A Prefeitura de Natal publicou nesta sexta-feira (17) a liberação para a prática de esportes individuais ou que não tenham contato entre atletas em clubes ou academias.

A autorização foi inserida na fração 1 da fase 2 do plano de retomada gradual das atividades econômicas. Estão liberadas as práticas de sinuca, atletismo, tênis, tênis de mesa, squase, beach tennis, nado sincronizado, futevôlei, badminton e ginástica rítima e olímpica.

Por outro lado, esporte como vôlei, futebol, basquete, handebol, futsal e futebol americano seguem proibidos, pois possuem contato entre os participantes.

Além disso, o Executivo definiu os horários para funcionamento do comércio a partir da próxima terça-feira (21), na abertura da fração 2 da segunda fase da retomada econômica. Nesse dia, serão liberados centros comerciais e galerias, sem a utilização de ar condicionado.

De acordo com o texto do decreto, supermercados, hipermercados e atacarejos poderão funcionar das 7h às 22h, todos os dias. O comércio com “porta para a rua” terá funcionamento permitido das 9h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, e das 9h às 13h, aos sábados.

Academias, box, studios e outros poderão funcionar das 6h às 22h, de segunda a sábado.

Já os centros comerciais e galerias comerciais, que abrirão as portas a partir de terça (21), terão horários de 9h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, e das 9h às 13h, aos sábados. Os shoppings sem ar condicionado poderão funcionar das 12h às 20h, todos os dias.

Para o setor de alimentação, o texto determina que o funcionamento de restaurantes, bares, pizzarias, lanchonetes e food partes, de até 300 m², seja das 11h às 23h, em todos os dias da semana, para as vendas com atendimento presencial ao consumidor. O atendimento fora desse horário pode ser feito em delivery.

Blog do Dina 

O Governo do Rio Grande do Norte não vai seguir o decreto do presidente Jair Bolsonaro que incluiu as  no rol dos serviços considerados essenciais. Por decisão da governadora Fátima Bezerra, segue valendo a regra do último decreto estadual, que proíbe esses estabelecimentos de funcionar no Estado enquanto perdurar o isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Segundo o secretário-chefe do Gabinete Civil do Governo do Estado, Raimundo Alves Júnior, mesmo após o decreto presidencial, nada mudará no decreto local. A gestão estadual se baseia no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), que decidiu, no mês passado, que os governadores e prefeitos têm autonomia para definir como acontecerá o isolamento social em seus territórios.

O decreto de Bolsonaro foi publicado nesta segunda-feira (11) em uma edição extra do Diário Oficial. Foram incluídos como serviços essenciais as academias de ginástica, salões de beleza e barbearias. Os dois últimos estabelecimentos, contudo, já estão autorizados a funcionar no Rio Grande do Norte desde o decreto estadual publicado no dia 23 de abril. As regras atuais valem até o dia 20 de maio.

Pelo decreto estadual que está em vigor – e o que realmente vale, segundo entendimento do STF –, 45 atividades são consideradas essenciais e, por isso, podem funcionar. Entre elas, estão a indústria, serviços de beleza (manicure, salão de beleza, barbearias e afins), serviços funerários, imprensa e indústria. O restante não pode funcionar, sob pena de multa e interdição.

Agora RN
24
mar

Olimpíada de Tóquio é adiada

Postado às 11:58 Hs

O primeiro-ministro japonês, Abe Shinzo, confirmou nesta terça-feira (24) que pediu ao Comitê Olímpico Internacional o adiamento de um ano dos Jogos Olímpicos, que estavam programados para o dia 24 de julho.

Abe fez o anúncio a jornalistas depois de uma conversa telefônica com o presidente do COI, Thomas Bach. Segundo ele, o COI aceitou o pedido. As Olimpíadas, portanto, deverão ser realizadas em 2021. Mesmo assim, o nome oficial do evento será Tóquio 2020, de acordo com o governador de Tóquio, Yuriko Koike.

De acordo com a agência Reuters, ele afirmou que o COI “apoiou 100%” a proposta. Os Jogos Olímpicos foram adiados por causa da pandemia do Covid-19, que impactaram a organização do evento e também a preparação dos atletas.

A conversa telefônica incluiu, além de Abe e de Bach, o governador de Tóquio, Yuriko Koike, e o líder da organização dos Jogos, Yoshiro Mori. Abe pediu para que Bach tomasse uma decisão o mais rápido possível, segundo a NHK. Na era modera, os Jogos Olímpicos já foram cancelados em quatro ocasiões: 1916, 1940 e 1940.

G1

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu suspender, a partir desta segunda-feira, dia 16/3, por prazo indeterminado, as competições nacionais sob sua coordenação que estão em andamento: Copa do Brasil, Campeonatos Brasileiros Femininos A1 e A2, Campeonato Brasileiro Sub-17 e Copa do Brasil Sub-20.

“Sabemos e assumimos a responsabilidade do futebol na luta contra a expansão da COVID-19 no Brasil”, afirma o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

Em relação aos campeonatos estaduais, as Federações Estaduais de futebol, entidades organizadoras, terão deliberações específicas para cada competição, sendo respeitada a sua autonomia local.

A  seguirá em permanente contato com o Ministério da Saúde, unindo esforços para que o país e o esporte superem o grande desafio em relação à pandemia, torcendo para que, o quanto antes, possamos voltar à normalidade.

14
jan

Natal na disputa

Postado às 8:28 Hs

Quatro capitais nordestinas aparecem como principais candidatas a receber o primeiro jogo da seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022: Salvador, Recife, Fortaleza e Natal.

Na próxima semana, a CBF começará a realizar vistorias nos estádios (Arena Fonte Nova, Arena de Pernambuco, Arena Castelão e Arena das Dunas) e também nas cidades para ver qual a melhor logística para a seleção brasileira.

As primeiras datas para jogos das Eliminatórias que foram reservadas no calendário da CBF, divulgado em outubro do ano passado, são os dias 26 e 31 de março, que são uma quinta e uma terça-feira, respectivamente.

O sonho de ganhar novamente o mundo nunca esteve tão próximo. Após 38 anos, o Flamengo está na final do Mundial de Clubes. Nesta terça, o clube brasileiro venceu o Al Hilal por 3 a 1, no Estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Catar, e vai decidir o título, sábado, contra o vencedor de Liverpool x Monterrey. Uma vitória sofrida, de virada, construída com gols de Arrascaeta, Bruno Henrique e Al-Bulayhi (contra). Salem marcou para os árabes.

O Flamengo vai decidir o Mundial no próximo sábado, às 14h30 (horário de Brasília). A decisão também será no Estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Catar. O adversário será o vencedor entre Liverpool e Monterrey. As duas equipes se enfrentam nesta quarta, às 14h30.

O Flamengo desembarca no Rio de Janeiro na manhã deste domingo para comemorar o título da Copa Libertadores da América junto com a torcida. No dia da festa rubro-negra por conquistar a principal competição da América após 38 anos, o clube pode levantar outra taça – mesmo sem jogar. A equipe será campeã do Campeonato Brasileiro se o Palmeiras não vencer o Grêmio às 16h (horário de Brasília), no Allianz Parque. A partida terá transmissão pela TV Globo para todo o Brasil.

O líder do Brasileirão tem 81 pontos conquistados em 34 rodadas – já atuou contra o Vasco há 11 dias, no empate por 4 a 4 no Maracanã. O Palmeiras está com 68 e, em caso de derrota para os gaúchos, ficará 13 pontos atrás com apenas 12 pontos para ser disputados até o final da competição. Mesmo se o time paulista empatar e diminuir a diferença para 12, não poderá mais alcançar o Flamengo pelos critérios de desempate. O Palmeiras tem 19 vitórias contra 25 do rival e não teria como alcançar no quesito faltando apenas quatro rodadas para o fim.

A festa flamenguista começará às 10h na Avenida Presidente Vargas, no Rio de Janeiro, com desfile do elenco em carro aberto. Resta saber se a comemoração ainda estará acontecendo oito horas depois, quando terminará a partida entre Palmeiras e Grêmio.

Veja

23
nov

Flamengo é o bicampeão da Libertadores

Postado às 20:47 Hs

Com um gol de Borré, aos 14 minutos de jogo, e dois  de Gabigol, aos 43 e 46 do segundo tempo, o Flamengo vai vencendo o River Plate na grande final da Libertadores , no Estádio Monumental , em Lima, no Peru. A partida está no segundo tempo. Enquanto os rubro-negros buscam o segundo título no torneio (o primeiro foi em 1981), os argentinos tentam erguer a taça pela quinta vez. A mais recente foi em 2018. As outras, em 1985, 1996 e 2015.

O Flamengo por muito pouco não empatou aos 11 da etapa final. Bruno Henrique fez ótima jogada pela esquerda e tocou para trás. Gabigol chutou, a bola explodiu na defesa e, na volta, Armani pegou finalização de Everton Ribeiro. Os jogadores do Fla chegaram a pedir pênalti na finalização de Gabigol, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Além da apoteose esportiva, a conquista da Libertadores para o Flamengo significa uma injeção interessante de dinheiro no caixa rubro-negro.

Pela campanha inteira, somando os avanços fase a fase, o Fla embolsa US$ 19 milhões (cerca de R$ 80 milhões). Apenas a vitória por 2 a 1 sobre o River Plate trouxe US$ 12 milhões (RS$ 50,3 milhões).

Mas os ganhos financeiros pela vitória em campo irão além. O título da Libertadores rende automaticamente vaga no Mundial de Clubes de 2019.

A Conmebol ainda não oficializou, mas trabalha com a ideia de que essa conquista do Fla também o leve ao Mundial de 2021, a primeira edição do torneio que inaugurará a nova fórmula.

22
nov

No domingo

Postado às 18:21 Hs

12ª Corrida de Santa Luzia deve reunir 400 atletas neste domingo

A 12ª Corrida de Santa Luzia, prova inserida na programação de eventos sociais e esportivos que antecedem a Festa da Padroeira de Mossoró, será realizada neste domingo, dia 24 de novembro, com largada prevista para 6h.

Cerca de 400 atletas devem participar da tradicional corrida de rua. O ponto de largada será o Colégio Diocesano de Santa Luzia, localizado na Praça Dom João Costa. Os atletas seguem pelas ruas do Centro de Mossoró e passam em frente à Catedral de Santa Luzia, retornando para o ponto de largada.

A concentração será a partir das 5h30, em frente ao Ginásio Carecão. A largada está marcada no regulamento para 6h. A expectativa é de que a premiação seja realizada por volta das 9h. Conforme o regulamento, o percurso da corrida terá duas distâncias: 5 km (uma volta) e 10 km (duas voltas), com participação de pessoas de ambos os sexos. A idade mínima para participação é de 14 anos (5 km) e 18 anos (10 km).

Serão premiados com troféu os atletas que chegarem entre os três primeiros colocados por categoria: a) Individual geral masculino/feminino – 5 km; b) Individual geral masculino/feminino – 10 km. Os atletas inscritos receberão um Kit de Participação composto por: número de identificação, chip de cronometragem, camiseta, sacola e viseira.

O estado de Galvão Bueno é estável. Familiares do narrador da Globo confirmaram na noite desta quinta-feira que o procedimento de cateterismo para a desobstrução de uma artéria foi bem sucedido e ele está consciente. Galvão permanecerá na UTI pelo menos essa noite e a família aguarda pelo laudo médico para saber o que ocasionou o mal-estar.

O dono da voz mais marcante das transmissões esportivas chegou a Lima na quarta-feira para narrar a final da Copa Libertadores da América entre Flamengo e River Plate, que ocorre no sábado. Galvão saiu para jantar com a esposa Desiree e, na manhã desta quinta-feira, enquanto o casal passeava em um mercado típico da cidade de Lima, capital do Peru e local da partida, o profissional de 69 anos sentiu dores no peito.

Ontem, o Grupo Glogo disse que ele deveria permanecer por quatro dias em observação no hospital e que ele estava “consciente e disposto após quadro de infarto”.

Recentemente, Galvão Bueno já havia apresentado problemas de saúde, inclusive no ar. No primeiro jogo da semifinal da Libertadores entre Grêmio e Flamengo, o narrador estava com a voz prejudicada e não conseguiu narrar os gols das duas equipes no empate por 1 a 1. Depois da partida, ele pediu desculpas aos milhões de torcedores que estavam assistindo.

Veja

As inscrições para a 12ª Corrida de Santa Luzia seguem abertas até a próxima segunda-feira, 04 de novembro, pelo site https://tesportes.com.br/. A tradicional prova, inserida na programação de eventos sociais e esportivos que antecedem a Festa de Santa Luzia, será realizada no dia 24 de novembro, em Mossoró, com largada prevista para 6h.

Conforme o regulamento, o percurso da corrida terá duas distâncias: 5 km (uma volta) e 10 km (duas voltas), com participação de pessoas de ambos os sexos. A idade mínima para participação é de 14 anos (5 km) e 18 anos (10 km).

A organização está comercializando o terceiro lote, com inscrição no valor de R$ 65,00. Em respeito ao Estatuto do Idoso, os atletas com idade igual ou superior a 60 anos têm direito a um desconto de 50% no valor da inscrição.  Todos os atletas inscritos receberão medalha de participação, desde que estejam com o número de identificação e chip de cronometragem.

Serão premiados com troféu os atletas que chegarem entre os três primeiros colocados por categoria: a) Individual geral masculino/feminino – 5 km; b) Individual geral masculino/feminino – 10 km. Os atletas inscritos receberão um Kit de Participação composto por: número de identificação, chip de cronometragem, camiseta, sacola e viseira.
O percurso e local de retirada dos kits serão divulgados posteriormente no site da T Esportes:  https://tesportes.com.br/.

02
out

Acontece

Postado às 18:21 Hs

BIOFIT INAUGURA NOVA ESTRUTURA PARA DIVERSIFICAR SERVIÇOS 

Na próxima quarta-feira (03), a partir das 19h na rua Raimundo Leão de Moura, bairro Nova Betânia, vai acontecer a inauguração dos novos espaços da Biofit.

A nova estrutura foi pensado a partir do conceito de empresa multisserviços e vai oferecer, além da academia, o restaurante Aida Cozinha Gourmet e Café, o Bar Meu Joaquim, campo de futebol society, quadra poliesportiva, quadra de squash, pizzaria, sorveteria, kids club e até mesmo comida congelada de fabricação própria.

Empresas multisserviços são locais especializado em oferecer serviços diversos. Dentro dessa perspectiva, o conglomerado vai disponibilizar uma gama de serviços para que os clientes possam encontrar tudo em um só lugar: Prática de atividades físicas, gastronomia para todos os gostos e diversão para toda família.

Em um cotidiano ditado pelo tempo, a facilidade e praticidade dos espaços multisserviços, como o que será inaugurado em Mossoró, são tendência em cidades de médio e grande porte, onde otimizar o tempo é uma necessidade.

 

Os fiscais do Conselho Regional de Educação Física da 16ª Região fizeram um trabalho de fiscalização em doze cidades do interior do Rio Grande do Norte entre os dias 3 e 6 de setembro e fecharam 11 academias irregulares. Foram visitadas as cidades de Baía Formosa,Vila Flor, Canguaretama, Tibau do Sul, João Câmara, Jandaíra, Macau, Alto do Rodrigues, Guamaré, Pendências, Poço Branco e Taipu.

Os fiscais encontraram treze academias com alguma irregularidade, a maioria sem registro no Conselho Regional e nem Profissional de Educação Física como responsável técnico, o que é obrigatório. Além disso, 13 pessoas foram encontradas em exercício ilegal da profissão de educação física.

O caso mais grave foi de uma academia na cidade de Macau, na região da Costa Branca potiguar, que foi interditada durante uma fiscalização realizada na manhã da quarta-feira, dia 4 de setembro, não cumpriu a determinação e acabou fechada mais uma vez durante a noite do mesmo dia. Os responsáveis pela academia vão ser denunciados ao ministério público pelas irregularidades e também por desobediência. A academia não tem registro no Conselho Regional de Educação Física e também não apresentou um Profissional de Educação Física como responsável técnico.

Portal no Ar

06
set

Encerramento dos JERNS 2019

Postado às 16:12 Hs

O Governo do Rio Grande do Norte estava pagando, sozinho, por uma conta que cabe à concessionária responsável pela gestão da Arena das Dunas. A constatação foi feita pela força-tarefa instaurada há 90 dias para analisar o contrato. Com a descoberta, o Estado deve deixar de repassar R$ 700 mil para o consórcio.

A análise demonstrou que o Governo apenas deveria complementar o valor a ser pago pelos relatórios de manutenção e melhorias realizadas na Arena das Dunas caso esse pagamento ultrapassasse R$ 10 mil mensais. Mas, o Estado estava pagando pelo serviço integralmente.

A auditoria comandada pela Controladoria Geral do Estado orientou a Secretaria Estadual de Planejamento a cumprir o contrato. Isso significa dizer que, a partir de agora, deverá ser realizado um desconto de R$ 10 mil por mês na fatura da Arena da Arena das Dunas, o que pode gerar uma economia para o Estado de R$ 420 mil até 2022.

Além disso, também foi realizada a renegociação do contrato da empresa verificadora, responsável pelos relatórios. Isso garantiu uma redução de 20% do valor mensal a ser pago, resultando em uma redução de até R$ 300 mil até 2022.

A previsão é de que até setembro um relatório final da força-tarefa, da qual o deputado estadual Sandro Pimentel faz parte, seja apresentado. A expectativa da equipe é de obter resultados ainda mais densos sobre os valores pagos pelo Governo ao Consórcio Arena das Dunas.

A final da Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), realizada presencialmente na Unicamp-SP dias 17 e 18 de agosto, rendeu ao Colégio Diocesano Santa Luzia uma medalha de prata entre as 18 mil equipes inscritas no início da competição. Os estudantes Davi Barbosa, Vitória de Souza e Beatriz Pinheiro formaram a equipe premiada, dando à escola a condição de única instituição de ensino privada de todo o Rio Grande do Norte a conseguir uma conquista este ano. É a segunda vez em dois anos consecutivos que eles trazem bons resultados da ONHB. Em 2018, o mesmo trio de alunos representou o Diocesano Santa Luzia na final e alcançou a medalha de bronze. Agora a conquista foi ainda melhor.
12
ago

Brasil faz seu melhor Pan

Postado às 19:15 Hs

Agências de Notícias

O Brasil conquistou um lugar de honra nos Jogos Pan-Americanos realizados em Lima, no Peru, que terminaram neste domingo. As equipes brasileiras conquistaram 171 medalhas, sendo 55 de ouro, 45 de prata e 71 de bronze, na melhor campanha dos últimos 56 anos. Os Estados Unidos triunfaram na competição, com 120 medalhas de ouro. Sem surpresas, neste caso, uma vez que os americanos mantiveram a liderança nos Pan-Americanos em 16 das 18 edições da competição.

O Brasil levou aos Jogos Pan-Americanos de Lima a sua menor delegação das últimas quatro edições do evento e conseguiu fechar na segunda posição do quadro de medalhas depois 56 anos com recordes e pouco dependente de modalidades coletivas para fechar com sua maior eficiência nos últimas quatro edições. Competiram em Lima pelo Time Brasil 485 atletas, uma queda de mais de cem em relação a Toronto-2015 – evento anterior aos Jogos Olímpicos de 2016, e um número ainda menor quando comparado aos que estiveram na edição caseira do Pan, baixando 174 do total do Rio-2007.

Mesmo com as derrotas nas provas finais, a campanha do Brasil foi histórica. Com os 55 ouros, o País superou a participação em Rio 2007 em idas ao primeiro lugar do pódio.

Ao todo, foram 19 dias de jogos Pan-Americanos que desafiaram o frio e a umidade peruana. Nesse tempo, o Brasil mostrou dominância em algumas modalidades, surpreendeu em outras e também viu medalhas que pareciam quase certas escaparem. Superação e aprendizado caminham juntos em qualquer competição esportiva.

Apesar da queda na quantidade de atletas, o Brasil bateu seu recorde de medalhas com o total de 171, 30 a mais que as últimas duas edições em Guadalajara-2011 e Toronto-2015, além de superar a melhor marca que era do Rio em 14 no total. Em ouros, foram 55 no Peru, três a mais em relação ao Rio, maior resultado até então.

O Chile, que organizará os Jogos Pan-Americanos de 2023, ficou na oitava posição. Já o Peru superou todas as expectativas e também fez sua melhor participação na história, concluindo a competição no nono lugar.

país ouro/ prata/ bronze/ total

Estados Unidos

120 88 85 293

Brasil

 

55 45 71 171
  • Medalhas de ouro

    Atletismo

    • Arremesso de peso – masculino Darlan Romani

    • 400m com barreiras – masculino Alison Santos

    • 10000m – masculino Ederson Pereira

    • 4x100m – feminino

    • 4x100m – masculino

    • 3000m com obstáculos – masculino Altobeli Santos

    Badminton

    • masculino Ygor Coelho

    Basquete

    • feminino

    Boxe

    • 60kg – feminino Beatriz Ferreira

    Canoagem

    • Slalom – K1 – masculino Pedro Gonçalves

    • Slalom – C1 – feminino Ana Sátila

    • Slalom – K1 Extreme – masculino Pedro Gonçalves

    • Slalom – K1 Extreme – feminino Ana Sátila

    • Velocidade – C1 1000m – masculino Isaquias Queiroz

    Caratê

    • Até 55kg – feminino Valéria Kumizaki

    Ginástica artística

    • Equipes – masculino

    • Barra fixa – masculino Francisco Barretto

    • Individual geral e aparelhos – masculino Caio Souza

    • Cavalo com alças – masculino Francisco Barretto

    Ginástica rítmica

    • Conjunto 3 aros e 2 maças – feminino

    Handebol

    • feminino

    Hipismo

    • Salto – masculino Marlon Zanotelli

    • Salto – masculino

    Judô

    • 78kg – feminino Mayra Aguiar

    • 52kg – feminino Larissa Pimenta

    • 60kg – masculino Renan Torres

    • 57kg – feminino Rafaela Silva

    • 81kg – masculino Eduardo Yudy

    Levantamento de peso

    • Acima de 109kg – masculino Fernando Reis

    Natação

    • 4x100m medley – misto

    • 4x100m livre – masculino

    • 200m borboleta – masculino Leonardo de Deus

    • 100m peito – masculino João Gomes

    • 100m livre – masculino Marcelo Chierighini

    • 200m livre – masculino Fernando Scheffer

    • 1500m livre – masculino Guilherme Costa

    • 50m livre – feminino Etiene de Medeiros

    • 4x200m livre – masculino

    • 50m livre – masculino Bruno Fratus

    Natação em águas abertas

    • feminino Ana Marcela Cunha

    Patinação artística

    • feminino Bruna Wurts

    Surfe

    • Longboard – feminino Chloe Calmon

    • Stand Up Paddle – feminino Lena Guimarães

    Taekwondo

    • entre 58kg e 68kg – masculino Edival Marques – Netinho

    • entre 58kg e 68kg – feminino Milena Titoneli

    Triatlo

    • feminino Luisa Baptista

    • misto Luisa Baptista, Kauê Willy, Vittória Lopes e Manoel Messias.

    Tênis

    • Individual – masculino João Menezes

    Tênis de mesa

    • Individual – masculino Hugo Calderano

    • masculino Hugo Calderano e Gustavo Tsuboi

    Vela

    • 49er – masculino Marco Grael e Gabriel Borges

    • Kite – masculino Bruno Lobo

    • RS: X – feminino Patrícia Freitas

    • 49er FX – feminino Martine Grael e Kahena Kunze

    • Sunfish – masculino Matheus Dellagnelo

  • Medalhas de prata

    Atletismo

    • Marcha 20km – masculino Caio Bonfim

    • Salto com vara – masculino Augusto Dutra

    • 200m – feminino Vitória Rosa

    • 100m – masculino Paulo André

    • 5000m – masculino Altobeli Santos

    • Arremesso de disco – feminino Andressa Morais

    Boliche

    • Individual – masculino Marcelo Suartz

    Boxe

    • 57kg – feminino Jucielen Cerqueira

    • 81kg – masculino Keno Marley

    • 75kg – masculino Hebert Sousa

    Caratê

    • Até 75kg – masculino Hernani Veríssimo

    • Até 60kg – masculino Douglas Brose

    Ciclismo

    • BMX – feminino Paola Reis

    • Mountain bike – masculino Henrique Avancini

    • BMX – masculino Anderson Ezequiel

    • Estrada – masculino Magno Nazaret

    Esgrima

    • Florete – masculino

    Ginástica artística

    • Barras paralelas – masculino Caio Souza

    • Individual geral e aparelhos – masculino Arthur Nory

    • Argolas – masculino Arthur Zanetti

    • Barra fixa – masculino Arthur Nory

    Ginástica rítmica

    • Fita – feminino Bárbara Domingos

    Hipismo

    • Completo –

    Judô

    • 66kg – masculino Daniel Cargnin

    Luta livre olímpica

    • Até 76kg – feminino Aline da Silva

    Natação

    • 100m costas – masculino Guilherme Guido

    • 800m livre – masculino Miguel Valente

    • 4x100m medley – masculino

    • 400m medley – masculino Leonardo Santos

    • 200m medley – masculino Caio Pumputis

    • 200m livre – masculino Breno Correia

    • 4x100m livre – misto

    • 4x100m livre – feminino

    • 400m livre – masculino Fernando Scheffer

    Remo

    • Dois sem – masculino Xavier Vela e Pau Vela

    Surfe

    • Stand Up Paddle – masculino Vinnicius Martins

    Taekwondo

    • até 49kg – feminino Talisca Reis

    • entre 68kg a 80kg – masculino Ícaro Martins

    Tiro com arco

    • Individual – masculino Marcus Vinicius D’Almeida

    Triatlo

    • masculino Manoel Messias

    • feminino Vittória Lopes

    Tênis de mesa

    • Equipes – feminino

    • misto Gustavo Tsuboi e Bruna Takahashi

    Vela

    • Lightning – misto

    • Laser – masculino Bruno Fontes

  • Medalhas de bronze

    Atletismo

    • Marcha 20km – feminino Erica Sena

    • 110m com barreiras – masculino Eduardo Rodrigues de Deus

    • Arremesso de disco – feminino Fernanda Martins

    • 100m – feminino Vitoria Rosa

    Badminton

    • misto Fabricio Farias e Jaqueline Lima

    • feminino Jaqueline Lima e Samia Lima

    • feminino Tamires Santos e Fabiana Silva

    • masculino Fabricio Farias e Francielton Farias

    Boxe

    • 91kg – masculino Abner Teixeira

    • 75kg – feminino Flavia Tereza

    Canoagem

    • Velocidade – K1 1000m – masculino Vagner Souta

    • Slalom – C1 – masculino Felipe Borges

    • Velocidade – K1 500m – feminino Ana Paula Vergutz

    Caratê

    • Kata equipe – masculino

    • Até 50kg – feminino Jessica de Paula

    • Kata equipe – feminino

    • Até 67kg – masculino Vinícius Figueira

    Ciclismo

    • Pista – masculino

    • Mountain bike – feminino Jaqueline Mourão

    Esgrima

    • Espada – feminino Nathalie Moellhausen

    • Florete – feminino Ana Beatriz Bulcão

    Esqui aquático

    • Wakeboard – feminino Mariana Nep

    Ginástica artística

    • Individual geral – feminino Flávia Saraiva

    • Equipes – feminino

    • Solo – feminino Flávia Saraiva

    Ginástica rítmica

    • feminino Natália Gaudio

    • feminino

    • Conjunto 5 bolas – feminino

    Handebol

    • masculino

    Hipismo

    • Completo – masculino Carlos Parro

    • Adestramento – masculino

    Judô

    • Acima de 100kg – masculino David Moura

    • Acima de 78kg – feminino Beatriz Souza

    • 63kg – feminino Aléxia Castilhos

    • 73kg – masculino Jeferson Santos

    Luta livre olímpica

    • Até 62kg – feminino Lais Nunes

    • Até 57kg – feminino Giullia Penalber

    Natação

    • 400m medley – masculino Brandonn de Almeida

    • 4x100m medley – feminino

    • 200m medley – masculino Leonardo Santos

    • 800m livre – feminino Viviane Jungblut

    • 200m livre – feminino Larissa Oliveira

    • 100m borboleta – masculino Vinicius Lanza

    • 200m costas – masculino Leonardo de Deus

    • 4x200m livre – feminino

    • 100m costas – feminino Etiene Medeiros

    • 400m livre – masculino Luiz Altamir

    • 100m livre – feminino Larissa de Oliveira

    Natação em águas abertas

    • feminino Viviane Junglbut

    Patinação artística

    • masculino Gustavo Casado

    Pelota basca

    • Fronton 36 – Mano individual – masculino Felipe Otheguy

    Pentatlo moderno

    • feminino Isabela Abreu e Priscila Oliveira

    Pólo aquático

    • masculino

    • feminino

    Remo

    • Skiff duplo – masculino

    • Skiff quádruplo – masculino

    Salto ornamental

    • 10m sincronizado – masculino Kawan Pereira e Isaac Souza

    Surfe

    • Stand Up Paddle – feminino Nicolle Pacelli

    Taekwondo

    • entre 58kg e 68kg – masculino Paulo Ricardo Souza

    • acima de 80kg – masculino Maicon Andrade

    • entre 68kg a 80kg – feminino Raiany Fidelis

    Tiro esportivo

    • Fossa olímpica – masculino Roberto Schmits

    • Pistola de ar 10m – masculino Julio Almeida

    Tênis

    • Duplas – feminino Luisa Stefani e Carol Meligeni

    Tênis de mesa

    • Equipes – masculino

    • Individual – feminino Bruna Takahashi

    • Equipes – feminino Bruna Takahashi e Jessica Yamada

    Vela

    • Snipe – misto Juliana Duque e Rafael Martins

    • Nacra 17 – misto Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino

    Vôlei

    • masculino

    Vôlei de praia

    • feminino Carol Horta e Ângela Rebouças

México

37 36 63 136

Canadá

35 64 53 152

Cuba

33 27 38 98
10
ago

Quadro de Medalhas / PAN Lima 2019

Postado às 19:41 Hs

país ouro/ prata/ bronze= total

Estados Unidos

101 83 79 263

Brasil

 

50 39 64 153
  • Medalhas de ouro
    Atletismo

    • 3000m com obstáculos – masculino Altobeli Santos

    • 400m com barreiras – masculino Alison Santos

    • Arremesso de peso – masculino Darlan Romani

    • 10000m – masculino Ederson Pereira

    • 4x100m – masculino

    • 4x100m – feminino

    Badminton

    • masculino Ygor Coelho

    Boxe

    • 60kg – feminino Beatriz Ferreira

    Canoagem

    • Velocidade – C1 1000m – masculino Isaquias Queiroz

    • Slalom – C1 – feminino Ana Sátila

    • Slalom – K1 Extreme – feminino Ana Sátila

    • Slalom – K1 Extreme – masculino Pedro Gonçalves

    • Slalom – K1 – masculino Pedro Gonçalves

    Ginástica artística

    • Equipes – masculino

    • Barra fixa – masculino Francisco Barretto

    • Individual geral e aparelhos – masculino Caio Souza

    • Cavalo com alças – masculino Francisco Barretto

    Ginástica rítmica

    • Conjunto 3 aros e 2 maças – feminino

    Handebol

    • feminino

    Hipismo

    • Salto – masculino Marlon Zanotelli

    • Salto – masculino

    Judô

    • 57kg – feminino Rafaela Silva

    • 60kg – masculino Renan Torres

    • 52kg – feminino Larissa Pimenta

    Levantamento de peso

    • Acima de 109kg – masculino Fernando Reis

    Natação

    • 4x100m medley – misto

    • 4x100m livre – masculino

    • 4x200m livre – masculino

    • 50m livre – masculino Bruno Fratus

    • 100m livre – masculino Marcelo Chierighini

    • 200m livre – masculino Fernando Scheffer

    • 50m livre – feminino Etiene de Medeiros

    • 200m borboleta – masculino Leonardo de Deus

    • 100m peito – masculino João Gomes

    Natação em águas abertas

    • feminino Ana Marcela Cunha

    Patinação artística

    • feminino Bruna Wurts

    Surfe

    • Stand Up Paddle – feminino Lena Guimarães

    • Longboard – feminino Chloe Calmon

    Taekwondo

    • entre 58kg e 68kg – masculino Edival Marques – Netinho

    • entre 58kg e 68kg – feminino Milena Titoneli

    Triatlo

    • feminino Luisa Baptista

    • misto Luisa Baptista, Kauê Willy, Vittória Lopes e Manoel Messias.

    Tênis

    • Individual – masculino João Menezes

    Tênis de mesa

    • masculino Hugo Calderano e Gustavo Tsuboi

    • Individual – masculino Hugo Calderano

    Vela

    • 49er – masculino Marco Grael e Gabriel Borges

    • RS: X – feminino Patrícia Freitas

    • 49er FX – feminino Martine Grael e Kahena Kunze

    • Kite – masculino Bruno Lobo

    • Sunfish – masculino Matheus Dellagnelo

  • Medalhas de prata
    Atletismo

    • 5000m – masculino Altobeli Santos

    • Arremesso de disco – feminino Andressa Morais

    • 200m – feminino Vitória Rosa

    • 100m – masculino Paulo André

    • Salto com vara – masculino Augusto Dutra

    • Marcha 20km – masculino Caio Bonfim

    Boliche

    • Individual – masculino Marcelo Suartz

    Boxe

    • 81kg – masculino Keno Marley

    • 57kg – feminino Jucielen Cerqueira

    • 75kg – masculino Hebert Sousa

    Ciclismo

    • Mountain bike – masculino Henrique Avancini

    • BMX – masculino Anderson Ezequiel

    • Estrada – masculino Magno Nazaret

    • BMX – feminino Paola Reis

    Esgrima

    • Florete – masculino

    Ginástica artística

    • Argolas – masculino Athur Zanetti

    • Individual geral e aparelhos – masculino Arthur Nory

    • Barra fixa – masculino Arthur Nory

    • Barras paralelas – masculino Caio Souza

    Ginástica rítmica

    • Fita – feminino Bárbara Domingos

    Hipismo

    • Completo –

    Judô

    • 66kg – masculino Daniel Cargnin

    Luta livre olímpica

    • Até 76kg – feminino Aline da Silva

    Natação

    • 400m medley – masculino Leonardo Santos

    • 4x100m livre – feminino

    • 800m livre – masculino Miguel Valente

    • 400m livre – masculino Fernando Scheffer

    • 200m livre – masculino Breno Correia

    • 4x100m livre – misto

    • 100m costas – masculino Guilherme Guido

    Remo

    • Dois sem – masculino Xavier Vela e Pau Vela

    Surfe

    • Stand Up Paddle – masculino Vinnicius Martins

    Taekwondo

    • até 49kg – feminino Talisca Reis

    • entre 68kg a 80kg – masculino Ícaro Martins

    Triatlo

    • feminino Vittória Lopes

    • masculino Manoel Messias

    Tênis de mesa

    • misto Gustavo Tsuboi e Bruna Takahashi

    Vela

    • Laser – masculino Bruno Fontes

    • Lightning – misto

  • Medalhas de bronze
    Atletismo

    • Marcha 20km – feminino Erica Sena

    • 110m com barreiras – masculino Eduardo Rodrigues de Deus

    • Arremesso de disco – feminino Fernanda Martins

    • 100m – feminino Vitoria Rosa

    Badminton

    • feminino Tamires Santos e Fabiana Silva

    • feminino Jaqueline Lima e Samia Lima

    • misto Fabricio Farias e Jaqueline Lima

    • masculino Fabricio Farias e Francielton Farias

    Boxe

    • 91kg – masculino Abner Teixeira

    • 75kg – feminino Flavia Tereza

    Canoagem

    • Slalom – C1 – masculino Felipe Borges

    • Velocidade – K1 500m – feminino Ana Paula Vergutz

    • Velocidade – K1 1000m – masculino Vagner Souta

    Caratê

    • Até 50kg – feminino Jessica de Paula

    • Kata equipe – feminino

    • Kata equipe – masculino

    Ciclismo

    • Pista – masculino

    • Mountain bike – feminino Jaqueline Mourão

    Esgrima

    • Florete – feminino Ana Beatriz Bulcão

    • Espada – feminino Nathalie Moellhausen

    Esqui aquático

    • Wakeboard – feminino Mariana Nep

    Ginástica artística

    • Solo – feminino Flávia Saraiva

    • Individual geral – feminino Flávia Saraiva

    • Equipes – feminino

    Ginástica rítmica

    • feminino Natália Gaudio

    • feminino

    • Conjunto 5 bolas – feminino

    Handebol

    • masculino

    Hipismo

    • Completo – masculino Carlos Parro

    • Adestramento – masculino

    Judô

    • 73kg – masculino Jeferson Santos

    Luta livre olímpica

    • Até 57kg – feminino Giullia Penalber

    • Até 62kg – feminino Lais Nunes

    Natação

    • 400m livre – masculino Luiz Altamir

    • 4x200m livre – feminino

    • 400m medley – masculino Brandonn de Almeida

    • 100m costas – feminino Etiene Medeiros

    • 200m costas – masculino Leonardo de Deus

    • 800m livre – feminino Viviane Jungblut

    • 100m livre – feminino Larissa de Oliveira

    • 100m borboleta – masculino Vinicius Lanza

    • 200m livre – feminino Larissa Oliveira

    Natação em águas abertas

    • feminino Viviane Junglbut

    Patinação artística

    • masculino Gustavo Casado

    Pelota basca

    • Fronton 36 – Mano individual – masculino Felipe Otheguy

    Pentatlo moderno

    • feminino Isabela Abreu e Priscila Oliveira

    Pólo aquático

    • feminino

    Remo

    • Skiff duplo – masculino

    • Skiff quádruplo – masculino

    Salto ornamental

    • 10m sincronizado – masculino Kawan Pereira e Isaac Souza

    Surfe

    • Stand Up Paddle – feminino Nicolle Pacelli

    Taekwondo

    • entre 68kg a 80kg – feminino Raiany Fidelis

    • entre 58kg e 68kg – masculino Paulo Ricardo Souza

    • acima de 80kg – masculino Maicon Andrade

    Tiro esportivo

    • Pistola de ar 10m – masculino Julio Almeida

    • Fossa olímpica – masculino Roberto Schmits

    Tênis

    • Duplas – feminino Luisa Stefani e Carol Meligeni

    Tênis de mesa

    • Individual – feminino Bruna Takahashi

    • Equipes – feminino Bruna Takahashi e Jessica Yamada

    • Equipes – masculino

    Vela

    • Nacra 17 – misto Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino

    • Snipe – misto Juliana Duque e Rafael Martins

    Vôlei

    • masculino

    Vôlei de praia

    • feminino Carol Horta e Ângela Rebouças

México

36 30 57 123

Canadá

33 58 48 139

Cuba

28 24 35 87
out 26
segunda-feira
18 22
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
91 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.838.123 VISITAS