

Postado às 11:10 Hs

A prefeitura de Upanema anunciou no sábado (15) que decidiu não promover programação carnavalesca de inciativa pública municipal neste ano de 2022.

“Apesar da melhora no quadro epidemiológico, não ocorrência de novos óbitos nos últimos seis meses, ainda permanece o alerta para com a saúde da população, quando ainda persiste o surgimento de novos casos de contaminações pela variante Ômicron, exigindo assim uma postura de equilíbrio do poder público no direcionamento das suas ações”, disse a prefeitura em comunicado.

 

 

15
jan

Aumento de casos…

Postado às 20:45 Hs

O boletim InfoGripe da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado hoje (15), mostra que houve um aumento de 135% nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) das últimas três semanas de novembro em relação às três últimas semanas. Passou de 5,6 mil casos para 13 mil.

“A velocidade com que a covid-19 se espalha entre a população cresceu semanalmente de 4% para 30%”, disse o pesquisador Marcelo Gomes, responsável pelo InfoGripe.

Os dados apontam um crescimento em todas as faixas etárias a partir de 10 anos de idade, desde o final de novembro e início de dezembro até o momento atual. Os números de laboratório indicam que esse aumento foi consequência tanto da epidemia de gripe quanto pela retomada do crescimento de casos de covid-19.

Das 27 unidades federativas, 25 apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo até a SE 1 (período de 2 a 8 de janeiro de 2022). O estado do Rio de Janeiro, embora mostre estabilidade na tendência de longo prazo, tem indícios de crescimento na de curto prazo. Apenas Roraima mostra sinal de estabilidade nas tendências de longo e curto prazo.

Com exceção de Roraima e do Rio de Janeiro, todos os estados têm sinal de crescimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda (SRAG) na tendência de longo prazo, sendo que todos esses estão com o indicador em nível forte (probabilidade > 95%): Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Destes, apenas Amazonas e Rondônia apresentam sinal de estabilidade na tendência de curto prazo. Todos os demais apresentam sinal de crescimento, sendo este sinal moderado (probabilidade > 75%) no Amapá, Pará e Piauí e forte em todos os demais. No Rio de Janeiro observa-se sinal forte de crescimento na tendência de curto prazo, embora a tendência de longo prazo esteja em situação de estabilidade.

15
jan

Números da Covid

Postado às 20:02 Hs

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste sábado (15).

– O país registrou 175* óbitos nas últimas 24h, totalizando 620.971 mortes;

– Foram 48.520* novos casos de coronavírus registrados, no total 22.975.723;

*Sem dados do Rio Grande do Sul, Mato Grosso e do Distrito Federal. Dessa forma, a média móvel de óbitos ficou em 148 e a média móvel de casos em 68.028, a 2ª maior desde o dia 22 de junho de 2021.

O ministério da Saúde calcula que mais de 21,5 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

15
jan

Registros

Postado às 13:25 Hs

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste sábado (15). São 394.011 casos totalizados. Na sexta (14) eram contabilizados 393.965, ou seja, 46* novos casos em comparação com o dia anterior, todos confirmados nas últimas 24 horas.

*Segundo a Sesap, o sistema E-SUS está fora do ar, por isso uma baixa considerável nos casos confirmados. Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.599 no total. Dois (02) óbitos foram registrados nas últimas 24 horas no RN, ambos em Natal. Na sexta (14), eram 7.593 mortes. A Sesap registrou outros quatro (04) após resultados de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.460.

Recuperados são 380.278. Casos suspeitos somam 116.672 e descartados são 838.068. Estimativa de casos em acompanhamento: 6.314.

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 12h55 deste sábado (15). Neste período, havia 7 pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e outros 5 aguardavam avaliação. Foram registrados disponíveis 60 leitos críticos e outros 69, sendo clínicos.

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 35,4%, registrada no início da tarde deste sábado (15). Pacientes com Covid-19 internados em leitos clínicos e críticos somam 65.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 40% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 34,3% e a Região Seridó tem 13,3%.

Até o momento desta publicação são 60 leitos críticos (UTI) disponíveis e 46 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 69 disponíveis e 19 ocupados. Outros 24 leitos de UTI estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’ e também 27 leitos clínicos também estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’, com outras síndromes gripais.

Em virtude do surto gripal que atinge não somente o RN, a Sesap informou no dia 6 de janeiro que disponibilizou leitos da rede Covid para pacientes com outras síndromes gripais que tenham teste negativo para Covid-19, resguardando as medidas de biossegurança para evitar contaminação.

jan 20
quinta-feira
05 28
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
31 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.889.983 VISITAS