Após atravessar a pandemia de coronavírus com taxas elevadas de transmissão, o Brasil começa a se ver em uma posição mais positiva nos levantamentos do Imperial College de Londres sobre o avanço da Covid-19 no mundo. Dados divulgados no início dessa semana indicam que o país atingiu, segundo a instituição britânica, taxa de transmissão de 0,60, a menor desde abril de 2020, quando os dados começaram a ser tabulados. O Imperial College monitora a pandemia em 75 nações, e o número divulgado nessa segunda-feira (11/10) deixa o Brasil com a 6ª menor taxa entre esse grupo.

De acordo com a metodologia adotada pela instituição para calcular a taxa de transmissão, o 0,60 significa que cada 100 pessoas infectadas pelo coronavírus transmitem a doença para outros 60 indivíduos. A margem de erro pode colocar o dado entre 0,24 e 0,79.

O dado é positivo porque o Brasil passou a maior parte da pandemia com o chamado índice Rt próximo ou acima de 1, o que indicava que cada 100 infectados passavam a doença para mais de 100 pessoas, revelando contágio descontrolado.

O Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas (SAGE, na sigla em inglês) da Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou, em um documento divulgado nesta segunda-feira (11), que imunossuprimidos vacinados com qualquer vacina e idosos a partir de 60 anos que tomaram a CoronaVac recebam uma terceira dose de vacina contra a Covid-19.

O grupo da OMS recomendou que os idosos sejam vacinados com uma terceira dose da própria CoronaVac. A imunização com outra vacina poderá ser considerada “com base no fornecimento” e “nas considerações de acesso”, segundo a entidade.

“Ao implementar esta recomendação, os países devem inicialmente ter como objetivo maximizar a cobertura de 2 doses nessa população e, posteriormente, administrar a terceira dose, começando nos grupos de idade mais avançada”, recomendou o grupo de especialistas.

A fortuna pessoal do empresário Mark Zuckerberg diminuiu em quase US$ 7 bilhões (cerca de R$ 35 bilhões), em poucas horas. Isso fez com que o famoso proprietário do Facebook caísse de posição da Bloomberg Billionaires de pessoas mais ricas do mundo, ficando abaixo de Bill Gates.

O valor da fortuna de Zuckerberg, então, caiu para US$ 120,9 bilhões. Desde 13 de setembro, segundo a agência, o CEO do Facebook perdeu cerca de US$ 19 bilhões em riqueza. Naquela data, a fortuna era avaliada em US$ 140 bilhões, de acordo com o índice.

O dia de Mark começou nesta segunda (04), com uma denúncia de uma ex-funcionário contra o Facebook, que acusou a plataforma de colocar o “lucro acima da segurança”. Ela também contatou autoridades reguladoras do setor financeiro americano, acusando a rede social de ter enganado investidores. Durante toda tarde de hoje, as redes sociais da companhia ficaram fora do ar.

O presidente Jair Bolsonaro discursou, na manhã de hoje, na 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York.

Foi a terceira vez que Bolsonaro discursou como presidente do Brasil – o representante do país é encarregado de abrir oficialmente a fala dos presidentes mundiais desde 1947.

Leia abaixo a íntegra do discurso de Bolsonaro:

Reprodução

Senhor Presidente da Assembleia-Geral, Abdullah Sharrid,

Senhor Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres,

Senhores Chefes de Estado e de Governo e demais chefes de delegação,

Senhoras e senhores,

É uma honra abrir novamente a Assembleia-Geral das Nações Unidas.

Venho aqui mostrar o Brasil diferente daquilo publicado em jornais ou visto em televisões.

O Brasil mudou, e muito, depois que assumimos o governo em janeiro de 2019.

Estamos há 2 anos e 8 meses sem qualquer caso concreto de corrupção.

O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição e seus militares, valoriza a família e deve lealdade a seu povo.

Isso é muito, é uma sólida base, se levarmos em conta que estávamos à beira do socialismo.

Nossas estatais davam prejuízos de bilhões de dólares, hoje são lucrativas.

Nosso banco de desenvolvimento era usado para financiar obras em países comunistas, sem garantias. Quem honra esses compromissos é o próprio povo brasileiro.

Tudo isso mudou. Apresento agora um novo Brasil com sua credibilidade já recuperada.

O Brasil possui o maior programa de parceria de investimentos com a iniciativa privada de sua história. Programa que já é uma realidade e está em franca execução.

Até aqui, foram contratados US$ 100 bilhões de novos investimentos e arrecadados US$ 23 bilhões em outorgas.

Na área de infraestrutura, leiloamos, para a iniciativa privada, 34 aeroportos e 29 terminais portuários.

Já são mais de US$ 6 bilhões em contratos privados para novas ferrovias. Introduzimos o sistema de autorizações ferroviárias, o que aproxima nosso modelo ao americano. Em poucos dias, recebemos 14 requerimentos de autorizações para novas ferrovias com quase US$ 15 bilhões de investimentos privados.

Em nosso governo promovemos o ressurgimento do modal ferroviário.

Como reflexo, menor consumo de combustíveis fósseis e redução do custo Brasil,

em especial no barateamento da produção de alimentos.

Grande avanço vem acontecendo na área do saneamento básico. O maior leilão da história no setor foi realizado em abril, com concessão ao setor privado dos serviços de distribuição de água e esgoto no Rio de Janeiro.

Temos tudo o que investidor procura: um grande mercado consumidor, excelentes ativos, tradição de respeito a contratos e confiança no nosso governo.

Também anuncio que nos próximos dias, realizaremos o leilão para implementação da tecnologia 5G no Brasil.

Nossa moderna e sustentável agricultura de baixo carbono alimenta mais de 1 bilhão de pessoas no mundo e utiliza apenas 8% do território nacional.

Nenhum país do mundo possui uma legislação ambiental tão completa.

Nosso Código Florestal deve servir de exemplo para outros países.

O Brasil é um país com dimensões continentais, com grandes desafios ambientais.

São 8,5 milhões de quilômetros quadrados, dos quais 66% são vegetação nativa, a mesma desde o seu descobrimento, em 1500.

Somente no bioma amazônico, 84% da floresta está intacta, abrigando a maior biodiversidade do planeta. Lembro que a região amazônica equivale à área de toda a Europa Ocidental.

Antecipamos, de 2060 para 2050, o objetivo de alcançar a neutralidade climática. Os recursos humanos e financeiros, destinados ao fortalecimento dos órgãos ambientais, foram dobrados, com vistas a zerar o desmatamento ilegal.

E os resultados desta importante ação já começaram a aparecer!

Na Amazônia, tivemos uma redução de 32% do desmatamento no mês de agosto, quando comparado a agosto do ano anterior.

Qual país do mundo tem uma política de preservação ambiental como a nossa?

Os senhores estão convidados a visitar a nossa Amazônia!

O Brasil já é um exemplo na geração de energia com 83% advinda de fontes renováveis.

Por ocasião da COP-26, buscaremos consenso sobre as regras do mercado de crédito de carbono global. Esperamos que os países industrializados cumpram efetivamente seus compromissos com o financiamento de clima em volumes relevantes.

O futuro do emprego verde está no Brasil: energia renovável, agricultura sustentável, indústria de baixa emissão, saneamento básico, tratamento de resíduos e turismo.

Ratificamos a Convenção Interamericana contra o Racismo e Formas Correlatas de Intolerância.

Temos a família tradicional como fundamento da civilização. E a liberdade do ser humano só se completa com a liberdade de culto e expressão.

14% do território nacional, ou seja, mais de 110 milhões de hectares, uma área equivalente a Alemanha e França juntas, é destinada às reservas indígenas. Nessas regiões, 600.000 índios vivem em liberdade e cada vez mais desejam utilizar suas terras para a agricultura e outras atividades.

O Brasil sempre participou em Missões de Paz da ONU. De Suez até o Congo, passando pelo Haiti e Líbano.

Nosso país sempre acolheu refugiados. Em nossa fronteira com a vizinha Venezuela, a Operação Acolhida, do Governo Federal, já recebeu 400 mil venezuelanos deslocados devido à grave crise político-econômica gerada pela ditadura bolivariana.

O futuro do Afeganistão também nos causa profunda apreensão. Concederemos visto humanitário para cristãos, mulheres, crianças e juízes afegãos.

Nesses 20 anos dos atentados contra os Estados Unidos da América, em 11 de setembro de 2001, reitero nosso repúdio ao terrorismo em todas suas formas.

Em 2022, voltaremos a ocupar uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU. Agradeço aos 181 países, em um universo de 190, que confiaram no Brasil. Reflexo de uma política externa séria e responsável promovida pelo nosso Ministério de Relações Exteriores.

Apoiamos uma Reforma do Conselho de Segurança ONU, onde buscamos um assento permanente.

A pandemia pegou a todos de surpresa em 2020. Lamentamos todas as mortes ocorridas no Brasil e no mundo.

Sempre defendi combater o vírus e o desemprego de forma simultânea e com a mesma responsabilidade. As medidas de isolamento e lockdown deixaram um legado de inflação, em especial, nos gêneros alimentícios no mundo todo.

No Brasil, para atender aqueles mais humildes, obrigados a ficar em casa por decisão de governadores e prefeitos e que perderam sua renda, concedemos um auxílio emergencial de US$ 800 para 68 milhões de pessoas em 2020.

Lembro que terminamos 2020, ano da pandemia, com mais empregos formais do que em dezembro de 2019, graças às ações do nosso governo com programas de manutenção de emprego e renda que nos custaram cerca de US$ 40 bilhões.

Somente nos primeiros 7 meses desse ano, criamos aproximadamente 1 milhão e 800 mil novos empregos. Lembro ainda que o nosso crescimento para 2021 está estimado em 5%.

Até o momento, o Governo Federal distribuiu mais de 260 milhões de doses de vacinas e mais de 140 milhões de brasileiros já receberam, pelo menos, a primeira dose, o que representa quase 90% da população adulta. 80% da população indígena também já foi totalmente vacinada. Até novembro, todos que escolheram ser vacinados no Brasil, serão atendidos.

Apoiamos a vacinação, contudo o nosso governo tem se posicionado contrário ao passaporte sanitário ou a qualquer obrigação relacionada a vacina.

Desde o início da pandemia, apoiamos a autonomia do médico na busca do tratamento precoce, seguindo recomendação do nosso Conselho Federal de Medicina.

Eu mesmo fui um desses que fez tratamento inicial. Respeitamos a relação médico-paciente na decisão da medicação a ser utilizada e no seu uso off-label.

Não entendemos porque muitos países, juntamente com grande parte da mídia, se colocaram contra o tratamento inicial.

A história e a ciência saberão responsabilizar a todos.

No último 7 de setembro, data de nossa Independência, milhões de brasileiros, de forma pacífica e patriótica, foram às ruas, na maior manifestação de nossa história, mostrar que não abrem mão da democracia, das liberdades individuais e de apoio ao nosso governo.

Como demonstrado, o Brasil vive novos tempos. Na economia, temos um dos melhores desempenhos entre os emergentes.

Meu governo recuperou a credibilidade externa e, hoje, se apresenta como um dos melhores destinos para investimentos.

É aqui, nesta Assembleia Geral, que, vislumbramos um mundo de mais liberdade, democracia, prosperidade e paz.

Deus abençoe a todos.

Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse à CNN, ontem, que abordará vários temas no discurso de abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas, amanhã. Entre os quais meio ambiente, turismo, agronegócio, além de ações do governo brasileiro no combate à pandemia.

O presidente Jair Bolsonaro chegou a Nova York por volta das 17h do domingo e no hotel Intercontinental se reuniu com três ministros para ajustar detalhes do discurso.

“A viagem foi tranquila. No discurso, irei falar sobre meio ambiente, turismo, agronegócio e as ações do governo no combate à pandemia. O texto, que já está pronto, será tranquilo e bastante objetivo. Irei apenas dar um novo polimento. Devo falar por cerca de 20 minutos e, a princípio, eu farei o discurso de improviso”, destacou Bolsonaro.

Na visita a Nova York, estão previstas reuniões bilaterais com alguns países. Na segunda, Bolsonaro se reunirá com o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, no Consulado do Reino Unido em Nova York. Na terça, haverá uma reunião com o presidente da Polônia, Andrzej Duda.

Ainda na terça o chefe de estado brasileiro terá um encontro com o secretário-geral da ONU, António Guterres, antes do discurso de abertura às 9h da manhã. Bolsonaro deve retornar a Brasília às 21h.

11
set

Os 20 anos dos atentados nos EUA

Postado às 11:42 Hs

Via Houldine Nascimento

Há 20 anos, o mundo acompanhava apreensivo os atentados nos Estados Unidos. Foi um momento em que as TVs pararam para mostrar o trágico acontecimento que mudou o curso da História. O sequestro de quatro aviões comerciais visando a atacar edifícios que tinham uma representatividade do poderio estadunidense.

Entre os envolvidos, 19 terroristas vinculados à Al-Qaeda. As imagens mais emblemáticas foram das colisões no World Trade Center, no coração de Nova York. A primeira aeronave, AA11, se chocou contra a torre norte às 8h46. Já a segunda, UA175, colidiu com a torre sul às 9h03, num intervalo de 17 minutos. Em tempo real, foi possível assistir ao ataque.

Outro avião (AA77) atingiu o prédio do Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA, às 9h37. Já o voo UA93 tinha como alvo o coração político, Washington D.C., onde fica a Casa Branca, moradia Presidencial. Antes que isso acontecesse, passageiros se rebelaram contra os sequestradores, impedindo uma tragédia maior.

Ao todo, 2.996 pessoas morreram no que é considerado o maior atentado em território estadunidense. O então presidente, George W. Bush, recebe o primeiro aviso às 8h47, enquanto fazia uma visita a uma escola na Flórida. Os ataques ainda estavam em curso.

Os atentados serviram de justificativa para a invasão dos Estados Unidos ao Afeganistão, em 2001, e ao Iraque, em 2003. Uma “guerra ao terror” danosa ao Oriente Médio e aos próprios estadunidenses. As consequências dessas ações são vistas até hoje. Entre elas, a saída atabalhoada dos militares norte-americanos do solo afegão, no último mês de agosto.

Pessoas totalmente vacinadas que já contraíram o novo coronavírus são o grupo mais protegido contra a variante Delta, conclui um estudo do Reino Unido. O estudo, liderado pela Universidade de Oxford, concluiu que ter duas doses da vacina administradas é a “forma mais eficaz” de prevenir infecções causadas pela variante Delta. Mas a proteção contra a infecção foi muito mais elevada em pessoas que haviam contraído a doença e então foram vacinadas, já que revelaram um nível mais alto de anticorpos, escreve o Business Insider.

Duas semanas após a segunda dose, a vacina da Pfizer demonstrou ser 93% eficaz para pessoas que já tinham estado infectadas, contrastando com os 85% de eficácia em pessoas que nunca testaram positivo para o novo coronavírus. No caso da vacina da AstraZeneca, passadas duas semana, foi 88% eficaz entre aqueles que tinham tido covid-19 antes, contra 68% de eficácia naqueles que nunca estiveram infetados.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou à farmacêutica Janssen informações sobre o andamento dos estudos do laboratório que tratam de doses de reforço ou revacinação contra o novo coronavírus. A Agência informou na noite dessa sexta-feira (20) que a intenção é saber se há dados científicos ou regulatórios que possam subsidiar a questão.

A Agência também solicitou que a empresa agende uma reunião com os técnicos da Anvisa para discutir dados que possam estar disponíveis e também estudos em andamento, cronogramas e resultados interinos.

A vacina da Janssen possui esquema de uma dose e está autorizada para uso emergencial no Brasil. Na última quinta-feira (19), a Anvisa já havia realizado uma reunião com a Pfizer para solicitação semelhante.

Agência Brasil

A farmacêutica norte-americana Pfizer entregou na manhã deste domingo (15) mais 1.076.400 doses da vacina contra a covid-19 ao Brasil. Um 2º lote com a mesma quantidade de doses chega na tarde deste domingo (15). Ainda faltam 5,4 milhões das 17,6 milhões de doses que estão previstas até 22 de agosto. O próximo carregamento deve chegar na 3ª feira (17.ago), com mais 1.082.250 doses. O novo plano de entregas da Pfizer consiste em uma aceleração do ritmo de fornecimento durante o mês de agosto. “A Pfizer passa de uma média de entrega de 1 milhão de doses por semana, para 1 ou 2 milhões de doses por dia.
03
ago

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO / Agenda

Postado às 17:23 Hs

Confira a programação dos brasileiros na Olimpíada de Tóquio entre a noite desta terça-feira e a madrugada de quarta-feira.

18h30 – Decatlo Masculino – Salto em altura – Felipe dos Santos

18h30 – Maratona Aquática – Ana Marcela Cunha

21h16 – Decatlo Masculino – 100m – Felipe dos Santos

21h30 – Vôlei de quadra feminino – Quartas de final – Brasil x Rússia

21h38 – Decatlo Masculino – 400m – Felipe dos Santos

21h55 – Decatlo Masculino – Salto em distância – Felipe dos Santos

22h – Vôlei de praia masculino – Quartas de final – Alison e Alvaro Filho x Letônia

23h40 – Decatlo Masculino – Arremesso de peso – Felipe dos Santos

3h – Saltos Ornamentais – Ingrid Oliveira

3h33 – Vela feminina – Medal Race – Ana Barbachan e Fernanda Oliveira

O Tempo

02
ago

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO / Agenda

Postado às 20:20 Hs

Confira um resumo da presença de brasileiros entre segunda e terça-feira

21h – Classificatórias salto triplo masculino – Alexsandro Melo e Almir dos Santos

21h16 – Eliminatórias 1500m rasos masculino – Thiago André

21h20 – Eliminatórias Lançamento de Dardo feminino – Juciele Sales

21h52 – Canoagem de Velocidade – Semifinal – Isaquias e Jacky

22h – Quartas de final vôlei de praia feminino – Ana Patricia e Rebecca x Suíça

22h01 – Eliminatórias 400m feminino – Tiffani Marinho

22h50 – Eliminatórias Lançamento de Dardo feminino – Laila Ferrer

23h05 – Eliminatórias 200m masculino – Jorge Vides

23h21 – Eliminatórias 200m masculino – Aldemir Junior

23h37 – Eliminatórias 200m masculino – Lucas Vilar

0h05 – Vela feminina – Ana Barbachan e Fernanda Oliveira

0h15 – Vela masculina – Bruno Bethlen e Henrique Haddad

0h20 – Final 400m com barreira – Alison dos Santos

0h33 – Vela feminina – Medal Race – Martine Grael e Kahena Kunze

1h – Vôlei masculino – Quartas de final – Brasil x Japão

3h33 – Vela mista – Medal Race – Gabriela Nicolino e Samuel Albrecht

5h – Boxe feminino – Quartas de final – Beatriz Ferreira x Uzbequistão

5h – Futebol masculino – Semifinais – Brasil x México

5h50 – Ginástica Artística – Final trave – Flávia Saraiva

6h18 – Boxe masculino – Quartas de final – Wanderson Oliveira x Cuba

6h18 – Boxe masculino – Quartas de final – Abner Teixeira x Cuba

7h10 – Atletismo – Eliminatórias 110m com barreira – Gabriel Constantino

7h15 – Eliminatórias Lançamento de Disco – Darlan Romani

7h20 – Final Salto com vara masculino – Thiago Braz

7h34 – Atletismo – Eliminatórias 110m com barreira – Rafael Pereira

7h42 – Atletismo – Eliminatórias 110m com barreira – Eduardo Rodrigues

01
ago

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO / Agenda

Postado às 19:50 Hs

Confira os horários das participações do Brasil e das disputas que valem medalha:

Domingo (1/08)

Canoagem velocidade masculina – C2 1000m
Fase: 
classificatórias
Horário: 22h05

Canoagem velocidade masculina – K1 1000m
Fase:
 classificatórias
Horário: 22h21

Atletismo feminino – 200m rasos
Fase: 
classificatórias
Horário: 22h30

Handebol feminino
Brasil x França
Fase:
 grupos
Horário: 23h

Levantamento de peso feminino – até  87kg
Fase: 
grupos
Horário: 23h50

Madrugada e manhã de segunda-feira (2/08)

Vela feminina – 470
Horário: 
00h05
9ª e 10ª regatas

Vela masculina – 470
Horário: 
02h35
9ª e 10ª regatas

Ginástica artística masculina – argolas
Fase:
final (com participação de Arthur Zanetti)
Horário: 05h00

Ginástica artística feminina – solo
Fase:
final (com participação de Rebeca Andrade)
Horário: 06h00

Ginástica artística masculina – salto
Fase:
 final
Horário: 06h54

Vôlei feminino
Brasil x Quênia
Fase: 
grupos
Horário: 09h45

Com informações de ESPN

Reprodução

A brasileira Rebeca Andrade conquistou a medalha de ouro na prova do salto na ginástica feminina dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ela, que já havia conquistado a medalha de prata na prova do individual geral, vai subir no lugar mais alto do pódio dessa vez. Rebeca ficou com a nota final de 15.083 depois de dois saltos, e não foi superada por mais nenhuma ginasta. A medalha de prata ficou com a norte-americana MyKayla Skinner (14.916) e a de bronze com a sul-coreana Yeo Seo-jeong (14.733).

Em meio às comemorações ao ouro de Rebeca Andrade na final individual do salto, um momento chamou atenção do público. Ao ser questionada pelo repórter Carlos Gil, da Globo, a atleta deu uma resposta inusitada.

Muito feliz com o ouro, Rebeca Andrade foi falar com o repórter Carlos Gil. O jornalista, então, perguntou se a atleta tinha conseguido falar com a mãe.

No modelo “sincerona”, Rebeca Andrade disparou: “Ainda não, sai do pódio e vim pra cá falar com vocês. Como eu vou ligar para minha mãe”.

31
jul

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO / Agenda

Postado às 17:01 Hs

Olimpíadas: principais destaques dos Jogos – sábado (31):

  • 19:30 – 04:00 Golfe Masculino (final)
  • 22:00 – 01:00 Tênis de mesa Equipes femininas (oitavas de final)
  • 22:10 – 23:10 Ciclismo BMX Park feminino (final)
  • 22:30 – 22:37 Natação 50m livre masculino (final)
  • 22:35 – 23:45 Atletismo Arremesso de peso feminino (final)
  • 22:37 – 22:44 Natação 50m livre feminino (final)
  • 22:44 – 23:05 Natação 1.500m livre masculino (final)
  • 23:05 – 00:50 Vôlei BRA-FRA (masculino – 5ª rodada)
  • 23:15 – 23:26 Natação Rev. 4x100m medley feminino (final)
  • 23:20 – 00:20 Ciclismo BMX Park masculino (final)
  • 23:36 – 23:47 Natação Rev. 4x100m medley masculino (final)

Olimpíadas: principais destaques dos Jogos – domingo (1º)

  • 00:00 – 02:10 Vela 470 feminino (regatas 7 e 8)
  • 00:00 – 08:00 Tênis Duplas femininas (final)
  • 00:00 – 08:00 Tênis Duplas mistas (final)
  • 00:00 – 08:00 Tênis Simples masculino (final)
  • 00:10 – 02:20 Vela 470 masculino (regatas 7 e 8)
  • 02:30 – 02:58 Vela Laser masculino (final)
  • 02:30 – 05:30 Tênis de mesa Equipes masculinas (oitavas de final)
  • 03:00 – 04:15 Saltos ornamentais Trampolim individual 3m feminino (final)
  • 03:00 – 05:10 Vela Finn masculino (regatas 9 e 10)
  • 03:30 – 03:58 Vela Laser radial feminino (final)
  • 05:00 – 05:35 Ginástica artística Solo masculino (final)
  • 05:45 – 06:20 Ginástica artística Salto feminino (final)
  • 06:18 – 06:51 Boxe Peso médio masculino (quartas de final)
  • 06:30 – 07:05 Ginástica artística Cavalo com alças masculino (final)
  • 07:10 – 09:02 Atletismo Salto em altura masculino (final)
  • 07:15 – 07:50 Ginástica artística Barras assimétricas feminino (final)
  • 07:30 – 09:00 Handebol GER-BRA (masculino – 5ª rodada)
  • 07:50 – 09:00 Esgrima Florete por equipes masculino (final)
  • 08:20 – 09:37 Atletismo Salto triplo feminino (final)
  • 08:30 – 11:00 Badminton Simples feminino (final)
  • 09:50 – 09:51 Atletismo 100m masculino (final)

Com informações de ESPN

30
jul

Já no RN: Ítalo Ferreira

Postado às 9:27 Hs

O potiguar Ítalo Ferreira, que fez história ao conquistar a primeira medalha de ouro do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio, voltou para casa. Ele desembarcou no Aeroporto Internacional de Natal na madrugada desta sexta-feira (30), às 2h03 da manhã, três dias depois de subir no lugar mais alto do pódio no Japão.

Ítalo chegou ao Brasil na tarde de quinta (29), no Aeroporto de Guarulhos. Com a medalha dourada no peito, foi recebido com festa pelos amigos Tico e Teco, responsáveis por produzirem as pranchas dele. Após entrevista coletiva em São Paulo, sem perder tempo, pegou novo voo para o Rio Grande do Norte.

O destino agora é Baía Formosa, cidade natal do surfista. O município, distante 90 quilômetros da capital Natal, é também o local escolhido por Ítalo como seu refúgio particular. É lá que ele vive até hoje e para onde sempre retorna para receber o carinho dos familiares, amigos e conterrâneos. Foi assim em 2019, quando Ítalo veio a Baía Formosa quatro dias depois de se sagrar campeão mundial de surfe.

Tribuna do Norte

29
jul

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO / Agenda

Postado às 20:34 Hs

Confira a programação:

20h30 – Hipismo – Marcelo Tosi + Rafael Losano + Carlos Parro

21h15 (quinta) – Salto em altura com Fernando Ferreira e Thiago Braz

21h – Handebol masculino – Brasil x Argentina

21h – Rugby feminino – Brasil x Fiji

22h – Semifinais BMX masculino – Renato Rezende

23h – Judô com Rafael Silva e Maria Suelen

23h05 – Vôlei masculino – Brasil x EUA

0h05 – Vela com Marco Grael e Gabriel Borges

1h24 – Boxe masculino – Keno Machado x Grã Bretanha

2h- Semifinais Canoagem Slalom – Pepê Gonçalves

2h50 – Vela com Martine Grael e Kahena Kunze

3h – Saltos ornamentais – Luana Lira

5h – Boxe feminino – Bia Ferreira x Taipei

5h – Futebol feminino – Quartas de final – Brasil x Canadá

7h – Salto triplo feminino – Nubia Soares

7h16 – Natação – 50m livre com Bruno Fratus

7h39 – Boxe masculino – Quartas de final – Abner Teixeira x Jordânia

8h12 – Atletismo – Revezamento misto 4x400m

8h40 – Natação masculino – 1500m livre com Guilherme Costa

9h – Vôlei de praia masculino – Bruno e Evandro x Polônia

9h15 – Natação – Revezamento 4×100 medley masculino

O Tempo

28
jul

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO / Agenda

Postado às 20:20 Hs

Confira alguns dos destaques do Brasil nas Olimpíadas entre esta quarta e quinta-feira

21h30 (quarta) – Rugby feminino – Brasil x Canadá

22h (quarta) – BMX masculino – Renato Rezende

22h21 (quarta) – BMX feminino – Priscilla Andreia

22h30 – Natação masculina – Final 800m livre – Guilherme Costa

23h (quarta) – Handebol feminino – Brasil x Espanha

23h (quarta) – Judô – Rafael Buzacarini x Bélgica + Mayra Aguiar x adversária a ser definida

23h (quarta) – Remo – Semifinais – Luca Ferreira

Quinta (28/07)

1h05 – Vela – Robert Scheidt + Patrícia Freitas

2h – Canoagem feminina C1 – semifinais – Ana Satila

5h – Boxe masculino – Hebert Souza x China

5h – Rugby feminino – Brasil x França

5h57 – Tiro com arco feminino – Anne Marcelle x México

7h – Natação feminina – Eliminatórias 800m livre – Viviane Jungblut

7h24 – Boxe feminino – Graziele Sousa x China

7h40 – Vôlei feminino – Brasil x Japão

8h21 – Natação mista – Revezamento 4×100 medley

9h – Vôlei de praia feminino – Ágatha e Duda x Canadá

10h – Vôlei de praia masculino – Alison e Alvaro Filho x Holanda

O Tempo

27
jul

OLIMPÍADAS DE TÓQUIO / Agenda

Postado às 20:12 Hs

A noite desta terça-feira(27) e a madrugada e manhã desta quarta-feira(28) proporcionarão novas disputas do Brasil nos Jogos Olímpicos com possibilidades de medalhas, triunfos e classificações para as próximas fases.

Confira os destaques:

22h20 (terça) – Badminton feminino – Fabiana Silva x Beiwen Zhang (EUA)

22h49 (terça) – Natação masculino – Final – 200m borboleta com Léo de Deus

23h (terça) – Vôlei de praia feminino – Ana Patricia e Rebecca x Letônia

23h (terça) – Tênis misto – Brasil x Sérvia

23h (terça) – Judô masculino – Rafael Macedo x Cazaquistão

23h (terça) – Judô feminino – Maria Portela x Integrante do Time de Refugiados

0h25 – Natação masculina – final da prova do revezamento 4×200 metros livre

0h50 – Canoagem slalom feminina – Ana Satila

1h24 – Tiro com arco – Marcus D´Almeida x Patrick Huston (GBR)

2h12 – Boxe masculino – Keno Machado x Daxiang Chen (CHI)

2h50 – Vela – Martine Grael e Kahena Kunze

3h – Canoagem slalom feminina – Ana Satila

5h – Futebol masculino – Brasil x Arábia Saudita

7h20 – Badminton masculino – Ygor Coelho x Kanta Tsuneyama (JAP)

7h30 – Handebol masculino – Brasil x Espanha

9h45 – Vôlei masculino – Brasil x Comitê Olímpico Russo

O Tempo

out 21
quinta-feira
09 44
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
58 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.882.799 VISITAS