22
fev

Na folia

Postado às 22:00 Hs

Bloco Se Brincar Eu Pego se prepara para domingo de carnaval em Ponta Negra

 Os foliões do Bloco Se Brincar Eu Pego já estão quase na concentração. E é nas ruas de Ponta Negra, no domingo de carnaval (26) que o bloco espalhará muita animação ao som de frevo, marchinhas e samba. A saída será do Querubinaz Comes & Bebes com ponto de chegada à Praça Ecológica de Ponta Negra onde haverá show de Alceu Valença pelo Carnaval Multicultural de Natal . A retirada das camisas vai acontecer da seguinte forma: na quinta-feira (23) e sexta-feira (24), a retirada pode ser feita na Loja Tereza Tinôco e na Armação Propaganda. Já no sábado (25) e no domingo (26) no Querubinaz.

A bebida free (água, cerveja, refrigerante e whisky) durante todo o percurso é um dos diferenciais desse bloco, aliado a alegria promovida pela “Orquestra de Frevo Arrasta Tudo”, comandada pelo maestro Sargento Ronaldo. No repertório, a música do bloco composta por Babal, além de muito frevo, marchinhas, e como não pode faltar, samba. O Bloco Se Brincar Eu Pego está em seu segundo ano e pretende levar às ruas cerca de 500 foliões.

Serviço

Bloco Se Brincar Eu Pego – Retirada das Camisas

Dias: 23 e 24/02 – na loja Tereza Tinôco (Afonso Pena, 881 – Tirol) e na Armação Propaganda (Rua Doutor Barata, 208 – Ribeira)

          25 e 26/02 – no Querubinaz (Rua Erivan França – Ponta Negra)

13
fev

Carnaval em Natal

Postado às 18:45 Hs

Bloco Se Brincar Eu Pego define percurso para folia do domingo de carnaval.

O Bloco Se Brincar Eu Pego acaba de divulgar o percurso da folia para o domingo (26) de carnaval. A saída do bloco acontece às 17h do Querubinaz Comes & Bebes, localizado na Rua Erivan França e segue para a Praça Ecológica de Ponta Negra, onde os participantes poderão continuar a folia com o show de Alceu Valença, atração confirmada para a 9ª edição do Carnaval Multicultural de Natal.

Para garantir animação durante o trajeto, a Orquestra de Frevo Arrasta Tudo preparou um repertório com o melhor do frevo, das marchinhas, e como não pode faltar, do samba. Os foliões do bloco Se Brincar eu Pego terão direito à bebida (água, cerveja geladíssima e whisky), gratuita, durante todo o percurso.  Para participar desta festa, o interessado ainda pode adquirir a camiseta nas lojas Tereza Tinôco (Tirol) e Querubinaz (Ponta Negra).  Em seu primeiro ano, o Se Brincar Eu Pego contou com participação de mais de 300 componentes. Para 2017, são esperados 500 participantes.

08
fev

Em Natal

Postado às 14:28 Hs

Bloco Se Brincar Eu Pego sai em Ponta Negra no domingo de carnaval.

“Agora eu vou sair, Se Brincar Eu Pego…Natal, eu vou pra rua, eu quero me divertir…”. É com muito frevo, marchinha e alegria que o Bloco Se Brincar Eu Pego convoca você para o segundo ano desta linda festa. Considerado um dos caçulas entre os blocos de rua da noiva do sol, o Se Brincar Eu Pego promete agitar o Bairro de Ponta Negra, a partir das 16h, no domingo (26) de carnaval. Após percorrer ruas do bairro, os foliões chegam ao Polo Ponta Negra para show com Alceu Valença, atração confirmada para a 9ª edição do Carnaval Multicultural de Natal.

A animação é garantida e fica por conta da Orquestra de Frevo Arrasta Tudo. Os foliões do bloco Se Brincar eu Pego terão direito à bebida (água, cerveja geladíssima e whisky), gratuita, durante todo o percurso. Para participar da brincadeira, o interessado ainda pode adquirir a camiseta nas lojas Tereza Tinôco (Tirol) e Querubinaz (Ponta Negra).  Em seu primeiro ano, o bloco contou com participação de mais de 300 componentes. Para 2017, são esperados 500 participantes.

23
jan

Em Natal

Postado às 11:20 Hs

Bloco Se Brincar eu Pego abre venda de lote promocional de camisetas 

Em seu segundo ano, o bloco Se Brincar eu Pego, considerado o caçula dos blocos de rua de Natal, sairá no domingo de carnaval pelas ruas do bairro de Ponta Negra. A venda do primeiro lote de camisetas com preço promocional vai continuar e está programada para ser retomada nesta segunda-feira (23) na loja Tereza Tinôco (Tirol) e Querubinaz (Ponta Negra). Com animação garantida pela Orquestra de Frevo Arrasta Tudo, os foliões do bloco Se Brincar eu Pego terão como novidade este ano o direito à bebida (água, cerveja geladíssima e whisky) gratuita durante o percurso.

O Bloco Se Brincar eu Pego tem como tradição um repertório marchinhas e muito frevo, além de samba. Em seu primeiro ano, o bloco contou com participação de mais de 300 componentes. Este ano, estão previstas a venda de 500 camisetas.

 

Endereços:

Loja Tereza Tinôco – Av. Afonso Pena, 881 – Tirol

Querubinaz – Rua Erivan França, beira-mar, próximo a subida de retorno para Av. Roberto Freire – Ponta Negra.

 

 

15
jan

Em Natal

Postado às 11:45 Hs

Bloco Se Brincar eu Pego anima Ponta Negra com grito de pré-carnaval.

Ponta Negra deu o primeiro grito de pré-carnaval, na tarde deste sábado (14), com o lançamento da edição 2017 do bloco Se Brincar eu Pego. Considerado o caçula dos blocos de rua de Natal, o Se Brincar eu Pego sairá pelo segundo ano consecutivo no domingo de carnaval pelas ruas do bairro de Ponta Negra.

O lançamento aconteceu no Querubinaz Comes e Bebes, na orla de Ponta Negra, com a Orquestra de Frevo Arrasta Tudo e a Bateria da Escola Malandros do Samba. Além dos foliões assíduos do bloco, muita gente nova veio participar da festa e comprar as camisetas para garantir presença este ano, quando o bloco terá como novidade o direito à bebida (água, cerveja geladíssima e whisky) gratuita durante o percurso do bloco.

O Bloco Se Brincar eu Pego tem como tradição um repertório marchinhas e muito frevo, além de samba. Em seu primeiro ano, o bloco contou com participação de mais de 300 componentes. Este ano, estão previstas a venda de 500 camisetas. O primeiro lote já começou a ser vendido com desconto.

09
jan

Acontece

Postado às 17:40 Hs

Sábado tem lançamento do bloco Se Brincar eu Pego em Natal.

Este ano, mais uma vez, Ponta Negra vai receber o bloco Se Brincar eu Pego, que marcou o carnaval do ano passado. O lançamento para o Carnaval 2017 acontece no próximo sábado (14), no Querubinaz Comes e Bebes, na orla de Ponta Negra, com a Orquestra de Frevo Arrasta Tudo e a Bateria da Escola Malandros do Samba, a partir das 16h, com direito à lua cheia. O Bloco Se Brincar eu Pego terá seu segundo ano no carnaval de Natal, e tem como tradição um repertório marchinhas e muito frevo. O bloco sai no domingo de carnaval pelas ruas de Ponta Negra.

O primeiro lote de camisetas estará à venda durante o lançamento por R$ 80,00 a unidade. A novidade este ano é que o bloco vai oferecer a quem comprar a camiseta o direito à bebida (água, cerveja geladíssima e whisky) gratuita durante o percurso do bloco.

 

Serviço:

O que: Lançamento do bloco Se Brincar eu Pego para 2017, com Orquestra de Frevo Arrasta Tudo e bateria da Escola Malandros do Samba
Dia: Sábado (14/01)
Horário: 16h00
Onde: Querubinaz Comes e Bebes, Av. Erivan França, s/n, Orla de Ponta Negra.

Entrada livre.

Quando se fala na Praia de Ponta Negra, logo se pensa em turismo, beleza natural e cartão postal da cidade. Mas o nativo, morador ou visitante mais atento sabe que a Praia de Ponta Negra – assim como as demais da orla urbana – tem acumulado problemas ao longo dos anos. Ora é o mar que avança e destrói o calçadão, ora é a tentativa de construir espigões em área proibida. Ciente do papel da Justiça no disciplinamento do uso de áreas urbanas, como é o caso daquele pedaço de mar, a promotora Gilka da Mata sabe também que só a Justiça não consegue resolver todos os problemas. O engajamento dos moradores, dos comerciantes e empresários na preservação da praia é fundamental: “Não acredito no meu trabalho isolado na área do meio ambiente”, afirma ela. Por isso, lança na próxima quinta-feira (15), das 17h às 22h, no Galeria Fernando Chiriboga, no 3º Piso do Midway Mall, o livro “Bases para o Desenvolvimento Sustentável das Praias Urbanas – Avaliação da Praia de Ponta Negra” (Caravela Selo Cultural – Série Humanidades I), que será vendido ao preço de R$ 25,00. Gilka da Mata fez um recorte temporal para basear seus estudos dos últimos 15 anos, nos quais pode-se constatar, com bastante ênfase, mudanças naquela praia com a degradação da qualidade ambiental, no que diz respeito à balneabilidade da água; erosão costeira; alteração da paisagem, dentre outros problemas. O livro não só levanta questões, como aponta caminhos. “Será possível estabelecer uma forma de uso e de gestão dos espaços praianos que leve em consideração um tipo de racionalidade capaz de garantir a sustentabilidade das funções ambiental, social e econômica desses espaços? “A racionalidade ambiental”, teoria defendida pelo economista mexicano Enrique Leff é uma das propostas defendidas pela pesquisadora e promotora do Meio Ambiente.
05
fev

Exposição Fotográfica

Postado às 21:37 Hs

Até o final do mês de fevereiro (dia 27), quem passar pela orla de Ponta Negra poderá conferir a exposição fotográfica “Beach-digi-art”, do Projeto Art Photo Club Internacional – APC 15. Esta será a segunda edição da realização da exposição internacional na capital potiguar, e tem acesso gratuito.A exposição internacional apresenta às potiguares possibilidades expressionistas, abstratas e surrealistas na fotografia digital, entre outros movimentos das artes visuais. Segundo o curador, Alain Gegauf, o evento tem como principal foco a divulgação da “Foto-Arte dos artistas”. “Um dos focos da exposição é promover as fotografias digitais dos 15 fotógrafos e das interpretações dos mesmos que pertencem ao projeto”, disse Alain. As reproduções expostas, que estão na Orla da Praia de Ponta Negra quase no final do calçadão, se baseiam no Surrealismo, na Arte-Contemporâneo, no Abstrato e na Natureza. Nesta edição, as fotos apresentadas têm uma sequência do frio em contraste com o tropical.O local escolhido para a mostra da exposição se deve a está inserido no contexto urbano e se constitui num espaço de fomentação cultural. A exposição fica aberta ao público, gratuitamente, de 03 de fevereiro a 27 de dezembro, de segunda a sexta-feira, no horário das 15h às 18h.
25
jul

Calamidade em Ponta Negra…

Postado às 13:20 Hs

O Diário Oficial da União publicou nesta quarta-feira (25), portaria do Secretário Nacional de Defesa Civil, Humberto Viana, reconhecendo o estado de calamidade pública em Natal.

Com isso, Natal está apta a receber recursos para a recuperação do calçadão de Ponta Negra, destruído pela força da maré.O estado de calamidade pública em Natal foi decretado pela prefeita de Natal, Micarla de Sousa no dia 13 de julho.

A prefeita Micarla de Sousa disse estar satisfeita com o reconhecimento, pelo Governo Federal, do estado de calamidade pública em Ponta Negra.

“A nossa luta por recursos para a orla de ponta negra e outras praias urbanas, que nós iniciamos já em 2009, enfim obteve êxito, graças, principalmente à sensibilidade da presidenta Dilma que determinou a seus ministros que o pleito da Prefeitura do Natal fosse atendido ainda esta semana.”

A agilidade e a seriedade com que o Governo Federal está tratando o assunto, destacou a prefeita, dá a certeza de que Natal receberá, enfim, recursos para recuperar Ponta Negra.

Fonte: Fator RRH

14
jul

* * * Quentinhas… * * *

Postado às 21:07 Hs

  • Na audiência em que será interrogado na próxima quarta-feira, em Goiânia, Carlinhos Cachoeira receberá a oferta da delação premiada. Procuradores e policiais que trabalham no caso acham que o tempo de prisão (139 dias), a cassação de Demóstenes Torres, a possibilidade de pena reduzida e os sinais de que a ruína se avizinha conspiram a favor de um acordo em que ele entregue os anéis para não perder os dedos. Um eventual acordo passaria, no entanto, por seu advogado, o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos. O presidente da Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR), Alexandre Camanho acha que Cachoeira tem potencial para dar uma grande contribuição ao país, como fizeram os alvos da Operação Mãos Limpas, na Itália. “Ele pode mostrar até onde vai o envolvimento de agentes públicos com o crime organizado e a corrupção”, diz Camanho. Como se sabe, o poder do contraventor é de impressionante capilaridade e não se restringe ao legislativo e a governos.
  • Na quinta à noite, a presidente Dilma Rousseff mudou a rotina sem ser notada. Ao invés de voltar para casa ao final do expediente, como de costume, decidiu jantar com um seleto grupo de amigos. A pequena, e secreta, recepção foi feita na residência do petista Sigmaringa Seixas, no Lago Sul (área nobre da capital). O encontro começou às 20h e terminou cedo, antes da meia-noite. Na seleta lista de presentes, o ex-ministro Franklin Martins, o governador Marcelo Deda (PT-SE), os assessores Marco Aurélio Garcia (Presidência) e José Genoino (Defesa), José Eduardo Dutra (diretor da Petrobras), além de seu chefe de gabinete, Giles Azevedo.No menu, bacalhau, carne, vinho e muita lembrança do governo de Lula. Pouco trataram de política. Por conta do assédio, sobretudo da imprensa, são raros os momentos em que a presidente dá sua escapulida. E, para não chamar atenção, abriu mão do comboio policial e do forte aparato de segurança.O carro com a placa verde e amarela nem sequer foi visto no local. Dilma fez o trajeto de 10 minutos em automóvel “à paisana”.
  • A partir deste sábado (14), moradores e turistas de Natal não poderão mais andar no calçadão da orla de Ponta Negra, a mais badalada das praias da capital potiguar. Sofrendo desde março com as altas marés, o local foi atingido, na última semana, por ressacas –com ondas de até três metros– que destruíram ainda mais o passeio público, prejudicando o turismo no local. Segundo a prefeitura, 300 metros do calçadão foram destruídos pelas últimas marés, o que levou o poder público a determinar a proibição de circulação pelos 2,5 quilômetros por tempo indeterminado. No sábado passado (7), a Justiça já havia determinado a interdição dos pontos afetados, o que foi feito pela Defesa Civil municipal. Alguns postes também foram atingidos, o que prejudica a iluminação à noite. Comerciantes estimam em, pelo menos, 20% a redução do número de pessoas que passeiam pelo local nas últimas semanas.
10
jul

Gestões desastrosas e seus efeitos…

Postado às 12:07 Hs

 

O problema da erosão se arrasta há anos, mas foi preciso o caos para acender o sinal de alerta

O encontro realizado na tarde desta segunda-feira (09) para debater o problema do calçadão de Ponta Negra, chegou a uma conclusão: antes de pensar em qualquer providência é preciso decretar estado de calamidade da cidade. Em ano eleitoral a transferência de recursos federais está condicionada a um documento que comprove a situação de emergência. Foi isso o que deixou claro o técnico do departamento de infraestrutura turística do Ministério do Turismo, Neusvaldo Ferreira, durante o debate proposto pelo deputado Hermano Morais e articulado pelo líder do PMDB na Câmara Henrique Alves. Estavam presentes os principais nomes do trade, como o presidente do Natal Convention Bureau, George Costa e Habib Chalita, da ABIH, o coordenador da Câmara empresarial do Turismo da Fecomércio, George Gosson, Eugênio Cunha, da UFRN, CREA, Caern e Governo do Estado.

Essa não é a primeira vez que a situação do calçadão de Ponta Negra é alvo de discussões. O problema da erosão se arrasta há anos, mas foi preciso o caos para acender o sinal de alerta. “Agora não tem mais paliativo que dê jeito. Chegamos numa situação tal que não somente quem depende do turismo está sofrendo com o descaso da prefeitura, mas os próprios moradores da região. As manilhas estão expostas e o esgoto está indo direto para a praia. Já existe o comprometimento da balneabilidade do local. A omissão do poder público municipal resultou em crime ambiental”, destacou George Gosson.

De acordo com dados do Natal Convention Bureau, desde outubro o fluxo de passageiros em Natal caiu 15%, se comparado a períodos anteriores. Para o presidente da entidade, George Costa, a principal fonte de arrecadação da economia local merecia ser tratada com mais zelo.

 

 Parcerias

O deputado Henrique Alves chamou a atenção para as parcerias. Segundo o líder do PMDB, o problema só será resolvido se todos – governo federal, estadual e município – trabalharem em conjunto. Para ele, o que não pode continuar é essa situação vergonhosa da orla de Natal, “hoje uma das mais feias do Nordeste”, reclamou.

A expectativa é que a cidade reverta esse quadro. A solução apontada pelos técnicos é inicialmente construir uma estrutura para proteger a área das obras. Depois, a solução definitiva é aterrar a praia. Um exemplo bem sucedido de como isso pode dar certo é a praia de Copacabana. “Precisamos recuperar a nossa praia e as belezas que nela se encontram. Ponta Negra pede socorro e nós temos obrigação de fazer algo. Por isso, minha primeira preocupação foi pedir ajuda às pessoas certas, que podem de fato contribuir”, finalizou o deputado Hermano Morais.

 

 

jan 20
quarta-feira
07 23
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
140 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.845.156 VISITAS