06
jan

Posição

Postado às 21:10 Hs

Beto é contra taxação de

“Sou contra qualquer medida que burocratize e dificulte o crescimento de energias renováveis em nosso país”. Esta é a posição do deputado federal Beto Rosado (PP), sobre a proposta da Agência Nacional de Energia Elétrica(Aneel) que prevê a mudança na resolução normativa 482 de 2012, cobrando dos novos consumidores.

O progressista chama atenção para o grande salto da energia solar nos últimos anos, principalmente na região Nordeste onde o sol é abundante na maior parte do ano.

“Quando este tema chegar à Câmara, vou votar para que seja proibido taxar a energia solar. Chega de novos impostos para os brasileiros”, ressalta Beto.

Foto cedida

O uso de energia solar está em crescimento em todo o mundo. No Brasil não é diferente. Há uma expectativa para que o país termine este ano entre os 20 países com maior geração de energia solar.

Em 9 de outubro do ano passado, o Brasil contava 438,3 MW de potência instalada de geração solar, correspondentes a 15,7 mil instalações, de acordo com dados do Ministério de Minas e Energia (MME).

O Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE 2024) estima que a capacidade instalada de geração solar chegue a 8.300 MW em 2024, sendo 7.000 MW geração descentralizada e 1.300 MW distribuída. A proporção de geração solar deve chegar a 1% do total.

Em Mossoró, já há uma procura crescente para instalação de usina de geração de energia solar para uso residencial e comercial e uma enorme expectativa de empresas que atuam no setor para os próximos anos.

Diretor de uma empresa que faz projetos e instala usinas para geração de energia solar, Pedro Eugênio Cunha de Azevedo afirma que é uma questão de tempo para todos fazerem sua usina e gerar sua própria energia. “As pessoas têm algumas dúvidas, o que é natural, pois é coisa nova no mercado. Mas quando as pessoas entenderem o que é a energia solar, todo mundo vai fazer. Há uma grande redução de custos, seja para pessoas física ou jurídica”, destaca. Pedro acredita que o segmento vai dar um grande salto no próximo ano e que em breve haverá empresas vendendo kits de energia solar na cidade.

Ele ressalta que as vantagens são muitas, principalmente no tocante à economia que o uso de energia solar proporciona. “Você faz um investimento, seja a vista ou financiado, e elimina a conta mensal de energia”, destaca, acrescentando que, em muitos casos, o valor da prestação do financiamento fica abaixo da conta de energia. O investimento depende do projeto e do consumo de energia elétrica, variando entre R$ 10 mil e R$ 16 mil para uma casa popular.

Administrador de uma empresa que também atua no segmento, Criste Jones informa que uma usina para uma casa de padrão popular leva um investimento de R$ 12 mil para um consumo de 150 kwh/mês.

Para que mais brasileiros adiram à energia solar, o MME lançou, em 2015, o Programa de Geração Distribuída de Energia Elétrica (PROGD). O objetivo é estimular a geração de energia pelos próprios consumidores (residencial, comercial, industrial e rural) com base em fontes renováveis, em especial a fotovoltaica. Segundo o ministério, há potencial para a instalação de 23,5 GW até 2030.

14
mar

Ufersa receberá Selo Solar

Postado às 13:57 Hs

A Ufersa será a primeira universidade brasileira a receber o selo solar por causa da construção da usina solar no Campus Sede, em Mossoró. A instituição recebeu as orientações de utilização em formato digital e o convite para receber a certificação no IX Seminário Energia Mais Limpa, que ocorre anualmente em Florianópolis, durante o mês de junho, bem como o convite para apresentar o case da Ufersa no evento. O selo solar tem como objetivo reconhecer as instituições que se preocupam com os impactos ambientais de sua atividade e procuram reduzir as emissões de gases do efeito estufa através do uso da energia solar.
03
mar

Na China

Postado às 12:02 Hs

Rafael Motta visita fazenda de energia solar na China

O deputado federal Rafael Motta (PSB) visitou uma “solar farm”, uma especie de fazenda de energia solar, na cidade chinesa de Jiangshan. O local alia produção energética ao cultivo de plantas medicinais chinesas. “A China é hoje o maior produtor de energia solar do mundo e podemos adaptar experiências positivas como essas para o Brasil, em especial o Nordeste, que tem grande potencial devido às condições climáticas da região e a irradiação solar”, afirmou o deputado federal.

A solar farm visitada por Rafael Motta tem mais de 700 mil células fotovoltaicas, instaladas pela Chint, mesma empresa que assinou um protocolo de intenções com o Governo do Estado para a instalação de uma fábrica de produção de placas para captação de energia solar no Rio Grande do Norte.

“A solar farm tem mais de 400 hectares e 200 megawatts instalados. Além disso, no espaço há também cultivo de plantas medicinais, feito pela comunidade local, gerando renda não só para os técnicos, como também para os pequenos agricultores”, afirmou o parlamentar. Integrante da Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados e secretário da Frente Parlamentar de Engenharia, Infraestrutura e Desenvolvimento Econômica, Rafael Motta visitou a China em missão oficial.

Fonte: Assessoria

02
mar

Parceria

Postado às 22:47 Hs

Robinson conhece ZPE chinesa e propõe parceria comercial com RN. O governador Robinson Faria e a comitiva potiguar em missão comercial na China visitaram, nesta quinta-feira, o Parque Nacional de Alta Tecnologia Industrial de Suzhou, que abriga uma Zona de Processamento de Exportações (ZPE) que recebe produtos de outros países e os processa para a distribuição na China. A ZPE de Suzhou, junto com outras zonas econômicas especiais, é apontada como viabilizadora do crescimento da produção industrial na China. “Foi uma visita muito importante dentro da nossa missão comercial na China, porque além de termos conhecido e compreendido o funcionamento desta área, fizemos contatos importantes, em que pudemos apresentar as potencialidades do Rio Grande do Norte, especialmente no que diz respeito à exportação de frutas, peixes, camarão e alimentos em geral, e percebemos um grande interesses dos chineses especialmente pela localização estratégica do nosso Estado”, afirmou o governador, a respeito da visita.
27
fev

Na China

Postado às 12:17 Hs

Governador assina protocolo para instalação de indústria de placas fotovoltaicas no RN. Dando prosseguimento à agenda de trabalho na China, o governador Robinson Faria se reuniu nesta segunda-feira, 27, como a diretoria da indústria fabricante de placas fotovoltaicas para produção de energia solar Chint Eletrics Co. Na ocasião, na cidade de Xangai, foi assinado o protocolo de intenções para a construção de uma fábrica da Chint no Rio Grande do Norte. “A nossa missão comercial à China é bem sucedida e a assinatura deste acordo de cooperação tecnológica e estratégica com a Chint vai gerar emprego e renda em nosso Estado e atrair novos investimentos”, destacou Robinson Faria que fez uma ampla explanação, em vídeo, sobre as potencialidades econômicas do Rio Grande do Norte, as opções turísticas e sobre a segurança jurídica que o Estado hoje oferece aos investidores.
09
fev

Parceria

Postado às 1:48 Hs

Rafael Motta firma parceria com Greenpeace para instalação de energia solar em Serra Negra.

O deputado federal Rafael Motta (PSB) e o prefeito do município de Serra Negra do Norte, Sérgio Fernandes (PSDB), firmaram parceria na tarde desta quarta-feira (08) com a ONG não governamental, Greenpeace, para viabilizar a instalação de equipamentos que irão fornecer energia solar a escolas públicas do município. Serra Negra será o primeiro município do Estado a receber o projeto pioneiro de energia solar em sua estrutura pública, e o financiamento do projeto será por meio de emenda parlamentar de autoria do deputado Rafael Motta, encartada ao Orçamento Geral da União para a aquisição de painéis fotovoltaicos.

“Uma das prioridades do nosso mandato é promover o desenvolvimento da energia solar em todo o Estado, pois é necessário conscientizar a população sobre a importância de utilizar energia renovável para benefício da sociedade e do meio ambiente, além de representar uma economia para a administração pública”, disse Rafael Motta. Durante a audiência para o estabelecimento da parceria, Mariana Chaves, que integra a Diretoria do Greenpeace, confirmou que a ONG enviará uma equipe técnica até Serra Negra, com o objetivo de elaborar o projeto para aquisição e instalação dos equipamentos via emenda parlamentar por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

 Greenpeace

Greenpeace é uma organização não governamental internacional com sede em mais de 40 países que tem como missão defender o meio ambiente e o investimento em energia renovável.

31
jan

Ufersa Mossoró inaugura usina solar

Postado às 17:26 Hs

Há dois meses em funcionamento, a Usina Solar Fotovoltaica da Universidade Federal Rural do Semi-Árido foi inaugura na manhã desta terça-feira, 31, pelo reitor da Ufersa, professor José de Arimatea. A solenidade lotou o auditório da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura. A inauguração, prestigiada pelos representantes da Fapern, Prefeitura de Mossoró, Cosern e Fundação Guimarães Duque, representa um passo importante da instituição rumo ao investimento em energia renovável e preservação ambiental. Na ocasião, o professor José de Arimatea anunciou que pretende expandir a iniciativa para os campi de Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros. Apesar do pouco tempo de funcionamento, os professores e pesquisadores da instituição já constatam a viabilidade do projeto que resultou de um prêmio recebido pela Universidade no valor de R$ 1 milhão. Em 2015, a Ufersa conquistou a 2ª colocação no Prêmio Ideia, do Ministério da Educação, voltado para ideias inovadoras na economia de água e energia.
06
jul

Aprovado

Postado às 22:16 Hs

Comissão aprova emenda de Rafael Motta que incentiva uso de energia solar em prédios públicos

 A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (06) a emenda do deputado federal Rafael Motta (PSB), que incentiva a geração de energia renovável, tais como fotovoltaica e eólica, em prédios públicos do Brasil. A proposta deverá ser encartadas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Desde 2012, os brasileiros já podem gerar sua própria eletricidade por fontes renováveis, como a energia solar fotovoltaica, reduzindo os custos da conta de luz. Com esta possibilidade o poder público pode dar exemplo à sociedade e incentivar a instalação de sistemas solares, o que irá reduzir suas emissões e economizar parte dos recursos que gasta com a compra de eletricidade para escolas e hospitais.

O parlamentar teve ainda emendas aprovadas em mais duas comissões: Educação e Turismo. Na Comissão de Educação, as emendas visam reestruturar a expansão das Instituições Federais de Ensino Superior, e estruturar a educação básica com a aquisição de material e reformas de escolas.

Já na Comissão de Turismo, as emendas do deputado estão ligadas aos projetos que tem como objetivo melhorar a infraestrutura urbanística dos setores envolvidos com as atividades turísticas, tais como estradas, rodovias, viadutos, orlas fluviais e terminais rodoviários. A outra emenda do parlamentar que visa o desenvolvimento do turismo tem a finalidade de qualificar os profissionais do setor turístico.

12
nov

Em debate

Postado às 13:40 Hs

Audiência discute geração e uso de energia solar no RN. A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte realizou, na tarde desta quarta-feira (11), uma audiência pública para discutir a importância e os benefícios do uso da energia solar no estado. Reunindo autoridades no assunto e os deputados deputados Hermano Morais (PMDB), George Soares (PR) e Fernando Mineiro (PT), o encontro debateu a proposta do peemedebista, propositor da audiência, que institui a Política Estadual de Incentivo ao Uso de Energia Solar. Durante o encontro, o suplente de senador e presidente do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE), Jean-Paul Prates, falou sobre o momento propício para investimentos em energia solar. Segundo Prates, em 11 anos, os investimentops mundiais em desenvolvimento de energias renováveis cresceram 10 vezes, saltando dos US$ 27 bilhões, em 2003 para US$ 270 bilhões, no ano passado. Somente em energia solar, os investimentos foram de US$ 150 bilhões, com US$ 7,5 bilhões investidos no Brasil.
10
nov

Em debate

Postado às 12:18 Hs

Assembleia vai debater política de incentivo ao uso da energia solar nesta quarta

Por proposição do deputado estadual Hermano Morais (PMDB), a Assembleia Legislativa promove nesta quarta-feira (11), às 14h, uma Audiência Pública para debater a implantação da política estadual de incentivo ao uso da energia solar no Rio Grande do Norte.“A política estadual visa estimular o uso da energia alternativa em nosso estado, em especial a energia solar, como forma de sustentabilidade ambiental e economia financeira. Cabe, de forma simples, a captação da energia luminosa proveniente do sol e posterior transformação de energia em alguma forma utilizável pelo homem, seja diretamente para aquecimento de água e outros fluídos ou ainda como energia elétrica”, explica Hermano.

A competência originária para legislar sobre material que diz respeito à energia e sua exploração é da União. Porém, o Estado tem a competência para agir a fim de incentivar e patrocinar políticas de desenvolvimento energético, em consonância com as diretrizes gerais da legislação federal. Esse é um dos temas que serão debatidos no evento, que vai contar com a participação de representantes do Governo do Estado, dos municípios, dos órgãos ligados ao meio ambiente e agricultura, além de instituições de pesquisa e ensino.

04
set

Promissor

Postado às 10:27 Hs

Sistema usa sol para superar falta de água na agricultura

A falta de chuvas e o aumento dos custos da energia estão entre os principais desafios enfrentados pelos pequenos agricultores. Por conta disso, a procura por um produto criado por uma empresa de Itupeva (SP) vem crescendo consideravelmente desde o ano passado. Trata-se do Sistema Anauger Solar, um sistema de bombeamento de água movido a energia solar que pode também servir como modelo para ser usado aqui no Rio Grande do Norte.

Segundo Marco Aurélio Gimenez, diretor comercial da Indústria de Motores Anauger, o produto começou a ser desenvolvido ainda nos anos 1990. No entanto, seu lançamento comercial era inviável na época devido aos altos custos da tecnologia de captação solar. A situação começou a mudar nos anos 2000, com a entrada dos recursos digitais no setor. “A evolução da eletrônica, além de baratear, trouxe um controle muito maior aos sistemas. Graças a isso, pudemos patentear e lançar o produto em 2006”, diz. (Agência de Notícias)

04
set

Artigo

Postado às 8:40 Hs

A capacidade instalada no Brasil levando em conta todos os tipos de usinas que produzem energia elétrica é da ordem de 132 gigawatts (GW). Deste total menos de 0,0008% é produzida com sistemas solares fotovoltaicos (transformam diretamente a luz do Sol em energia elétrica). Só este dado nos faz refletir sobre as causas que levam nosso país a tão baixa utilização desta fonte energética tão abundante, e com características únicas. O Brasil é um dos poucos países no mundo, que recebe uma insolação (numero de horas de brilho do Sol) superior a 3000 horas por ano. E que na região Nordeste conta com uma incidência média diária anual entre 4,5 a 6 kWh. Por si só estes números colocam o pais em destaque no que se refere ao potencial solar. Diante desta abundância, então porque persistimos em negar tão grande potencial? Por dezenas de anos, os gestores do sistema elétrico (praticamente os mesmos) insistiram na tecla de que a fonte solar é cara, portanto inviável economicamente quando comparadas com as tradicionais. Até a “Velhinha de Taubaté” (personagem do magistral Luis Fernando Veríssimo), que ficou conhecida nacionalmente por ser a última pessoa no Brasil que ainda acreditava no governo, sabe que o preço e a viabilidade de uma dada fonte energética dependem muito da implementação de políticas públicas, de incentivos, de crédito com baixos juros, de redução de impostos. Enfim, de vontade política para fazer acontecer.
02
jun

Energia Solar é destaque

Postado às 22:13 Hs

Até bem pouco tempo …

País tropical que até pouco tempo atrás ignorava o potencial da energia solar, o Brasil tem agora 13 Estados aptos a explorar em residências essa fonte alternativa. Embora o custo de produção continue alto, as elevadas tarifas pagas pelo consumidor de algumas regiões compensam a instalação de um microparque gerador de energia nas residências.

A energia solar custa cerca de R$ 500 o megawatt-hora no Brasil, valor quase quatro vezes superior à média dos leilões de energia entre 2004 e 2011, de R$ 122 o MWh. O valor efetivamente pago pelo consumidor residencial, no entanto, está próximo do da solar, por causa dos custos de transmissão, distribuição e impostos, que não incidem sobre essa fonte.

“O custo da energia solar está muito acima dos valores praticados hoje [nos leilões], mas ela pode ter espaço nas residências”, diz Alexandre Zucarato, gerente de Inteligência de Mercado da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

05
abr

Fonte renovável

Postado às 15:39 Hs

A Petrobras recebeu parecer favorável da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), na última segunda-feira, para o projeto de pesquisa e desenvolvimento de uma usina de energia solar de 1,1 megawatt (MW) em Alto do Rodrigues, município situado a 200 quilômetros de Natal. A usina será instalada no terreno da Usina Termelétrica (UTE) Jesus Soares Pereira, da Petrobras, e a energia gerada será utilizada pela própria Companhia.

O projeto começará a ser desenvolvido este ano e contribuirá para aperfeiçoamento dos dados públicos sobre geração de energia solar (fotovoltaica), para a expansão da rede de laboratórios de ensaios e certificação de equipamentos, e para a formação de profissionais de nível técnico e superior dedicados a essa área. O custo total é estimado em R$ 20,9 milhões, e a previsão para início da operação é o segundo semestre de 2014.

jun 5
sexta-feira
13 58
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
20 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5824958 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram